Você está na página 1de 23

i

SUMÁRIO

1.  INTRODUÇÃO ............................................................................................................. 2 


2.  OBJETIVO .................................................................................................................... 3 
3.  BIOGRAFIA ................................................................................................................. 4 
3.1  JAMES CLERK MAXWELL ................................................................................ 4 
3.2  NIKOLA TESLA .................................................................................................... 4 
3.3  MICHAEL FARADAY .......................................................................................... 5 
4.  DESENVOLVIMENTO DE OBRAS E TRABALHOS CIENTÍFICOS ................ 7 
4.1.  PRINCIPAIS TRABALHOS DE FARADAY ....................................................... 7 
4.1.1 O Inicio de Todas as Pesquisas ...................................................................... 7
4.1.2. Linhas de Força .............................................................................................. 7
4.1.2. Gaiola de Faraday .......................................................................................... 8
4.1.3. O Eletromagnetismo ...................................................................................... 8
5.  LEIS DE FARADAY DA ELETRÓLISE................................................................. 10 
6.  A LEI DE INDUÇÃO DE FARADAY ...................................................................... 11 
7.  PRINCIPAIS TRABALHOS DE TESLA ................................................................ 13 
7.1.  O início ................................................................................................................. 13 
7.2.  Vida nos Estados Unidos ...................................................................................... 13 
8.  PRINCIPAIS TRABALHOS DE MAXWELL ........................................................ 18 
8.1.  O Principio ............................................................................................................ 18 
8.2.  Eletromagnetismo ................................................................................................. 18 
8.3.  Eletrodinâmica e Teoria dos Gases ....................................................................... 19 
8.4.  Estudos Relacionados a Astronomia ..................................................................... 19 
8.5.  Áreas de Influencia de Teorias ............................................................................. 19 
9.  CONCLUSÃO ............................................................................................................. 21 
12.  BIBLIOGRAFIA......................................................................................................... 23 
2

1. INTRODUÇÃO

Este é um trabalho de pesquisa sobre as experiências realizadas por Michael Faraday,


Nikola Tesla e também James Clerk Maxwell.
A obra completa de Michael Faraday contém anotações de setembro de 1820 até
março de 1862. Esse material é uma importante fonte de informações, onde é possível
acompanhar a seqüência do trabalho experimental de Faraday durante esse período, isso se
deve ao fato de que suas anotações incluindo esboços de aparelhos, foram conservados e
publicados em sete volumes.
Cientista, Físico, Engenheiro Eletricista e muito mais que um Inventor, Tesla foi um
pioneiro de novos princípios, e com isso desbravou novos caminhos para o conhecimento que
até hoje não foram totalmente explorados. Deu-nos os componentes essenciais para o rádio
moderno, inventou o radar 40 anos antes da II Guerra Mundial e descobriu o campo
magnético rotativo que é a base da maioria dos dispositivos que trabalham com corrente
alternada. Inventou também a Bobina Tesla (Tesla coil), todo o sistema multifásico de
corrente alternada (AC) que se mantém inalterado em princípio desde que foi patenteado, o
motor de indução, a transmissão de eletricidade de corrente alternada, a comunicação sem
fios, as luzes fluorescentes e outras centenas de patentes.
James Clerk Maxwell foi um dos maiores cientistas que já viveu em nosso planeta
sendo muito admirado por muitos na comunidade científica recebendo elogios e sendo
apontado como o homem mais inteligente do mundo em sua época até mesmo pelo próprio
Einstein. Maxwell era um cientista nato, suas contribuições ao mundo da física foram
imensas, o que o fez um dos maiores físicos de todos os tempos. Maxwell, ao contrario de
Faraday, por exemplo, dominava e possuía a habilidade em descrever a física através da
matemática, e seus conceitos físicos foram representados por teorias matemáticas precisas que
até nos dias atuais permanecem intocáveis, tamanha a exatidão dos cálculos.
Maxwell elaborou diversas teorias no campo da física, sua teoria mais conhecida é
sobre o eletromagnetismo, porém, apesar de seu campo de atuação ser a física, suas teorias
tem ajudado diversas áreas, principalmente a matemática. Vamos estudar neste artigo a vida e
também as obras de Maxwell, onde teremos o conhecimento da sua relação física com a
matemática, e como isso foi relevante ao processo evolutivo da ciência moderna.
2. OBJETIVO

Este artigo traz um breve resumo da biografia e obras dos cientistas, inventores,
físicos, matemáticos, e diversos outros adjetivos que podemos atribuir a Maxwell, Tesla, e
Faraday. O pequeno resumo da biografia destes gênios é necessário para que possamos dar
um maior enfoque nas invenções que todos eles patentearam ou participaram do
desenvolvimento.
Dessa forma temos como objetivo apresentar suas obras e as verdadeiras contribuições
que todos estes inventos engenhosos trouxeram para a humanidade e para a sociedade global
desde a época em que desenvolveram até os dias de hoje.
Outro objetivo é descrever essas obras para que tenhamos conhecimento de como
foram concebidas e como eram experimentadas e postas em pratica. Deseja-se ainda neste
trabalho mostrar como todos estes cientistas relacionavam com os diversos conteúdos teóricos
e os colocavam em pratica como a física, química, matemática dentre outros.
Deseja-se ainda mostrar todo o caminho que todos estes grandes homens percorreram
e viveram para que todas suas idéias se tornassem algo real e utilizadas em larga escala ou
apenas serem reconhecidas.
3. BIOGRAFIA

3.1 JAMES CLERK MAXWELL

James Clerk Maxwell nasceu em Edimburgo em 13 de Junho de 1831 e morreu em


Cambridge, 5 de Novembro de 1879. Foi um físico e matemático britânico e é conhecido por
ter dado a forma final à teoria moderna do eletromagnetismo, que une a eletricidade, o
magnetismo e a óptica. Esta é a teoria é explicada através da equações de Maxwell, que é
chamada dessa forma em sua honra e porque ele foi o primeiro a escrevê-la juntando a lei de
Ampère, que ele próprio modificou, a lei de Gauss, e a lei da indução de Faraday.
Maxwell demonstrou que os campos elétricos e magnéticos se propagam juntos a
velocidade da luz. Ele apresentou ainda uma teoria detalhada da luz como sendo um efeito
eletromagnético, isto é, que a luz corresponde à propagação de ondas elétricas e magnéticas,
esta mesma hipótese já havia sido posta por Faraday. Demonstrou em 1864 que as forças
elétricas e magnéticas possuem a mesma natureza: uma força elétrica em determinado
referencial pode tornar-se magnética, e vice-versa. Maxwell também desenvolveu trabalhos
importantes em mecânica estatística, onde estudou a teoria cinética dos gases e descobriu a
chamada distribuição de Maxwell-Boltzmann.
Maxwell é até hoje considerado por muitos o mais importante físico do séc. XIX, o
seu trabalho em eletromagnetismo foi a base para a elaboração da teoria da relatividade de
Einstein e o seu trabalho em teoria cinética de gases fundamental ao desenvolvimento
posterior da mecânica quântica.

3.2 NIKOLA TESLA

Nikola Tesla nasceu em Smiljan, uma cidade do extinto Império Austríaco, em 10 de


Julho de 1856 e faleceu em Nova Iorque no dia 7 de Janeiro de 1943) foi um grande inventor
nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica, de etnia sérvia nascido na aldeia de
Smiljan, Vojna Krajina, no território da atual Croácia. Era súdito do Império Austríaco por
nascimento e depois se tornou um cidadão norte-americano. Tesla é muitas vezes descrito
como um importante cientista e inventor da idade moderna, citado como o homem que
"espalhou luz sobre a face da Terra". É mais conhecido pelas muitas contribuições
revolucionárias no campo do eletromagnetismo no fim do século XIX e início do século XX.
As patentes de Tesla e o seu trabalho teórico e prático formam as bases dos modernos
sistemas de potência elétrica em corrente alterna (AC), incluindo os sistemas de distribuição
de energia multifásicos e o motor AC, com os quais ajudou na introdução da Segunda
Revolução Industrial.
Apenas depois de demonstrar a transmissão sem fios (rádio) em 1894 e ser o vencedor
da "Guerra das Correntes", que Tesla se tornou extremamente respeitado como um dos
maiores engenheiros eletrotécnicos que trabalhavam nos EUA. Muitos dos seus primeiros
trabalhos foram pioneiros na moderna engenharia eletrotécnica e muitas das suas descobertas
foram importantes a desbravar caminho para o futuro.
Durante este período, nos Estados Unidos, a fama de Tesla rivalizou com a de
qualquer outro inventor ou cientista da história e cultura popular, mas pelo fato de ser um
excêntrico criador e às suas afirmações aparentemente bizarras, inacreditáveis e impercebíveis
ao publico muitas vezes leigos sobre o assunto sobre possíveis desenvolvimentos científicos,
Tesla caiu eventualmente no esquecimento e visto como um cientista louco. Nunca deu muita
atenção às suas finanças, Tesla morreu empobrecido aos 86 anos.
A unidade do SI que mede a densidade do fluxo magnético ou a indução magnética
geralmente conhecida como campo magnético "B", o tesla, foi nomeada assim em sua honra
na Conférence Générale des Poids et Mesures, Paris, 1960, assim como o efeito Tesla da
transmissão sem-fio de energia para aparelhos eletrônicos, efeito este que Tesla demonstrou
numa escala menor em lâmpadas elétricas em 1893 e aspirava usar para a transmissão
intercontinental de níveis industriais de energia no seu projeto inacabado da Wardenclyffe
Tower.

3.3 MICHAEL FARADAY

Michael Faraday nasceu em Newington, Surrey,em 22 de setembro de 1791 e faleceu


em Hampton Court, no dia 25 de agosto de 1867. Faraday foi físico e químico sendo
considerado um dos cientistas mais influentes e inteligentes de todos os tempos. Suas
contribuições e seus trabalhos mais conhecidos foram os estudos e experiências baseados nos
fenômenos da eletricidade e do magnetismo, mas ele também fez contribuições muito
importantes em química.
Faraday foi acima de tudo um grande experimentalista, com isso foi por muitas vezes
descrito como o "melhor experimentalista na história da ciência”, embora não conhecesse
matemática a fundo ou cálculos complexos como a matemática avançada ou ainda os cálculos
infinitesimais. Tanto suas contribuições para a ciência, e o impacto delas no mundo, são
certamente grandes: suas descobertas científicas cobrem áreas significativas da física e
química moderna, e a tecnologia desenvolvida baseada em seu trabalho está ainda mais
presente. Suas descobertas em eletromagnetismo deixaram a base para os trabalhos de
engenharia no fim do século XIX por pessoas como Edison, Siemens, Tesla e Westinghouse,
que tornaram possíveis a eletrificação das sociedades industrializadas, e seus trabalhos em
eletroquímica são agora amplamente usados em química industrial.
No campo da física, foi um dos pioneiros ao procurar entender as conexões entre
eletricidade e magnetismo. Em 1821, Oersted foi o primeiro a descobrir que a eletricidade e o
magnetismo estavam associados entre si, então Faraday publicou um trabalho ao qual
intitulou "rotação eletromagnética", este conceito de rotação é o princípio por trás do
funcionamento do motor elétrico. Em 1831, Faraday descobre a indução eletromagnética, o
princípio por trás do gerador e do transformador elétrico. Com esta descoberta e com todas as
suas idéias sobre os campos elétricos e os magnéticos incluindo a natureza dos campos em
geral, inspirou diversos trabalhos posteriores nessa área (um de seus influenciáveis foi
Maxwell), e diversos campos em que trabalhou são conceitos-chave inclusive da física atual.
Atuou no campo da química também e foi quem descobriu além de produzir os
primeiros cloretos de carbono conhecidos (C2Cl6 e C2Cl4), ajudou ainda a estender as
fundações da metalurgia e metalografia. Faraday foi ainda o primeiro cientista a ter sucesso
em liquefazer tipos de gases que nunca tinham sido liquefeitos; entre estes gases estão o
dióxido de carbono, o cloro, entre outros, com isso tornou-se possível a concepção de
métodos de refrigeração que foram muito utilizados. Há quem diga que sua maior
contribuição foi desenvolver a eletroquímica, e introduzir termos como eletrólito,ânodo,
catodo, eletrodo, e íon.
4. DESENVOLVIMENTO DE OBRAS E TRABALHOS CIENTÍFICOS

4.1. PRINCIPAIS TRABALHOS DE FARADAY

4.1.1 O Inicio de Todas as Pesquisas

Acreditando no principio de que todas as forças que se manifestam na natureza têm


origem comum. Faraday buscou comprovar de forma experimental tudo que defendia e isso o
levou a grandes descobertas no campo do eletromagnetismo.
Faraday fez grandes contribuições para os avanços da química moderna como
descoberta de dois cloretos de carbono, foi também um grande estudioso de ligas de aço e
produziu com suas pesquisas vários tipos novos de vidros.
Um desses vidros tornou-se historicamente importante por ser a substância em que
Faraday identificou a rotação do plano de polarização da luz quando era colocado num campo
magnético e também por ser a primeira substância a ser repelida pelos pólos de um ímã. Por
não conhecer a fundo princípios matemáticos, Faraday acreditava que as linhas do campo
elétrico e magnético eram entidades físicas reais e não como abstrações matemáticas. Suas
descobertas no campo da eletricidade ofuscaram quase que por completo a sua carreira
química.
Entre suas descobertas mais conhecidas a mais importante é a indução
eletromagnética, em 1831.

4.1.2. Linhas de Força

Como estava cada vez mais explicito os esforços para explicar a ação à distância entre
corpos com cargas elétricas, Michael Faraday, colocou se a observar o espectro formado por
limalhas de ferro espalhadas numa folha de papel colocada sobre um ímã, e depois de fazer
suas avaliações propôs um conceito correlato para o campo elétrico. Segundo ele, as linhas
formadas pelas limalhas de ferro, embora invisíveis, realmente existiam e, através delas se
podia visualizar o formato do campo na região e mais ainda, pois a maior ou menor
concentração dessas linhas indicava a maior ou menor intensidade de força a que outros
corpos ficavam sujeitos naquela região. A essas linhas Faraday deu o nome de “Linha de
Força” e definiu as “linhas de força” como a linha imaginária que tangencia o vetor campo
elétrico em cada ponto da região, conservando seu sentido.

4.1.2. Gaiola de Faraday

Este experimento foi desenvolvido Faraday para demonstrar que uma superfície
condutora eletrizada possui campo um campo elétrico nulo em seu interior uma vez que as
cargas vão se distribuir de forma homogênea na parte mais externa da superfície condutora,
isso pode ser comprovado com a Lei de Gauss, um exemplo dessa aplicação é o Gerador de
Van de Graaff.
No experimento de Faraday utilizou uma gaiola metálica, que era eletrificada e um
corpo dentro da gaiola poderia permanecer lá, isolado e sem levar nenhuma descarga elétrica.

Figura 01. Experimento prático da gaiola de faraday

4.1.3. O Eletromagnetismo

As primeiras experiências realizadas por Faraday eram alimentadas pela idéia de que
um fio conduzindo corrente deveria atrair ou então repelir os pólos magnéticos de uma agulha
magnética. Faraday colocou o fio condutor em uma posição vertical. Aproximando uma
agulha para verificar a posições de atração e repulsão, Faraday encontrou que para cada pólo
existiam duas posições atrativas e duas repulsivas, permitindo que a agulha tomasse sua
posição original em relação ao fio. A bateria utilizada foi o chamado calorimotor de Hare (que
pode ser visto na figura abaixo), e era formada por um conjunto de placas de zinco e cobre. O
fio conduzia a corrente elétrica gerada pelo aparelho. Os resultados obtidos são mostrados
abaixo através dos esboços e comentários numerados de Faraday encontrados no diário e
datados de 3 de setembro de 1821, mostrando as posições de atração e repulsão para os pólos
norte e sul.

Figura 02: Calorimotor de Hare

Estas sãos as posições determinadas inicialmente por Faraday:

Contudo se dedicou a examinar com mais cuidado e atenção os seus experimentos, e


com isso deduziu que cada pólo tinha 4 posições, 2 de atração e 2 de repulsão, assim:
5. LEIS DE FARADAY DA ELETRÓLISE

Em 1833, Faraday estava estudando o efeito elétrico da passagem de corrente elétrica


em soluções de sais em água e encontrou uma relação quantitativa entre a quantidade de uma
substância decomposta e a quantidade de eletricidade que passava através da solução, quando
fazia sua eletrólise numa célula eletrolítica.

Figura 03: Eletrólise em célula

Através desse experimento notou que a quantidade de eletricidade que liberava um


grama de hidrogênio liberava também quantidades específicas de outras substâncias. Dessa
forma, para cada 1 grama de hidrogênio liberado, 8 gramas de oxigênio, 36 de cloro, 125 de
iodo, 104 de chumbo e 58 de estanho eram liberados na eletrólise de seus respectivos
compostos. Denominou tais quantidades de “equivalentes eletroquímicos”. Sendo assim,
temos as seguintes Leis da Eletrólise:
1a Lei: Essa lei determina que a massa de uma substância eletrolisada é diretamente
proporcional à quantidade de eletricidade que foi ou será aplicada à solução.
m=kfQ
2a Lei: Segundo deduziu, toda vez que a mesma quantidade de eletricidade atravessa
diversos eletrólitos, as massas das espécies químicas libertadas nos eletrodos, assim como as
massas das espécies químicas decompostas, são diretamente proporcionais aos seus
equivalentes químicos.
m=kfE
onde:
kf =___ 1___
96500 .
6. A LEI DE INDUÇÃO DE FARADAY

Em 1831, Faraday tenta através de uma de suas experiências produzir uma corrente
elétrica através do campo magnético porém de forma inversa a que já tinha desenvolvido
Oersted; este conseguiu mostrar que um fio condutor de corrente elétrica quando próximo a
uma bússola alterava a direção da agulha da mesma, devido o surgimento de um campo
magnético gerado pela corrente elétrica. Porém com seus experimentos Faraday desenvolveu
o seguinte aparato:
Em dois setores distintos de um mesmo anel de ferro ele enrolou duas bobinas de fio
condutor isolado; por uma delas fez passar uma corrente produzida por uma pilha; a outra
bobina foi ligada a um galvanômetro; enquanto passava à corrente na bobina ligada a pilha,
nada ocorria na outra, porém no momento em que se interrompia ou reatava essa passagem,
aparecia outra corrente elétrica circulando na bobina ligada ao galvanômetro.

Figura 04: Experimento de Faraday.

Com essa experiência Faraday comprovou que a variação da corrente elétrica em uma
das bobinas induzia uma corrente elétrica independente na outra. O mesmo acontecia quando
um ímã é aproximado no interior de um fio enrolado em uma bobina. Ele deu como nome a
essa corrente que surgia corrente induzida e disseque era formada a partir da força
eletromotriz induzida produzida pela variação do número linhas de campo magnético que
atravessam a bobina, que em termos de fluxo magnético, a força eletromotriz induzida em um
circuito e dada pela Lei de Indução de Faraday:
A medida que estudava essas linhas e como o campo magnético se alterava, Faraday
percebeu que o fluxo magnético através da bobina variava com o tempo. Porém, antes de o
campo magnético começar a variar, não existia corrente na bobina. Para as cargas começarem
a se mover, elas precisam ser aceleradas por um campo elétrico. Este campo elétrico induzido
ocorria com um campo magnético variável, de acordo com a lei de Faraday. Sendo assim
Faraday elaborou uma nova fórmula para calculo dessas linhas de força:

Esta mesma formula foi muito utilizada por Maxuell, porem um pouco aprimorada por
ele mesmo da seguinte forma:

As descobertas de Faraday, foram sem duvidas fruto de um trabalho experimental


metódico, minucioso, e, sobretudo, inspirado uma intuição surpreendente e tiveram muita
importância para as ciências modernas com uma contribuição enorme para o desenvolvimento
da química e da física.
As leis da eletrólise revolucionaram a idéia atômica que se tinha em sua época e criou
varias controvérsias sobre o significado do átomo e de equivalentes químicos que só puderam
ser resolvidas com uma nova visão da moderna teoria atômica. Sua concepção do
eletromagnetismo foi o ponto de partida para as teorias modernas que temos para interpretar,
explicar e utilizar os fenômenos eletromagnéticos. Teve grande influencia nas formulações
das equações de Maxwell, e os luminosos.
São estes detalhes que fizeram de Faraday um dos maiores cientistas experimentais de
sua época, senão o maior da história, embora não conhecesse uma matemática mais
rebuscada.
7. PRINCIPAIS TRABALHOS DE TESLA

Em 1882 Tesla descreveu com detalhes a sua visão dos campos magnéticos rotativos,
e também o motor monofásico e o polifásico no seu bloco de notas. Inicia então a sua
atividade de aperfeiçoamento dos dínamos de corrente direta na Continental Edison, em Paris,
daí pra frente Tesla iria revolucionar o mundo com suas novas idéias sobre diversos campos
da ciência, inclusive o da elétrica

7.1. O início

Nikola Tesla era um engenhoso inventor desde criança. Uma das suas primeiras
invenções, e há os que consideram a primeira, foi um dispositivo simples de anzol e linha para
apanhar sapos. Os seus amigos imitaram o invento e dispositivos funcionavam tão bem que a
população de sapos na zona onde moravam foi praticamente erradicada. Construiu um moinho
em miniatura com características únicas, movendo-se sem pás. Esta invenção o inspirou mais
tarde a desenvolver as turbinas sem lâminas. Costumava sonhar em instalar sistemas de
recolha de energia nas cataratas do Niagara, sonho que veio a realizar, verificando novamente
suas visões.
Sua maior invenção quando jovem foi uma fantástica máquina potenciada por energia
de uma fonte natural: insetos. Tesla colou alguns insetos nas pás de uma estrutura de um a um
moinho de vento e a simples tentativa vã em voarem fazia a estrutura girar. Apesar de ser
considerado por muitos, um dos raros e falhos esforços de Tesla, o próprio permaneceu
sempre bastante orgulhoso do seu motor de insetos.
Em 1883, cria o seu primeiro motor de indução e inicia o desenvolvimento de vários
dispositivos que utilizavam campos magnéticos rotativos, sistema pelo qual recebe as patentes
em 1888.

7.2. Vida nos Estados Unidos

Por volta do ano de 1885, um ano depois de ter chegado a Nova Iorque - Estados
Unidos, desenvolveu lâmpadas mais simples, fiáveis, seguras e económicas que as utilizadas
na altura, e através da Tesla Electric Light Company teve sucesso na iluminação das ruas de
Nova Iorque. Foi afastado mais tarde da empresa ficando sem dinheiro, emprego e patentes.
Depois de tempos conturbados, e depois de muitos anos de busca e outros tantos na
sua imaginação, surge o primeiro motor de Corrente Alternada e os sistemas multifásicos.
Tesla tinha finalmente conseguido o que quase todos lhe disseram que não conseguiria,
apresentou-o à comunidade cientifica e ao público numa palestra extremamente publicitada e
tornou-se finalmente conhecido e respeitado por todos.
Nos anos que se seguem patenteia dezenas de dispositivos e conceitos relacionados
com corrente alternada: motores, geradores, transformadores, fios de transmissão, sistemas
multifásicos, consideradas das patentes mais valiosas desde a invenção do telefone.
1887 é um ano prolífero para Tesla: constrói o primeiro motor de indução de corrente
alternada sem escovas, desenvolve os princípios para a sua Bobine Tesla (Tesla Coil), que
vem a construir por volta de 1891 e começa a investigar uma tecnologia que mais tarde viria a
ser chamada de raios-X, usando o seu próprio terminal único de tubos de vácuo fotografou os
ossos da sua mão e envio a Wilhelm Roentgen. Oito anos mais tarde Roentgen vence o
Prêmio Nobel da Física pela documentação da descoberta.
Desde o fim dos anos 1870, Nova Iorque já possuía energia elétrica. Em 1882 Edison
constrói a sua primeira central que trabalhava a Corrente Contínua em Pearl Street em 1882.
Durante os primeiros anos de utilização e fornecimento de eletricidade a Corrente Contínua
era a tecnologia padrão de eletricidade utilizada, no entanto, tinha algumas limitações: não se
podia alterar a voltagem, o que se gerava era o que se obtinha, caso se aumentasse a potência
rebentavam as lâmpadas. Para se transportar através de grandes distâncias eram necessários
tubos de cobre da grossura de um braço, obrigando à construção de estações elétricas de milha
a milha, não sendo eficiente. Inclusive, as ruas eram toda cheia de fios elétricos dados a
quantidade de cobre necessária para o transporte. Em suma, era eficiente para lâmpadas
incandescentes e motores, mas não para transportar a eletricidade, é essencialmente na
transmissão de energia que residia as maiores e cruciais diferenças, além de outras que foram
exploradas.
Era finalmente a oportunidade de Tesla fazer história e de demonstrar a eficácia da
Corrente Alternada a funcionar em grande escala. A Exposição Mundial de Chicago
(“Chicago World’s Fair” ou “Worlds Columbian Expositions” tornou-se um evento histórico
mais pela oportunidade que deu a Tesla para demonstrar a eficácia das suas teorias que pela
comemoração do centenário em si. Na época, uma empresa criada por tesla juntamente com
Westinghouse, um magnata da época venceu o concurso que os EUA fez para ver quem
forneceri eletricidade para o evento, isso enfureceu Edison que proibiu o uso de suas
lâmpadas no evento, então, sem a possibilidade de utilizar as lâmpadas de Edison, em três
meses Tesla conseguiu conceber, patentear e fabricar duzentas mil unidades de lâmpadas mais
eficientes que as de Edison.
No evento, estavam presentes cerca de cem mil pessoas para a inauguração no dia 1º
de Maio de 1893, e ao cair da noite quando o Presidente Stephen Grover Cleveland ligou o
interruptor, toda a feira explodiu com o mais impressionante espetáculo de luz artificial que o
mundo já tinha visto, tornado possível por Tesla e Westinghouse.
Por toda a Feira, não só brilhavam as lâmpadas incandescentes por ele criadas como
também fluorescentes, coloridas, também criadas e patenteadas por Tesla, as primeiras luzes
de néon desenhando nomes de cientistas e artistas como homenagem. Tinha também a
iluminar a Feira lâmpadas fluorescentes alimentadas sem fios, tecnologia que experimentava
desde 1891, e fazia exibições, em que as lâmpadas acendiam em qualquer local da sala,
causando enorme espanto da parte dos espectadores. Este tipo de efeito foi batizado em sua
homenagem sendo chamado: efeito Tesla.
Neste ano, Tesla constrói especialmente para a exposição, um dispositivo que chamou
de “Ovo de Colombo”, cuja finalidade era demonstrar os campos magnéticos rotativos
provocados pelo seu motor de CA fazendo o ovo girar sobre uma superfície.
Em 1895 constrói a primeira central elétrica a Corrente Alternada nas cataratas do
Niágara, inaugurada sem falhas, transmite energia a distâncias nunca antes conseguidas com a
tecnologia de Edison, e cinco anos mais tarde ainda de acordo com o projeto de Tesla,
abrigava dez geradores que abasteciam as cidades de Nova Iorque e Chicago.
Em 1898, Um ano depois de registrar a primeira patente básica para o rádio, fez
demonstrações com um barco controlado remotamente, desenvolvendo assim uma forma de
robótica tal como a tecnologia de controle remoto utilizada por nós, que apenas nos anos 60
seria realmente utilizada. Tentou contrato com os militares, acreditando que lhes interessaria
dispositivos como torpedos controlados por rádio, porém na época o rejeitaram e
ridicularizaram-no.
Fig. 05. Barco de Tesla – guiado por controle remoto

Nesta mesma época Tesla patenteou também um ignitor elétrico para motores a
gasolina de combustão interna e para motores a gás, utilizados hoje em mais de seiscentos
milhões de automóveis.
Em 1898, uma experiência com altas freqüências fez com que todo o quarteirão
tremesse com um dispositivo inventado por ele, quando a policia chegou para ver o que
acontecia ele o destruiu com uma marreta. Este dispositivo foi chamado de “oscilador com
freqüência ajustável” que aparentemente podia provocar terremotos. Tesla acreditava que
poderia fazer o mesmo com o planeta.

Figura 06. Oscilador de Tesla

Embora teve condições técnicas para efetuar a transmissão de rádio, Tesla estava
obcecado pela transmissão de energia e Marconi faz a primeira transmissão transatlântica via
rádio. Apesar de utilizar dezessete patentes de Tesla para fazê-lo afirmando serem suas idéias.
Tesla não se incomodou. Entretanto, em 1904 o U.S. Patent Office inverte a sua decisão e
atribui a Marconi a patente para o rádio, decisão contestada imediatamente por Tesla. Em
1906 demonstra sua turbina sem lâminas, inspirada nas suas construções de criança, que irá
ser testada nos anos seguintes na estação de águas de Nova Iorque. Já em 1909 Marconi vence
o Prêmio Nobel da Física pela criação da rádio, e em 1915, Tesla colocou Marconi em
tribunal, numa tentativa (infrutífera) de reaver as suas patentes.
Tesla construiu ainda a Estação Wireless Telefunken em Sayville, Long Island,
conseguindo atingir aí alguns dos objetivos não conseguidos em Wardenclyffe, e depois disso,
em Agosto de 1917 estabelece os princípios básicos acerca da freqüência e nível de potência
para as primeiras unidades primitivas de radar.
Em 1928 recebeu a sua última patente para um dispositivo de transporte aéreo que
serviu de precursor às aeronaves de descolagem e aterragem vertical. Em finais de 1931,
publicou um artigo onde fala sobre um sistema de conversão de energia termal oceânica.
Teorizou também um dispositivo em 1933 que segundo ele poderia fotografar pensamentos,
hoje em dia são feitos vários experimentos baseados em princípios enunciados por Tesla na
criação de olhos artificiais.
Em 1928 recebeu a sua última patente para um dispositivo de transporte aéreo que
serviu de precursor às aeronaves de descolagem e aterragem vertical. Em finais de 1931,
publicou um artigo onde fala sobre um sistema de conversão de energia termal oceânica.
8. PRINCIPAIS TRABALHOS DE MAXWELL

8.1. O Principio

Em meados do século XIX a teoria ondulatória da luz era amplamente aceita em toda
Inglaterra. Da mesma forma que definimos como uma onda que se propaga por diversos
materiais, naquela época os físicos consideravam que a luz seria uma onda semelhante ao
som. No entanto, o meio pelo qual a luz se propagava era diferente e imaginava-se que seria
um meio elástico capaz de sofrer deformações sem perder suas propriedades originais,
imperceptível aos nossos sentidos que preencheria todo o espaço. Este meio era conhecido
como “éter”.
Neste contexto, uma teoria de campo considera que as partes de um sistema não são
independentes, mas sim participantes de um todo, e consideram que a interação se dá entre as
partes vizinhas do sistema. Sendo assim, a interação entre duas cargas elétricas, por exemplo,
seria explicada por uma ação que se propaga entre uma carga e outra através do éter existente
entre elas. Uma carga modifica o éter, essa modificação vai se espalhando, e ao atingir outra
carga, produz uma força. O próprio campo contém em si mesmo a capacidade de ação.

8.2. Eletromagnetismo

Maxwell começou seus estudos sobre o eletromagnetismo sem 1854 e o fez até antes
de sua morte, em 1879. Estes estudos podem ser divididos em duas grandes partes: antes de
1868, quando publicou os principais trabalhos sobre os fundamentos da teoria
eletromagnética; e, após 1868, quando publicou seu mais famoso livro, o Tratado sobre
Eletricidade e Magnetismo, e uma dezena de artigos sobre outros assuntos.
No ano de 1873 Maxwell faz sua mais importante publicação, o livro “A Treatise on
Electricity & Magnetism”, onde ele demonstra e prova matematicamente as leis empíricas
do eletromagnetismo. Essa representação matemática das leis do magnetismo ficou conhecida
como equação de Maxwell
8.3. Eletrodinâmica e Teoria dos Gases

Os trabalhos mais importantes de Maxuell sobre Teoria Cinética dos Gases e


Eletrodinâmica foram desenvolvidos durante os anos de 1860 e 1865, este foi o período em
que esteve no Kings College, em Londres. Em 1871 tornou-se professor de eletricidade
magnetismo em Cambridge, onde durante os primeiros anos deu retoques e elaborou com
mais precisão seu grande trabalho sobre a eletrodinâmica. Os trabalhos de Maxwell são até
hoje muito importantes, tanto para a física como para a matemática, pois, ele usava a
matemática para explicar os fenômenos da física e dizia que deveria relacionar as idéias
físicas e as idéias matemáticas evitando uma matematização prematura que pudesse inibir a
intuição física; e, por outro lado, a explicação parcial dos fenômenos com base em hipóteses
incertas a respeito da sua natureza ou essência, ou de sua causa.

8.4. Estudos Relacionados a Astronomia

As teorias matemáticas de Maxwell eram muito avançadas, um exemplo de tal


complexidade se deu no ano de 1857, quando em um concurso que tinha por objetivo
descobrir a composição dos anéis de saturno, Maxwell descreveu matematicamente a
condição perfeita de estabilidade dos anéis. Ele explicou com pura lógica matemática, que a
estabilidade dos anéis só poderia ser alcançada se eles fossem constituídos por um conjunto
enorme de pequenas partículas. Essa teoria afirmada em cálculos matemáticos pode ser
confirmada quase cem anos após ele apresentá-la quando a sonda espacial Voyager I chegou a
Saturno para estudar seus anéis.

8.5. Áreas de Influencia de Teorias

Em todos os seus trabalhos, Maxwell fez grande uso de modelos mecânicos


desenvolvidos por Faraday e Thomson para representar os fenômenos eletromagnéticos. Os
fenômenos eletromagnéticos descritos por Maxwell podem ser considerados como uma das
maiores teorias expostas por ele.
As teorias desenvolvidas por Maxwell foram tão importantes que tiveram impacto em
diversas áreas, como exemplo, na comunicação onde suas teorias de eletricidade e
magnetismo permitiram o descobrimento do uso de aplicações eletromagnéticas para
transmissão de rádio, tv, posteriormente microondas e imagens térmicas; na termodinâmica:
foi um dos fundadores da teoria cinética dos gases, ligou a termodinâmica a mecânica, sendo
sua teoria ainda hoje amplamente aceita; na fotografia suas teorias sobre a percepção das
cores e sua invenção do processo tricromático de cores permitiu o avanço nas fotografias até
chegar à qualidade dos dias de hoje; na engenharia: Maxwell foi o primeiro a mostrar como
calcular tensões no arco emoldurado e pontes suspensas, foi também pioneiro no uso do
controle de gabarito; sobre a energia nuclear os seus conceitos de eletromagnetismo foram a
base para a teoria da relatividade de Einstein; na matemática: Maxwell via os fenômenos em
termos de relacionamentos que poderiam ser definidas por meio de equações, se necessário
abandonar uma analogia física. Ele inventou o termo "onda" para o operador vetorial que
aparece em suas equações de campo eletromagnético.
O lugar conquistado por Maxwell entre os grandes físicos e cientistas do século XIX
deve-se a suas pesquisas sobre eletromagnetismo, teoria cinética dos gases, visão colorida,
anéis de Saturno, óptica geométrica, e alguns estudos sobre engenharia.
No ano de 1879 ficou muito doente e faleceu no dia 5 de novembro, com apenas 49
anos de idade.
9. CONCLUSÃO

Nikola Tesla foi por diversas vezes conotado como “cientista louco”, sua
excentricidade talvez tenha sido uma barreira para não ter sido tantas vezes levado a sério
como merecia. Muitas das suas invenções e descobertas pareciam naquela época e muitas são
ainda nos dias de hoje parecidas com idéias tiradas de um livro de fantasia ou de uma história
de ficção científica, no entanto, a grande maioria dos seus feitos assim eram considerados até
ele os demonstrar e comprovar.
Foi sem dúvida um homem com idéias muito à frente do seu tempo. Muitos cientistas
atualmente precisam de décadas para conseguir reproduzir suas experiências, que
demonstrava publicamente, sem nenhum esforço. Tesla é até hoje uma grande inspiração para
quase todos os cientistas e engenheiros.
Tesla foi o responsável pela inicio da era moderna da energia elétrica, foi com as
tecnologias criadas por ele que se permitiu que o luxo da eletricidade chegasse a todas as
casas; que todos os motores de todos os nossos eletrodomésticos de casa funcionem, tudo isso
desenvolvido baseado em seus conceitos.
As lâmpadas fluorescentes, luzes de néon, e muitas lâmpadas incandescentes foram
criadas por ele. Os controles remotos. A comunicação sem fios, a famosa tecnologia
“wireless”, que conhecemos hoje é da responsabilidade dele.
Não foi creditado por muitas invenções que valeram inclusivamente Prêmios Nobel a
outros inventores como os raio-X, o rádio (que mais tarde veio a reaver a patente) e o radar
entre muitas outras.
A maioria das descobertas de Faraday foram um resultado de trabalho experimental
metódico, minucioso, e sobretudo, inspirador uma intuição surpreendente, tiveram muita
importância para as ciências de maneira que contribuíram para o desenvolvimento da química
e a física. As leis da eletrólise chegaram criar controvérsias sobre o significado do átomo e de
equivalentes químicos que só poderiam ser resolvidas com uma nova visão da Teoria
Atômica. Faraday fazia mais experimentos do que cálculos ainda que o fizesse sem muito
conhecimento da matemática avançada.
Sua concepção do eletromagnetismo, foi o ponto de partida para as teorias modernas
que temos para interpretar os fenômenos eletromagnéticos, principalmente nas formulações
das equações de Maxwell.
Maxwell era extremamente ligado com o mundo da física, ainda que se relacionava, e
muito, com a matemática, primeiramente por ter grandes conhecimentos matemáticos e pelo
fato de através da matemática representar as ações da física.
As grandes teorias de Maxwell o fizeram se tornar um dos maiores cientistas
conhecidos até hoje, porém, sua estima estava no fato dele conseguir representar por meio da
matemática os fenômenos físicos de suas descobertas.
Podemos observar que todos estes grandes nomes da ciência estão ligados entre si por
diversos fatores, seja por estudos, áreas de pesquisas e até mesmo correspondências como
fazia Faraday.
12. BIBLIOGRAFIA

FARADAY, M. Experimental researches in electricity. London: Taylor and Francis, 1839-


1855. 3 vols. Reproduzido: New York: Dover, 1965; Chicago: Encyclopedia Britannica,
1952. (Great Books of the Western World 45)

AGASSI, J. - Faraday as a natural philosopher, Chicago: University of Chicago Press, 1971.

JAMES CLERK MAXWELL FUNDATION. Quem foi Maxwell? 2006. Disponível em:
<http:// www. clerkmaxwellfoundation.org/>. Acesso em: 01 ago. 2009.

SANTOS, W. Grandes cientistas: James Clerk Maxwell. [s.d]. Disponível em: <http:// www.
Wendelsantos. com/ novo/cientistas_maxwell.php>. Acesso em: 01 jul. 2009.

Halliday, Resnick, Krane, “Física 3”, Editora LTC, Rio de Janeiro, 2004; 2. Henry Thomas,
“Vidas de grandes cientistas”, Rio de Janeiro;

Grove, Wilson, “Os grandes homens da ciência: suas vidas e descobertas”, São Paulo, 1940;

José Maria Filardo Bassalo, “Nascimentos da Física: 3500 a.C.-1900 a.D.”, EDUFPA
(ISBN:85-247-0153-6), Belém, 1996;

ROCHA, J. F. M.; RIBEIRO FILHO, A. Aspecto histórico-conceituais da física no ensino


pré e universitário: o caso do eletromagnetismo da mecânica quântica. Ideação, Feira de
Santana, n.3, p.101-129, jan./jun., 1999. Disponível em: <http:// www. Uefs.
br/nef/aurino3.pdf>. Acesso em: 01 ago. 2010.