Você está na página 1de 1

Para entender o sistema

Para entender o problema que atingiu em cheio a rotina dos moradores da


cidade é importante conhecer como funciona o sistema de abastecimento
municipal.

Santo André compra 94% do volume de água consumido da Sabesp e produz


6%. Do total de água consumido, oriundo da Sabesp, 74% é captado do
Sistema Rio Claro e 20% do Sistema Rio Grande. O Reservatório Paraíso –
que manteve seu abastecimento normalizado – é o único que é alimentado
pelo Sistema Rio Grande.

Os outros 6% do consumo são produzidos pelo Semasa, com captação no


manancial do Pedroso (na bacia da Represa Billings) e tratamento na ETA
Guarará. Nesse caso, também não foi registrado problemas de distribuição.

A pane elétrica que afetou a Estação Elevatória de Sapopemba impediu que a


água do Sistema Rio Claro (o maior volume) chegasse a Santo André,
prejudicando a maioria da cidade.

A população de Santo André, estimada em quase 700 mil habitantes, consome


em média 160 milhões de litros de água tratada por dia.

Atendimento

O canal de atendimento telefônico 115 do Semasa enfrentou problemas devido


ao alto número de ligações motivadas pela falta d’água na cidade. Os ramais
ficaram congestionados e o tempo de espera foi elevado. A autarquia orienta
que dispõe de outros canais, como o fale conosco do portal
www.semasa.sp.gov.br que podem ser acionados, assim como os cinco postos
de atendimento à população.

<a href=/Concurso/ClassificadosAdministradorEmpresas.pdf>Administrador de
Empresas</a>