Escola Secundária c/3º CEB de Pinhal Novo

Voleibol
Curso: Animação Sociocultural Disciplina: Educação Física

1

Índice
I. 1. 2. 3. 4. 5. 6. Introdução O que é o Voleibol? História do Voleibol Principais regras do Voleibol Colocação inicial ± Formação Sinais de arbitragem Jogar voleibol a. 4 contra 4 b. 6 contra 6 7. Consultório técnico a. Serviço b. Atitude base e deslocamentos c. Recepção d. Passe e. Remate f. Bloco II. Conclusão III. Bibliografia

2

Espero que goste.Introdução Resolvi fazer este trabalho pois é um dos módulos que eu tenho que fazer para passar na disciplina de Educação Física. a sua história. e como não quero deixar módulos em atraso. etc). Vou falar um pouco sobre o Voleibol (o que é. 3 . faço este trabalho.

Um set termina aos 25 pontos.24m para senhoras. Se o resultado for 25-24. o 5. desde que uma equipa tenha uma vantagem de pelo menos 2 pontos (ex. 4 . O recinto de jogo é rectangular.43m de altura para homens e 2. No entanto. separadas por uma rede. O que é o Voleibol? O voleibol é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas. São auxiliados por 1 marcador e 2 ou 4 juízes de linha. 25-23). peso: 260 a 280g Colocada a 2. ao nível dos jogadores. do lado oposto. Jogo constituído por 5 sets. Número de jogadores Dimensões do campo Bola Rede Varetas Duração Juízes 12: 6 efectivos e 6 suplentes 18m de comprimento por 9m de largura Perímetro: 65 a 67cm. presa a dois postes colocados a 1m das linhas laterais. num máximo de 5 sets. até que uma das equipas disponha da vantagem referida (por exemplo 37-35). decorrendo o jogo até que haja uma vantagem de 2 pontos para uma das equipas. delimitado por duas linhas de fundo e duas linhas laterais.1. o segundo. o set continua sem limite. O seu objectivo é fazer cair a bola no campo do adversário e evitar que ela caia no seu próprio campo.º set joga-se apenas até aos 15 pontos. As partidas de voleibol são disputadas. Sem limite. 2 Árbitros: o primeiro colocado a uma altura superior à rede e no prolongamento desta. delimitando o espaço de passagem da bola. 2 Varetas colocadas a 80cm acima do bordo superior da rede. vencendo o jogo quem primeiro ganhar três deles. em geral.

foi realizado o primeiro Campeonato Mundial de Voleibol da modalidade. Recentemente. O criador do Voleibol faleceu a 27 de Dezembro de 1942 aos 72 anos de idade. mas rapidamente ganhou popularidade com o nome de Volleyball. O objectivo de Morgan. era criar um desporto de equipas sem contacto físico entre os adversários. Em 1947 foi fundada a FIVB (Federação Internacional de Voleibol). o evento foi estendido também ao Voleibol feminino. a primeira medalha de ouro olímpica conquistada por um lusófono foi obtida pela equipa masculina de voleibol do Brasil nos Jogos Olímpicos de verão de 1992. nos Jogos Olímpicos de verão de 2008 foi a vez da selecção brasileira feminina ganhar a sua primeira medalha de ouro em olimpíadas. o voleibol de praia. que trabalhava na ³Associação Cristã de Moços´ (ACM). uma modalidade derivada do voleibol.2. No ano de 1964 o voleibol passou a fazer parte do programa dos Jogos Olímpicos. Dois anos mais tarde. Inicialmente jogava-se com uma câmara-de-ar da bola de basquetebol e foi chamado Mintonette. tem obtido grande sucesso em diversos países. História do voleibol O voleibol foi criado a 9 de Fevereiro de 1895 por William George Morgan. nos Estados Unidos da América. nomeadamente no Brasil e nos EUA. apenas para homens. Nos desportos colectivos. 5 . A proeza repetiu-se nos Jogos Olímpicos de verão de 2004. Em 1952. tendo-se mantido até à actualidade. de modo a minimizar os riscos de lesões.

após o apito do árbitro.cada equipa dispõe de um máximo de três toques para devolver a bola para o campo adversário. y Recuperação do serviço . o jogador dispõe de uma única tentativa em 5 segundos para realizar o serviço.O árbitro assinala o ponto. No à equipa adversária.a bola deve ser batida com uma só mão ou com o antebraço. y Bola fora/ bola dentro . A equipa que não está de posse do serviço e ganha a jogada recupera o serviço e ganha ponto.3. qualquer equipa marca . .um jogador não pode tocar voluntariamente duas vezes seguidas na bola. à excepção do bloco.o adversário comete uma falta ou uma falha (por exemplo coloca a bola fora). isto é. Marcação Uma equipa ganha um ponto quando: contínua.O árbitro autoriza a execução do serviço.a bola deve ser lançada ou largada antes de ser batida. parte deste. com atribuição de ponto e serviço à equipa sem pisar a linha de fundo: adversária. agarrada ou empurrada (transporte). entre as varetas.A infracção a estas regras é sancionada Executante colocado na zona de serviço. nas acções defensivas (1º toque) pode ser transportada. Principais regras do voleibol Regras y Começo do jogo Arbitragem . . . As linhas que delimitam o campo fazem à equipa que colocou a bola dentro.coloca a bola no solo do campo do ponto.O árbitro atribui ponto ou ponto e serviço.O árbitro assinala o ponto e o serviço.O árbitro penaliza a equipa que colocou a 6 .A infracção a estas regras é sancionada .a bola deve ser claramente batida e nunca com a atribuição de ponto ou ponto e serviço. O jogo começa com o serviço. . . . realizado por um jogador de uma ou duas equipas.a bola pode ser tocada com qualquer parte do corpo. . y Toques de bola . entanto. y Obtenção de pontos . . . mesmo que não tenha efectuado o adversário passando por cima da rede e serviço. um jogador que toque a bola pode efectuar um segundo toque. Neste caso.

.Expulsão: o árbitro exibe o cartão vermelho.não é permitido o contacto de qualquer outra parte do corpo com o campo adversário.. O jogador abandona definitivamente o recinto de jogo. errada de um jogador no campo é uma falta os seus jogadores devem fazer uma rotação penalizada com perda de ponto ou de ponto e de lugares no sentido dos ponteiros do serviço.A equipa que comete a infracção a esta regra y Penetração no campo adversário .O árbitro assinala falta e a equipa Os jogadores defesas dentro da zona de infractora é penalizada com perda de ponto ataque não podem participar no bloco. .a bola que bate na linha está dentro. se estes ponto e serviço. . 7 . . . y Rotação . para além da serviço.se o jogador tiver uma primeira atitude considerada grosseira. é penalizada com a perda de ponto ou de ponto e serviço.se um jogador tocar com o pé ou mãos no é penalizada com a perda de ponto ou de campo adversário não há falta. . na mesma mão. .se o jogador cometer o mesmo tipo de falta pela segunda vez ou tiver uma conduta injuriosa. y Toque na rede estiverem em contacto com a linha central.se um jogador tiver uma conduta injuriosa ou cometer uma agressão. O adversário ganha um ponto ou ponto de serviço.se um jogador cometer uma falta de natureza antidesportiva. discordar da decisão do árbitro. lances de ataque ou enviar a bola para o campo contrário quando esta se encontra a um nível mais elevado do que o bordo superior da rede. está fora. linha.A inexistência de rotação ou uma posição Cada vez que uma equipa ganha o serviço. .Desqualificação: o árbitro exibe simultaneamente os cartões vermelho e amarelo. y Sanções disciplinares . O jogador deixa o campo durante aquele set. relógio.a bola que bate no solo.Advertência: o árbitro adverte verbalmente o jogador. ou se a sua projecção vertical cair nesta linha. . y Zona de defesa/ zona de ataque . bola fora com perda de ponto ou de ponto e . em ou de ponto e serviço.Penalização: o árbitro exibe o cartão amarelo. Esta atitude não é registada no boletim de jogo. . por exemplo.A equipa que comete a infracção a esta regra Não é permitido tocar na rede.

Os jogadores das posições 1. 6 e 5 têm de estar respectivamente atrás dos jogadores das posições 2. y O jogador da posição 4 esteja à esquerda do jogador da posição 2. Antes da execução do serviço pela equipa contrária. é obrigatório que: y O jogador da posição 3 esteja entre os jogadores das posições 4 e 2.3 e 4 são atacantes e os jogadores das posições 1.4. y O jogador da posição 6 esteja entre os jogadores das posições 5 e 1. com a excepção do jogador que realiza o serviço. Estas mesmas relações são aplicadas à equipa que vai servir. Os jogadores das posições 2. y O jogador da posição 5 esteja à esquerda do jogador da posição 1. Colocação inicial ± Formação Para efeito da colocação inicial. 3 e 4. 8 .6 e 5 são defesas. as posições dos jogadores estão numeradas de 1 a 6. partindo da zona de serviço e no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio. podendo este efectuá-lo em qualquer ponto da zona de serviço.

Rotação O conhecimento da formação (posição inicial de cada jogador) é fundamental para a execução da rotação. No jogo 4 contra 4. enquanto o jogador da posição 6 passa para a posição 5 e assim sucessivamente. Por isso. o jogador que serviu. recebe a designação de libero. na próxima rotação. a qual é efectuada no sentido dos ponteiros do relógio. uma equipa pode utilizar um jogador para efectuar apenas tarefas defensivas. Só pode substituir jogadores das posições defensivas. o jogador que joga à entrada da rede. 9 . que veste um equipamento distinto dos colegas. deve deslocar-se para a posição 3. na posição 4. blocar ou executar passe de ataque. Na categoria de seniores. se o libero entrar para a posição 6. passará para a posição 5. sendo-lhe vedado o direito de servir. A título de exemplo. Este atleta. a rotação segue os mesmos princípios definidos para o jogo 6 contra 6.

5. Sinais de arbitragem 10 .

O jogador que dá o segundo toque procurará devolver a bola. com duas mãos. utilizando um passe alto. de preferência para um espaço vazio. Jogar voleibol Numa fase inicial da aprendizagem. a fim de realizar o terceiro toque. são necessárias uma atitude base correcta e uma ocupação do espaço do campo. a. a recepção (primeiro toque) deve ser efectuada pelo jogador mais próximo da zona de queda da bola. por cima. de forma a que todas as zonas de queda da bola estejam protegidas. deve-se começar por praticar o voleibol num campo de menores dimensões e com menor número de jogadores por equipa. Com o terceiro toque. o qual. orientando o corpo para o seu companheiro.6. até ao 4 contra 4. ou com trajectória que dificulte a recepção da outra equipa. No voleibol. na direcção deste. deve tocá -la para cima e para a frente. 4 contra 4 Defesa 11 . Para garantir uma boa recepção da bola. que dê tempo a um companheiro para se movimentar. essencial para a continuação do jogo e para a preparação do ataque. a bola deverá ser enviada para o campo adversário. desde o 2 contra 2. para melhor preparar o jogo 6 contra 6.

para trás da sua posição inicial. 12 . não devendo recuar. uma equipa pode organizar-se defensivamente em losango. Os jogadores laterais (2 e 4) defendem a zona intermédia. dois jogadores laterais e um jogador mais recuado. a realização do bloco é efectuada pelo jogador 3. Uma outra situação que requer uma ocupação adequada do espaço é a defesa do remate através do bloco e a respectiva protecção ao jogador que o executa. é o jogador 1 que avança no terreno de jogo para proteger um hipotético ressalto da bola nas mãos do blocador (3) ou uma execução do adversário que tenta colocar uma bola junto à rede (amortie). enquanto os restantes avançam para defender um remate do opositor ou um ressalto da bola vindo das mãos do blocador. No caso de remate ao centro. O jogador mais avançado (3) tem por objectivo defender as bolas próximas da rede e assegurar a realização do passe de ataque. orientando-se para os companheiros para efectuar esse passe. O jogador mais recuado (1) defende o espaço mais afastado da rede e para isso desloca-se usando fundamentalmente trajectórias laterais. Executa deslocamentos laterais ou oblíquos.No 4 contra 4. Na figura. por princípio. Efectuam deslocamentos perpendiculares e oblíquos à rede. garantindo o segundo toque. colocando um jogador mais avançado junto à rede.

