Você está na página 1de 1

02 Campo Largo, 17 de Dezembro de 2010 Especial de Natal

O simbolismo e N
o relato histórico da Bíblia,
um anjo anunciou a Maria
que ela conceberia do Espí-
duzida em Roma no último século antes
de Cristo, tornando-se uma das religiões
mais populares do Império. A data co-

o que comemoramos
rito Santo e daria a luz a um menino, Je- nhecida pelos primeiros cristãos foi fixa-
sus, o filho de Deus. Quando já estava da pelo Papa Júlio 1º para o nascimento
prestes ao nascimento da criança, o ca- de Jesus Cristo como uma forma de
sal viajou de Nazaré para Belém, che- atrair o interesse da população. Pouco

nesse período de
gando à cidade na noite de Natal. Como a pouco o sentido cristão reinterpretou
não encontraram um local para dormir, o Natal até chegarmos aos dias atuais,
eles ficaram no estábulo de uma esta- quando a verdadeira motivação, muitas
lagem, único lugar disponível. Naque- vezes é esquecida.

Natal e Ano Novo


le acampamento humilde, entre bois e Simbologia
cabras, Jesus nasceu, sendo enrolado Árvore - Representa a vida reno-
com panos e deitado em uma manje- vada, o nascimento de Jesus. O pinhei-
doura. ro foi escolhido por suas folhas sempre
A notícia do nascimento se espa- verdes, cheias de vida. Essa tradição
lhou e pastores que estavam próximos, surgiu na Alemanha, no século 16. As
com seus rebanhos foram avisados por famílias germânicas enfeitavam suas ár-
um anjo e visitaram o bebê. Três reis vores com papel colorido, frutas e do-
magos viajavam há dias seguindo a Es- ces. Somente no século 19, com a vinda
trela Guia, que os levariam ao local onde dos imigrantes à América, é que o cos-
nasceria o Filho de Deus. Ali eles encon- tume espalhou-se pelo mundo.
traram o menino e ofereceram presen- Presentes - Simbolizam as ofertas
tes: ouro, incenso e mirra. No retorno dos três reis magos. Hábito anterior ao
aos seus países, eles espalharam a no- nascimento de Cristo. Os romanos cele-
tícia de que o filho de Deus estava entre brava a Saturnália em 17 de Dezembro
os homens. com troca de presentes. O Ano Novo ro-
Natal mano tinha distribuição de mimos para
É quase impossível que alguém crianças pobres.
consiga ignorar a data, por mais que Velas - Representam a boa vontade.
conteste a importação norte-america- No passado europeu, apareciam nas ja-
na nos simbolismos: Neve, Papai Noel nelas, indicando que os moradores esta-
vestido com roupa de lã e botas, casta- vam receptivos.
nhas, trenós, renas. E mesmo quem não Estrela - No topo do pinheiro, repre-
aceita, acaba comprando um presenti- senta a esperança dos reis-magos em
nho aqui, outro ali, e participa da festa. encontrar o filho de Deus. A estrela guia
A cidade se enfeita, o comércio se pre- os orientou até o estábulo onde nasceu
para com luzes e cores, para marcar a Jesus.
celebração da vida, que é o verdadeiro Cartões - Surgiram na Inglaterra em
sentido da festa. Independente do con- 1843, criados por John C. Horsley que o
sumismo, tão marcante, o Natal mantém deu a Henry Cole, amigo que sugeriu fa-
símbolos sagrados do dom, do mistério zer cartas rápidas para felicitar conjun-
e da gratuidade. tamente os familiares.
O Natal já era comemorado na Ida- Comidas típicas - O simbolismo que
de Média, era a festa do deus Mitra, que o alimento tem na mesa vem das socie-
anunciava a volta do Sol em pleno inver- dades antigas que passavam fome e en-
no do Hemisfério Norte. A Igreja Católi- contravam na carne, o mais importante
ca introduziu o Natal em substituição a prato, uma forma de reverenciar a Deus.
A árvore é um dos esta que era a mais antiga festa do Im- Presépio - Reproduz o nascimento
mais importantes sím- pério Romano. O Natal ou Dia de Natal é de Jesus. O primeiro a armar um presé-
bolos do Natal comemorado anualmente em 25 de De- pio foi São Francisco do Assis, em 1223.
zembro, mas nos países eslavos e orto- As ordens religiosas se incumbiram de
doxos cujos calendários eram baseados divulgar o presépio, a aristocracia inves-
no calendário juliano, o Natal é come- tiu em montagens grandiosas e o povo
O “Feliz Natal” pelo mundo morado no dia sete de Janeiro, que seria
o dia do nascimento de Jesus de Naza-
assumiu a tarefa de continuar com o ri-
tual.
ré. Os presépios foram armados em
A data que a Igreja Católica instituiu Portugal desde 1391, quando as frei-
Brasil: Feliz Natal França: Joyeux Noel para a comemoração do Natal, não era, ras do Salvador fizeram o primeiro. De-
Bélgica: Zalige Kertfeest Alemanha: Fröhliche Weihnachten portanto, conhecida como o aniversário signa o estábulo ou o curral, lugar onde
Bulgária: Tchestito Rojdestvo Grécia: Eftihismena Christougenna real de Jesus e pode ter sido inicialmen- se recolhe o gado, e representa as ce-
Hristovo, Tchestita Koleda Irlanda: Nodlig mhaith chugnat te escolhida para corresponder ao festi- nas do nascimento de Jesus em Belém.
Portugal: Boas Festas Romênia: Sarbatori vesele val histórico Romano ou com o solstício Há também uma diferença terminológi-
Dinamarca: Glaedelig Jul México: Feliz Navidad de inverno. ca decorrente de sua grandiosidade. Ou
EUA: Merry Christmas Holanda: Hartelijke Kerstroeten A adoração a Mitra, divindade per- seja, se o era grande, rico e bonito, era
Inglaterra: Happy Christmas Polônia: Boze Narodzenie sa que se aliou ao Sol para obter calor chamado de Presépio; se era pobre, pe-
Finlândia: Hauskaa Joulua e luz em benefício das plantas, foi intro- queno e despojado, era uma Lapinha.

Que em 2011 o seu lar seja um lugar de felicidade,


Desejamos a você muita alegria!
E que este Natal seja repleto de paz, de alegria e de união.
carinho e fraternidade e o Ano Novo Feliz Natal!
de muitas realizações!
São os votos do

AÇOUGUE SÃO JOAQUIM 3392-1316

A Confiauto agradece a todos os seus clientes e amigos


por um ano de parceria e confiança e deseja a
você e seus familiares um Natal alegre e harmonioso.

E que o próximo ano seja mensageiro de muita paz,


saúde e realizações.