P. 1
a C SEMI MarcAo

a C SEMI MarcAo

|Views: 4.167|Likes:
Publicado porthiagonunesmat

More info:

Published by: thiagonunesmat on Dec 23, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/26/2012

pdf

text

original

Inclusão para a vida

Matemática C
b) Dividir 14 em partes inversamente proporcionais a 3 e 4.

UNIDADE 1
NÚMEROS PROPORCIONAIS
RAZÕES E PROPORÇÕES Razão é a comparação obtida pela divisão entre as medidas de duas grandezas na mesma unidade. Então, dados dois números a e b , denomina-se razão ao quociente de a por b e indica-se por

Tarefa Mínima  1. Em uma universidade foram inscritos 3450 candidatos
para o curso de Odontologia. Sabendo que foram fornecidas 100 vagas, qual a razão do número de candidatos em relação ao número de vagas?

a b

2. Determine dois números, sabendo que a soma deles é
60 e que a razão entre eles é 2 .
3

a Obs.: a razão é usualmente lida assim: “a está para b”. b
A igualdade entre duas razões é uma proporção. Representação:

a b

c d

3. Determine os valores de x e y sendo: x – y = 10 e y 1 x 3 4. Se (2, 3, x) e (8, y, 4) são duas sucessões de números
diretamente proporcionais, então: a) x = 1 b) x = 2 c) x = 1 d) x = 4 e e e e y=6 y = 12 y = 12 y=2

onde: a, d = extremos b, c = meios a c A expressão lê-se assim: a está para b, assim b d como c está para d. Observações: Considere os conjuntos A = {a, b, c} e B = {d, e, f} duas sucessões numéricas dadas nessa ordem. A e B são diretamente proporcionais se:

5. Divida o número 360 em partes proporcionais aos
números 2, 3, 4 e 6.

a d

b e

c f

Tarefa Complementar 6. Divida o número 220 em partes inversamente
proporcionais aos números 2 , 3 e 4 . 3 4 7

k

k é a constante de proporção. Propriedade:

a d

b e

c f

a b c d e f

7. A diferença entre as idades de duas pessoas é 15 anos e
estão entre si como 7 para 4. Calcule as idades dessas pessoas.

A e B são inversamente proporcionais se: a.d=b.e=c.f=k Propriedade: a . d = b . e = c . f =

8. (PUC-SP) Se (9, x, 5) e (y, 8, 20) sejam diretamente

a 1 d

b 1 e

c 1 f

proporcionais, isto, é, para que se verifique a igualdade

9 y

x 8

5 , os valores de x e y devem ser 20
b) 1 e 1
4 5

Exercícios de Sala  1. Um automóvel percorre 160km em 2 horas. A razão
entre a distância percorrida e o tempo gasto para percorrêla é:

respectivamente: a) 2 e 36 c) 2 e 5 e) n.d.a.

d) 5 e 35

2. Determine dois números, sabendo que a soma deles é

9. (F.Carlos Chagas) Se as seqüências (a, 2, 5) e (3, 6, b)
são de números inversamente proporcionais e a + mb = 10, então m é igual a: a) 0,4 d) 2,5 b) 1,0 e) 5,0 c) 2,0

3
42 e que a razão entre eles é .

4
3. a) Dividir 150 em partes diretamente proporcionais a 3,
5 e 7. Pré-Vestibular da UFSC

1

Matemática C 10. p é inversamente proporcional a q + 2. Sabendo que
p = 1 quando q = 4, quanto vale p quando q = 1? a) – 2 d) 2 b) 0 e) 3 c) 0,5 1 grau é

Inclusão para a Vida
1 da circunferência. 360

Submúltiplos do Grau: 1° = 60´ e 1´= 60´´ Os ângulos recebem nomes especiais de acordo com a sua abertura. Ângulo Agudo

11. (UFMG) Sabendo-se que x + y + z = 18 e que x y z , o valor de x é: 2 3 4 12. (UFSC) O perímetro de um terreno é 72 m. As
medidas de seus lados são inversamente proporcionais a 2, 3, 5 e 6. A medida, em metros, do menor lado desse terreno, é:

13. (UFBA) Sabe-se que das 520 galinhas de um aviário,
60 não foram vacinadas, e 92, vacinadas, morreram. Entre as galinhas vacinadas, a razão do número de mortas para o número de vivas é:
a) 1 4 b) 1 5 c) 4 1 d) 4 5 e) n.d.a.

Ângulo Reto

Ângulo Obtuso

14. (FUVEST) Na tabela abaixo, y é inversamente
proporcional ao quadrado de x. Calcule os valores de p e m. x 1 2 m y 2 p 8

Dois ângulos

e

podem ser:

15. Num tanque de combustível há 5 litros de óleo e 25
litros de gasolina. Determinar as razões das medidas. a) do óleo para a gasolina b) da gasolina para a mistura c) do óleo para a mistura

a) complementares: + = 90º b) suplementares: + = 180º c) replementares: + = 360º ÂNGULOS OPOSTOS PELO VÉRTICE

UNIDADE 2
Dois ângulos opostos pelo vértice são congruentes.

GEOMETRIA PLANA
ÂNGULOS Ângulo é a região formada por duas semi retas que têm a mesma origem (vértice). ÂNGULOS FORMADOS POR DUAS PARALELAS E UMA TRANSVERSAL

O ângulo formado é o ângulo AÔB no qual: OA e OB são os lados do ângulo e O é o vértice UNIDADES ANGULARES Sistema Sexagesimal (Grau) Pré-Vestibular da UFSC

Triângulos
Dados os pontos A, B e C não alinhados, chama-se triângulo A, B, C (indicado por: ABC) à reunião dos segmentos AB, AC e BC. 2

O valor do ângulo é: a) 80° b) 70° c) 40° d) 20° e) 10° 2. Um deles mede: Pode-se classificar um triângulo segundo dois critérios: Quanto aos lados 2. Então. Um ângulo mede a metade do seu complemento. ÂNGULOS NUM TRIÂNGULO A + B + C = 180° Triângulo Equilátero Tarefa Mínima  1. esse ângulo mede: a) 30° d) 80° b) 45° e) 15° c) 60° 3. o lado maior temos: a2 < b 2 + c 2 a2 = b 2 + c 2 a2 > b 2 + c 2 triângulo acutângulo triângulo retângulo triângulo obtusângulo b) ABCD é um quadrado.Inclusão para a vida Exercícios de Sala  Matemática C 1. determine o valor de x. Um ângulo mede o triplo do seu suplemento. Então esse ângulo mede: a) Se AB = BC = AC então A = B = C = 60° Triângulo Retângulo 45° b) 135° c) 100° d) 175° 3. (UFMA) Dois ângulos opostos pelo vértice medem 3x + 10° e x + 50°. (ACAFE) Dois ângulos opostos pelo vértice medem 8x – 40 e 6x – 20. ABE é um triângulo equilátero. b e c lados de um triângulo e considerando a. Determine o valor de x na figura abaixo: 25º r//s 130º x s Pré-Vestibular da UFSC 3 . Quanto aos ângulos a) r //s CRITÉRIOS: Sejam a. Em cada figura abaixo.

(Cesgranrio) Duas retas paralelas são cortadas por uma transversal de modo que a soma de dois ângulos agudos formados vale 72°. (UFSC) Na figura abaixo as retas r e s são paralelas. as retas r e s são paralelas. é: a) y = 3x d) x = y b) y = 2x e) 3x = 2y c) x + y = 180° Tarefa Complementar  6. o valor de x é: a) Inclusão para a Vida 7. (Fuvest-SP) Na figura. Nas figuras abaixo. AB = BD = CD. em graus. (FUVEST) Na figura. 8.d. A medida do ângulo y. (UFSC) Na figura abaixo. em graus.Matemática C 4. Então: 10. (UFSC) Dados os ângulos: Â = 22°32'15'' b) C 75°01'52'' B = 17°49'47'' D = 32°44'20'' Calcular o valor. (UECE) O ângulo igual a 5/4 do seu suplemento mede: a) 100° c) 36° b) 144° c) 80° e) n. em graus. da expressão: A C B D c) 9. O valor. Então qualquer dos ângulos obtusos formados mede: a) 142° d) 150° b) 144° e) 152° c) 148° 12. do arco x é: 11. A medida em graus do ângulo 3 é: Pré-Vestibular da UFSC 4 .a. (UFSC) Na figura r e s são paralelas. o valor em graus da diferença x y é: r // s // t 23o r d) y s t 112 o x 5. o ângulo 1 mede 45° e o ângulo 2 mede 55°.

