Você está na página 1de 5

www.celprevestibular.pro.

br

AMÉRICA PORTUGUESA (1500-1822) d)As datas foram a forma de distribuição de terra


adotada para a exploração do ouro nas regiões
mineradoras, variando o seu tamanho de acordo com
QUESTÕES o número de escravos possuído pelos seus
proprietários.
1-(UEMG-2000) Leia a charge.
3-(UNIVALE) Se considerarmos como movimentos
precursores da independência do Brasil somente
aqueles em que a idéia de separação de Portugal
esteve presente, NÃO pode ser incluída a:
a)Sedição de Vila Rica
b)Conjuração Baiana
c)Conjuração Mineira
d)Revolução Pernambucana
e)Conjuração do Rio de Janeiro

4-(FUMEC) Constituíram características da economia


colonial no Brasil:
a)Monocultura, escravidão indígena e economia
voltada para o mercado interno.
b)Dependência externa, monocultura e livre-
A interpretação correta dessa charge é: cambismo.
a)”Os escravos são as mãos e os pés do senhor de c)Policultura, trabalho livre e minifúndio.
engenho, porque sem eles o Brasil não é possível d)Latifúndio, economia exportadora e trabalho livre.
fazer, conservar e aumentar fazendo, nem ter engenho e)Monocultura, escravagismo e latifúndio.
corrente”. (Antonil)
b) A adoção do trabalho escravo na América 5-(UFOP-2001) Sobre as Conjurações Mineira,
Portuguesa teve como fundamento a natural aptidão Carioca e Baiana no final do século XVIIII, assinale a
do negro a esse sistema de trabalho. alternativa INCORRETA:
c) A lavoura do café, que se desenvolveu no vale do a)Foram manifestações da crise do sistema colonial.
Paraíba, encontrou na escravidão negra o seu b)Sofreram influência das idéias liberais francesas.
sustentáculo. c)contaram com a participação de literatos, intelectuais
d)”Mesmo depois de abolida a escravidão/Negra é a e homens do povo.
mão de quem faz a limpeza/lLavando a roupa d)Defenderam a imediata supressão do tráfico de
encardida, esfregando o chão/Negra é a mão, é a mão escravos e a abolição da escravidão.
da pureza”. (Gilberto Gil) e)Inspiraram-se no movimento de Independência das
Treze Colônias da América do Norte.
2-(CORPO BOMBEIROS-MG-2004) Sobre a América
Portuguesa, é CORRETO afirmar que: 6-(PUC-MG) A execução de Tiradentes, em 21 de abril
a) A criação de gado, durante todo o período colonial, de 1792, teve um sentido mais amplo que o de um
ficou restrita às sesmarias anexas à cultura canavieira, enforcamento. Para a Coroa Portuguesa tratava-se:
com vistas a servir às necessidades do engenho, a)De exterminar um alferes de cavalaria, para impor
especialmente o transporte de lenha e o trabalho nas respeito às tropas militares.
moendas. b)De sacrificar uma vida humana, para manter a
b)A escravidão negra foi a única a vigorar nas estrutura do sólido sistema colonial.
plantações de cana-de açúcar, tendo os cativos da c)De um castigo de morte nunca antes decretado nos
África chegado à colônia portuguesa já na frota de domínios coloniais no Brasil.
Pedro Álvares Cabral. d)De matar um homem simples e rude e criar um herói
c)A invasão holandesa, ocorrida com o término da para o povo.
União Ibérica, destruiu os canaviais do nordeste e e)De um castigo exemplar, para impor o medo àqueles
impossibilitou a continuidade da cultura canavieira, que cometessem um crime de lesa-majestade.
obrigando os colonos a se dirigirem para a região
centro-sul da América Portuguesa.

Fone: (31)3283-5988 – e-mail: prof.lacy@terra.com.br


R. Lignito, 225 – Bairro Santa Efigênia – CEP 30.260-280 – Belo Horizonte – MG - Brasil

PDF created with FinePrint pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com


www.celprevestibular.pro.br

7-(FGV) Dentre os fatores que impossibilitaram a


utilização do trabalho livre no Brasil colonial não 10-(FUVEST) No período colonial o Brasil, exemplo
podemos mencionar: típico de colônia de exploração, apresentava as
a)A abundância de terras que permitiria a seguintes características:
transformação do assalariado em pequeno produtor a)Grande propriedade, policultura, produção
independente, o que chocava com o interesse da comercializada com outras colônias e mão-de-obra
Metrópole. livre.
b)A existência de uma camada mercantil metropolitana b)Pequena propriedade, cultura de subsistência,
interessada na expansão do tráfico negreiro para o produção para o consumo interno e trabalho livre.
Brasil e para o mundo colonial. c)Colonato, produção manufatureira comercializada
c)A inexistência de mão-de-obra branca disponível na com a Metrópole e mão-de-obra compulsória.
Metrópole, em quantidade suficiente para propiciar o d)Latifúndio, cultura de subsistência, produção
povoamento e a colonização do Brasil. destinada ao mercado interno e mão-de-obra
d)O desinteresse dos mercadores portugueses em imigrante.
realizar o apresamento e comércio dos indígenas, uma e)Grande propriedade, monocultura, produção para o
vez que os lucros obtidos através desse tráfico mercado externo e mão-de-obra escrava.
acabariam sendo controlados pelos colonos aqui
radicados. 11- Segundo Octávio Ianni, o negro livre tinha
e)A inadaptação do branco para o trabalho agrícola condições de se redefinir socialmente porque:
nas difíceis condições coloniais, comprovada pelo a)Recebia um pecúlio do senhor ao receber a carta de
fracasso da experiência realizada em Açores, Cabo alforria.
Verde e São Tomé. b)Possibilidade de criar algumas profissões e ofícios.
c)Formava um engenho.
8-(UEMG-2000)”Sendo assim, necessariamente temos d)Tornava-se proprietário de lavras de diamantes.
de confessar que os motins são naturais das Minas e)N.R.A.
Gerais e que é propriedade e virtude do ouro tornar
inquietos e buliçosos os ânimos dos que habitam as 12-De acordo com Iraci del Nero da Costa, as
terras onde ele se cria” (Conde de Assumar) capitanias hereditárias propiciaram uma estrutura
social específica na América Portuguesa, que se
Todas as alternativas confirmam o “espírito inquieto” dividia em:
das Minas colonial de que fala o texto, EXCETO: a)Urbana, rural, mineradora, intermédia e rural de
a)A Guerra dos Emboabas consumo.
b)A Guerra dos Mascates. b)Urbana.
c) A Revolta de Vila Rica. c)Assalariada.
d)A Conjuração Mineira. d)Livre, rural e urbana.

9-(CESGRANRIO) As transformações ocorridas no 13-Nos primeiros anos do descobrimento do Brasil,


Brasil após a transferência da Corte Portuguesa, em não se tem um Pacto Colonial, porque:
1808, inauguraram novas relações da então colônia a)Não havia interesse de Portugal nas novas terras
com o mercado internacional, como conseqüência da descobertas.
(s): b)Dificuldade para navegar as costas brasileiras.
a)Liberação da instalação de manufaturas na colônia, c)O território não era densamente povoado por
favorecendo seu desenvolvimento social. colonos e o Brasil ainda não era considerado um
b)Introdução de novos produtos agrícolas como o café, “continente”.
direcionando a economia da colônia para a exportação d)As missões jesuíticas e o rei de Portugal não viam
de produtos primários. interesse no Brasil.
c)Reafirmação dos monopólios exercidos pelos
comerciantes portugueses, que controlavam o 14- (UFOP-2002) “Há também nas Minas um grande
comércio exterior da colônia. número de negras que costumam vender pelas ruas
d)Abertura dos Portos e da assinatura de Tratados de vários gêneros comestíveis e estas são comumente
Comércio com a Inglaterra, rompendo o Pacto escravas de famílias pobres, e de mulheres viúvas e
Colonial. miseráveis que unicamente se sustentam do que
e)Iniciativas do governo para incentivar o fabricam pela sua indústria, e vendem pelas mãos das
desenvolvimento econômico como a Fábrica de Ferro suas escravas, (...) e lhes bastando muitas vezes este
e a criação da Junta de Comércio. trabalho para o sustento.” (Códice Costa Matoso, fl.
Fone: (31)3283-5988 – e-mail: prof.lacy@terra.com.br
R. Lignito, 225 – Bairro Santa Efigênia – CEP 30.260-280 – Belo Horizonte – MG - Brasil

PDF created with FinePrint pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com


www.celprevestibular.pro.br

217. Apud Luciano Raposo de A. Figueiredo. O 17-(FGV) A relação entre a consolidação do


Avesso da Memória. Brasília: Edunb; Rio de Janeiro: absolutismo em Portugal, no século XVI, e a criação
José Olympio, 1993. p.31.) do governo geral no Brasil, está no fato de que:
a)Ambos os processos deram-se no marco histórico do
Pelo documento transcrito parcialmente, pode-se domínio espanhol sobre a Coroa Portuguesa,
afirmar que: culminando na organização autoritária do poder em
a) o acesso à mão-de-obra escrava, nas Minas Gerais, Portugal e no Brasil.
era privilégio apenas de grandes proprietários. b)Na Metrópole e na colônia o papel transformador
b) as escravas eram responsáveis por boa parte do exercido pela Igreja, sobretudo pela Companhia de
pequeno comércio urbano nas Minas. Jesus, levou ao acirramento de suas contradições
c) as mulheres não podiam ser proprietárias de políticas, sendo o absolutismo e o governo geral
escravos. formas de superação da crise.
d) a maioria dos escravos nas Minas estava c)A criação do governo geral implicou o fortalecimento
empregada no transporte de mercadorias. dos instrumentos de combate aos invasores
estrangeiros e a centralização administrativa, pelas
15-(UFV) Sobre o emprego da mão-de-obra, durante o prerrogativas que eram atribuídas aos governadores
primeiro século de colonização do Brasil, em detrimento dos donatários.
especificamente no Nordeste, pode-se afirmar que: d)Em Portugal, a nova forma do Estado expressa o
papel no Absolutismo ampliou o espaço político dos
a) Em razão do alto contingente populacional do produtores de açúcar, que se viram fortalecidos a
território brasileiro, mesmo sendo dizimadas tribos ponto de instaurarem no Brasil uma nova forma de
inteiras, os indígenas foram à base da exploração administração; o governo geral.
monoculturas da colonização brasileiras. e)A falência econômica da empresa colonial
b)As atividades econômicas nesse período tinham portuguesa no século XVI exigiu novas formas de
como base o trabalho familiar e a mão-de-obra livre organizações político-administrativas a fim de impedir
que se localizavam nas imediações das unidades que Portugal e suas colônias passassem para a órbita
produtivas. de dominação do Império Britânico.
c)Negros e indígenas, base da produção dos
engenhos, coexistiam nas propriedades produtoras de 18-(UFMG) Sobre a economia do período colonial, é
cana-de-açúcar realizando, por vezes, tarefas correto afirmar que:
diferenciadas. a)A economia aurífera se caracterizou pela imobilidade
d)Com a decadência do escambo do pau-brasil, a social, bipolarizada entre o senhor e o escravo.
mão-de-obra indígena passa a ser utilizada b)A pecuária se baseou na criação intensiva,
exclusivamente nas atividades de produção de açúcar assentada no latifúndio exportador e no trabalho
e de criação de gado. escravo.
e)Os franceses utilizaram processos semelhantes aos c)A produção colonial foi orientada para a exportação
dos exploradores portugueses na relação com os de gêneros para o mercado externo.
indígenas: distribuíram ferramentas e adornos d)A produção açucareira fixou a população no litoral e
manufaturados em troca do pau-brasil cortado e criou uma expressiva camada média.
empilhados.
19-(UFPE) A Revolta de Filipe dos Santos (1720), em
16-Sobre as capitanias hereditárias na América Minas Gerais, resultou entre outros motivos a:
Portuguesa é correto afirmar que: a)Intromissão dos jesuítas no ativo comércio dos
a)Portugal tinha o controle econômico, político e social paulistas na região de Minas.
de todas as capitanias, o que dispensava enviar b)Disseminação das idéias, oriundas dos filósofos do
responsáveis à colônia para administrá-la. iluminismo francês.
b)Os índios foram os aliados dos portugueses na c)Criação das Casas de Fundição e das Moedas, a fim
conservação e vigília das capitanias. de controlar a produção aurífera.
c)As capitanias foram um dos fatores principais na d)Tentativa de afirmação política dos portugueses
desavença entre índios e portugueses, uma vez que sobre a nascente burguesia paulista.
os colonizadores demarcaram as terras indígenas. e)Tensão criada nas minas, em virtude do monopólio
d)O padre Anchieta foi um dos defensores das terras da Campanha de Comércio do Brasil.
indígenas.

Fone: (31)3283-5988 – e-mail: prof.lacy@terra.com.br


R. Lignito, 225 – Bairro Santa Efigênia – CEP 30.260-280 – Belo Horizonte – MG - Brasil

PDF created with FinePrint pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com


www.celprevestibular.pro.br

20-(UFMG) Todas as alternativas apresentam d)Pressão da Inglaterra que tinha interesses


afirmações corretas sobre a escravidão no Brasil, econômicos e políticos.
EXCETO:
a)O contigente de escravos era diversificada e 25-(PUC-MG) Para administrar e expandir seus
abrigava conflitos em seu interior. domínios no Brasil, em 1637, a Companhia das Índias
b)O escravo foi sempre uma mercadoria cara, só Ocidentais envia para Pernambuco Maurício de
acessível aos grandes senhores de terra. Nassau-Siegen. De espírito empreendedor, Nassau
c)Os escravos de ganho realizavam serviços variados ganha simpatia de parte dos proprietários de terra
a mando do senhor visando à obtenção de benefícios. através de uma administração dinâmica, caracterizada,
d)Um escravo, como qualquer outra mercadoria, podia EXCETO:
ser objeto de compra, venda, empréstimo, doação ou a)Pela fixação de um limite sobre os juros, evitando
penhora. uma cobrança excessiva sobre os financiamentos
concedidos aos proprietários de terras pelos
21- A vinda da família real para o Brasil em 1808, comerciantes.
transformou a colônia em sede da Metrópole. Das b)Pela ampliação das áreas de cultivos da cana,
alternativas abaixo marque aquela, que não está introdução de novas técnicas de produção do açúcar e
inserida nesse marco cronológico. redução dos impostos cobrados.
a)D.João XVI criou teatros e bancos no Rio de Janeiro. c)Pela realização de importantes obras de urbanização
b)A corte portuguesa no Brasil não alterou a vida dos no Recife, embelezamento a cidade e dotando-a de
pobres e dos escravos. calçamento, pontes e um jardim botânico.
c)Tomás Antônio Gonzaga pleiteava a liberdade de d)Pela substituição do regime de trabalho escravo pelo
Minas Gerais de Portugal. livre, visto que a Holanda não possuía, como Portugal,
d)A Revolta do Porto tinha o objetivo de pressionar o possessões nas costas da África.
rei a retornar a Portugal com sua corte. e)Pela vinda de cientistas, literatos e artistas,
destacando-se os pintores Franz Post e Albert
22- Entende-se por interiortização da Metrópole: Eckhout, que registraram a terra e os tipos humanos
a)A vinda da corte portuguesa para o Brasil. locais.
b)O mercado de escravos entre Portugal e Guiné-
Bissau. 26-(UFMG) Durante o período colonial, o cultivo da
c)Os conflitos entre brasileiros e portugueses na cana-de-açúcar no Brasil associa-se aos seguintes
colônia. fatores, EXCETO:
d)N.R.A. a)À disponibilidade de utilização de mão-de-obra
escrava nas plantações de cana.
23-(FUVEST) A chamada Guerra dos Mascates, b)A um clima favorável e à disponibilidade de vastas
ocorrida em Pernambuco em 1710, deve-se: extensões cultiváveis de terra.
a)Ao surgimento de um sentimento nativista brasileiro, c)À necessidade de povoamento efetivo do território
em oposição aos colonizadores portugueses. brasileiro contra as investidas de estrangeiros.
b)Ao orgulho ferido dos habitantes da vila de Olinda, d)Ao grande valor comercial do açúcar na Europa
menosprezados pelos portugueses. devido à ampliação do mercado consumidor.
c)Ao choque entre comerciantes portugueses do recife e)À supervisão direta das atividades dos engenhos por
e a aristocracia rural de Olinda cujas relações parte da Coroa Portuguesa.
comerciais eram, respectivamente, de credores e
devedores. 27-(PUC-MG) Observe o organograma abaixo sobre o
d)Ao choque entre comerciantes portugueses do Pacto Colonial, A seguir assinale a afirmativa
Recife e a aristocracia rural de Olinda pelo controle de INCORRETA:
mão-de-obra escrava.
e)A uma disputa interna entre grupos de comerciantes,
que eram chamados depreciativamente de mascates.

24-A independência do Brasil em 1822, ocorreu


porque:
a)O povo não suportava ser explorado pela Metrópole.
b)O “espírito” de D.Pedro I se voltou aos pobres e
escravos.
c)O Brasil queria romper com a escravidão.
Fone: (31)3283-5988 – e-mail: prof.lacy@terra.com.br
R. Lignito, 225 – Bairro Santa Efigênia – CEP 30.260-280 – Belo Horizonte – MG - Brasil

PDF created with FinePrint pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com


www.celprevestibular.pro.br

a) Os africanos escravizados que fossem batizados


seriam considerados livres.
b) A colonização do Brasil originou-se da aliança entre
a monarquia portuguesa e a Igreja Católica.
c) Os indígenas catequizados poderiam ser
escravizados.
d) O interesse da Coroa Portuguesa, nas primeiras
décadas da colonização, esteve voltado para a
exploração dos produtos asiáticos.

30-(CESCEM-SP) De acordo com seus objetivos,


podemos estabelecer três tipos de expedições
bandeirantes. No mapa, áreas I, II e III correspondem,
respectivamente, as regiões de predomínio das
bandeiras de:

a)Qualquer mercadoria necessária às áreas periféricas


podia ser fornecida pelos países europeus.
b)A colonização visava a formação de um mercado
fornecedor de produtos tropicais e consumidor de
artigos europeus.
c)O “exclusivo comercial” metropolitano determinava
que toda a produção da colônia fosse destinada, com
exclusividade, para a Metrópole.
d)As colônias serviram de retaguarda econômica da
Metrópole e garantiram sua auto-suficiência,
complementando a sua produção.
e)A Metrópole e suas colônias estavam ligadas por
mecanismos de relação interdependentes em que as
colônias se subordinavam política e economicamente
às suas metrópoles.

28-(UFOP-2003) A história colonial brasileira foi a)Caça ao índio, sertanismo de contrato e pesquisa
marcada por uma incipiente estrutura administrativa. mineral.
Sobre a administração colonial no Brasil é correto b)Caça ao índio, pesquisas minerais e sertanismo e
afirmar: contrato.
a) Os Juizes de Paz desempenhavam um papel c)Sertanismo de contrato, caça ao índio e pesquisa
destacado na administração da capitania. mineral.
b) Os Presidentes de Província compunham o Senado d)Sertanismo de contrato, pesquisa mineral e caça ao
Vitalício. índio.
c) O Governador-Geral era eleito pelos Capitães e)N.D.R
Donatários.
d) As Câmaras Municipais eram compostas pelos GABARITO
“homens bons” das vilas. 1- A 2- D 3- A 4- E 5- D 6- E 7- C 8- B 9- D 10- E
11- B 12- A 13- C 14- B 15- E 16- C 17- C 18- B
29 (UFOP – 2003) “A principal cousa que me moveu a 19- C 20- A 21- C 22- A 23- C 24- D 25- D 26- E
mandar povoar as ditas terras do Brasil foi para que a
27- A 28- D 29- B 30- A
gente dela se convertesse à nossa santa fé
católica”.(Trecho da carta de D. João III, rei de
Portugal, a Tomé de Sousa, primeiro Governador-
Geral)

De acordo com o fragmento citado e seus


conhecimentos, é correto afirmar:

Fone: (31)3283-5988 – e-mail: prof.lacy@terra.com.br


R. Lignito, 225 – Bairro Santa Efigênia – CEP 30.260-280 – Belo Horizonte – MG - Brasil

PDF created with FinePrint pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com