Você está na página 1de 52

Y 




Eduardo Minetto
Expedito B. Junior
Fabrício Fernandes
Fernanda Tavares
Fernando I. B. Alves
Franciny Amaral
Giovana Maria Genevro
ð

V istória ;
V Introdução ;
V rocesso de produção ;
V atalisadores utilizados ;
V eatores utilizados ;
V ondições de operação ;
V Etapas elementares ;
V Empresas produtoras ;
V Aplicações ;
V Modelagem .
m
 

V  ;

Ł Theodore Lefort;

Ł Etileno + O2 ;

Ł atalisador = 

Ł rincipal produção ;
m
 

V  ;
Ł harles-Adolphe Wurtz;

Ł 2-loroetanol + i 

Ł rimeira Guerra Mundial ;

Ł recursor :

 Etilenoglicol ;

 Gás ³Mostarda´;
 

V 2 O ;

V Epóxido ;

V
omes:

Ł Óxido de etileno , Óxido de eteno , Epoxietano ,

Oxirano , Óxido de dimetileno ;


 

V Massa molecular: ,0 g/mol ;

V ensidade: 0,2 kg/m

V onto de fusão: -, °;

V onto de ebulição: 0,7 °


 

V Gás inflamável incolor ;

V Líquido com leve odor doce ;

V Intermediário na produção de etileno glicol;

V Esterilizante.
Y  
V Th 

V rocesso composto por  etapas:


Ł Etapa de reação;
Ł Etapa de absorção;
Ł Etapa de purificação.
Y  
Y  
V Etapa 
Ł rodução de compostos ;
Ł Alimentação : Etileno + Oxigênio ( ureza);
Ł Oxidação catalítica do etileno;
Ł atalisador de prata suportada em alumina;
Ł Leito fixo
Y  
V Etapa 
Y  
V Etapa 

Ł eator multitubular;

Ł eator encamisado;

Ł Trocadores de calor
Y  
Y  
V Etapa 2
Ł Separação de compostos

Ł Alimentação : Óxido de etileno, subprodutos(O2

e 2O) ;

Ł Torre de absorção ;
Y  
V Etapa 2
Y  

V Etapa 2

Ł Uso de água para absorver ;

Ł 2 orrentes:

 Óxido de etileno + 2O o oluna de destilação ;

 ompostos não reagidos o eciclo para os processo .


Y  
V Etapa 2
Y  

V Etapa 

Ł urificação;

Ł 2 olunas de destilação;
Y  
V Etapa 

Ł  oluna:

 Separar água do óxido de etileno + gases ;

Ł 2 oluna:

 Separar óxido de etileno dos gases ;

 Obtenção de produto com , pureza


Y  
V Etapa 
Y  
V Etapa 
M 
 
V atalisador é toda e qualquer substância que
acelera uma reação, diminuindo a energia de
ativação, diminuindo a energia do complexo
ativado, sem ser consumido, durante o processo
M 
 
M 
 
V rodução de óxido de etileno:

Ł atalise heterogênea;

V rincipal catalisador: =
Ł  em massa de Ag;
Ł Suportada por Į-Alumina
M 
 
V Interação O2 com a rata
Ł Absorção de O2
Ł Formação de oxigênio atômico isolado
M 
 
V eações
Ł Oxidação total: Termodinamicamente favorecida;
Ł Oxidação parcial: Utilização de rata;
w  
V eator leito fixo
V eator de leito empacotado
V Yi
 Y  i
 
w  
V Empacotado com Ag suportado em Alumina
w  

V Uso:

Ł eações em fase gasosa;

Ł eações de catálise heterogênea;


w  

V antagens:

Ł Alta conversão por unidade de massa;

Ł Baixo custo de operação;

Ł Operação contínua.
w  
V esvantagens
Ł ificuldade no controle de temperatura;
Ł ificuldade na limpeza;
Ł Gradientes de temperatura indesejado;
Ł Ocorrência de canais preferenciais (O  
w  
V Equações:
Ł Balanço de massa:

Ł Ergun:
M
 
V Etapa de produção
M
 
V Trocador de calor  (T)
Ł asco / Tubo;
Ł Escoamento contracorrente;
Ł Fluido A : Etileno + O2
 Temperatura : 0 °
 ressão : 7,76 atm
Ł Fluido B : Óxido de etileno + Subprodutos
 Temperatura : 20 °
 ressão : 6, 0 atm
M
 
M
 
V Trocador de calor 2 (T2)
Ł asco / Tubo;
Ł Escoamento contracorrente;
Ł Fluido A : Etileno + O2
 Temperatura : 20°;
 ressão : 7,76 atm;
Ł Fluido B : Água
 Temperatura : -
 ressão : -
M
 
M
 
V eator de leito fixo (B )
Ł atálise com Ag;
Ł Multitubular;
Ł eação exotérmica
Ł Alimentação estequiométrica (:0,) ;
M
 
Ł Fluido A : Etileno + O2
 Temperatura : 20°;
 ressão : 7,76 atm;

Ł Fluido B : Óxido de etileno + Subprodutos


 Temperatura : 20 °
 ressão : 6, 0 atm
M
 
M
 

http://www.portalabpg.org.br/ etro/ /resumos/  ETO_ __067-.pdf


M
 
V ados de operação
M
 
V ados de operação
   
    
V enário mundial
Ł Shell
Ł Japan atalytic
Ł ow Química
    
V enário nacional
Ł Oxiteno
 amaçari ± BA
 Tremembé ± S
 www.oxiteno.com.br
    
V enário nacional
Ł Air roducts
 amaçari ± BA
 www.airproducts.com.br
=

V Maior parte na fabricação de etileno glicol
=


V Intermediário de outras substâncias

Ł rodução de etileno glicol

 olímeros de poliésteres;

 Fluído refrigerante;

 Anticongelante
=

V Esterilização
Ł Esterilização de vidrarias;
Ł Esterilização de alimentos;
Ł Esterilização de equipamentos.
Ł Eficaz contra:
 Bactérias;
 Mofo;
 Fungos
=

V Surfactantes;
V Solventes;
V lásticos;
V Fibra de vidro;
V Fluídos automotivos
w 

V http://www.hospvirt.org.br/enfermagem/port/oxetil.html

V http://www.dow.com/ethyleneoxide/about/index.htm

V http://www.oehha.ca.gov/air/chronic_rels/pdf/72.pdf

V http://en.wikipedia.org/wiki/Ethylene_oxide

V http://www.epa.gov/ttn/atw/hlthef/ethylene.html

V http://www.portalabpg.org.br/ etro/ /resumos/  ETO_ __067-.pdf

V http://teses.ufrj.br/OE_ /Martaristina
unesAmorim earvalho.pdf