EDUCACIONAL

Física
Eletrodinâmica

RESISTORES
01. (UNIFESP/2002) Num livro de eletricidade você encontra três informações: a primeira afirma que isolantes são corpos que não permitem a passagem da corrente elétrica; a segunda afirma que o ar é isolante e a terceira afirma que, em média, um raio se constitui de uma descarga elétrica correspondente a uma corrente de 10000 ampères que atravessa o ar e desloca, da nuvem à Terra, cerca de 20 coulombs. Pode-se concluir que essas três informações são: a) coerentes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elétrica é de 0,002 s. b) coerentes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elétrica é de 2,0 s. c) conflitantes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elétrica é de 0,002 s. d) conflitantes, e que o intervalo de tempo médio de uma descarga elétrica é de 2,0 s. e) conflitantes, e que não é possível avaliar o intervalo de tempo médio de uma descarga elétrica. Resolução: Da definição de corrente elétrica: i=
Q 20 ⇒ 10 000 = ⇒ ∆t = 0,002 s ∆t ∆t

As informações são conflitantes, pois a primeira afirma que corpos isolantes não permitem a passagem de corrente e, através da segunda e da terceira, percebemos que pode haver passagem de corrente em corpos isolantes. Alternativa C

02. (PUC/2002) A instalação elétrica de uma residência cujo valor de tensão elétrica é 120 V está protegida por um disjuntor de 30 A. A função do disjuntor é: a) impedir a passagem de correntes elétricas acima de 30A na instalação elétrica da residência. b) regular a tensão elétrica da residência para valores em torno de 120V. c) aumentar o valor da tensão elétrica para que se possam utilizar aparelhos elétricos em 220V. d) transformar os valores das potências elétricas dos aparelhos eletrodomésticos em valores compatíveis com a instalação elétrica. e) diminuir os valores da resistência elétrica dos aparelhos elétricos utilizados na residência.

Resolução:

Alternativa A

Aguarde Resolução Completa

FISEXT2003-R

1

2

FÍSICA

ELETRODINÂMICA
EDUCACIONAL

03. (PUC/2002) Uma partícula está eletricamente carregada e tem 100 elétrons em excesso. Considerando-se o valor da carga elementar como sendo | e | = 1,6 . 10–19 C, podemos afirmar que a partícula tem carga a) b) c) d) e) positiva de valor 1,6 . 10–17 C positiva de valor 1,6 . 10–21 C negativa cujo módulo é 1,6 . 10–17 C negativa cujo módulo é 1,6 . 10–21 C negativa cujo módulo é 100 C

Resolução:

Alternativa A

Aguarde Resolução Completa

04. A ddp entre uma nuvem e o solo é de 8,0 . 106 V. Uma descarga elétrica ocorre, durante a qual 80 C da carga são transferidas da nuvem para o solo. O trabalho das forças elétricas vale: a) b) c) d) e) 8,0 . 105 6,4 . 108 6,4 . 107 8,0 . 106 é nulo J J J J

Resolução:

Alternativa B

Aguarde Resolução Completa

05. (FM-Pouso Alegre-MG) Pela secção transversal de um condutor passam 10 11 elétrons de carga –e (e = 1,6 . 10–19C), durante 1,0 . 10–6 s. A intensidade de corrente elétrica nesse condutor é a) b) c) d) e) 1,6 . 10–6 A 1,6 . 10–2 A 0,625 . 10–2 A 1,6 . 10–8 A 0,625 . 10–8 A

Resolução:

Alternativa D

Aguarde Resolução Completa

06. (UNEB-BA) A corrente elétrica em um condutor metálico se deve ao movimento de: a) íons de metal, no mesmo sentido convencional da corrente. b) prótons, no sentido oposto ao sentido convencional da corrente. c) elétrons, no sentido oposto ao sentido convencional da corrente. d) elétrons, no mesmo sentido convencional da corrente. e) prótons, no mesmo sentido convencional da corrente.

Resolução:

Alternativa C

Aguarde Resolução Completa

FISEXT2003-R

10–2 A Aguarde Resolução Completa t (s) 0 2 4 6 8 a) a carga elétrica que atravessa uma seção do condutor em 8 s. de acordo com o gráfico abaixo.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 3 07. Só a afirmação I é correta. passagem de 6.6 . Nenhuma das anteriores. Sendo a carga elementar e = 1. determine: i (mA) 64 Resolução: a) 3. b) o número de elétrons que atravessa uma seção do condutor durante esse mesmo tempo. (FATEC) Num circuito de corrente contínua circula. As duas afirmações estão incorretas.0 . durante 5 minutos. 10–1 C 600 C 1200 C Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa 08. Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa 09. a corrente de 2 ampères. Um ampère corresponde a: I. c) a intensidade média de corrente entre os instantes 0 e 8 s.25 . 1018 cargas elementares por segundo através de uma seção transversal de um condutor (carga elementar e = 1. A carga que atravessa o circuito. II. a) b) c) d) e) Só a afirmação I é correta.0 .6 . As duas afirmações estão corretas. um coulomb por segundo. com o tempo. (IME-RJ) A intensidade da corrente elétrica em um condutor metálico varia. é de: a) b) c) d) e) 2A 10 C 4 . neste intervalo de tempo. 10–19 C). FISEXT2003-R . 10–1 C b) 2.2 . 1018 elétrons c) 4. 10–19 C.

6 . O gráfico abaixo representa a intensidade da corrente que percorre um condutor em função do tempo. U = 1200 . (PUC) Uma corrente de 4 A de intensidade é mantida em um circuito por uma bateria de 12 V. durante 5 min.4 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 10. (3 – 1) = 4 C Q Alternativa D 1 2 3 4 t (s) FISEXT2003-R . Resolução: τ = U .125 . Calcule a energia elétrica fornecida pela bateria. 60 ⇒ ∆t Q = 1200 C τ = Q . c) a intensidade média de corrente entre 0 e 6 s. 5 = 60 J 12. O gráfico abaixo representa a intensidade da corrente que percorre um condutor. 12 = 14400 J 13. determine: i (mA) 12 Resolução: a) Q = 0. 1017 elétrons c) i = 0. Sendo a carga elementar e = 1. Determine a energia elétrica fornecida a 5 C de carga elétrica que atravessa uma bateria de 12 V. 10–19 C.05 C b) n = 3. b) o número de elétrons que nesse intervalo de tempo atravessou a secção. 11. A carga que atravessa uma secção transversal entre os instantes t = 1 s e t = 3 s vale: a) b) c) d) e) 1C 2C 3C 4C 5C 3 2 1 I (A) Resolução: i= ∆t ⇒ Q = i . em função do tempo. q = 12 . ∆t ⇒ Q = 2 . Resolução: i= Q ⇒ 4= Q 5 .01 A = 10 mA Aguarde Resolução Completa 8 0 t (s) 5 a) a carga elétrica que atravessa uma secção transversal do condutor em 5 s.

da ordem de: a) 10–12 b) 10–5 c) 10–8 d) 10–2 e) 101 Resolução: 1000 m 1m 2 x 10–3 C x x = 2 x 10–6 C/m V= 1m ∆S ⇒ 5 x103 = ⇒ ∆t = 0. Alternativa A A B ⇒ A 1Ω B Alternativa D 2Ω FISEXT2003-R . íons do metal. ao acúmulo de cargas no meteorito uma corrente elétrica média. elétrons.33 Ω 4Ω 3Ω 2Ω 4Ω 1Ω B Resolução: a) b) c) d) e) I3 + I4 = I1 + I2 I3 = I1 + I2 + I4 I1 + I4 = I3 + I2 I1 = I3 + I4 + I2 I1 + I3 = I2 + I4 ⇒ A 4Ω 2Ω B ⇒ 2Ω Resolução: A soma das correntes que chegam é igual à soma das correntes que saem. I3 e I4 são as intensidades das correntes elétricas não-nulas que passam pelos fios que se cruzam no ponto P. a resistência equivalente entre os terminais A e B é de: A a) b) c) d) e) 10 Ω 5. 2 x10−3 s ∆t ∆t i= Q 2 x 10−6 = = 10−2 A ∆t 0. a) b) c) d) e) prótons. está esquematizado um trecho de um circuito elétrico onde I1. 7. o meteorito acumula uma carga elétrica de 2 x 10–3 Coulombs. elétrons.0 x 1013 partículas 14. (UF Viçosa) Um meteorito penetra na atmosfera terrestre com uma velocidade média de 5 x 103 m/s. Determine o tipo e o número de partículas carregadas que atravessam uma secção tranversal desse condutor por segundo. (PUC) Para o circuito da figura. Pode-se associar.Chagas) Nesta figura. em ampères.0 x 1019 partículas 14.2 µA percorre um condutor metálico.33 Ω 2.0 x 1013 partículas Resolução: i=n.e 11. 1.0 Ω 0. I2.0 x 1016 partículas 7. A carga elementar é: e ≅ 1. (PUC) Uma corrente elétrica de intensidade 11. (F.6 x 10–19 n = 7 x 1013 partículas (elétrons) Alternativa E 15.4 Ω 1.C.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 5 14.6 x 10–19 C.0 x 1016 partículas 7. A cada quilômetro que percorre.2 x 10–6 = n . prótons. Qual é a relação entre as intensidades dessas correntes? I3 P I1 I4 I2 17. 2 x10−3 Alternativa D 16.

4 = 80 V Cálculo da corrente no resistor de 10 Ω: I= • U 80 = = 8A R 10 Resolução: Redesenhando o circuito.6 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 18. Determinar a resistência equivalente do circuito. R A R R R 19.0 17 Ω Ω ⇒ A R 2 B P Q 3R 2 Resolução: Alternativa A R 3R . i = 20 . 3R R eq = 2 2 = 8 R 3R + 2 2 Aguarde Resolução Completa FISEXT2003-R .0 Ω 2. entre os pontos A e B.5 A e 2 Ω 80 A e 160 Ω 20 Ω 4A I 16 A 10 Ω R B R Resolução: • Cálculo da ddp no resistor de 20 Ω: U = R .6 Ω 1.6 Ω 4. (FATEC) O sistema esquematizado tem resistência equivalente a: B ⇒ A R 2 R a) b) c) d) e) 4.8 Ω 3. (FUVEST) Na associação de resistores da figura abaixo.0 Ω 4. respectivamente: a) b) c) d) e) 8Ae5Ω 5Ae8Ω 1.6 A e 5 Ω 2.1 Ω 3.0 Ω 5. os valores de I e de R são. temos: R • A R B Cálculo da resistência R: R= U 80 = = 5Ω i 16 R R Alternativa A R R 2 20.0 Ω 9. em função de R.

pelo resistor R5. da resistência equivalente RAB.0 i R2 R1 10 A R3 i R4 R5 Resolução: Alternativa B c) 3.0 d) 4. qual será o valor da corrente i.0 Aguarde Resolução Completa FISEXT2003-R . os cinco resistores apresentam a mesma resistência elétrica.0 ampère. da associação de resistores representada abaixo ? A 10 Ω Resolução: 31 Ω 2 Ω 6 Ω Aguarde Resolução Completa 6 Ω 2 Ω 3 Ω 20 Ω 6 Ω B 23.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 7 21. Quando.Chagas) Os seis resistores do circuito esquematizado abaixo são ôhmicos. (UF-SC) Qual é o valor. (F.C. Considerando A e B como terminais da associação. passar uma corrente elétrica de intensidade igual a 1. em ohms.0 b) 2. (UE-Londrina-PR) No circuito elétrico representado abaixo.0 e) 5. em ampères ? a) 1. A resistência elétrica de cada resistor é igual a R. qual é a resistência elétrica do conjunto ? a) 2 R b) R c) d) e) R 2 3R 2 3R 4 B A Resolução: Alternativa E Aguarde Resolução Completa 22.

l ρ . consequentemente diminuímos R Alternativa B 26.7 Ω b) P = ⇒ 1220 = 25. ρ .55 A R ≅ 39. l 2 . a resistência elétrica de um fio condutor é inversamente proporcional à área de sua secção reta. (FUVEST) Considere dois fios de cobre. R= ρ.l A . II. Baseado nessas informações. l 2 . l 1 A 2 = . A 2 A 2  π ( 2r1 )  = = 2 = 2  = 16 ⇒ R1 = 16 R2 R 2 A1 . devemos: a) b) c) d) e) aumentar o comprimento do fio da resistência diminuir o comprimento do fio da resistência mudar a voltagem para 110 V aumentar a capacidade do fusível na caixa de entrada ligar uma segunda resistência. com aquela existente Resolução: Para aumentar a potência. submetido à mesma diferença de potencial ? 27.l1 A1 A e R2 = R1 = ρ. respectivamente. em série. devemos diminuir a resistência.l 2 A2 ⇒ R1 ρ . l2 ⇒ l1 = A2 . (UNICAMP) Sabe-se que: I. l b) U = i . i 220 2 R ⇒ ⇒ i ≅ 5. a intensidade da corrente elétrica que atravessa um fio condutor é inversamente proporcional à resistência elétrica do fio. de raio igual a 2 mm. l1 = A2 .A i= = ρ. l ⇒ 2 R1 l 1 . ligado a uma rede de 220 V.ρ. V1 = d2 . ρ . Qual será a relação entre R1 e R2? a) R1 = 2 R2 b) R1 = 4 R2 c) R1 = 16 R2 d) R1 = R2 e) R1 = 1/2 R2 Resolução: a) i = U R A U U . V2 A1 .8 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 24. resolva os ítens abaixo: a) Como a intensidade da corrente em um fio condutor está relacionada com a área de secção reta do fio ? b) Se a corrente que atravessa um fio de 1 mm de raio é de 5 A. (UNICAMP) Um chuveiro elétrico. A1 A 2   π ( r1 )  1   Alternativa C 2 FISEXT2003-R . Sejam R1 e R2 as resistências elétricas dos fios fino e grosso. a) Qual a intensidade de corrente elétrica utilizada pelo chuveiro ? b) Qual a resistência do chuveiro ? Resolução: U = 220 V P = 1220 W a) P=U. qual será a corrente que atravessa um fio do mesmo material. supondo uma vazão constante. mas os dois têm a mesma massa.1 2 = π. l A i1 . consome 1220 W de potência. l i 2 .A1 m1 = m2 ⇒ d1 .22 i2 ⇒ i2 = 20 A Resolução: R= ρ.A 2 = R 2 l 2 . l = ⇒ A1 A2 5 π. diminuindo l. de mesmo comprimento. R2 A1 ρ . Um tem o dobro do diâmetro do outro.l ρ. Se o aquecimento da água for insuficiente para tornála mais quente. l 2 A1 d1 = d2 mesmo fio (cobre) ∴ V1 = V2 2  R1 A 2 .l A R= ρ.i U2 R ⇒ 1220 = 220 . (PUC) Um chuveiro elétrico funciona com voltagem de 220 V.

0 A I3 = 6. foram introduzidos três amperímetros (A1. os amperímetros A 1 .0 A I2 = 3.i 2 3 FISEXT2003-R . respectivamente. aquela que apresenta a maior resistência elétrica entre seus terminais é a) Resolução: a) Req = R 3 (paralelo) (curto-circuito) b) Req = 0 c) Req = R + R 3R = 2 2 b) d) Req = 2R . Dentre essas.0 A I3 = 11 A I3 = 9. A 2 e A3 indicarão.5 A I1 = 2. I 2 e I 3 com valores aproximados de Resolução: Pode-se redesenhar o circuito da seguinte maneira: L A3 L M L A2 L L U Associação 1 Associação 2 A4 N Associação 3 A1 M A1 A3 1444444444 24444444444 4 3 Sabendo que todas as lâmpadas possuem uma mesma resistência R. i4 ⇒ U = A4 2R .0 A I2 = 4. Nesse trecho. (FUVEST/2002) Para um teste de controle. temos: U = REQ . 2 e 3.0 A I2 = 3. obtemos: a) b) c) d) e) I1 = 1. (FUVEST/2001) Dispondo de pedaços de fios e 3 resistores de mesma resistência.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 9 28.0 A U1 = R1 i1 ⇒ U2 = R2 i2 ⇒ U3 = R3 i3 ⇒ Alternativa C 4R = 2R i1 4R = R i2 4R = ⇒ ⇒ ⇒ i1 = 2A i2 = 4A i3 = 8A R . cada uma delas com resistência invariável R.0 A I1 = 1. a maior resistência equivalente é a da letra C. interligadas como na figura. d) Alternativa C e) 29. entre M e N.0 A I1 = 8. encontram-se cinco lâmpadas. Nessas condições. foram montadas as conexões apresentadas abaixo. por onde passa uma corrente total de 14 A (indicada pelo amperímetro A4).0 A I2 = 2. A2 e A3) em um trecho de um circuito. obtemos: REQ = A2 2R 7 Sendo 14 A a corrente registrada pelo amperímetro A4.0 A I1 = 5. 14 7 ⇒ U = 4R Aplicando a mesma equação para as associações denominadas 1.0 A I2 = 4. R 2R = 2R + R 3 (curto-circuito) c) e) Req = 0 Logo. correntes I 1 .5 A I3 = 8.0 A I3 = 2.

10–8 1.0 . (FEI/2001) Abaixo estão fornecidas as resistividades a 20ºC de diversas substâncias.0 A I = 11.0 . 1013 2. Qual o melhor par condutor isolante para se produzir um cabo elétrico de alta eficiência. Quando o ferro é ligado numa tomada de 220V. O comprimento total do fio é dado por: a) b) c) d) e) 2m 4m 8m 10 m 12 m Resolução: Alternativa ????? Aguarde Resolução Completa 31.2 A I = 8. qual a corrente que atravessa a sua resistência ? a) b) c) d) e) I = 5. (FEI/2002) Qual o valor da resistência A para que a resistência equivalente do circuito seja 2R ? a) b) c) d) e) 0 2R 4R 6R 8R 2R R A Resolução: Alternativa C Aguarde Resolução Completa 32.m) 1. 1012 1.8 A Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa 33. 108 1. 10–8 1. verifica-se que a resistência do resistor passa a ser de 15 Ω.5 A I = 10.8 .0 A I = 18. (FEI/2002) Um ferro elétrico possui potência P = 4000 W.0 . Material prata vidro cobre Madeira Borracha Alumínio a) b) c) d) e) prata-vidro cobre-borracha cobre-madeira prata-borracha alumínio-madeira Resistividade (Ω.6 .7 . 10–8 Resolução: Alternativa C Aguarde Resolução Completa FISEXT2003-R .10 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 30. A resistência elétrica de um resistor de fio metálico é 60 Ω. Cortando-se um pedaço de 3m de fio.

e) duplicar o comprimento e o diâmetro. Sabendo que o manual do fabricante informa que essa máquina tem potência de 450W. da máquina de lavar roupa. Percebeu.25 R devemos: a) cortar metade do comprimento do fio matendo o diâmetro. então. utiliza-se. b) duplicar o diâmetro mantendo o comprimento. c) duplicar o comprimento matendo o diâmetro. (FEI/2001) Um fio condutor com secção circular de diâmetro D e comprimento l possui resistência R. quer determinar qual o consumo relativo à utilização. em kWh ? a) b) c) d) e) 2 2. uma associação de lâmpadas em série como a da figura. qual foi o consumo encontrado. (PUC/2001) Na iluminação de árvores de Natal. que os ciclos de lavagem duram 30 minutos e que a máquina é utilizada durante 12 dias no mês (30 dias). a resistência equivalente do circuito. preocupado em economizar energia elétrica em sua residência. com freqüência.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 11 34.7 5. Se quisermos um condutor de mesmo material cuja resistência seja 0. Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa 35. Então. (PUC/2002) Um jovem. será: Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa a) 48 Ω b) 16 Ω c) 8Ω d) 144 Ω e) 288 Ω FISEXT2003-R . d) diminuir o diâmetro pela metade mantendo o comprimento. durante o mês. Suponha que cada uma das oito lâmpadas representadas tenha a especificação 6V – 2W.4 20 27 Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa 36.

(MACK/2002) Deseja-se alimentar a rede elétrica de uma casa localizada no sítio ilustrado abaixo. Em A tem-se o ponto de entrada do sítio. d) O corpo do passarinho é um bom condutor de corrente elétrica. a 1. Para que isso ocorra. as possibilidades de linhas de transmissão de A até B apresentadas pelo eletricista foram a 1 (linha pontilhada) e a 2 (linha cheia).: Desconsiderar as perdas. a) b) c) d) e) 2000 1000 3000 2500 1500 casas casas casas casas casas A B a) A diferença de potencial elétrico entre os dois pontos de apoio do pássaro no fio (pontos A e B) é quase nulo. a 1. em B. 72 m casa B sítio FISEXT2003-R . que “recebe” a energia da rede pública e. deseja-se que no ponto B chegue a mesma intensidade de corrente elétrica. Resolução: Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa Alternativa A Aguarde Resolução Completa 39. (PUC/2001) Os passarinhos. o ponto de entrada da casa.2 vezes o diâmetro do fio utilizado na linha 2. Quantas casas de uma cidade podem ser servidas de energia elétrica.72 vezes o diâmetro do fio utilizado na linha 2. porém. mesmo pousando sobre fios condutores desencapados de alta tensão. b) A diferença de potencial elétrico entre os dois pontos de apoio do pássaro no fio (pontos A e B) é muito elevada. Devido a irregularidades no terreno.6 vezes o diâmetro do fio utilizado na linha 2. a 0. Com uma mesma demanda de energia. não estão sujeitos a choques elétricos que possam causar-lhes algum dano. o diâmetro do fio a ser utilizado na linha 1 deverá ser igual: rede pública 72 m linha 1 A 10 m 0 linha 2 a) b) c) d) e) ao diâmetro do fio utilizado na linha 2. supondo que todas possuam 50 lâmpadas de 60 W e que a vazão da usina é 6 m3/s de água ? Obs. independentemente da opção escolhida e utilizandose fios de mesmo material. e) A corrente elétrica que circula nos fios de alta tensão é muito baixa. a 0.44 vezes o diâmetro do fio utilizado na linha 2.12 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 37. Qual das alternativas indica uma explicação correta para o fato ? 38. c) A resistência elétrica do corpo do pássaro é praticamente nula. somente uma será instalada. (FEI/2000) A altura do lago de uma usina hidrelétrica é de 50 m em relação às turbinas.

os resistores R1 e R2 têm resistência R e a bateria tem tensão V. (FUVEST) No circuito a seguir. O resistor R3 tem resistência variável entre os valores 0 e R.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 13 Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa 40. dissipada em um dos elementos do circuito. A curva desse gráfico só pode representar a: R1 R3 V R2 P a) b) c) d) e) potência dissipada no resistor R1 potência dissipada no resistor R2 potência dissipada no resistor R3 diferença entre as potências dissipadas em R2 e R3 soma das potências dissipadas em R2 e R3 0 R3 R Resolução: Para R3 = 0 ⇒ R2 está em curto-circuito Req = R1 = R i= V R ⇒ 2 p=R V R R1 F I H K ⇒ 2 p= V R V R2 Para R3 = R Req = R 2 R 3 + R = R + R = 3R 1 2 R2 + R3 2 R1 i2 i = V = 2V 3R 3R 2 p’ = R ⇒ i2 = i 2 2 p’= V 9R ⇒ i2 = V 3R V R2 R3 F V I2 H 3R K ⇒ ∴ p’< p Alternativa A FISEXT2003-R . em função do valor da resistência de R3. O gráfico mostra qualitativamente a variação da potência P.

a potência “consumida” por esse equipamento é de. 3600 s 40 s ⇒ P = 324 W Alternativa D original. visível externamente. Nesse caso.6 watt-hora. aproximadamente. aproximadamente. de 110V. temos que: i2 = 3 .0 4.0 42. em uma residência. i 2 + 3R .0 A e o de tensão 2. que pode girar. um medidor de corrente A. apenas um equipamento ligado.0 R c) 32 W d) 48 W i1 e) 64 W R Resolução: U = 2V + E − R R R V Como a corrente i2 percorre uma resistência três vezes menor do que a corrente i. temos: 4i1 = 8 ⇒ i1 = 2A Logo. i ⇒ 2 = R . 6 W .220V. Resolução: Para que a potência seja a mesma. (FUVEST/2000) Considere a montagem abaixo. 2 ⇒ r = 1Ω 2 P = R .6 Wh ⇒ P = 40 s 110 6050 = R 2 ⇒ R = 2Ω 1 da 4 Como a ddp caiu pela metade.6 watt-hora é definida como aquela que um equipamento de 3. Cada rotação completa do disco corresponde a um consumo de energia elétrica de 3.14 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 41. Mantendo-se. Pode-se afirmar que a potência total dissipada nos 4 resistores é. composta por 4 resistores iguais R. uma fonte de tensão F. A quantidade de energia elétrica de 3. um medidor de tensão V e fios de ligação.0 R R R V 2.0 8. devo mudar a sua resistência para o seguinte valor. i2 = 6A Como U = R .0 2. observa-se que o disco executa uma volta a cada 40 segundos. devemos ter: P= V R 2 a) 36 W d) 324 W Resolução: E ∆t b) 90 W e) 1000 W c) 144 W P= 3.5 1. (FUVEST/2003) Ganhei um chuveiro elétrico de 6050W . (FUVEST/2002) No medidor de energia elétrica usado na medição do consumo de residências há um disco. de: a) 8W b) 16 W 8A A i2 − F+ A 8. a resistência deve ser P= 3. O medidor de corrente indica 8. i1 = 62 + 3 . em ohms: a) b) c) d) e) 0. Para que esse chuveiro forneça a mesma potência na minha instalação. i1 (I) Mas i1 + i2 = 8 (II) Substituindo (I) em (II). 22 = 48W 2 Alternativa D 43. Alternativa C FISEXT2003-R .6 W consumiria se permanecesse ligado durante 1 hora.0 V.

c . 15 = 1650 W Como a lâmpada possui 150 W. quando comparado ao obtido diretamente a partir da combustão.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 15 44. consome uma quantidade de gasolina. logo Pferro máx = 1650 – 150 = 1500 W Alternativa B F 110 V a) b) c) d) e) 1100 1500 1650 2250 2500 W W W W W Resolução: Combustão direta: V = 1L de gasolina V = 200L de H2O (m = 200 kg) ∆t = 35 °C Na combustão direta. sem que o fusível interrompa o circuito. ∆t ⇒ Q = 200 . simultaneamente. (FUVEST/2002) Usando todo o calor produzido pela combustão direta de gasolina.0 litro de gasolina por hora e fornece 110 V a um resistor de 11 Ω. 103 . aproximadamente: a) b) c) d) e) 7 vezes menor 4 vezes menor igual 4 vezes maior 7 vezes maior ⇒ P= 110 11 ⇒ P = 1100 W ∆E = P . a uma lâmpada de 150 W. é possível. A relação entre Q na combustão direta e ∆E no gerador nos fornece a relação entre um e outro. aquecer 200 litros de água de 10ºC a 45ºC. imáx = 110 . 3600 ∆t = 1 hora ∆E = 3960 . imerso na água. Assim. Esse mesmo aquecimento pode ser obtido por um gerador de eletricidade. temos: Q R= (R = Relação) ∆E R= 7000 . 35 ⇒ Q = 7000 . que consome 1. temos uma quantidade de calor absorvida pela água de: Q = m . está esquematizado abaixo. o aquecimento da água obtido através do gerador. 103 cal Pelo gerador: V = 1L de gasolina ⇒ U = 110 V e R = 11 Ω P= U R 2 2 45. durante um certo intervalo de tempo. 103 9900 .0 litro de tal produto. 10 2 ⇒ R ≅ 7 vezes maior Alternativa E FISEXT2003-R . com 1. ligado à rede de 110 V e protegido por um fusível F de 15 A. 103 J ÷ 4 ∆E = 9900 . Todo o calor liberado pelo resistor é transferido à água. é aproximadamente de Resolução: Pmáx = U . (FUVEST/2001) Um circuito doméstico simples. 1 . Nessas condições. A potência máxima de um ferro de passar roupa que pode ser ligado. 102 cal de calorias liberadas no gerador. ∆t ∆E = 1100 .

aumentará em 1/6. qual deverá ser sua resistência mínima para que ela não corra risco de vida ? a) b) c) d) e) 2 . permanece a mesma. O valor mínimo da corrente que uma pessoa consegue perceber é da ordem de 1 mA. ligado em 220V. aumentará em 1/3. (FEI/2000) Uma lâmpada de 60W-220V ligada a uma fonte de 110V tem seu consumo (potência dissipada): a) b) c) d) e) inalterado. 101 Ω Ω Ω Ω Ω Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa 48. 104 2 .00 R$ 1. o que ocorrerá com a corrente em cada uma das outras ? a) b) c) d) e) dobrará.55 R$ 1.50 Resolução: Alternativa A Aguarde Resolução Completa 47.25 R$ 1. 102 2 . (FEI/2000) Em uma residência existem três lâmpadas associadas em paralelo e a diferença de potencial da associação é mantida constante. 103 2 . Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa FISEXT2003-R . é atravessado por uma corrente de 20A. Se uma pessoa levar um choque de uma rede com diferença de potencial de 200V.10 R$ 0. (FEI/2000) Quando a corrente elétrica atravessa o corpo humano ela provoca contrações musculares. (FEI/2000) Um chuveiro elétrico. 105 2 .16 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 46. aumentado 4 vezes. duplicado. Resolução: Alternativa B Aguarde Resolução Completa 49. Qual é o preço de um banho de 15 minutos de duração se o custo do kWh é R$ 0.50 ? a) b) c) d) e) R$ 0. reduzido pela metade. Se uma das lâmpadas queimar. O valor que pode ocasionar a morte é maior do que 10 mA. diminuirá em 2/3. É o que denominamos choque elétrico. reduzido à quarta parte.

da ordem de 15 1m/W.88 kWh ∆t 90 kWh → 100% 2.00 FISEXT2003-R . 10–1 A 3. e) 90%.00 R P = 10 . em média. aproximadamente. 100 = 15000 lm I = n . em média.2% Alternativa B 52.88 kWh → x x = 3. L2 e L3.0 A d) 1. 15 . 180 ⇒ GF = 9. x = 250 W b) R$ 20. 10–1 A L2 L3 c) 1. Resolução: Pot = E E ⇒ 4 = 24 . (FUVEST) As lâmpadas fluorescentes iluminam muito mais que as lâmpadas incandescentes de mesma potência. Admitindo que as lâmpadas ficam acesas. a a) 0. de 12V. do total a ser economizado essa medida corresponde. 10 lâmpadas incandescentes de 100 W são substituídas por fluorescentes compactas que fornecem iluminação equivalente (mesma quantidade de lumens). foram associadas conforme mostra o trecho de circuito abaixo.20 por kW. 100 = 1000 W = 1 kW S ∆t = 6 . (UNIFESP/2002) O consumo de uma casa deve ser reduzido de 90 kWh por mês para atingir a meta de racionamento estabelecida pela concessionária de energia elétrica. ∆t onde GI = 0.00 Gasto mensal das lâmpadas fluorescentes: Economia: G1 − GF = R$ 27.6 A e) 2. b) 3%. Em uma residência. respectivamente. 0. aproximadamente. Entre os cortes que os moradores dessa casa pensam efetuar. com a justificativa de que ele funciona ininterruptamente 24 horas por dia. (4W – 12V) e (6W – 12V).3 .00 10 lâmpadas incandescentes de 100W: n lâmpadas fluorescentes de x W: Gasto mensal das lâmpadas incandescentes: G1 = 0.20 .00 c) R$ 27. 30 ⇒ E = 2880 Wh ⇒ E = 2. Sabendo que a potência de um rádio-relógio é de 4 watts. 30 = 180h T Alternativa C GF = 0. 6 horas por dia e que o preço da energia elétrica é de R$ 0. 60 x = 15000 lm ⇒ n . medida em lumens por watt (1 m/W).00 Resolução: EF = 60 lm/W E1 = 15 lm/W I = 10 . d) 30%. (MACK/2002) Três lâmpadas. c) 9%. está o desligamento do rádio-relógio. p . a economia mensal na conta de energia elétrica dessa residência será de. A intensidade de corrente elétrica que passa pela lâmpada L3 é: L 1 Resolução: Alternativa A Aguarde Resolução Completa a) b) 2. Entre os terminais A e B aplica-se a d.20 .25 .0 A A B 51.d.p.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 17 50. é da ordem de 60 1m/W e. Nas lâmpadas fluorescentes compactas.5 .20 . a) R$ 12. h. L1. pelas inscrições (2W – 12V).00 e) R$ 144. 180 ⇒ GI = 36. identificadas. 1 . nas lâmpadas incandescentes.9%. a eficiência luminosa.00 d) R$ 36.

e) O jovem deve escolher o forno A. c) O jovem deve escolher o forno A. O enunciado a seguir refere-se às questões 54 e 55. uma potência superior à do forno A. uma potência superior à do forno B.75 Resolução: c) 12. entre as alternativas seguintes. d) O jovem deve escolher o forno B.0 kWh d) 15. aquela em que são corretas tanto a razão quanto a justificativa. uma potência inferior à do forno A.25 e que o mês possui 30 dias: 54.00 d) R$ 2.0 kWh Alternativa E Alternativa A Aguarde Resolução Completa Aguarde Resolução Completa FISEXT2003-R .00 c) R$ 4. Qual o custo gerado por esta lâmpada no final do mês ? a) R$ 4. Resolução: Alternativa D Aguarde Resolução Completa (FEI/2002) Uma lâmpada de 100W é mantida ligada por 4 horas por dia. causando maior aquecimento. quando ligado. pois sua tensão nominal é compatível com a rede elétrica e ele dissipará. a) O jovem deve escolher o forno B. quando ligado.50 b) R$ 3.5 kWh b) 10. verifique. (PUC/2000) Pensando em comprar um forno elétrico.0 kWh Resolução: 55. pois sua tensão nominal é compatível com a rede elétrica e ele dissipará. pois sua tensão nominal é maior do que a do forno B. Sabendo-se que o custo de kWh é R$ 0. cujos dados nominais são: marca A: 220V − 1500W. quando ligado.50 e) R$ 1. uma vez que ambos queimarão ao serem ligados. um jovem percorre uma loja e depara-se com modelos das marcas A e B.0 kWh e) 18. Qual o consumo mensal em kWh ? a) 7. marca B: 115V − 1300W Se a tensão (ddp) fornecida nas tomadas da sua residência é de 110V. pois suas tensões nominais são maiores que 110V.18 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 53. pois sua tensão nominal é compatível com a rede elétrica e ele dissipará. b) O jovem não deve comprar nenhum deles.

levou para a Austrália uma resistência elétrica para aquecer a água. Chegando lá. i2 = 80 .2 W 12. O que ele deve fazer para que a água aqueça na Austrália no mesmo intervalo de tempo que aqui no Brasil. ligar uma resistência maior em paralelo.8 W 16 W Resolução: 2 U1 82 64 = = = 3. 4 A R 20 P2 = R2 .8 = 16 W Alternativa E FISEXT2003-R .51 W 0. conforme o esquema abaixo. 2 W R1 20 20 P1 = i= U 8 ⇒ i= = 0. a) b) c) d) e) ligar uma resistência maior na série.2 + 12.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 19 56. (FEI/2001) Um atleta brasileiro que não fica sem tomar café. Qual a resistência equivalente entre os terminais A e B? R A R R R R Resolução: A R R 2R B R 2R R A R R R R R B R R R B Req = R + R + R + R + R = 5 R 59. 0. (UnB) Na figura. representa-se um certo trecho de um circuito elétrico. A potência dissipada por esses dois resistores é de: a) b) c) d) e) 0. A ddp entre os terminais do resistor de 20 Ω é de 8 V. O valor da resistência equivalente entre os terminais a e b é: a) b) c) d) e) R/3 R/2 R 2R 3R Resolução: Redesenhando o circuito: A R B A R R R B R eq = R 2 ⇒ R Alternativa B 58. retirar 75% da resistência retirar 25% da resistência retirar 50% da resistência Resolução: Alternativa E Aguarde Resolução Completa 57.8 W PT = 3. (MACK) Dois resistores de 20 Ω e 80 Ω são ligados em série a dois pontos onde a ddp é constante. (UF-RS) Três resistores iguais a R são interligados por fios de resistência desprezível. ele verificou que sua resistência era para uma tensão de 220 V e a tensão local é de 110 V.64 W 3.42 = 12.

20 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 60. pois os resistores são iguais e estão em paralelo. (PUC) Calcule a resistência equivalente entre os terminais A e B do circuito mostrado: a) b) c) d) e) 3. o fusível deve — para não abrir o circuito — suportar a corrente de. pelo menos: a) b) c) d) e) 200 A 4400 A 11 A 220 A 20 A Resolução: U=R.25 kW fica ligada 6 h por dia. 30 = 45 kW 1 kWh 45 kWh 150 cruzeiros x x = 6750 kWh Alternativa E 62.5 Ω Resolução: 6 6Ω A 6Ω B Ω B A 4 Ω 2Ω 2Ω R eq = 6. o valor de R.0 Ω 0.00. em cruzeiros.0 Ω 1. ∆t = 250 . um amperímetro A e um voltímetro V ideais. a corrente total é a soma da corrente em cada um. há três resistências R iguais. i ⇒ i = 11 A 63.4 6+4 Ω Alternativa B FISEXT2003-R . (FGV) Uma televisão de potência 0. Se as leituras nesses instrumentos são.0 Ω 2. 1 A e 10 V. Se o preço do kWh (quilowatt-hora) de energia elétrica é de Cr$ 150. o custo mensal da energia elétrica consumida por essa televisão será. 6 .4 Ω 2. em ohms.i ⇒ Alternativa C 220 = 20 . 2 ⇒ R=5Ω R V Alternativa D 61.i ⇒ 10 = R . Logo. (FATEC) Em uma instalação elétrica de um chuveiro para 220 V e 20 Ω. (FGV) No trecho de circuito da figura. é de: a) b) c) d) e) 20 11 10 5 1 R A R Resolução: R eq = R 3R +R= 2 2 A corrente no circuito é 2 A. de: a) b) c) d) e) 150 600 900 2250 6750 Resolução: E = P . Cálculo de R: U=R. respectivamente.4 = 2.

no chuveiro ligado em 220 V a corrente é maior.5 = 150 W Alternativa C Resolução: A energia é dada por: E = P . Um outro fio. 3l 6ρl . que são soldadas como mostra a figura. o comprimento é o triplo e o raio é r/3 terá resistência igual a: a) R/54 b) 2R c) 6R d) 18R e) 54R Resolução: R= 2ρ . será: a) b) c) d) e) 4R 3R R/3 R/4 5 R/8 Resolução: R 4 R 4 R 4 R 4 R 4 R 8 R 4 5R 8 Alternativa E FISEXT2003-R . a corrente é a mesma nos dois chuveiros. 1. A resistência dessa associação. (FGV) Um fio homogêneo tem resistência R. (Cesgranrio-RJ) Um fio cilíndrico de comprimento l e raio de seção reta r apresenta resistência R. 9 ρ. o consumo depende apenas da potência e do tempo. Divide-se o fio em quatro partes iguais. Então é correto afirmar que: a) b) c) d) e) o chuveiro ligado em 110 V consome mais energia. A potência dissipada por L3 é: a) b) c) d) e) 75 W 50 W 150 W 300 W 200 W L1 (100V/50W) L2 (100V/100W) L3 (100V) Resolução: P=U. um de 110 V e outro de 220 V.r πr πr 2 r π    3 ⇒ R' = 54 R Alternativa E 67. Alternativa B 66. 65.ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 21 64. as resistências dos chuveiros são iguais. adequadamente ligados. ∆t Portanto. ambos consomem a mesma energia. cuja resistividade é o dobro da primeira. (FUVEST) A figura mostra um trecho de circuito com 3 lâmpadas funcionando de acordo com as características especificadas. de mesma potência. Os pontos A e B estão ligadas numa rede elétrica.i i1 = P1 50 = = 0.5 A A L3 L2 B P3 = U3 . funcionam durante o mesmo tempo.l ρl ⇒ R' = = = 54 2 2 2 π. iT = 100 . (UF-MG) Dois chuveiros elétricos.5 A U1 100 L1 P 100 i2 = 2 = =1A U 2 100 iT = i1 + i2 = 1.

em 12 volts e L2 tem potência de 12 watts. qual o número máximo de máquinas que podem funcionar simultaneamente? Resolução: imáx = 50 A A corrente em cada máquina é: i= U 220 2 = = A R 330 3 2 . conforme o esquema abaixo. (PUC) Duas lâmpadas L1 e L 2 têm as seguintes características: L1 tem potência de 6 watts. Alternativa B a) b) c) d) e) U1 = 6 V U1 = 8 V U1 = 12 V U1 = 12 V U1 = 4 V e e e e e U2 = 6 V U2 = 4 V U2 = 12 V U2 = 0 V U2 = 8 V FISEXT2003-R . as diferenças de potencial entre os extremos de L1 e L2. x ≤ 50 ⇒ x ≤ 75 3 69. Se a resistência equivalente de cada máquina é de 330 Ω. Numa indústria de confecções. (Cesgranrio-RJ) Sobre um ferro elétrico. abastecida por uma rede de 220 V. temos: 12 V Req = R1 + R2 = 24 + 12 = 36 Ω i= U 12 1 ⇒ i= = A R 36 3 1 =8V 3 1 =4V 3 U1 = R1 . Nessa indústria. é de: a) b) c) d) e) 110 Ω 750 Ω 7Ω 8. i = 12 . você localiza uma plaqueta onde se identificam o símbolo do fabricante e as seguintes indicações: 750 W — 110 V. em 12 volts.25 x 103 Ω 16 Ω Resolução: U2 1102 ⇒ 750 = R R R ≅ 16 Ω P= ⇒ Alternativa E 70. existem 100 máquinas de costura.22 FÍSICA ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL 68. Sendo U1 e U2. A resistência desse ferro. L1 6 W − 12 V Resolução: U2 U2 122 ⇒ R= ⇒ R1 = = 24 R 6 P 122 = 12 Ω 12 P= Ω L2 12 W − 12 V R2 = Essas lâmpadas são ligadas em série com uma fonte de tensão de 12 V. L1 L2 U2 = R2 . i = 24 . respectivamente. quando em funcionamento. todas ligadas em paralelo. é utilizado um fusível de 50 A para controlar a entrada de corrente.

esta corrente queimará o dispositivo 1.28 x 104 n. → mínimo valor de resistência: Para a associação em série temos: R1 + R2 = 16 Ω Para a associação em paralelo temos: R1 . para que nenhum dispositivo se queime? b) Entrando uma corrente i = 2. 1. R2 = 48 73. (UNICAMP) Os dispositivos F1. ∆t = U . obtemos resistência de 3.a. Resolução: ∆t = 2 . F2 e F3 têm todas resistências iguais a R = 2. Vamos supor que a corrente que percorre o filamento de cada farol é de 2 ampères e que a bateria de seu carro é de 6 volts.28 x 104 J Alternativa D 72.5 A. As resistências dos resistores são de: a) 3 Ω e 4 Ω b) 4 Ω e 8 Ω c) 12 Ω e 3 Ω d) 12 Ω e 4 Ω e) 8 Ω e 16 Ω Resolução: Série Paralelo → máximo valor de resistência.0 A e 1.4 x 104 48 17. R 2 R . 12 e 16 Ω. Usando-os um por vez. entrando pelo ponto P. 2 . 7200 = 86400 J por farol Etotal = 2 .0 Ω e suportam correntes máximas iguais a 0.5 x 3 = 1. 3600 s = 7200 s i1 = i 2 = 2 A U=6V E = P . 4. i . quando foi à uma reunião que durou 2 horas. b) Entrando 2 A. (UnB) Um motorista esqueceu os fárois de seu carro acesos. ∆t = 6 . 86400 = 17.R = 3Ω ⇒ 1 2 = 3 ⇒ R1 + R 2 16 R1 = 4 Ω Alternativa D R2 = 12 Ω R1 . 2 ⇒ U=2V a) Qual poderá ser o máximo valor da corrente i. em série ou em paralelo. qual será a diferença de potencial entre os pontos P e Q ? FISEXT2003-R . (UF-SCar) Temos somente dois resistores. daí: F2 i P F3 Q U = Req .0 A em P. F1 Resolução: a) imáx = 0. respectivamente. i ⇒ U = 1 .ELETRODINÂMICA EDUCACIONAL FÍSICA 23 71.5 A. A energia química da bateria foi reduzida (em joules) de aproximadamente: a) b) c) d) e) 24 2.5 A.d. pois a corrente nos resistores é a mesma.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful