Você está na página 1de 6

Universidade

Estadual do Piauí

PROVA ESCRITA OBJETIVA


ÁREA: TÉCNICO DE ENFERMAGEM
DATA: 05/11/2006 – HORÁRIO: 8h às 12h (horário do Piauí)

LEIA AS INSTRUÇÕES:

1. Você deve receber do fiscal o material abaixo:


a) Este caderno com 40 questões objetivas sem repetição ou falha.
b) Um CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas objetivas da prova.
2. Verifique se este material está em ordem e se seus dados pessoais conferem com os que aparecem no
CARTÃO-RESPOSTA.
3. Após a conferência, você deverá assinar, no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA utilizando caneta
esferográfica com tinta de cor azul ou preta.
4. No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas de sua opção, deve ser
feita preenchendo todo o campo destinado a tal fim.
5. Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não dobrar, amassar ou manchar, pois este é
personalizado e em hipótese alguma poderá ser substituído.
6. Para cada uma das questões são apresentadas cinco alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C),
(D) e (E); somente uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você deve assinalar apenas uma
alternativa para cada questão: a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, mesmo que
uma das respostas esteja correta; também serão nulas as marcações rasuradas.
7. As questões são identificadas pelo número que fica à esquerda de seu enunciado.
8. Os fiscais não estão autorizados a emitir opinião nem a prestar esclarecimentos sobre o conteúdo das
provas. Cabe única e exclusivamente ao candidato interpretar e decidir a esse respeito.
9. Reserve os 30(trinta) minutos finais do tempo de prova, para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os
rascunhos e as marcações assinaladas no CADERNO DE QUESTÕES não serão levados em conta, para
a correção das provas, em hipótese alguma.
10. Ao término de sua prova, entregue ao Fiscal o CADERNO DE QUESTÕES, o CARTÃO-RESPOSTA e
assine a LISTA DE FREQÜÊNCIA.
11. O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTA PROVA É DE 4h.
12. Por medidas de segurança, você somente poderá ausentar-se da sala de prova após decorridas duas
horas do início da mesma.

Nº DE INSCRIÇÃO

Assinatura

Nome do Candidato (letra de fôrma)

Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 1


LÍNGUA PORTUGUESA 02. A palavra “plantel” (l. 01), quanto ao sentido
empregado no texto, equivale a:
O texto transcrito abaixo integra a matéria
jornalística: Açúcar, o perigo branco, publicada na a) conjunto dos seres humanos existentes na
revista Sala de aula: a revista do ensino médio, Terra;
edição de setembro de 2006, páginas 32 a 43. b) conjunto de animais existentes na Terra;
Leia-o atentamente para responder às questões c) conjunto de seres humanos que se alimentam
de 01 a 10. somente de doces;
d) conjunto de seres humanos que não gostam
de doces;
Por que gostamos tanto de doces? e) conjunto de seres humanos cuja alimentação
não inclui a glicose.
01 O atual plantel de seres humanos é
02 resultado de milhares de anos de evolução 03. O segmento “os quais” (l. 03) retoma,
03 durante os quais, em diversas fases, comer textualmente a expressão:
04 alimentos adocicados foi vital para a
05 sobrevivência. A humanidade, portanto, está a) “atual” (l 01);
06 programada para comer doces. A língua e o b) “plantel” (l. 01);
07 nariz são forrados de células que têm a c) “milhares de anos de evolução” (l. 02);
08 função de detectar o sabor e o aroma dos d) “seres” (l. 01);
09 doces. As razões para essa preferência e) “humanos” (l. 01).
10 ancestral são duas. Os doces são ricos em
11 glicose, a principal fornecedora de energia 04. No segmento: “A humanidade, portanto, está
12 para as células. Além disso, o sabor programada para comer doces.” (l. 05-06), a
13 adocicado servia de indicador para que palavra destacada pode ser substituída, sem
14 nossos ancestrais pudessem distinguir os prejuízo para o sentido do texto, por:
15 alimentos saudáveis dos venenosos e
16 estragados. A diferença básica entre a a) “ainda”;
17 situação atual e a dos primórdios da b) “por conseguinte”;
18 evolução humana é a abundância. Os c) “no entanto”;
19 humanos primitivos comiam doces d) “contanto que”;
20 misturados às fibras dos frutos e sempre e) “contudo”.
21 enfrentavam escassez calórica. Hoje, come-
22 se açúcar não apenas em excesso, mas em 05. O trecho: “Além disso, o sabor adocicado
23 concentrações com alto grau de pureza e servia de indicador para que nossos
24 sem a presença das fibras. ancestrais pudessem distinguir os alimentos
saudáveis dos venenosos e estragados.” (l.
12-16) constitui, textualmente:
01. Considerando-se as idéias expostas no texto, a) a primeira razão da preferência ancestral que
a resposta mais adequada à pergunta a humanidade cultiva pelos doces;
apresentada no título desse texto é: b) a única razão da preferência ancestral que a
humanidade cultiva pelos doces;
a) porque, ao longo do tempo, só temos nos c) a justificativa de os doces serem uma
alimentado de fibras que contêm alto teor de importante fonte de energia;
glicose; d) a causa verdadeira de a humanidade
b) porque, ao longo do tempo, descobrimos o necessitar dos doces para sua sobrevivência;
agradável sabor dos doces, mas não e) a segunda razão da preferência ancestral que
atentamos para os malefícios do açúcar; a humanidade cultiva pelos doces;
c) porque o sabor agradável dos doces motiva a
sua degustação e a energia por eles
fornecida proporciona o fortalecimento dos 06. Considerando os aspectos morfossintáticos, a
músculos; relação gramatical que se estabelece entre
d) porque, além dos fatores sócio-históricos, “alimentos” (l. 15) e “venenosos” (l. 15) só
descobrimos nos doces uma importante fonte NÃO se verifica entre:
de energia e contamos, ainda, com
dispositivos orgânicos que favorecem a) “evolução” (l. 02) e “durante” (l. 03);
detectarmos o sabor e o aroma dos doces; b) “alimentos” e “adocicados” (l. 04);
e) porque os doces têm sabor que agrada a c) “preferência” (l. 09) e “ancestral” (l. 10);
todos nós e fortalece as células para que o
d) “humanos” e “primitivos” (l. 19);
homem não contraia doenças graves.
e) “escassez” e “calórica” (l. 21).

Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 2


07. Analise as alternativas abaixo e marque CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
aquela que apresenta uma informação
INCORRETA. 11. A Lei que dispõe sobre a regulamentação do
exercício da enfermagem é, EXCETO:
a) O termo “que” (l. 07) tem função sintática de a) a lei que define as categorias que pertencem
sujeito de “têm” (l. 07). à enfermagem, bem como as atribuições que
b) As vírgulas em: “...durante os quais, em lhes competem;
diversas fases, comer alimentos b) a de Nº. 7.498, de 25 de junho de 1986;
adocicados...” (l. 03-04) são usadas para c) a que estabelece que a enfermagem e suas
separar adjunto adverbial. atividades auxiliares somente podem ser
c) As palavras “vital” (l. 04) e “ancestral” (l. 10) exercidas por pessoas legalmente habilitadas
formam o plural obedecendo às mesmas e inscritas no Conselho Regional de
regras gramaticais. Enfermagem com jurisdição fora da área
d) Em: “A língua e o nariz são forrados de onde ocorre o exercício;
células que têm a função de detectar o sabor d) a que estabelece no seu Art.1º, que é livre o
e o aroma dos doces.” (l. 06-09), a forma exercício da enfermagem em todo território
verbal têm, na terceira pessoa do plural, nacional observadas as disposições da Lei;
concorda com os antecedentes “A língua e o e) a que estabelece que a Enfermagem e suas
nariz”. atividades auxiliares somente podem ser
e) Em: “...come-se açúcar...” (l. 21-22), o verbo exercidas por pessoas legalmente habilitadas
da oração encontra-se na voz passiva e inscritas no Conselho Regional de
sintética. Enfermagem com jurisdição na área onde
ocorre o exercício.
08. A alternativa cuja palavra apresentada é
formada pelo processo de derivação sufixal é: 12. O Técnico de Enfermagem exerce atividade
de nível médio, envolvendo orientação e
a) “doces” (l. 10); acompanhamento do trabalho de
b) “venenosos” (l. 15); enfermagem em grau auxiliar. Sobre esta
c) “fibras” (l. 20); afirmação marque a alternativa INCORRETA.
d) “açúcar” (l. 22); a) Realiza o planejamento da assistência de
e) “grau” (l. 23). enfermagem.
b) Executa as ações assistenciais de
09. Assinale a alternativa que apresenta a enfermagem, exceto as privativas do
categorização CORRETA e seqüenciada Enfermeiro.
quanto à classificação morfológica de c) Participa da orientação e supervisão do
“humanos” (l. 01), “humana” (l. 18) e “ trabalho de enfermagem em grau auxiliar.
“humanos” (l. 19). d) Assiste ao Enfermeiro na prevenção e
controle das doenças transmissíveis em
a) “humanos” (l. 01), “humana” (l. 18) e geral.
“humanos” (l. 19): substantivos; e) Assiste ao Enfermeiro na prevenção e no
b) “humanos” (l. 01), “humana” (l. 18) e controle sistemático da infecção hospitalar.
“humanos” (l. 19): adjetivos;
c) “humanos” (l. 01): adjetivo; “humana” (l. 18) e 13. É INCORRETO afirmar que:
“humanos” (l. 19): substantivos; a) é vedado ao Técnico de Enfermagem prestar
d) “humanos” (l. 01) e “humana” (l. 18): cuidados diretos de enfermagem a pacientes
substantivos; “humanos” (l. 19): adjetivo; graves com risco de vida;
e) “humanos” (l. 01) e “humana” (l. 18): adjetivos; b) são privativos do Técnico de Enfermagem os
“humanos” (l. 19): substantivo. cuidados de enfermagem de maior
complexidade técnica e que exijam
10. A única alternativa em que a palavra “de” conhecimento de base científica e capacidade
pode ser substituída pela palavra “por” é: de tomar decisões imediatas;
c) são Técnicos de Enfermagem: o titular de
a) “O atual plantel de seres humanos...” (l. 01); diploma ou do certificado de Técnico de
b) “a principal fornecedora de energia para as Enfermagem, expedido de acordo com a
células.” (l. 11-12); Legislação e registrado no órgão competente;
c) “A língua e o nariz são forrados de células...” d) o Técnico de Enfermagem exerce as
(l. 06-07); atividades auxiliares, de nível médio técnico,
d) “o sabor adocicado servia de indicador...” (l. atribuídas à equipe de enfermagem;
12-13); e) o Técnico de Enfermagem assiste ao
e) “...com alto grau de pureza e sem a presença Enfermeiro na prevenção e controle
das fibras.” (l. 23-24). sistemático de danos físicos durante a
assistência de saúde.
Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 3
14. Relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª, e c) é a infecção que acomete o paciente após 3
marque a alternativa CORRETA, no que diz dias de internação;
respeito ao Código de Ética dos Profissionais d) considera-se fator de risco para pacientes
de Enfermagem. com lesões de pele ou procedimentos
invasivos de demora em UTI;
(1) Princípios Fundamentais e) a hospitalização prolongada é um fator de
(2) Dos Direitos risco.
(3) Das Responsabilidades
(4) Dos Deveres 17. A lavagem das mãos é uma recomendação
(5) Das Proibições das Precauções Padrão. A realização deste
procedimento entre um cuidado de
( ) Recusar a execução de atividades que não enfermagem e outro é importante,
sejam de sua competência legal. principalmente, para:
( ) Profissional de Enfermagem presta
assistência à saúde visando a promoção a) não contaminar o material;
desta no ser humano como um todo. b) evitar a infecção cruzada e a
( ) Negar Assistência de Enfermagem em caso autocontaminação;
de Urgência ou Emergência. c) evitar a infecção entre profissionais de saúde;
( ) Assegurar ao paciente uma Assistência de d) evitar a autocontaminação;
Enfermagem livre de danos decorrentes de e) esterilizar as mãos dos profissionais.
imperícia , negligência ou imprudência.
( ) Cumprir e fazer cumprir os preceitos éticos 18. A esterilização pela estufa é um método por
e legais da profissão calor seco, o qual para ser realizado
satisfatoriamente, deve atingir a temperatura
A alternativa que apresenta a seqüência em graus Celsius de:
CORRETA de correlações é:
a) 120º a 160º;
a) 2,3,5,4,1 b) 150º a 160º;
b) 4,1,5,2,3 c) 100º a 110º;
c) 5,3,2,1,4 d) 140º a 160º;
d) 4,1,2,3,5 e) 60º a 120º .
e) 2,1,5,3,4
19. As anotações ou registros realizados pelos
15. Sobres as Infrações e Penalidades do Código integrantes da equipe de enfermagem no
de Ética dos Profissionais de Enfermagem é prontuário são importantes, por vários
INCORRETO afirmar que: motivos, EXCETO:

a) a infração é apurada em processo instaurado a) por fornecerem informações para outros


e conduzido nos termos deste Código; profissionais de saúde que também tratam do
b) as Penalidades de Advertência Verbal, Multa, paciente;
Censura e Suspensão do Exercício b) por revelarem como o paciente está evoluindo
Profissional são da alçada dos Conselhos em seu tratamento;
Regionais de Enfermagem; c) em circunstâncias ético-legais, as anotações
c) a pena de Cassação do direito ao Exercício não oferecem respaldo a quem as executa;
Profissional é de competência do Conselho d) por oferecerem subsídios para a avaliação da
Federal de Enfermagem; qualidade da assistência que é prestada ao
d) a pena de Cassação do direito ao Exercício paciente;
Profissional é de competência do Conselho e) por colaborarem para o ensino e a pesquisa
Regional de Enfermagem, conforme o em enfermagem.
disposto no Art.18, § 1º, da Lei nº 5.905/73;
e) a gravidade da infração é caracterizada 20. O Técnico de Enfermagem deve
através da análise dos fatos e causas do conscientizar-se do valor dos registros claros
dano, suas conseqüências bem como dos e concisos das:
antecedentes do infrator.
a) ordens de serviços e memorandos;
16. Sobre infecção hospitalar é INCORRETO b) condições, reações e tratamento do paciente;
afirmar que: c) escalas funcionais de distribuição de serviços;
d) relações de materiais e de funcionários da
a) é a infecção adquirida após a admissão do unidade;
paciente no hospital, e que se manifesta e) reações dos familiares dos pacientes.
durante a internação ou após a alta;
b) é também chamada de infecção nosocomial;

Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 4


21. O sistema de controle de materiais adotado 26. A punção intravenosa é a introdução de uma
pelas unidades de enfermagem, a fim de agulha no interior de uma veia podendo
evitar perdas e desperdícios deve ser: ocasionar as seguintes complicações:

a) constituído por médicos e enfermeiros; a) lipodistrofia e hematoma;


b) renovável e estável; b) hematoma e flebite;
c) feito pelo técnico; c) lesão de nervos e esclerose;
d) constituído somente pelo enfermeiro; d) irritação gástrica e edema local;
e) contínuo e atualizado. e) flebite e prurido.

22. O paciente hospitalizado, ao submeter-se às 27. Nas transfusões sangüíneas a reação


lavagens intestinais, geralmente é colocado pirogênica é uma das complicações que se
na posição: manifesta através do seguinte quadro clínico:

a) ventral; a) calafrios, urticária e cianose;


b) Fowler; b) anúria, cefaléia e tosse;
c) Semi-Fowler; c) calafrios, hipertermia e tremores;
d) Sims; d) hipertermia, náuseas e anúria;
e) de Trendelemburg. e) sialorréia e hipóxia.

23. Existem inúmeras medidas consideradas 28. Para administrar 1500 ml de soro, em 24
úteis pela enfermagem para proporcionar horas, é necessário que o número de gotas
conforto e bem-estar ao paciente por minuto seja de:
hospitalizado. É INCORRETO afirmar que:
a) 7 gotas/min;
a) os rolos são empregados com a finalidade de b) 14 gotas/min;
evitar que o paciente escorregue da cama c) 28 gotas/min;
quando em posição de Fowler; d) 21 gotas/min;
b) encostos e colocação de travesseiros são e) 24 gotas/min.
utilizados para manter o paciente
confortavelmente sentado; 29. Para administrar 25 UI de insulina, dispomos
c) a colocação de travesseiros sob a região de frascos de 80 UI e seringas de 40 UI.
cervical do paciente no pós-operatório Quantas unidades deverão ser aspiradas?
imediato é indicada para reduzir as cefaléias;
d) a restrição dos movimentos é indicada para a) 32 UI.
evitar queda da cama de pacientes semi- b) 24 UI.
conscientes, inconscientes, crianças ou com c) 16 UI.
perturbação mental; d) 8 UI.
e) mudanças de decúbito periódicas em casos e) 12,5 UI.
de pacientes acamados previnem escaras.
30. Foram prescritas 2000 unidades de heparina
24. Numa situação de emergência em que há subcutânea para um cliente. No setor tem-se
indicação de entubação endotraqueal, o frascos contendo 5000 unidades/ml. A
paciente deverá ser colocado na posição: quantidade a ser administrada ao paciente é:

a) Fowler com a cabeça para o lado; a) 0,6 ml;


b) Trendelemburg, com a cabeça fletida para b) 0,4 ml;
frente; c) 0,8 ml;
c) horizontal, sobre uma superfície firme com a d) 0,9 ml;
cabeça fletida para trás; e) 0,5 ml.
d) lateral esquerda, sobre uma superfície firme;
e) lateral com a cabeça em posição normal.
25. Na administração de medicação digitálica, é 31. O Técnico de Enfermagem, ao participar do
recomendada a verificação do pulso antes da preparo pré-operatório de um paciente,
sua administração. Este cuidado justifica-se reconhece que o jejum antes da cirurgia tem
porque esta medicação induz: como objetivo prevenir a ocorrência de:

a) à diminuição da freqüência cardíaca; a) dor do tipo cólica;


b) ao aparecimento de arritmias; b) melena;
c) ao aumento da volemia; c) constipação;
d) ao aumento da freqüência cardíaca; d) febre intensa;
e) à cefaléia e vômitos. e) broncoaspiração.

Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 5


32. Diante de uma vítima com suspeita de fratura 37. Relacione os tipos de sondas e catéteres com
ou luxação, o procedimento mais as indicações e uso destes materiais médico-
recomendado para o primeiro atendimento é: hospitalares e marque a alternativa correta:

a) imobilizar provisoriamente a parte afetada; (1) Sonda Folley


b) imobilizar a parte comprometida com um tubo (2) Sonda de aspiração
gessado; (3) Sonda nasogástrica
c) preparar a vítima para a cirurgia; (4) Cânula ou catéter nasal
d) colocar bolsa de gelo no local traumatizado;
e) manter acesso venoso. ( ) Manter vias aéreas desobstruídas
( ) Oxigenoterapia
33. São cuidados de enfermagem a serem ( ) Drenagem urinária
observados no pré-operatório: ( ) Gavagem

a) remover próteses, remover maquiagem e a) 1,3,4,2


administrar a medicação pré-operatória b) 2,1,4,3
prescrita; c) 4,2,1,3
b) oferecer apoio emocional, estimular a d) 4,2,3,1
deambulação e orientar cuidados para a alta e) 2,4,1,3
hospitalar;
c) iniciar oxigenoterapia, oferecer apoio 38. Na parada cárdio-respiratória, a adrenalina é
emocional e puncionar acesso venoso; uma droga de escolha por ser um estimulante
d) remover próteses, oferecer apoio emocional, cardíaco direto com ação de:
iniciar oxigenoterapia;
e) alimentar bem o paciente nas últimas 12 a) enfraquecer os batimentos cardíacos;
horas que antecedem à cirurgia. b) acelerar a ação do coração;
c) aumentar a freqüência respiratória;
34. Ao observar um paciente no pós-operatório d) retardar o batimento cardíaco;
imediato, o técnico de enfermagem verifica e) relaxar os músculos cardíacos.
um sinal de complicação grave:
39. Os principais cuidados a serem observados
a) hematoma; quanto ao uso de dreno do tórax de um
b) vômitos; paciente que necessite ser transportado é
c) sialorréia; manter:
d) cianose de extremidades;
e) cefaléia. a) o paciente em decúbito dorsal;
b) o líquido no interior do frasco;
35. Na administração de sangue e c) o frasco abaixo do nível do tórax;
hemoderivados é de responsabilidade do d) o frasco vazio;
profissional de enfermagem os seguintes e) o frasco acima do nível do tórax.
cuidados, EXCETO:
40. Diante de um paciente acamado, o Técnico
a) conferência da requisição de transfusão; de Enfermagem deverá remover as
b) conferência dos dados da bolsa de sangue a secreções do trato respiratório. Marque a
ser administrada; alternativa com as medidas recomendadas e
c) conferência do prontuário e identificação do de maior eficácia para que se atinja tal
paciente; objetivo.
d) assistência ao paciente somente no
atendimento pré e intra-transfusional; a) Aspiração e mudança de decúbito.
e) durante a hemotransfusão não se recomenda b) Tapotagem e drenagem postural.
a administração simultânea de outra c) Drenagem postural e mudança de decúbito.
medicação. d) Percussão e vibração torácica.
36. A administração de insulina regular em doses e) Vibração torácica e tapotagem.
excessivas produz, dentre outros, os sinais
de:

a) vômitos e cianose;
b) cianose e poliúria;
c) sudorese e palidez;
d) tosse e dispnéia;
e) vômitos e diarréia.

Processo Seletivo Simplificado SESAPI 2006 6