P. 1
Metal Duro - Materiais para ferramenta de corte

Metal Duro - Materiais para ferramenta de corte

|Views: 1.272|Likes:
Publicado porRoberto Belles
Apresentação em Power Point sobre o assunto - Metal Duro - Ferramentas de Corte. Slides bem elaborados, com conteúdo sintetizado e animações em flash, possibilitando maior interatividade no entendimento dos conceitos abordados.
Apresentação em Power Point sobre o assunto - Metal Duro - Ferramentas de Corte. Slides bem elaborados, com conteúdo sintetizado e animações em flash, possibilitando maior interatividade no entendimento dos conceitos abordados.

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Roberto Belles on Jan 01, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/19/2013

pdf

text

original

Materiais para Ferramentas de Corte Metal Duro

Processos de Fabricação II

Elevada dureza a frio e a quente. Tenacidade Estabilidade química

Resistência ao desgaste por abrasão

Metal Duro
O Metal Duro (Carbonetos Sinterizados) surgiram em 1927 com o nome de widia (wie diamant como diamante), com uma composição de 81% de tungstênio, 6% de carbono e 13% de cobalto.

Tungstênio

Carbono Cobalto

` ` ` ` `

Elevada dureza; Elevada resistência à compressão; Elevada resistência ao desgaste; Controle sobre a distribuição da estrutura; Possibilidade de obter propriedades distintas nos metais duros pela mudança específica dos carbonetos e das proporções do ligante.

`

O metal duro é composto de carbonetos e cobalto responsáveis pela dureza e tenacidade, respectivamente.

`

O tamanho das partículas varia entre 1 e 10 microns e compreende geralmente 60 à 95% da porção de volume.

As primeiras ferramentas compostas unicamente de carbonetos de tungstênio (WC) e cobalto eram adequadas para a usinagem de ferro fundido, porém durante a usinagem do aço havia formação de cratera na face da ferramenta devido a fenômenos de difusão e dissolução ocorridos entre o cavaco da peça e a face da ferramenta. Para solucionar tais problemas, começou-se a acrescentar outros carbonetos (TiC, TaC e NbC) que conferem as seguintes características:

1.

TiC (Carbonetos de Titânio): 
Pouca tendência à difusão, resultando na alta resistência dos metais duros;  Redução da resistência interna e dos cantos.

1.

TaC (Carbonetos de Tântalo) e NbC (Carboneto de Nióbio) 
Em pequenas quantidades atuam na diminuição do tamanho dos grãos, melhorando a tenacidade e a resistência dos cantos.

As propriedades do metal duro são determinadas pelo:
` ` ` `

tipo e tamanho das partículas; tipo e propriedades dos ligantes; técnica de manufaturamento; quantidade de elemento de liga.

`

Fabricação de Pastilhas de Metal Duro

`

Compressão

Principais fatores que afetam a escolha da pastilha

Materiais para Ferramentas de Corte Metal Duro

Processos de Fabricação II Grupo: Augusto, Dailan, Lucas Eduardo, Roberto e Tárley

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->