3 lados Quadriláteros .20 lados Matemática C a) 50 d) 80 b) 55 e) 100 c) 60 13. 5 Pré-Vestibular da UFSC .5 lados Hexágono . r 60° Observação: Um polígono é dito regular se for equilátero (lados iguais) e equiângulo (ângulos iguais).Inclusão para a vida Triângulos . o valor de x é: SOMA DOS ÂNGULOS INTERNOS A soma dos ângulos internos de um polígono com n lados (n 3) é dado pela expressão: SOMA DOS ÂNGULOS EXTERNOS A soma dos ângulos externos de um polígono com n lados (n 3) é sempre igual a 360° Observações Para polígonos regulares. r//s. Na figura .7 lados Octógono . Determine o valor de y.4 lados Pentágono . Sabendo que o complemento de um ângulo está para o seu suplemento assim com 2 está para 5.10 lados Undecágono – 11 lados Dodecágono .8 lados Eneágono . Na figura a seguir. então n/2 é o número de diagonais que passam pelo centro. não há diagonais que passam pelo centro.12 lados Pentadecágono – 15 lados Icoságono . NÚMERO DE DIAGONAIS O número de diagonais de um polígono de n lados é dado pela expressão: s Y 70° 15. Os mais conhecidos são: Sendo n o número de lados de um polígono. Se n é ímpar. podemos calcular cada ângulo interno ou externo através das seguintes relações: UNIDADE 3 ESTUDO DOS POLÍGONOS ELEMENTOS CLASSIFICAÇÃO Os polígonos podem ser classificados quanto o número de lados. se n é par.9 lados Decágono .6 lados Heptágono . calcule em graus a medida do ângulo: 14.

5 Tarefa Mínima  1. Se um polígono convexo tem 9 lados. Dado uma círculo de raio 10cm. calcule: a) a soma dos ângulos internos. A medida do Quadrado lado desse hexágono. Nomenclatura Inclusão para a Vida 2. é: a) 3 d) 3 b) 2 c) 4 e) 2. Em um icoságono regular ABCDE. c) raio da circunferência inscrita. Qual o polígono regular cujo ângulo interno é o triplo do externo? a) Dodecágono c) Octógono e) Hexágono b) Pentágono d) Heptágono Exercícios de Sala  1. (ACAFE) Diagonal de um polígono convexo é o segmento de reta que une dois vértices não consecutivos do polígono. c) cada ângulo interno e externo. b) raio da circunferência circunscrita. em centímetros. Dado um triângulo eqüilátero de lado 2 3 cm. Determine: a) o lado do triângulo equilátero inscrito nesse círculo Pré-Vestibular da UFSC 6 . é igual a: h a) 5 2 c) 10 2 e) 3 2 b) 10 d) 20 2 5. qual é o seu número total de diagonais? a) 72 d) 27 b) 63 e) 18 c) 36 4.  é o lado do polígono R é o raio da circunferência circunscrita ao polígono a é o raio da circunferência inscrita ou apótema Triângulo Equilátero a) altura do triângulo. b) a soma dos ângulos externos. Num quadrado de lado 10cm está circunscrita uma circunferência cujo raio. (VUNESP) A distância entre dois lados paralelos de um hexágono regular é igual a 2 3 cm.. Cada ângulo interno de um decágono regular mede: a) 230° d) 28° b) 130° e) 150° c) 144° 3..Matemática C POLÍGONOS REGULARES Um polígono é regular quando tem lados e ângulos congruentes. em centímetros. Todo polígono regular é inscritível e circunscritível a uma circunferência. determine: 3. O polígono que tem o número de lados igual ao número de diagonais é o: a) hexágono c) triângulo e) não existe b) pentágono d) heptágono Hexágono Regular 2. 4.

(ACAFE-SC) A razão entre os comprimentos das circunferências circunscrita e inscrita a um quadrado é: c) o lado do quadrado inscrito nesse círculo a) 2 b) e) 3 c) 2 2 d) 2 3 3 2 12. O lado de um triângulo equilátero inscrito numa circunferência mede 2 6 cm. a) 2 2 b) um hexágono regular. (UNICAMP) O polígono convexo cuja soma dos ângulos internos mede 1. A medida.a. 13. Calcule a medida do ângulo central de um eneágono Regular. Determinar em função do raio R. (UNIFEI-MG) Achar dois polígonos regulares cuja razão entre os ângulos internos é 3/5 e a razão entre o número de lados é 1/3. B. Diâmetro: segmento AB. Determine a medida da altura do triângulo. é: a) 10cm b) 40cm c) 30cm d) 20 14. cujas arestas das bases meçam 20cm. (ACAFE-SC) O diâmetro mínimo de um tronco de árvore. ÂNGULOS DA CIRCUNFERÊNCIA Ângulo Central: ângulo que tem vértice no centro da circunferência. em graus de um dos ângulos formados pelas diagonais AC e BD é: a) 90 d) 120 b) 100 e) 150 c) 110 2 c) 3 2 d) 2 e) n. C e D são vértices consecutivos de 5. (PUC-SP) A figura mostra um hexágono regular de lado “a”.d. 6. Tarefa Complementar  7. Então o número de diagonais desse polígono é: a) 90 c) 119 e) 152 b) 104 d) 135 Raio: segmento CB. 10.440° tem exatamente: a) 15 diagonais c) 25 diagonais e) 35 diagonais b) 20 diagonais d) 30 diagonais UNIDADE 4 CIRCUNFERÊNCIA ELEMENTOS 8. para que dele se possam fazer postes quadrados. A diagonal AB mede: A B Pré-Vestibular da UFSC 7 .Inclusão para a vida b) o lado do hexágono inscrito nesse círculo a) 2a c) e) a 3 2 Matemática C b) a 2 d) a 3 2a 2 3 11. ( MACK-SP ) Os ângulos externos de um polígono regular medem 20°. Corda: segmento MN. (FUVEST) A. 9. Qual a razão entre os raios dos círculos circunscrito e inscrito de um triângulo equilátero de lado a? 2 cm e) 80 cm 15. o lado de um decágono regular inscrito numa circunferência de raio R.

Observação: As medidas dos perímetros de dois triângulos semelhantes são proporcionais às medidas de dois lados homólogos quaisquer. ângulo que tem vértice na Inclusão para a Vida SEGMENTOS TANGENTES TEOREMA DE PITOT Propriedade: Consequências Em todo quadrilátero convexo circunscrito a uma circunferência a soma de dois lados opostos é igual a soma dos outros dois: Se um triângulo inscrito numa semicircunferência tem um lado igual ao diâmetro. Triângulo Retângulo – relações métricas Considere o triângulo abaixo. Ângulo excêntrico (fora do centro) interior SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS TRIÂNGULO RETÂNGULO SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS Dois triângulos são semelhantes se e somente se os ângulos internos forem congruentes e os lados proporcionais. Pré-Vestibular da UFSC 8 .Matemática C Ângulo Inscrito: circunferência. Assim temos: Ângulo excêntrico (fora do centro) exterior ˆ A ˆ Se : B ˆ C ˆ D ˆ E então ˆ F a d b e c f k Quadrilátero Inscrito na circunferência k é a constante de proporção ou constante de semelhança. então ele é um triângulo retângulo. retângulo em A.

Determine o valor de x em cada caso abaixo: a) a) 42 d) 60 b) 32 e) 10 c) 21 Tarefa Mínima  b) 1.6 b) 2. x vale: A B x P C a) 1.0 c) 3. Então.h = b. o valor de x é: Exercícios de Sala  1. Na figura abaixo os ângulos CÂD e A B D são congruentes.n 3.n  c2 = a.5 d) 4.0 ˆ 4.m  h2 = m. Determine o valor do complemento do ângulo x indicado na figura abaixo: a) 25° d) 75º b) 30° c) 50° e) 100° Pré-Vestibular da UFSC 9 . A circunferência está inscrita no triângulo ABC ( AB =8. o valor de x é: C A 3x O 150° B 2.c  b2 = a. determine o valor de x: x O 20° c) 2. Relações Métricas Através da semelhança de triângulos podemos estabelecer as seguintes relações:  a2 = b2 + c2 (teorema de Pitágoras)  a. Nas figuras abaixo. AC=9 e BC=7 ) . (ACAFE) Na figura a seguir.8 e)5.Inclusão para a vida Matemática C x 40° Seus elementos são:  a: hipotenusa  b e c: catetos  h: altura relativa à hipotenusa  n e m: projeções ortogonais dos catetos sobre a hipotenusa. Então.

(ACAFE) Os lados de um triângulo medem 3cm. 13cm e 15cm e) 5cm. (PUC-SP) Na figura. 14cm e 19cm 13. Calcule o perímetro do triângulo PRS. AB é diâmetro. AC é paralelo a DE. P pertence ao lado BC e Q ao lado AC. Calcule os lados de um segundo triângulo semelhante ao primeiro. mede 4cm. e a altura relativa a essa base mede 4cm. ( FUVEST-SP ) O valor de x na figura a seguir é: x 2 3 10 10. Na figura abaixo. cujo perímetro mede 38cm. C 10 E 15 10 11. A medida em graus do ângulo é: dividido em três partes: AB = 2cm. MNPQ é um retângulo cujos vértices M e N pertencem ao lado AB. 7cm e 9cm. a) 8cm. Determine os comprimentos dos segmentos AB´. ( UFSC ) Na figura ao lado. Determine o perímetro do quadrilátero a seguir: x+1 x 3x 2x A y D 18 B 3x + 1 Tarefa Complementar  6. BC = 3cm e CD = 5cm. Determine a medida do ângulo agudo formado pela mediana AM e a altura AH do triângulo. O segmento AD´ mede 13cm e as retas BB´e CC´ são paralelas a DD´. é: Pré-Vestibular da UFSC 10 . em cm. ABCDE é um pentágono regular. 7cm e 9cm d) 10cm. B e C são pontos de tangência. Nessas condições. calcule x + y. o triângulo ABC é retângulo em A. 5. 14cm e 16cm b) 6cm. (UNICAMP) A figura mostra um segmento AD 7. Sendo O o centro da circunferência circunscrita no pentágono abaixo. Na figura. determine o valor de x + y. 4. 14cm e 18cm c) 3cm. ( FUVEST ) No triângulo acutângulo ABC a base AB 8. B´C´ e C´D´ 14.Matemática C 3. O perímetro desse retângulo. PA = 16 cm e A. (FUVEST) A medida do ângulo ADC inscrito na circunferência de centro O é: 12. O menor dos arcos (AC) mede: C Inclusão para a Vida 40° A B 9. (Fuvest-SP ) Na figura abaixo. e o ângulo ACB mede 20°.

Inclusão para a vida C Matemática C Q P A M N B a) 4 b) 8 c) 12 d) 14 e) 16 15. em m: A 10 F 2 B C E D QUADRILÁTEROS Paralelogramo A = a. Na figura abaixo as circunferências de centros A e B têm raios 9cm e 6 cm. respectivamente.h Pré-Vestibular da UFSC 11 . UNIDADE 5 ÁREAS DE FIGURAS PLANAS TRIÂNGULOS QUAISQUER Círculo e suas partes Círculo A = R2 Coroa Circular A= Setor Circular (R2 – r2 ) TRIÂNGULO EQUILÁTERO A= απR 2 360 Exercícios de Sala  1. em centímetros. O lado do quadrado EFGD mede. e a distância entre os centros é 25cm. (FCC-SP) O retângulo ABCD tem área 105 m2. a medida do segmento CD. Calcule. A reta t é uma tangente interior as circunferências nos pontos C e D.

(UFPR) Um retângulo de 6m por 12m está dividido em três retângulos. A E F G B B C a) 1/6 c) 1/8 e) 1/10 b) 1/7 d) 1/9 A Com base nessas informações. F. A área de A é 1/6 da área de C. a área hachurada é de 16 cm2. em graus. A área da coroa limitada pelas circunferências inscrita e circunscrita a um quadrado de lado 3 é: a) 2. 16.d. dispostos conforme a figura abaixo. A área do novo retângulo formado é: a) 1. Tarefa Mínima  1.04 S c) S e) 0. A soma das áreas de A. 02. A razão entre a área do triângulo CEF e a área do retângulo é: D C 4.96 S b) 1. conforme a figura. cujo diâmetro mede 10cm. e os pontos E. Um dos lados de A mede 2m. A. Sabendo-se que a diferença entre os dois raios é de 2cm. então a área sombreada. BC = 5cm e o ângulo ABC é obtuso. (CEFET-PR) A área do hexágono regular inscrito numa circunferência de raio 2 é igual a: 3 cm2 c) 2 3 cm2 a) 3 e) n. 04. (CESGRANRIO) A base de um retângulo de área S é aumentada de 20% e sua altura é diminuída de 20%.25 d) 2 b) 5 e) 8 c) 4 5. G dividem a base AB em quatro partes iguais. B e C. 2. (UFSC) Na figura a seguir. (CESCEM-SP) O quadrilátero ABCD é um retângulo. A área de A é 24m2.98 S 3. (FUVEST) No triângulo ABC. é correto afirmar: Pré-Vestibular da UFSC 12 . b) 3 2 cm2 d) 2 2 cm 2 B N C A medida. AB = 20cm. B e C é 72m2. (UFSC) O triângulo ABC está inscrito em uma circunferência de centro O. ( FCC-SP ) A área do triângulo ABC. O quadrilátero MBNP é um losango de área 8cm2 A 4 120° B 3 A a) c) 3 3 b) 2 3 d) 4 3 e) 6 M P 2. Um dos lados de C mede 8m. 08.02 S d) 0. é: C Tarefa Complementar  6. Se a corda AB mede 6cm. em centímetros quadrados. é: 8. determine o valor numérico do produto desses raios. de modo que a área de B é a metade da de A e um terço da de C.a.Matemática C a) 4 d) 5 2 b) 5 e) 6 c) 2 5 Inclusão para a Vida 01. do ângulo BNP é: a) 15 c) 60 b) 30 d) 75 c) 45 7.

arestas e faces de um poliedro limitado por seis faces quadrangulares e duas faces hexagonais? 12. a área do setor assinalado é: a) d) 7π 9 5π 9 b) e) 7π 18 8π 9 c) 5π 18 Relação de Euler: V + F = A + 2 11. Se a área do circulo. com lado medindo 50m. de centro O e raio 1. Sabe-se que as áreas dos quadriláteros ABNM e CDMN são iguais e que DC = 10. N está sobre o lado BC e 2BN = NC. com x cm de comprimento. (UEM) Considere o triângulo ABC. 10. calcule a área. cuja forma é um quadrado. Calcule AB. (VUNESP) Um cavalo se encontra preso num cercado de pastagem. com base BC medindo 6cm e com altura 5cm. Qual o valor de x. em cm. A área da coroa limitada pelas circunferências inscrita e circunscrita a um triângulo equilátero ABC de lado 6cm é igual a: A Matemática C O UNIDADE 6 C B GEOMETRIA ESPACIAL POLIEDROS Figuras tridimensionais limitadas por polígonos planos. Qual a quantidade de vértices. (FUVEST) No trapézio ABCD. limitado pela circunferência C1. da região do cercado que o cavalo não conseguirá alcançar porque está amarrado. A circunferência C1 passa pelo centro de C2 e lhe é tangente. Ele está amarrado a uma corda de 40m que está fixada num dos cantos do quadrado. (MACK-SP) No círculo da figura.Inclusão para a vida 9. 15. Pré-Vestibular da UFSC 13 .14. a) 1244 c) 1422 e) 1444 b) 1256 d) 1424 Poliedros Regulares 13. (UFRGS) Se o raio de um círculo cresce 20%.4% e) 144% c) 40% Possuem todas as faces como polígonos regulares iguais e ângulos formados pelas faces iguais. M é o ponto médio do lado AD. em metros quadrados. para que a área do retângulo seja máxima? Soma dos ângulos internos: Si = 360º (v – 2) onde “v” é o número de vértices. Um retângulo inscrito nesse triângulo tem o lado MN paralelo a BC. calcule em cm2 a área do círculo limitado pela circunferência C2. sua área cresce: a) 14% d) 44% b) 14. é igual a 4 centímetros quadrados. Considerando = 3. 14. (UFSC) Considere as circunferências C1 de raio r e C2 de raio R.

