Você está na página 1de 32

34567

1.° DE FEVEREIRO DE 2011

O que
FAZ UM
casamento
durar?
34567 6
´
Tiragem de cada n umero:
42.162.000 EM 185 IDIOMAS
1.° DE FEVEREIRO DE 2011

´ ´
O OBJETIVO DESTA REVISTA, A Sentinela, e honrar a Jeova Deus, o Supremo Governante do Universo. Assim como
as torres de vigia nos tempos antigos possibilitavam que uma pessoa observasse de longe os acontecimentos, esta
´ ` ´
revista mostra para nos o significado dos acontecimentos mundiais a luz das profecias bıblicas. Consola as pessoas
´ ´
com as boas novas de que o Reino de Deus, um governo real no ceu, em breve acabara com toda a maldade e
´ ´ ´ ´ ´
transformara a Terra num paraıso. Incentiva a fe em Jesus Cristo, que morreu para que nos pudessemos ter vida
˜
eterna e que agora reina como Rei do Reino de Deus. Esta revista, publicada sem interrupçao pelas Testemunhas
´ ˜ ´ ´ ` ´
de Jeova desde 1879, nao e polıtica. Adere a Bıblia como autoridade.
˜ ˜ ´ ´ ˜ ´
Esta publicaçao˜ nao e vendida. Ela faz parte de uma obra educativaˆ bıblica, mundial, mantida por donativos. A menos que haja outra indicaçao, os textos bıblicos citados
˜
sao da Traduçao do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referencias.

ASSUNTOS DE CAPA
˜ ˜
3 Por que nao dao certo?
˜
4 Soluçoes para queixas comuns
´ ˜ ´
˙ “Nos estamos nos distanciando ˙ “Minha esposa nao e submissa.”
um do outro.”
˜ ˜
˙ “Nao estou recebendo mais o que ˙ “Meu marido nao tem iniciativa.”
quero desse relacionamento.”
ˆ ˜ ˜
˙ “Meu conjuge nao se esforça para ˙ “Nao aguento mais!
ˆ ˆ
que nosso casamento de certo.” Meu conjuge me irrita muito.”

˜
SE Ç OES REGULARES
´
& 10 A Bıblia Muda a Vida das Pessoas
14 Achegue-se a Deus
´
— ‘Lembra-te de mim, o meu Deus, para o bem’
ˆ
15 Voce Sabia?
´
16 Aprenda da Palavra de Deus — Quem e Deus?
´
18 Como Ter uma Famılia Feliz
— Ensine valores morais a seus filhos
& 25 Ensine seus Filhos
— Ela era amada por Deus e por seus amigos
27 Nossos Leitores Perguntam . . .
´ ´
TAMB EM NESTE N UMERO
ˆ ´
21 Voce esta preparado para
o dia mais importante do ano?
´
28 “Este e o seu dia”
Por que
˜ ˜
nao dao certo?
“Vieram ter com [Jesus] fariseus, decididos a
´ ´ ´
tenta-lo, e disseram: ‘E lıcito que um homem se
divorcie de sua esposa por qualquer motivo?’ ”
— Mateus 19:3.

˜
N OS dias de Jesus alguns questionavam se
os casamentos poderiam ou deveriam
˜
durar. Jesus disse-lhes: “Nao lestes que aquele
bre casamento simplesmente nao funcionam
´
mais? Sera que os casamentos nao dao certo
˜
porque o casamento como instituiçao e defi-
˜ ´
˜

´
que os criou desde o princıpio os fez macho e ciente?
ˆ ˜ ´ ˜
femea, e disse: ‘Por esta razao deixara o ho- Pense nesta ilustraçao: Dois casais com-
˜ ´ `
mem seu pai e sua mae, e se apegara a sua es- pram o mesmo modelo de carro. Um deles
˜ ´ ´
posa, e os dois serao uma so carne’? De modo cuida bem do seu veıculo e dirige com cuida-
˜ ˜ ´ ˜ ˜
que nao sao mais dois, mas uma so carne. do. O carro nao quebra. O outro casal nao
ˆ
Portanto, o que Deus pos sob o mesmo jugo, gasta tempo nem se esforça para manter o
˜ ´ ˜
nao o separe o homem.”1 (Mateus 19:4-6) veıculo em boas condiçoes, e dirige de forma
Esse texto mostra claramente que Deus que- imprudente. Esse carro acaba quebrando e o
ria que os casamentos durassem. casal se desfaz dele. No segundo caso, de
´ ´ ´
Em muitos paıses hoje, uns 40% ou mais quem ´ e a culpa: do carro ou dos proprieta-
dos casais se separam e acabam se divor- ´
rios? E claro que grande parte da culpa e dos
´ ´ ´
ciando. Sera que os conselhos da Bıblia so- proprietarios.
´ ´
1 De acordo com a Bıblia, a infidelidade e base para o di-
De maneira similar, o fato de que muitos
´ ˜
vorcio. — Mateus 19:9. casamentos fracassam nao significa que a ins-
˜
tituiçao do casamento tenha algum defeito.
˜ ˜
Prova disso sao os milhoes de casamentos
˜
que dao certo. Esses casamentos contribuem
para a felicidade e estabilidade de pessoas, fa-
´
mılias e comunidades. Mas assim como um
´
carro, para que o casamento dure e preciso
˜
cuidar bem dele e fazer manutençao regular.
˜ ˆ ´ ´
Nao importa se voce esta casado ha dias ou
´ ´
decadas, os conselhos da Bıblia sobre como
manter e fortalecer o casamento realmente
´
funcionam. Veja alguns exemplos nas pagi-
nas seguintes.

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 3


˜
Soluçoes
para queixas comuns
´ ˜ ´ ´ ´
A BIBLIA nao diz que o casamento e facil. O apostolo Paulo escreveu sob
˜
inspiraçao divina que os casados teriam de lidar com os “problemas de cada dia”.
´ ´
(1 Corıntios 7:28, Bıblia na Linguagem de Hoje) Mas um casal pode fazer muito
para diminuir seus problemas e aumentar a alegria um do outro. Considere a
˜
seguir seis queixas comuns de maridos e esposas, e veja como a aplicaçao de
´ ´
princıpios bıblicos pode ajudar.


QUEIXA:
“Nos estamos nos distanciando
um do outro.”
´ ´
PRINCIPIO BIBLICO:
“Que vos certifiqueis das coisas mais
importantes.” — FILIPENSES 1:10.
´
Seu casamento e uma das coisas mais im-
portantes de sua vida e, por isso, deve ser
uma prioridade. Assim, verifique se seus
˜ ˜
compromissos sao parte do problema. Nao
˜ ´
permita que suas obrigaçoes diarias façam
ˆ ˆ
com que ´ voce e seu conjuge levem vidas se-
paradas. E claro que o trabalho e outras situa-
˜ ´ ´
Reservamos tempo çoes inevitaveis podem priva-los temporaria-
ˆ
um para o outro? mente da companhia um do outro. Mas voce
pode e deve colocar limites em qualquer coi-

34567
´
Africa do Sul: Private Bag X2067, Krugersdorp, 1740. Alema- Pointe aux Sables. Moçambique: PO Box 2600, 1100 Maputo. Ni-
´ ˆ
nha: 65617 Selters. Angola: Caixa Postal 6877, Luanda Sul. Argen- geria: PMB 1090, Benin City 300001, Edo State. Nova Zelandia:
6
tina: Casilla 83 (Suc 27B), C1427WAB Cdad. Aut. de Buenos Ai- PO Box 75142, Manurewa, Manukau 2243. Paraguai: Casilla 482,
˜ ´ ´ ´ ˆ
res. Belgica: rue d’Argile-Potaardestraat 60, B-1950 Kraainem. 1209 Asuncion. Portugal: Apartado 91, P-2766-955 Estoril. Quenia:
Gostaria de ter mais informaçoes ou um curso bı- ´ ´
` Brasil: CP 92, Tatuı - SP, 18270-970. Canada: PO Box 4100, George- PO Box 21290, Nairobi 00505. Senegal: BP 29896, 14523 Dakar.
ˆ
blico domiciliar gratuito? Escreva as Testemunhas ´ Timor Leste: Box 248, Dili. Zambia: PO Box 33459, 10101 Lusaka.
´ town, ON L7G 4Y4. Espanha: Apartado 132, 28850 Torrejon de Ar- ´
de Jeova, usando o endereço apropriado. Para ´
doz (Madrid). Estados Unidos da America: 25 Columbia Heights, Zimbabue: Private Bag WG-5001, Westgate.
uma lista completa dos endereços das sedes, veja Brooklyn, NY 11201-2483. França: BP 625, F-27406 Louviers Cedex. ´
A Sentinela e publicada e impressa quinzenalmente pela Associa-
˜ ˜ ´ ´
www.watchtower.org/address. Gana: PO Box GP 760, Accra. Gra-Bretanha: The Ridgeway, Lon- çao Torre de Vigia de Bıblias e Tratados. Sede e grafica: Rodovia
don NW7 1RN. Holanda: Noordbargerstraat 77, NL-7812 AA Em- ´ ´
SP-141, km 43, Cesario Lange - SP, 18285-000. Diretor responsavel:
´ ˜ ´
4 men. Italia: Via della Bufalotta 1281, I-00138 Rome RM. Japao:
4-7-1 Nakashinden, Ebina City, Kanagawa-Pref, 243-0496. Malaui:
A. S. Machado Filho. Revista registrada sob o numero de ordem
508. 5 2011 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania.
´
PO Box 30749, Lilongwe 3. Maurıcio: Rue Baissac, Petit Verger, Todos os direitos reservados. Impressa no Brasil.

Vol. 132, N.° 3 Semimonthly PORTUGUESE (Brazilian Edition)


2
QUEIXA:
˜
“Nao estou recebendo mais o que quero
desse relacionamento.”
sa que esteja sob o seu controle — como, por ´ ´
exemplo, o tempo gasto com hobbies ou ami- PRINCIPIO BIBLICO: ˜
gos. “Que cada um persista em buscar, nao a
´
´ sua propria vantagem, mas a da outra
No entanto, alguem talvez se envolva com ´
´
trabalho extra ou hobbies so para nao ter de
˜ pessoa.” — 1 CORINTIOS 10:24.
ˆ
passar tempo com o conjuge. Pessoas assim A pessoa que se concentra principalmente
˜ ˜ ˜
nao estao ‘se distanciando’; estao fugindo no que pode receber do casamento nunca
´
dos problemas. Se isso esta acontecendo sera´ feliz de verdade, mesmo que se case va- ´
ˆ ˆ ´ ´
com voce ou com seu conjuge, e preciso rias vezes. O casamento da certo quando
´ ´ ˆ
identificar o que esta por tras do problema e cada conjuge se preocupa mais em dar do
lidar com ele. Somente por compartilhar a que em receber. Jesus explicou o motivo:
´ ˆ
vida e que voces dois podem se aproximar “Ha´ mais felicidade em dar do que ha´ em re-
´
um do outro e “tornar-se uma so carne” no ceber.” — Atos 20:35.
ˆ
pleno sentido. — Genesis 2:24. Como alguns aplicam esse conselho: Ma-
Como alguns aplicam esse conselho: An- ria e Martin, que moram no Mexico, ´ ˜
´ ˜ ´ estao
drew1 e Tanji, da Australia, estao casados ha
dez anos. Andrew diz: “Percebi que trabalhar
demais e assumir muitos compromissos so-
ciais pode colocar o casamento em risco. As-
sim, eu e minha esposa reservamos tempo
para conversar e falar sobre nossos senti-
mentos.”
Dave e Jane, que moram nos Estados Uni-
˜ ´
dos e estao casados ha 22 anos, dedicam
meia hora toda noite depois do jantar para
conversar sobre o dia e sobre seus sentimen-
˜ ˜
tos. Jane diz: “Esses momentos sao tao im-
˜
portantes que nao deixamos que nada inter-
fira.”
1 Alguns nomes foram mudados.
Procuro dar mais do que receber?

