Você está na página 1de 1

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

NOTA OFICIAL – CONCURSO

Diante dos acontecimentos envolvendo o certame para seleção de 750 candidados ao cargo de
Policial Rodoviário Federal, organizado pela FUNRIO (Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e
Assistência), o Departamento de Polícia Rodoviária Federal torna público:

1. Na data de 16/11/2009, durante reunião em Brasília / DF, a Comissão Nacional de Concurso
do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, analisando denúncias que sugeriam
irregularidades na aplicação das provas no certame em foco, concluiu serem suficientes os
motivos para suspensão do certame. A sugestão de interrupção temporária do concurso e
instauração de procedimento investigativo, visando apurar eventuais ilícitos foi encaminhada
à instância superior;

2. Em 18/11/2009, o Ministério Público Federal, por intermédio da Procuradoria da República no
Estado do Rio Janeiro, resolveu, por meio da RECOMENDAÇÃO Nº 06, de lavra do Senhor
Procurador da República Carlos Alberto Bermond Natal, aconselhar a suspensão do certame
pelo prazo de 60 dias. A orientação foi plenamente acatada pelo Departamento de Polícia
Rodoviária Federal em 24/11/2009, data em que o DPRF foi formalmente notificado;

3. De acordo com a RECOMENDAÇÃO Nº 06, cabe ao Ministério Público Federal a apuração
da extensão dos danos cometidos contra a Administração Pública Federal nos prazos por ele
próprio estipulados. Ao Departamento de Polícia Rodoviária Federal compete colaborar com
as investigações e aguardar manifestação formal do Ministério Público Federal para dar
prosseguimento, ou não, ao certame;

4. O Departamento de Polícia Rodoviária Federal, considerando os preceitos constitucionais da
Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, e ainda, o princípio da
precaução para evitar danos à Administração Pública, determinou, na data de hoje, a
abertura de procedimento administrativo para apurar eventuais infrações contratuais
cometidas pela FUNRIO (Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência);

5. Por fim, conforme prevê o contrato firmado pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal
e pela empresa organizadora do concurso, coube à FUNRIO a elaboração, distribuição,
aplicação e correção das provas em questão, assim como execução de todo plano de
segurança previsto para o certame.

Brasília / DF, 25 de novembro de 2009.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL