P. 1
PROCEDIMENTO DE EXECUÇÃO DE SERVIÇO

PROCEDIMENTO DE EXECUÇÃO DE SERVIÇO

|Views: 2.154|Likes:
Publicado porClaudio Pinhotti

More info:

Published by: Claudio Pinhotti on Dec 21, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/21/2013

pdf

text

original

SEINFRA

QUALIOBRA/SE
Serviço:

PROCEDIMENTO DE EXECUÇÃO DE SERVIÇO
Grupo de Serviço: FUNDAÇÕES Código: PES 021 Versão: V1 Data: 18/03/02

EXECUÇÃO DE FUNDAÇÃO EM ESTACA PRÉ -MOLDADA DE CONCRETO

1. Documentos de Referência:         Planta de locação/forma Projeto de fundações Especificações do contratante NBR 6122 ± Projeto e execução de fundações NBR 6121 ± Estacas ± Prova de carga NBR 6118 ± Projeto e execução de obras de concreto armado ± Procedimentos NBR 9062 ± Projeto e execução de estruturas de concreto pré -moldado ± Procedimentos Procedimento de execução de serviço para prova de carga.

2. Providências e Verificações Preliminares: 2.1. Serviços Anteriores: O serviço só deve ser iniciado após a conclusão e liberação do serviço de locação da obra. Os piquetes que determinam os eixos devem ficar bem enterrados com aproximadamente 5,0 cm fora do terreno, a fim de não serem deslocados pelo bate estaca e seus complementos. No caso de execução de estacas próximas à rede de energia elétrica, deve -se verificar se a distância entre o bate -estaca e a rede elétrica energizada obedece o mínimo de 3,0 m. É desejável que seja feito um levantamento de alterações estruturais nas edificações vizinhas antes de iniciar a cravação das estacas, devendo se analisar possíveis conseqüências que trabalhos venha a ocasionar. Tal levantamento pode, também, resguardar o executante de futuras reclamações indevidas a cerca de danos estruturais causados pela atividade de cravação das estacas. 2.2. Materiais:  Estacas pré-moldadas em concreto;  Madeira;  Areia; 2.3. Ferramentas / Equipamentos:  Bate estaca para estaca pré moldada de concreto com torre rígida ou guindaste com torre adaptada ao uso de martelo do tipo ³queda livre´, automático ou vibratório; Torre guia com altura compatível com a altura da maior estaca a ser cravada;          Grua; Máquina de solda; Coxim de madeira; Cepos: Picareta; Prumo; Nível; Trena e Esquadro.  Brita;  Cimento e  Aço. 

EPI/EPC:         Bota com biqueira de aço. .4. Bota de borracha (em terrenos úmidos) Luva de raspa. Capacete. Avental para soldador. Máscara para soldador. Protetor auricular.2. Cinto de segurança.

encaixar a estaca ao capacete. içar a estaca por meio do cabo de auxiliar trazendo -a para junto da torre. A concretagem das estacas deve ser sem emendas. As estacas podem ser fabricadas na obra ou adquiridas de terceiros. de modo a evitar o aparecimento de vazios. Neste caso.4. identificação e rastreabilidade de lotes e métodos adequados de cura. Ligação estaca -bloco de coroamento .3. cimento de alta resistência inicial ou cura a vapor. As estacas devem ser suspensas por ganchos ancorados ao concreto previstos pelo calculista e posicionados de forma a facilitar sua movimentação través de grua adequadamente dimensionada. A cura deve ser cuidadosa evitando a movimentação e o choque das formas durante este período. Cravação das estacas Para iniciar a cravação da estaca. este prazo não pode ser inferior a 24 h. deve ser feita uma recomposição do concreto e retornada a cravação só após a cura do concreto recomposto. Fabricação das estacas na obra A fabricação das estacas deve ser compatível a um processo industrial de produção de pré-moldados incluindo controle tecnológico de concreto. As formas utilizadas na fabricação devem ser conservadas em bom estado e montadas com chapas de compensado reforçadas ou com chapas de aço.2. Cada lote deve ser identificado por número e data de fabricação e o controle tecnológico do concreto associado a estas informações.5. colocar o coxim de madeira.0 cm. Caso as formas apresentem problemas de estanqueidade. perfeitamente vibrada. são utilizados anéis metálicos soldados in loco . as mesmas devem ser substituídas ou reformadas. Emendas Caso seja necessário executar emendas nos perfis. nichos de agregados (bicheiras) ou outros defeitos. Entretanto. posicionar a estaca sobre o piquete de marcação. Transporte e Armazenagem das estacas O manuseio das estacas só é feito após a aferição da resistência do concreto. Se o topo da estaca inferior for danificado durante o processo de cravação. 3. o que pode permitir a fuga de nata de concreto. que é feito por empilhamento sobre calços de madeira. As formas não devem ser retiradas antes de 3 (três) dias após a concretagem. 3. acoplar conjunto martelo -capacete. cujo recobrimento mínimo é de 3. O período de cura pode ser estendido mesmo após o armazenamento. 3. 3. Procedimento de Execução do Serviço: Este tipo de fundação é largamente aplicado nos casos de cargas acentuadas associadas a solos com lençol freático superficial e baixa capacidade de carga das camadas superficiais do terreno. as mesma s podem ser transportadas para o local de armazenamento. medida através do rompimento de corpos de prova com pelo menos 80% de sua tensão de ruptura para 28 dias. 3. Durante a concretagem e respectiva vibração deve -se tomar precauções para evitar o deslocamento da armadura.3. iniciar os golpes e medir as negas 1 de acordo com o projeto.1. deve -se aprumar a torre. porém este prazo pode ser reduzido através do uso de aditivos.

6. deve-se tomar nota dos seguintes dados: comprimento real da estaca abaixo da cota de arrasamento. desaprumo e desvio da locação. para facilitar a ancoragem no interior do bloco de coroamento. suplemento utilizado .Após a cravação e verificação da nega em todas as estacas de um mesmo bloco de fundação. deslocamento e levantamen to das estacas vizinhas. Dados para registro Na          cravação das estacas. 4. anormalidades da execução. deixando a correspondente armadura livre e limpa. acima da cota de arrasamento. Verificação do concreto com idade de ruptura de 7 e 28 dias < 10% do seu diâmetro ou <7 cm adotando o valor menor < 1 cm para cada 1 m de estaca (1:100) Prevista em projeto Recomendações Consultar o projetista em caso de não atendimento aos critérios de tolerância M&C Engenharia Ltda Pessoa Elaborado por: Elizabeth . As extremidades superiores das estacas são ligadas entre si por vigas e blocos de coroamento. tipo/especificação dos materiais empregados. de concreto armado 3. nega ou repiques no final da cravação e na recravação quando houver. características do equipamento de cracação. é efetuado o corte das mesmas a uma altura definida em projeto. consumo de materiais por estaca.tipo e comprimento. Itens de Avaliação do Serviço: Item de Verificação Resistência mecânica do concreto utilizado nas estacas Desvio do centro do topo das cabeças das estacas Inclinação da estaca Nega Tolerância Sempre igual ou superior a resistência prevista em projeto.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->