ˆ ˆ ˆ ˆ ˆ ´ ´ ´
AGORA PUBLICADA EM 185 IDIOMAS: africaner, aima- gles,67 ioruba, islandes, isoko, italiano,67 japones,67 ki- taitiano, tamil, tartaro, tcheco,7 tchiluba, telugo, tetum, ti-
´ ˆ ˜ ´ ´ ˆ ˆ ˜ ´ ˆ
ra, albanes, alemao,67 amarico, arabe, armenio, armenio luba, kiribati, kirundi, kwangali, letao, lingala, lituano, lu- grınia, tiv, tok pisin, tonganes, totonaca, tsonga, tsuana,
´ ˆ tumbuca, turco, tuvaluano, tvi, tzotzil, ucraniano,7 umbun-
ocidental, azerbaijano, azerbaijano (escrita cirılica), bau- ganda, lunda, luo, luvale, macedonio, maia, malaiala,
ˆ ´ ˆ ˆ ˆ do, urdu, uruund, uzbeque, valisiano, venda, vietnamita,
le, bengali, bicol, bislama, bulgaro, cambojano, canares, malgaxe, maltes, marata, marchales, mianmar, mizo, mou-
ˆ ˆ waray-waray, wolaita, xosa, yapese, zande, zapoteca (do
caonde, cazaque, cebuano, chicheva, chines (simplifica- ro, ndongo, nedebele, nepales, nianeca, niueano, norue-
ˆ ´ ˆ istmo), zulu.
do), chines (tradicional)7 (audio apenas em mandarim), gues,67 nzema, oromo, osseto, otetela, palauano, pan-
ˆ ˆ ´ ´
chitonga, chona, chuuques, cibemba, cingales, congo, co- gasino, papiamento (Curaçau), persa, pidgin das Ilhas 6 Tamb em dispon ıvel em CD.
´ ˜ ˆ ˆ ´ ´
reano,67 crioulo de Maurıcio, crioulo de Seychelles, crioulo Salomao, polones,67 ponapeano, portugues,687 punjabi, 8 Tamb
´ em dispon ıvel em MP3.
´ ´
ˆ ´ ´ ´ ´ 7 Audio tamb em dispon ıvel no site www.jw.org.
do Haiti, croata, cuanhama, dinamarques,7 efique, eslova- quıchua, quıchua (Ancash), quıchua (Ayacucho), quıchua
´ ´
co, esloveno, espanhol,67 estoniano, eve, fijiano, finlan- (Bolıvia), quıchua (Cuzco), quicongo, quicuio, quimbun-
ˆ ˆ ˆ
des,7 frances,687 ga, georgiano, grego, groenlandes, gua- do, quiniaruanda, quirguiz, rarotongano, romeno, rus-
´ ´ ´
rani, gum, guzerate, hauça, hebraico, hiligaino, hindi, hiri so,67 samoano, sango, sepedi, servio, servio (romano), se-
ˆ ´ ´ ´
motu, holandes,67 hungaro,67 ibo, ilocano, indonesio, in- soto, silozi, sranantongo, suaıli, sueco,7 swati, tagalo, tai,
´
casados ha 39 anos. Mas seu casamento nem Martin precisava ser respeitado. Maria
˜
sempre foi um mar de rosas. Eles se lembram queria compreensao. Nenhum deles estava
˜ ´ conseguindo o que queria.
de uma ocasiao bem difıcil. Maria recorda:
˜
“No meio de uma discussao, eu disse algo Como eles resolveram o problema? “Dei
muito desrespeitoso para Martin. Ele ficou um tempo para me acalmar”, diz Martin,
˜ ´
furioso. Tentei explicar que nao era aquilo “depois nos dois decidimos aplicar os conse-
´ ´ ´
que eu queria dizer, que so estava chateada. lhos sabios da Bıblia sobre mostrar respeito e
˜
Mas ele nao quis ouvir.” Martin diz: “Duran- bondade. Ao longo dos anos, aprendemos
˜ ˜ ˜
te aquela discussao, comecei a achar que nao que nao importa quantos problemas surjam
´
dava mais para vivermos juntos, que eu de- podemos supera-los se orarmos pedindo a
via desistir de tentar fazer o casamento dar ajuda de Deus e aplicarmos os conselhos da
´ ´ ´
certo.” Bıblia”. — Isaıas 48:17, 18; Efesios 4:31, 32.

3QUEIXA:
ˆ ˜
rido fica chateado comigo e para de falar co-
ˆ
“Meu conjuge nao se esforça para que migo, e eu nem sei por que. Isso me` faz sentir
ˆ
nosso casamento de certo.” que o seu amor por mim esfriou. As vezes me
´ ´ pergunto: ‘Como ele quer que eu o entenda
PRINCIPIO BIBLICO: ˜
´ ´ se ele nao procura me entender?’ ”
“Cada um de nos prestara contas de si
mesmo a Deus.” — ROMANOS 14:12. Kim poderia se concentrar naquela situa-
˜ ˜
´ ˜ ´ çao injusta e no que seu marido nao faz. Mas
Sem duvida, o casal nao sera plenamente ela prefere agir de outra forma. Ela diz: “Em
ˆ ´
feliz se apenas um dos conjuges fizer a sua vez de ficar chateada, aprendi que e melhor
˜ ´
parte. Mas a situaçao sera pior se os dois fo- tomar a iniciativa de fazer as pazes. No final,
rem negligentes, colocando a culpa um no conseguimos nos acalmar e resolvemos o as-
outro. sunto em paz.” — Tiago 3:18.
ˆ ˆ
Se voce ficar pensando no que seu conjuge
´
deveria fazer, nunca sera feliz, especialmente
se usar as falhas dele como desculpa para fu-
´
gir de suas proprias responsabilidades. Por
ˆ
outro lado, se voce se esforçar para ser um
´ ´
bom marido ou uma boa esposa, e provavel
que seu casamento melhore. (1 Pedro 3:1-3)
ˆ ´
Ainda mais importante, voce mostrara a
˜
Deus que honra a instituiçao do casamento,
˜ ˜
e suas açoes o alegrarao muito. — 1 Pedro
2:19. Tomo a
Como alguns aplicam esse conselho: Kim e iniciativa de
˜
seu marido, que moram na ` Coreia, estao ca- resolver os
´ problemas?
sados ha 38 anos. Kim diz: “As vezes meu ma-

6 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


4QUEIXA:
˜ ´
maneira, o marido que segue os conselhos da
´ ˜
“Minha esposa nao e submissa.” Bıblia nao intimida sua esposa, exigindo que
´ ´ ela se sujeite a todos os seus caprichos. Ele
PRINCIPIO BIBLICO: ´
´ conquistara o respeito dela por exercer a che-
“A cabeça de todo homem e o Cristo.”
´ fia de forma bondosa.
— 1 CORINTIOS 11:3.
˜ ´ Como alguns aplicam esse conselho: James,
O marido que acha que sua esposa nao e ´ ´
´ que mora na Inglaterra e e casado ha oito
submissa deveria primeiro ver se ele esta dis- ˜
anos, diz: “Estou aprendendo a nao tomar
posto a ser submisso ao seu Cabeça, Jesus ˜
decisoes importantes sem consultar minha
Cristo. O marido pode demonstrar sua sub- ˜ ´
˜ esposa. Tento nao pensar so em mim. Procu-
missao por seguir o exemplo de Jesus. `
ro colocar as necessidades dela a frente das
´
O apostolo Paulo escreveu: “Maridos, con- minhas.”
tinuai a amar as vossas esposas, assim como ´
´ ˜ George mora nos Estados Unidos e e casa-
tambem o Cristo amou a congregaçao e se ´
do ha 59 anos. Ele diz: “Sempre procurei tra-
´ ˜
entregou por ela.” (Efesios 5:25) Jesus nao tar minha esposa como uma companheira
´ ˜ ´
‘dominava’ seus discıpulos. (Marcos 10:42- inteligente e capaz, nao como alguem infe-
˜ ´
44) Ele dava aos seus seguidores orientaçoes rior.” — Proverbios 31:10.
´
claras e os corrigia quando necessario. Mas
nunca era duro com eles. Tratava-os com ˜
Levo em conta a opiniao de minha esposa
˜ ˜
bondade e levava em conta suas limitaçoes. antes de tomar decisoes?
(Mateus 11:29, 30; Marcos 6:30, 31; 14:37,
`
38) Ele sempre colocava os interesses deles a
frente dos seus. — Mateus 20:25-28.
´
O marido precisa se perguntar: ‘Sera que o
modo como encaro a chefia e as mulheres
´
em geral e influenciado mais pelos costumes
locais do que pelos conselhos e exemplos da
´ ˆ
Bıblia?’ O que voce pensaria, por exemplo,
de uma mulher que, de maneira firme, mas
respeitosa, discordasse de seu marido e ex-
˜ ´
pressasse uma opiniao diferente? Na Bıblia,
˜ ´
Sara, esposa de Abraao, e considerada um
modelo de esposa submissa. (1 Pedro 3:1, 6)
No entanto, ela falava o que pensava quando
´ ˜ ˜
necessario, como na ocasiao em que Abraao
despercebeu alguns perigos que ameaçavam
´ ˆ
sua famılia. — Genesis 16:5; 21:9-12.
˜ ˜
Fica claro que Abraao nao intimidava Sara,
fazendo com que ela tivesse medo de se ex-
˜
pressar. Ele nao era um tirano. Da mesma
5QUEIXA:
˜
“Meu marido nao tem iniciativa.”
´ ´
PRINCIPIO BIBLICO:
´
“A mulher realmente sabia edificou a sua
casa, mas a tola a derruba com as suas
´ ˜ ´
proprias maos.” — PROVERBIOS 14:1.
˜
Se o seu marido hesita em tomar decisoes
ou em tomar a dianteira em cuidar dos as-
´ ˆ ˆ ˜
suntos da famılia, voce tem tres opçoes:
(1) Apontar sempre as falhas dele, (2) tomar bem. ´
´ Por isso, sempre tenho de me esforçar
o lugar dele como cabeça da famılia ou para mostrar a submissao ˜
´ correta. Por exem-
(3) elogia-lo sinceramente por qualquer es- plo, aprendi a consultar meu marido em vez
forço que ele faça. Se escolher qualquer uma de simplesmente tomar minhas proprias ´
˜ ˆ ´ de-
das duas primeiras opçoes, voce derrubara cisoes.” ˜
´ ˜ ´ ´
sua casa com as proprias maos. Se escolher a Rachel, que mora na Australia e esta casada
´
terceira, vai edificar, ou fortalecer, seu casa- ha 21 anos com Mark, tambem foi influen- ´
mento. ˜ ˜
´ ´ ciada por sua criaçao. “Minha mae nunca foi
Para muitos homens, o respeito e ate mais submissa a meu pai”, lembra-se ela. “Eles bri-
ˆ ˜
importante do que o amor. Assim, se voce fi- gavam muito e nao se respeitavam. Nos pri-
zer seu marido se sentir respeitado, ou seja, meiros anos de meu casamento, eu agia
que os esforços dele de tomar a dianteira na como minha mae. ˜
´ ˜ Mas, com o tempo, apren-
famılia sao eficazes e apreciados, ele prova- ´
´ di o valor de aplicar os conselhos da Bıblia
´
velmente cumprira melhor seu papel. E claro sobre mostrar respeito. Hoje eu e Mark so-
ˆ ´
que de vez em quando voce discordara de mos um casal muito mais feliz.”
seu marido. Quando isso acontecer, os dois
˜
precisarao conversar sobre o assunto. (Pro-
´
verbios 18:13) Mas as palavras e o tom de voz
ˆ ˜
que voce usar ajudarao a derrubar ou a edifi-
´
car seu casamento. (Proverbios 21:9; 27:15) QUEIXA:
´ ´
6 ˜ ˆ
Se falar de modo respeitoso, e mais provavel “Nao aguento mais! Meu conjuge me irri-
que consiga alcançar o resultado que deseja ta muito.”
˜ ´ ´
— um marido que nao hesita em tomar a PRINCIPIO BIBLICO:
dianteira. “Continuai a suportar-vos uns aos outros
Como alguns aplicam esse conselho: Miche- e a perdoar-vos uns aos outros liberal-
´ ´ ˜
le, que mora nos Estados Unidos e e casada mente, se alguem tiver razao para queixa
´ ˜
ha 30 anos, diz: “Visto que minha mae criou contra outro.” — COLOSSENSES 3:13.
as filhas sem o apoio de um marido, ela era
ˆ
uma mulher com personalidade forte e inde- Durante o namoro, provavelmente voce se
ˆ ´
pendente. Minha tendencia e ser assim tam- concentrava tanto nas boas qualidades de

8 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


ˆ ˜
seu prospectivo conjuge que quase nao nota- Como alguns aplicam esse conselho: Jenny,
´ ´
va suas falhas. E hoje, consegue fazer o mes- que mora na Inglaterra e esta casada ha nove
´ ˆ ´ anos, diz: “O que mais me irrita no meu ma-
mo? Sem duvida seu conjuge lhe da motivos
´ ˆ ˜
reais para queixa. No entanto, pergunte-se: rido e sua tendencia de nao planejar, de dei-
ˆ ´ ´
‘Vou me concentrar em que? Nas qualidades xar as coisas para o ultimo minuto, o que e
´ ˆ ´
ou nos defeitos dele?’ ate ironico porque quando namoravamos eu
˜ ˆ
Jesus usou uma ilustraçao marcante para gostava desse seu jeito espontaneo. Mas re-
´
mostrar a necessidade de desconsiderar as fa- conheço que tambem tenho falhas como,
ˆ
lhas de outros. Ele perguntou: “Por que olhas por exemplo, dizer aos outros o que eles tem
˜ de fazer. Eu e Simon estamos aprendendo a
para o argueiro no olho do teu irmao, mas ˜
˜ ˜ nao levar em conta as pequenas imperfei-
nao tomas em consideraçao a trave no teu ˜
´ çoes um do outro.”
proprio olho?” (Mateus 7:3) Um argueiro ´
pode ser um mero cisco. Por outro lado, uma Curt, marido de Michele, ja mencionada,
´ ˆ ´
trave e uma viga comprida usada para segu- diz: “Se voce se concentrar nas caracterısticas
´ ˆ ˜
rar o telhado de uma casa. Daı ele concluiu: irritantes de seu conjuge, elas vao parecer
´ cada vez maiores. Prefiro me concentrar nas
“Tira primeiro a trave do teu proprio olho, e
´ qualidades que fizeram com que eu me apai-
depois veras claramente como tirar o arguei-
˜ xonasse por Michele.”
ro do olho do teu irmao.” — Mateus 7:5.
˜
Jesus iniciou essa ilustraçao de uma forma O segredo do sucesso
´
que da o que pensar. Ele disse: “Parai de jul- Esses poucos exemplos mostram que os
˜ ˜ ´
gar, para que nao sejais julgados; pois, com o desafios no casamento sao inevitaveis, mas
´ ˜ ´
julgamento com que julgais, vos sereis julga- nao insuperaveis. Qual o segredo do suces-
ˆ ˜
dos.” (Mateus 7:1, 2) Se voce quer que Deus so? Desenvolver amor por Deus e disposiçao
desconsidere suas falhas — a trave no seu ´
´ ˆ ´ de aplicar os conselhos de sua Palavra, a Bı-
olho — e bom que voce tambem desconsi- blia.
ˆ ´ ˜
dere as falhas de seu conjuge. — Mateus Alex e Itohan, que moram na Nigeria e sao
6:14, 15. ´
casados ha mais de 20 anos, aprenderam esse
segredo. Alex diz: “Descobri que praticamen-
´
Sera que me concentro nas boas te qualquer problema no casamento pode
ˆ ´
qualidades de meu conjuge? ser resolvido se o casal aplicar os princıpios
´
bıblicos.” Sua esposa diz: “Aprendemos a im-
ˆ
portancia de sempre orar juntos e de aplicar
´
os conselhos da Bıblia de ser amorosos e pa-
cientes um com o outro. Hoje temos muito
menos problemas do que quando nos casa-
mos.”
Gostaria de aprender mais sobre como os
´
conselhos praticos da Palavra de Deus po-
´
dem beneficiar sua famılia? Em caso afirma-
´
tivo, peça a uma Testemunha de Jeova que
ˆ ´
considere com voce o capıtulo 14 do livro
´
O Que a Bıblia Realmente Ensina?1
´
1 Publicado pelas Testemunhas de Jeova.

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 9


´
A BIBLIA MUDA A VIDA DAS PESSOAS
´
COMO uma garçonete que usava linguagem suja, bebia muito e ate usava
´ ˜
drogas conseguiu mudar de vida? Por que um polıtico que nao gostava de
˜
religiao se tornou ministro religioso? Que desafios um instrutor de luta da força
´
policial russa teve de superar para se tornar Testemunha de Jeova? Veja o que
ˆ
essas pessoas tem a dizer.

estava sozinha e refletia na


minha vida, a tristeza tomava
“Agora, eu e minha
˜ ´ conta de mim e eu orava a
mae temos um otimo Deus pedindo ajuda. Mas eu
´ ˜
dizia para ele: “So nao me
relacionamento.” `
peça para ir a igreja.”
— NATALIE HAM Algum tempo depois, um
amigo meu que era religioso,
˜
mas nao pertencia a nenhu-
´
ANO DE NASCIMENTO: 1965 ma igreja especıfica, me deu
´
´ ´
PAIS DE ORIGEM: AUSTRALIA
uma Bıblia. Assim como ou-
´ tros amigos nossos, ele usa-
HISTORICO: USAVA DROGAS
va drogas. No entanto, dizia
acreditar sinceramente em
Deus e me convenceu de que
MEU PASSADO: Cresci na pe- eu devia ser batizada. Ele me
quena cidade pesqueira de Robe, levou a um lago e me batizou.
´ Dali em diante, passei a achar que tinha uma
Australia do Sul. Nesse tipo de comunidade, o
´ ˜
hotel local e o clube da cidade. Os pais passam relaçao especial com Deus, apesar de nunca
´
muito tempo ali, de modo que seus filhos cres- encontrar tempo para ler a Bıblia.
´ ´
cem expostos a bebidas alcoolicas, linguagem COMO A BIBLIA MUDOU MINHA VIDA:
suja e cigarros. ´
Em 1988, duas Testemunhas de Jeova bateram
´
Aos 12 anos, eu ja fumava, falava muitos pa- na minha porta. Uma delas me perguntou:
˜ ˆ
lavroes e brigava o tempo todo com minha “Voce sabe o nome de Deus?”, e depois leu o
˜
mae. Quando eu tinha 15 anos, meus pais se Salmo 83:18, que diz: “Para que as pessoas sai-
´ ´ ´ ´
separaram, e um ano e meio depois saı de casa. bam que tu, cujo nome e Jeova, somente tu es
´ ´
Eu bebia muito, levava uma vida imoral e ate o Altıssimo sobre toda a terra.” Fiquei perple-
usava drogas. Sentia-me furiosa e confusa. xa! Assim que foram embora, peguei meu car-
Mas depois de fazer um curso de artes marciais ˆ ´
ro e dirigi 56 quilometros ate uma livraria cris-
e autodefesa por cinco anos, achei que podia ˜ ˜
ta para ver esse texto em outras traduçoes da
´ ´
cuidar de mim mesma. Ainda assim, quando Bıblia. Depois procurei o nome Jeova num di-

10 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


´ gas e de beber, e eu deixei meu emprego de
cionario. Fiquei convencida de que o nome de
´ ´ garçonete. Para harmonizar nossa vida com os
Deus e Jeova e me dei conta de que provavel-
˜ ˜ ´
mente havia muitas outras coisas que eu nao padroes da Bıblia, decidimos nos casar.
sabia. ´
˜ COMO FUI BENEFICIADA: Na epoca em
Minha mae tinha me dito que as Testemu- ´
´ que começamos a estudar a Bıblia com as Tes-
nhas de Jeova eram esquisitas. Do pouco que ´ ´
temunhas de Jeova, eu e Craig estavamos a
eu conhecia delas, achava que eram muito ´
ponto de nos separar. Hoje, ele e um marido
˜
conservadoras e nao sabiam se divertir. Pensei maravilhoso, e temos dois lindos filhos. Te-
˜ ´
em fingir que nao estava em casa quando vol- mos tambem excelentes amigos que compar-
tassem, mas no dia em que vieram mudei de ´
tilham as mesmas crenças que nos.
ideia. Convidei-as para entrar, e começamos ´ ˜
´ No inıcio, minha mae ficou zangada quan-
imediatamente a estudar a Bıblia. do soube que eu estava me associando com as
Depois de cada estudo, eu falava o que tinha ´
Testemunhas de Jeova. No entanto, seus senti-
aprendido para o meu namorado, Craig. Com mentos se baseavam em mal-entendidos. Ago-
˜ ˜ ´
o tempo, ele ficou tao perturbado que arran- ra, eu e minha mae temos um otimo relacio-
˜ ˜
cou da minha mao o livro que eu estudava e namento. Nao sinto mais aquele vazio dentro
ˆ ˆ
começou a le-lo. Em tres semanas, ele chegou de mim. Em vez disso, minha vida tem senti-
` ˜
a conclusao de que tinha encontrado a verda- do e objetivo, e minhas necessidades espiri-
˜
de sobre Deus. Por fim, paramos de usar dro- tuais estao sendo satisfeitas. — Mateus 5:3.

˜
obrigaçao de alimentar os
´
pastores e suas famılias dia-
“Aprendi muitas riamente e de prover acomo-
˜
coisas surpreendentes daçoes para eles. Na verdade,
´ tinham de lhes dar o me-
da Bıblia.” lhor de tudo. Mesmo que os
— ISAKALA PAENIU ´ ˜
ilheus nao tivessem alimento
´
suficiente para suas proprias
´
famılias, eles eram obrigados
˜
ANO DE NASCIMENTO: 1939 a fornecer provisoes para os
´ pastores.
PAIS DE ORIGEM: TUVALU
´ ´ O pastor da minha ilha era
HISTORICO: POLITICO ´
o responsavel pela escola do
˜
povoado e ensinava religiao,
´
matematica e um pouco de
MEU PASSADO: Nasci em Nuku- geografia. Eu me lembro de
´ ˆ
laelae, uma bela ilha do Pacıfico ve-lo batendo tanto nos alu-
que agora faz parte de Tuvalu. A vida nas nos que alguns ficavam cobertos de sangue.
´
ilhas era controlada por pastores que ha- Mas ninguem se atrevia a protestar, nem mes-
viam recebido treinamento religioso numa mo os pais das crianças. O pastor era reveren-
´
universidade em Samoa. O povo tinha a ciado como se fosse o proprio Deus.

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 11


´ ´ ˜ ´
Aos 10 anos, saı de casa para estudar na uni- ele a uma reuniao das Testemunhas de Jeova.
˜ ´
ca escola do governo na regiao, que ficava em Depois, um missionario das Testemunhas de
´
outra ilha. Quando me formei, comecei a tra- Jeova me deu uma pilha de revistas A Sentine-
´ ´ ´
balhar no serviço publico. Naquela epoca, as la e Despertai! para eu ler. Ele tambem me
ˆ ˆ ˜
ilhas faziam parte da colonia britanica co- deu um livro que expunha as origens pagas
nhecida como ilhas Gilbert e Ellice. Trabalhei de doutrinas ensinadas por muitas igrejas
´ ˜ ´
em varios departamentos antes de me tornar que professam ser cristas. Li esse livro varias
o editor do jornal semanal do governo. Estava vezes. Aprendi muitas coisas surpreenden-
´ ´
indo tudo bem ate eu publicar uma carta de tes da Bıblia, incluindo o fato de que os cris-
um leitor que criticava o dinheiro que estava ˜ ˜ ˜ ´
taos nao sao obrigados a guardar o sabado.1
˜
sendo gasto na preparaçao para a visita do Falei sobre esses assuntos com minha esposa,
´
prıncipe de Gales. O autor da carta tinha usa- e ela parou imediatamente de frequentar a
do um nome falso, e meu superior exigiu que igreja.
eu lhe dissesse o nome verdadeiro da pessoa. No entanto, eu tinha jurado nunca ter nada
Eu me recusei a fazer isso, e esse confronto ˜
a ver com religiao. Passaram-se quase dois
´ ˜
acabou se tornando publico. anos, mas nao consegui esquecer as coisas
Logo depois desse incidente, deixei o servi- que tinha aprendido. Por fim, escrevi para o
´ ´ ´
ço publico e entrei para a polıtica. Ganhei missionario em Funafuti dizendo que estava
˜
uma eleiçao em Nukulaelae e fui nomeado pronto para fazer uma mudança. Ele embar-
´ ´ ´
Ministro do Comercio e dos Recursos Natu- cou no proximo barco disponıvel e veio me
rais. Mais tarde, quando o povo das ilhas Kiri- ´
ajudar a aprender mais sobre a Bıblia. Meu
bati (antiga Gilbert) e Tuvalu (antiga Ellice) pai ficou furioso quando soube que eu queria
ˆ ´
estavam obtendo independencia da Inglater- me tornar Testemunha de Jeova. Mas eu disse
ra, o governador me ofereceu o cargo de che- ´
que tinha aprendido tanto sobre a Bıblia com
˜ ˜ ´
fe da administraçao de Tuvalu. Mas eu nao as Testemunhas de Jeova que estava decidido
˜
queria ter nenhuma ligaçao com o governo a ser uma delas.
colonial. Por isso, recusei a oferta dele e, sem COMO FUI BENEFICIADO: Em 1986, fui ba-
˜ ´
esse apoio, concorri nas eleiçoes gerais para o tizado como Testemunha de Jeova, e minha
´
cargo polıtico mais elevado, mas perdi. De- esposa foi batizada um ano depois. Nossas
pois disso, voltei com minha esposa para a ´ ´
duas filhas tambem aprenderam o que a Bı-
ilha onde nasci e decidi levar uma vida nor-
blia ensina e decidiram ser Testemunhas de
mal. ´
´ Jeova.
COMO A BIBLIA MUDOU MINHA VIDA: Agora tenho o prazer de pertencer a um
Nas ilhas, todos, menos eu, consideravam o ˜
´ grupo religioso que, assim como os cristaos
domingo um dia sagrado, o sabado religioso. ´ ˜ ˜
do primeiro seculo, nao faz distinçao entre
Era nesse dia que eu andava de barco e pesca- ´
˜ clerigos e leigos. (Mateus 23:8-12) Eles tam-
va. Nao queria ser conhecido como uma pes- ´
bem seguem humildemente o exemplo de Je-
soa religiosa. Meu pai me disse que ele e ou- sus e pregam o governo do Reino de Deus.
tros estavam muito desapontados comigo. ˜ ´
˜ ˆ (Mateus 4:17) Agradeço de coraçao a Jeova
Mas eu tinha decidido nao ficar sob a influen- por ter permitido que eu aprendesse a verda-
cia da igreja. de sobre ele e seu povo.
Em uma de minhas viagens para Funafuti ˜
1 Para mais informaçoes, veja o artigo “Devemos guar-
— a ilha onde fica a capital de Tuvalu — meu ´
dar o sabado semanal?”, publicado em A Sentinela de fe-
˜ ´
irmao mais novo me convidou para ir com vereiro de 2010, paginas 11-15.

12 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


˜
va que nao poderia mudar de
˜
“As Testemunhas emprego por nao ter qualifica-
´ ˜ ˜
çoes para arrumar outro traba-
de Jeova nao me lho e sustentar minha famı-
´
´
disseram em que lia. Tambem achava que nunca
conseguiria pregar, como fa-
acreditar.” zem as Testemunhas de Jeova.
´
— ALEXANDER SOSKOV Com o tempo, me conven-
˜ ´
ci da exatidao da Bıblia. E fi-
ANO DE NASCIMENTO: 1971 quei animado com o texto de
´ ´ Ezequiel 18:21, 22, que diz:
PAIS DE ORIGEM: RUSSIA ´
´
HISTORICO: INSTRUTOR DE LUTA
“Quanto ao inıquo, se ele re-
cuar de todos os seus pecados
que praticou . . . , todas as
˜
suas transgressoes que praticou
˜ ˜
MEU PASSADO: Nasci em Mos- — nao serao lembradas contra
´ ele.”
cou, que na epoca era a capital da
˜ ´ ´ ´ ˜
Uniao Sovietica. Minha famılia morava num As Testemunhas de Jeova nao me disse-
´ ram em que acreditar. Elas me ajudaram a ra-
grande predio de apartamentos, e muitos de
nossos vizinhos trabalhavam juntos na mesma ciocinar sobre o que eu estava aprendendo.
´ Gostei muito disso. Peguei umas 40 revistas
fabrica. Lembro-me de eles dizerem que eu era
ˆ
uma criança muito travessa e que eu ou morre- delas e li todas em tres semanas. O que aprendi
ria cedo ou acabaria na cadeia. De fato, aos me convenceu de que eu tinha encontrado a
´ ´ ˜
10 anos eu ja tinha ficha na polıcia. religiao verdadeira.
Quando fiz 18 anos, fui convocado para o COMO FUI BENEFICIADO: Antes de estudar
´ ´ ´
exercito e servi como guarda de fronteira. Vol- a Bıblia, minha esposa e eu estavamos a ponto
tei para casa dois anos depois e trabalhei numa de nos divorciar. Mas com o tempo nosso casa-
´
fabrica, mas o serviço era muito entediante. As- mento melhorou. Minha esposa começou a es-
˜ ´ ´ ´
sim, entrei para o esquadrao da polıcia de cho- tudar a Bıblia na mesma epoca que eu, e decidi-
que de Moscou e trabalhei como instrutor de ´
mos servir a Jeova juntos. Hoje, temos uma
luta corpo a corpo. Eu ajudava a prender crimi- ´
´ vida familiar mais feliz. Tambem consegui ar-
nosos em Moscou e viajava para varios lugares ´ ´
´ ˜ rumar um emprego compatıvel com os princı-
de conflito em todo o paıs. A tensao que eu sen- ´
` pios bıblicos.
tia era enorme. Quando voltava para casa, as ve-
Quando comecei a pregar de casa em casa,
zes tinha de dormir separado de minha esposa
˜ eu ficava muito tenso — os sentimentos que eu
porque ficava tao agitado que tinha medo de ˜
´ tinha quando participava de uma açao policial
machuca-la enquanto eu dormia.
´ surgiam novamente. Agora estou confiante de
COMO A BIBLIA MUDOU MINHA VIDA: que conseguirei manter a calma, mesmo se al-
´ ´
Quando comecei a estudar a Bıblia com as Tes- guem me provocar. Com o passar do tempo,
´
temunhas de Jeova, descobri que o estilo de aprendi a ser paciente com as pessoas. Arre-
˜ ´
vida violento que eu levava nao era compatıvel pendo-me de ter desperdiçado tanto tempo de
˜ ´ ´
com os padroes bıblicos. Tambem vi a necessi- minha vida, mas agora sinto que ela realmente
dade de parar de fumar e de controlar a quanti- vale a pena. Alegro-me de usar toda minha
´ ´
dade de alcool que eu bebia. No entanto, acha- energia no serviço de Jeova e em ajudar outros.

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 13


ACHEGUE-SE A DEUS

´
‘Lembra-te de mim, o meu Deus,
para o bem’
´ ˜
“E U ACHAVA que Jeova, por saber tudo a meu
respeito, nunca poderia me amar ou me apro-
var.” Assim escreveu uma crista fiel que luta con-
˜
dele com afeiçao e que o abençoasse. — Neemias
2:4.
´ ´
Sera que Jeova respondeu a oraçao de Nee-
` ˜
´
tra a baixa autoestima. Ja se sentiu atormentado mias pedindo para ser lembrado? De certa for-
˜ ´ ´
por sentimentos similares, achando que nao me- ma sim. So o fato de Jeova ter achado apropriado
˜ ˜ ˜
rece a atençao nem a aprovaçao de Deus? Em registrar permanentemente a oraçao de Nee-
caso afirmativo, as palavras em Neemias 13:31 mias, tornando-a parte das Escrituras, prova que
ˆ ˜
podem animar voce. ele se lembrou de Neemias com afeiçao. Mas o
´ ˜ ´
Neemias, governador dos judeus no quinto se- “Ouvinte de oraçao” fara ainda mais para aten-
culo AEC, fez seu melhor para agradar a Deus. der o pedido sincero de Neemias. — Salmo 65:2.
˜ ´
Ele liderou a reconstruçao das muralhas de Jeru- Deus tambem vai recompensar Neemias por
´ ˜ ˜
salem apesar da oposiçao de inimigos. Fez vigo- tudo o que ele fez de bom a favor da adoraçao
rar a Lei de Deus, cuidou dos oprimidos e se es- pura. (Hebreus 11:6) No vindouro novo mundo
´ ´ ´
forçou em edificar a fe de seus compatriotas justo que Jeova prometeu, ele abençoara Nee-
´ ´
israelitas. Sera que Deus viu as boas coisas que mias por ressuscita-lo dos mortos.1 (2 Pedro
´ ˜
esse homem fiel realizou? Sera que ele tinha a 3:13; Revelaçao [Apocalipse] 21:3, 4) Ali, tendo a
˜ ´
aprovaçao de Deus? As palavras finais do livro perspectiva de viver para sempre num paraıso na
˜ ´ ´
que leva o seu nome vao nos ajudar a descobrir Terra, Neemias vera que Jeova realmente se lem-
as respostas. brou dele para o bem.
´ ˜
Neemias orou: “Lembra-te deveras de mim, o A oraçao de Neemias confirma a veracidade
´ ´
meu Deus, para o bem.”1 Sera que ele estava das palavras do Rei Davi: ‘Tu mesmo abençoaras
com medo de que as suas boas obras passassem ´ ´ ´ ˜
ao justo, o Jeova; tu o cercaras de aprovaçao
despercebidas a Deus ou que Deus se esqueces- como que com um escudo grande.’ (Salmo 5:12)
˜ ´
se dele? Nao. Sem duvida, Neemias sabia o que De fato, Deus observa nossos esforços sinceros
´ ´ ´
outros escritores bıblicos haviam dito sobre o de agrada-lo e da valor a eles. Se fizer o seu me-
´ ´
profundo interesse de Jeova em ˆ seus adoradores lhor para servi-lo, podera ter certeza de que ele
´ ˜ ´ ˆ ˜ ´
fieis e em suas boas açoes. (Exodo 32:32, 33; Sal- se lembrara de voce com afeiçao e o abençoara
˜
mo 56:8) Entao, o que ele estava pedindo a ricamente.
ˆ
Deus? Uma obra de referencia observa que o ter-
˜ ´
mo hebraico traduzido “lembra-te” indica “a 1 Para obter mais informaçoes sobre o proposito de
´ ´
˜ ˜ Deus para os humanos fieis na Terra, veja os capıtulos 3 e
´
afeiçao mental e a açao que acompanha a lem- 7 do livro O Que a Bıblia Realmente Ensina?, publicado pe-
´ ˜ ´
brança”. Com plena fe no poder da oraçao, Nee- las Testemunhas de Jeova.
mias estava pedindo a Deus que se lembrasse
˜ ´
´ ´ ˆ ´ SUGESTAO DE LEITURA DA BIBLIA
1 Esta e a ultima das quatro ocorrencias nesse livro bı-
blico em que Neemias orou a Deus pedindo que seus
´
PARA FEVEREIRO:
atos fieis fossem recompensados. — Neemias 5:19; 13:14, ˛ Neemias 1-13
22, 31.

14 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


ˆ
VOCE SABIA?

O que era o costume de respigar,


e quem se beneficiava dele?
ˇ A Lei mosaica proibia os agricultores Todos os israelitas se beneficiavam
˜ ´
de colher da terra toda a sua produçao. da lei da respiga. O proprietario era in-
˜ ´
Os ceifeiros nao deviam colher todo o centivado a ser generoso e altruısta, e
ˆ ˜
cereal que havia nas beiradas dos cam- a confiar nas bençaos de Deus. Quem
˜
pos. Quem colhia uva nao devia pegar respigava era incentivado a ser diligen-
´
os cachos espalhados nem voltar para te, pois a respiga envolvia trabalho ar-
˜
colher os que nao estavam maduros na duo. (Rute 2:2-17) A respiga garantia
˜
primeira vez. E os que batiam nos ra- que os pobres nao passassem fome
mos das oliveiras deviam deixar as nem se tornassem um fardo para a co-
˜ ´ ´ ´
azeitonas que nao caıssem. (Levıtico munidade. Alem disso, preservava a
ˆ
19:9, 10; Deuteronomio 24:19-21) Os dignidade das pessoas, evitando que
´ ˜ ´
pobres, os orfaos, as viuvas e os resi- elas tivessem de mendigar ou depen-
˜
dentes forasteiros podiam entao respi- der da caridade de outros.
gar — ou recolher — as sobras da co-
lheita.

˜ ´
Por que Salomao importou madeira do Lıbano
˜ ´
para a construçao do templo em Jerusalem?
˜
ˇ O relato de 1 Reis 5:1-10 fala sobre usado na construçao de barcos reais,
˜ ˜ ˜ ´
um acordo entre Salomao e Hirao, rei caixoes e outros itens funerarios.
´
de Tiro. Segundo esse acordo, janga- Os cedros do Lıbano eram conheci-
´
das de cedro e de toras de junıpero se- dos especialmente pela durabilidade,
´ ˆ
riam trazidas por mar, do Lıbano a Is- beleza e suave fragrancia de sua ma-
˜ ˆ
rael, para serem usadas na construçao deira, bem como por sua resistencia a
do templo. ataques de insetos. Assim, na constru-
˜ ˜
O cedro era uma mercadoria impor- çao do templo, Salomao procurou usar
´
tante no Oriente Medio antigo. No Egi- os melhores materiais. Hoje, tudo o
ˆ
to e na Mesopotamia, essa madeira que resta das florestas de cedro que co-
´ ˜
costumava ser usada para vigas e pai- briam as montanhas do Lıbano sao al-
´ ´
neis de templos e de palacios. Arquivos guns bosques isolados.
´ ˜
reais, textos literarios e inscriçoes com-
TRANSPORTE
´ DE ˜
CEDROS DO LIBANO, provam a constante importaçao de ce-
´ ´
RELEVO ASS´ IRIO dro para varias cidades-estado do sul
DO PAL ACIO ˆ `
DE SARGAO
˜ da Mesopotamia, as vezes como des-
Erich Lessing/Art Resource, NY pojo ou tributo. No Egito, o cedro era

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 15


APRENDA DA PALAVRA DE DEUS

Este artigo considera algumas perguntas que


ˆ
voce talvez tenha e mostra onde encontrar as
´
´ respostas em sua Bıblia. As Testemunhas de
´ ˜
Quem e Deus? Jeova terao prazer em analisar essas respostas
com voce.
ˆ

´
1. Quem e Deus?
´
O Deus verdadeiro e o Criador de todas as coisas.
´
A Bıblia o chama de “Rei da eternidade”, o que sig-
˜ ´ ´
nifica que ele nao teve princıpio e nunca tera fim.
˜ ´
(Revelaçao [Apocalipse] 15:3) Visto que Deus e a
´
Fonte da vida, devemos adorar so a ele. — Leia Reve-
˜
laçao 4:11.

´
2. Como e Deus?
´ ´ ˜
Ninguem jamais viu a Deus porque ele e de Deus. A imensidao do Universo nos revela
´ ´
um Espırito, o que significa que ele e uma for- o poder de Deus. — Leia Romanos 1:20.
`
ma de vida superior as criaturas que vivem na Podemos aprender ainda mais sobre a per-
˜ ´
Terra. (Joao 1:18; 4:24) A personalidade de sonalidade de Deus na Bıblia. Por exemplo,
Deus fica evidente nas coisas que ele criou. ˜
ela nos diz o que Deus gosta e o que ele nao
Por exemplo, quando observamos a maneira gosta, como trata as pessoas e como rea-
˜
como as frutas e as flores foram feitas e a sua ge em diferentes situaçoes. — Leia Salmo
variedade, percebemos o amor e a sabedoria 103:7-10.

3. Deus tem nome?


´ ´
Jesus disse: “Nosso Pai nos ceus, santificado O nome de Deus foi tirado de muitas Bıblias e
´ ´
seja o teu nome.” (Mateus 6:9) Embora Deus substituıdo pelos tıtulos Senhor ou Deus. Mas
´ ´ ´
tenha muitos tıtulos, ele tem so um nome. Em quando a Bıblia foi escrita, esse nome aparecia
´ ´
cada lıngua, esse nome e pronunciado de umas 7 mil vezes. Jesus tornou o nome de Deus
ˆ ´ ´
uma forma diferente. Em portugues, e co- conhecido por usa-lo quando ensinava a Pala-
´ ` ´ `
mum dizermos “Jeova” ou as vezes “Jave”. vra de Deus as pessoas. Ele as ajudou a conhe-
˜
— Leia Salmo 83:18. cer a Deus. — Leia Joao 17:26.

16 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


´
4. Jeova se importa conosco?
´
Jeova mostra que se importa conosco por
˜
ele mesmo ouvir nossas oraçoes. (Salmo 65:2)
´
Sera que todo o sofrimento que existe hoje in-
˜ ´
dica que Deus nao se interessa por nos? Al-
guns dizem que ele nos faz sofrer para nos tes-
˜ ´ ´
tar, mas isso nao e verdade. A Bıblia diz:
´ ˜ ´
“O proprio Deus nao age iniquamente.” — Jo
34:12; leia Tiago 1:13.
´
Deus dignificou o homem com a dadiva do
´ ˆ ˜
livre-arbıtrio. E voce nao acha bom termos a li-
´
berdade de escolher servir a Deus? (Josue
´ ´ ´
24:15) O motivo de haver tanto sofrimento e Sera que existe um bom motivo para alguem
porque muitos escolhem fazer coisas ruins ao permitir temporariamente o sofrimento?
´ ´ ˆ
seu proximo. Jeova fica magoado quando ve
ˆ
essas injustiças. — Leia Genesis 6:5, 6.
´ ´
Em breve, Jeova usara Jesus para acabar para permitir temporariamente o sofrimento.
˜ ´ ´
com o sofrimento e com aqueles que o cau- Uma liçao futura nesta serie explicara por que
´
sam. Enquanto isso, ele tem um bom motivo Deus permite o sofrimento. — Leia Isaıas 11:4.

5. O que Deus quer que façamos?


´ ˆ
Jeova nos criou com a capacidade de conhece-lo e
´
ama-lo. Ele quer que aprendamos a verdade a seu
´ ´
respeito. (1 Timoteo 2:4) Se estudarmos a Bıblia, po-
´
demos nos tornar amigos de Deus. — Leia Proverbios
2:4, 5.
´ ´
Visto que Jeova nos deu a vida, devemos ama-lo
mais do que amamos qualquer outra pessoa. Pode-
mos mostrar a Deus que o amamos por falar com ele
˜ ´
em oraçao e por fazer o que ele pede. (Proverbios
´
15:8) Jeova pede para tratarmos os outros com
˜
amor. — Leia Marcos 12:29-31; 1 Joao 5:3.

˜ ´ O QUE
Para mais informaçoes, veja o capıtulo 1 deste livro, ´
´ A BIBLIA
publicado pelas Testemunhas de Jeova. Realmente ENSINA?
´
COMO TER UMA FAMILIA FELIZ

Ensine valores morais a seus filhos


˜ ´
Loida,1 uma mae no Mexico, diz: “As escolas distribuem preservativos,
˜
por isso os adolescentes acham que nao tem problema nenhum em fazer
sexo — desde que seja sexo ‘seguro’.”
˜ ˜
Nobuko, uma mae no Japao, diz: “Perguntei a meu filho o que ele faria se
˜
estivesse sozinho com sua namorada. Ele respondeu: ‘Nao sei.’ ”

Q UANDO seu filho ou sua fi-


lha eram pequenos, voce
fez alguma coisa para tornar
ˆ

sua casa mais segura para eles?


Talvez tenha coberto tomadas,
escondido objetos pontudos e
bloqueado escadas — tudo pela
segurança de seu filho.
˜ ´
Ah, se fosse assim tao facil
ˆ ˜
protege-los quando sao adoles-
˜
centes! Suas preocupaçoes agora
˜
sao maiores, como por exemplo:
´ ˆ
‘Sera que meu filho ve pornogra-
´
fia?’ ‘Minha filha esta envolvida
com sexting, ou seja, enviando
´ ´
fotos obscenas de si mesma pelo celular?’ E a mesmo Jeova usa esse metodo para fazer com
´ ˆ
pergunta que os pais mais temem: ‘Meu filho e que suas criaturas lhe obedeçam. Voce, como
˜ ´ ˜
sexualmente ativo?’ pai ou mae, tambem nao deveria fazer isso.
ˆ ˜
´ ˜ (Deuteronomio 30:19) Entao, como pode aju-
Controlar e ilusao dar seus filhos adolescentes a tomar decisoes
˜
Alguns pais tentam vigiar seus filhos adoles- ´ ˜ ´
sabias em questoes de moral? — Proverbios
centes 24 horas por dia, rondando-os e monito- 27:11.
rando tudo o que eles fazem. Mais tarde, mui- ´ ˆ ´
ˆ ´ Uma medida basica que voce pode tomar e
tos acabam descobrindo que essa vigilancia so ´
ter varias conversas com eles sobre esse assun-
fez com que os filhos escondessem o que esta- ˜ ´
to. Comece quando sao pequenos.1 (Proverbios
vam fazendo, ou seja, tornaram-se mestres em ´ ˆ
22:6) Daı, quando entrarem na adolescencia,
´ ˆ
camuflar a propria conduta que os pais esta- continue tendo essas conversas. Voce, como pai
vam tentando evitar.
´ ´ ˜ ´ ˜ 1 Para saber como iniciar uma conversa com seus fi-
E obvio que controlar nao e a soluçao. Nem ˜
lhos sobre sexo e compartilhar informaçoes apropriadas
`
a idade deles, veja A Sentinela de 1.° de novembro de
´
1 Alguns nomes neste artigo foram mudados. 2010, paginas 12-14.

18 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


˜
ou mae, deve ser a fonte principal de infor- Beyond the Big Talk, as pesquisas indicam que
˜ ´
maçoes confiaveis para seu filho adolescente. “em lares onde os pais deixam bem claro a seus
“Muitas pessoas acham que preferimos falar de ˜ ˜
filhos adolescentes que nao aprovam relaçoes
sexo com nossos amigos”, diz Alicia, uma jo- ´ ´
sexuais entre jovens, e mais provavel que eles
˜ ˜ ´ ˜ ˜
vem da Gra-Bretanha, “mas isso nao e verdade. nao se tornem sexualmente ativos tao cedo”.
´ ´
Preferimos que nossos pais nos falem sobre E claro que, conforme ja mencionado, sim-
ˆ ˜ ˜
esse assunto. Confiamos no que eles tem a di- plesmente dizer quais sao seus valores nao ga-
zer”. ˜
rante que seu filho ou sua filha vao escolher vi-
´ ver de acordo com eles. No entanto, solidos
´
E preciso ter bons valores ˜
` valores familiares fornecerao o alicerce sobre o
A medida que crescem, os filhos precisam sa- ˜ ´
ber mais sobre sexo do que apenas fatos sobre qual os filhos poderao construir seus proprios
´ ´
como nasceram. Eles precisam tambem ter valores. Alem disso, estudos revelam que mui-
“suas faculdades perceptivas treinadas para dis- tos jovens acabam adotando os valores dos pais
ˆ
tinguir tanto o certo como o errado”. (Hebreus mesmo que na adolescencia aparentemente te-
5:14) Em outras palavras, eles precisam de valo- nham ignorado esses valores.
´ ˆ
res — um codigo de moral com base em fortes TENTE O SEGUINTE: Use algo que voce viu
˜ ´ ´
convicçoes a respeito do sexo — alem de uma no noticiario para iniciar uma conversa com
˜
conduta que se ajuste a essas convicçoes. Como seu filho e passar seus valores. Por exemplo,
ˆ ´ ˆ
voce pode ensinar bons valores a seu filho ado- se a notıcia for´ sobre um crime sexual, voce
lescente? pode dizer: “E um absurdo a maneira como
´
Comece considerando os seus proprios valo- alguns homens tentam se aproveitar das mu-
ˆ ˆ
res. Por exemplo, voce talvez acredite sincera- lheres. De onde voce acha que eles tiram es-
˜
mente que a fornicaçao — sexo entre pessoas sas ideias?”
˜ ´
n´ ao casadas — e errada. (1 Tessalonicenses 4:3)
´ ˆ Ensine toda a verdade sobre sexo. Aler-
E provavel que seus filhos saibam o que voce
´ ˜ ´ ´
pensa sobre esse assunto; eles talvez ate consi- tas sao necessarios. (1 Corıntios 6:18; Tiago
´ ´
gam citar passagens bıblicas que apoiam suas 1:14, 15) No entanto, a Bıblia descreve primei-
˜ ´ ramente o sexo como um presente de Deus,
convicçoes. Quando alguem lhes pergunta so-
˜ ´ ´
bre isso, pode ser que respondam prontamente nao como uma armadilha de Satanas. (Prover-
´ ˆ ˜
que sexo antes do casamento e errado. bios 5:18, 19; Cantico de Salomao 1:2) Falar a
´ ˜ seus filhos adolescentes apenas sobre os peri-
Mas so isso nao basta. O livro Sex Smart ob-
serva que alguns jovens talvez digam que con- gos relacionados ao sexo pode fazer com que
˜ ´
cordam com o que seus pais pensam sobre eles tenham uma visao distorcida e antibıblica
sexo. O livro diz: “Eles se sentem muito insegu- do assunto. “Meus pais destacavam muito a
´ ˜ imoralidade sexual”, diz Corrina, uma jovem
ros para formar suas proprias opinioes. Quan-
˜ na França, “e isso me fez ter uma atitude negati-
do se deparam com uma situaçao inesperada e
ˆ ´ ˜
tem de decidir ‘ate onde podem ir’ va para com as relaçoes sexuais”.
´ ´ ficam con-
fusos e em serias dificuldades.” E exatamente Certifique-se de que seu filho saiba toda a
˜ ˜ ´
por causa disso que os valores sao essenciais. verdade sobre sexo. Nadia, uma mae no Mexi-
ˆ
Como voce pode ajudar seu filho adolescente a co, diz: “O que sempre procurei passar para
ˆ ´ ´
obte-los? meus filhos e que o sexo e algo belo e natural, e
˜ ˆ ´
Deixe claro quais sao seus valores. Voce que Jeova o deu aos humanos para eles senti-
´ ´ ´
acredita que o sexo deve ser so para depois do rem prazer. Mas o sexo so e apropriado no casa-
˜ ´ mento. Ele pode nos trazer felicidade ou sofri-
casamento? Entao diga isso varias vezes ao seu
filho, de forma clara. De acordo com o livro mento, depende de como o usamos.”

