Você está na página 1de 37

Modelo de Relatório de Estágio.

Para utilizá-lo adicione logotipo da instituição de ensino, modifique os dados e se necessário


faça modificações conforme as normas da sua instituição.

Nome: Ronaldo Carlos Amaral RA: 057697


Curso: Tecnologia em Sistemas Digitais
Série/Turma: 6NA TSD

DIRETOR GERAL
Prof. Dr. Valmor Bolan

VICE-DIRETOR GERAL ACADÊMICO


Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura

SECRETÁRIA GERAL
Profª. Vera Lúcia Maluly

DIRETOR DOS CURSOS TECNOLÓGICOS


Prof. MS. Antonio Carlos Pires

DIRETORES ADJUNTOS DOS CURSOS TECNOLÓGICOS


Prof. MS. Celso de Araújo
Prof. Sérgio Goulart
ÍNDICE

ASSUNTO PÁGINAS
CAPA 01
APRESENTAÇÃO DOS DIRETORES 02
ESTAGIO CURRICULAR / DESCRIÇÃO/
03
JUSTIFICATIVA
CONCEITOS ORIENTADORES / OBJETIVOS 04
SISTEMÁTICA OPERACIONAL / RECURSOS 05
SISTEMÁTICAS E CRITÉRIOS DE
06
AVALIAÇÃO
COMPETÊNCIAS 07
IDENTIFICAÇÃO DE ESTÁGIO 08
CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA 09
HISTÓRICO DA EMPRESA / DEFINIÇÃO
10
/METAS
CAPACITAÇÃO / MELHORIAS /
11
REVITALIZAÇÃO
SÍNTESE DA AVALIAÇÃO / DIMENSÕES
12
AVALIADAS
BENEFÍCIO / GRÁFICOS 13
PROCESSO / PRODUTO 14
ENSINO TÉCNICO 15
SATISFAÇÃO / GRÁFICOS 16
EVOLUÇÃO / GRÁFICOS 17
ORGANOGRAMA DA EMPRESA 18
RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO 05/09
19
A 04/10

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO 05/10 A


20
10/11
RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES
21
EXECUTADAS
RELATÓRIO TOTAL DE HORAS / SETEMBRO 22
RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES
23
EXECUTADAS
RELATÓRIO TOTAL DE HORAS / OUTUBRO 24
RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES
25
EXECUTADAS
RELATÓRIO TOTAL DE HORAS / NOVEMBRO 26
RELATORIO TOTAL DE HORAS NO ESTÁGIO 27
RELATÓRIO FINAL 28
RELATÓRIO FINAL / CONTINUAÇÃO 29
ASPECTOS DO ESTAGIÁRIO 30
AVALIAÇÃO DOS RELATÓRIOS 31

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

1 – DESCRIÇÃO
Este projeto apresenta as atividades que foram desenvolvidas no Programa de Formação
Pedagógica para Tecnólogos nos diferenciados campos, onde se desenvolverá o Estágio
Curricular Supervisionado.
Tem por finalidade orientar os estagiários durante a realização das atividades próprias do
Estágio Curricular Supervisionado e estabelecer as atividades a serem desenvolvidas, época de
sua execução, bem como os critérios a serem adotados para a avaliação.
2 - JUSTIFICATIVA

Cumprindo o estabelecido no Regulamento de Estágio dos Cursos de Tecnologia da Faculdade


Editora Nacional, pretendem-se estabelecer o trabalho a ser desenvolvido pelo estagiário nos
diferenciados campos de estágio supervisionado.
É importante considerar que a prática de ensino exerce a função de disciplina integradora no
currículo do Programa de Formação de Tecnólogos. É no espaço da prática de ensino que se
realiza a “análise da adequação, dosagem e organização do conhecimento a ser lecionado nos
diversos graus de ensino e nas diferentes realidades existentes”. Trata-se de trabalhar o
conteúdo específico na ótica do ensino.

O Estágio Curricular Supervisionado é a única disciplina que se desenvolve em dois lugares e


em dois tempos – um tempo na Faculdade e um tempo nas escolas Técnicas.
A direção dessas atividades se expressa numa via de duas mãos: Faculdade -Escola e Escola-
Faculdade. No primeiro sentido, essas relações se efetivam quando se tenta levar à escola novas
bibliografias, resultados de pesquisas, inovações estudadas; no sentido contrário, trazendo a
realidade e a problemática escolar para ser discutida e estudada na Faculdade.

O Estágio Curricular Supervisionado foi uma oportunidade para que se observe a realidade
escolar realizando uma observação participativa com procedimentos adequados, vivenciando
uma prática Técnica, ao mesmo tempo em que retoma a teoria para refletir, discutir e pesquisar,
retornando à Escola para tentar inová-la. Em síntese, a disciplina Estágio Curricular
Supervisionado deve: propiciar uma significativa base conceitual, favorecendo a reflexão sobre
como se dá o processo de ensinar a aprender, aprender a aprender e aprender a ensinar, além de
oportunizar vivências da e na realidade escolar.

3- CONCEITOS ORIENTADORES

O estágio constitui-se em oportunidade para refletir sobre a própria prática, vivenciando o


processo pedagógico, mobilizando competências e habilidades na análise crítica das situações,
aliando os princípios éticos, estéticos, políticos e de construção da identidade individual e
coletiva;
Proporcionar aos estagiários, condições de independência e autonomia, buscando alternativas
criativas diante das problemáticas encontradas no seu cotidiano escolar.

4 - OBJETIVOS

Geral

Reafirmar a relação teoria-prática e aprofundar o estudo das disciplinas pedagógicas, propostas


metodológicas e teorias vigentes na educação básica e profissional, por meio da observação e
participação, das intervenções e produção escrita;
Analisar a prática de ensino aplicada no Ensino Médio e Educação Profissional e estabelecer a
relação teoria-prática;
Verificar a prática pedagógica, relacionando a teoria e a prática educativa escolar e buscando
compreender sua organização e dinâmica;
Reconhecer a importância do professor enquanto pesquisador de sua própria prática;
Favorecer a formação do profissional consciente nas práticas educacionais;
Analisar as concepções diferenciadas que permeiam a prática pedagógica, as propostas
curriculares e o processo de avaliação do Ensino Médio e da Educação Profissional.

Elaborar projeto de ação pedagógica embasado na constante articulação da realidade escolar


com os pressupostos teóricos que a fundamentam;
Avaliar permanentemente a prática pedagógica no que se refere a sua atuação;
Estabelecer paralelo entre os fundamentos teóricos da disciplina em questão com a realidade
que se apresenta no campo de estágio, visando o contínuo retorno à teoria;
Registrar a prática vivenciada através da produção escrita e outras formas de registro.

5- SISTEMÁTICA OPERACIONAL

O Estágio Curricular Supervisionado é uma disciplina do Programa de Formação de Tecnólogos


com 160 horas de duração.
A metodologia adotada decorre da própria natureza teórico-prática da disciplina.
O estágio deverá abranger diferentes modalidades, tais como atividades de projetos de ensino,
pesquisa ou extensão, oficinas, mini-cursos, entre outras.

A fundamentação teórica se efetivará a partir do levantamento bibliográfico, análise e reflexão


sobre a relação teoria-prática, a partir de estudos e da vivência em diversificados momentos
curriculares.
Realizar-se-á reuniões periódicas e/ou Seminários com a participação dos professores da
Faculdade, visando analisar o desempenho e os resultados obtidos.
6 – RECURSOS

Humanos

Professores Supervisores:

Professor Salomão C. Junior


Professor Eduardo L. Somaio

Físicos
Dependências da Escola Técnica ETE Jorge Street do Centro de Educação Tecnológica Paula e
Souza

Materiais

Foram desenvolvidas várias atividades em laboratório, onde o material foi um osciloscópio, um


multímetro, uma fonte variável, componentes eletrônicos em geral, placas microcontroladas e
várias ferramentas para a execução dos trabalhos com a especificação das atividades constantes
de um projeto de estágio;

7- SISTEMÁTICA E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO


O processo foi acompanhado pelo professor da disciplina “Estágio Curricular Supervisionado”,
do Centro Paula Souza, em parceria com a Faculdade.
O acompanhamento das atividades desenvolvidas na ETE Jorge Street foi constante, prevendo-
se a realização de atividades desenvolvidas pelo estagiário, no aspecto da qualidade do
desempenho e, encaminhamentos para solucionar as dificuldades apontadas.

Foi proporcionada uma análise e discussão da realidade, estudos teóricos, realizados de forma
individual ou coletiva, e atividades propostas pelos professores da disciplina.
A utilização de aporte teórico consistente;
As relações teórico-práticas estabelecidas;

A utilização de técnicas de ensino, procedimentos metodológicos e recursos didáticos coerentes


com os objetivos propostos;
Domínio, exatidão, segurança e atualidade dos conteúdos apresentados;
Fluência e desinibição dos estagiários, propiciando a participação e envolvimento dos sujeitos
envolvidos;

Pontualidade na elaboração e entrega das atividades propostas e foram considerados os registros


escritos, elaborados sob as formas de: relatórios, textos, artigos e outros, solicitados ao longo do
curso, utilizando-se como critérios de avaliação das produções: a coerência e pertinência dos
textos; a articulação com os aspectos teóricos abordados na disciplina com a realidade
vivenciada nos campos de estágio; a argumentação e a fundamentação teórica apresentadas em
trabalhos.

A avaliação específica da direção da ETE Jorge Street será registrada em instrumento próprio,
preenchido pelo coordenador do estagio, levando-se em conta a pertinência do planejamento e a
execução coerente com os objetivos propostos, além da postura acadêmica, evidenciada pela
responsabilidade, assiduidade, pontualidade e desempenhos apresentados.
Foram ainda propostos, momentos de auto-avaliação, enquanto instrumentos de análise e crítica,
visando a superação das dificuldades encontradas.

8- Das Competências

Desenvolvimento pessoal: saber ser, fazer, conviver e conhecer;


Desenvolvimento profissional: busca de aprofundamento científico e compromisso pessoal e
social;
Desenvolvimento organizacional: capacidade de organização das práticas pedagógicas na
comunidade interna, articulação com a comunidade externa.

Características inovadoras e de intervenção do trabalho realizado, qualidade das metodologias


empregadas, implicação no trabalho e formação adquirida.
Qualidade das experiências vivenciadas, apresentando através de diferentes formas de
expressão.

DIREÇÃO DOS
IDENTIFICAÇÃO DO
CURSOS
ESTÁGIO
TECNOLÓGICO
ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral R. A.: 057697 TURMA: 6NA TSD
CURSO: Tecnologia em Sistemas Digitais ANO DE CONCLUSÃO: 2006
RESIDÊNCIA: Rua Tanganica N.º 61 BAIRRO: Pq. Oratório CEP:09260-
070
CIDADE: Santo André TEL: 4472-6757
EMPRESA: Escola Técnica ETE Jorge Street do Centro de Educação
Tecnológica Paula e Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149.
BAIRRO: Jardim São Caetano CEP: 09581-420 TEL: 4238-7955 - Fax:
4231-3369
RAMO DE ATIVIDADE: Escola Técnica

DATA DE ADMISSÃO: 05/09/06 HORÁRIO DE TRABALHO: 13:30 às


17:30 hrs
NÚMERO MÉDIO DE HORAS/SEMANA: 20 hs TOTAL DE HORAS: -
SALÁRIO INICIAL: R$ - SALÁRIO FINAL: R$ -
FUNÇÒES

- Montagem de circuitos analógicos e digitais e analizando o seu


funcionamento;
- Montagem de placas on board para os alunos usarem nos laboratórios;
- Manuseio, montagem e manutenção de circuitos e equipamentos
eletrônicos.

ÁREA OCUPACIONAL

Departamento Técnico.
OBSERVAÇÕES:
___________________________________
___________________________________
___________________________________
___________________________________
___________________________________
___________________________________
DATA:

28 / 11 / 2006 ASSINATURA E
CARIMBO DA
EMPRESA

DIREÇÃO DOS CURSOS


CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA
TECNOLÓGICOS
ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral R. A.: 057697 TURMA: 6° NA
TSD CURSO: Tecnologia em Sistemas Digitais ANO DE
CONCLUSÃO: 2006
EMPRESA: Escola Técnica Estadual Centro Paula Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149 BAIRRO: Jardim São Caetano
CEP: 09581-420 TEL: 4238-7955
INÍCIO: 05/09/2006
Escola Técnica ETE Jorge Street do Centro de
Educação Tecnológica Paula e Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149.
BAIRRO: Jardim São Caetano
CEP: 09581-420 TEL: 4238-7955 - Fax: 4231-3369
http://jorgestreet.com.br/endereco.htm

HISTÓRICO DA EMPRESA

Definição de objetivos
A ETE Jorge Street tem como missão formar e qualificar profissionais competentes, adequados
ao setor produtivo e em harmonia com o meio ambiente. Além disso, formar cidadãos éticos,
com espírito crítico e com consciência de suas habilidades e potenciais, desenvolvendo novas
tecnologias e, ao mesmo tempo, perseguindo, de forma obstinada, a responsabilidade de suas
aplicações sociais, tendo em vista a valorização da vida e o desenvolvimento pleno do ser
humano.
Os objetivos da ETE Jorge Street, para este ano, resumem-se no trabalho conjunto de todos os
segmentos envolvidos no processo ensino-aprendizagem, buscando soluções que melhorem o
desempenho dos alunos e os faça perceber a verdadeira função do ser enquanto profissional e
cidadão inserido na sociedade.
Estabelecimento de Metas
Para este ano foram definidas 3 (três) metas a partir das prioridades. Na verdade, embora
distintas, contemplam várias situações-problema, pois, têm um mesmo objetivo em comum que
é o de melhorar a qualidade de vida, do aluno durante sua permanência na escola, quer seja com
uma melhor qualidade de ensino, melhores equipamentos ou instalações mais adequadas.
Capacitação Pedagógica e Técnica
Buscar, possibilitar e até mesmo promover capacitação para docentes de forma a sanar
problemas existentes no processo ensino-aprendizagem. A meta é que todos os professores
passem este ano por pelo menos uma capacitação, seja esta pedagógica ou técnica.
Melhorias na infra-estrutura da escola
Buscar e promover soluções simples, mas que auxiliem na melhoria das aulas, quer seja
readequando salas de aula e laboratórios, quer seja, realizando manutenção em equipamentos e
máquinas dos laboratórios, através d projetos com alunos, professores, instituições privadas e a
APM. Esta é uma meta que terá início este ano e cujo resultado será mensurado ao final do ano
letivo através de consulta aos alunos. Estima-se melhoria de 5% dos ambientes da escola.
Revitalização da área externa da escola
Esta meta visa integrar vários segmentos da escola, a saber: alunos, professores, funcionários,
direção, pais e comunidade em geral. Tem por objetivo recriar a área externa na escola
determinada pelo campo de futebol, quadra externa, área verde e mesas de xadrez, a qual ao
longo dos anos sofreu deterioração por falta de manutenção. Esta revitalização propiciará um
ambiente saudável para os alunos em horários ociosos, principalmente, entre os Ensinos Médio
e Técnico (manhã e tarde).
Além de propiciar um ambiente mais saudável e adequado á prática de esportes, tão importantes
na fase em que se encontram os alunos, principalmente do diurno. Até o final do ano letivo toda
a área deve estar revitalizada.
Síntese da Avaliação Institucional - 2005
O Centro Paula Souza, buscando o contínuo aperfeiçoamento do ensino profissional que
oferece, criou um sistema de avaliação com base num modelo ideal. O ideal é atingido quando
todos os envolvidos (alunos, professores, funcionários, pais, diretor, ex-alunos e representantes
da comunidade) avaliam as ações e seus efeitos como muito bom e bom e quando não há perda
de alunos no decorrer dos cursos.
Dimensões Avaliadas e Busca do Ideal
Processo - refere-se ao conjunto de ações e respectivos desempenhos desenvolvidos pela ETE
para a formação profissional de seus alunos e condições de infra-estrutura. Ideal: 100% dos
pesquisados avaliarem com "muito bom" ou "bom" ao conjunto de ações desenvolvidas pela
ETE.
Produto - indica a produtividade da ETE, inserção dos técnicos no mercado de trabalho e
utilização dos conhecimentos adquiridos e integração da escola na comunidade. Ideal: 100% de
produtividade: não haver perda de alunos nos períodos escolares e nos cursos, a procura pela
ETE ficar acima da média das ETEs do Centro Paula Souza.
Os ex-alunos estarem trabalhando e utilizando os conhecimentos adquiridos durante o curso e
que a ETE esteja integrada à comunidade na qual está inserida.
Benefício - avalia satisfação, atendimento das expectativas da comunidade escolar, incluindo
egressos, em relação às ações e resultados produzidos pela ETE. Ideal: 100% dos pesquisados
estarem satisfeitos e com suas expectativas atendidas em relação ao curso e à ETE.
A ETE Jorge Street atingiu, em relação ao ideal, 63,49%

A ETE avaliada pela comunidade


Os gráficos indicam em porcentagem o desempenho da ETE, avaliado pela comunidade escolar:
alunos, professores, funcionários, direção e egressos. A porcentagem foi calculada sobre o
IDEAL a ser atingido ( e indica o somatório da avaliação "bom e muito bom")
Processo - 72,23% do ideal
Produto - 48,84% do ideal
Benefício - 69,46% do ideal
A ETE em números

• 70% dos pesquisados avaliaram como muito boa ou boa a integração da escola com a
sociedade

• A freqüência às aulas dos alunos de todos os cursos foi de 81%

O índice de produtividade da ETE foi de 73%

• 57% dos alunos e 70% dos egressos (técnicos) tiveram suas expectativas atendidas

• 59% dos alunos e 67% dos ex-alunos (técnicos) avaliaram o curso como sendo muito
bom e bom

• 87% escolheram a ETE por ser uma boa escola

Ensino Médio
• Para cada vaga oferecida houve 6 candidatos inscritos

• De cada 10 alunos matriculados 8 foram promovidos para o semestre seguinte

• De cada 10 alunos matriculados 7 conseguiram concluir o curso

• 94% dos alunos pretendem cursar o ensino superior e 60% um curso técnico

Ensino Técnico

• Para cada vaga oferecida houve 3 candidatos inscritos

• De cada 10 alunos matriculados 7 foram promovidos para o semestre seguinte

• De cada 10 alunos matriculados 4 conseguiram concluir o curso

• 85% escolheram o curso técnico porque buscavam aprimoramento profissional

Satisfação com a ETE

O que vem acontecendo

A ETE vem sendo avaliada anualmente. Pelos seus resultados é possível verificar a tendência
evolutiva em relação à última avaliação.

ETE - Centro Paula Grupo de ETEs mais de


011 Souza 1500 alunos
ORGANOGRAMA DA EMPRESA

DIRETORIA

DIRETORA DE SERVIÇOS

VICE-DIRETORA

COORD. DE ÁREA

COORDENADOR TECNICO

ASSISTENCIA TECNICA

ESTAGIÁRIOS *

LABOR. ANALOGICO E DIGITAL *

COORDENAÇÃO

CONTAS A PAGAR

RECURSOS HUMANOS

PROFESSORES

COBRANÇA
ALMOXARIFADO

_______________________________ ____________________________

Empresa Professor de Est. Sup.

Assinatura e Carimbo Assinatura e Carimbo


Nome:....................................... Nome:.......................................
CREA número .......................... CREA número .........................
data ..../...../...... data ..../...../......

DIREÇÃO DOS
CURSOS
RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO
TECNOLÓGICO
S
ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral
R.A.: 057697 TURMAS: 6NA CURSO: Tecnologia em Sistemas Digitais
EMPRESA: Escola Técnica Estadual Centro Paula Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149 BAIRRO: Jardim São Caetano CEP:
09581-420 TEL: 4238-7955
PERÍODO DE ESTÁGIO: 05/09 A 04/10/2006 TOTAL DE HORAS NO
PERÍODO: 80 h

De inicio, tive como função de auxiliar Técnico, onde fui responsável pelo
meudepartamento, e asminhas atividades na empresa foram diversas.
Os serviços internos são realizados no laboratórioespecializado e onde
permaneço todo o tempo. O mesmo consiste em testar eprogramar todo
equipamento antes de ser usado pelos alunos em suas
experiências;Manutenção de Aparelho Osciloscópio, montagem de placas
On Board para oslaboratórios de Eletrônica, e também analisando circuitos
com auxilio de manuaistécnicos fornecidos pelo fabricante, manuseando
com bastante freqüência equipamentos como Maquina de Sugar
solda,Osciloscópio para analise dos sinais digitais, estações de
soldar,multímetro...,etc.
Essa analise se baseia em várias placas como fontecomposta de reguladores
de tensão, comparadores de tensão, transformadores,FETs; Placas de Ramal
compostas de matrizes de controle, capacitores,transistores, resistores e base
composta de memórias, microcontroladores,registradores, bufffers, etc.
Devido ao avanço da tecnologia digital, algumas placaseletrônicas são todas
microcontroladas,onde pratiquei meus conhecimentos através dos Kits da
escola.

______________________________ ______________________________
_ _
Empresa Professorde Est. Sup.
Nome:....................................... Nome:.......................................
CREA número ......................... CREA número .........................
data ..../...../...... data ..../...../......
DIREÇÃO DOS
CURSOS
RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO
TECNOLÓGICO
S
ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral
R.A.: 057697 TURMAS: 6NA CURSO: Tecnologia em Sistemas Digitais
EMPRESA: Escola Técnica Estadual Centro Paula Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149 BAIRRO: Jardim São Caetano CEP:
09581-420 TEL: 4238-7955
PERÍODO DE ESTÁGIO: 05/10 A10/11/2006 TOTAL DE HORAS NO
PERÍODO: 80 h

De inicio, tive como função de auxiliar Técnico, onde fuiresponsável pelo


meu departamento.
Asminhas atividades na empresa foram diversas.
Os serviços internos são realizados no laboratórioespecializado e onde
permaneço todo o tempo. O mesmo consiste em testar eprogramar todo
equipamento antes de ser usado pelos alunos em suas
experiências;Manutenção de Aparelho Osciloscópio, montagem de placas
On Board para oslaboratórios de Eletrônica, e também analisando circuitos
com auxilio de manuaistécnicos fornecidos pelo fabricante, manuseando
com bastante freqüência equipamentos como Maquina de Sugar
solda,Osciloscópio para analise dos sinais digitais, estações de
soldar,multímetro...,etc.
Essa analise se baseia em várias placas como fontecomposta de reguladores
de tensão, comparadores de tensão, transformadores,FETs; Placas de Ramal
compostas de matrizes de controle, capacitores,transistores, resistores e base
composta de memórias, microcontroladores,registradores, bufffers, etc.
Devido ao avanço da tecnologia digital, algumas placaseletrônicas são todas
microcontroladas,onde pratiquei meus conhecimentos através dos Kits da
escola.

______________________________ ______________________________
_ _
Empresa Professorde Est. Sup.
Nome:....................................... Nome:.......................................
CREA número ......................... CREA número .........................
data ..../...../...... data ..../...../......

Centro Paula Souza


Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: Setembro / 2006

DATA HORÁRIO DE HORÁRIO DE ATIVIDADES TOTAL


ENTRADA SAÍDA HORAS DIA

05/09 13:30 17:30 FURAÇÃO DE PLACAS 4

06/09 13:30 17:30 FURAÇÃO DE PLACAS 4

12/09 13:30 17:30 FURAÇÃO DE PLACAS 4

MONTAGEM DOS BORNES


13/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DOS BORNES


14/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DOS BORNES


15/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

REENGENHARIA DO
18/09 13:30 17:30 4
CIRCUITO

REENGENHARIA DO
19/09 13:30 17:30 4
CIRCUITO

REENGENHARIA DO
20/09 13:30 17:30 4
CIRCUITO

MONTAGEM DOS BORNES


21/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DOS BORNES


22/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DOS BORNES


25/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DOS BORNES


26/09 13:30 17:30 4
NAS PLACAS

MONTAGEM DA FONTE DO
27/09 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

MONTAGEM DA FONTE DO
28/09 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

MONTAGEM DA FONTE DO
29/09 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

Centro Paula Souza


Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS


Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: Setembro / 2006

Foram desenvolvidas atividades no laboratório de Eletrônica, para a montagem de placas on


board para os alunos executarem suas experiências, e foi totalizado e total de 64 horas,
conforme o relatório de atividades.

Sem mais:

ESTAGIÁRIO ORIENTADOR
Ronaldo Carlos Amaral

----------------------------------- --------------------------------
Centro Paula Souza
Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: Outubro / 2006

HORÁRIO DE HORÁRIO DE TOTAL DE


DIA ATIVIDADES
ENTRADA SAÍDA HORAS /DIA

MONTAGEM DA FONTE DO
02/10 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

MONTAGEM DA FONTE DO
03/10 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

MONTAGEM DA FONTE DO
04/10 13:30 17:30 4
LABORATÓRIOS

MONTAGEM DOS
05/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
06/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
09/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
10/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
11/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES
MONTAGEM DOS
16/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
17/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

MONTAGEM DOS
18/10 13:30 17:30 4
COMPONENTES

19/10 13:30 17:30 ANÁLISE DE CIRCUITO 4

20/10 13:30 17:30 ANÁLISE DE CIRCUITO 4

23/10 13:30 17:30 ANÁLISE DE CIRCUITO 4

24/10 13:30 17:30 MANUTENÇÃO 4

25/10 13:30 17:30 MANUTENÇÃO 4

26/10 13:30 17:30 MANUTENÇÃO 4

27/10 13:30 17:30 MANUTENÇÃO 4

30/10 13:30 17:30 ANÁLISE DE CIRCUITO 4

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: Outubro / 2006

Foram desenvolvidas atividades no laboratório de Eletrônica, para a montagem de fontes de


tensão variável e fixa, para os alunos executarem seus projetos de conclusão de semestre,
análise de circuitos do osciloscópio, onde foram analisados o desenho de projeto e sua
manutenção, e foi totalizado e total de 80 horas, conforme o relatório de atividades.

Sem mais:

ESTAGIÁRIO ORIENTADOR
Ronaldo Carlos Amaral
----------------------------------- --------------------------------

Centro Paula Souza


Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: Novembro / 2006

HORÁRIO DE HORÁRIO TOTAL DE


DIA ATIVIDADES
ENTRADA DE SAÍDA HORAS/DIA

01/11 13:30 17:30 MONTAGEM DE COMPONENTES 4

06/11 13:30 17:30 MONTAGEM DE COMPONENTES 4

07/11 13:30 17:30 PROJETO FINAL 4

ANÁLISE DE CIRCUITO DA
08/11 13:30 17:30 4
PLACA

ANÁLISE DE CIRCUITO DA
09/11 13:30 17:30 4
PLACA

ENTREGA DA PLACA PRONTA E


10/11 13:30 17:30 VERIFICADA O SEU 4
FINCIONAMENTO

Centro Paula Souza


Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral Mês: novembro / 2006

Foram desenvolvidas atividades no laboratório de Eletrônica, para a montagem de final das


placas on board para os alunos executarem suas experiências, e foram testadas as placas para o
projeto final, feito todos os testes possíveis, totalizando 24 horas, conforme o relatório de
atividades.

Sem mais:
ESTAGIÁRIO ORIENTADOR
Ronaldo Carlos Amaral
----------------------------------- -------------------------------

Centro Paula Souza


Centro Estadual de educação “Tecnológica Paula Souza”
Governo do Estado de São Paulo
E.T.E “JORGE STREET”

RELATÓRIO DOS DIAS E ATIVIDADES EXECUTADAS

Estagiário: Ronaldo Carlos Amaral

Seguem nas folhas do Relatório de Estágio, as atividades executadas, o horário de seu inicio e
de seu termino,

totalizando 168 horas.

Sem mais:

ESTAGIÁRIO ORIENTADOR
Ronaldo Carlos Amaral
----------------------------------- --------------------------------

DIREÇÃO DOS CURSOS


RELATÓRIO FINAL
TECNOLÓGICOS
ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral
R.A.: 057697 TURMA: 6NA TSD CURSO: Tecnologia
em Sistemas Digitais
EMPRESA: Escola Técnica Estadual Centro Paula Souza
END: Rua Bell' Aliance, N.º 149 BAIRRO: Jardim São
Caetano CEP: 09581-420
TEL: 4238-7955
INÍCIO: 05/09/2006
AVALIAÇÕES E CONCLUSÕES

1 - Emita sua opinião sobre o estágio que fez, considerando os aspectos positivos e negativos
que neste período interferiram na sua formação profissional.
A minha opinião é excelente, pois, desde minha admissão recebi todos os treinamentos e
acompanhamentos necessários para uma boa conduta na empresa, além da interatividade com
os professores em relação a duvidas peculiares referentes ao trabalho, não deixando que
possíveis duvidas ou problemas externos interferissem no meu trabalho.

2 - Tendo por base, apenas o que foi visto na Escola, quais as dificuldades técnicas encontradas
por você, para a execução das atividades que lhe foram atribuídas no trabalho?
A dificuldade técnica vinda da relação trabalho/escola foi no que se diz a respeito a redes de
computadores. Devido ao avanço tecnológico das centrais telefônicas e de sua comunicação
com o PC passar ser via rede, eu demorei um pouco pra assimilar os seus protocolos,
configurações e funcionamento. Todos superados com o tempo.

3- Seguindo a linha da questão anterior, quais foram as facilidades encontradas ?


Tendo por base que eu já fiz um curso técnico anteriormente, eu não tive grandes dificuldades
na parte de eletrônica com o meu trabalho.

4 - Quanto ao relacionamento, avalie o que ocorreu de positivo e de negativo na sua interação


pessoal com os grupos com os quais trabalhou (chefia, colegas, subordinados).
Em relação ao ambiente de trabalho, a interatividade e a convivência com meus colegas de
trabalho são excelentes, sempre buscando o bem estar de todos e da empresa.

5 - Descreva as disciplinas da grade curricular do seu curso, que mais trouxeram contribuições
para sua capacitação como profissional. Explique por quê.
Para mim, a disciplina de Microcontroladores e Microprocessadores foram de suma importância
para minha capacitação como profissional. Porque como trabalho na manutenção de circuitos
digitais microprocessados e microcontrolados ficou nítido entender o funcionamento desses
sistemas.
6 - Faça sugestões de disciplinas e ou conteúdos que na sua opiniãodeveriam ser acrescentados
no currículodo seu Curso. Explique por quê.
Na minha opinião deveria seracrescentada a disciplina de Instalações Elétricas, para que o
Tecnólogo, alémde um campo de trabalho mais amplo, possa competir com mais qualidade com
osengenheiros.
A meu ver algumas matérias deveriam ser aprimoradas como,por exemplo, a de Rede de
Computadores. Deveriam haver mais aulas praticas, comopor exemplo, configuração da rede
for Windows, confecção de cabo de rede,configuração de equipamentos para tal, etc.
E no caso da matéria de telecomunicações deveria dar maisênfase a novos sistemas de
comunicação como VoIP, Telefonia Digital E1,etc.

7 -Faça sugestões de disciplinas eou conteúdos que em sua opiniãodeveriam ser excluídos do
currículo doseu Curso. Explique por quê.
Em minha opinião nenhuma.Porque as disciplinas cursadas até então, a meu ver são necessárias
na formação de um Tecnólogo qualificado.

8- Cite quais cursosextracurriculares a Escola poderia oferecer para complementar e ou


atualizar aformação de um Tecnólogo na sua Área. Explique por quê.
Curso Extracurricular naárea de eletrônica é muito relativo, porque as áreas de atuação são
diversas e édifícil achar um curso que agrade todo mundo, mas eu me interessaria por cursosna
área de informática, que visem o desenvolvimento de software para controle demaquinas e
equipamentos eletrônicos via COM, Rede ou MODEM.
9 - Faça o comentário que achar necessário(Escola, Empresa e estágio).
AFaculdade foi muito boa estes anos para o desenvolvimento da minha profissão, etenho mais é
que agradecer aos professores, funcionários e aDireção.

A SER PREENCHIDO PELO COORDENADOR DO ESTÁGIO NA EMPRESA

ASPECTOS A SEREM OBSERVADOS AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO

ÓTIMO REGULAR INSUFICIENTE


BOM
ASSIDUIDADE
DISCIPLINA
COOPERAÇÃO
PRODUÇÃO
INICIATIVA
ASSIMILAÇÃO
CULTURA TÉCNICA
RESPONSABILIDADE
DEDICAÇÃO AO
TRABALHO
ORGANIZAÇÃO
Faltou-lhe alguma qualidade profissional importante ? Qual ?
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
Mencione outras observações que julgar úteis :
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________

SANTO ANDRÉ, 10 de Novembro de 2006 .

________________________________________
CARIMBO E ASSINATURA DO RESPONSÁVEL PELA AVALIAÇÃO

PARA USO EXCLUSIVO DA ESCOLA


AVALIAÇÃO DOS RELATÓRIOS PELO COORDENADOR DE CURSO:
ÓTIMO ( ) BOM ( ) REGULAR ( ) INSUFICIENTE ( )
PARECER:______________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
___________________________________
___________________________________
AVALIADOR DA ÁREA
DIRETOR DO CURSO
(CARIMBO E ASSINATURA)
(CARIMBO E ASSINATURA)
CREA número ........................
FICHA DE APROVEITAMENTO PROFISSIONAL NA EMPRESA

IDENTIFICAÇÃO

DADOS PESSOAIS

NOME DO ALUNO: Ronaldo Carlos Amaral R. A .: 057697


CURSO: Tecnologia em Sistemas Digitais RESIDÊNCIA: Rua Tanganica 61 PQ Oratório
09260-070
TEL: 4472-6757
DADOS DA EMPRESA

NOME DA EMPRESA: Escola Técnica ETE Jorge Street do Centro de Educação Tecnológica
Paula e Souza

ENDEREÇO: Rua Bell' Aliance, N.º 149 BAIRRO: Jardim São Caetano CEP: 09581-420
CIDADE: São Caetano do Sul TEL: 4238-7955
RAMO DE ATIVIDADE: Escola Técnica
INÍCIO DO ESTÁGIO: 05/09/2006 TÉRMINO DO ESTÁGIO: 03/04/2006
SEGURADORA: Bradesco Vida e Previdência AS N° DE APÓLICE: 4.185.715-6
FUNÇÃO DO ALUNO: Estagiário
DEPT° OU SEÇÃO DE TRABALHO NA ATIVADADE: Departamento Técnico
HORÁRIO DE TRABALHO: 13h30min às 17h30min h
NÚMERO DE HORAS SEMANAIS: 20 TOTAL DE HORAS NO ESTÁGIO 168 h

A SER PREENCHIDO PELA ESCOLA

MATRÍCULA DE ESTÁGIO NA SECRETARIA ACADÊMICA EM:


INÍCIO DO ESTÁGIO: 05/10/2006 TÉRMINO DO ESTÁGIO: 03/04/2007

___________________________
________________________
ASSINATURA DO ALUNO CARIMBO E ASSINATURA
EMPREGADOR

Por Ronaldo Carlos Amaral


Scribd
Upload a Document
Parte superior do formulário

Search Documents

Parte inferior do formulário


Explore

Documents
• Books - Fiction
• Books - Non-fiction
• Health & Medicine
• Brochures/Catalogs
• Government Docs
• How-To Guides/Manuals
• Magazines/Newspapers
• Recipes/Menus
• School Work
• + all categories

• Featured
• Recent

People
• Authors
• Students
• Researchers
• Publishers
• Government & Nonprofits
• Businesses
• Musicians
• Artists & Designers
• Teachers
• + all categories

• Most Followed
• Popular
• Sign Up
• |
• Log In

1
First Page
Previous Page
Next Page

/ 22
Sections not available
Zoom Out
Zoom In
Fullscreen
Exit Fullscreen
Select View Mode

View Mode
BookSlideshowScroll
Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário


Readcast
Add a Comment
Embed & Share

Reading should be social! Post a message on your social networks to let others know
what you're reading. Select the sites below and start sharing.

Readcast this Document


Parte superior do formulário
bf3899a10a5c7c

Login to Add a Comment


4gen

Parte inferior do formulário

Share & Embed


Add to Collections
Download this Document for Free
Auto-hide: on
FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”
Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
FÁBIO ALEX NASCIMENTO DOS SANTOS
REDES DE COMPUTADORES
Estágio Curricular realizado na empresa:
Araújo & Farias Ltda-Epp
RELATÓRIO FINAL DE CONCLUSÃO
DE ESTÁGIO CURRICULAR
SUPERVISIONADO
Trabalho final apresentado à disciplina deESTÁGIO
CURRICULAR do Curso Superior de Tecnologia em
Rede de Computadores do Instituto Superior de
Tecnologia do Centro Universitário Eurípides de Marília, mantido pela Fundação de
Ensino “Eurípides Soares da Rocha”.
Marília - 2º Semestre de 2006
FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”
Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
FÁBIO ALEX NASCIMENTO DOS SANTOS
REDE DE COMPUTADORES
Estágio Curricular realizado na empresa:
Araújo & Farias Ltda-Epp – QUINTANA
Desenvolvimento e Otimização de uma Rede para avaliação de Estagio
Período do estágio:
De 14 de Agosto de 2006 a 07 de Novembro de 2006
Duração total do Estágio:
248 horas
Marília - 2º Semestre de 2006
FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”
Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO CURRICULAR
Área técnica desenvolvida as atividades:
Área Comercial – Área Produtiva
Desenvolvimento e Otimização de uma Rede para avaliação de Estagio
__________________________________
Elaine Cristina Licório
Supervisor Local
__________________________________
Fábio Dacêncio Pereira
Professor Orientador
__________________________________
José Mário Rando - Marcelo Veri
Coordenador e Supervisor de Estágio
_________________________________
Fábio Alex Nascimento dos Santos
Aluno - Estagiário
Marília - 2º Semestre de 2006

FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”


Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
AVALIAÇÃO DO SUPERVISOR LOCAL DE ESTÁGIO CURRICULAR:

Nome da Empresa: Araújo & Farias Ltda-Epp


Nome do Supervisor: Elaine Cristina Licório
Área de Atuação: Administração
Cargo / Função: Diretora Administrativo
Formação (Curso de maior nível): Ciências Contábeis
Nome do Aluno: Fábio Alex Nascimento dos Santos
Avaliação do estagiário, de acordo com cada situação específica, de zero a dez.
ITENS
Nota
Integração do estagiário ao ambiente e normas da organização
Responsabilidade na realização das atividades de estágio
Desenvolvimento das atividades conforme o planejado
Atitude profissional do estagiário
Aplicação de conhecimentos e habilidades em situações concretas e reais
Desenvolvimento profissional e pessoal
Responsabilidade social, justiça e ética profissional.
Transposição de dificuldades encontradas com criatividade
Outras considerações
Diante do exposto acima considero como muito proveitoso e aprovo o
desenvolvimento do estágio realizado pelo aluno acima em nossa empresa.
Marília, 14 de Novembro de 2006.
______________________________
Elaine Cristina Licório
Supervisor Local de Estágio
Carimbo da empresa
FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”
Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
QUINTA FOLHA - Avaliação do Professor Orientador de Estágio. Este campo
refere-se à
avaliação do professor orientador.
Seguindo o modelo proposto o professor orientador deverá preencher o cabeçalho
com os
dados pedidos, e a seguir atribuir notas de zero a dez para cada situação vivenciada.
Atribuir
nota final que seja a média das notas atribuídas anteriormente. Escrever primeiro em
algarismo e em seguida por extenso. NÃO preencher o campo da coordenação.
FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”
Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
Auto-Avaliação.
O estágio nada mais é do que colocarmos em pratica tudo que aprendemos em sala
de
aula, pela dedicação em buscarmos o melhor para nosso futuro.
Saber buscar, traçar, vários, objetivos fazem parte de nossas vidas e o estagio
fez parte disso tudo, a certeza de que ele me ajudou em minha formação profissional
não tenho duvidas, pois ali em meio aquele ambiente de trabalho, pois não aprendi
apenas sobre minha profissão, mas também ali fiz grandes amigos que me ajudaram
na conduta de um bom estágio e aprendizado em meu currículo.
Realizado ainda não sinto, porém cumpri mais uma parte de objetivos em
minha vida que ficara guardado para sempre, pois foi ali que coloquei todo meu
aprendizado e conhecimento em prática, fazer sempre o melhor isso foi o que
aprendi nestes dois anos e meio de estudos aprender a aprender e nunca imaginar
que sabemos tudo, pois na vida estamos aprendendo coisas novas todos os dias.

FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”


Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST

SUMÁRIO
1.
INTRODUÇÃO.............................................................................................................
........ 9
2. PERFIL
ORGANIZACIONAL......................................................................................... 10
2.1. Dados de
identificação:.................................................................................................. 10 2.2.
Contexto sócio-econômico da localização:....................................................................
10 2.3. Horário de
funcionamento:................................................................. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . . 10 2.4. Histórico da
empresa...................................................................................................... 10
3. ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL............................................................................... 12
3.1.
Organograma..................................................................................................................
12 3.2.
Gestão...........................................................................................................................
. . 12 3.3. Missão
institucional...................................................................................................... 12 3.4.
Atividades e
fins............................................................................................................. 12 3.5.
Número de profissionais...............................................................................................
12 3.6. Corpo
técnico................................................................................................................ 12 3.7.
Pessoal de apoio.............................................................................................................
13 3.8. Outros profissionais............................................................................. . . . . . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 3.9. Como funcionam os
serviços?....................................................................................... 13 3.10. Descrição
física............................................................................................................ 13 3.11.
Condições de funcionamento.......................................................................................
13 3.12.
Recursos.......................................................................................................................
13
4. ANÁLISE TEÓRICA DO CAMPO DE
ESTÁGIO......................................................... 14
4.1. Redes de
Computadores................................................................................................. 14
4.2.
Servidores......................................................................................................................
. 16
A disciplina de Servidores também foi muito utilizado em meu estágio, foi apenas
um
utilizando o Sistema Operacional Linux
Fedora................................................................... 16
Por meio deste Sistema foi criado um servidor de arquivos Samba para acesso e
backup de
arquivos criados durante o dia pelo pessoal do escritório com suas devidas pastas e
permissões, um servidor Proxy para acesso a rede externa, ou seja, a Internet,
também foi
feito através do mesmo um servidor de impressão para facilitar a centralização de
impressão.......................................................................................................................
....... 16
Em informática, um servidor é um sistema de computação que fornece serviços a
uma rede
de computadores. Esses serviços podem ser de diversa natureza, por exemplo,
arquivos e
correio eletrônico. Os computadores que acessam os serviços de um servidor são
chamados
clientes. As redes que utilizam servidores são do tipo cliente-servidor, utilizadas em
redes
de médio e grande porte (com muitas máquinas) e em redes aonde a questão da
segurança
desempenha um papel de grande importância.Redes de computadores.
(APOSTILANDO),
www.apostilando.com.br , Apostila servidor Slackware,
23/10/06...................................... 16
4.3 . Protocolos de comunicação I e II............................................................................
18
Protocolos também muito utilizados no estágio realizado, mesmo que pareçam não
significar muito pois quase nem falamos neles, porém são os mais importantes em
uma
rede de computadores para comunicação tanto de softwares como também da rede
em si.
........................................................................................................................................
...18 No caso do firewall mesmo que foi criado no servidor, ele deixava liberado
certas portas onde liberavam alguns serviços e bloqueavam outros, serviços este que
se utilizam de protocolos para a comunicação dos mesmos, caso MSN, ftp, ssh, pop,
entre outros....... 18
........................................................................................................................................
.19
4.2.1. 5. APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DAS TAREFAS
REALIZADAS.............. 20
5.1 Atividades
Desenvolvidas.............................................................................................. 20
5.2 Resultados
Alcançados.................................................................................................. 20

FUNDAÇÃO DE ENSINO “EURÍPIDES SOARES DA ROCHA”


Mantenedora do Centro Universitário Eurípides de Marília –U NIVEM
Instituto Superior de Tecnologia – IST
4.3. Dificuldades
encontradas............................................................................................... 21
6.0
CONCLUSÃO...............................................................................................................
... 22
REFERÊNCIAS......................................................................................................... . .
. . . . . . . . . 22
1. INTRODUÇÃO
O estágio foi desenvolvido na empresa Araújo & Farias Ltda-Epp, que atua na área
de Fabricação de artefatos de cimento para uso da construção civil.
No estágio foram observadas todas as informações necessárias para que
pudéssemos implantar um sistema que atendesse as necessidades da empresa Araújo
& Farias Ltda-Epp, pois havia um sistema em funcionamento onde na qual os
mesmos não conseguiam se aproveitar de rapidez agilidade dentro da empresa por
constatarem que havia sempre uma perca em relação ao desenvolvimento na área de
informática dos que ali atuavam e pelo mesmo estar defasado em relação a
tecnologia existente hoje.
9
2. PERFIL ORGANIZACIONAL
2.1. Dados de identificação:
Razão Social: Araújo & Farias Ltda-Epp.
Nome Fantasia: Tubos Forte
CNPJ:07.130.173/0001-73
Inscrição Estadual:568.054.607.112
Endereço: Via Perimetral Sul, 5.600.
Bairro: Distrito Industrial - CEP 1 7 6 7 0 -0 0 0 .
Fone: (14) 3488-1259 - FAX: (14) 3488-1333
E-mail:araujo@lif e.co m.br
2.2. Contexto sócio-econômico da localização:
Área Industrial da cidade de Quintana.
2.3. Horário de funcionamento:
De Segunda a Sexta dás 7:00 ás 17:00 com intervalos de 11:00 as 12:12.
2.4. Histórico da empresa
Tudo começou pelos irmãos Ulisses Licório hoje Prefeito da cidade de
Quintana e César Licório secretário da educação no estado de Rondônia onde na
qual fundaram não apenas uma sede na cidade, mas sim duas no ano de 1991 com o
nome tubos Forte uma direcionada na construção de tubos em concreto para
canalizações em redes de esgoto e uma outra empresa direcionada a montagem em
postes de concreto, lajes e lajotas para muro e forros.
A Araújo & Farias Ltda-Epp foi fundada no ano de 2005 com a venda da
Tubos Forte, comprada por Michel Augusto Gabriel Farias e esta mesma vem
atuando neste ramo até os dias de hoje.
A empresa muito forte hoje na região neste ramo graças a seus vendedores e
ao mercado que adquiriu ao longo dos anos em que vem atuando, busca sempre mais
e mais mercado onde no qual o forte é o fornecimento destes materiais
principalmente a prefeituras da região de Presidente Prudente, Assis, Marília,
Araçatuba.
10
A Araújo & Farias Ltda-Epp conta com uma equipe de 22 funcionários
sendo na área administrativa 7 e 15 na área produtiva e esta localizada na cidade de
Quintana a 455 km da cidade de São Paulo uma cidade com 6578 habitantes onde o
forte da cidade é o ramo agrícola.
11
3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL
3.1. Organograma
Michel - presidente, Elaine - diretoria, Vanessa - administrativo, Walter - Marketing,
Eduardo - Produção, Adevanda - Adm/Recepção.
3.2. Gestão
Familiar, desde 1991, após a venda ela deixou de ser uma empresa de porte familiar.
3.3. Missão institucional
A empresa tem uma missão de fabricar e fornecer produtos de alta qualidade,
trabalhando buscando sempre o crescimento da mesma e levando o nome não apenas
da empresa, mas da cidade onde ela também esta localizada.
3.4. Atividades e fins
Consultoria para prefeituras, levando soluções para melhorias nos sistemas
pluviais e de esgoto em várias cidades da região, levando sempre em consideração a
qualidade em seus serviços.
3.5. Número de profissionais
A Araújo & Farias Ltda-Epp conta com 22 profissionais.
3.6. Corpo técnico
Presidência, Diretoria, Administrativo, Marketing, Vendas, Produção
12
3.7. Pessoal de apoio
Uma secretária para atendimento na recepção..
3.8. Outros profissionais
A Araújo & Farias Ltda-Epp conta com uma pessoa que cuida da limpeza.
3.9. Como funcionam os serviços?
São executadas da seguinte maneira, são efetuadas as vendas, repassado ao
administrativo, sendo aprovado a venda, então é efetuada a programação de
fabricação dos produtos pelo administrativo, depois é repassada a linha de produção
onde serão produzidos os mesmos, e efetuado a entrega a seu consumidor final.
3.10.Descrição física
Salas: Presidente, Departamento Administrativo e Marketing, Vendas/
Informática, Auditório para reuniões, Garagem, Dois Banheiros, Um Barracão de
Manutenção dos Transportes Totalizando a área da empresa totaliza-se 5500mts².
O setor onde é efetuado o estágio esta localizado juntamente a Sala Vendas
havendo apenas uma separação por meio de uma parede onde na qual se localiza o
Servidor Dedicado e um Switch, com uma mesa, duas cadeiras e um armário
contendo tudo em relação a softwares e hardware que é utilizado dentro da empresa
este local tem 19mts².
3.11. Condições de funcionamento
A sala contém sistema climatizado através de um ar condicionado e
iluminação em fluorescentes, sistema estabilizado com no-breaks para distribuição
para todo o sistema de informática da empresa.
3.12.Recursos
Os recursos na verdade, são apenas os softwares existentes na empresa e os
equipamentos de hardware, equipamentos estes que são mesclados em computadores
novos e seminovos.
Os equipamentos existentes são,1 Pentium 4 2.6 Ghz, 3 Pentium 800mhz, 2
Celeron 1.0Ghz, 1 impressora multifuncional da HP, 2 laserjet 2100, e toda linha de
software que a empresa utiliza.
13

4. ANÁLISE TEÓRICA DO CAMPO DE ESTÁGIO


4.1. Redes de Computadores
A disciplina de Redes de computadores foi a mais utilizada em meu estagio,
pois foi através dela que consegui impor todo meu conhecimento em prática e
ultrapassar barreiras principalmente de nunca ter feito algo deste tipo sozinho.
Ao implementar a rede eu utilizei a topologia estrela onde na qual ela compunha seis
computadores tipo Desktop.
Utilizando o tipo cliente/servidor, os clientes fazem as requisições tanto de
arquivos como de acesso a Internet dependendo de uma máquina Server para atender
a estas solicitações.(LINUXIT),www.l inuxit. com.br, REDES, 22/09/06
A topologia de rede utilizada para esta montagem foi a tipo estrela, utilizando
também um switch de oito portas para interligação dos mesmos.
Basicamente, uma rede de trabalho é um sistema que permite a
comunicação entre pontos distintos, ou seja, um sistema que permite a troca de
informações. Os componentes básicos de uma rede de trabalho (ou rede de
informações) são um emissor (origem da informação), o meio através da qual a
informação trafega (o canal), um receptor (o destino da informação) e finalmente a
mensagem, que nada mais é do que a informação em si. Um exemplo comum seria
uma pessoa falando no telefone com outra pessoa: O emissor seria quem está
falando, o canal seria a linha telefônica, o receptor a pessoa que está ouvindo e a
mensagem seria a própria mensagem que está sendo comunicada. Ao longo dos anos
as ferramentas para a comunicação de dados foram evoluindo gradativamente, de
modo a tornar a troca de informações rápida, fácil e mais eficiente.
Uma rede de computadores baseia-se nos princípios de uma rede de
informações, implementando técnicas de hardware e software de modo a torná-la
efetivamente mais dinâmica, para atender às necessidades que o mundo moderno
impõe. Redes de computadores incluem todos os equipamentos eletrônicos
necessários à interconexão de dispositivos, tais como microcomputadores e
impressoras. Esses dispositivos que se comunicam entre si são chamados de nós,
estações de trabalho, pontos ou simplesmente dispositivos de rede. Dois
computadores, ou nós seria o número mínimo de dispositivos necessários para
formarmos uma rede de computadores.
14
O número máximo não é predeterminado, teoricamente todos os computadores do
mundo
poderiam estar interligados.
15
4.2. Servidores
A disciplina de Servidores também foi muito utilizado em meu estágio, foi apenas
um
utilizando o Sistema Operacional Linux Fedora.
Por meio deste Sistema foi criado um servidor de arquivos Samba para acesso e
backup de arquivos criados durante o dia pelo pessoal do escritório com suas
devidas pastas e permissões, um servidor Proxy para acesso a rede externa, ou seja,
a Internet, também foi feito através do mesmo um servidor de impressão para
facilitar a centralização de impressão.
Também por meio deste servidor foram criadas regras de segurança por meio de
Iptables para bloquear certas aplicações como MSN e orkut pelos funcionários.
Eminformática, um servidor é um sistema decomp utação que fornece serviços a
uma
rede de computadores. Esses serviços podem ser de diversa natureza, por exemplo,
arquivose correio eletrônico. Os computadores que acessam os serviços de um
servidor são chamadosclientes. As redes que utilizam servidores são do tipocliente-
servidor, utilizadas em redes de médio e grande porte (com muitas máquinas) e em
redes aonde a questão dasegurança desempenha um papel de grande
importância.Redes de computadores.(APOSTILANDO), www.apostilando.com.br ,
Apostila servidor Slackware, 23/10/06.
A história dos servidores tem, obviamente, a ver com as redes de
computadores. Redes permitiam a comunicação entre diversos computadores, e, com
o crescimento destas, surgiu a idéia de dedicar alguns computadores para prestar
algum serviço à rede, enquanto outros se utilizariam destes serviços. Os servidores
ficariam responsáveis pela primeira função.
Servidor de arquivos: Servidor que armazena arquivos de diversos usuários.
Servidor web: Servidor responsável pelo armazenamento de páginas de um
determinado site, requisitados pelos clientes através de browsers.
Servidor de e-mail: Servidor responsável pelo armazenamento, envio e recebimento
de mensagens de correio eletrônico.
16
Servidor de impressão: Servidor responsável por controlar pedidos de impressão de
arquivos dos diversos clientes.
Servidor de banco de dados: Servidor que possui e manipula informações contidas
em um banco de dados, como, por exemplo, um cadastro de usuários.
Servidor DNS: Servidores responsáveis pela conversão de endereços de sites em
endereços IP e vice-versa, ou sistema de nomes de domínios.
Servidor Proxy: Servidor que atua como um cache, armazenando páginas da
Internet recém-visitadas, aumentando a velocidade de carregamento destas páginas
ao chamá-las novamente.
17

4.3. Protocolos de comunicação I e II


Protocolos também muito utilizados no estágio realizado, mesmo que pareçam não
significar muito pois quase nem falamos neles, porém são os mais importantes em
uma rede de computadores para comunicação tanto de softwares como também da
rede em si.
No caso do firewall mesmo que foi criado no servidor, ele deixava liberado certas
portas onde liberavam alguns serviços e bloqueavam outros, serviços este que se
utilizam de protocolos para a comunicação dos mesmos, caso MSN, ftp, ssh, pop,
entre outros.
Em sentido restrito, Protocolo significa, algo que se pré-dispõe a por algo
pronto a ser utilizado, através de recursos a ele atribuídos, ou ainda, é a
padronização de leis e procedimentos que são dispostos a execução de uma
determinada tarefa. (APOSTILANDO), www.apostilando.com.br ,
108_sistemasoperacionais.doc, 15/09/06
Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão
que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos,
uma rede não funciona. Um protocolo especifica como um programa deve preparar
os dados para serem enviados para o estágio seguinte do processo de comunicação.
Os protocolos para Internet e também para rede no caso TCP-IP que foi
utilizado para configuração de nossa rede por se tratar de um protocolo roteavel,
formam o grupo de protocolos de comunicação que implementam a pilha de
protocolos sobre a qual a Internet e a maioria das redes comerciais funciona. Eles
são algumas vezes chamados de "protocolos TCP/IP", já que os dois protocolos mais
importantes desse modelo são: o protocolo TCP – Protocolo de Transmissão - e o IP
que funciona como endereçamento de cada ponto,como se fossem números de casas
para sua identificação em cada rua.
O POP3 também utilizado em nossa rede para envio e recebimento de e-
mails é um protocolo utilizado no acesso remoto a uma caixa de correio eletrônico.
O POP3 está definido no RFC 1225 e permite que todas as mensagens contidas
numa caixa de correio eletrônico
18
possam ser transferidas seqüencialmente para um computador local. Aí, o usuário
pode ler as
mensagens recebidas, apagá-las, responder-lhes, armazená-las, etc.
SNMP é um protocolo de gestão típica de redes TCP/IP, da camada de
aplicação que facilita o intercâmbio de informação entre os dispositivos de rede. O
SNMP possibilita aos administradores de rede gerir o desempenho da rede, verificar
certas dificuldade, encontrar e resolver problemas de rede, e planejar o crescimento
desta para um melhor aproveitamento da mesma, existem vários programas de
gerenciamento de redes gratuitos como o Look@lan também o mrtg que busco
sempre utilizá-lo.
19
4.2.1.5. APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DAS TAREFAS
REALIZADAS
5.1 Atividades Desenvolvidas
No estágio realizado foi realizado um novo sistema em tecnologia de rede por estar
defasado e muito em relação as tecnologias atuais.
Nas atividades desenvolvidas foi gerado um relatório onde na qual entrou
em discussão o que seria necessário mudar para melhorar o desempenho da rede e
agilidade também de seus usuários.
Feito isso começamos as mudanças onde antes havia um Servidor rodando
Windows 98, e onde seus clientes eram também Windows 98 todos agindo como
servidores na verdade, como um grupo de trabalho sem uma certa organização nos
dados, onde se tornava uma rede lenta sem um servidor dedicado a aplicação ou a
impressão pois todos tinham compartilhamentos sem uma organização de pastas e
sem segurança pois ali não havia sequer um firewall para bloqueio de certas
aplicações que os usuários eram acostumados a acessar.
5.2 Resultados Alcançados
Os resultados alcançados foram os melhores pois a partir da instalação de
um servidor dedicado com sistema Linux Fedora a rede se tornou mais rápida e
segura, com o bloqueio de certas aplicações efetuadas com o pacote IPTABLES que
vem junto a distribuição, Um servidor Proxy montado com Squid, sem dizer no
servidor de aplicações dedicado SAMBA , onde conseguimos um controle
centralizado por meio de pastas de acesso por nível de usuário e Departamentos.
Um servidor dedicado de Impressão também nesta mesma máquina afin de
deixar centralizado todas as impressões da rede por meio de uma impressora
multifuncional e outras duas laserjet em uma outra maquina.
Foi também efetuado backup de todos os aplicativos e dados que a empresa
tinha em suas maquinas e modificado o sistema operacional das maquinas clientes
de Windows 98 para Windows XP .
Com esta organização a diferença foi sentida por todos, pois se tornou uma rede com
mais segurança e rapidez acima de tudo para os clientes que ali se utilizam da
mesma.
20
4.3. Dificuldades encontradas
No caso do backup e reinstalação de certos aplicativos foram encontradas
algumas dificuldades. Também na montagem do servidor de impressão no momento
da configuração da impressora.
Outro ponto que deixei a desejar, pois não tinha muito conhecimento do
mesmo foi na instalação e configuração do Squid porem com determinação e busca
em informações para configuração do mesmo, consegui deixá-lo rodando
perfeitamente com restrições a black lists criadas para usuários não terem acesso a
certos sites.
21

6.0 CONCLUSÃO
Graças a uma boa dedicação na implantação, o sistema esta em perfeitas condições,
funcionando sem problema algum.
Acredito que no modo em geral consegui alcançar tanto as necessidades da
empresa quanto as minhas também, pois no começo me senti meio sem jeito para
começar a desenvolver o sistema porem com o passar do tempo, fui buscando
informações e perdendo o receio no primeiro trabalho, assim consegui desenvolvê-
lo, tranqüilamente e acredito que acima de tudo com qualidade.
A empresa também pelo que vejo ficou muito contente com o novo sistema,
e acredito que daqui por diante é aprender e aprender, pois só assim conseguiremos
sempre conseguir algo mais em nossas vidas nunca desistindo, pois todos os dias são
dias para estar se aprendendo e por isso consegui desenvolver tudo isso.
REFERÊNCIAS

APOSTILANDO,www.apostil ando.co m.br, 108_sistemasoperacionais.doc,


15/09/06.
APOSTILANDO, www.apostilando.com.br, Apostila servidor Slackware, 23/10/06.
LINUXIT, w ww. l i n u x i t . c o m. b r, REDES, 22/09/06.
22