faces e vértices. Qual o número de faces desse polígono. Um poliedro que possui 6 vértices triédricos e quatro vértices pentaédricos possui 12 faces.Um octaedro regular tem 8 faces quadradas. 7. É correto afirmar que apenas: a) I é verdadeira b) II é verdadeira c) III é verdadeira d) I e II são verdadeiras e) II e III são verdadeiras. 3. Um poliedro possui cinco faces triangulares. 2. Some as alternativas corretas: 01. 16. Exercícios de Sala  1. sabendo-se que o número de arestas é o quádruplo do número de faces triangulares? a) 6 d) 3 b) 4 e) 8 c) 5 10. O número de vértices desse poliedro é: a) 12 c) 18 b) 15 d) 20 somente faces triangulares e faces hexagonais. então o número de arestas desse poliedro é: a) 12 b) 8 c) 6 d) 20 e) 4 4. (PUC–PR) Um poliedro convexo tem 3 faces pentagonais e algumas faces triangulares. A soma dos ângulos das faces desse poliedro vale. e) igual número de vértices e de arestas. Um poliedro convexo que tem 6 faces triangulares e somente faces triangulares possui 9 arestas. Logo. (UFRGS) Um octaedro regular possui: a) mais diagonais do que vértices. Todo poliedro convexo que tem o número de vértices igual ao número de faces possui um número par de arestas. duas quadrangulares e quatro pentagonais.Um icosaedro regular tem 20 faces triangulares.Um dodecaedro regular tem 12 faces pentagonais. de faces triangulares. d) menos diagonais que faces. c) mais vértices do que faces. a soma dos ângulos internos de todas as faces será: a) 3240º d) 4000º b) 3640º e) 4060º c) 3840º 9. Quantas faces tem o poliedro se o número de faces triangulares é a metade do número de faces hexagonais? 8. Um poliedro convexo que tem 7 faces e 15 arestas possui 10 vértices. (PUC–PR) Se a soma dos ângulos das faces de um poliedro regular é 1440º. (UFPR) Um poliedro convexo de 29 vértices possui Tarefa Mínima  1. Um poliedro que possui 10 vértices triédricos possui 15 arestas. Calcule a área total e o volume de um octaedro regular de aresta l. 1 face pentagonal e 1 face hexagonal. III . (PUCCAMP–SP) Sobre as sentenças: Pré-Vestibular da UFSC 14 . que não possui diagonais.Matemática C Inclusão para a Vida I . 3. (PUC–PR) Um poliedro convexo de 10 vértices possui 8 faces triangulares e x faces quadrangulares. 04. (CESGRANRIO) Considere o poliedro regular. Um poliedro convexo possui 9 faces triangulares. (FISS-RJ) Um poliedro convexo é formado por 20 faces triangulares. (CEFET – PR) Um poliedro convexo possui duas faces triangulares. 08. cinco faces quadrangulares e uma pentagonal. Determine o número de vértices. determine as arestas. em graus: a) 180 b) 360 c) 540 d) 720 e) 900 e) 24 2. II . 9 faces quadrangulares. Tarefa Complementar  6. 02. b) mais faces que arestas. Qual o número total de faces desse poliedro? a) 4 d) 10 b) 6 e) 12 c) 8 5.

CC´. CDC´D´. ELEMENTOS BASES: são os polígonos A´B´C´D´E´ e ABCDE FACES LATERAIS: São os paralelogramos ABA´B´. em cm2. A medida. 1. Oblíquo: quando as arestas laterais são oblíquas aos planos da base. D´E´ e E´A´ NOMENCLATURA O nome do prisma se dá através da figura da base. Determine: 2. DD´ e EE´ ALTURA: A distância EH entre as duas bases é denominada altura do Prisma.Inclusão para a vida Matemática C UNIDADE 7 PRISMAS DEFINIÇÃO Prismas são poliedros que possuem duas faces paralelas e congruentes denominadas bases. Sabe-se que a aresta da base mede 2cm. a) a área total do prisma b) o volume do prisma Exercícios de Sala  1. B´C´. da área lateral desse prisma é: Tarefa Mínima  CLASSIFICAÇÃO De acordo com sua inclinação um prisma pode ser: Reto: quando as arestas laterais são perpendiculares aos planos da base. …… ARESTAS LATERAIS: são os segmentos AA´. em centímetros. O volume do prisma é: 2. Prisma Triangular: As bases são triangulares. A medida. (UFSC) Um prisma triangular regular tem uma área total de ( 96 + 2 3 ) cm2. BB´. o prisma também será chamados de Regular. Fórmulas Considere um prisma reto regular com n lados da base. No prisma reto tem-se que as arestas laterais são iguais a altura. Prisma Hexagonal: As bases são hexágonos Observação: Se o polígono da base for regular. e as demais faces em forma de paralelogramos. ARESTAS DAS BASES: são os segmentos A´B´. BCB´C. C´D´ . Dado um Prisma triangular regular com aresta lateral igual a 7cm e aresta da base igual a 2cm. da altura do prisma é: 15 Pré-Vestibular da UFSC . (ACAFE) Um prisma de 8dm de altura tem por base um quadrado de 2dm de lado. (UFSC) O volume de um prisma hexagonal regular de 2cm de aresta da base é 42 3 cm3. Prima Quadrangular: As bases são quadriláteros.

7. o trapézio ABDC tem os lados medindo 2cm. Calcule o volume (em cm3) do sólido limitado pelas faces ABFE. CDHG. (PUC-SP) Se a área da base de um prisma diminui 10% e a altura aumenta 20%. o segmento de reta AE é paralelo ao segmento BF e o segmento de reta CG é paralelo ao segmento DH. (PUC-PR) O volume do prisma reto de 3 m de altura. esses trapézios estão situados em planos paralelos que distam 4cm um do outro. em cm2. a área total desse prisma. (Mack-SP) Num prisma de base triangular. assim como o trapézio EFHG. Se a altura do prisma é de 6cm. 6 e 7cm. 6. AE = 8 cm e ED = 14 cm. O volume é em cm3: UNIDADE 8 TIPOS ESPECIAIS DE PRISMAS PARALELEPÍPEDO RETO RETÂNGULO Tarefa Complementar  5. a altura é 6 e os lados da base são 5. ( FCC-SP ) Na figura abaixo. 5cm e 5cm. o seu volume: a) aumenta 8% c) aumenta 108% e) não se altera b) aumenta 15% d) diminui 8% Paralelepípedo é o prisma no qual as seis faces são paralelogramos e as faces opostas são retângulos congruentes. em cm3. é: a) 3 m3 c) 9 m3 e) 8 3 m3 b) 3 3 m3 d) 3 m3 Inclusão para a Vida 4. tem-se um prisma reto de base triangular. então o volume desse prisma. (ITA-SP) Considere P um prisma reto de base quadrada. cuja altura mede 3m e com área total de 80m2. BDHF e pelos dois trapézios.b. ACGE. é: a) 1852 c) 926 e) 508 b) 1016 d) 680 Todas as faces são quadrados 9. é: Possui três dimensões: comprimento (a) largura (b) altura (c) Fórmulas Área Total: ST = 2(ab + ac + bc) Volume: V = a. respectivamente. O lado dessa base quadrada mede: 8. (UFSC) Na figura a seguir. Se AB = 17cm.c Diagonal: D2 = a2 + b2 + c2 RELAÇÃO AUXILIAR: (a + b +c)2 = D2 + ST Cubo – Hexaedro Regular Cubo é um paralelepípedo com as dimensões iguais. (UFCE) Um prisma reto tem por base um losango cujas diagonais medem 8 cm e 4cm. cuja base é um hexágono de 2 m de lado. Fórmulas Área Total: ST = 6  2 Volume: V =  3 Diagonais: d =  2 D=  3 Pré-Vestibular da UFSC 16 . 10cm.Matemática C 3.

(UFSC) Na figura abaixo. as medidas das arestas estão em progressão aritmética de razão 3. Depois. ( UFSC ) Usando um pedaço retangular de papelão. 8 cm2. 08. Se a menor das arestas mede 1/2 cm e o volume de tal paralelepípedo é 64cm3. (UNICAMP) Ao serem retirados 128 litros de água de uma caixa d’água de forma cúbica. 02. 2. (UFSC) Um tanque. Matemática C 7. ( UFSC ) Considerando que uma das dimensões de um paralelepípedo retângulo mede 6dm. A terça parte do volume da caixa. é: Tarefa Complementar  6. (Fatec-SP) As medidas das arestas de um paralelepípedo retângulo formam uma P. Tarefa Mínima  1. em decímetros cúbicos. então a soma das áreas de suas faces é: a) 292cm2 d) 294cm2 b) 298cm2 e) 290cm2 c) 296cm2 2. a área total desse paralelepípedo. 01. área da secção o ABCD é Calcule o volume do cubo. o volume da pedra. passe o resultado para o cartão resposta. Uma pirâmide se diz regular quando for reta (projeção ortogonal do vértice coincide com o centro da base) e a figura da base for regular 5. em dm2. desejo construir uma caixa sem tampa. convenientemente. O perímetro do triângulo BCD vale 4 2 dm. em cm3. Sabendo-se que suas dimensões são proporcionais aos números 4. é: 3. A área do triângulo ABC é 2 dm2. a parte restante. Calcule o volume do cubo em cm3. faz o nível da água subir 0. O volume do sólido formado pelos três cubos é de 3 dm3 16. No cubo da figura. (UEPG) Sobre três cubos idênticos de aresta 1 dm agrupados conforme mostra a figura abaixo. e que a soma de todas as arestas é 44dm. de dimensões 12cm e 16cm. (UFSC) A área total de um paralelepípedo reto retângulo é de 376 m2 e as suas dimensões são proporcionais aos números 3.G. em forma de paralelepípedo.Inclusão para a vida Exercícios de Sala  1. 8. em seus cantos. o perímetro do quadrilátero ABCD mede 8(1 + 2 ) cm. calcule. quadrados iguais de 2cm de lado e dobrando. tem por base um retângulo de lados 0. Pré-Vestibular da UFSC 17 . em metros quadrados. que representa um cubo. 04. Então. 3 e 2. 4. cortando. calcule. ao afundar completamente no tanque. O triângulo ABC é retângulo isósceles. Em quanto deve ser aumentada a sua aresta. 4 e 5. Determine a décima parte do volume desse paralelepípedo.20m. ( FGV-SP ) Um cubo tem 96m2 de área total. 9. em CENTÍMETROS. da menor aresta desse paralelepípedo. Uma pedra. a) calcule o comprimento das arestas da referida caixa. assinale o que for correto. AD 2 6 dm.50m e 1. b) calcule sua capacidade em litros.01m. a área total desse paralelepípedo. (UFSC) O volume de um paralelepípedo retângulo é 24 m3. em metros. é: UNIDADE 9 PIRÂMIDES DEFINIÇÃO Pirâmides são poliedros cuja base é uma região poligonal ABCDEF e as faces são regiões triangulares. e as demais dimensões são diretamente proporcionais aos números 8 e 2. sabendo que a área total mede 132 cm2. para que seu volume se torne igual a 216 m3? 10. (UFSC) Num paralelepípedo retângulo. o nível da água baixa 20 cm. A medida.

2. O volume.ℓ aresta lateral -aℓ altura – h apótema da base – ab apótema da pirâmide – ap Raio da circunferência circunscrita – R Pré-Vestibular da UFSC tendo como base um quadrado de lado igual a 10 cm. (UFSC) Uma pirâmide regular. cuja altura mede 3 3 m e o perímetro da base mede 12 m? 3. Pirâmide Pentagonal a base é um pentágono 2. Determine a área total. A 4 m do vértice traça-se um plano paralelo à base e a secção assim feita tem 64 m2 de área. NOMENCLATURA Dá-se o nome da pirâmide através do polígono da base. Determine. Observe alguns exemplos. Elementos e Formulário Tarefa Mínima  1. em cm3. é: 4. Determine a área total dessa pirâmide. aresta da base .h 3 Relações Auxiliares na Pirâmide Pirâmide Triangular a base é um triângulo ap2 = H2 + ab2  a  = ap + 2 a  2 = H2 + R2 2 2 2 Pirâmide quadrangular a base é um quadrado Exercícios de Sala  1. Uma pirâmide quadrangular regular tem 4 m de altura e a aresta de sua base mede 6m. (UFSC) Em uma pirâmide quadrangular regular a aresta lateral mede 5cm e a altura mede 4cm. o volume dessa pirâmide. (UFSC) A aresta da base de uma pirâmide quadrangular regular mede 4cm e sua altura mede 2 3 cm. a pirâmide é regular. (Cescem-SP) Em uma pirâmide com 12cm de altura. c) 340cm2 18 .Matemática C Inclusão para a Vida Para uma pirâmide regular com n lados da base vale as seguintes relações: Área da Base: SB = é a área do Polígono que está na base Área Lateral : SL = n. em cm3. Qual a altura da pirâmide? Pirâmides Regulares Se a base de uma pirâmide reta for um polígono regular. de base quadrada.a. (UFSC) A base quadrada de uma pirâmide tem 144 m2 de área. Qual o volume de uma pirâmide regular hexagonal. a área lateral é: a) 240cm2 d) 400cm2 b) 260cm2 e) n.d. tem aresta da base 8cm e apótema da pirâmide 5cm. dessa pirâmide.  ap 2 Área Total: ST = SB + SL Volume V = SB. em cm2. 3.

Qual a medida da aresta da base? 3 13. então a altura da pirâmide. recorta-se uma pirâmide AMNP. AULAS 10 CILINDRO. feita a 3cm do vértice. (EE Volta Redonda) A base de uma pirâmide tem 225 cm2 de área. a) 6. Também é chamado de cilindro circular. CONE e ESFERA 9. Pré-Vestibular da UFSC Área Lateral: SL = 2 rh 19 . e esta é um quadrado inscrito num círculo de 8 metros de raio. (UECE) Se o volume de um cubo de 6cm de aresta é igual ao volume de uma pirâmide regular que tem para base de um quadrado de 6cm de lado. o volume do poliedro que resta ao tirar as 8 pirâmides é igual a: a) 1 V 2 3 b) V 4 2 c) V 3 5 d) V 6 3 e) V 8 Área da Base: SB = r2 12. 11. N e P são os pontos médios das arestas. (VUNESP) Em cada um dos vértices de um cubo de madeira. (UEPG-PR) Calcule a área total de um tetraedro regular de aresta igual a 4 cm. temos que g = h Fórmulas Considere um cilindro reto. (PUC-PR) A aresta da base de uma pirâmide hexagonal regular mede 3cm.5 cm c) 1. ( Divida o resultado obtido em m2 por dez ). como se mostra na ilustração. No caso do cilindro reto. Então.10-2 -4 e) 15. (UEPG-PR) Calcule a área total de um tetraedro regular de aresta igual a 4 cm. O volume desse sólido é de: a) 1152cm3 c) 384cm3 e) 240cm3 b) 1440cm3 d) 1200cm3 Se as geratrizes forem perpendiculares ao plano da base dizemos que o cilindro é reto. caso contrário. é dito cilindro oblíquo. é: 14.Inclusão para a vida 5.5cm e) 3. Se V é o volume do cubo.10-4 b) 6. A altura da pirâmide é: a) 4. 4cm. Uma secção paralela à base. tem 36cm2 de área. em cm. (ACAFE-SC) A figura abaixo mostra a planificação de um sólido. Calcule a área total da pirâmide.10 7.5cm 8. a) 4 3 cm 2 2 b) 8 3 cm 2 c) 12 3 cm d) 16 3 cm2 CILINDRO DE REVOLUÇÃO Cilindro de revolução é o sólido obtido quando giramos em torno de uma reta uma região retangular. Elementos e) 24 3 cm2 10.a. e o apótema dessa pirâmide. O apótema de uma pirâmide regular é igual ao semiperímetro da base. (UFPA) Uma pirâmide triangular regular tem 9 cm de volume e 4 3 cm de altura.5 cm d) 9. a) 4 3 cm2 c) 12 3 cm2 e) 24 3 cm2 Matemática C b) 8 3 cm2 d) 16 3 cm2 2 c) 3 Tarefa Complementar  6. em que M.10-2 -4 c) 12. A área de uma das faces laterais desta pirâmide mede. (Osec-SP) Uma pirâmide quadrada tem todas as arestas medindo 2. a sua altura mede: a) 1 d) 4 b) e) n. em m2.d.5 cm b) 7.10 d) 12.

d é a distância entre o plano e o centro da esfera. A esfera também pode ser considerada um sólido determinado pela rotação de um círculo em torno de um de seus diâmetros. Quando a secção meridiana for um triângulo eqüilátero teremos um cone eqüilátero ( G = 2R ) h g a) 4dm Área Lateral: SL = rg Volume: V = πr h 3 2 b) 9dm c) 2dm d) 5dm e) 3dm 2. 20 m2. O volume interior ao cilindro e exterior às esferas vale: 2R a) 102 ESFERA Esfera é o conjunto dos pontos do espaço cujas distâncias ao ponto O são menores ou iguais a R. O raio da base é: Fórmulas Área da Base: SB = r2 Área Total: ST = SB + SL Relação auxiliar: g2 = h2 + r2 Secção Meridiana No cone reto temos a secção sendo um triângulo isósceles. R é o raio da esfera. e o outro é seu raio. Já a hipotenusa é a geratriz do mesmo. 3. r é o raio da secção. h CONE DE REVOLUÇÃO Cone de revolução é o sólido obtido quando giramos um triângulo retângulo em torno de um de seus catetos. (ACAFE) O volume de um cone circular reto é de 27 dm3 e a altura é de 9 dm. (UFES) Enche-se um tubo cilíndrico de altura h = 20cm e raio da base r = 2 cm com esferas tangentes ao mesmo e tangentes entre si. (UFSC) Determinar 1 do volume em m3 de um cone de revolução cujo diâmetro da base mede 8m e a área lateral. A secção meridiana é um retângulo de área: 2r.Matemática C Área Total: ST = 2SB + SL Volume: V = r2h Secção Meridiana: A secção feita no cilindro reto por um plano que contém o seu eixo denomina-se secção meridiana do cilindro.h. 3 cm3 b) 80 e) 80 3 cm3 c) 40 cm3 d) 160cm3 cm3 Pré-Vestibular da UFSC 20 . Quando a secção é um quadrado temos um cilindro eqüilátero. (g = h = 2r) 2R Inclusão para a Vida Secção de uma esfera Qualquer plano que secciona uma esfera de raio R determina como secção plana um círculo de raio r. Este cateto é a altura do cone. Relação: R2 = r2 + d2 Fórmulas da esfera superfície esférica: As = 4 R2 volume: V = 4 3 πR 3 Exercícios de Sala  1.

(UFSC) Um cilindro reto tem 63 cm3 de volume. c) 32 2. de ferro que sobrou após a modelagem. 3 e assinale o valor UNIDADE 11 PROGRESSÃO ARITMÉTICA CONCEITOS INICIAIS Vamos considerar a seqüência (an ) onde an = 3n + 1.2 m c) 4. em cm3. de hipotenusa 3 2 cm. (UDESC) Uma caixa d’água de forma cilíndrica tem 1. (SUPRA) Um pedaço de cano de 30cm de comprimento e 10 cm de diâmetro interno se encontra na posição vertical e possui a parte interna vedada. em 3. O valor. (UFRGS) Uma panela cilíndrica de 20 cm de diâmetro está completamente cheia de massa para doce. (FUVEST) Uma superfície esférica de raio 13cm é cortada por um plano situado a uma distância de 12cm do centro da superfície esférica.. Tarefa Complementar  6. em cm3. determine.0 m b) 3. . O volume da esfera inscrita nesse cone. (PUC-PR) Um triângulo retângulo isósceles. a sua altura.d. O volume deste cilindro sofrerá um aumento de: a) 2% b) 4% c) 6% d) 8% e) n. 7. em centímetros.Porto-Alegrense-RS) Se um cone e uma esfera têm o mesmo volume..) Observe que a diferença entre cada termo e seu antecessor se mantém igual a 3.a.a. gira em torno de um dos catetos. a2 = 7.. (F. 8. Uma esfera de raio 8cm é seccionada por um plano distante 5cm do seu centro. então a razão entre o raio da esfera e a altura do cone é: a) 9/4 b) 9/2 c) 3/4 d) 2/3 e) 1 4. é: cm3.d..5 m de diâmetro e capacidade de 7065 litros. Calcule a área da seção meridiana do cone. (UFSC) A área lateral de um cilindro eqüilátero é de 1 2 3 36 m ... inscrita 3 nesse cubo. de do volume desse cilindro é: Matemática C 9. de forma cúbica. multiplique o resultado por obtido no cartão-resposta. sem exceder a sua altura. a4 = 13 e assim por diante. para modelar outro bloco. é: a) 144 d) 288 b) 152 e) 302 c) 192 14. Sabendo que o raio da base mede 3cm. 13. (UFCE) O raio de um cilindro circular reto é aumentado de 20% e sua altura é diminuída de 25%. de um cubo circunscrito a uma esfera de 16 cm2 de superfície é: cm de altura e 12 cm de raio da base. (UFSC) O volume. O número de doces em formato de bolinhas de 2cm de raio que se podem obter com toda a massa é: a) 300 b) 250 c) 200 d) 150 e) 100 5. de forma cônica. a3 = 10.8 m 12. é: a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 15. (UFSC) A razão entre o volume de um cubo e sua área 1 total é 2. (UFSC) Derrete-se um bloco de ferro.. em m . de 15 10. A altura da caixa é: a) 3. em cm2.. e o raio da base do cone é o triplo do raio da esfera.Inclusão para a vida Tarefa Mínima  1. 10. Temos: a1 = 4. Seqüências como esta são denominadas progressões aritméticas. (Santa Casa-SP) O raio da base de um cone eqüilátero mede 6 3 cm. a água: a) ultrapassa o meio do cano b) transborda c) não chega ao meio do cano d) enche o cano até a borda e) atinge exatamente o meio do cano 13. 7. O volume. sendo n inteiro positivo. Qual é o volume do sólido de revolução gerado? a) 3 2 cm3 c) 18 cm3 e) 1/3 cm3 b) 9 cm3 d) 27 cm3 Pré-Vestibular da UFSC 21 . (4. determinando uma circunferência. em cm. é: 11. (UFSC) A geratriz de um cone eqüilátero mede 2 3 cm. que é de 16cm. Colocando-se dois litros de água em seu interior.6 m d) 4. Calcule o raio (em cm) da secção. de 9cm de aresta. a) 39 d) 65 b) 36 e) n... O valor de do volume da esfera.

b) a seqüência (1. 3. é necessário que: a2 a1 = a3 a2 = .r Importante: Se an e ak são dois termos quaisquer de uma P. a soma dos termos extremos é igual à soma dos termos eqüidistantes dos extremos. 3.. 5. 7..a3. Por exemplo. o valor de x é: 22 .. 3.A... 4. 20.. Logo. Veja que para a seqüência a1. 10) r = 2 P... :x–r. e é indicada por r. pois. CLASSIFICAÇÃO DA P.Matemática C DEFINIÇÃO Chama-se progressão aritmética uma seqüência em que. devemos calcular a razão da P.. numa seqüência de 50 termos. 5 – 2 = 8 – 5 = . x . Essa constante é denominada razão da P. pode ser classificada de acordo com valor da razão.A...A... Sn a an 1 . 6... 14. INTERPOLAÇÃO ARITMÉTICA Interpolar. a8 = a2 + 6r Representações Especiais Para facilitar a resolução de problemas em P.A. 1. . 5. para dois termos quaisquer an e ak..A. 4 – 1 5 – 4.. an a a n 1 n 1 2 Exemplo: (2.) é uma P.. Para determinarmos os meios aritméticos.A. inserir ou intercalar m meios aritméticos entre a e b significa formar uma P. 8. Observação: Se dois termos ap e aq são eqüidistantes dos extremos temos: p+q=n+1 Com essa igualdade é possível saber se dois termos quaisquer são eqüidistantes dos extremos ou não.A..n 2 Exercícios de Sala  1.A. 8. .an). Observe o quadro abaixo: r>0 r<0 r=0 P.A..A : x – 3r . 3) r = 0 Inclusão para a Vida Três termos em P.. crescente (2.a2.. a partir do segundo elemento. Sua razão é igual a 3.A.A. 5.A. an an 1 = . 8.A. pois 16 + 35 = 50 + 1. = r Veja os exemplos: a) a seqüência (2. x + 2r Propriedades da P. an = a1 + (n – 1). a2. a3. x – r . de n termos e razão r. a 16 e a35 são eqüidistantes dos extremos. SOMA DOS TERMOS DA P... 4. : x – 2r .A. pois.. -2) r = –3 P..an ser uma P. x – r . podemos escrever: an = ak + (n – k). definição temos: a2 = a 1 + r a3 = a2 + r = a1 + r + r = a1 + 2r a4 = a3 + r = a1 + 2r + r = a1 + 3r . 1 + 6x) são termos consecutivos de uma P. limitada. x + r . podemos observar as seguintes propriedades: Um termo qualquer. Considere a seqüência (a1. 23) 11 8 14 2 FÓRMULA DO TERMO GERAL DA P..A..A.A. Uma P. podemos utilizar os seguintes artifícios: Pré-Vestibular da UFSC Partindo da Numa P.r Exemplos: a12 = a3 + 9r. de extremos a e b com m + 2 elementos. Dada uma Progressão Aritmética qualquer.) não é P. constante (3.A. a diferença entre cada elemento e seu antecessor é constante. 4. decrescente (10. da fórmula do termo geral temos: an = a1 + (n – 1)r (1) ak = a1 + (k – 1)r (2) Subtraindo-se (1) de (2) vem: an – ak = (n – 1)r – (k – 1)r an – ak = (n – 1 – k + 1) r an = ak + (n – k)r Logo.. x + 3r Cinco termos em P. excetuando os extremos é a média aritmética entre o termo anterior e o posterior. 17. . ...x+r Quatro termos em P. 11. A seqüência (19 – 6x. x.A. x + r . 2 + 4x..A. a20 = a6 + 14r.

1.900 11. Sabendo que a área do triângulo é 150.A. 08. 5. 198. m + 1. Em cada caso abaixo.. (UFSC) A Soma dos sete termos interpolados na P. (UFSC) A soma dos 10 primeiros termos de uma P. 16. x + 3 e x + 9 ) b) (2x – 3.A. x – 2. a) (3x . nessa ordem. Os lados de um triângulo retângulo estão em progressão aritmética. (CEFET-PR) O número de inteiros compreendidos entre 200 e 500. O número de formandos na cerimônia é: a) 400 b) 410 c) 420 d) 800 e) 840 20. 5 ) é uma progressão aritmética. (UFSC) As medidas dos lados de um triângulo são números inteiros ímpares consecutivos e seu perímetro mede 291 decímetros.A. cujo primeiro termo e último termos são respectivamente. Calcule em decímetros a medida do maior lado desse triângulo. decrescente de 7 termos. 112.F OURO PRETO) A soma dos n primeiros números naturais ímpares é dada por: a) n 2 19.) é: a) 62 b) 40 c) 25 d) 89 e) 56 12. (PUC) Os números que exprimem o lado. …. A soma deles é 12 e o produto 18. e a diferença entre os dois primeiros termos é 5. é: 8.A. (LONDRINA) Interpolando-se 7 termos aritméticos entre os números 10 e 98. (x – 1)2 .A. 7 e 17 é: 7. (UFSC) Numa P. (FGV-SP) A seqüência ( 3m. determine o valor de x para que as seqüências representem três números consecutivos em P.. com 1 formando na primeira fila. Sua razão é: 3. (PUC-SP) Se o quarto e o nono termos de uma P.Inclusão para a vida 2. compreendidos entre 1e1995. Sabendo que a área do triângulo é 150.. então o décimo termo da P.CAXIAS DO SUL ) Sabendo que a seqüência (1 – 3x. (Unicamp-SP) Os lados de um triângulo retângulo estão em progressão aritmética. 2x + 1. x + 7.000 1. 126. 119.A sabendo que a soma do terceiro termo com o oitavo é 74 e a soma do quinto com o décimo segundo é 110. 4. (PUC-SP) Três números positivos estão em PA.950 199. Numa cerimônia de formatura de uma faculdade.. Calcule a razão da P. O termo do meio é: 18.. (UFSC) Qual deve ser o número mínimo de termos da seqüência ( 133. a soma dos termos extremos é 92. qual é o sexto termo da P. determine a soma dos lados do triângulo. (POLI) Inscrevendo nove meios aritméticos entre 15 e 45. 5 formandos na terceira e assim por diante. A soma dos múltiplos de 10. (x + 2)2 2 b) 2 2 -1 c) 1 + 2 d) 4 e) 2 13. Em uma P. 3 formandos na segunda. (UFSC) Marque no cartão resposta a ÚNICA proposição correta. é 01.. 3x + 1) c) (x + 4)2.A. O lado do quadrado mede: a) Tarefa Mínima  1. e) n 3 b) 2n c) n/2 d) 2n – 1 na qual o primeiro termo é igual a razão e a3 + a8 = 18. O valor do 1º termo é: Pré-Vestibular da UFSC . a5 = 30 e a16 = 118.) para que a soma de seus termos seja positiva. 8 e 13.A.991.000 19. (U..A.A. 16. 2. 6.A. são respectivamente. é igual ao anterior multiplicado por um número fixo chamado razão da PG. UNIDADE 12 PROGRESSÃO GEOMÉTRICA DEFINIÇÃO É uma sequência de números não nulos em que cada termo a partir do segundo. (5 – 3x.010 19. obtém-se uma progressão aritmética cujo quinto termo vale: 17. O número de múltiplos de 5 compreendidos entre 21e 623 é: 3. 04. constituindo uma progressão aritmética. 02. então a razão da progressão é: 15. 2x + 1…) é uma P. Representação: :: a1 : a2 : a3 : . :an 23 Tarefa Complementar 9.A. determine o raio da circunferência inscrita nesse triângulo. é: a) 100 b) 39 c) 41 d) 59 e) 80 14. que são divisíveis por 5 e não são divisíveis por 15. Calcule a razão de uma P. os formandos foram dispostos em 20 filas de modo a formar um triângulo. Matemática C 10. a diagonal e a área de um quadrado estão em P. (U.

é: Pré-Vestibular da UFSC 24 . TERMO GERAL Considere a seqüência (a1. alternantes aquelas em que cada termo tem sinal contrário ao do termo anterior..G. x + 1.G.G. inserir ou intercalar m meios geométricos entre a e b significa formar uma P.. A soma dos "n" primeiros termos de uma P. Soma dos termos de uma P.G. x q q 2.q = a1.G.. Ou seja. sua soma pode 0 < |q| < 1 an). 64 ).G. dados dois termos de uma P. a3). Propriedades 1ª Propriedade: progressão geométrica de termos positivos.G. crescente ( 2. Veja a P.G. a2. 1º caso: a1 > 0 Se q > 0 P. . -3.16 = 128 3. 32.q2...G. e a soma dos termos dessa P. constante... de extremos a e b com m + 2 elementos.G...qn . Inclusão para a Vida Dada uma P. Produto dos termos de uma P.. ou seja: a22 = a1..G. a3. 10.qm ... -50.q2 a4 = a3. Para determinarmos os meios aritméticos.) Se 0 < q < 1 P..G. devemos calcular a razão da P. crescente ( -40..G..G. Partindo da S a1 1 q 5. O quinto termo a) 62 b) 68 c) 162 d) 168 e) 486 dessa P. finita O produto dos termos de uma P.. Representação de três termos em P. 6.... a1 4.32 = 8.. 64. 54. podemos relacionar dois termos quaisquer de uma P.) Se q = 1 P. 4. temos uma P. como na P. am e ak.G.q = a1.) 2º caso: a1 < 0 Se q > 0 P.q = a1.) é uma x .Matemática C onde a1 é o primeiro termo a2 é o segundo termo a3 é o terceiro termo an é o enésimo ou último termo n é o número de termos q é a razão da P. 16. 3. decrescente ( 256.. x .G com três termos consecutivos (a1.G.q a3 = a2. podemos dizer que o termo central é a média geométrica entre o anterior (a1) e o seu posterior (a3).. decrescente (-2..k 1. 16. a2. 5. 8. Soma dos termos de uma P. finita.q = a1..q3 an = a1. O décimo terceiro termo dessa seqüência é: a) 2 b) 3-10 c) 3 d) 310 e) 312 2.G será dada por: Sn = n. Observe que: 2.G. infinita.G. Interpolação Geométrica Interpolar.) Se q = 1 P.G. com: n ser calculada pela expressão: e an 0. Isso ocorre quando q < 0. podemos dizer que: am = ak.64 = 4.G. Sn a1 ( q n 1) q 1 an .) Se 0 < q < 1 P. Dada uma P. -20. finita é dado pela expressão: |Pn | = (a 1. (UEL-PR) A seqüência (2x + 5. definição temos: a2 = a1. constante ( 5... ( 2.an + 1 2ª Propriedade Numa P. x 2 .an ) n Exercícios de Sala  1.G. 18. 5.q.A. constante ( -3.1 Assim.a3 ou an2 = an .G.1. 5.q a1 q 1 Observação: Se a razão da P.G. -10. limitada o produto dos extremos é igual ao produto dos termos eqüidistantes dos extremos. -3..G.G.. (MACK-SP) Em uma progressão geométrica o primeiro termo é 2 e o quarto é 54.) Observação: São denominadas P. .. for igual a 1. finita é dada pela expressão: q a2 a1 a3 a2 a4 a3 an an 1 CLASSIFICAÇÃO DA P.

2. uma P. c) racional e) n. 5 25 2 .G. (UFES) Qual a razão de uma P. x + 4. (UFCE) A solução da equação é: a) 37 b) 40 c) 44 d) 50 15.G. obtém-se uma seqüência. (FGV-SP) O conjunto solução da equação x 8. de 6 termos a razão é 5. obteremos uma progressão: a) aritmética de razão 12 b) aritmética de razão 0.00 e seu preço é aumentado. na vertical. x – 1) 2. Em cada caso abaixo.G. 6.G. de três termos. 2x + 1. ( Santo André -SP ) Inserindo-se 5 meios geométricos entre 8 e 5832. 13. 486) é: a) 567 e) n. 2} 1 3 2 9 3 27 4 81 . solo. nessa ordem é: a) -1/2 b) 1/2 c) 2 d) . (UFPA) A razão da P. . 27 1 b) {– . de uma altura de h metros. x + 10) b) (4x. Calcule a razão da progressão. onde a soma de seus termos é 14 e o produto 64? a) 4 b) 2 c) 2 ou 1/2 x x 3 d) 4 ou 1 x 9 x 27 60 5. 14.. a) 648 b) 78 c) 102 d) 354 e) 245 4.G. de termos positivos. 3a). Um artigo custa hoje R$ 100. b) 670 c) 728 d) 120 Tarefa Complementar  17. (UFPA) A seqüência (a. Se fizermos uma tabela de preços desse artigo mês a mês. O produto do 1º termo com o último é 12500. (FGV-SP) Em um triângulo. a) (x + 1.G. (UDESC) Um quadrado tem 4 cm de lado. ela sobe até a metade da altura que caiu. 10 e y + 40 é uma progressão geométrica.G. A solução da equação: x Tarefa Mínima  x 3 x 9 x 27 15 é: 12.4} 2 e) {1. Cada vez que bate no solo. A sucessão x. Então a medida da base vale: 19. (Fuvest-SP) Numa P. 4} 2 d) {1. a posição do termo é: 625 4.. 7. Unem-se os meios dos lados desse quadrado e obtém-se outro quadrado. nessa ordem. mensalmente.. obtida ao somarmos um mesmo número a 1. (UFSC) Em uma progressão geométrica o 3º termo é 16/9 e o 7º termo é 144. . Determine o valor de 12A Pré-Vestibular da UFSC 25 .G. determinar o valor de x para que as seqüências representem três números consecutivos em P.G. Determine a soma das áreas de todos os quadrados obtidos. em 9.. Determine o valor do 3º termo. o primeiro termo é 2 e o último é 486.12 1. que os numeradores formam uma P. Determine o 5º termo. Calcular a razão dessa P. sabe-se que S10 = 3069 e que a razão vale 2. 1} 1 2 é: a) { c) {1. e os denominadores formam uma P.. (2.7x é: e) 51 16.d...Inclusão para a vida 3.12 e) geométrica de razão 0.. Considere a expressão A = 10. a medida da altura e área formam. a soma dos dois primeiros vale 1 e a soma dos dois últimos vale 9. O valor numérico de 11y . de 10 termos. ( UFSC ) Na progressão geométrica (10. o número b é: a) o triplo de a..a.G. Determine o 5º termo dessa seqüência. (IME) Uma bola é lançada. 6.3 e 2. Numa P. o valor do quinto termo é: a) 46 b) 47 c) 48 d) 24 e) 56 Matemática C 11. 3. de seis termos. de razão 8. 6 e y uma progressão aritmética onde x e y são dois números positivos. Unem-se os meios dos lados desse outro quadrado e obtém-se um novo quadrado. em 12% sobre o preço anterior. b) a terça parte de a.12 c) geométrica de razão 12 d) geométrica de razão 1.G. 2 .2 e) -1/3 2 x 1 . Numa P.G. (UFSC) Numa P.. (UFSC) Sejam x.A. de encontro ao 0. é uma P.: Considere a P. d) irracional 18. de quatro termos positivos.G. e assim sucessivamente... ab.).d. Obs. 1} x 3 x 9 x . Determine a distância (em metros ) total percorrida pela bola em sua trajetória até atingir o repouso. com a Então. A soma dos termos da P. a medida da base. 2 .a.

2. ( 2 . 1 5 6 6 Unidade 2 1) c 2) b 3) 75° 4) a) 20° b) 44° c) 20° d) 30o 5) a 6) 85° 7) a 8) 47 9) 21 10) 80 11) b 12) e 13) 30° 14) 130° 15) 120 Unidade 4 1) a) 43° b) 50° c) 75° 2) a 3) a 4) 3/5 5) 29 6) a 7) c 8) 50° 9) 32 10) 215° 11) 20 12) b 13) 2. 1 2 4 3 9 27 é igual a 1. (UFSC) Determine a soma dos números associados à(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S)..G. Existem 64 múltiplos de 7 entre 50 e 500. 144 6) 72.6. 84 7) 35 anos e 20 anos 8) a 9) d 10) d 11) 04 12) 10 13) a 14) p = Unidade 3 1) b 2) c 3) c 4) a) 10 3 10 c) 10 2 5) c 6) d 7) e 8) quadrado dodecágono 9) d 10) d 11) a 12) d 13) 40o 14) 2 15) 5 1 2 R Inclusão para a Vida 08.. Unidade 5 1) c 2) a 3) 12 4) 13 5) 15 6) b 7) e 8) c 9) 9 cm2 10) b 11) 03 12) a 13) d 14) 16 15) 20 Unidade 6 1) a 2) a 3) a 4) e 5) e 6) 23 7) 18 8) d 9) d 10) a Unidade 7 1) 32dm3 2) 16 3) c 4) 36 5) a 6) 96 7) 04 8) d 9) 72 Unidade 8 1) 64 2) 68 3) 02 4) 64 5) 02 6) 48 7) a 8) 13 9) 06 10) a) 80 512 b) e Unidade 9 1) 64 2) 48 3) 24 4) b 5) b 6) 03 7) 18 8) 64 9) d 10) c 11) d 12) d 13) a 14) b Unidade 10 1) 54 2) 09 3) c 4) a 5) e 6) 07 7) d 8) b 9) a 10) 96 11) 64 12) a 13) d 14) d 15) 09 1 2 m = 1 2 15) 1 . 02.. + (x + 28) = 155 é x=1 04. . 64.50 cand/vaga 2) 24 e 36 3) x = 15 e y = 5 4) c 5) 48.. GABARITO Unidade 1 1) 34. 5 . O valor de x que satisfaz a equação (x + 1) + (x + 4) + (x + 7) + . 96. 01..5 14) b 15) 20 Unidade 11 1) a) – 1 b) 4 c) -9/8 2) 07 3) 01 4) 06 5) 54 6) 04 7) a 8) a 9) 61 10) 120 11) d 12) b 13) b 14) 30 15) 60 16) 99 17) 02 18) 35 19) 90 20) 40 Unidade 12 1) a) 2 b) – 1/8 2) 03 3) 03 4) c 5) b 6) c 7) d 8) a 9) 16 10) 16 11) 06 12) d 13) 50 14) a 15) 96 16) 32 17) 3h 18) a 19) 09 20) 15 b) 26 Pré-Vestibular da UFSC ..9.) é a8 = 16. 6. 72. A soma dos termos da P..Matemática C 20.G. 3. O oitavo termo da P.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->