Você está na página 1de 2

e escola virtual

Síntese

Neste breve resumo encontras as principais ideias abordadas nesta aula. Imprime-o e guarda-o, para
consultares sempre que não estiveres a usar o computador.
Não te esqueças que esta é apenas uma síntese da matéria, para completares estas ideias e o seu estudo
deves consultar a aula!

As relações bióticas entre os seres vivos podem ser:

· relações intra-específicas – quando ocorrem entre seres vivos da mesma espécie;


· relações interespecíficas – quando ocorrem entre seres vivos de espécies diferentes.

Símbolos usados para classificar a situação das espécies nas relações:

· "+" indica que a espécie sai beneficiada com a relação;


· "-" indica que a espécie sai prejudicada com a relação;
· "0" significa que a relação é indiferente para a espécie, ou seja esta não é beneficiada nem prejudicada.

Principais tipos de relações intra-específicas:

· Cooperação – Sociedade e colónias – os seres vivos intervenientes saem todos beneficiados;


· Competição – os seres vivos envolvidos saem todos prejudicados desta relação.

Principais tipos de relações interespecíficas:

· Mutualismo – as espécies intervenientes saem todas beneficiadas desta relação;


· Simbiose – este tipo de associação é obrigatório para os intervenientes e todos saem beneficiados;
· Comensalismo – o comensal sai beneficiado desta relação;
· Parasitismo – os intervenientes nesta relação são o parasita e o hospedeiro e há benefício para o primeiro
e prejuízo para o segundo;
· Predação – os intervenientes nesta relação são o predador e a presa, em que a presa sai prejudicada
e o predador beneficiado;
· Competição – neste tipo de relação nenhum dos intervenientes sai beneficiado.

1
e escola virtual

Particularidades da predação

Na relação predador – presa, muitas vezes, as presas recorrem a "técnicas de disfarce" para escaparem
ou iludirem os predadores.

Essas técnicas são:

· a camuflagem – capacidade que muitos animais possuem de modificarem as suas cores e forma, para
se confundirem com o meio envolvente;
· o mimetismo – capacidade que um ser vivo tem de se assemelhar a outro ser vivo, que seja venenoso,
de sabor menos agradável ou não comestível para o predador.

Particularidades do parasitismo

Os parasitas podem ser classificados em endoparasitas (quando vivem no interior do corpo do hospedeiro)
ou ectoparasitas (quando vivem à superfície do corpo do hospedeiro).