Você está na página 1de 7

Manual de Orientação Drogas na Gravidez

Drogas na
Gravidez
Manual de Orientação

Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia

Diretoria
Presidente
Edmund Chada Baracat

Vice-Presidente Região Norte Secretário Executivo


Ione Rodrigues Brum Jacob Arkader
Vice-Presidente Região Nordeste Vice-Secretário Executivo
Geraldez Tomaz Ivis Alberto Lourenço Bezerra de Andrade
Vice-Presidente Região Centro-Oeste Tesoureiro Executivo
César Luiz Galhardo Francisco Luiz Gonzaga da Silva
Vice-Presidente Região Sudeste Tesoureiro Adjunto
Soubhi Kahhale Jayme Moyses Burlá
Vice-Presidente Região Sul
José Geraldo Lopes Ramos

1
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

International Standard Book (ISBN)


(Fundação Biblioteca Nacional)

D848 Drogas na gravidez ; manual de orientação / editores


Luiz Kulay Junior, Antonio José Lapa. - São Paulo : Ponto, 2003.
180 p. ; 21 cm.

ISBN 85-89245-04-7

1. Obstetrícia – Manuais, guias, etc. I. Kulay Junior,


Luiz. II. Lapa, Antonio José.

CDD- 618.1

Índice para catálago sistemático:


1. Drogas: Medicina

KULAY JUNIOR L., LAPA A.J.


Drogas na Gravidez

Direitos reservados à FEBRASGO - Federação Brasileira das Sociedades


de Ginecologia e Obstetrícia – São Paulo – 2003

Editora Ponto: Rua Pedro de Lucena, 64 – Mooca – Tel/Fax: (11) 6096-8000 – e-mail: ponto@uol.com.br

Planejamento Gráfico/Capa: Cezinha Galhardo

2
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

Drogas na
Gravidez
Manual de Orientação

Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia

Editores
Luiz Kulay Junior
Antonio José Lapa

3
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

COLABORADORES
Antonio Carlos Campos Pignatari – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de
Medicina da Universidade Federal de São Paulo
Antonio Carlos Lopes – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de Medicina
da Universidade Federal de São Paulo
Antonio Fernandes Moron – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de
Obstetrícia da Universidade Federal de São Paulo
Antonio Guariento – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de Obstetrícia e
Ginecologia da Universidade de Mogi das Cruzes
Antonio Rubino de Azevedo – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de
Obstetrícia da Universidade Federal de São Paulo
Aristides de Farias Junior – Pós-Graduando do Departamento de Obstetrícia da Universida-
de Federal de São Paulo
Carlos José Reis Campos – Professor Adjunto do Departamento de Neurologia e
Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo
Celso Ferreira – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de Medicina da
Universidade Federal de São Paulo
Edmund Chada Baracat – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de Gineco-
logia da Universidade Federal de São Paulo
Eduardo de Souza – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de Obstetrícia da
Universidade Federal de São Paulo
Eliane Terezinha Rocha Mendes – Professora Adjunta do Departamento Materno-Infantil da
Faculdade de Medicina do ABC
Emília Inoue Sato - Livre-Docente e Professora Titular do Departamento de Medicina da
Universidade Federal de São Paulo
Horácio Ajzen – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de Medicina da
Universidade Federal de São Paulo
Jair Jesus Mari – Livre-Docente e Professor Titular do Departamento de Psiquiatria da
Universidade Federal de São Paulo
João Alberto Vilar Mamede – Professor Adjunto do Departamento de Obstetrícia e Gineco-
logia da Universidade de Mogi das Cruzes
Lily Yin Weckx – Professora Adjunta do Departamento de Pediatria da Universidade Federal
de São Paulo
Manuel de Jesus Simões – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de Morfologia
da Universidade Federal de São Paulo
Manuel Martins Neves – Livre-Docente e Professor Adjunto do Departamento de Medicina
da Universidade Federal de São Paulo (in memorian)
Marcos Pacheco de Toledo Ferraz – Professor Titular do Departamento de Psiquiatria da
Universidade Federal de São Paulo
Maria Nice Caly Kulay – Professora Adjunta do Departamento de Obstetrícia da Universida-
de Federal de São Paulo
Marisa Quintino Pascale – Pós-Graduanda do Departamento de Obstetrícia da Universidade
Federal de São Paulo
Mary Uchiyama Nakamura – Professora Adjunta do Departamento de Obstetrícia da Univer-
sidade Federal de São Paulo
Maurício Mota de Avelar Alchorne – Livre-Docente Docente e Professor Titular do Depar-
tamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo
Nivaldo Silva Correa Rocha – Professor Assistente do Departamento de Obstetrícia da
Universidade Federal de São Paulo
Paulo Augusto de Lima Pontes – Livre-Docente Docente e Professor Titular do Departa-
mento de Otorrinolaringologia da Universidade Federal de São Paulo
Rubens Belfort Junior – Livre-Docente Docente e Professor Titular do Departamento de
Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo
Rufino Dominguez Lopez – Professor Assistente do Departamento de Obstetrícia da
Universidade Federal de São Paulo
Victor Hugo Saucedo Sanchez – Pós-Graduando do Departamento de Obstetrícia da Uni-
versidade Federal de São Paulo
Secretária: Miriam Regina Macieira
4
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

Apresentação
Colega,

Na década de 60 tomamos consciência que a placenta não é


filtro suficientemente seletivo que deixe passar ao feto somente
o que lhe seja benéfico. A partir de então, estudos de grandes
grupos provaram os danos que medicamentos, infecções e
radiações podem ocasionar ao feto em formação, nem sempre
detectáveis no momento do nascimento.
Deve-se levar em consideração que cerca de 80% das grávidas
utilizam quatro ou mais drogas durante a gestação (excluídas as
vitaminas), que 65% usam medicamentos não prescritos por
médicos, e que quando uma gestante consome um
medicamento, dois pacientes estão sendo tratados. Além disso,
virtualmente, todos os fármacos ultrapassam a placenta e, de
acordo com Stirrat, G. M. (Obstet Gynecol Surv 1976; 31:1-
7), a resposta fetal aos fármacos é diferente à da mãe, resultando
usualmente em maior toxicidade, devido à maior permeabilidade
sangüínea cerebral e função enzimática de conjugação hepática
mais deficiente. Esses aspectos demonstram a importância que
este Manual atualizado terá na prática diária do
tocoginecologista.

A Diretoria

5
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

HOMENAGEM PÓSTUMA
Domingos José Delascio, insigne Obstetra
Professor Emérito da UNIFESP-EPM

Henrique A. Paraventi, insigne Obstetra


Professor Titular da Universidade Federal de São Paulo

José Ribeiro do Valle, insigne Farmacologista


Professor Emérito da UNIFESP-EPM

6
Manual de Orientação Drogas na Gravidez

ÍNDICE
INTRODUÇÃO .................................................................... 9
A ............................................................................................ 13
B ............................................................................................ 30
C ............................................................................................ 34
D ............................................................................................ 59
E ............................................................................................. 70
F ............................................................................................. 76
G ............................................................................................ 85
H ............................................................................................ 89
I ............................................................................................. 92
L ........................................................................................... 102
M ......................................................................................... 110
N .......................................................................................... 122
O .......................................................................................... 130
P ........................................................................................... 133
Q .......................................................................................... 148
R ........................................................................................... 150
S ........................................................................................... 156
T ........................................................................................... 160
V ........................................................................................... 172
Z ........................................................................................... 176
FONTES CONSULTADAS ............................................... 177