No terceiro toque. o jogador que dá o segundo toque pode não completar esta sequência. o jogador pode optar pelo remate ou pela colocação da bola num espaço vazio. inicia-se de imediato o ataque. Ataque Após a recepção da bola. procurando dificultar a recepção da outra equipa. 13 . executando uma finta de passe e colocando directamente a bola. é muito importante proteger o rematador para a hipótese de o blocador adversário ter êxito e a bola ressaltar para a zona próxima do rematador.No caso do serviço. com uma trajectória curta no campo adversário. o jogador que o realiza deve seguir a trajectória da bola e reentrar no terreno de jogo para ocupar o seu lugar. enquanto os restantes companheiros se preparam igualmente para as tarefas defensivas. dispondo a equipa de mais dois toques. Ao preparar a finalização (remate). No entanto. geralmente um passe preparatório (de frente ou de costas) e a finalização do ataque (remate). tendo especial atenção à devolução imediata da bola para a sua zona.

14 . é fundamental que cada jogador desempenhe funções de distribuidor (passador) e de rematador.As figuras ilustram essa preocupação através dos deslocamentos do jogador 3 e dos jogadores 1 e 3. conforme a posição que vai ocupando no campo. para junto do rematador. b. respectivamente. evitando assim tarefas especializadas. 6 contra 6 Na iniciação ao jogo formal 6 contra 6.

o jogador da posição 6 está claramente mais adiantado. sendo o espaço à sua retaguarda da responsabilidade dos jogadores 1 e 5. A execução do bloco apenas pode ser realizada pelos três jogadores na zona de ataque. uma equipa deve organizar-se com pelo menos um jogador no bloco. Para uma defesa mais eficaz ao ataque adversário. isto é. um jogador no bloco. uma melhor preparação do ataque. dois na protecção e três na defesa. Os jogadores 4 e 2 cobrem as zonas lateral e frontal. o dispositivo anteriormente referido mantém-se. enquanto os rematadore s serão aqueles que estiverem nas posições 2 e 4. enquanto que o jogador colocado na posição 3 se prepara para se deslocar no campo. Na situação de remate adversário à saída da rede. Na situação de remate adversário à entrada da rede.O passador será sempre o jogador que ocupar a posição 3. o jogador da posição 2 tem como tarefa a realização do bloco. Os jogadores que protegem o bloco são o passador (3) e o jogador da posição 6. Neste sistema. proporciona uma recepção mais segura e. 15 . por isso. Os dois defesas e o atacante que não participam no bloco protegem as zonas mais recuadas do campo. a fim de garantir o segundo toque. Este sistema recebe a designação de 1:2:3. Defesa A utilização de um dispositivo de recepção em W permite uma melhor protecção do campo.

Quando o passador não se encontra na posição 3. a qualidade do ataque depende de uma boa recepção. para tirar partido das características dos jogadores. este deve trocar de lugar com um dos rematadores. do êxito do passe preparatório e de uma finalização agressiva através do remate.Ataque Tal como no jogo 4 contra 4. os dois passadores jogam cruzados e quando um deles está na zona atacante deve jogar na posição 3 para que possa distribuir para qualquer dos lados. no caso de quatro rematadores e dois passadores (sistema 4:2). recorrendo fundamentalmente a permutações. Por exemplo. Para efectuar a permutação deve respeitar-se o seguinte princípio: quando estão a 16 . Numa fase mais evoluída do jogo. em que a diferença entre rematadores e passadores se começa a verificar. podem efectuar-se alterações da formação inicial.

7. na medida em que as linhas de apoio (próxima e afastada) são constituídas por dois e três jogadores. Consultório técnico Para jogar voleibol é necessário manter a bola no ar para a colocar no campo da equipa contrária. a partir da zona de serviço. fazendo-a passar para o campo adversário.receber o serviço. os jogadores devem ocupar a sua posição na formação. Esta preocupação manifesta-se no posicionamento dos jogadores. y Segurar a bola com a mão do lado da perna avançada. utiliza-se fundamentalmente o serviço por baixo e o serviço por cima (serviço ténis). é fundamental saber receber e passar a bola. O apoio mais afastado é realizado pelos outros três jogadores. com os pés colocados em planos diferenciados. Na escola. Em ambas as técnicas. A equipa que finalizar a jogada (remate). y Bater a bola com a mão aberta com os dedos unidos e estendidos. Por isso. até ao momento em que a bola é batida pelo executante de serviço. dá-se inicio ao jogo. deve preparar-se também para a eventualidade de defender a bola reflectida do bloco adversário ± protecção ao ataque. Serviço Com o serviço. que devem avançar no terreno de jogo. O apoio mais próximo é realizado sempre pelo jogador da posição 6 e pelo passador. Este sistema de protecção denomina-se 2:3. Consiste em bater a bola com uma das mãos. é importante: y Colocar o corpo paralelo à linha final. respectivamente. realizar o serviço e rematar. procurando dar os três toques permitidos pelas regras. 17 .

2. No serviço por cima: y A bola é segura à altura do rosto. y As pernas estão flectidas com o tronco ligeiramente inclinado para a frente e o braço do batimento estendido à retaguarda. As principais diferenças entre estes dois tipos de serviço residem nos seguintes aspectos: 1. Atitude preparatória No serviço por baixo: y A bola é segura ligeiramente acima do plano dos joelhos. Atitude base e deslocamentos 18 . enquanto no serviço por cima. y A bola é lançada na vertical acima da cabeça e o braço de batimento está flectido à retaguarda.y Seguir o movimento do braço que bateu a bola. ela é batida bem acima da cabeça. a bola é batida ao nível da cintura. Altura do batimento da bola No serviço por baixo. entrando em campo.

Esta posição caracteriza-se por: y Pernas flectidas e braços à frente do corpo. y Braços estendidos. todos os jogadores devem adoptar uma posição corporal própria ± atitude-base -. com os pés afastados. Recepção A recepção corresponde ao primeiro toque que a equipa realiza depois de o adversário ter efectuado o serviço. 19 . a situação mais usual é a recepção em manchete ± recepção baixa.Para receber e passar em boas condições. y Acompanhar o batimento da bola com os antebraços e com extensão das pernas. que podem ser feitos em várias direcções. na qual o jogador contacta a bola com os antebraços. cuja execução é semelhante ao passe por cima a duas mãos. que lhes permita deslocarem-se rapidamente em função da trajectória da bola. A bola pode ser recebida por alto em toque de dedos. com as mãos sobrepostas e os polegares juntos. No entanto. devem ser executados sem cruzamento das pernas. y Flectir as pernas. y Olhar rígido para a bola. Os deslocamentos. um à frente do outro e tronco ligeiramente inclinado para a frente.

com os pés afastados. decisivo. enquanto as mãos seguem o movimento da bola. chamada. batimento e queda. Corresponde geralmente ao segundo toque do jogo. y Colocar as mãos acima e à frente da testa. impulsão. o jogador deve: y Flectir as pernas. pela sua direcção e trajectória. polegares e indicadores formando um triângulo. para a preparação do remate.Passe O passe é um gesto básico fundamental. y A bola é tocada atrás do plano da cabeça. No voleibol. Para passar correctamente. y Colocar-se debaixo da bola e tocá-la com todos os dedos. com os dedos afastados. y Executar a extensão do corpo. Remate O remate é constituído por cinco fases: corrida de balanço. um à frente do outro. y Após o passe. No caso do passe de costas: y A extensão do corpo é mais pronunciada. o jogador deve virar-se rapidamente para observar a sequência do jogo. 20 . os passes mais utilizados são o passe por cima a duas mãos e o passe de costas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful