UNESP

UNIV. ESTADUAL PAULISTA
NOME TIPO No DE INSCRIÇÃO

TX
REALIZAÇÃO PATROCÍNIO

INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS PARA OS PARTICIPANTES DO SIMULADO ABERTO NACIONAL E SEUS FAMILIARES

Correção Online - Unesp
COMO UTILIZAR A CORREÇÃO DA PROVA PARA MELHORAR O DESEMPENHO E UTILIZAR A ESTRATÉGIA QUE VOCÊ IRÁ UTILIZAR NA HORA DA PRIMEIRA FASE DA UNESP

Tão importante quanto acertar o maior número possível de questões é, após a prova, aprender a resolver as questões que errou. Para isso, o Simulado Aberto Nacional propõe a CORREÇÃO ONLINE. Veja como proceder: 1. A partir das 19h, acesse o site www.simuladoaberto.com.br; 2. Clique sobre CORREÇÃO ONLINE - UNESP; 3. Digite seu número de inscrição e data de nascimento, para ter acesso ao quadro de respostas eletrônico; 4. Passe suas respostas para o quadro eletrônico que estará na tela de seu computador e, em seguida, clique em “enviar”; 5. Imediatamente você receberá um primeiro boletim informando seu número de acertos e quais das 90 questões você errou; 6. Resolva novamente as questões erradas e informe as novas alternativas que julgar corretas para elas; 7. O sistema fará outra correção e emitirá um segundo boletim, informando o novo número de acertos e quais as questões que ainda continuam erradas; 8. Se isso ocorrer, repita o procedimento 6 para obter um terceiro boletim definitivo; 9. O prazo para você fazer essas duas tentativas de acerto termina às 18h da segunda-feira, dia 27 de setembro, quando será disponibilizado no www.simuladoaberto.com.br o gabarito da prova.

Relatório de Desempenho
SERÁ PUBLICADO NO DIA 11 DE OUTUBRO NO SITE WWW.SIMULADOABERTO.COM.BR. SEU DESEMPENHO COMPARADO COM TODOS OS ESTUDANTES QUE PARTICIPARAM DO SIMULADO ABERTO NACIONAL DO SISTEMA ANGLO DE ENSINO.

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA
1. Esta prova contém 90 questões de múltipla escolha, cada uma com 5 alternativas, das quais somente uma é correta. Assinale no cartão de respostas a alternativa que você julgar correta. 2. Será anulada a questão em que for assinalada mais de uma alternativa ou que estiver totalmente em branco. Assinale apenas uma alternativa para cada questão. 3. Assinale a resposta preenchendo totalmente, a caneta (azul ou preta), o respectivo alvéolo, com o cuidado de não ultrapassá-lo. Não assinale as respostas com “X”, pois essa sinalização não será considerada. Não use lápis ou caneta vermelha, em hipótese alguma, para assinalar as respostas.
Exemplo de preenchimento CORRETO
1 A 2 A 3 A 4 A 5 A
B B B B B C C C C C D D D D D

Exemplo de preenchimento INCORRETO
1 A 2 A 3 A 4 A 5 A
B B B B B C C C C C D D D D D

31 A 32 A 33 A 34 A 35 A

B B B B B

C C C C C

D D D D D

31 A 32 A 33 A 34 A 35 A

B B B B B

C C C C C

D D D D D

4. Não rasure nem amasse a folha de respostas. Não escreva nada no cartão de respostas fora do campo reservado.

SIMULADO ABERTO NACIONAL - UNESP

2

SISTEMA ANGLO DE ENSINO

841022110

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010

QUESTÕES
A crônica a seguir, intitulada “São Paulo, 35 anos”, de autoria do escritor Mário Prata, serve de base para as questões 1 e 2.

Alguma coisa também acontecia comigo quando eu cruzava a Ipiranga com a avenida São João. De noite eu rondava a cidade. São São Paulo, meu amor. Parece que eu nasci há dez mil anos atrás. E nunca perdi o ônibus pra Jaçanã. Quando eu cheguei por aí, em 1966, tinha barzinhos na avenida São Luiz onde se esbarrava no Guilherme de Almeida. O point era a Galeria Metrópole, e se cruzava muito a São João e a Ipiranga. E, acredite se quiser, um bonde subia a Consolação, que só tinha uma pista. E só tinham três ladrões na cidade. O Meneghetti, o Sete Dedos e o encantador Bandido da Luz Vermelha (...). Quando eu cheguei, os meninos Tom Zé, Caetano, e os senhores Adoniran e Vanzolini cantavam a cidade. O Chacrinha balançava a pança, a Hebe era cantora e a televisão era um festival pra ver a banda passar cantando coisas de amor, numa disparada.
(O Estado de S. Paulo, 28/1/2004.)

Como se tratava de uma limusine, o requinte era limitado ao espaço traseiro, capaz de acomodar até cinco passageiros. Se ter um Itamaraty denotava riqueza material, por outro lado, demonstrava pobreza espiritual, já que o ar-condicionado só possuía saídas na parte traseira, deixando o coitado do chofer, separado por um espesso vidro, à mercê do inferno tropical.
(Revista Trip, no 190, julho 2010, p. 38)

3.

Marque a alternativa que interpreta corretamente o fragmento do texto da revista. A) O Willys Itamaraty Executivo é o primeiro automóvel brasileiro. B) O Willys Itamaraty Executivo não foi o primeiro carro de luxo no Brasil. C) Ar-condicionado, rádio, vidros elétricos e aparelho de barbear são extravagâncias necessárias. D) O Willys Itamaraty Executivo foi o primeiro carro a oferecer todos os confortos indispensáveis ao usuário. E) Se gravador e aparelho de barbear são extravagâncias, não podem ser considerados objetos necessários. Sobre o texto, é correto dizer que: A) a escolha lexical não indica necessariamente uma imagem positiva do veículo. B) o adjetivo “pomposo” vem confirmado também pelos substantivos “conforto” e “acabamento”. C) os substantivos “conforto” e “acabamento” se contrapõem à noção de apego aos bens de consumo. D) o adjetivo “pomposo” não tem qualquer relação de sentido com o substantivo “requinte”. E) o trecho “à mercê do inferno tropical” não pode ser parafraseado por “sujeito ao calor do Brasil”. Texto para as questões 5 e 6 Linguagem e pensamento

4.

1.

Em relação às referências intertextuais do primeiro parágrafo do texto, é correto afirmar que A) todas elas foram extraídas de poemas do início do século XX, uma vez que a crônica de Mário Prata é uma homenagem à Semana de Arte Moderna de 1922, que ocorreu em São Paulo. B) nem todas as canções citadas fazem referência explícita à cidade de São Paulo, que é o tema principal da crônica. C) entre canções populares e poemas célebres, o cronista procura destacar a pluralidade cultural da cidade, fazendo referência ao centro de São Paulo e aos bairros mais afastados. D) a homenagem a Caetano Veloso, logo no primeiro período do texto, dá-se pelo fato de o compositor ser um símbolo da música paulistana. E) todos os textos citados foram feitos para celebrar o aniversário de São Paulo, berço da Semana de Arte Moderna de 1922. Na oração “Quando eu cheguei por aí, em 1966”, o advérbio aí indica A) que o cronista e os leitores sempre estiveram no mesmo espaço. B) que em 1966 o cronista deixou a cidade de São Paulo. C) que os moradores de São Paulo recebem bem os visitantes da cidade. D) que sempre houve uma proximidade espacial entre o cronista e seus leitores. E) que os leitores da crônica estão em São Paulo. Texto para as questões 3 e 4

2.

(…) dirigir zen requer, no mínimo, um radinho e um ar-condicionado. No Brasil, o primeiro automóvel a oferecer esse duo foi o Willys Itamaraty Executivo, limusine de 5,52m que inaugurou por aqui o segmento de automóveis de luxo. Apresentado ao público no Salão do Automóvel de 1966, o pomposo modelo surpreendia pelo conforto e pelo acabamento, na contramão de algumas linhas espirituais que pregam o desapego às coisas materiais — só o painel, feito de madeira jacarandá maciça, pesava 20 kg. “Foi o primeiro automóvel brasileiro com vidros elétricos, além de extravagâncias como um console traseiro com gravador e aparelho de barbear”, conta José Antonio Vignoli, executivo do mercado financeiro e historiador da marca Willys.

Grande atenção se tem dado à linguagem técnica, por meio da qual os homens de ciência realizam seu pensamento especializado. Mas os usos coloquiais da fala de todo dia, os dialetos literários e filosóficos, mediante os quais os homens formulam seus pensamentos sobre Moral, Política e Psicologia, têm sido estranhamente negligenciados. “Mera questão de palavras...” dizemos nós, num tom que implica considerarmos as palavras, indignas de as encararmos com seriedade intelectual. Esta atitude é muitíssimo infeliz, pois as palavras desempenham um enorme papel em nossa vida, sendo portanto merecedoras do estudo mais atento. A antiga ideia de as palavras possuírem força mágica é falsa, mas a sua falsidade é a distorção de uma verdade importantíssima: a de que as palavras possuem um efeito mágico, desde que afetem as mentes dos que as empregam. “Uma simples questão de palavras”, dizemos desdenhosamente, esquecendo-nos de que as palavras têm poder para moldar o pensamento dos homens, canalizar seus sentimentos, dirigir sua vontade e seus atos. A conduta e o caráter são em larga medida determinados pela natureza das palavras que correntemente empregamos para falar sobre nós mesmos e o mundo que nos rodeia.
(Aldous Huxley, Words and Their Meanings. Apud Hayakawa, S. I., A linguagem no pensamento e na ação. 2a ed., São Paulo: Pioneira, 1972, p. 131.)

5.

Assinale a alternativa que contém uma afirmação compatível com o que se diz no texto. A) A atenção dispensada à linguagem técnica é inversamente proporcional à que tem sido dada à linguagem coloquial. B) Embora seja equivocado atribuir força mágica às palavras, não se pode negar que elas têm múltiplos poderes.

–3–

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ C) A falsidade das palavras é que produz distorções de verdades importantíssimas. D) É por meio do uso coloquial da linguagem que os homens formulam seus pensamentos sobre Moral e Psicologia. E) A conduta e o caráter das pessoas são comandados pelas palavras que dirigem sua vontade e seus atos para o mundo que as rodeia. 7. De acordo com o texto, é possível afirmar que Hélio Oiticica: A) foi um marginal com grandes dotes artísticos, que não vendeu obras porque apenas as imaginou, sem concretizá-las. B) garantiu a sobrevivência de suas ideias, escrevendo para seus seguidores orientações precisas sobre o modo como deviam tratar sua obra, que era muito frágil. C) tinha dons premonitórios e por isso, ao sentir a proximidade da morte, preocupou-se em escrever instruções precisas sobre o destino que se deveria dar a suas obras. D) não tinha recursos para produzir todas as obras que imaginava, por isso fez anotações que, posteriormente, permitiram que suas ideias fossem concretizadas e apresentadas ao público. E) trabalhava com materiais mais frágeis do que o mármore, por isso só chegaram até nós os textos que ele escreveu sobre sua obra.

6.

Observe o enunciado a seguir, início do segundo parágrafo do texto: “Esta atitude é muitíssimo infeliz”... Assinale a alternativa em que se faz um comentário inapropriado sobre ele: A) Pelo contexto, percebe-se que a expressão esta atitude tem como referência o procedimento e opiniões relatados no primeiro parágrafo. B) Pelo contexto, presume-se que o pronome esta está usado como anafórico, mas seria mais adequado à norma culta escrita o uso de essa. C) Na norma culta escrita, usa-se esta ou essa indiferentemente, como anafóricos ou catafóricos. D) Se, em vez do enunciado transcrito, o enunciador usasse “Isso é uma asneira”, não haveria erro gramatical, mas seria alterado o tom de polidez que marca o texto todo. E) Pelo que se vê, o uso de esse, essa, isso como anafóricos e de este, esta, isto como catafóricos não é tão rígido como prescrevem os livros de gramática.

8.

Releia o seguinte período do texto:

Se essa situação causou desconforto à existência material do artista, foi benéfica para a sobrevida de seu trabalho.
Sobre a oração destacada nesse período, é correto dizer que: A) contém uma incoerência: em vez do conector se, deveria ser usado como. B) o conector estabelece relação de condição possível, mas não realizável. C) indica uma condição que de fato se realizou. D) a substituição do conector se por embora não alteraria o sentido nem a forma do verbo. E) indica uma condição que, realizada, produziria efeito benéfico.

O texto a seguir foi extraído de uma matéria sobre o artista brasileiro Hélio Oiticica (1937-1980), “sinônimo de arte experimental de primeiríssima qualidade”. Leia-o para responder às questões 7 e 8.

O texto a seguir é uma estrofe do poema “Porque hoje é sexta-feira”, de Silas Correa Leite, que o dedicou a Vinícius de Moraes, parodiando seu poema “Porque hoje é sábado”.

Porque hoje é sexta-feira E a semana foi sedentária Porque a lua tá ali rueira E a esperança extraordinária Brindemos à paixão brasileira Bebamos a turma inteira Cerveja gelada e farra hilária Brahma, Skol, Antarctica, Bavária
(Extraído do site textolivre.com.br)

9.

Marginal ao mercado de arte, Oiticica pouco vendeu quando vivo. Se essa situação causou desconforto à existência material do artista, foi benéfica para a sobrevida de seu trabalho. Sem dinheiro para executar tudo o que imaginava, registrou em anotações precisas o que criava, garantindo a possibilidade de as obras serem executadas no futuro, em condições mais favoráveis, mesmo em sua ausência. (...) Cuidados premonitórios. Essas instruções, manuscritas em infindáveis cadernos e datilografadas em milhares de páginas avulsas, garantiram a perenidade da sua obra, materialmente muito frágil. Hélio não usou mármore. Usou algo mais durável: a palavra, a ideia. Esses cadernos e anotações são fontes inestimáveis para historiadores e curadores. São incontornáveis pontos de partida para exposições que estão trazendo para o mundo das coisas e para o público o que era até então impalpável e restrito ao mundo das ideias.
(Angélica de Moraes, “A dimensão do marginal”. Revista Bravo! Ano 6, no 6, p. 46.)

A propósito do poema, é incorreto dizer que: A) é um convite para que um grupo de amigos comemore o encerramento da semana. B) opõe a semana que passou ao apelo da lua e da esperança para que se tenha uma noitada relaxante. C) opõe o consumo de cerveja, a diversão e o riso ao sedentarismo. D) sugere que a ingestão de álcool é a melhor forma de combater os efeitos físicos nocivos do sedentarismo. E) contém um exemplo de silepse, no sexto verso.

10.

Considerando seus conhecimentos anteriores, assinale a alternativa que não contém uma consequência negativa do sedentarismo para o organismo: A) menor captação de oxigênio, afetando o bombeamento de sangue para todo o corpo. B) elevação dos níveis de endorfina. C) aumento dos níveis de triglicérides e colesterol. D) enfraquecimento muscular, com prejuízo de diversas atividades. E) aumento de peso e osteoporose.

–4–

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 11. O trecho a seguir, assinado pelo narrador Brás Cubas, foi extraído do “Prólogo” de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. “O melhor prólogo é o que contém menos coisas, ou o que as diz de um jeito obscuro e truncado. Conseguintemente, evito contar o processo extraordinário que empreguei na composição destas Memórias, trabalhadas cá no outro mundo. Seria curioso, mas nimiamente1 extenso, e aliás desnecessário ao entendimento da obra. A obra em si mesma é tudo: se te agradar, fino leitor, pago-me da tarefa; se te não agradar, pago-te com um piparote2, e adeus.”
Notas: 1. Grandemente. 2. Golpe com os dedos.

Sobre o texto estão corretas as afirmações a seguir, exceto: A) Ao se comunicar com seu público (“fino leitor”), o narrador busca medir as possibilidades de sucesso da obra literária. B) Pode-se perceber o recurso da metalinguagem nas referências que o narrador faz à sua própria obra (“na composição destas Memórias”). C) O diálogo com o “fino leitor” busca estabelecer uma atmosfera intimista entre este e o narrador. D) O narrador evita fazer considerações a respeito de elementos que indicam o absurdo da situação narrativa (“trabalhadas cá no outro mundo”). E) A recusa em detalhar o “processo extraordinário” de composição da obra revela preocupação do narrador com a forma de contar sua história. Texto para a questão 12 Se eu morresse amanhã! Se eu morresse amanhã, viria ao menos Fechar meus olhos minha triste irmã; Minha mãe de saudades morreria Se eu morresse amanhã!

mesinha de centro em junco indiano que apoia vossos fatigados pés descalços ao fim de mais uma semana de batalhas inúteis, fantasias escapistas, maus orgasmos e crediários atrasados. Mas tentamos tudo, inclusive trepar, porque tantos livros emprestados, tantos filmes vistos juntos, tantos pontos de vista sócio político artístico filosófico existenciais e bababá em comum só podiam dar mesmo nisso: cama. Realmente tentamos, mas foi uma bosta. […] Peço um cigarro e ela me atira o maço na cara, como quem joga um tijolo, ando angustiada demais, meu amigo, palavrinha antiga essa, angústia, duas décadas de convívio cotidiano, mas ando, ando, tenho uma coisa apertada aqui no meu peito, um sufoco, uma sede, um peso, […] Já li tudo, cara, já tentei macrobiótica psicanálise drogas acupuntura suicídio ioga dança natação cooper astrologia patins marxismo candomblé boate gay ecologia, sobrou só esse nó no peito, agora o que eu faço?”
(Caio Fernando Abreu. Morangos mofados. São Paulo: Agir, 2005.)

13.

Quanta glória pressinto em meu futuro. Que aurora de porvir e que manhã! Eu perdera chorando essas coroas Se eu morresse amanhã! Que sol! Que céu azul! Que doce n’alva Acorda a natureza mais louçã! Não me batera tanto amor no peito Se eu morresse amanhã! Mas essa dor da vida que devora Na ânsia de glória, o dolorido afã... A dor no peito emudecera ao menos Se eu morresse amanhã!
(Álvares de Azevedo, Lira dos Vinte Anos)

Em termos gerais, é possível apontar que, muitas vezes, a ficção brasileira contemporânea trata de debates ideológicos por meio da estética do choque. Caio Fernando Abreu, de quem se reproduz trecho de um de seus contos, é um dos autores que se vale deste recurso. Com base na sua leitura, assinale a alternativa incorreta: A) A esfera sexual e a esfera política aparecem, aqui, de forma interdependente, uma vez que ambas apontam similarmente para a impotência das personagens. B) A pontuação não serve às normas cultas e está muito marcada pela carga afetiva, o que demonstra a dificuldade das personagens em conter o fluxo de raciocínio. C) O foco narrativo pode ser chamado de polifônico, dado que as vozes feminina e masculina aparecem de maneira indistinta por conta da forte ligação entre as personagens. D) As personagens encontram alívio em teorias libertárias e no uso de drogas, que servem de suporte para ajudá-las a superar seus traumas. E) A transgressão sexual, vista como tentativa libertária de resistir a um sistema politicamente opressor, fracassa, pois as personagens não veem prazer nas relações. Texto para as questões 14 e 15

12.

Os elementos formais e temáticos relacionados ao contexto cultural do Romantismo encontrados no poema “Se eu morresse amanhã!”, de Álvares de Azevedo, são: A) a abordagem direta da questão da nacionalidade. B) a presença do verso livre. C) o sentimentalismo nativista que resgata o primitivismo dos índios. D) a idealização da mulher, semelhante aos estereótipos clássicos. E) o sentimentalismo melancólico que vê a morte como solução para conflitos internos. Texto para a questão 13

“Quanto a mim, a voz rouca, fico por aqui comparecendo a atos públicos, entre uma e outra carreira, pichando muros contra usinas nucleares, em plena ressaca, um dia de monja, um dia de puta, um dia de Joplin, um dia de Tereza de Calcutá, um dia de merda enquanto seguro aquele maldito emprego de oito horas diárias para poder pagar essa poltrona de couro autêntico onde neste exato momento vossa reverendíssima assenta sua preciosa bunda e essa exótica

“Estes cegos, se não lhes acudirmos, não tardarão a transformar-se em animais, pior ainda, em animais cegos. Não o disse a voz desconhecida, aquela que falou dos quadros e das imagens do mundo, está a dizê-lo, por outras palavras, noite alta, a mulher do médico, deitada ao lado do seu marido, cobertas as cabeças com a mesma manta, Há que dar remédio a esse horror, não aguento, não posso continuar a fingir que não vejo, Pensa nas consequências, o mais certo é que depois tentem fazer de ti uma escrava, um pau-mandado, terás de atender a todos e a tudo, exigir-te-ão que os alimentes, que os laves, que os deites e os levantes, que os leves daqui para ali, que os assoes e lhes seques as lágrimas, gritarão por ti quando estiveres a dormir, insultar-te-ão se tardares, E tu, como queres tu que continue a olhar para estas misérias, tê-las permanentemente diante dos olhos, e não mexer um dedo para ajudar, O que fazes já é muito, Que faço eu, se a minha maior preocupação é evitar que alguém se aperceba de que vejo, Alguns irão odiar-te por veres, não creias que a cegueira nos tornou melhores, Também não nos tornou piores (…) tu não sabes o que é ver dois cegos a lutarem, Lutar foi sempre, mais ou menos, uma forma de cegueira, Isto é diferente, Farás o que melhor te parecer, mas não te esqueças daquilo que nós somos aqui, cegos, simplesmente cegos, sem retóricas nem comiserações, o mundo caridoso e pitoresco dos ceguinhos acabou, agora é o reino duro, cruel e implacável dos cegos...”
(SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 134-135.)

–5–

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ 14. José Saramago, romancista, teatrólogo e poeta português, nasceu em 1922, de uma família de camponeses de Azinhaga, e faleceu em junho deste ano. Ateu convicto e membro do Partido Comunista Português, uma de suas obras mais conhecidas é o Ensaio sobre a cegueira, de que se reproduziu o fragmento lido. Levando em conta o seu conhecimento sobre a figura de linguagem denominada alegoria, assinale a alternativa incorreta: A) No trecho, o procedimento alegórico é notado na cegueira coletiva que atinge as personagens. B) O binômio visão/cegueira serve de denúncia alegórica das distorções morais da sociedade. C) A referência à transformação dos cegos em animais representa o processo de degradação vivido por estas personagens, que as conduz cada vez mais para um estado de caos e selvageria. D) A cegueira simboliza a ausência de valores morais na sociedade contemporânea. E) A percepção visual da mulher do médico simboliza a postura individualista e egocêntrica do homem moderno. Com base nos itens a seguir, assinale a alternativa correta: I. Este romance ilustra os terríveis desdobramentos da cegueira coletiva e evidencia a proeminência dos instintos mais primitivos do homem. II. Nesta obra, os períodos longos e a alternância entre as falas, carentes de travessões e vírgulas, demonstram uma maneira não convencional de narrar, que exige atenção redobrada do leitor. III. A epidemia de cegueira tratada na narrativa leva a um ressecamento do humano, mas é mantida em primeiro plano a solidariedade entre as personagens. A) B) C) D) E) Apenas I é verdadeira. Apenas I e II são verdadeiras. Apenas II e III são verdadeiras. I, II e III são falsas. I e II são falsas. Texto para a questão 17

“As semelhanças entre o romance e a peça de teatro são óbvias: ambos, em suas formas habituais, narram uma história, contam alguma coisa que supostamente aconteceu em algum lugar, em algum tempo, a um certo número de pessoas. A partir desse núcleo, muitas vezes proporcionado pela vida real, pela história ou pela legenda, é possível imaginar alguém que escreva indiferentemente um romance ou uma peça, conforme a sua formação ou a sua inclinação pessoal.”
(PRADO, Décio de Almeida. “A personagem no teatro”. in: CANDIDO, Antonio (org.). A personagem de ficção . São Paulo: Perspectiva, 2005.)

17.

15.

Considerando o texto e as semelhanças e diferenças existentes entre o romance e a peça de teatro, só não é possível concluir que: A) enquanto o primeiro narra uma história, a segunda é sempre baseada em fatos reais. B) são óbvias, pois ambas as formas envolvem personagens, fatos, espaço e tempo. C) são óbvias, pois ambas contam histórias que supostamente aconteceram a alguém, em algum tempo. D) escrever uma peça de teatro ou um romance faz muito pouca diferença para o escritor, pois são formas muito parecidas, a preferência por uma ou outra depende apenas de quem é que vai escrevê-las. E) o núcleo do qual o autor parte para criá-las pode ser a vida real, a história ou uma lenda. Leia o texto abaixo, extraído de um blog da internet para responder ao que se pede:

18.

Texto para a questão 16

“É muito curioso que Aristóteles tenha baseado a sua Arte Poética — ponto de partida de toda a Dramática rigorosa — no exame de uma dramaturgia que de modo algum é modelo de pureza absoluta, no sentido da forma severa, fechada. A tragédia e a comédia gregas conservaram sempre o coro, conquanto a sua função pouco a pouco se reduzisse. No coro, por mais que lhe atribuam funções dramáticas, prepondera certo cunho fortemente expressivo (lírico) e épico (narrativo).”
(Rosenfeld, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva, 1985.)

“A dança originou-se na África como parte essencial da vida nas aldeias. Ela acentua a unidade entre seus membros, por isso é quase sempre uma atividade grupal. Em sua maioria, todos os homens, mulheres e crianças participam da dança, batem palmas ou formam círculos em volta dos bailarinos. Em ocasiões importantes, danças de rituais podem ser realizadas por bailarinos profissionais. Todos os acontecimentos da vida africana são comemorados com dança, nascimento, morte, plantio ou colheita; ela é a parte mais importante das festas realizadas para agradecer aos deuses uma colheita farta. As danças africanas variam muito de região para região, mas a maioria delas tem certas características em comum. Os participantes geralmente dançam em filas ou em círculos, raramente dançam a sós ou em par. As danças chegam a apresentar algumas vezes até seis ritmos ao mesmo tempo e seus dançarinos podem usar máscaras ou enfeitar o corpo com tinta para tornar seus movimentos mais expressivos.”
(A origem e a importância da dança africana, in http://dancas-africanas.blogspot.com)

16.

Qual das afirmações abaixo representa melhor a estranheza manifestada por Anatol Rosenfeld sobre a opção de Aristóteles em basear sua Arte Poética no exame das tragédias e comédias gregas? A) As tragédias e comédias gregas representam uma forma teatral severa, fechada. B) As funções desempenhadas pelo coro são sempre compreendidas como dramáticas. C) O lirismo e a narrativa presentes na comédia e na tragédia constituem a pureza absoluta do teatro grego. D) As funções líricas e narrativas desempenhadas pelo coro são uma indicação de que a dramaturgia grega não se ajusta aos padrões de pureza analisados por Aristóteles. E) A função do coro foi pouco a pouco reduzida, o que atrapalhou a pureza das tragédias e comédias estudadas por Aristóteles.

Sobre a relação entre a dança e a cultura africanas, só não é correto dizer que: A) A dança africana nasceu e se desenvolveu nas aldeias e é, na maioria das vezes, uma atividade grupal. B) A relação entre a dança e a cultura na África é absolutamente intrínseca, uma vez que muitos acontecimentos da vida africana são comemorados com dança. C) A utilização de máscaras e pintura no corpo pelos dançarinos torna os rituais de dança verdadeiros espetáculos teatrais, com movimentos expressivos, que não precisam estar diretamente ligados aos acontecimentos das aldeias. D) Embora os ritmos utilizados sejam muito variados e as danças variem muito de região para região, algumas características se mantém comuns. E) Homens, mulheres e crianças participam igualmente dos momentos de dança das aldeias africanas onde é comum a participação de bailarinos profissionais.

–6–

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 19. O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), talvez o pensador moderno mais incômodo e provocativo, influenciou várias gerações e movimentos artísticos. O Expressionismo, que teve forte influência desse filósofo, contribuiu para o pensamento contrário ao racionalismo moderno e ao trabalho mecânico, através do embate entre a razão e a fantasia. As obras desse movimento deixam de priorizar o padrão de beleza tradicional para enfocar a instabilidade da vida, marcada por angústia, dor, inadequação do artista diante da realidade. Das obras visualizadas a seguir, a que reflete o enfoque artístico acima delineado é A) D)

Menino mordido por um lagarto, Michelangelo Merisi (Caravaggio), National Gallery, Londres. Disponível em: http://vr.theatre.ntu.edu.tw

E)

Homem idoso na poltrona, Rembrandt van Rijn — Louvre, Paris, disponível em: http://www.allposters.com

B)
Abaporu — Tarsila do Amaral, disponível em: http://tarsiladoamaral.com

Texto para a questão 20

Figura e borboleta, Milton Dacosta, disponível em: http://www.unesp.br

C)

“Nascida nos terreiros de candomblé, ritmada ao som dos atabaques e coreografada com movimentos expressivos de inspiração africana, a dança afro, como todas as artes, é fruto da necessidade de expressão do homem, logo, carrega características da natureza humana. ‘Reconheço como dança afro toda manifestação cultural negra presente no cenário brasileiro, desde as danças folclóricas à danças de rua como o break e a capoeira’, explicou Vânia Oliveira, professora de dança. O principal vínculo da dança com a cultura africana é expresso através das coreografias. Os passos são uma releitura dos movimentos feitos pelos orixás nos rituais de candomblé. Para Vânia, ‘cada movimentação é religiosidade, resistência, diversidade e manifestação cultural, que precisa ser valorizada e reconhecida como construtora da identidade do brasileiro’. Assim como a religião, a culinária e a música, a dança é um grande elemento de resistência da cultura africana. Através de movimentos sutis e estéticos, ela simboliza uma cultura pouco valorizada. Segundo Vânia, a sensibilização provocada pela dança possibilita um autoconhecimento, uma reflexão, ensina a valorizar a própria cultura.”
(O que a dança afro representa para o movimento negro? in http://feirapreta.ning.com/forum/topics)

20.

O grito — Edvard Munch — Museu Munch, Oslo, disponível em: http://members.cox.net

Segundo o texto, a importância da dança afro para o movimento negro: A) é imensa, porque é através das coreografias que se estabelece hoje os vínculos com a cultura africana. B) tem valor exclusivamente religioso, porque a dança é sempre uma tentativa de reproduzir os movimentos feitos pelos orixás nos rituais de candomblé.

–7–

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ C) representa um elemento de resistência da cultura negra, diferentemente da religião, da culinária e da música. D) não é tão importante porque representa apenas a necessidade de expressão do homem, carregando características da natureza humana. E) é imprescindível porque representa um aspecto de diversidade cultural que deve ser valorizada, ainda que tenha pouca relação com a identidade do brasileiro. Texto para as questões 21 a 30 Reaching the poorest
Jan 21st 2010 From The Economist print edition

22.

Blank II ( . 36) and blank III ( . 40) should be filled with, respectively: A) that — what D) who — whom B) which — that E) which — whose C) who — which The phrase “When his school was visited by Kevin Watkins” ( . 12-13) could be correctly rewritten, with the same meaning, as: A) When Kevin Watkins visits his school. B) When Kevin Watkins will visit his school. C) When his school visited Kevin Watkins. D) When Kevin Watkins visited his school. E) When Kevin Watkins was visited his school. De acordo com o texto: A) Ibrahim Hussein é professor de Matemática em uma escola com salas bem equipadas no distrito de Garissa, no Quênia. B) Kevin Watkins é o principal autor de um relatório da UNESCO sobre a educação nos países em desenvolvimento. C) Em Uganda, 20% dos alunos faltam às aulas diariamente. D) As metas do programa da ONU “Educação para Todos”, estabelecidas em 1999, foram cumpridas de maneira uniforme em todos os países pobres até 2007. E) Dos 72 milhões de criancas matriculadas em escolas atualmente, 45% estão na África sub-saariana. No fragmento “Despite the inspiring rhetoric…” ( . 22), a palavra Despite poderia ser substituída, sem mudança de sentido, por: A) Instead of D) So that B) Due to E) In spite of C) Besides Segundo o texto: A) Entre 1999 e 2007 houve uma diminuição de 33 milhões no número de crianças matriculadas em escolas. B) Entre 1999 e 2007 houve um aumento de 33 milhões no número de crianças em idade escolar não matriculadas. C) Nos países em desenvolvimento, é mais fácil matricular nas escolas as crianças cujos pais têm baixa escolaridade. D) Em 2007, a maior queda no número de crianças em idade escolar não matriculadas ocorreu na Índia. E) Dentre os países analisados, a Guatemala e a Nicarágua estão em melhor situação, pois mais de 30% de seus jovens adultos têm mais de 4 anos de escolaridade. No trecho ”… though UNESCO says statistics may understate the problem by up to 30%”. ( . 26-28), a palavra though estabelece uma relação de sentido: A) concessivo. D) causal. B) aditivo. E) conclusivo. C) condicional.

23.

1

5

10

15

20

25

30

35

40

Enrolling the world’s poorest children in school needs new thinking, not just more money from taxpayers Dawn has just broken but classes have already started at the village school in Aqualaar, in the Garissa district of Kenya’s arid north-east. Around 30 children, mostly from families of Somali herders, sit listening as an enthusiastic 18-year-old teacher, Ibrahim Hussein, gives an arithmetic lesson. The school is really little more than a sandy patch of ground under an acacia tree. Mr. Hussein’s blackboard hangs from its branches. There are no desks or chairs. Pupils follow the lesson by using sticks to scratch numbers in the sand. The lack of basic kit is only too typical of schools in poor countries. What is unusual, sadly, is that Mr. Hussein was actually present and teaching when his school was visited by Kevin Watkins, the lead author of “Reaching the Marginalised”, a new report on education in the developing world by UNESCO. In India, for example, research by the World Bank reveals that 25% of teachers in government-run schools are away on any given day; of those present, only half were actually teaching when the bank’s researchers made spot checks. That is dreadful but not unusual: teacher absenteeism rates are around 20% in rural Kenya, 27% in Uganda and 14% in Ecuador. Despite the inspiring rhetoric that accompanied the adoption of the UN’s “Education For All” goals in 1999, progress has been patchy. The numbers of unenrolled school-age children dropped by 33m in 2007 compared with 1999. About 15m of that fall came in India alone (though UNESCO says statistics may understate the problem by up to 30%). In countries like Liberia and Nigeria the numbers have hardly moved since 1999. Of the 72m still outside school, 45% are in sub-Saharan Africa. Dig, and it grows still gloomier. Two-thirds of the fall in out-of-school numbers was in 2002-04. Since then, __ improvement _____I ____ insufficient though getting the final chunk of children into school is necessarily the trickiest task as the easy cases are already solved. The hardest job is enrolling children from remote areas, _____II _____ speak minority ___ languages; or come from cultures that place little value on schooling or (in India) from castes that have been long excluded from it. In more than a third of the 63 countries for ______III _____ such data were available, more than 30% of ____ young adults have fewer than four years of schooling. Nineteen of these countries are in Africa; the remaining three are Guatemala, Pakistan and Nicaragua.
herders ( . 4): boiadeiros; vaqueiros patchy ( . 24): desigual; irregular gloomier ( . 31): more depressing chunk ( . 34): large part of amount

24.

25.

26.

27.

28.

21.

A forma verbal que preenche corretamente a lacuna I ( . 33) no texto é: A) is D) had be B) was E) has been C) have been

No fragmento “In countries like Liberia and Nigeria…” ( . 28), a palavra like: A) é um verbo que significa apreciar. B) indica preferência. C) sinaliza exemplificação. D) introduz uma condição. E) significa provavelmente.

–8–

❍ PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS

UNESP — 09/2010 29. No trecho “… or (in India) from castes that have been long excluded from it” ( . 37-38), o pronome it refere-se a: A) India. B) castes. C) schooling. 30. D) remote areas. E) value.

De acordo com o texto, A) 25% refere-se à porcentagem de professores em escolas públicas da Índia que não comparecem para dar aulas a cada dia. B) 20% corresponde à porcentagem aproximada de professores que faltam às aulas no Equador, diariamente. C) 63 é o número de países em que os jovens adultos têm menos de 4 anos de escolaridade. D) 19 é o número de países da África nos quais todas as crianças estão matriculadas em escolas. E) 2/3 é a fração da queda no número de crianças matriculadas em escolas no período entre 2002 e 2004. Observando o mapa, considere as afirmações. CLIMA E CORRENTES MARÍTIMAS
OCEANO GLACIAL ÁRTICO

31.

Corrente da Califórnia

te ren o or Golf C OCEANO do ATLÂNTICO

OCEANO PACÍFICO

OCEANO PACÍFICO
Corrente de Humboldt

OCEANO ATLÂNTICO OCEANO ÍNDICO

OCEANO PACÍFICO

OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Fonte: Geoatlas, Maria Elena Simielli

I. A corrente fria de Humboldt ocasiona queda da temperatura nas áreas litorâneas, o que favorece o fenômeno da ressurgência e a formação do deserto de Atacama. II. A corrente quente da Califórnia colabora com as altas temperaturas nas porções litorâneas, onde aparecem as estepes, e é responsável pela formação do deserto da Califórnia. III. A corrente quente do Golfo impede o congelamento do Mar do Norte e ameniza os rigores climáticos do inverno na porção ocidental da Europa. Assinale se A) apenas I e II estão corretas. B) apenas II e III estão corretas. C) apenas I e III estão corretas. 32. D) apenas I está correta. E) apenas II está correta.

Brevemente o IBGE divulgará os dados do censo 2010. É provável que quando eles forem publicados possamos confirmar as seguintes previsões: I. A taxa de fecundidade continuou seu processo de queda e houve aumento do percentual da população jovem em decorrência disso. II. A violência urbana é um fenômeno preocupante e explica a contínua redução da expectativa de vida verificada nas últimas quatro décadas. III. A taxa de natalidade sofreu redução devido, entre outros fatores, ao aumento do acesso a métodos contraceptivos, mesmo entre as camadas mais pobres da população. IV. A proporção de idosos se elevou em decorrência da ampliação do acesso a serviços de saúde e saneamento, que determinam o aumento da longevidade. São corretas apenas as afirmativas: A) I e II. B) II e III. C) III e IV. D) I e III. E) II e IV.

–9–

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ 33. Leia o trecho da letra da música Saga da Amazônia, de Vital Brasil: (…) Pois mataram índio que matou grileiro que matou pos[seiro disse um castanheiro para um seringueiro que um estran[geiro roubou seu lugar Foi então que um violeiro chegando na região ficou tão penalizado que escreveu essa canção e talvez, desesperado com tanta devastação pegou a primeira estrada, sem rumo, sem direção com os olhos cheios de água, sumiu levando essa mágoa dentro do seu coração (…). A canção retrata uma realidade (ambiental, social e econômica) típica da porção: A) meridional do Estado do Mato Grosso. B) oriental do Estado do Pará. C) ocidental do Estado da Bahia. D) setentrional do Estado de Minas Gerais. E) meridional do Estado de Pernambuco. 34. Observe os climogramas e o mapa a seguir: Precipitação mm 1 400 300 200 100 0 DJ J Precipitação mm 5 400 300 200 100 0 DJ J Temperatura ºC 4 40 30 20 10 0 35. Observe as charges a seguir, que ilustram um dos problemas que tem ocupado os noticiários de todo o mundo nos últimos anos:

Com o advento dos biocombustíveis, não haverá alimento no mundo para todos!!!

Tá, agora conte uma novidade…

Gazeta do Povo, 21/04/2008.

2

3

D J

D J

D

6

7

Temperatura ºC 8 40 30 20 10 0

D J

DJ

D

A crise mundial de alimentos trouxe para o debate um conjunto de temas polêmicos que, em diversas situações, têm colocado em posições opostas os interesses das nações desenvolvidas e subdesenvolvidas. Dentre os fatores apontados como causa dessa crise, assinale aquele que afeta mais diretamente os interesses estratégicos do Brasil. A) A produção do etanol e do biodiesel, a base de soja, estimula a ampliação da monocultura dessa lavoura em detrimento de culturas alimentares. B) A produção do etanol à base de milho que, além de apresentar alto custo de produção, trouxe como consequência a elevação dos preços mundiais do cereal. C) A especulação internacional no mercado futuro de ‘commodities’ (matérias-primas), que produziu uma escalada mundial de preços dos produtos básicos de alimentação. D) A explosão populacional, que trouxe como consequência uma defasagem extremamente grave entre o crescimento da demanda por alimentos e a elevação da produção. E) A produção do etanol e do biodiesel, que estaria provocando a substituição das lavouras de alimentos pela cultura da cana-de-açúcar e de oleaginosas, como a mamona, por exemplo. 36. Analise a imagem e leia o texto a seguir.

São Gabriel da Cachoeira Maceió Goiânia

Poços de Caldas

Bagé

OCEANO ATLÂNTICO

(Augusto Malta, sem título, Rio de Janeiro, 1920-30.)

Com apoio do mapa do Brasil, é possível afirmar que os climogramas correspondentes às cidades de São Gabriel da Cachoeira, Goiânia, Maceió, Poços de Caldas e Bagé são, respectivamente, os representados pelos números: A) 1, 3, 4, 5 e 6. D) 2, 7, 1, 6 e 8. B) 2, 3, 4, 7 e 8. E) 3, 6, 4, 5 e 2. C) 1, 6, 3, 5 e 8.

Cria-se na cidade moderna um campo de batalha diário entre os pedestres e os novos veículos automotores. Qualquer percurso exige atenção máxima, concentração, reflexos rápidos, golpe de vista, gestos atléticos e instinto de sobrevivência. A máxima dominante é o “Sempre alerta!”
SEVCENKO, Nicolau. História da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1998. v. 3, p. 550.

– 10 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 Com base na imagem, no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir. I. Por terem se tornado ações automáticas, caminhar, atravessar uma rua, prestar atenção ao trânsito e nos arredores passaram a ser irrelevantes e dispensáveis no mundo moderno. II. A imagem apresenta uma apropriação social do espaço urbano que se contrapõe àquela descrita no texto, pois retrata uma cena típica de cidades pré-industriais. III. A expansão da área de concentração que caracteriza o espaço urbano das grandes metrópoles se tornou possível em decorrência do surgimento de novas tecnologias de transporte e comunicação. IV. A metrópole, em países como o Brasil, representa um espaço privilegiado para a incorporação de objetos e relações advindas de países mais desenvolvidos. Estão corretas apenas as afirmativas: A) I e II. D) III e IV. B) II e III. E) I, III e IV. C) I, II e IV. 37. A polarização que os centros urbanos exercem uns sobre os outros determina a hierarquia urbana, em escala nacional. Nessa perspectiva, a concepção de metrópole regional abrange: A) extensas regiões, com influências que ultrapassam o limite estadual. B) cidades menores e vilas dentro de um limite determinado pelo centro regional. C) distritos, povoados, comunidades rurais e áreas vizinhas, no limite municipal. D) todo o território nacional, direcionando a vida econômica e social. E) centros regionais menores, com raio de ação inferior à esfera estadual. Analise o mapa do uso das fontes de energia no mundo em 2005, segundo seus tipos: 39. Leia o texto:

A partir de setembro de 2008, refletindo a crise que teve início nos Estados Unidos, os pregões das Bolsas de Valores da maior parte do mundo, inclusive o da BOVESPA (Bolsa de Valores de São Paulo), passaram por fortes instabilidades, acumulando enormes prejuízos para os investidores.
Sobre essa questão é correto afirmar que: A) a crise mundial reflete a integração dos mercados promovida pela globalização. B) somente o setor financeiro dos países mais ricos está integrado ao mercado global. C) os países pobres são os que mais têm sentido os efeitos da crise financeira. D) as regiões integradas pela globalização mantêm suas economias livres da crise. E) os países emergentes não sofreram os efeitos da crise financeira. 40. A rapidez e a qualidade dos transportes sempre interessaram, sobretudo, aos comerciantes, desde que as relações de trocas de produtos entre vilas e cidades se estabeleceram. Atualmente, não é diferente, pois há uma constante busca por matrizes de transportes mais eficientes. Sobre o assunto, analise a tabela e as afirmações a seguir:

MATRIZ DE TRANSPORTE DE CARGA NACIONAL EM 2008 (em % do total) Milhões Países de Ton. Ferrovias Rodovias Hidrovias Dutos EUA 5.794 44,7 34,2 6,9 14,2 Rússia 3.509 60,3 6,1 1,9 31,7 Canadá 578 50,1 23,3 5,2 21,4 Alemanha 536 21,6 63,6 11,9 2,9 Japão 381 6,1 92,3 1,5 0,1 França 261 13,8 74,7 3,4 8,1
Fonte: International Transport Forum. OECD. Acessado em maio de 2010 (http://www.internationaltransportforum.org)

38.

Europa Ocidental América do Norte América Central

Rússia Europa Oriental Oriente Médio Ásia Meridional África Ásia Oriental

América do Sul Oceania

I. Países de grande extensão territorial como EUA, Rússia e Canadá, priorizaram as ferrovias como tipo de transporte mais barato e adequado às grandes distâncias. II. O fato de o Japão ocupar um arquipélago possibilita ao país a forte utilização de hidrovias. III. A Rússia, que teve um longo período de economia planificada, deu prioridade às ferrovias, pois pouco desenvolveu a indústria automobilística. IV. Os Estados Unidos pouco utilizam o transporte hidroviário devido às condições climáticas, muito rigorosas durante o inverno. V. Os países desenvolvidos de pequena extensão como a Alemanha, Japão e França, priorizaram o transporte rodoviário devido à agilidade e rapidez. Está correto apenas o que se afirma em: A) I, II e III. D) II, III e V. B) I, II e IV. E) I, III e V. C) II, III e IV. 41. Analise as afirmações sobre as relações entre Estados Unidos e México: I. Os dois países são integrantes do NAFTA, juntamente com o Canadá. Embora as relações comerciais estejam em acelerado crescimento, as barreiras ao livre trânsito de pessoas têm sido ampliadas para conter a entrada de ilegais nos Estados Unidos. II. Grande parte do desempenho econômico mexicano dos últimos anos deveu-se às indústrias maquiladoras, empresas estadunidenses que se instalam no México, em geral nas proximidades da fronteira, interessadas em usar a barata mão de obra local.

Energia renovável

Energia convencional

Fonte: Monde Diplomatique, L’Atlas. Paris: Armand Collin, 2006.

A leitura do mapa e os conhecimentos sobre a questão energética, permitem afirmar que: A) os maiores consumidores de energia não renovável são também seus maiores produtores. B) as energias não renováveis ainda predominam, à exceção da América do Sul. C) nas áreas onde predominam as fontes de energia não renováveis a energia nuclear tem substituído o carvão mineral. D) há uma estreita relação entre as grandes extensões continentais e o maior uso de fontes de energia renováveis. E) as áreas que se utilizam de fontes de energia renováveis têm menor participação na emissão dos gases do efeito estufa.

– 11 –

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ III. Dado o fato de que o México exerce liderança político-econômica na América Latina, área onde possui seus principais parceiros comerciais, sua economia passa imune ao desaquecimento econômico dos Estados Unidos, iniciado com a crise do final de 2008. IV. O surgimento de vários tecnopolos no sudoeste dos Estados Unidos (região do Vale do Silício) deve-se à proximidade com o México, o que facilita as exportações estadunidenses para a América Latina. São corretas, apenas: A) I e II. D) II e IV. B) III e IV. E) I e IV. C) I e III. 42. Observe as fotos 1 e 2 abaixo, feitas, respectivamente, no início do século XX e XXI: FOTO 1: FÁBRICA DA GENERAL ELECTRIC EM 1922 Estão corretas, apenas as afirmações: A) I e II. D) I, II e III. B) II e III. E) III e IV. C) I, II e IV. 44. Leia o texto:

A cartografia oferece, de modo geral, uma imagem do planeta focalizada no Equador e centrada na Europa e África. Essa imagem, reproduzida à exaustão nos planisférios, tende a incutir ou a perpetuar algumas noções enganosas a respeito da configuração das massas continentais e das relações de distância entre os países. A Geopolítica opera com projeções cartográficas menos usuais, capazes de evidenciar realidades geralmente pouco enfatizadas. Entre elas, está a projeção azimutal equidistante.
Demétrio Magnoli. O mundo contemporâneo, da Guerra Fria aos nossos dias.

Fonte: Maria Ciavata. O mundo do trabalho em imagens, 2002.

FOTO 2: INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NO SÉCULO XXI

A respeito da projeção cartográfica citada, assinale a alternativa correta: A) Apresenta direções e distâncias verdadeiras a partir de seu centro. Os mapas, confeccionados com base nessa projeção, têm por centro qualquer ponto escolhido. Eles proporcionam uma visão de mundo centrada no seu próprio território. B) Apresenta direções e distâncias verdadeiras a partir das suas periferias, havendo proporcionalidade de áreas em todo o mapa e favorecendo a visão do mundo subdesenvolvido. C) Apresenta direções e distâncias alteradas, não havendo proporcionalidade de formas e favorecendo a visão do mundo desenvolvido. D) Também conhecida como transmutal, na qual os ângulos são idênticos, não apresentando distorções evidentes. E) Apresenta as áreas proporcionalmente idênticas às da esfera terrestre, embora os ângulos possam estar deformados em comparação com a realidade. 45. (UNESP) — Ao mesmo tempo que a Coroa lusa mantinha uma política de reformas do absolutismo, surgiram na Colônia várias conspirações contra Portugal e tentativas de independência. Elas tinham a ver com as novas ideias e fatos ocorridos na esfera internacional, mas refletiam também a realidade local. Podemos mesmo dizer que foram movimentos de revolta regional e não revoluções nacionais.
(Boris Fausto, História do Brasil)

Fonte: www.g1.globo.com/Noticias/Carros/foto/0,14827574-EX,00.jpg.

Com base na análise das fotos e no conhecimento sobre a evolução dos sistemas de produção industrial, é possível afirmar que no século XXI a industrialização: A) valorizou o trabalhador em detrimento das máquinas. B) substituiu o sistema de produção taylorista pelo fordista. C) abandonou o regime de produção just-in-time. D) eliminou as linhas de produção. E) faz parte de um processo técnico-científico-informacional. 43. Nem mesmo a crise internacional iniciada no último trimestre de 2008 afetou a China. A respeito da prosperidade e da franca expansão econômica desse país, iniciada na década de 1970, considere as afirmações abaixo. I. O País conta com reservas de cerca de 2 trilhões de dólares, acumuladas pelos constantes superávits na balança comercial e pelos investimentos estrangeiros. II. Em 2010 o País chegou ao segundo lugar entre as maiores economias do globo, atrás apenas dos EUA. III. A atual posição do País teve início após a morte de Mao Tse-Tung, com as Quatro Grandes Modernizações e a posterior criação das Zonas Econômicas Especiais, que atraíram empresas estrangeiras. IV. O modelo de desenvolvimento adotado se baseia na abundância de mão de obra especializada e bem distribuída por todo o território nacional.

Acerca dos movimentos relacionados com a crise do sistema colonial, é correto afirmar que A) a Inconfidência Mineira foi a primeira tentativa de rompimento dos laços coloniais com a metrópole portuguesa e, entre seus projetos, havia o de organizar uma república independente. B) a Conjuração Baiana, do fim do século XVIII, representou os interesses dos setores mais conservadores da sociedade baiana, que defendiam a manutenção da escravidão e os privilégios da elite local. C) a Revolução de 1817, eclodida em Pernambuco e disseminada por grande parte do nordeste brasileiro, defendia a ordem imperial na figura do rei Dom João VI, desde que houvesse restrições ao tráfico de escravos. D) a Conjuração Carioca do início do século XIX foi a mais popular das rebeliões inseridas no processo de emancipação política do Brasil, pois defendia o voto universal para todos os brasileiros. E) a Revolta dos Malês, de fins do século XVIII, teve como centro de operações a cidade de Salvador e defendia a independência do Brasil e a imediata abolição do tráfico de escravos para o Brasil.

– 12 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 46. (UNESP) — As estradas de ferro paulistas dos séculos XIX e XX dirigiam-se para as regiões do interior do Estado. Sua importância para o complexo econômico cafeeiro e para o desenvolvimento de São Paulo pode ser vista sob múltiplos aspectos. O cultivo do café e as ferrovias provocaram mudanças ambientais em várias regiões paulistas, porque A) as estradas de ferro formavam redes no interior das matas e permitiam o acesso do capital norte-americano à exploração de madeiras para o mercado europeu. B) a economia cafeeira foi responsável pelo predomínio da agricultura de subsistência sobre as áreas florestais e as locomotivas levaram à exploração do carvão mineral no planalto paulista. C) o emprego nos cafezais de defensivos agrícolas contaminava as nascentes de água e as ferrovias favoreciam a fixação de pequenas propriedades nas áreas agrestes. D) as locomotivas eram movidas a vapor, cujo combustível era a madeira, e os cafezais, por esgotarem o solo, exigiam a incorporação de novas terras para o plantio. E) a expansão da frente pioneira devastava as matas e abria grandes reservas de territórios e de terras agricultáveis para os indígenas. (UNIFESP) — Aquilo não era uma campanha, era uma charqueada. Não era a ação severa das leis, era a vingança. Dente por dente. Naqueles ares pairava, ainda, a poeira de Moreira César, queimado; devia-se queimar. Adiante, o arcabouço decapitado de Tamarindo; devia-se degolar. A repressão tinha dois polos: o incêndio e a faca... Ademais, não havia temer-se o juízo tremendo do futuro. A História não iria até ali.
(Euclides da Cunha. Os sertões.)

49.

(UNESP) — O General Golbery do Couto e Silva, desde os anos 1950, preocupava-se com a espionagem política. Pouco antes do Golpe Militar de 1964, o Ipes (Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais) reuniu milhares de fichas e dossiês de pessoas, material que seria levado para um órgão de espionagem política criado por Golbery três meses depois do Golpe e que iria atuar durante os anos do Regime Militar. Como foi chamado esse órgão de espionagem política do Regime Militar de 1964? A) Departamento de Ordem Política e Social (Deops). B) Delegacia de Ordem Política e Social (Deops). C) Agência Nacional de Informação (ANI). D) Polícia Federal (PF). E) Serviço Nacional de Informações (SNI). (UNESP) — A respeito da Constituição de 1988, é correto afirmar que A) o direito de promover ações de inconstitucionalidade foi retirado do Ministério Público, que se enfraqueceu. B) o direito de voto foi assegurado a todos os brasileiros e brasileiras, a partir dos dezesseis anos, desde que alfabetizados. C) os direitos civis foram amplamente assegurados, sendo a prática de racismo classificada como crime inafiançável. D) o direito do poder público intervir nos sindicatos foi assegurado, aumentando o controle do Estado sobre os trabalhadores. E) o direito à informação ampliou-se, ainda que o governo possa impor censura prévia à imprensa.

50.

47.

Essa passagem do livro A) revela a preocupação que os protagonistas de ambos os lados tinham com relação às implicações políticas de suas ações. B) denuncia mais do que a crueldade de ambos os lados, o sentimento de impunidade entre as forças da repressão. C) mostra que ambos os lados em luta estavam determinados a destruir o adversário para não deixar provas de sua conduta. D) critica veladamente a ausência de interesse por parte da opinião pública e da imprensa com relação ao episódio relatado. E) indica que o autor, por acompanhar de longe os acontecimentos, deixou-se levar por versões que exageraram a crueldade da repressão. 48.
o (UNESP) — O golpe militar de 1 de abril de 1964 causou uma enorme perplexidade na esquerda e nos nacionalistas, que, de uma maneira geral, acreditavam na irreversibilidade histórica das reformas propostas pelo governo João Goulart.

51.

Não obstante sua elevada ascendência, os jovens cavaleiros Raimundo e Henrique, ligados por fortes laços familiares aos condes e duques da Borgonha, respectivamente, podem ser integrados nesta categoria de nobres à procura de fortuna nas terras de fronteira da península Ibérica. Ambos eram filhos segundos, ambos vieram para a península em busca de poderio, ambos conseguiram uma sólida ligação à Casa real leonesa por meio do casamento com duas filhas de Afonso VI.
(História de Portugal — Rui Ramos, org.)

Marcos Napolitano, “Seguindo a canção”: engajamento político e indústria cultural na MPB (1959-1969)

Acerca dessas reformas, é correto afirmar que A) a prioridade do PSD e da UDN era a aprovação de um projeto de reforma agrária que defendesse as pequenas e médias propriedades. B) a mais importante reforma — a fiscal — não recebeu o apoio do PTB e do PCB, que a consideravam conservadora e anti-imperialista. C) se constituíam nas chamadas Reformas de Base, que supunham várias reformas, como a agrária, a bancária, a urbana e a fiscal, entre outras. D) a aprovação pela Câmara dos Deputados da reforma agrária sem indenização aos proprietários fez eclodir o golpe de Estado em 1964. E) houve sérias críticas do governo dos EUA e do FMI em relação à reforma fiscal aprovada pelo Senado, com o apoio decisivo do PSP e do PDC.

O texto acima, abordando as origens do reino de Portugal, aponta para um dos elementos da crise do feudalismo na Baixa Idade Média. Assinale-o: A) a existência de uma categoria de nobres sem-terra (“filhos segundos”), dispostos a fazer a guerra em troca de benefícios. B) os casamentos entre pessoas de categorias sociais diferentes, que acabaram por unir nobres guerreiros a princesas ibéricas. C) a aliança entre Portugal e França para combater os bárbaros na península Ibérica. D) a possibilidade de ascensão social através do casamento, como exemplificado pelo casamento dos plebeus Raimundo e Henrique de Borgonha. E) a expansão do comércio desagregando a ordem política feudal, em meio ao renascimento urbano. 52.

A mulher pode se tornar uma vândala, o filho, contaminado pela mãe, um ser fraco ou vingativo, e o criado pode retomar sua liberdade. Para retirar o estado das mãos do povo, é necessário retirar a família das mãos das mulheres e dos filhos.
(extraídas de História da Vida Privada, vol. 4; org.: Michelle Perrot)

As duas frases acima, do século XIX, expressam uma visão: A) autoritária e conservadora. B) machista e progressista. C) romântica e liberal. D) paternalista e anarquista. E) utópica e socialista.

– 13 –

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ 53. D) a descoberta do continente africano, ampliou o conhecimento científico e favoreceu a solidariedade dos povos. E) na África, os europeus intencionavam respeitar a cultura dos seus povos por considerarem parentes remotos. 56. 19 15 10 10 “… A maior parte das ruas desta maravilhosa Paris nada mais é senão condutos sujos e sempre úmidos de água pestilenta. Encerradas entre duas fileiras de casas, as ruas nunca são penetradas pelo Sol, que apenas roça o topo das chaminés. Uma multidão pálida e doentia transita continuamente por essas ruas, os pés nas águas que escorrem o nariz no ar infectado e os olhos atingidos, em cada esquina, pelo lixo mais repulsivo. Nessas ruas moram os trabalhadores. Também há ruelas, que não permitem a passagem de dois homens juntos, cloacas de imundície e de lama onde uma população enfraquecida inala cotidianamente a morte. A cólera flagelou-as duramente em sua passagem, tanto que se esperava não estarem mais lá se esta retornasse, mas a maior parte delas ainda permanece no mesmo estado, e a doença poderá voltar…”
(Charles Baudelaire 1821-1867)

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO DAS AMÉRICAS (em milhões de habitantes) entre 1250 e 1800 Milhões de Habitantes 40 30 20 10 0
12 50 13 00 0 0 16 0 13 40 14 00

39 36 29 26 29

Ano
Fonte: ROMANO, Ruggiero. Coyunturas Opuestas (la crisis del siglo XVII em Europa y en América). México-DF Fondo de Cultura Económica, 1993, p. 39. .

Lembrando que a colonização europeia da América iniciou-se basicamente no século XVI, a leitura do gráfico acima permite concluir que: A) a intensa imigração europeia sempre foi fator de crescimento da população no intervalo contemplado pelo gráfico. B) o aperfeiçoamento dos procedimentos de contagem da população introduzidos pelos espanhóis, resulta no maior realismo dos números a partir do início da colonização. C) o gráfico expressa principalmente o genocídio da população indígena do continente e a lenta retomada da expansão demográfica nos séculos seguintes. D) o tráfico negreiro provocou acelerado crescimento da população da América a partir do início da colonização. E) as guerras constantes entre povos indígenas geravam mudanças radicais na evolução da população; após o início da colonização, os padrões de crescimento tornaram-se mais homogêneos. 54.

0 17 50 18 00

15 0

17 0

O texto acima: A) denuncia uma situação catastrófica que só ocorria em Paris. B) trata-se de reflexão marxista alusiva as condições produzidas pela acumulação capitalista. C) faz parte de um fragmento literário de ficção desvinculado de qualquer realidade social. D) testemunha que em grande parte as epidemias do século XIX estavam relacionadas ao processo de urbanização. E) o autor ultraja a moral pública e não considera o progresso econômico proporcionado pela industrialização. 57.

“… evidente que é segundo a classe à qual se pertence, segundo as possibilidades de riqueza, segundo as posições sociais que se obtém a justiça. A justiça não lhe é atribuída do mesmo modo.”
(Michel Foucault, Ditos e Escritos, V. 4, p. 35)

A arma da crítica não pode substituir, sem dúvida, a crítica das armas. (1843) A frase acima, do filósofo alemão Karl Marx, expressa um dos pontos centrais de seu pensamento, ou seja:
A) os exércitos de todo mundo deveriam ser alvo de críticas. B) o pensamento crítico tem o poder de promover revoluções. C) se os governos fossem controlados por filósofos, não haveria mais guerras. D) a filosofia, sozinha, é incapaz de mudar o mundo. E) o proletariado deveria armar-se para fazer a revolução.

A partir do texto, pode-se concluir que: A) a aplicação da justiça é igual para toda a sociedade. B) aqueles que detém recursos desfrutam da justiça. C) a justiça, no estado de direito é sempre praticada do mesmo modo. D) numa sociedade de classes hierarquizada na fortuna, inexiste a lei. E) numa sociedade de classes a justiça é igual, mas a lei privilegia os mais ricos. 55. O contato do Ocidente com as culturas africanas no século XIX produziu esta visão de Joseph Conrad: “A terra parecia aqui outro mundo (…), e os homens. (…) Não, não eram inumanos. Mas isso era o pior, essa suspeita que me invadia aos poucos de que não eram inumanos. Porque, ao urrarem e pularem, e darem cambalhotas, e fazerem trejeitos horríveis, o que nos impressionava era justamente a ideia de que fossem humanos como nós, e foi difícil pensar em nosso remoto parentesco com esse tumulto selvagem e violento.” Sobre a mesma pode-se concluir que: A) os africanos foram entendidos como semelhantes aos europeus, mas os brancos se consideravam superiores. B) o autor expressa a visão ocidental europeia do mundo no séc. XIX apenas com objetivo científico. C) trata-se apenas de uma reação pessoal isolada de qualquer crença geral na superioridade do homem branco.

58.

É da imaturidade dos dominados que se nutre a hipermaturidade da sociedade. Quanto mais complicada e mais refinada a aparelhagem social, econômica e científica, para cujo manejo o corpo já há muito foi ajustado pelo sistema de produção, tanto mais empobrecidas as vivências de que ele é capaz (…) A regressão das massas, de que hoje se fala, nada mais é senão a incapacidade de poder ouvir o imediato com os próprios ouvidos, de poder tocar o intocado com as próprias mãos: a nova forma de ofuscamento que vem substituir as formas míticas superadas.
(Theodor Adorno e Max Horkheimer)

No texto acima, os autores: A) apenas descrevem as consequências da submissão do homem à “aparelhagem social, econômica e científica”, sem emitir juízo de valor. B) discutem esteticamente o “manejo do corpo” e como essa nova forma de encarar a beleza afeta as massas. C) revelam e criticam o empobrecimento dos sentidos, consequência do controle social. D) fazem a apologia da sociedade científica que finalmente conseguiu ofuscar as “formas míticas superadas…” E) denunciam a massa em geral e as pessoas em particular por aceitarem de forma acrítica os controles sociais impostos pelos poderosos.

– 14 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 59.

Incomodado com os amigos que não largam o iPhone, Tomás Toledo, 23, responsável pelas atividades culturais da Escola São Paulo, é do contra. Ele não tem um smartphone e diz que o vício nos celulares 3G cria um vácuo na mesa durante os jantares nos restaurantes e os encontros nos bares, com atenções divididas entre quem está presente e o virtual. Quando os amigos estão juntos — e muitas vezes sem se dar conta — todos começam a fuçar nos seus aparelhos e fica cada um na sua, como se não houvesse ninguém ao redor.
(Folha de S.Paulo, caderno “Cotidiano”, 7 de março, 2010)

62.

(UNESP-modificada) — Um estudante de Biologia anotou em uma tabela algumas características de quatro espécies vegetais: Características Possui vasos condutores de seivas? Embrião fica retido no organismo materno ou seu sucedâneo? Forma flores e frutos? Forma sementes? Espécie 2 3 não sim não não sim sim sim sim

1 sim sim não sim

4 sim sim não não

Confrontando o conteúdo da reportagem acima com o texto da questão anterior, assinale a alternativa correta: A) Os textos não podem ser relacionados, pois o primeiro se apresenta na forma de reflexão filosófica, ou seja, baseia-se na especulação dedutiva enquanto o segundo tem caráter simplesmente descritivo. B) O segundo texto poderia ser considerado um exemplo concreto da afirmação do primeiro, de que a “aparelhagem social, econômica e científica” leva ao empobrecimento das vivências. C) Os textos apresentam ideias opostas: o primeiro destaca que o empobrecimento existencial é geral; o segundo evidencia que há muitas pessoas que não aderem ao sistema vigente. D) Os dois fragmentos expressam de forma sistematizada o método filosófico: observação da realidade, apresentação de uma hipótese, verificação por meio de experiência e tese final com julgamento do comportamento humano. E) Os textos têm visões diferentes: o primeiro faz uma crítica ao estilo de vida moderno; já o segundo, apresenta a visão de alguém que, apesar de um pouco incomodado, exalta as características favoráveis do mundo tecnológico. 60. Uma das preocupações de Sócrates (470-399 a.C.) era a investigação da verdade por meio da exposição dialética do conhecimento. O seu objetivo era “parir” ideias ao propor questões filosóficas. Várias delas foram reduzidas em sentenças máximas, tais como: “Uma vida sem questionamentos não vale a pena ser vivida”, “Sei que não sei” ou “Conhece a ti mesmo”. A alternativa que melhor representa a síntese dessas sentenças morais é: A) tudo o que sabemos está limitado a nossos aprendizados e “pré-conceitos”. B) a nossa percepção da realidade é imprecisa. C) existe uma dificuldade em explicar o conhecimento por meio da experiência empírica. D) a dedução racional e lógica é a única fonte segura de conhecimento. E) a sabedoria não vem somente da observação, mas também da reflexão. (UPE-adaptada) — A conquista do meio terrestre pelos vertebrados, iniciada efetivamente pelos répteis, envolveu a ocorrência da fecundação interna e o desenvolvimento de estruturas associadas ao embrião, os anexos embrionários. Embora não façam parte do corpo embrionário, são indispensáveis para o desenvolvimento do embrião, pois exercem várias funções, como, por exemplo, armazenar os produtos de excreção produzidos pelo embrião, principalmente sais de ácido úrico. Por qual dos anexos embrionários abaixo, essa função é realizada? A) Placenta. B) Alantoide. C) Saco vitelínico. D) Âmnio. E) Cório.

A partir desses dados pode-se dizer que, por meio da análise dos registros disponíveis na história evolutiva dessas espécies: A) a espécie 2 tem uma origem evolutiva mais recente que a espécie 3. B) na sequência evolutiva, a espécie 1 foi originada diretamente da espécie 2. C) as espécies 2, 3 e 4 podem ser agrupadas, artificialmente, formando o grupo traqueófitas. D) as espécies 4, 3 e 1 formam um grupo natural, graças à existência de um provável ancestral comum. E) por serem dotadas de cloroplastos, pode-se dizer que as quatro espécies pertencem ao mesmo filo vegetal. 63.

“Pela primeira vez, um gel vaginal contendo uma droga contra o HIV se mostrou seguro e eficaz na prevenção da contaminação pelo vírus. Isso é o que revela um estudo conduzido na África do Sul. O gel também reduziu o risco de transmissão de herpes”.
(Extraído de: CUPANI, G., Gel vaginal diminui pela metade risco de contágio pelo HIV, Folha de S.Paulo, Saúde, 20/07/2010, p. C7)

Considerando as informações do texto e os seus conhecimentos sobre a estrutura dos agentes virais causadores de doenças sexualmente transmissíveis no homem, pode-se aceitar como válida a alternativa: A) com certeza o gel poderá também ser útil na prevenção de doenças como a sífilis e a gonorreia (blenorragia). B) a utilização do gel dispensará o recurso preventivo representado pelos preservativos, como a camisinha. C) com a utilização do gel, pode-se certamente dizer que não serão mais necessárias as pesquisas visando à produção de uma vacina contra o HIV. D) provavelmente, o gel poderá ser também utilizado no controle de outros vírus causadores de doenças sexualmente transmissíveis, como o HPV. E) campanhas de esclarecimento visando à prevenção da AIDS não serão mais necessárias, caso o gel demonstre ser realmente eficiente no controle do HIV. 64.

61.

“Uma planta brasileira pode se tornar um importante aliado contra o veneno da surucucu (Lachesis muta), a maior serpente peçonhenta da América do Sul. Uma pesquisa da UFF (Universidade Federal Fluminense) mostrou que um extrato feito da raiz do barbatimão, uma árvore do cerrado, consegue neutralizar os principais efeitos da picada. O veneno da surucucu ataca os sistemas cardiovascular, respiratório, urinário e nervoso, além de provocar dor, inflamação, edema, hemorragia e até necrose no local da picada. Hoje, o tratamento padrão para quem sofre o ataque da surucucu — o soro antiofídico — é eficaz apenas contra os efeitos sistêmicos. É difícil combater os efeitos locais da picada, que podem levar a amputações”.
(Extraído, com adaptações, de: MENCHEN, D., Planta natural do cerrado trata picada de surucucu, Folha de S.Paulo, Ciência, 21/julho/2010, p. A15)

– 15 –

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ Utilizando as informações do texto e os seus conhecimentos sobre os grupos a que pertencem os seres vivos citados, respectivamente o dos répteis (surucucu) e angiospermas (barbatimão), pode-se aceitar como válida a alternativa: A) o veneno da surucucu é produzido por glândulas profusamente distribuídas na pele desse réptil, sendo o contato com esse órgão o responsável pelos lamentáveis acidentes observados. B) o barbatimão, uma árvore típica do cerrado brasileiro, é uma dicotiledônea dotada de câmbio vascular e folhas contendo nervuras em rede. C) certamente as folhas do barbatimão não possuem estômatos, uma vez que a fotossíntese nesses órgãos é quase nula, ocorrendo principalmente nas raízes, produtoras da substância neutralizante do veneno. D) os sistemas cardiovascular e respiratório da surucucu se assemelham bastante aos existentes nos mamíferos, classe a que pertence essa serpente peçonhenta. E) o extrato obtido da raiz do barbatimão deve ser empregado para evitar os efeitos sistêmicos do veneno dispensando-se, assim, a utilização do soro antiofídico específico. 65. (IBO-modificada) — Em aves, como por exemplo nas galinhas domésticas, o sexo é determinado por um par de cromossomos sexuais (Z e W). É muito difícil determinar-se o sexo de pintinhos recém-nascidos; no entanto, é de grande importância comercial que isso seja feito. Utilizando-se um marcador genético, é possível realizar cruzamentos em que o sexo do animal seja determinado pela expressão fenotípica do gene marcador. Em qual cromossomo (I) o gene marcador deverá estar localizado e que tipo de cruzamento (II) permitirá a discriminição entre machos e fêmeas? Localização do gene marcador A) No cromossomo Z Cruzamento Fêmea com fenótipo recessivo × macho homozigoto para o alelo dominante. Fêmea com fenótipo recessivo × macho homozigoto para o alelo dominante. Fêmea com fenótipo dominante × macho homozigoto para o alelo recessivo. Fêmea com fenótipo recessivo × macho heterozigoto. Fêmea com fenótipo dominante × macho heterozigoto. rã-touro (larva) Rana catesbeiana rã-touro (adulto) Rana catesbeiana 68. 67. (IBO-modificada) — A quantidade de DNA numa célula pode ser determinada medindo-se a fluorescência de um corante que se liga ao DNA em quantidades proporcionais. O histograma abaixo representa a fluorescência de uma célula germinativa eucariótica durante diferentes estágios da divisão celular (I, II, III, IV e V). 4 3,5 3 2,5 2 1,5 1 0,5 0

Fluorescência Relativa

I

II

III

IV

V

Escolha a alternativa que apresenta a correta associação entre os estágios I a V com os estágios da divisão celular indicados abaixo pelos números 1 a 5. 1. 2. 3. 4. 5. Anáfase I da meiose Anáfase II da meiose Citocinese ao final da telófase II Prófase II da meiose Prófase I da meiose 1 A) B) C) D) II I V I 2 IV II IV II I 3 V III III IV II 4 III IV II III III 5 I V I V V

E) IV

(IBO-modificada) — A figura faz referência à ocorrência de respiração cutânea em diferentes vertebrados, por meio da qual ocorre a eliminação de gás carbônico (barras cheias) e a captação de oxigênio (barras vazias).

B) No cromossomo W

C) No cromossomo Z

D) Num autossomo E) No cromossomo Y

66.

(Min. Ed. Portugal-modificada) — Populus alba, Populus tremula e Salix alba são espécies que pertencem à família Salicaceae. As afirmações seguintes dizem respeito à sua taxonomia. 1. Populus alba e Salix alba pertencem ao mesmo gênero. 2. Populus tremula e Salix alba pertencem à mesma classe. 3. Populus alba e Salix alba têm maior número de categorias taxonômicas em comum do que Salix alba e Populus tremula. Selecione a alternativa que avalia corretamente as afirmações acima: A) 1 é verdadeira; 2 e 3 são falsas. B) 1 e 3 são verdadeiras; 2 é falsa. C) 2 é verdadeira; 1 e 3 são falsas. D) 2 e 3 são verdadeiras; 1 é falsa. E) 3 é verdadeira; 1 e 2 são falsas.

salamandra sem pulmões Ensatina eschscholtzii

humano Homo sapiens

I II III IV 0 75 100 50 25 Porcentagem da troca gasosa total

– 16 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 Escolha a alternativa que correlaciona corretamente as espécies citadas e suas respectivas fisiologias respiratórias: I A) B) C) D) E) Rã-touro (larva) Humano II III IV Humano Salamandra sem pulmões Humano Humano Salamandra sem pulmões O símbolo químico de um átomo que possui a mesma distribuição eletrônica desse ânion está indicado em: A) Kr (Z = 36) D) Te (Z = 52) B) Br (Z = 35) E) Ge (Z = 32) C) As (Z = 33) As questões 73 e 74 são relativas ao enunciado seguinte. A série de experimentos, representada esquematicamente a seguir, foi realizada colocando-se, em um mesmo instante, uma massa de 10,35 g de chumbo em três recipientes distintos (A, B e C), cada um contendo 100 mL de uma solução aquosa de ácido clorídrico, a 25ºC. Decorrido um certo intervalo de tempo, foram observados os seguintes fenômenos: (A) (UERJ) — Utilize as informações a seguir para responder às questões 69 e 70. Algumas doenças infecciosas, como a dengue, são causadas por um arbovírus da família Flaviridae. São conhecidos quatro tipos de vírus da dengue, denominados DEN 1, DEN 2, DEN 3 e DEN 4; os três primeiros já produziram epidemias no Brasil. A doença, transmitida ao homem pela picada da fêmea infectada do mosquito Aedes aegypti, não tem tratamento específico, mas os medicamentos frequentemente usados contra febre e dor devem ser prescritos com cautela. Na tabela abaixo são apresentadas informações sobre dois medicamentos: medicamento fórmula estrutural H N HO O ácido acetilsalicílico O OH O O Dados: massas molares (g ⋅ mol–1): C = 12; H = 1; O = 16. 69. Na estrutura do paracetamol está presente a seguinte função da química orgânica: A) éter D) aldeído B) amida E) éster C) cetona O número de átomos existente em uma amostra de 1g de ácido acetilsalicílico é igual a: D) 1,3 ⋅ 1025 A) 3,3 ⋅ 1021 B) 7,0 ⋅ 1022 E) 1,2 ⋅ 1024 C) 6,0 ⋅ 1023 (UNESP) — Já se passaram 23 anos do acidente de Goiânia, quando em 1987, em um ferro-velho ocorreu a abertura de uma cápsula contendo o material radioativo Cs-137, que apresenta meia-vida de 30 anos. Sabendo que, à época do acidente, havia 19,2 g de Cs-137 na cápsula, o tempo, em anos, que resta para que a massa desse elemento seja reduzida a 2,4 g é igual a: A) 67 D) 90 B) 77 E) 97 C) 80 (UERJ) — O selênio é um elemento químico essencial ao funcionamento do organismo, e suas principais fontes são o trigo, as nozes e os peixes. Nesses alimentos, o selênio está presente em sua forma aniônica Se2– (Z = 34). Existem na natureza átomos de outros elementos químicos com a mesma distribuição eletrônica desse ânion. Pb(s), em pequenos pedaços 100 mL de solução de HC 1,0 mol/L • Diminuição da massa inicial de chumbo, em maior quantidade do que no recipiente (A). • Desprendimento de bolhas da superfície dos pedaços de chumbo, em maior quantidade do que no recipiente (A). Dado: massa molar em g/mol: Pb = 207 73. O gráfico a seguir mostra a variação do pH com o tempo nos experimentos A, B e C. 7 1 2 pH 3 180 massa molar (g ⋅ mol–1) bloco de Pb(s) 151 100 mL de solução de HC 0,10 mol/L • Diminuição da massa inicial do bloco de chumbo, em menor quantidade do que no recipiente (A). • Desprendimento de bolhas da superfície do bloco de chumbo, em menor quantidade do que no recipiente (A). (C)

Rã-touro Salamandra (adulto) sem pulmões Rã-touro (adulto) Rã-touro (larva) Rã-touro (adulto)

Salamandra Rã-touro sem pulmões (larva) Rã-touro (adulto) Rã-touro (adulto)

Rã-touro Salamandra (larva) sem pulmões Humano Rã-touro (larva)

bloco de Pb(s) 100 mL de solução de HC 1,0 mol/L • Diminuição da massa inicial do bloco de chumbo. • Desprendimento de bolhas da superfície do bloco de chumbo. (B)

paracetamol

70.

71.

1 0 tempo

72.

As curvas 1, 2 e 3 correspondem, respectivamente, aos experimentos: A) A, B, C D) C, B, A B) B, A, C E) B, C, A C) C, A, B

– 17 –

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ 74. Se no experimento A tivesse sido usado 100 mL de solução de HC 2,0 mol/L em vez de 1,0 mol/L o pH da solução no final do experimento seria: A) 7 D) 5 B) 1 E) zero C) 2 (UNIFESP) — A uma solução aquosa contendo KI suficiente para tornar o meio condutor, foram adicionadas algumas gotas do indicador fenolftaleína. A solução resultante foi eletrolisada com eletrodos inertes, no dispositivo esquematizado a seguir. – eletrodo inerte solução de KI + gotas de fenolftaleína São fornecidos os potenciais padrão de redução das espécies químicas presentes na solução, que podem sofrer oxidorredução no processo. K+(aq) + e– → K(s) 2 H2O( ) + 2 e– → H2(g) + 2 OH–(aq) I2(s) + 2 e– → 2 I–(aq) O2(g) + 4 H+(aq) + 4 e– → 2 H2O( ) E0 = –2,93 V E0 = –0,83 V E0 = +0,54 V E0 = +1,23 V +

Rascunho:

75.

Com base nesses dados, pode-se prever que, durante a eletrólise da solução, haverá desprendimento de gás A) em ambos os eletrodos, e aparecimento de cor vermelha apenas ao redor do eletrodo negativo. B) em ambos os eletrodos, e aparecimento de cor vermelha apenas ao redor do eletrodo positivo. C) em ambos os eletrodos, e aparecimento de cor vermelha também ao redor dos dois eletrodos. D) somente do eletrodo positivo, e deposição de potássio metálico ao redor do eletrodo negativo. E) somente do eletrodo negativo, e aparecimento de cor vermelha apenas ao redor do mesmo eletrodo. 76. (UNESP) — O processo de envelhecimento do tecido de algodão (fibra natural constituída pela mesma matéria-prima do papel) usado na confecção de calças jeans é conhecido como stone washed (lavado na pedra). Uma alternativa a esse processo, que permite a redução no consumo de água e energia, bem como a redução de resíduos lançados no meio ambiente durante a lavagem, é o processo enzimático denominado biostoning, para o qual uma das reações que ocorre é representada pela equação: HO O OH O OH HO O OH HO OH O OH OH OH OH HO O OH O OH HO O OH O n HO O H2O 3n enzima 2

A enzima utilizada nesse tratamento e a reação que ela catalisa são denominadas, respectivamente, de: A) amilase e hidratação. D) oxidase e oxidação. B) hidrogenase e hidrogenação. E) sacarase e inversão. C) celulase e hidrólise.

– 18 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

UNESP — 09/2010 77. Um automóvel viaja em um trecho reto de uma estrada com velocidade de 108 km/h quando passa por uma placa em que se lê “Obras na pista a 500 m, reduza a velocidade”. No trecho da estrada em obras, a velocidade limite é 36 km/h e o tempo de reação do motorista é 2 s. A desaceleração que o motorista consegue imprimir ao veículo é tal que ao chegar à região de obras a velocidade do carro é 36 km/h. O gráfico a seguir mostra o comportamento da velocidade do automóvel. v(m/s) 30 Início das obras 80. 10 A figura a seguir mostra parte de uma conta de luz de uma residência do interior de São Paulo. A unidade relativa ao consumo assinalada na conta é:
Bragantina
REDE
Nome

A tabela a seguir mostra os valores de P, V e T em um determinado estado de um gás confinado. Pressão (atm) 1 Volume (m3) 0,5 Temperatura (K) 200

Assinale a alternativa que indica o valor da temperatura quando a pressão e o volume desse gás se alteram para P = 2 atm e V = 1m3. A) 800 K B) 700 K C) 600 K D) 500 K E) 400 K

2s

4s

t(s)
MAZZAROPI
Complemento Classificação Tipo de Tarifa

Empresa Elétrica Bragantina S/A Av. Paulista, 2439 — 5º- Andar — São Paulo — SP CNPJ 60.942.281/0001-23 Insc. Estadual 112.323.969.110

Nota Fiscal/Fatura de Energia Elétrica — Série Única — 666.009.834 GRUPO B Emissão: 22/12/2005 Apresentação: 27/12/2005 FAT - 04-20051023977968-8

Endereço da Unidade Consumidora

Bairro

RUA B FAZENDA VELHA, 6

B. FAZENDA VELHA
Cidade

O módulo da aceleração do automóvel durante o processo de frenagem é: A) 0,5 m/s2 B) 1m/s2 C) 1,5 m/s2 D) 2 m/s2 E) 2,5 m/s2

5711707 QD A RESIDENCIAL-BIFASICO

PINHALZINHO
Competência

CEP

12995-000

CONVENCIONAL
CNPJ/CPF

PARA ATENDIMENTO INFORME ESTE NÚMERO Unidade Consumidora - UC

Vencimentos

12/2009
Consumo

03/01/2010
Valor até o Vencimento

00086094890
Inscrição Estadual

31239265
Constante do Faturamento Unidade Medida Origem Leitura Leitura Atual Anterior Medido

kWh
Consumo Faturado

R$ 15,18
Nº de Dois Faturados Pontos de Comunicação Valor da poupança

Dados da Medição Datas das Leituras Anterior 22/11/2005 Equipamento

30

Atual Próxima

22/12/2005 20/01/2005

98465

1

kWh

MFA

4999

4983

16

78.

No dia 30/03/2006 um foguete russo: Soyuz TMA-8 levou para a estação orbital internacional (ISS) o primeiro astronauta brasileiro, Marcos César Pontes. A cobertura jornalística de tal voo incluiu uma afirmação errônea com relação à gravidade no interior da ISS, dizia-se que a gravidade é nula. A figura apresentada a seguir satiriza a situação de um astronauta em órbita que de fato sugere a inexistência de gravidade na nave. 81.

A) quilowatt-hora e indica a potência elétrica consumida no mês. B) quilowatt por hora e indica a energia elétrica consumida no mês. C) quilowatt por hora e indica a potência elétrica consumida no mês. D) quilowatt-hora e indica a energia elétrica consumida no mês. E) quilowatt-hora e indica o padrão de tensão elétrica no local. Um dos fatores que influenciam tremendamente o conforto térmico em um ambiente é a umidade relativa do ar. Se a umidade relativa do ar for muito alta, a transpiração não evapora e nos sentimos “melados”, mesmo que a temperatura ambiente seja relativamente baixa. Se a umidade relativa for baixa, mesmo que a temperatura ambiente seja relativamente alta, sentimo-nos confortáveis. A umidade relativa é a razão entre a quantidade de água na forma de vapor suspensa na atmosfera e a quantidade máxima de água na forma de vapor que seria possível estar suspensa na atmosfera, naquela temperatura. À temperatura de 12ºC, a quantidade de água máxima suspensa na forma de vapor é 12 g/cm3. Se a umidade relativa do ar nessa temperatura for 75%, qual é a quantidade de água suspensa na forma de vapor na atmosfera? A) 5 g/cm3 B) 6 g/cm3 C) 7 g/cm3 D) 8 g/cm3 E) 9 g/cm3 No circuito a seguir, tem-se uma associação de lâmpadas idênticas, um amperímetro e um gerador elétrico, ambos considerados ideais.

A explicação correta para tal fenômeno é que em órbita: A) A força gravitacional é equilibrada pela força centrífuga. B) A gravidade não é nula. O astronauta flutua porque a pressão atmosférica fora da nave é zero, pois no espaço não há ar. C) A gravidade terrestre é equilibrada pela gravidade lunar, pois a nave encontra-se afastada da Terra e próxima à Lua. D) A nave e todos os seus elementos estão caindo juntos com a mesma aceleração e daí a sensação de gravidade zero. E) A gravidade é próxima de zero, porém não é zero tanto que é comum usar-se o termo microgravidade.

82.

79.

A condição física em que um gás se encontra, é descrita pelos valores de algumas grandezas físicas denominadas de variáveis de estado. A pressão (P), o volume (V) e a temperatura (T) são variáveis de estado. Se um gás se encontrar confinado em um recipiente, pode-se afirmar que P ⋅ V = K ⋅ T, em que K é uma constante.

K

A

ε

– 19 –

SISTEMA ANGLO DE ENSINO ❍ Quando a chave K está aberta, o amperímetro indica uma intensidade de corrente elétrica i. Se fecharmos a chave K, e supusermos que a resistência elétrica das lâmpadas permaneça inalterada, o amperímetro indicará uma intensidade de corrente elétrica igual a: A) 0,4i D) 2,5i B) 0,6i E) 5,0i C) 1,2i 83. Um cilindro de ferro, quando envolvido por um fio condutor encapado ou esmaltado de modo a evitar os curtos-circuitos, torna-se ímã se o fio for percorrido por corrente elétrica. Esse conjunto é chamado de eletroímã. A figura a seguir representa um eletroímã e um pêndulo, cuja massa presa à extremidade é um pequeno ímã. C

Rascunho:

N S Ao fechar a chave C, é correto afirmar que A) o ímã do pêndulo será repelido pelo eletroímã. B) o ímã do pêndulo será atraído pelo eletroímã. C) o ímã do pêndulo irá girar 180° em torno do fio que o suporta. D) o polo sul do eletroímã estará à esquerda do leitor. E) o ímã se comportará da mesma maneira esteja a chave do circuito aberta ou fechada. 84. A planta de um terreno mostra que suas divisas medem, em metros, 144, 168, 144 e 192. Seu dono quer plantar árvores nessas divisas, a cada x metros, sendo x um número inteiro. Ele também quer que, nos encontros das divisas, haja uma árvore. Para isso, o número necessário de árvores é: A) 23 D) 77 B) 27 E) 81 C) 54 __ __ __ __ __ __ _ _____ _ ____ __ a2 b2 (ab)2 + + , em que a e b são números a b ab reais não nulos, então: A) (x + 3)(x + 1) = 0 D) (x – 3)(x – 1) = 0 B) (x + 3)(x – 1) = 0 E) (x + 3)(x – 3) = 0 C) (x – 3)(x + 1) = 0 Se x = Com x ∈ IR, temos logxπ A) x 0 e x = 1 B) x_ π _ C) 2 x π 87. _ _ logx 2 , se e somente se, _ _ D) 1 x 2 E) 0 x 1

85.

86.

Seja um hexágono regular inscrito em uma circunferência. Sorteando-se aleatoriamente, dois de seus vértices, a probabilidade deles determinarem um diâmetro na circunferência, é: A) B) C) 1 6 2 3 1 5 D) E) 2 5 3 5

– 20 –

❍ SIMULADO ABERTO NACIONAL

88.

UNESP — 09/2010 Uma treliça é um sistema estrutural que se baseia na “rigidez” dos triângulos. Na figura, está representada a estrutura de um telha— — do, feita de madeira, na qual M é o ponto médio do segmento AB . C D 2m A M P I L A R P I L A R 3m B E

8m A medida DM, em metros, é igual a: _ _ _ 4 5 A) 5 _ _ _ 2 B) 3 C) 12 5 90. Você tem dois pedaços de arame de mesmo comprimento e pequena espessura. Um deles você usa para formar o círculo da figura I, e o outro você corta em 3 partes iguais para formar os três círculos da figura II. _ _ _ 4 2 3 2 5

D) E)

89.

Na figura a seguir, o gráfico com “linha tracejada” indica a função f(x) = senx, 0 y 1 –1 f(x) g(x) 2π 3π 4π x x 2π.

π

Logo, o gráfico com “linha contínua” indica, no intervalo 0 x 4π, a função: x A) g(x) = sen 2 B) g(x) = sen2x 1 C) g(x) = senx 2 x D) g(x) = sen 4 E) g(x) = 2senx

Figura I

Figura II

Se S é a área do círculo maior e s é a área de um dos círculos menores, a relação entre S e s é dada por A) S = 3s D) S = 8s B) S = 4s E) S = 9s C) S = 6s

– 21 –

ANOTE SUAS RESPOSTAS PARA FAZER A CORREÇÃO ONLINE NO WWW.SIMULADOABERTO.COM.BR
01. 02. 03. 04. 05. 06. 07. 08. 09. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25.
SIMULADO ABERTO NACIONAL - UNESP

26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36. 37. 38. 39. 40. 41. 42. 43. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50.
23

51. 52. 53. 54. 55. 56. 57. 58. 59. 60. 61. 62. 63. 64. 65. 66. 67. 68. 69. 70. 71. 72. 73. 74. 75.

76. 77. 78. 79. 80. 81. 82. 83. 84. 85. 86. 87. 88. 89. 90.

SISTEMA ANGLO DE ENSINO

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful