P. 1
HISTÓRIA DA ARTE (Completo)

HISTÓRIA DA ARTE (Completo)

|Views: 770|Likes:
Publicado porPaloma Domingues

More info:

Published by: Paloma Domingues on Dec 13, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/06/2012

pdf

text

original

História da Arte

Diferente de outros animais, o homem raciocina tem sentimentos e desenvolveu habilidades de fazer coisas. (Pegar usando o "Polegar opositor" aos outros dedos). A arte é uma forma de comunicação , com ela o artista s e expressa, deixa sua marca se perpetua. O artista se vale do que produz para contar coisas que se passam na sua alma e na sua comunidade. O valor de uma obra de arte depende de seu significado comunitário. Na terra existem pelo menos dois mundos: O da natureza Existe independente de nós. O da cultura Foi criado por nós. A arte iguala as pessoas. Somos sócios do artista, formamos a comunidade que cria condições para que a arte aconteça. Cultura É o conjunto dos padrões comportamentais de um povo, (fala, religião, folclore, tradições, arte, etc.). É um patrimônio coletivo . TIPOS DE ARTE Pintura Desenho e cor Escultura Dança Poesia Literatura Musica Canto, Letra e Instrumental Cênicas Teatro Televisão Cinema: Filmes e Vídeo arte. Arquitetura Construção Designer Fotografia Interpretação óptica do real Montagem Vídeo arte

(Vai depender de seu significado comunitário). maneira de pintar).P.. É a mensa gem que se quer transmitir Conteúdo formal A escola em que foi tratada. Conteúdo subjetivo É o titulo que o artista ou o observador cria. (M. chega a ser empírica Análise formal Escola que foi tratada. (M. organiza os elementos visuais em um campo. Romantismo. fazendo com que a organização se torne uma composição. Análise subjetiva Baseada em experiências pessoais. Cubismo.. a composição se torne uma obra de arte.. Impressionismo. Basta olhar para o quadro e dizer o que está vendo. ou não.D. É a imagem principal. Composição artística ou natural Composição artística é quando os elementos visuais passam pelas mãos do artista. lembranças. maneira de pintar). CONTEÚDO É aquilo que a obra contém: Mensagem Linha Forma O conteúdo pode ser: Objetivo Subjetivo Formal Conteúdo objetivo Aquilo que serviu de modelo. etc. e desta forma. é a natureza. . Composição natural são as que não são feitas pelas mãos do homem. ANÁLISE DE UMA OBRA DE ARTE A análise pode ser Objetiva. Ex: Barroco. em uma teoria.Composição dos elementos visuais O artista é o ser criador. subjetiva ou formal Análise objetiva Baseada em um estudo.D.P.

OBSERVAÇÃO DE DETALHES Efeitos visuais de profundidade Perspectiva: Ponto de fuga. RITMO DE UMA OBRA DE ARTE O ritmo de uma obra pode ser calmo ou violento. Ritmo calmo Predomina horizontal e vertical e movimenta -se com inclinadas. ângulos e inclinadas (PCAI). Inclinadas e ângulos: existe movimento. A leitura quanto ao ritmo pode ser objetiva ou subjetiva. Ritmo Objetivo Baseada em uma teoria. . Análise objetiva do ritmo através da linha Horizontal e vertical: o ritmo é calmo. Superposição: Um elemento sobrepõe o outr o. Modulado: Muitas cores para dar o efeito de profundidade ou volume. Cores em chapas: Profundidade conseguida através de cores em forma de chapas. Profundidade através da cor Caracterizam-se em: Modelado Modulado Cores em chapas Modelado: Única cor clareia e escurece. profundidade dada pela linha. Em um mesmo quadro. ângulos e curvas (PHVMIAC). Ritmo Subjetivo Depende da reação do observador. Ritmo violento Predomina curvas. podem existir as três técnicas. ex: o homem. Curvas: o ritmo é violento. Não foram nem modeladas nem moduladas. Diminuição: Formas que diminuem. Claro/escuro: Luz e sombra.

Expressão da comunicação. mudar seu estilo. cor. volume e textura. O BELO NA OBRA DE ARTE Belo como: Expressão do real. Expressão da comunicação Quando há uma abstração. pintar.Pode ocorrer que em um mesmo quadro haja árias de ritmo calmo e violento. Expressão do Real Tudo é tal qual a realidade das coisas (quase fotografico). . ou não. ESTILO NA OBRA DE ARTE Característica comum e constante Estilo da escola ou da época É o conjunto de características semelhantes e constantes empregadas por vários indivíduos numa determinada época ou escola de arte. escrever. É o modo próprio e pessoal de cada um. O ritmo pode ser dado também através da forma. Estilo do artista Cada artista tem seu jeito de falar. Expressão da Realidade Quando representa a realidade das coisas (estilizado). clássico . Em cada fase o artista pode. abstrato . etc. Expressão da realidade.

Japão. Arquitetura gótica. Neo Impressionismo Art Noveau Expressionismo. (Alemanha) Fovismo. que antes. Caráter profundamente religioso e espiritual. Não podemos esquecer. Pintura e escultura são usadas como elementos de decoração. Egito. Idade Média Final da Idade Média Em 1500 Em 1600 Até 1830 Até 1850 Até 1874 Em 1874 Em 1892 Em 1905 Em 1905 Em 1908 Em 1909 Em 1910 Gótico Humanismo Renascimento Barroco e Rococó Neoclássico Romantismo Realismo Impressionismo. . Africa. já se fazia arte em todo o mundo. algumas datas aproximadas de escolas e movimentos artísticos a partir da Idade Média. Deus como centro do universo e medida de todas as coisas. como na Grécia e Roma antiga.CONTEÚDO FORMAL As Escolas Temos aqui. (França) Cubismo (Analítico e Sintético) Futurismo Abstracionismo Idade Média Características: Teocentrismo. Renuncia a profundidade espacial e perspectiva. Rejeita toda imitação da realidade. etc. o tratamento arbitrário das proporções e funções corporais.

Temas mitológicos. carne e alma. Deus e Diabo.Humanismo Período de transição entre o teocentrismo medieval e antropocentrismo renascentista. (Maria do Amparo Tavares Maleval). alegria e tristeza. O homem dessa época tenta atingir uma síntese entre o teocentrismo medieval que a igreja tenta reimplantar. O nu passa a fazer parte das obras como exaltação do físico. Renascimento Movimento que em oposição ao obscurantismo da idade média trouxe o homem de volta a luz. Características: Á vida religiosa deixa de ser o tema quase exclusivo da arte. passando à espaço de realizações plena do homem. Tenta conciliar forças antagônicas como razão e fé. Figuras religiosas são tratadas como se fossem humanas. à quem foi devolvido o corpo". Uso de temas clássicos da antiguidad Greco -romana. e orientou a arte. Conflito religioso. céu e terra. A vida profana (não pertencente a religião) começa a ganhar importância como assunto de arte. bem e mal. pureza e pecado. Barroco Arte da contra reforma. O mundo deixa de ser um lugar de tentações e pecados. força e expressão. reação á visão antropocêntrica do Renascimento. e o antropocentrismo que tanto veio acrescentar a humanidade com suas conquistas cientificas e culturais. Perspectiva que caracteriza a profundidade e a tridim ensionalidade. Características: . Uma visão mais cientifica do homem. espírito e matéria. Pintura e escultura tornam-se manifestações independentes e os artista passam a representar o mundo de maneira mais reali sta. O homem e não mais Deus. passa a ser considerado a medida de todas as coisas. O antropocentrismo atinge a plenitude. Características: Valorização da anatomia. com músculos.

Temas com fortes cargas religiosas. Usa temas nobres. Imitação da antiguidade clássica. Romantismo . XVII e XVIII. Rococó Estilo que caracterizou uma época de refinamento e delicadeza embora sempre associada a frivolidade. Ênfase á figura de primeiro plano. Ecletismo. Característica: Retrato da nobreza européia do séc. Características: Arte acadêmica de formas perfeitas. Idílios teatrais. Tenta melhorar a figura da pessoa ret ratada. Trabalha corrigindo as imperfeições da natureza. hierarquia. Roupas elegantes. Contornos mais rebuscados que o do barroco. substituindo a unidade geométrica e o equilíbrio da arte renascentista. Realce nos efeitos de luz e sombra. Escolha da cena em seu momento de maior intensidade dramática. Tudo convida a alegria. o virtuosismo e o brilho vazio do Rococó. Monumentalidade e opulência.Assimetria. Esta arte palaciana se esgota no final do século XVIII Neoclássico Um protesto contra a insinceridade e a sofisticação. Cenários bucólicos. Excesso de ornamentação. Conteúdo emocional intensificado. Ação e movimento. Realidade física dos corpos. Procura provocar emoção no espectador a través de gestos e expressões faciais.

ele pinta somente o que vê. igualdade e fraternidade transformaramse nas palavras de ordem da época. O povo torna-se assunto freqüente. Dinâmica da composição. Artigo primeiro: Os homens nascem e permanecem livres e iguais em direitos. Representação do mundo de maneira documental. A espiritualidade. Acontecimentos marcantes: Revolução francesa e Revolu ção industrial. Cheio de subjetivismo. questionando a existência de Deus. as diferenças sociais só podem se fundamentar no bem comum . Acontecimentos da época: Capitalismo industrial: o proletariado começa a se organizar e acontece o manifesto comunista de 1848. Declaração dos direitos do homem e do cidadão. etc. Em segundo estágio. 1ª Escola Dramática. liberdade. dor. O pintor realista não é um desenhista como o clássico e nem um colorista como o romântico. ex: A liberdade. Impressionismo . Pinceladas largas. Charles Darwin publica A origem das espécies que expõe a teoria da evolução d as espécies por seleção natural. Realismo Analisa o mundo a partir da observação de fatos. Características: Nitidez da imagem. Arte acadêmica. Intensidade de cores.Maneira emotiva de representar a realidade. angustia. Precisão de contornos. o misticismo. Em primeiro estágio a euforia. Liberdade de gestos. a religião ficam em segundo plano. vem a frustração diante da realidade. apontando soluções para os problemas do proletariado. Forças históricas são personificadas. ele vê o mundo como se estivesse olhando através de uma vidraça. Características: Grande dramaticidade. cólera.

Sombras claras. Paul Cézanne.G.(G. outros dizem qu e é a ruptura entre o acadêmico e 0 modernismo.G. Inspiração Dinamismo do mundo. pois pintavam em Pleno ar livre. Os impressionistas trabalhavam com pinceladas largas que foram diminuindo até se transformarem em pontos. A forma é tratada pela cor.P. P. a segunda escola dramática.) Expressionismo Também chamado de DIE BRUC = A ponte. Evolução) Impressionismo -> Neo Impressionismo -> Expressionismo (V. criando assim o Neo Impressionismo ou Pontilhismo ou Divisionismo (pulverização da matérias).L. Mistura da tinta na tela. uma ligação entre o que eu vejo e o que sinto. luz. Características: .) Grande Ruptura Linear Alguns críticos dizem que é a primeira escola moderna. Mistura óptica.G.Q.) Fovismo (P. As três primeiras escolas modernas V. Atitude não emotiva. Tendência á desaparecer a linha.) momento que passa. um elo entre o visível da realidade e o invisível do sentimento. Van Gogh. e (M.C. Características: Luminosidade atmosférica muito grande.R.C. Pintores influenciados por Van Gogh criaram o Expressionismo. a primeira escola moderna .) Cubismo (P. Os impressionistas são também chamados de plenaristas. sol. P.G. Paul Gaugin. cor.

. Elementar. esferas e cilindros. estrutura. Grande modulação. Cubismo Analítico Cuja decomposição é de difícil identificação. O Cubismo é. Decomposição e reorganização da forma segundo a imaginação do artista. ingênua e sem elementos intelectuais. e solidez da matéria . não se consegue identificar o todo. Cores puras. A Ruptura da Forma . Características: Formas limpas e largas. Paul Cézanne disse Quero tratar a natureza como se fossem cones. Chocante e feia em relação ao acadêmico. O objeto passa a ser apenas um pretexto para o desenvolvimento d a criação do artista. Cubismo Sintético Ele sugere a proposta. Impulso vital. Expressão com determinação da forma. A decomposição é feita no mesmo plano para poder sugerir o que ele quer transmitir. Fovismo vem de Fove = Fera . Efeito decorativo. Fortemente dramatizado. Futurismo Cubismo dinâmico. não estático Reação a estática do Cubismo. Sem interferência de elementos intelectual.Temáticas sociais. O objeto retratado é visto de dois ou mais ângulos ao mesmo tempo. Cubismo Criado por artistas influenciados por Paul Cézanne. Quero devolver a pintura aquilo que os impressionistas tiraram: peso. Fovismo Criado por artistas inspirados por Paul Gaiguin. Deformação da imagem visual.

Porque ela não vai dar mais nada para eles (Kandinsky). Substituir a imagem figurativa por linhas retas e traços luminosos. para entender a obra.. Geométrico (Formal). Depende do conteúdo subjetivo.Recusa a realidade visual para evitar a impressão de imobilidade. Novas tendências do abstracionismo Sensível ou Informal Tachismo Grafismo Orfismo Raionismo Geométrico ou Formal Suprematismo Concretismo Tachismo Do Francês Tachi = Manchas (Abstracionismo por manchas). Abstracionismo Sensível É quando formas e cores são criadas impulsivamente. Abstracionismo Obras cujas formas e cores não tem uma relação direta com a natureza Expressão de um sentimento mesmo que não possua um tema reconhecido. (Kandinsky) Os observadores vão ter que procurar. sobre completa liberdade ou infusão emocional.. Abstracionismo: Sensível (Informal). Abstracionismo Geométrico É quando as formas e as cores são criadas refletidas ou intelectualmente submetidas a uma disciplina geométrica. buscar o que quise r na minha obra de arte. para chegar ao conteúdo f ormal. .

(A ciência. Proclama a falência da razão. A abstração esta no tema e não na forma. Inutilizam as convenções dos objetos. Surrealismo . o direito de justiça. Caráter ilógico. Observando a forma. Dadaísmo A abstração no tema. Procure saber sobre os Festivais Dadaístas. linha. Características: Usa o ilógico. O Dadaísmo evoluiu para o Surrealismo. e textura é figurativo. volume . Raionismo A presença constante de raios. Posso não sentir. as artes em geral nada significava perante a guerra mundial). Nega-se a razão e exaltasse o irracional. Ligação constante do artista com a música. diante dos horrores da guerra . Intelectuais e artistas refugiados da primeira guerra mundial Expressaram sua decepção. O irracional como conduta da humanidade. Orfismo Certa ligação com a música muito subjetivo . cor. Nada mais tem razão ou sentido de ser. mas reconheço a proposta plástica. estanques e desdizes Suprematismo Grande organização de forma sobre forma È o desvendamento do nada Formas sobre formas que não levam a nada Concretismo Que leva ao extremo a organização de formas geométricas.Grafismo Formado por uma grafia não cognitiva. Saturação do campo visual. não existe espaço vago no campo visual.

(subconsciente). São ex: Modigliani e Marc Chagall. momento de introspecção. Pintura Metafísica Pintura acadêmica. inquietudes.Como funciona o nosso pensamento sem interferência do consciente. A arte hoje . A loucura.. Pintor do silencio. Real e irreal ao mesmo tempo. Aparece durante o Dadaísmo.. Capta o momento de espe ra.. Utiliza o Automatismo pisco puro. descreve o momento da espera em tudo que se cala. Ex: Miró. imaginações. Pinta incertezas. Marx Ernest e René Magrite. Ficaram com a tradição e aproveitaram muito ou pouco das escola s modernistas. Estados alucinatórios. (Mistura). Surrealismo Figurativo Representa o simbolismo de sua mensagem através de imagens figurativas Surrealismo Abstrato Representa o simbolismo de sua mensagem através de signos. Procura: Subconsciente. O Surrealismo contemporâneo tem caráter próprio de cada artista. Escola de Paris Grupo de artistas da Europa que foram à paris pintar até a década de 1930. símbolos. sinais ou simplesmente grafismos.. Surrealismo na História Pintores de caráter Surrealista: Ex: Arcimboldo e Bruguel Diferença entre Dadaísmo e Surrealismo Um é anárquico o outro tem princípios e doutrinas Trindade máxima do Surrealismo Salvador dalí. sonhos. Tudo que contrariasse a lógica. Sonho.

o artista tem que ter a mente aberta para o novo e A mente do observador também deve estar aberta para o novo .O homem tem necessidade de expressão e comunicação (que se da através da arte). independente da proposta. Entre os olhos objetivos da arte esta os de contestar. (no sentido de transformação). . Idade Moderna Aparece à pintura no cavalete. Temperas e Encáustica. A arte esta sempre evoluindo. A arte hoje envolve o conceito do novo . Evolução das técnicas Idade Média Pinturas nas paredes. ela também vai se modificar. Técnica a óleo. Acxon Paint Polok joga a tela no chão e joga tinta sobre ela. Afrescos. Toda vez que à uma quebra na estrutura social este homem se modifica e como a arte esta sempre ligada a ele. (Verificamos o mundo como suporte).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->