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 19


´ ˜
TENTE O SEGUINTE: Na proxima vez que pode fortalecer a determinaçao de seu filho
ˆ
voce conversar com seu filho adolescente so- adolescente de viver de acordo com elas.1
bre sexo, termine a conversa num tom positi- ˜
˜ ´ TENTE O SEGUINTE: Use ilustraçoes para
vo. Nao tenha medo de dizer que o sexo e
um maravilhoso presente de Deus que ele ajudar seu filho a ver a sabedoria das normas
´ ˆ
podera ter no futuro quando se casar. Trans- de Deus. Por exemplo, voce pode dizer:
´ ´
mita confiança de que, ate esse tempo che- “O fogo, quando usado para cozinhar, e
´ ˜ ´ ´
gar, ele conseguira se apegar aos padroes de bom; mas numa floresta ele e ruim. Qual e a
diferença entre os dois, e como sua resposta
Deus.
se aplica aos limites que Deus estabeleceu
ˆ
Ajude seu filho a avaliar as consequen- com respeito ao sexo?” Use o relato de Pro-
˜ ´
cias. Para tomar boas decisoes em qualquer as- verbios 5:3-14 para ajudar seu filho a enten-
ˆ ˜
pecto da vida, os adolescentes precisam saber der as consequencias da fornicaçao.
˜ ˜
como identificar as opçoes e entao pesar os ˜
´ ˜ ˜ Takao, um jovem de 18 anos do Japao, diz:
pros e os contras de cada opçao. Nao pense que ´
´ “Sei que devo fazer o que e certo, mas existe
basta simplesmente saber o que e certo e o que
´ dentro de mim uma luta constante contra os
e errado. “Refletindo nos erros que cometi
˜ desejos da carne.” Jovens que se sentem assim
quando era jovem”, diz Emma, uma crista na ˜ ˜
´ podem ser consolados por saber que nao sao os
Australia, “posso dizer que conhecer os pa- ´ ´ ´
˜ ´ ˜ unicos. Ate mesmo o apostolo Paulo — um cris-
droes de Deus por si so nao significa que ˜
ˆ ´ tao leal — admitiu: “Quando quero fazer o que
voce concorda com eles. Entender os benefı- ´ ´ ´
˜ e direito, esta presente em mim aquilo que e
cios desses padroes — e saber quais as conse- mau.” — Romanos 7:21.
ˆ ´ ´ ´
quencias de viola-los — e de extrema impor-
ˆ E bom que os adolescentes saibam que essa
tancia”.
´ luta tem um lado positivo. Ela pode fazer com
A Bıblia pode ajudar, pois muitos dos seus que eles meditem no tipo de pessoa que que-
˜ ´
mandamentos sao reforçados por frases que rem ser. Pode ajuda-los a pensar seriamente na
ˆ
mostram as consequencias do erro. Por exem- pergunta: ‘Quero ter o controle da minha vida e
´ ´ ´
plo, Proverbios 5:8, 9 exorta os jovens a evitar a ser conhecido como alguem que tem carater e
˜ ˜ ´
fornicaçao ‘para nao darem a sua dignidade a integridade, ou como alguem que segue a
outros’. De acordo com essas palavras, os que maioria — uma pessoa fraca que se entrega aos
´ ´
fazem sexo antes do casamento perdem cara- desejos?’ Ter bons valores morais ajudara seu fi-
´
ter, integridade e respeito proprio. E isso os tor- lho a responder a essa pergunta com sabedoria.
na bem menos atraentes para quem tem essas
˜
qualidades e com quem poderiam vir a se ca- 1 Para mais informaçoes, veja o artigo “Os Jovens Per-
´ ´
guntam . . . Sera que o sexo vai melhorar meu namoro?”,
sar. Refletir nos perigos fısicos, emocionais e na Despertai! de abril de 2010, publicada pelas Testemu-
espirituais de desconsiderar as leis de Deus ´
nhas de Jeova.

´
A Bıblia passou na prova do tempo
˜ ´
“A instruçao bıblica relacionada com comporta-
mento sexual passou na prova do tempo. Numa
PERGUNTE-SE . . .
´ ´ ˜
epoca em que um numero cada vez maior de
´ ´ ˆ
ˇ Que indicaçoes tenho de que meu filho
adolescentes esta colhendo as serias consequen-
˜ adolescente tem fortes valores morais?
cias emocionais de ter relaçoes cedo demais, de ˇ Ao conversar com meu filho, descrevo
uma gravidez fora do casamento, e da aids e ou- o sexo primeiramente como presente de Deus
´ ´
tras doenças sexualmente transmissıveis, o con- ou como armadilha de Satanas?
selho das Escrituras de deixar o sexo para o casa-
´ ´
mento . . . e extremamente importante; e o
´
unico ‘sexo seguro’ e eficaz.” — Parenting Teens
With Love and Logic (Criar Filhos Adolescentes
´
com Amor e Logica).
ˆ ´
VOCE ESTA PREPARADO PARA
o dia mais importante do ano?
´
A PENAS algumas horas antes de morrer, Jesus
estabeleceu uma maneira especial de cele-
˜
brar sua morte. Essa celebraçao ficou conheci-
Da mesma forma, nos tempos bıblicos,
eventos importantes eram lembrados uma vez
´
por ano. (Ester 9:21, 27) Jeova ordenou aos is-
˜
da como “a refeiçao noturna do Senhor”, ou “a raelitas que celebrassem anualmente sua liber-
´ ˜ ˜ ´
Ceia do Senhor”. (1 Corıntios 11:20; Almeida, taçao milagrosa da escravidao ao Egito. A Bı-
ˆ ˜ ´
revista e corrigida) Mostrando a importancia blia chama essa celebraçao de Pascoa, e os
˜
dessa ocasiao, Jesus ordenou: “Façam isto em israelitas celebravam esse evento uma vez por
´ ´
memoria de mim.” (Lucas 22:19, Bıblia na Lin- anoˆ exatamente na data em que foram salvos.
ˆ
guagem de Hoje) Voce quer obedecer a Jesus? — Exodo 12:24-27; 13:10.
´
Em caso afirmativo, a data da morte dele sera o ´
ˆ Logo depois de ter celebrado a Pascoa com
dia mais importante do ano para voce. ´ ˜
seus apostolos, Jesus estabeleceu a refeiçao es-
Mas quando exatamente deve-se celebrar
ˆ pecial que se tornaria o modelo para relembrar
esse evento? E como voce pode ter certeza que ´
´ a sua morte. (Lucas 22:7-20) A Pascoa era cele-
esta bem preparado para entender o significado
˜ ˜ brada anualmente. Portanto, podemos con-
dessa importante ocasiao? Cada cristao deve ˜
˜ cluir que essa nova celebraçao, que substituiu
considerar com atençao essas perguntas. ´ ´
a Pascoa, tambem deveria ser realizada uma
ˆ vez por ano. Mas em que data?
Com que frequencia?
˜
Normalmente datas importantes sao lem-
bradas uma vez por ano. Por exemplo, os even- Quando?
´ ˜ Para responder a essa pergunta, precisamos
tos tragicos de 11 de setembro de 2001 estao
´ entender dois pontos. Primeiro, nos tempos
sempre na memoria dos que perderam seus pa- ´
rentes ou amigos no ataque ao World Trade bıblicos o dia começava no fim da tarde, no
ˆ ˆ
Center em Nova York, mas quando essa data se por do sol, e terminava no por do sol seguinte.
´ ´
aproxima anualmente, ela assume um signifi- O dia, portanto, ia do inıcio de uma noite ate o
´ ´ ´
cado mais marcante para eles. inıcio da proxima noite. — Levıtico 23:32.

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 21


´ ˜ ´
Segundo, a Bıblia nao usa o calendario que ` ˜
ESTEJA PRESENTE A COMEMORAÇAO DA MORTE DE JESUS
usamos hoje. Em vez de se referir a meses como DOMINGO, 17 DE ABRIL DE 2011
´
março e abril, a Bıblia usa nomes como adar e
˜
nisa. (Ester 3:7) Os judeus contavam os meses
´
de Lua nova a Lua nova. Eles celebravam a Pas-
ˆ
coa no 14.° dia do primeiro mes de seu calen-
´ ˜ ´ ´
dario, ou seja, nisa. (Levıtico 23:5; Numeros
˜ ´
28:16) Esse dia, 14 de nisa, e a mesma data em
que os romanos pregaram na estaca nosso Se-
nhor Jesus Cristo. Ele morreu 1.545 anos de-
˜ ´
pois da celebraçao da primeira Pascoa. O dia 14
˜ ´
de nisa e realmente muito especial!
´
Mas que data no nosso calendario corres- ´
˜ ´ ´ ao inıcio do dia em que Jesus morreu, 14 de
ponde a 14 de nisa? Ha um calculo que nos aju- ˜
` ˜ nisa. Poderia haver um dia mais apropriado
da a chegar a data correta. O dia 1.° de nisa co-
´ para lembrar a morte dele?
meça quando a Lua nova mais proxima do
´
equinocio da primavera (o começo da primave-
´ ´ ˆ Como se preparar
ra no hemisferio norte) se torna visıvel no por
´ ˆ
do sol em Jerusalem. Se contarmos 14 dias a O que voce pode fazer agora para se prepa-
˜ ˜
partir desse evento, chegamos a 14 de nisa. rar para essa celebraçao realizada anualmente?
´ ´
Normalmente, esse e um dia de Lua cheia. Uma maneira e por meditar no que Jesus fez
´ ´ ˜ ´ ´
Usando esse metodo bıblico, o dia 14 de nisa por nos. O livro O Que a Bıblia Realmente Ensi-
´ ˆ ˜
este ano começara no por do sol do domingo, na?1 tem ajudado milhoes de pessoas a aumen-
17 de abril de 2011.1 tar seu apreço pelo significado da morte de Je-
´ sus. — Mateus 20:28.
Assim, este ano, as Testemunhas de Jeova es- ˜
˜ Outra maneira de preparar o coraçao para
tao fazendo preparativos para se reunir com to- ˜ ´
dos os que querem se lembrar da morte de Je- essa ocasiao especial e ler sobre os eventos que
ˆ ´ ´
sus. Voce esta cordialmente convidado a estar levaram ao ultimo dia de Jesus como humano
´ ´ ˆ
com elas nesse dia. Se desejar, podera contatar aqui na Terra. Nas paginas seguintes, voce en-
´ ´
as Testemunhas de Jeova de sua localidade para contrara uma tabela. A coluna da direita con-
˜ ˜ ´
saber a hora e o local dessa reuniao. Elas farao tem uma lista de relatos paralelos que descre-
˜ ˜ ˜ ` `
essa celebraçao, nao de manha ou a tarde, mas vem os acontecimentos anteriores a morte de
´ ˆ ˆ ´
ao anoitecer, apos o por do sol. Por que? Porque Jesus. Essa lista inclui os capıtulos do livro O
´ ´
de acordo com a Bıblia trata-se de uma “refei- Maior Homem Que Ja Viveu2 que explicam es-
˜ ´ ses eventos.
çao noturna”. (1 Corıntios 11:25) A noite do
` A coluna da esquerda compara as datas des-
domingo, 17 de abril de 2011, corresponde a
˜ ses eventos com os dias correspondentes neste
data em que Jesus instituiu essa celebraçao es-
´ ´ ano. O que acha de ler pelo menos algumas
pecial, 1.978 anos atras. Corresponde tambem
passagens das Escrituras em cada um dos dias
˜ ´
1 Essa data pode nao coincidir com a Pascoa celebrada ˜
ˆ que culminaram na Refeiçao Noturna do Se-
pelos judeus da atualidade. Por que? A maioria dos judeus ´
´ ˜
hoje celebraˆ a Pascoa no dia 15 de nisa, acreditando que a nhor? Isso o ajudara a se preparar para o dia
ordem em Exodo 12:6 aponta para essa data. (Veja A Sen- mais importante do ano.
´
tinela de 15 de fevereiro de 1990, pagina 14.) Mas Jesus ce-
´ ˜ ´ ´
lebrou a Pascoa em 14 de nisa em harmonia com o que di- 1 Publicado pelas Testemunhas de Jeova. Veja as pagi-
˜ ˆ ˜
zia a Lei mosaica. Para mais informaçoes sobre como nas 47-56, 206-208. Voce pode acessar essa publicaçao no
calcular essa data, veja A Sentinela de 1.° de outubro de site www.watchtower.org.
´ ´
1977, paginas 607-608. 2 Publicado pelas Testemunhas de Jeova.

22 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


´
A ULTIMA SEMANA ´
1Os´ numeros alistados aqui se referem aos ´
´ capıtulos do livro O Maior Homem Que Ja
2011 terça, 12 de abril ˇ Sabado judaico Mateus Viveuˆ (gt). Para
´ consultar uma tabela com
2012 Marcos referencias bıblicas
´ pormenorizadas sobre
o final do ministerio de Jesus, veja o livro
´
2013 Lucas “Toda a Escritura
˜ ´ E Inspirada por Deus e
Joao 11:55–12:1 Proveitosa”, pagina 290,
´ publicado pelas
Testemunhas de Jeova.
gt 101 §§ 2-41
˜ ˜ ˜
ˇ Refeiçao com Simao, o leproso Mateus 26:6-13
9 DE NISA ˆ
(começa no por do sol) ˇ Maria unge Jesus com nardo Marcos 14:3-9
´
´ ˇ Judeus visitam Jesus e Lazaro Lucas
Nos tempos bıblicos o dia começava ao anoitecer,
ˆ ˆ ˜
depois do por do sol, e terminava no por do sol Joao 12:2-11
seguinte.
gt 101 §§ 5-9
´
2011 quarta, 13 de abril ˇ Entrada triunfal em Jerusalem Mateus 21:1-11, 14-17
2012 ˇ Ensina no templo Marcos 11:1-11
2013 Lucas 19:29-44
˜
Joao 12:12-19
gt 102
˜ ˆ
ˇ Passa a noite em Betania
10 DE NISA ˆ
(começa no por do sol)
´
2011 quinta, 14 de abril ˇ Vai cedo a Jerusalem Mateus 21:12, 13, 18, 19
2012 ˇ Purifica o templo Marcos 11:12-19
´ ´
2013 ˇ Jeova fala desde o ceu Lucas 19:45-48
˜
Joao 12:20-50
gt 103, 104
˜
11 DE NISA ˆ
(começa no por do sol)
˜
2011 sexta, 15 de abril ˇ Ensina no templo usando ilustraçoes Mateus 21:19–25:46
2012 ˇ Condena os fariseus Marcos 11:20–13:37
˜ ´
2013 ˇ Observa a contribuiçao da viuva Lucas 20:1–21:38
´
ˇ Prediz a queda de Jerusalem ˜
Joao
ˇ Fornece sinal da sua futura presença
gt 105 a 112 § 1
˜
12 DE NISA ˆ
(começa no por do sol)
´ ´ ˆ
2011 sabado, 16 de abril ˇ Dia calmo com os discıpulos em Betania Mateus 26:1-5, 14-16
˜
2012 ˇ Judas providencia a traiçao Marcos 14:1, 2, 10, 11
2013 Lucas 22:1-6
˜
Joao
A TABELA CONTINUA NO OUTRO LADO
gt 112, §§ 2-4
CORTE NA LINHA PONTILHADA
˜
13 DE ˆ NISA
(começa no por do sol)

˜ ´ Mateus 26:17-19
2011 domingo, 17 de abril ˇ Pedro e Joao preparam a Pascoa
´
2012 ˇ Jesus e os demais dez apostolos os seguem Marcos 14:12-16
2013 no fim da tarde Lucas 22:7-13
˜
Joao
gt 112 § 5 a 113 § 1
˜ ´
ˇ Celebra a Pascoa Mateus 26:20-35
14 DE ˆ NISA ´ ´
(começa no por do sol) ˇ Lava os pes dos apostolos Marcos 14:17-31
ˇ Judas sai Lucas 22:14-38
˜ ˜
ˇ Institui a Comemoraçao de sua morte Joao 13:1–17:26
´
gt 113 § 2 ate o fim da 116
˜ ˜ ˆ Mateus 26:36-75
Meia-noite ˇ Traiçao e prisao no jardim de Getsemani
´
2011 segunda, 18 de abril ˇ Os apostolos fogem Marcos 14:32-72
2012 ˇ Julgamento perante os principais sacerdotes Lucas 22:39-62
´ ˜
e o Sinedrio Joao 18:1-27
2013
ˇ Pedro nega a Jesus ´
gt 117 ate o fim da 120
´ Mateus 27:1-61
ˇ De novo perante o Sinedrio
ˇ Enviado a Pilatos, depois a Herodes e de novo a Pilatos Marcos 15:1-47
`
ˇ Sentenciado a morte e pregado na estaca Lucas 22:63–23:56
ˇ Morre por volta das 3 horas da tarde ˜
´ Joao 18:28-40
ˇ Corpo e retirado e sepultado
gt 121 a 127 § 7
˜ ´
15 DE ˆ NISA ˇ Sabado judaico
(começa no por do sol)

2011 terça, 19 de abril ´ Mateus 27:62-66


ˇ Pilatos permite guardas no tumulo de Jesus
2012 Marcos
2013 Lucas
˜
Joao
gt 127 §§ 8-9
˜
16 DE ˆ NISA
(começa no por do sol)

2011 quarta, 20 de abril ´ Mateus 28:1-15


ˇ Jesus e ressuscitado
´
2012 ˇ Aparece aos discıpulos Marcos 16:1-8
2013 Lucas 24:1-49
˜
Joao 20:1-25
gt 127 §10 a 129 § 10
ENSINE SEUS FILHOS

Ela era amada por Deus


e por seus amigos
´ ´
N INGUEM hoje sabe o nome dela. Ela e co-
nhecida apenas como a filha de Jefte.
´
Vamos ver o que a Bıblia diz sobre os dois. Ve-
´

´
remos que a filha de Jefte era amada tanto
por Deus como por seus amigos.
´ ´
Podemos ler sobre Jefte e sua filha na Bı-
´ ´ ´
blia, em Juızes capıtulo 11. Visto que Jefte era
´
um servo fiel de Deus, ele sem duvida con-
versava sobre as Escrituras com sua filha.
´
Jefte viveu antes de o povo de Deus, os is-
raelitas, terem pedido um rei humano para
´
governar sobre eles. Jefte era um homem for-
te, treinado para a guerra. Assim, os israelitas
pediram a ele que os liderasse contra os
˜
amonitas, uma naçao vizinha que estava em
˜
guerra com a naçao de Israel.
´
Jefte queria a ajuda de Deus para derrotar
´
os amonitas, por isso fez uma promessa. Jefte
´ ´
disse que se Jeova lhe desse a vitoria, ele lhe
´
ofereceria a primeira pessoa que saısse de
sua casa quando ele voltasse da batalha. Essa
´
pessoa serviria pelo resto da vida no taberna-
culo de Deus — o lugar onde o povo adorava
ˆ
a Deus naqueles dias. Voce sabe quem saiu
primeiro? —1
ˆ ˜
1 Caso voce esteja lendo para uma criança, o travessao ser-
ve como lembrete para dar uma pausa na leitura e incenti-
var a criança a se expressar.

25
´ ´
A filha de Jefte! Jefte ficou muito triste. Ela
´
era sua unica filha. Mas ele tinha feito uma
´
promessa a Jeova e tinha de cumpri-la. Sem
pensar duas vezes, sua filha disse: “Meu pai,
´
se abriste a tua boca a Jeova, faze comigo se-
˜
gundo tudo o que saiu da tua boca.” Entao,
ela pediu para ficar sozinha durante dois me-
ses para que pudesse ir aos montes chorar.
˜
Por que ela ficou tao triste? Porque para cum-
˜
prir a promessa de seu pai ela nao poderia se
casar nem ter filhos. Mesmo assim, para ela,
˜
os seus desejos nao eram a coisa mais impor-
tante. O mais importante era obedecer a seu
´ ˆ ´
pai e ser leal a Jeova. Voce acha que Jeova e o
pai dela ficaram felizes? —
´
Assim, Jefte deixou que sua filha fosse para
os montes com suas amigas e ficasse ali por
dois meses. Quando ela voltou, seu pai a en-
´
viou ao tabernaculo de Deus em Silo para
servir ali pelo resto de sua vida, cumprindo
sua promessa. Todo ano, as moças de Israel
iam a Silo para visitar e animar a filha de
´
Jefte.
Conhece outras crianças que obedecem
´ ˆ
aos pais e amam a Jeova? — Voce poderia
conhecer melhor essas crianças e fazer ami-
ˆ ´
zade com elas. Se voce imitar a filha de Jefte e
´
for obediente e leal, tera bons amigos. Seus
˜ ´ ´ ˆ
pais ficarao felizes, e Jeova amara voce.

´
LEIA EM SUA BIBLIA
ˆ
Deuteronomio 6:4-6
´
Juızes 11:30-40
´
1 Corıntios 7:37, 38
NOSSOS LEITORES PERGUNTAM . . .

´ ´
As Testemunhas de Jeova aceitam tratamentos medicos?
´ ˜ ˆ
ˇ Jesus disse que “as pessoas com saude nao em conflito com sua consciencia treinada pela
´ ´ ´
precisam de medico, mas sim os enfermos”. Bıblia. — Galatas 6:5; Hebreus 5:14.
(Mateus 9:12) Assim, ele deu a entender que ´ ˜
˜ ´ ˜ ´ Para uma Testemunha de Jeova, uma decisao
nao ha objeçao bıblica a que se procure ajuda ´
´ ´ dessas e como se ela estivesse dirigindo um car-
medica. Portanto, as Testemunhas de Jeova de ro que se aproxima de um cruzamento movi-
´ `
bom grado tomam remedios e aceitam trata- mentado. Se simplesmente seguir os carros a
´ ´
mentos medicos. Querem ter boa saude e pro- sua frente e passar em alta velocidade, ela pode-
˜ ´ ´
longar a vida. De fato, algumas delas sao medi- ra causar um acidente grave. Um motorista cau-
˜ ˆ
cos, assim como o cristao Lucas do primeiro teloso diminui a velocidade e ve se pode ir em
´
seculo. — Colossenses 4:14. frente. Da mesma forma, as Testemunhas de
´ ˜ ´ ˜ ˜ ´
No entanto, as Testemunhas de Jeova nao Jeova nao tomam decisoes medicas precipitadas
aceitam tratamentos que entram em conflito ˜
´ ´ ˜ nem se baseiam cegamente na opiniao popular.
com os princıpios bıblicos. Por exemplo, nao ˜ ´
˜ ´ Elas avaliam as opçoes e analisam os princıpios
aceitam transfusoes de sangue porque a Bıblia ´ ˜
´ bıblicos antes de tomar uma decisao.
proıbe o uso de sangue para sustentar a vida. ´
ˆ ´ As Testemunhas de Jeova com certeza apre-
(Genesis 9:4; Levıtico 17:1-14; Atos 15:28, 29) A ˜
´ ´ ciam os esforços e a dedicaçao dos profissionais
Palavra de Deus tambem proıbe tratamentos ou ´ ´ ´ ˜
´ da area medica. Tambem sao gratas a essas pes-
procedimentos medicos que envolvam “poder ´
´ ´ ´ soas por cuidarem de sua saude.
magico”, ou espiritismo. — Isaıas 1:13; Galatas
5:19-21.
´
Muitos profissionais de saude fornecem trata-
˜
mentos que salvam vidas e que nao entram em
˜ ´
conflito com os padroes da Bıblia. Normalmen-
te, esses tratamentos, aceitos por muitas Teste-
´ ˜
munhas de Jeova, sao melhores do que aqueles
˜
que nao levam em conta a vontade de Deus.
´ ˜
Naturalmente, ha muitas opinioes no que diz
˜ ´
respeito a questoes de saude. O que talvez seja
˜
bom para uma pessoa pode nao ser para outra.
´
Assim, quem procura um diagnostico exato e
tratamento para uma doença talvez queira uma
˜ ´
segunda opiniao. — Proverbios 14:15.
´
Nem todas as Testemunhas de Jeova esco-
´
lhem o mesmo tratamento medico. A Palavra de
´ ˆ
Deus da margem para diferenças de consciencia
˜ ˜
entre cristaos, desde que nao haja nenhuma lei
´
bıblica envolvida. (Romanos 14:2-4) Por isso,
cada pessoa deve se informar sobre qualquer
˜
tratamento para se certificar de que nao esteja

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 27


FORMATURA DA 129.a TURMA DE GILEADE
´
“Este e o seu dia”

`
N O DIA 11 de setembro de 2010, quase
8 mil pessoas se reuniram para um even-
to especial — a formatura da 129.a turma da
gua? Vou me adaptar a nova cultura? Vou
conseguir superar a saudade de casa?’ ” Qual a
˜ ˜ ¨
soluçao? O irmao Losch exortou os alunos a
´ ´
Escola Bıblica de Gileade da Torre de Vigia. Sa- ‘confiar em Jeova’.
muel Herd, membro do Corpo Governante ˜ ¨ ´ ´
O irmao Losch tambem leu Proverbios
´ ´ ´
das Testemunhas de Jeova, disse aos alunos: 14:26, que diz: “No temor de Jeova ha forte
´ ´
“Este e o seu dia. Estamos aqui para nos ale- confiança.” Nossa confiança em Jeova au-
ˆ ´
grar com voces!” mentara se refletirmos nas muitas maneiras
em que ele nos tem abençoado.
“O ouvido que ouve” ´
˜ A Bıblia diz que a pessoa que confia em
O irmao Herd iniciou o programa conside- ´ ´ ´
˜ Jeova “certamente se tornara qual arvore
rando a necessidade de todos os cristaos faze- ` ´ ´
plantada junto as aguas, que envia suas raızes
rem bom uso do “ouvido que ouve” por pres- ´ ˜
˜ ` ´ diretamente junto ao curso de agua; e ele nao
tar atençao a Palavra de Deus. (Proverbios ´
ˆ vera o calor chegar, mas a sua folhagem mos-
20:12) “Voces emprestaram seus ouvidos a ´
´ ´ ˜ trara ser realmente frondosa”. — Jeremias
Jeova nos ultimos meses”, disse o irmao Herd 17:7, 8.
˜ ˜ ´ ˜
aos alunos, “e continuarao a fazer isso por A liçao e clara. “Nao importa o que esteja
toda a eternidade”. ˜ ¨ ˆ
pela frente”, disse o irmao Losch, “voces pre-
´ ´
Como os novos missionarios podem usar cisam confiar em Jeova”.
seus ouvidos com sabedoria? “Por prestar ´
˜ ` ˜ “Imitem os anjos fieis”
atençao a Palavra de Deus”, disse o irmao
Herd. Ele acrescentou: “No programa de hoje Esse foi o assunto do discurso proferido por
˜ ˜ Stephen Lett, membro do Corpo Governante.
serao dadas muitas informaçoes que os prepa- ˜
˜ ´ Os anjos nos dao um maravilhoso exemplo.
rarao para seu trabalho como missionarios ´
` “Tudo o que a Bıblia revela sobre eles vale a
nos anos a frente.” ˜ ˜
pena imitar”, disse o irmao Lett. Entao ele
´ ˜ ´
“Confiem em Jeova de todo o coraçao” identificou quatro caracterısticas dos anjos
¨ ´ ´
Gerrit Losch, membro do Corpo Gover- fieis que farıamos bem em imitar: sua perse-
˜
nante, falou aos alunos com base nesse tema verança, humildade, disposiçao de ajudar e
´ ´ integridade.
que da o que pensar. Ele mencionou varias
˜ ´ ´
ocasioes em que o povo de Deus, tanto do A Bıblia relata que um anjo resistiu ao ‘prın-
´ ˆ
passado como do presente, mostrou confian- cipe da Persia’ — um poderoso demonio —
´
ça em Jeova.
´
De modo similar, “os missionarios preci-
` ´
sam ter confiança no que se refere as suas de- “Quando alguem os exaltar
˜ ˜ ¨ ˜
signaçoes”, destacou o irmao Losch. “Por . . . desviem a atençao
ˆ ˆ
exemplo”, disse ele, “voce talvez se pergunte:
´ ´ de voces”
‘Sera que conseguirei aprender uma nova lın-

28 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


por 21 dias. (Daniel 10:13) Esse anjo mostrou ( Jeremias 17:9) Um clima diferente, novas co-
˜ ´ ˆ
perseverança. Os cristaos tambem ‘tem uma midas, novos companheiros num lar missio-
´ ´
pugna . . . contra as forças espirituais inıquas’, nario — qualquer uma dessas coisas pode le-
˜ ´ ´ ˆ ˜
destacou o irmao Lett. (Efesios 6:12) Ele disse var alguem a pensar em desistir. “Voces vao
aos alunos: “Lutem arduamente para conti- ˜ ˜
enfrentar situaçoes em que terao de conside-
˜ ˜ ˜
nuar cumprindo sua designaçao.” rar opçoes e tomar decisoes”, mencionou o ir-
´ ˜ ˜ ˆ ˜
Quando Manoa, pai de Sansao, perguntou mao Breaux. “Voces escolherao um proceder
´ ´
a um anjo qual era seu nome, ele se recusou a que agrada a Jeova? Se escolherem, Jeova se
´ ´ ˜
dizer. Esse anjo mostrou humildade. ( Juızes tornara ‘a rocha do seu coraçao’. Ele conduzi-
˜ ´
13:17, 18) O irmao Lett disse aos alunos: ra os seus passos.”
´ ˆ ˆ ´
“Quando alguem os exaltar ou ficar admiran- “Voces tem fe suficiente para molhar os
do suas habilidades, humildemente desviem ´
˜ ˆ ´ pes?” Sam Roberson, instrutor de Gileade,
a atençao de voces para Jeova e sua organiza- ´
˜ ´ desenvolveu esse tema com base em Josue ca-
çao.” — 1 Corıntios 4:7. ´ ´ ˜
pıtulo 3. Como e que milhoes de israelitas
ˆ ˜ ´
Quando Jesus estava no jardim de Getse- conseguiram atravessar o rio Jordao na epoca
mani, pouco antes de sua morte, ‘apareceu ´ ´
´ da cheia? Jeova disse a Josue que ordenasse
um anjo do ceu e o fortaleceu’. (Lucas 22:43)
˜
Esse anjo mostrou disposiçao de ajudar. “Com ´ ˜
˜ “Havera ‘Jordoes’
oraçao, tentem determinar as reais necessida-
˜ ´ em sua vida”
des das pessoas em sua designaçao missiona-
˜ ˜
ria”, disse o irmao Lett, “e entao, com a ajuda
´
de Jeova, tentem suprir essas necessidades”.
Visto que apenas uma minoria dos anjos se aos sacerdotes para ‘ficarem parados no Jor-
´ ˜ ˜
juntou a Satanas em sua rebeliao, podemos dao’. Deus prometeu: “No instante em que as
´
dizer que a grande maioria dessas criaturas ce- solas dos pes dos sacerdotes . . . pousarem nas
˜ ´ ˜ ˜ ´
lestiais sao maravilhosos exemplos de integri- aguas do Jordao, serao cortadas as aguas . . . e
˜ ˜ ´
dade. — Revelaçao (Apocalipse) 12:4. [elas] ficarao paradas como um so dique.”
´ ´ ˜
“Como aqueles anjos fieis, resistam ao Dia- ( Josue 3:8, 13) O irmao Roberson disse aos
˜ ´ ˜
bo”, exortou o irmao Lett. “Oponham-se a alunos: “Havera ‘Jordoes’ em sua vida que se-
´ ˜ ˆ ˆ ˜ ˆ
ele, e ele fugira.” — Tiago 4:7. pararao voces de suas bençaos, se voces per-
´
mitirem.” Por exemplo, pode ser difıcil dar-se
ˆ ´
Mais tres destaques do programa bem com colegas missionarios. Qual a solu-
´ ˜ ˜
“Mantenha Jeova como a rocha do seu co- çao? “Concentrem-se no trabalho, nao nos
˜ ˜
raçao”. Falando sobre esse assunto cativante, trabalhadores.” O irmao Roberson exortou a
ˆ ´ ´
baseado no Salmo 73:26, Gary Breaux, mem- turma: “Se voces mostrarem a fe necessaria
˜ ´ ´ ´
bro da Comissao de Filial dos Estados Unidos, para molhar os pes, Jeova os ajudara a atraves-
˜ ´
ajudou os alunos a ver a necessidade de con- sar os ‘Jordoes’ em sua vida missionaria.”
´ ´ ´
fiar em Jeova. Em que sentido Jeova e como “Estabeleçam firmemente seus planos”.
uma rocha? “Uma rocha pode segurar um pe- Esse foi o tema desenvolvido pelo instrutor de
daço de papel numa tempestade de vento”, Gileade, William Samuelson. Seu discurso
˜ ´
disse o irmao Breaux. “De modo similar, teve como base Proverbios 16:3, que diz:
´ ˆ ´ ´
Jeova pode ser uma influencia estabilizadora “Rola os teus trabalhos sobre o proprio Jeova
˜ ˜
que pode proteger seu coraçao.” Naturalmen- e os teus planos ficarao firmemente estabele-
˜ ˜
te, o coraçao talvez nos engane quando nos cidos.” O irmao Samuelson perguntou aos
´ ´
confrontamos com testes de perseverança. alunos: “Sera que esse versıculo quer dizer

A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011 29


˜
em localizar pessoas de coraçao sincero no
´
territorio.
Por exemplo, certo casal estava num restau-
´
rante fast-food. Um funcionario os viu fazen-
˜ ˆ
do uma oraçao em silencio. Ele se aproximou
´
e perguntou se eram Testemunhas de Jeova.
Depois de ficar sabendo que eram, o funcio-
´
nario explicou que havia sido criado como
´
Testemunha de Jeova, mas tinha se afastado
´ ´
da fe. Ele tinha ate mesmo cometido um cri-
me e sido preso. Agora esse jovem queria ter
´ ´
Jeova de volta em sua vida. Ele disse tambem
que, antes de o casal entrar no restaurante, ele
estava orando a Deus, expressando seu desejo
˜
de endireitar a vida. Sua oraçao foi atendida!
´ ´
Sob o tema “Saboreiem e vejam que Jeova e
bom”, Rudi Hartl, do Departamento de Cor-
ˆ ˜
respondencia da Redaçao, entrevistou Wayne
Alunos de Gileade encenando algo que Wridgway, de Moçambique, Jason Reed, do
˜ ˆ ˜
aconteceu na pregaçao Chile e Kenji Chichii, do Nepal. Os tres sao
´
missionarios treinados em Gileade. Esses ir-
ˆ ˜ ˆ ˜ ˜
que voces nao tem nenhuma participaçao em maos falaram francamente sobre alguns desa-
˜ ´
estabelecer seus planos a nao ser ‘rolar seus fios que enfrentaram no inıcio de seu serviço
´ ˜ ´
trabalhos’ sobre Jeova?” Nao, disse ele, por- missionario, como, por exemplo, aprender
´ um novo idioma, adaptar-se a uma nova cul-
que Proverbios 16:1 diz: “Ao homem terreno
˜ ˜ tura ou lidar com a saudade de casa. “Uma das
pertencem os arranjos do coraçao.” O irmao
´ ˜ coisas que ajudou a mim e a minha esposa foi
Samuelson acrescentou: “Jeova nao vai mila- ˜ ´
˜ ˆ fazer amigos na nova congregaçao o mais
grosamente preparar seu coraçao para voces.
´ ˆ ´ ˜ ` ra-
Pelo contrario, voces precisam ter certeza de pido possıvel”, disse o irmao Chichii. “A me-
ˆ ˜ ` ˜
que tem a motivaçao correta. Por meio do es- dida que nos achegamos mais a congregaçao,
˜ ´
tudo, da oraçao e por estarem bem achegados foi mais facil lidar com a saudade de casa.”
´ ˆ ˜ Pouco depois de os 56 alunos receberem o
ao Escritorio da sede local, voces continuarao
˜ ´ diploma, um deles leu uma comovente carta
a ter um coraçao que servira a seu favor, e o
´ ´ ´ de agradecimento da turma. Parte dela dizia o
proprio Jeova estabelecera firmemente seus
planos.” seguinte ao Corpo Governante: “Como tur-
ma, observamos pessoalmente o modo como
Relatos e entrevistas ˆ ´
voces, de forma amorosa e incansavel, deram
Como parte do treinamento, os alunos de de si mesmos, fornecendo o curso, visitando a
˜ ´ ˜
Gileade participam na pregaçao publica com sala de aulas e nos dando excelente instruçao
˜
as congregaçoes locais das Testemunhas de espiritual. Visto que fomos alvo de seu amor,
´ ´
Jeova. Mark Noumair, outro instrutor de Gi- faremos o maximo para imitar seu exemplo
´ ˆ
leade, entrevistou varios alunos sobre o que de amor, paciencia, humildade e interesse
˜
aconteceu com eles na pregaçao. O que mais pessoal quando chegarmos em nossas desig-
˜ ˜
se destacou nos relatos foi o papel da oraçao naçoes.”

30 A SENTINEL A ˙ 1.° DE FEVEREIRO DE 2011


´
129.a turma de formandos da Escola Bıblica de Gileade da Torre de Vigia
˜ ´
Na lista abaixo, as fileiras estao enumeradas da frente para tras, e os nomes, alistados da esquerda para a direita,
em cada fileira.
˜
(1) Munaretto, R.; Olofsson, Y.; Budden, K.; Najdzion, L.; Moya, G.; Trevino, G.; Dion, A.; Fleegle, A.
(2) Smith, J.; Michael Raj, J.; Smith, S.; Paramo, A.; McDonald, J.; Deans, M.; Joyal, S.; Watson, L.
(3) Joyal, C.; Crawley, T.; Hacker, D.; Shynkarenko, J.; Knapp, T.; Ayling, J.; Highley, C.; Olofsson, B.
(4) Fitzpatrick, M.; Najdzion, B.; Skallerud, L.; Harris, A.; Harris, S.; Budden, R.; Paramo, Y.; Skallerud, K.
(5) Crawley, B.; Michael Raj, J.; Lodge, A.; Lodge, R.; Herms, N.; Fitzpatrick, J.; Moya, R.; Munaretto, P.
˜
(6) Watson, S.; Deans, M.; Hacker, J.; McDonald, J.; Trevino, J.; Harris, S.; Herms, C.; Harris, P.
(7) Shynkarenko, V.; Highley, T.; Smith, A.; Dion, J.; Ayling, R.; Smith, B.; Knapp, T.; Fleegle, B.
´
A turma foi designada aos 25 paıses abaixo

ˆ
ALEMANHA POLONIA
ˆ
´ ROMENIA
SERVIA ´
ˆ
DADOS DA TURMA MACEDONIA BULGARIA
´
9 paıses representados ´
INDIA
56 alunos
ˆ
28 casais ´
GAMBIA
´ UGANDA
´
´ PANAMA SERRA LEOA MAL ASIA
33,0 media de idade ´
LIBERIA
REPUBLICA
DEMOCRA-
´ ˆ
´ COSTA DO MARFIM QUENIA
17,9 media de anos de TICA DO
CONGO
ˆ
TANZANIA
´
INDONESIA
batismo PERU
´ MOÇAMBIQUE
´ ´ ZIMBABUE
13,3 media ´ de anos no BOLIVIA
MADAGASCAR
ministerio de tempo BOTSUANA
ˆ
integral SUAZIL ANDIA

˜ ´
DESIGNAÇOES DOS MISSIONARIOS
O que os casais podem fazer para se achegar mais
´
um ao outro? VEJA A PAGINA 4.

´
Deus tem nome? VEJA A PAGINA 16.

Os pais devem ensinar valores morais aos filhos?


´
VEJA AS PAGINAS 18-20.

´ ˜
O que e a “refeiçao noturna do Senhor”?
´
VEJA AS PAGINAS 21-22.

´
E apropriado que os seguidores de Jesus procurem
´ ´
tratamentos medicos? VEJA A PAGINA 27.

Gostaria de receber uma visita?


ˆ ´
Mesmo neste mundo atribulado, voce podera obter felicidade por adquirir conhecimento exato sobre
´ ˜
Deus, Seu Reino e Seu maravilhoso proposito para com a humanidade. Se desejar mais informaçoes ou
´ ´ ` ´
ser visitado por alguem para lhe dar um curso bıblico gratuito, escreva as Testemunhas de Jeova, usando
´
um dos endereços alistados na pagina 4.

www.watchtower.org wp11 01/02-T

Interesses relacionados