P. 1
Questçoes-processotrab-fcc

Questçoes-processotrab-fcc

|Views: 1.148|Likes:

More info:

Published by: Bárbara Campos Mendes on Feb 20, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/20/2013

pdf

text

original

1 - Q79390 ( FCC - 2010 - TRT - 8ª Região (PA e AP) - Analista Judiciário - Execução de

Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

Segundo a Lei nº 11.419/2006, consideram-se realizados os atos processuais por meio eletrônico no dia e hora do seu envio ao sistema do Poder Judiciário, do que deverá ser fornecido protocolo eletrônico. Quando a petição eletrônica for enviada para atender prazo processual, serão consideradas tempestivas as transmitidas até as
• • • • •

a) 18 horas do seu último dia. b) 18 horas e 30 minutos do seu último dia. c) 19 horas do seu último dia. d) 24 horas do seu último dia. e) 22 horas do seu último dia.

2 - Q79396 ( FCC - 2010 - TRT - 8ª Região (PA e AP) - Analista Judiciário - Execução de
Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

Mirna ajuizou reclamação trabalhista em face da sua ex-empregadora, a empresa M, requerendo diversas verbas. A empresa M possui crédito decorrente da relação de emprego com Mirna, em valor inferior ao pleiteado na exordial. Neste caso, a empresa M deverá

a) requerer a compensação de valores em recurso ordinário se houver condenação. b) formular pedido reconvencional juntamente com os pedidos da contestação. c) requerer a compensação de valores em execução de sentença se houver condenação. d) elaborar reconvenção em peça própria e apresentar no prazo de cinco dias contados da intimação da data da audiência. e) requerer a compensação de valores na contestação.

3 - Q78866 ( FCC - 2010 - TRT - 8ª Região (PA e AP) - Analista Judiciário - Área Judiciária /
Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

De acordo com a Lei nº 11.419/06, os documentos produzidos eletronicamente e juntados aos processos eletrônicos com garantia da origem e de seu signatário, na forma estabelecida por esta Lei, serão considerados originais para todos os efeitos legais. Os documentos cuja digitalização seja

tecnicamente inviável devido ao grande volume ou por motivo de ilegibilidade deverão ser apresentados ao cartório ou secretaria no prazo de

a) dez dias contados do envio de petição eletrônica comunicando o fato, os quais serão devolvidos à parte no prazo máximo de cento e vinte dias corridos. b) cinco dias contados do envio de petição eletrônica comunicando o fato, os quais serão devolvidos à parte após o trânsito em julgado. c) dez dias contados do envio de petição eletrônica comunicando o fato, os quais serão devolvidos à parte após o trânsito em julgado. d) cinco dias contados do envio de petição eletrônica comunicando o fato, os quais serão devolvidos à parte no prazo máximo de cento e vinte dias corridos. e) 48 horas contadas do envio de petição eletrônica comunicando o fato, os quais serão devolvidos à parte no prazo máximo de cento e vinte dias corridos.

4 - Q62740 ( FCC - 2010 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; Recursos; )

Na reclamação trabalhista G, a empresa F saiu intimada da sentença de primeiro grau proferida em audiência realizada no dia 31 de Março. Considerando que o dia 31 caiu em uma quinta-feira, bem como que sexta-feira e os dias da semana seguinte foram dias úteis, o prazo para interposição de Recurso Ordinário termina no dia
• • • • •

a) 10 de Abril. b) 7 de Abril. c) 8 de Abril. d) 9 de Abril. e) 12 de Abril.

5 - Q57842 ( FCC - 2009 - DPE - MA - Defensor Público / Direito Processual do Trabalho /
Atos, Termos e Prazos; Reclamação Trabalhista; )

A prescrição trintenária do direito de ação para exigir valores devidos em conta do fundo de garantia por tempo de serviço, prevista pela Lei nº 8.036/90, para o trabalhador

a) será contada sempre a partir do encerramento do contrato de emprego, operando-se apenas 30 anos após a terminação do vínculo.

• •

b) não será considerada, durante a vigência do contrato de trabalho. c) deverá ser considerada, mas se submete ao prazo de dois anos após a terminação do contrato de emprego. d) terá aplicação apenas e tão somente se o autor for assistido pela Caixa Econômica Federal, gestora do Fundo. e) será contada sempre a partir do encerramento do contrato de emprego, operando-se apenas 5 anos após a terminação do vínculo.

6 - Q56875 ( FCC - 2006 - BACEN - Procurador - Prova 2 / Direito Processual do Trabalho /
Atos, Termos e Prazos; )

Os prazos no processo do trabalho, como regra geral, contam-se
• •

a) da data da publicação do ato processual no jornal oficial. b) da ciência pessoal da notificação, da publicação no jornal oficial ou no que publicar o expediente da Justiça do Trabalho, ou do dia em que for afixado o edital na sede do juízo, conforme o caso. c) da juntada do mandado de citação aos autos pelo Oficial de Justiça. d) a partir de quarenta e oito horas depois da ciência real ou presumida, em qualquer caso. e) a partir de quarenta e oito horas da ciência pessoal da notificação ou da publicação no jornal oficial ou no que publicar o expediente da Justiça do Trabalho, ou a partir de quarenta e oito horas a contar do dia em que for afixado o edital na sede do juízo.

• •

7 - Q54123 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

Os atos processuais poderão correr em segredo de justiça
• • • • •

a) quando assim determinar o interesse social. b) quando houver parte menor. c) se assim requererem as partes. d) por determinação do Presidente do Tribunal. e) se assim o requerer o Ministério Público do Trabalho.

8 - Q54124 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

Os prazos processuais
• • • •

a) poderão ser fixados de comum acordo pelas partes. b) que se vencerem em sábado, domingo ou feriado, serão antecipados. c) serão interrompidos nas férias forenses, nos domingos e nos feriados. d) são contados com exclusão do dia do começo e inclusão do dia do vencimento. e) em nenhuma hipótese poderão ser prorrogados.

9 - Q53319 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Judiciário - Área Judiciária / Direito
Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; Execução; )

Recebido o mandado de citação, o executado tem o prazo de
• • •

a) 5 (cinco) dias para garantir a execução. b) 48 (quarenta e oito) horas para apresentar embargos à execução. c) 72 (setenta e duas) horas para garantir a execução ou 5 (cinco) dias para pagar o débito. d) 48 (quarenta e oito) horas para pagar o débito ou garantir a execução. e) 5 (cinco) dias para apresentar embargos à execução.

10 - Q49396 ( FCC - 2009 - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Técnico Judiciário - Área Administrativa
/ Direito Processual do Trabalho / Atos, Termos e Prazos; )

No processo do trabalho, intimada ou notificada a parte no sábado, o início do prazo
• • •

a) dar-se-á no domingo e a contagem no primeiro dia útil subsequente. b) e a contagem dar-se-ão no próprio sábado. c) dar-se-á no próprio sábado e a contagem no primeiro dia útil subsequente. d) dar-se-á no primeiro dia útil imediato e a contagem no subsequente. e) e a contagem dar-se-ão no primeiro dia útil subsequente.

• •

estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica e empresas públicas.2006 . Distrito Federal.Q27454 ( FCC . d) na data da juntada aos autos do aviso de recebimento. Estados.Q46546 ( FCC .Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos.Analista Judiciário . Municípios e das autarquias ou fundações de direito público federais. Municípios e das autarquias ou fundações de direito público federais. Termos e Prazos. Termos e Prazos.2008 . Municípios e das autarquias ou fundações de direito público federais. b) União. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica. Municípios e das autarquias ou fundações de direito público federais.Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Atos. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica e sociedades de economia mista. c) em 48 horas da data de sua postagem. d) União. b) na data de sua expedição. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica. Estados.GABARITOS: 1-D D 2-E 3-C 4-C 5-C 6-B 7-A 8-D 9-D 10 - 11 .TRT .PGE-RR . Estados. c) União. Distrito Federal. ) No processo do trabalho. o quádruplo do prazo fixado para oferecimento da defesa é garantia da • a) União. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica. bem como sociedades de economia mista e empresas públicas. Estados. ) A notificação presume-se recebida • • • • • a) na data da assinatura do aviso de recebimento.2ª REGIÃO (SP) . . Estados. e) União. e) três dias após a juntada aos autos do aviso de recebimento. Municípios e das autarquias ou fundações de direito público federais. bem como sociedades de economia mista e empresas públicas. • • • • 12 .

d) na própria sexta-feira e será contínuo. intimada ou notificada a parte no sábado.2008 .TRT . Termos e Prazos.TRT .Analista Judiciário .18ª Região (GO) . O advogado da reclamada . e) o início do prazo. após 10 minutos do horário marcado para a audiência. ambos com seus respectivos advogados. o magistrado ainda não havia chegado ao Fórum.Analista Judiciário .TRT .Q25198 ( FCC .Analista Judiciário . ) O representante legal da empresa X recebeu pessoalmente intimação de execução em reclamação trabalhista na última sexta-feira. Termos e Prazos. b) na terça-feira subseqüente e será contínuo.Biblioteconomia / Direito Processual do Trabalho / Atos. dar-se-á no primeiro dia útil imediato e a contagem no subseqüente. é certo que • a) as férias coletivas dos Ministros do Tribunal Superior do Trabalho.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos.2008 . contínuos e releváveis. e) no sábado subseqüente. • • 14 .19ª Região (AL) . ) Na audiência designada em Vara do Trabalho compareceram o reclamante e o representante legal da empresa reclamada. Audiências. Termos e Prazos. em regra. o prazo processual correspondente iniciará sua contagem • • • a) na segunda-feira subseqüente e será contínuo.2008 . em regra. interrompendo-se no domingo subseqüente.18ª Região (GO) . b) os prazos que se vencerem em domingo ou dia feriado terminarão na primeira sexta-feira que anteceder o vencimento. podendo ser prorrogado pelo juiz quando houver necessidade em virtude de força maior.Q25961 ( FCC . c) os prazos processuais são. não suspendem e nem interrompem os prazos recursais. ) Com relação aos prazos processuais.13 .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos. c) na própria sexta-feira. Porém. em regra. d) os prazos processuais contam-se com inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento.Q25100 ( FCC . considerando que na segunda-feira subseqüente é feriado nacional. Neste caso. • • • • 15 . interrompendo-se no sábado e domingo subseqüentes.

sua ex-funcionária. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de fato da empresa reclamada tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado. ) . representante legal da empresa XUBA. e) a empresa reclamada não sofrerá qualquer penalidade.TRT . • • • • 17 .2009 .19ª Região (AL) . tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado.Q23085 ( FCC . b) no próprio sábado e o prazo processual começará a correr na segunda-feira. • • • • 16 .2008 .Analista Judiciário .Analista Judiciário . quando chegar. c) na terça-feira e o prazo processual começará a correr na quarta-feira.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Atos.3ª Região (MG) . tendo em vista ter aguardado o prazo legal. Termos e Prazos.possuía outra audiência.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos. • a) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 45 minutos para se ausentar. estando sujeita às penalidades da revelia. d) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 30 minutos para se ausentar. Neste caso. tendo em vista que este é o prazo legal. se ausentando com o seu cliente. Termos e Prazos. e) na sexta-feira antecedente e o prazo processual começará a correr na terça-feira.Q25234 ( FCC . b) o magistrado.se o ocorrido. d) na terça-feira e o prazo processual começará a correr da própria terça-feira. ) Ana Maria. c) o magistrado. Considerando que a intimação ocorreu no sábado e que segunda-feira é feriado nacional. quando chegar. tendo em vista que este é o prazo legal. de acordo com a CLT. então. aguardou 15 minutos e solicitou que o escrivão certificas. estando sujeita as penalidades da revelia. recebeu intimação na reclamação trabalhista proposta por Ana Joaquina. será considerada que a intimação foi realizada • a) no próprio sábado e o prazo processual começará a correr na terçafeira. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de direito da empresa reclamada.TRT .

independentemente de autorização judicial expressa.15ª Região . de segunda a sexta-feira. • 18 . de segunda a domingo. domingo ou dia feriado terminarão no primeiro dia útil seguinte. de autorização judicial.2009 . Termos e Prazos. realizar-se-ão das 6 horas às • • • • a) 19 horas. Termos e Prazos. Está correto o que se afirma SOMENTE em .TRT .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos. d) 20 horas. segundo a Consolidação das Leis do Trabalho.Q14364 ( FCC .3ª Região (MG) . II. em razão dos princípios constitucionais protecionistas. de segunda a sexta-feira.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos. d) no ato da juntada da intimação cumprida aos autos. Os prazos processuais são sempre contínuos.Analista Judiciário . c) no ato da intimação. É vedada. b) na segunda-feira. Os prazos processuais contam-se com exclusão do dia do começo e inclusão do dia do vencimento.TRT . e são contínuos e irreleváveis. ) Considere as seguintes assertivas a respeito dos atos. de segunda a sábado. b) 20 horas. e) na terça-feira. dependendo. III. ainda que seja feriado.2009 . a realização de penhora em domingo ou feriado.Técnico Judiciário . Os prazos que se vencerem em sábado. IV. 19 . termos e prazos processuais: I. a prorrogação máxima até às 20 horas. e) 17 horas. se a segunda for dia útil. em regra. irreleváveis e improrrogáveis.Q23086 ( FCC . c) 18 horas. de segunda a sexta-feira. ) A intimação ocorrida sábado terá a contagem do prazo para cumprimento da obrigação por ela imposta iniciada • • • • • a) no domingo.Os atos processuais trabalhistas. em qualquer hipótese.

) A notificação presume-se recebida • • • • a) na data da juntada aos autos do aviso de recebimento.D 12 . constituem privilégios e/ou prerrogativas processuais da Fazenda do Estado de São Paulo. b) o prazo em quádruplo para interposição de recurso.Q12908 ( FCC . d) na data de sua expedição. das autarquias e fundações de direito público que não explorem atividades econômicas: • a) o prazo em dobro para comparecimento em audiência e apresentação de contestação. Termos e Prazos. III e IV. .C -E 20 . b) três dias após a juntada aos autos do aviso de recebimento.TRT-2R . dependendo do valor da condenação. e) o recurso ordinário ex officio das decisões que sejam total ou parcialmente contrárias. • • • • GABARITOS: 11 . d) o pagamento do valor correspondente ao depósito para interposição de recurso somente após o trânsito em julgado.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Atos.Analista Judiciário . ) Nos processos perante a Justiça do Trabalho. e) I e II. II e III.E 19 21 . d) I.B 18 .E 13 . c) o pagamento do valor correspondente às custas somente após o trânsito em julgado.PGE-SP .C 17 .E 15 .Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Atos. b) I.2008 . Termos e Prazos. 20 .• • • • • a) II e IV.Q11540 ( FCC . c) II.B 14 . III e IV.2009 . c) na data da assinatura do aviso de recebimento.E 16 .

c) pelo Correio.TRT-4R . ) No Processo do Trabalho. com pelo menos 15 dias de antecedência. Termos e Prazos. d) de segunda a sábado. os atos processuais serão realizados • • • • • a) nos dias úteis.2006 . Termos e Prazos. e) 48 horas após o recebimento da intimação. b) no sábado.TRT-4R . 23 . a partir das 8 (oito) horas. ) A contagem do prazo de intimação recebida numa sexta-feira inicia-se • • • • • a) na própria sexta-feira. das 6 (seis) às 20 (vinte) horas. 22 . c) na terça-feira.• e) em 48 horas da data de sua postagem.2006 . e) em qualquer dia da semana. d) no primeiro dia útil subseqüente.Q4534 ( FCC . .Técnico Judiciário . d) pelo Diário Oficial ou jornal local de grande circulação. ) A citação do reclamado para comparecer à audiência e apresentar contestação é feita • • • • • a) pelo Correio.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos. b) nos dias úteis.2006 . das 8 (oito) às 20 (vinte) horas. com pelo menos 48 horas de antecedência.Técnico Judiciário .Q4538 ( FCC . Termos e Prazos. e) exclusivamente por Oficial de Justiça. b) pelo Correio.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos.Técnico Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos.TRT-4R . das 8 (oito) às 18 (dezoito) horas. com pelo menos 5 dias de antecedência. 24 .Q4535 ( FCC . c) de segunda a sexta-feira. das 10 (dez) às 18 (dezoito) horas.

Termos e Prazos. sendo que são contínuos e releváveis. c) a penhora poderá realizar-se em domingo ou dia feriado. Termos e Prazos.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos.TRT-24R . sendo vedado o ato processual escrito a tinta. e) os atos e termos processuais poderão ser datilografados ou a carimbo. sendo que são contínuos e irreleváveis.Q1468 ( FCC . b) exclusão do dia do começo e inclusão do dia do vencimento. Dissídios Individuais. ) . não podendo. e) inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento.25 .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos.TRT-20R .2006 .Analista Judiciário .Q1075 ( FCC .Área Judiciária . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.2006 .Analista Judiciário . independentemente de ter ocorrido o encerramento do processo. mediante autorização expressa do juiz. sendo que são contínuos e irreleváveis. serem prorrogados. d) inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento. ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. • • • • 26 . sendo que não são contínuos e são irreleváveis. Termos e Prazos. em nenhuma hipótese. b) os prazos processuais contam-se com a inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento. c) inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento. os documentos juntos aos autos poderão ser desentranhados em qualquer momento. os prazos processuais contam-se com • a) exclusão do dia do começo e inclusão do dia do vencimento.Q1366 ( FCC .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Atos.TRT-20R . • • • • 27 . d) em regra.Técnico Judiciário . termos e prazos processuais é correto afirmar que • a) os prazos processuais são contínuos e irreleváveis.2006 . em relação aos atos. sendo que são contínuos e releváveis.

A notificação será feita em registro postal com franquia. considere as seguintes assertivas a respeito da forma de reclamação e de notificação nos dissídios individuais: I. c) I e II. se se tratar de empregados da mesma empresa ou estabelecimento. datadas e rubricadas pelos chefes de secretarias ou escrivães. A penhora poderá realizar-se em domingo ou dia feriado. ) Considere as seguintes assertivas a respeito dos atos e termos processuais. Termos e Prazos. Os termos relativos ao movimento dos processos constarão de simples notas. remeterá a segunda via da petição. d) I e III. Se o reclamado criar embaraços ao seu recebimento ou não for encontrado. poderão ser acumuladas num só processo. II. e) II e III. b) I e III. está correto o que se afirma APENAS em • • • a) I e II.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos.452/43. I. o escrivão ou secretário. dentro de 15 dias. Está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) I. ou do termo. far-se-á a notificação por edital. III. mediante autorização expressa do juiz. que será notificado posteriormente. . III. II.De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.TRT-24R . 28 . Os atos e termos processuais não poderão ser escritos à tinta ou a carimbo.2006 . ao reclamado.Q923 ( FCC . Recebida e protocolada a reclamação. c) III. para comparecer à audiência do julgamento. Sendo várias as reclamações e havendo identidade de matéria. De acordo com o Decreto Lei no 5. em regra.Técnico Judiciário . devendo ser datilografados. b) II.

correndo ininterruptamente. ) Os prazos processuais • a) contam-se.2007 . a devolvê-la. c) não são contínuos mas são releváveis. com a inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento. em regra. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho é correto o que se afirma APENAS em • • a) I e III. Os prazos processuais contam-se com inclusão do dia do começo e exclusão do dia do vencimento.TRT-24R . mediante autorização expressa do juiz. os prazos processuais são contínuos e irreleváveis. devidamente comprovada. domingo ou dia feriado. ao Tribunal de origem. Tratando-se de notificação postal. em regra.Técnico Judiciário . serem prorrogados em virtude de força maior.2006 . III e IV. d) que vencerem em sábado. necessariamente. excepcionalmente. no prazo de 5 dias. Termos e Prazos. o seu vencimento certificado nos processos pelos escrivães ou secretários. sob pena de responsabilidade do servidor. Em regra. no caso de recusa de recebimento. ) Considere as seguintes assertivas a respeito dos atos e prazos processuais: I.TRT-23R . . • • • • 30 .Analista Judiciário . e) II. III. terminarão no primeiro dia útil seguinte. 29 .Área Judiciária . Termos e Prazos.• • d) II e III.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Atos. o Correio ficará obrigado. domingo ou dia feriado. por expressa determinação legal. terminarão no segundo dia útil subseqüente. IV. A penhora poderá realizar-se em domingo ou dia feriado.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos. b) I. sendo que os prazos que se vencerem em sábado.Q924 ( FCC . II.Q278 ( FCC . e) não terão. b) podem.

Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Audiências. e) II. No dia da audiência Messias teve um problema estomacal e foi internado em hospital.• • • c) I e II. e) não acarretará o arquivamento do processo.Analista Judiciário .Q78867 ( FCC . GABARITOS: 21 . A audiência de instrução ocorrida no início do ano foi adiada.B 26 .2010 . levou toda a documentação para seu amigo.A 29 1 . sendo que o reclamante não poderá ajuizar nova reclamação durante o prazo de seis meses.Analista Judiciário .A 23 . sendo o reclamante condenado ao pagamento das custas processuais. ) Matias ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora. III e IV. d) I. Sua irmã. Neste caso.8ª Região (PA e AP) .C 27 . sendo o reclamante condenado ao pagamento das custas processuais acrescidas de 50% a título de penalidade.B 25 . mas o reclamante está isento do pagamento das custas. ajuizou reclamação trabalhista em face de sua exempregadora. II e IV. a empresa Doce. a empresa X. ) Messias. • • • • 2 .TRT .Q79389 ( FCC .2010 . o não comparecimento do reclamante nesta segunda audiência • a) importará o arquivamento do processo. o comparecimento de Sidnei na audiência com o atestado médico comprobatório da sua internação .E 22 .E 28 .8ª Região (PA e AP) . tendo em vista o não comparecimento de testemunha do reclamante em virtude de cirurgia gástrica. o reclamante não compareceu sem justo motivo. preocupada com a audiência. Considerando que a presente reclamação foi contestada na primeira audiência. Foi marcada nova audiência de instrução sendo que.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências. nesta oportunidade. c) importará o arquivamento do processo.D 24 . d) importará o arquivamento do processo.A -B 30 . b) importará o arquivamento do processo. metalúrgico. o metalúrgico Sidnei.TRT .

por ausência do trabalhador.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências. por quatro vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. depois da intimação pessoal do trabalhador. Reclamação Trabalhista. em relação aos mesmos pedidos. em relação aos mesmos pedidos. desde que compareça com advogado legalmente habilitado. por duas vezes seguidas. por duas vezes seguidas. e falta de confirmação da reclamação verbal. ) A perempção.2006 .Defensor Público / Direito Processual do Trabalho / Audiências. por extinção sem resolução do mérito. b) evita o arquivamento da reclamação. bem como com duas testemunhas que conheçam o fato.MA . c) evita o arquivamento da reclamação bastando que Sidnei apresente procuração de Messias. por duas vezes seguidas. • • • • 3 . por ausência do trabalhador.DPE . por duas vezes seguidas. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. por ausência do trabalhador. tendo em vista que Sidnei não é competente para representar Messias. d) evita o arquivamento da reclamação desde que Sidnei apresente procuração de Messias e compareça com advogado legalmente habilitado. por mais de um ano. para dar andamento ao feito.Q54127 ( FCC .Q57841 ( FCC . e falta de confirmação da reclamação verbal apresentada ao distribuidor. por duas vezes seguidas. b) arquivamento da reclamação. e falta de confirmação da reclamação verbal. e) arquivamento da reclamação. d) arquivamento da reclamação.2009 . por quatro vezes. e falta de confirmação da reclamação verbal. ocorre nas hipóteses de • a) arquivamento da reclamação.• a) não evita o arquivamento da ação. c) abandono da causa. em razão da falta de liquidação dos pedidos apresentados no rito sumaríssimo. e falta de confirmação da reclamação verbal.Técnico Judiciário . em relação aos mesmos pedidos.6ª Região (PE) . em relação a pedidos diferentes.TRT . • • • • 4 . em relação aos mesmos pedidos. no processo do trabalho. ) O NÃO comparecimento do reclamante à audiência importa em . e) evita o arquivamento da reclamação.

TRT .2009 . e) Em se tratando de reclamatória plúrima. A reclamação trabalhista D tem como partes a em. na audiência. c) confissão quanto à matéria de fato. que tenha conhecimento do fato. ) A respeito da representação no Direito Processual do Trabalho. A reclamação trabalhista B tem como partes a micro-empresa SAPO e seu ex-empregado João. o empregado poderá fazer-se representar por outro empregado que pertença à mesma profissão.Técnico Judiciário . A reclamação trabalhista C tem como partes a socie.Analista Judiciário .Q27447 ( FCC . d) arquivamento da reclamação. IV. Audiências.16ª REGIÃO (MA) . III.dade anônima RATO e seu ex-empregado Domingos.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Partes e Procuradores. • • • • ATENÇÃO: Esta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso. os empregados poderão fazer-se representar pelo sindicato de sua categoria. A reclamação trabalhista A tem como partes Maria e sua ex-empregada doméstica Ursula. c) Os Sindicatos não poderão representar os empregados nas ações individuais. não puder comparecer à audiência. II. é INCORRETO afirmar: • a) O empregador pode fazer-se substituir. d) Se. e) imposição de multa. 5 .Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Partes e Procuradores. ) Considere: I. Audiências. .") 6 . por motivo relevante. b) revelia. b) Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho é obrigatória a representação do empregado por advogado na Justiça do Trabalho.Q49394 ( FCC . por preposto. uma vez que essa legitimidade só é permitida nas ações coletivas.• • • • • a) redesignação da audiência.2008 .TRT .2ª REGIÃO (SP) .presa privada ROMA e sua ex-funcionária Vânia.

no prazo de 15 minutos para cada reclamante. Reclamação Trabalhista. c) III e IV. • a) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 45 minutos para se ausentar. Audiências. tendo em vista que este é o prazo legal.TRT .Analista Judiciário . ) Nas reclamações trabalhistas plúrimas. Termos e Prazos.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Atos. II e III. O advogado da reclamada possuía outra audiência. b) oralmente.TRT . e) I. quando chegar. • . no prazo de 10 minutos para todos os reclamantes. as razões finais para todos os reclamantes assistidos por um mesmo advogado deverão ser apresentadas • • • • • a) oralmente.se o ocorrido. no prazo de 15 minutos para todos os reclamantes. Neste caso.2008 . no prazo de 05 dias para cada reclamante. o magistrado ainda não havia chegado ao Fórum. c) por escrito. 8 . d) por escrito. III e IV. III e IV.2008 . então. ) Na audiência designada em Vara do Trabalho compareceram o reclamante e o representante legal da empresa reclamada. estando sujeita as penalidades da revelia.18ª Região (GO) . no prazo de 15 dias para todos os reclamantes.Analista Judiciário . após 10 minutos do horário marcado para a audiência. b) I. d) II e III.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências.19ª Região (AL) . aguardou 15 minutos e solicitou que o escrivão certificas. ambos com seus respectivos advogados.Para se fazerem representados em audiência. o preposto deverá ser necessariamente empregado do(a) reclamado(a) APENAS nas demandas indicadas em • • • • • a) II. se ausentando com o seu cliente.Q25198 ( FCC . Porém. e) oralmente. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de fato da empresa reclamada tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado.Q25930 ( FCC . 7 . b) o magistrado. de acordo com a CLT.

• trabalho. ) As razões finais do processo do Consolidação das Leis do Trabalho.• c) o magistrado.Técnico Judiciário . quando chegar. III. se realizadas em audiência. independentemente. estando sujeita às penalidades da revelia.7ª Região (CE) . salvo quando se tratar de inquérito. b) são faculdade do juiz. e seu depoimento valerá como simples informação. o tempo reservado para cada uma das partes é de 10 minutos. neste último caso. Cada uma das partes não poderá indicar mais de duas testemunhas.2009 . Provas. são sempre escritas e podem ser indeferidas pelo juiz.2009 . tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Audiências. nunca poderão ser escritas e as partes têm 20 minutos para aduzi-las. A testemunha que for parente até o terceiro grau civil. fase em que esse número poderá ser elevado a . quando devidamente arroladas ou convocadas. e as que não comparecerem serão intimadas ex oficio ou a requerimento da parte. IV. I. • • • • 10 . segundo o regramento da a) constituem direito da parte. As testemunhas não poderão sofrer qualquer desconto pelas faltas ao serviço ocasionadas pelo seu comparecimento para depor.Q23046 ( FCC . As testemunhas comparecerão à audiência independentemente de notificação ou intimação. d) constituem direito da parte. de deferimento judicial. tendo em vista que este é o prazo legal. e) realizam-se oralmente. d) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 30 minutos para se ausentar. ficando sujeitas à condução coercitiva se não atenderem a intimação sem justo motivo. c) constituem direito das partes. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de direito da empresa reclamada.3ª Região (MG) . e) a empresa reclamada não sofrerá qualquer penalidade. • • 9 . exceto nos casos de instrução por carta precatória. tendo em vista ter aguardado o prazo legal. II.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências.Q15550 ( FCC . amigo íntimo ou inimigo de qualquer das partes não prestará compromisso.TRT . quando podem ser enviadas pelo correio. ) Observe as assertivas abaixo a respeito da prova testemunhal.TRT . quando orais.Analista Judiciário . que podem escolher se as aduzem oralmente ou se as fazem por escrito.

) . e) II.TRT . Passa a ser título executivo judicial. III. b) I.2009 . apenas. É decisão irrecorrível. se for o caso. salvo para a Previdência Social. II e III.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências.2009 . Provas. b) II e III. e) III.Técnico Judiciário . d) II e IV. c) I e IV.15ª Região . ) Considere as assertivas abaixo a respeito do termo lavrado na audiência de conciliação.Área Judiciária . é correto o que se afirma APENAS em: • • • • • a) I.TRT . GABARITOS: 1-E A 2-B 3-D 4-D 5-C 6-C 7-B 8-E 9-C 10 - 11 .três. apenas. 12 .Q15153 ( FCC . III e IV.Analista Judiciário . inclusive o limite de responsabilidade de cada parte pelo recolhimento da contribuição previdenciária. d) II. II e III. É correto o que se afirma em • • • • • a) I e II. apenas. I.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências. apenas. c) I. II.Q15555 ( FCC . De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. Deverá sempre indicar a natureza jurídica das parcelas.7ª Região (CE) .

o M. ) Jonas laborava na empresa TE na função de auxiliar administrativo quando foi dispensado sem justa causa. • • • • 13 . Juiz que instrui o processo possui total conhecimento e fluência do inglês. e) deverá nomear intérprete. b) arquivar o processo. • • • . Neste caso. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini. sendo que as despesas decorrentes correrão inicialmente por conta da Margarida.nando que o termo seja assinado pelas partes e por duas testemunhas presenciais. sendo que Joaquim sairá regularmente intimado da nova data. enviou em seu lugar seu colega de trabalho. sua colega de trabalho.cialmente por conta da empresa ALPHA.Margarida ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora a empresa ALPHA. devendo Jonas ser intimado pelo correio dessa designação. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão inicialmente por conta da empresa ALPHA.Técnico Judiciário .cialmente por conta da Margarida.TRT . Na reclamação trabalhista. d) designar nova data para a audiência. devendo assinar o respectivo termo de audiência. d) deverá nomear tradutor juramentado. determi. porque o reclamante não estava regularmente representado e tendo em vista que Joaquim não é membro de sua família. Margarida pretende ouvir o depoimento testemunhal de Jenyfer. tendo em vista que sua representação não foi feita por advogado com procuração devidamente outorgada. Não tendo recebido corretamente os seus direitos.M.15ª Região . Juiz deverá • a) designar nova data para a audiência. Jonas estava com intoxicação alimentar ocasionada pelo rotavirus e sendo assim.Q14369 ( FCC .2009 .M.M. Na data designada para a audiência. O M. uma vez que o reclamante não estava regularmente representado. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini.empregadora. c) arquivar o processo. Considerando que Joaquim também é auxiliar administrativo da empresa TE e que o mesmo compareceu no horário previamente designado com atestado médico e sem advogado. O problema é que Jenyfer é americana e não fala a língua nacional. o M. c) deverá nomear intérprete. b) deverá tomar o depoimento de Jenyfer. Juiz • a) deverá nomear tradutor juramentado. Joaquim. Jonas ajuizou uma reclamação trabalhista contra sua ex.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências.

III e IV. ocorrendo a confissão quanto à matéria de direito.2006 . Está correto o que se afirma SOMENTE em • • • • • a) I e II. c) II. o preposto em audiência deve ser necessariamente empregado do reclamado. porque na situação descrita o reclamante só poderia estar representado pelo sindicato de sua categoria.2009 .15ª Região .Analista Judiciário . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. em relação à audiência é correto afirmar que • a) o não comparecimento do reclamado à audiência importa em execução direta dos valores requeridos pelo reclamante.Q12506 ( FCC . e) II e IV. Audiências. Nas ações de cumprimento os empregados poderão fazer-se representar pelo sindicato da categoria. IV.TRT . Em regra. O advogado pode ser preposto e advogado ao mesmo tempo. c) o não comparecimento do reclamante à audiência importa em confissão quanto à matéria de fato. b) I. É vedado ao empregador fazer-se representar em juízo por preposto em dissídio coletivo. 15 . não havendo impedimento legal neste sentido. 14 . d) III e IV.Q1370 ( FCC . mas as declarações deste não obrigarão o proponente.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Partes e Procuradores. II. Dissídios Coletivos. ) Considere as seguintes assertivas: I. III.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências.TRT-20R . ou qualquer outro preposto que tenha conhecimento do fato. mas para ser preposto em audiência deverá se empregado do representado. b) é facultado ao empregador fazer-se substituir pelo gerente.• e) arquivar o processo. • • .Técnico Judiciário . II e III.

452/43. não serão públicas. No caso de conciliação.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências. antes da execução. b) As audiências dos órgãos da Justiça do Trabalho. poderão os mesmos. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. c) II.Área Judiciária .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências. está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) I e II. não havendo. o juiz marcará a sua continuação para a primeira desimpedida. também.2006 . ex officio. em regra. limite de horário para a sua realização. e) se não for possível. Existindo na decisão evidentes erros de cálculo.• d) terminada a instrução. e) III. • 16 . com relação às audiências é correto afirmar: • a) Do registro das audiências poderão ser fornecidas certidões às pessoas que as requererem. o termo que for lavrado valerá como decisão irrecorrível.Q926 ( FCC .Técnico Judiciário . Nas decisões cognitivas ou homologatórias é facultada a indicação da natureza jurídica das parcelas constantes da condenação ou do acordo homologado. ) De acordo com o Decreto Lei no 5. por motivo de força maior.TRT-24R .Q1434 ( FCC .2006 . d) II e III. ) Considere as seguintes assertivas a respeito da Decisão no Processo Trabalhista: I. sendo obrigatória nova notificação.Analista Judiciário . concluir a audiência no mesmo dia. • . b) I e III. em prazo não excedente de 10 minutos para cada uma. III. 17 . ou a requerimento dos interessados ou da Procuradoria da Justiça do Trabalho. II. salvo para a Previdência Social quanto às contribuições que lhe forem devidas. poderão as partes aduzir razões finais.TRT-20R . ser corrigidos.

• c) Não poderão. individuais ou coletivos. de 2004. habeas data. ) O NÃO comparecimento do reclamante à audiência.A 18 .Q60729 ( FCC .E 13 . ) Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar • a) ações relativas às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização das relações de trabalho.2007 . e) Se.Técnico Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências. b) ações postulando cobrança de honorários advocatícios. por expressa vedação legal.B 12 . • • • . obrigatoriamente.Procurador / Direito Processual do Trabalho / Competência.2010 . sem motivo relevante. • • 18 .Q172 ( FCC . habeas corpus.D 14 . as partes não houverem comparecido à audiência. GABARITOS: 11 . d) na designação de nova audiência. c) ações penais decorrentes das relações de trabalho.D 16 . e) no julgamento imediato em favor do reclamado. serem convocadas audiências extraordinárias. c) na designação de nova audiência. em nenhuma hipótese. com imposição de multa. o juiz deverá aguardá-las. b) no prosseguimento da reclamação.TRT-23R .PGE-AM . quando o ato questionado envolver matéria relacionada às relações de trabalho. por mais 15 minutos. sem qualquer sanção. a partir do advento da Emenda Constitucional no 45.A 1 . d) os mandados de segurança. com a presença de seu advogado. inclusive de servidores públicos estatutários. na hora marcada.B 17 .E 15 . implica • • • • • a) no arquivamento da reclamação. d) O comparecimento dos escrivães ou secretários às audiências dos órgãos da Justiça do Trabalho é facultativo.

for contratado no exterior.MA . na forma do artigo 668 da Consolição das Leis do Trabalho. hipótese em que a competência será fixada pela situação da filial da empresa no Distrito Federal. hipótese em que o Juízo Competente será o da Capital Federal (Brasília). hipótese em que o Juízo Competente será o da matriz da empresa.DPE .Q57847 ( FCC . ) A competência territorial da Justiça do Trabalho será fixada pelo critério do local de execução do contrato. d) Tribunal de Justiça do Estado em que se situar a Vara Cível.2009 . tendo sido este ou não o lugar da contratação. • • • • 3 . em qualquer hipótese.Defensor Público / Direito Processual do Trabalho / Competência. ainda que não decorrentes diretamente das relações de trabalho. ambos no Brasil. ) O conflito positivido de jurisdição entre um Juiz do Trabalho e um Juiz de Direito. deverá ser julgado pelo • • • a) Tribunal Superior do Trabalho. mesmo sendo brasileiro. em qualquer hipótese. • • . se a competência geográfica de ambos estiver afeta a um mesmo Tribunal Regional do Trabalho. para prestar serviços no exterior.Q57844 ( FCC .Defensor Público / Direito Processual do Trabalho / Competência. d) empregador promover a prestação de serviços em dois ou mais locais do território nacional e o trabalhador for contratado no exterior. todas dentro do Brasil.2009 . c) contrato for firmado num local. hipótese em que a competência será da Vara do Trabalho do local em que o empregador mantiver sua sede. por empresa estrangeira. b) Superior Tribunal de Justiça.DPE . e) empregado for contratado na filial de São Paulo. hipótese em que o empregado ? autor da ação ? escolherá o Juízo de qualquer dos dois locais. para prestação dos serviços em outro. b) empregador promover a prestação de serviços em locais diferentes. 2 . e) Tribunal Regional Federal em que se situarem as unidades judiciárias conflitantes.• e) ações de indenização por dano moral ou patrimonial. para prestar serviços no exterior. para prestar serviços na filial de Fortaleza. EXCETO se o • a) trabalhador.MA . este no exercício da jurisdição trabalhista. c) Tribunal Regional do Trabalho. em Florianópolis.

6 .Analista Judiciário . . ) Após o advento da Emenda Constitucional nº 45/04. e) juiz federal comum e do Tribunal Regional do Trabalho. ocorrendo violação a direito líquido e certo do empregador. são da competência da • • • • • a) Justiça Estadual e Justiça Federal. em matéria de disciplina de horário de trabalho. b) Tribunal Regional Federal e do Superior Tribunal de Justiça.Prova 2 / Direito Processual do Trabalho / Competência. serão da competência do • • • • • a) juiz federal comum e do Tribunal Regional Federal. c) Justiça do Trabalho.TRT . cuja matriz está situada em São Paulo. ) É competente para conhecer e julgar reclamação trabalhista ajuizada por empregado.Q53316 ( FCC . d) Justiça do Trabalho e Justiça Federal.2006 . e) Justiça Estadual e Justiça do Trabalho.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Competência. tendo prestado serviços em Cabo de Santo Agostinho para instituição bancária.BACEN . que tem domicílio em Caruaru e foi contratado em Recife.Procurador . 5 . d) Tribunal Regional do Trabalho e do Tribunal Superior do Trabalho.6ª Região (PE) .Prova 2 / Direito Processual do Trabalho / Competência.2006 .Q56873 ( FCC . b) Justiça Federal. decorrentes de acidentes de trabalho e executivos fiscais movidos pela União contra empregador. em decorrência de autuações pela fiscalização do trabalho.BACEN . a Vara do Trabalho de • a) Cabo de Santo Agostinho ou Caruaru.2006 .Q56876 ( FCC . por ato do Delegado Regional do Trabalho. movidas contra o empregador.Procurador . ) Após a Emenda Constitucional nª 45/04 a competência para conhecer e decidir ações judiciais de indenização por dano moral e patrimonial. o mandado de segurança e eventual recurso cabível de decisão desfavorável. c) juiz do trabalho e do Tribunal Regional do Trabalho.4 .

Posteriormente. e) o juiz auxiliar das execuções. e) relativa.• • • • b) Cabo de Santo Agostinho ou São Paulo. d) Recife ou São Paulo.2006 . ) Joana e Joaquim estudavam em Londres.Q47569 ( FCC . respectivamente. Considerando que.TRT . e) Cabo de Santo Agostinho.2009 . d) relativa. local onde foram dispensados sem justa causa. a matriz da empresa empregadora no Brasil é na cidade de Belo Horizonte. ambos os empregados foram promovidos e passaram a laborar em Fortaleza.TRT . absoluta e absoluta. c) absoluta. • • • • • a) absoluta. na Justiça do Trabalho. 8 . c) Recife. absoluta e relativa. 9 . relativa e absoluta.Analista Judiciário . da função e do território.6ª Região (PE) .Analista Judiciário . d) a Seção Especializada em Dissídios Individuais. Competência.7ª Região (CE) .TRT .16ª REGIÃO (MA) . apenas.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Competência. absoluta e relativa.Técnico Judiciário . 7 .Q53318 ( FCC . apenas. b) relativa. ) Detém a competência para a execução de título executivo extrajudicial: • • • • • a) o juiz que teria competência para conhecer do litígio. ) A competência em razão da matéria. b) o Presidente do Tribunal.2009 . que Joana e .Q49392 ( FCC . são consideradas. quando foram contratados pela empresa multinacional "D" para laborarem em Salvador. c) as Turmas do Tribunal. relativa e absoluta.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Competência.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Execução.

PGE-RJ .Joaquim foram contratados pela filial da empresa empregadora em Londres.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Competência. mesmo se sujeitos a regime estatutário.TRT . De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.2009 . que Joana é residente e domiciliada em São Paulo. e) a Vara do Trabalho de Belo Horizonte. será competente para apreciar a demanda trabalhista proposta por Joana e Joaquim • • • • • a) a Vara do Trabalho de Salvador. b) de indenização decorrentes de acidente do trabalho movidas pelos segurados contra o INSS . • • • • GABARITOS: 1-A E 2-C 3-C 4-C 5-C 6-E 7-A 8-A 9-D 10 - 11 . d) a Vara do Trabalho de Fortaleza.Técnico Superior de Procuradoria / Direito Processual do Trabalho / Competência. e que Joaquim é residente e domiciliado no Rio de Janeiro. respectivamente. ) A competência originária para apreciar e julgar mandado de segurança impetrado em face de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região é .Analista Judiciário . em regra.2008 . d) de cobrança de qualquer benefício previdenciário.Instituto Nacional do Seguro Social. b) o órgão competente na cidade de Londres .Q44788 ( FCC .Inglaterra. e) de indenização decorrente de acidente do trabalho movidas pelo empregado contra o empregador. definiu-se a competência da Justiça do Trabalho para as ações • a) movidas por servidores públicos contra a entidade estatal a que serviram. c) as Varas do Trabalho de São Paulo e Rio de Janeiro. ) Após a vigência da Emenda Constitucional no 45.Q27451 ( FCC . c) de cobrança decorrentes de qualquer contrato de prestação de serviços. 10 .2ª REGIÃO (SP) . quando a lide versar sobre seus vencimentos ou proventos de aposentadoria.

2008 .• • • • • a) do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho.TRT .19ª Região (AL) .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Organização da Justiça do Trabalho.Analista Judiciário . ) Compete à Justiça do Trabalho julgar as causas relativas • a) ao não pagamento do benefício de auxílio-desemprego por parte do Instituto Nacional de Seguridade Social . e) do domicílio do empregado ou a localidade mais próxima.2008 . b) a acidentes do trabalho propostas pelo segurado contra o Instituto Nacional de Seguridade Social . c) da Seção de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho. c) às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelo órgão de fiscalização das relações de trabalho. e) a processo criminal relativo a falso testemunho em processo trabalhista. 12 . d) do local da primeira prestação de serviços realizada pelo reclamante. b) do local da última prestação de serviços realizada pelo reclamante. com relação à competência em razão do lugar. • • • • . e) da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho. mas à matriz da empresa empregadora será competente para apreciar reclamação trabalhista a Vara • a) onde está localizada a matriz ou qualquer uma das agências ou filiais da empresa. não estando o empregado viajante comercial subordinado a agência ou filial.Q24099 ( FCC . ) De acordo com a CLT. apenas.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Competência.TRT . Competência. d) a acidentes do trabalho promovidas contra empresas públicas ou sociedades de economia mista.Analista Judiciário . c) do domicílio do reclamante.INSS.Q25233 ( FCC . b) do próprio Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região. • • • • 13 .INSS. d) do Supremo Tribunal Federal.2ª REGIÃO (SP) .

15ª Região .TRT . o dissídio coletivo regional e a ação rescisória. a ação rescisória e a ação de cumprimento de sentença normativa.Analista Judiciário .2008 . ) Considere: I.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Competência.Área Judiciária . ) . as funções indicadas SOMENTE em • • • • • a) I e IV. 16 .3ª Região (MG) . d) o habeas corpus contra prisão determinada por magistrado de primeiro grau. o mandado de segurança e a ação de cumprimento.Q11537 ( FCC . III e IV. c) III e IV.2009 . Processar e julgar em última instância as ações rescisórias das Varas do trabalho. e) II. IV.TRT-2R .Q15144 ( FCC .Analista Judiciário . Julgar os agravos de petição.Analista Judiciário . Impor multas e demais penalidades relativas a atos de sua competência jurisdicional.TRT . c) o mandado de segurança contra ato da fiscalização do trabalho. III.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Competência.2009 . II e III. b) a ação rescisória. a ação de cumprimento de cláusula coletiva e o dissídio coletivo. ) São ações de competência originária dos Tribunais • a) a ação rescisória.Q23049 ( FCC . De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho compete ao Tribunal Pleno. b) I e III.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Competência. quando o Tribunal Regional do Trabalho for dividido em turmas. II. • • • • 15 .14 . o mandado de segurança contra ato de juiz e o dissídio coletivo. Processar e julgar originariamente os dissídios coletivos. d) I. e) a ação anulatória de cláusula coletiva.

TRT-4R . os mandados de segurança. podendo ser pagos tão logo seja elaborada a conta. cabendo ao órgão previdenciário.Analista Judiciário . no valor fixado pelo juízo da execução. e) resultantes de homologação de acordo não poderão ser objeto de manifestação do INSS nem sofrerão atualização. exclusivamente. .TRT-4R .Q4893 ( FCC . c) serão atualizados de acordo com os critérios estabelecidos na legislação previdenciária. b) serão executados em procedimento próprio. c) do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho. d) do próprio Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região. é INCORRETO afirmar que • a) compete-lhe processar e julgar. a atualização da conta. quando o ato questionado envolver matéria sujeita à sua jurisdição. incumbindo ao órgão previdenciário a apresentação da conta de liquidação. habeas corpus e habeas data. e) da Seção de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho. dentre outras ações. • • • • 18 . b) da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho. ) Os créditos previdenciários decorrentes de ação trabalhista • a) serão exigíveis somente após a quitação total do débito pelo executado.Área Judiciária . Teoria Geral do Processo do Trabalho. d) serão objeto de execução ex officio.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Organização da Justiça do Trabalho.2006 .A competência originária para apreciar e julgar mandado de segurança impetrado em face de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região é • • • • • a) do Supremo Tribunal Federal.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Competência. por meio do órgão competente. Competência.2006 . promover a execução. ) Em relação à Justiça do Trabalho.Analista Judiciário . cabendo ao INSS. 17 .Q4570 ( FCC . sem prejuízo da cobrança de eventuais diferenças encontradas na execução ex officio.

quando foi dispensada. reclamante ou reclamado. ) Isis foi contratada na sede da Empresa empregadora. na respectiva região. com possibilidade de lesão do interesse público. recrutados. foi contratado para prestar serviços. podendo.Q1110 ( FCC . foi contratado para prestar serviços. bem como as convencionadas anteriormente.TRT-24R .2006 . quando possível.Técnico Judiciário . reclamante ou reclamado. exceto se foi contratado no estrangeiro. a competência das Varas do Trabalho é determinada pela localidade onde • a) o empregado. d) a lei criará varas da Justiça do Trabalho. e) está a filial mais próxima da empresa empregadora ou o domicílio do empregador quando este for pessoa física. c) os Tribunais Regionais do Trabalho. atribuí-las aos juízes de direito. e nomeados pelo Presidente da República dentre brasileiros com mais de trinta e menos de sessenta e cinco anos de idade.2006 . Considerando que Isis possui residência em Belo Horizonte será competente para conhecer da reclamação trabalhista a(s) Vara(s) do Trabalho da cidade de . • • • • 20 . compõem-se de. sete juízes. em regra. foi transferida definitivamente para Goiânia.TRT-20R .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Competência.Analista Judiciário . com recurso para o respectivo Tribunal de Justiça.Q1372 ( FCC . inclusive se foi contratado no estrangeiro. é facultado às mesmas. ajuizar dissídio coletivo de natureza econômica.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Competência. podendo a Justiça do Trabalho decidir o conflito. nas comarcas abrangidas ou não por sua jurisdição. c) o empregado. • • • 19 . em caso de greve em atividade essencial. e) recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva ou à arbitragem. d) o empregado. reclamante ou reclamado. para prestar serviços em São Paulo. no mínimo. ainda que tenha sido contratado noutro local ou no estrangeiro. respeitadas as disposições mínimas legais de proteção ao trabalho. Posteriormente.• b) compete-lhe decidir o dissídio coletivo ajuizado pelo Ministério Público do Trabalho. em Campo Grande. prestar serviços ao empregador.Área Judiciária . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. de comum acordo. b) está sediada a empresa empregadora ou o domicílio do empregador quando este for pessoa física.

PGM-PI .Procurador Municipal . c) Goiânia.2010 . ) Considere as seguintes assertivas a respeito das custas processuais: I.D 17 . As autarquias municipais e as fundações públicas municipais que não explorem atividade econômica não são isentas do pagamento de custas. IV. Nos dissídios individuais as custas relativas ao processo de conhecimento incidirão à base de 2% e serão calculadas.A 15 . serão pagas e comprovado o recolhimento dentro do prazo peremptório de cinco dias após a publicação do respectivo acórdão.C 13 . II e IV. independentemente de intimação. quando houver acordo ou condenação. e) I. .C 16 . está obrigada. a pagar as custas fixadas na sentença originária. e) Campo Grande ou Belo Horizonte. A parte vencedora na primeira instância. se vencida na segunda.B 12 .Prova tipo 3 / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. b) Campo Grande.• • • • • a) São Paulo. As custas serão pagas pelo vencido. das quais ficara isenta a parte então vencida. sobre o respectivo valor. GABARITOS: 11 . d) Belo Horizonte.C 18 . c) II e IV. Está correto o que se afirma SOMENTE em • • • • • a) II. d) I. após o trânsito em julgado da decisão. No caso de recurso.D 19 1 .E -C 20 . III.Q81942 ( FCC .C 14 . b) I e III. II. III e IV. II e III.

Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.2 .2010 . as custas incidem sobre • a) um valor fixo previamente estipulado pelo Tribunal Superior do Trabalho.22ª Região (PI) .TRT .TRT .Q79564 ( FCC . • . ) Nas ações plúrimas. d) um valor fixo previamente estipulado pelo Tribunal Regional competente.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.22ª Região (PI) .Analista Judiciário .TRT . 3 . c) a Fundação Pública Estadual que explora atividade esconômica. Em audiência as partes celebraram acordo conforme a CLT. c) ao Eduardo. além dos beneficiários de Justiça gratuita. • • • • 4 . e) o respectivo valor global. b) o Sindicato Profissional. • • • • • a) a Ordem dos Advogados do Brasil. se não for convencionado de outra forma. b) à empresa ED.Analista Judiciário . ) É isento de custas. a empresa ED. d) o Ministério Público do Trabalho. e) em partes iguais ao Eduardo e à empresa ED. e) o Conselho Federal de Medicina. d) à empresa ED na proporção de 75% e ao Eduardo na proporção de 25%. ) Eduardo ajuizou reclamação trabalhista em face de sua empregadora. c) o valor da causa previamente estipulado na proporção de cada parte.2010 . da qual é isento.Analista Judiciário .8ª Região (PA e AP) .Q79976 ( FCC . o pagamento das custas caberá • • • • a) ao Estado.2010 .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.Q78868 ( FCC . b) um valor fixo previamente estipulado pelo Supremo Tribunal Federal.

000. a fundação pública federal Terra. • a) somente a autarquia municipal Flor é isenta do pagamento de custas. tendo em vista que exercia na empresa cargo de direção. d) tanto a autarquia municipal Flor como a fundação pública federal Terra são isentas do pagamento de custas.TRT . de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.400. ) Na reclamação trabalhista X. também foi vencida e condenada em primeira instância ao pagamento do valor líquido de R$ 90.00. ) Marta. Marta pretende ingressar com recurso ordinário. e) está desobrigada a efetuar o pagamento das custas judiciais.5 . empregada da empresa X. Considerando que Marta ocupava cargo de direção. a autarquia municipal Flor foi vencida e condenada em primeira instância ao pagamento do valor líquido de R$ 70.Técnico Judiciário .00.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. • • • • 6 . para interposição de recurso ordinário.00. para interpor tal recurso ela • a) terá que efetuar o recolhimento das custas judiciais no importe de R$ 1. c) somente a fundação pública federal Terra é isenta do pagamento de custas. c) terá que efetuar o recolhimento das custas judiciais no importe de R$ 500.000.000.00. tendo em vista que a reclamação trabalhista foi julgada totalmente improcedente.Q62733 ( FCC .Q58586 ( FCC .00. para interposição de recurso ordinário.800. d) está desobrigada a efetuar o pagamento das custas judiciais. b) somente a autarquia municipal Flor é isenta do pagamento de custas.000. a título de custas.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.00. para interposição de recurso ordinário. A mencionada demanda foi julgada totalmente improcedente em primeiro grau.00. • • • . b) terá que efetuar o recolhimento das custas judiciais no importe de R$ 2. bem como que o valor da causa fornecido na reclamação trabalhista foi de R$ 100. devendo a autarquia municipal Flor depositar R$ 1. que não explora atividade econômica. ajuizou reclamação trabalhista tendo em vista a sua demissão sem justa causa. a título de custas.00.2010 .00.2010 .Analista Judiciário . Nestes casos.9ª REGIÃO (PR) . a título de custas.TRT . Na reclamação trabalhista Y.9ª REGIÃO (PR) . devendo a fundação pública federal Terra depositar R$ 1.000. devendo a fundação pública federal Terra depositar R$ 900.

2009 .7ª Região (CE) .TRT .Q54125 ( FCC .00.000. • • • 9 .16ª REGIÃO (MA) . o pagamento das custas caberá em partes iguais aos litigantes.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.Q47571 ( FCC .6ª Região (PE) .Analista Judiciário .00. e) R$ 400. 7 . devendo a autarquia municipal Flor depositar R$ 1.00 (cinqüenta reais). c) R$ 160.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.2009 . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. 8 . d) R$ 250. é correto afirmar: • • a) A Ordem dos Advogados do Brasil é isenta do pagamento de custas. a título de custas.00 (duzentos e cinqüenta reais). Pretendendo recorrer.Técnico Judiciário .• e) não há isenção de custas.Técnico Judiciário . a reclamada deverá recolher as custas processuais no valor de • • • • • a) R$ 50.2006 . b) Sempre que houver acordo. ) Um reclamante ajuizou reclamação trabalhista à qual atribuiu o valor de R$ 5.00 (cem reais).800. com relação às custas.000.00 e a fundação pública federal Terra depositar R$ 1.TRT .00 (cento e sessenta reais). d) Nos dissídios individuais julgados totalmente improcedentes as custas incidirão a base de 1% sobre o valor da causa ou sobre o valor que o juiz fixar.00 (quatrocentos reais). se de outra forma não for convencionado. o juiz fixou a condenação no valor de R$ 8.00. ) .TRT .Q49397 ( FCC . b) R$ 100. para interposição dos respectivos recursos ordinários. e) As fundações públicas federais não são isentas do pagamento das custas. Proferida a sentença.400.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. c) Nos dissídios individuais julgados extintos sem resolução do mérito as custas incidirão a base de 1% sobre o valor da causa.

• • • • 10 . Entidades fiscalizadoras do exercício profissional. IV. b) R$ 500. Ambas as empresas pretendem interpor Recurso Ordinário. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.18ª Região (GO) .00. II. sendo que o depósito recursal efetuado por uma das empresas será aproveitado pela outra para a interposição de Recurso Ordinário.000.000. As custas serão pagas pelo vencido. sendo que o depósito recursal efetuado por uma das empresas será aproveitado pela outra para a interposição de Recurso Ordinário.00. d) R$ 1.00.00. considere as assertivas abaixo a respeito das Custas e Emolumentos judiciais: I. ) No processo do trabalho. das quais ficará isenta a parte vencida.00. sendo que o depósito recursal efetuado por uma das empresas não poderá ser aproveitado pela outra para a interposição de Recurso Ordinário. por exemplo.500. após o trânsito em julgado da decisão. tratando-se de pressuposto processual personalíssimo. A parte vencedora na primeira instância.00. a Ordem dos Advogados do Brasil.Analista Judiciário . a pagar as custas fixadas na sentença originária. está obrigada. sendo que o depósito recursal efetuado por uma das empresas não poderá ser aproveitado pela outra para a interposição de Recurso Ordinário. está correto o que consta APENAS em . Considerando que nenhuma das empresas requereu a exclusão da lide. se vencida na segunda.TRT .2008 . estão isentas do pagamento das custas.000. para a interposição do referido recurso as custas processuais serão de • a) R$ 1. bem como de reembolsar as despesas judiciais realizadas pela parte vencedora.Q25097 ( FCC . tratando-se de pressuposto processual personalíssimo. sendo que o depósito recursal efetuado por uma das empresas não poderá ser aproveitado pela outra para a interposição de Recurso Ordinário. c) R$ 500. tratando-se de pressuposto processual personalíssimo. No caso de recurso. e) R$ 1.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. III.Em uma reclamação trabalhista a empresa X e a empresa Y foram condenadas solidariamente em R$ 50. A União e suas autarquias e fundações públicas federais que não explorem atividade econômica estão isentos do pagamento de custas. como. independentemente de intimação. as custas serão pagas e comprovado o recolhimento dentro do prazo recursal.

o pagamento das custas caberá em partes iguais aos litigantes. considerando que a totalidade do acordo refere-se a verbas com natureza salariais. as partes se compuseram amigavelmente e a empresa G se obrigou a efetuar o pagamento de R$ 15. ) Considere as assertivas abaixo a respeito das Custas e Emolumentos.000.000.000.000. c) R$ 15. se de outra forma não for convencionado. o pagamento das custas caberá à empregada reclamante.2008 .000. sendo que.Analista Judiciário .00. Em audiência. b) I. fornecendo à causa o valor de R$ 30.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos.2008 . de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.00 à vista para Marta. e) R$ 30.19ª Região (AL) .000. Neste caso. se de outra forma não for convencionado.00. se de outra forma não for convencionado.Q25232 ( FCC . o pagamento das custas caberá à empresa reclamada.• • • • • a) III e IV.18ª Região (GO) . sendo que.Técnico Judiciário . d) II e III. I. as custas processuais incidirão à base de 2% sobre • a) R$ 15. sendo que. III e IV. c) II. . GABARITOS: 1-C D 2-D 3-E 4-E 5-B 6-D 7-C 8-B 9-A 10 - 11 . sendo que. ) Marta ingressou com reclamação trabalhista em face da empresa G.00. b) R$ 15.00. II e III. Tratando-se de empregado que não tenha obtido o benefício da justiça gratuita. se de outra forma não for convencionado. e) I e IV. o sindicato que houver intervindo no processo responderá subsidiariamente pelo pagamento das custas devidas.00. • • • • 12 . d) R$ 30.000.Q25150 ( FCC . sendo que. se de outra forma não for convencionado.TRT . o pagamento das custas caberá em partes iguais aos litigantes.00.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. o pagamento das custas caberá à empresa reclamada.TRT . ou isenção de custas.

III e IV. c) demonstração de que não há ninguém.3ª Região (MG) . pelo prazo mínimo de 90 dias.Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. c) II. III. b) I.Q15558 ( FCC . decorre da • a) comprovação da falta de suficiência econômica. Em regra. e serão calculadas.2009 . quando houver acordo ou condenação. é correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) II e IV.2009 . com renda igual ou superior a dois salários mínimos. mediante atestado emitido por entidade pública. e) I e II.Técnico Judiciário . • • • • 14 . ) . no domicílio do interessado. d) I e IV.Q23051 ( FCC . Sempre que houver acordo.7ª Região (CE) . segundo prevê a Consolidação das Leis do Trabalho. 13 .TRT . se de outra forma não for convencionado. e) mera declaração do interessado de que não tem condições de arcar com as despesas processuais sem prejuízo próprio ou de sua família. IV. De acordo com a CLT. sobre o respectivo valor. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica são isentas do pagamento de custas. ) O regramento da gratuidade judiciária vigente no processo do trabalho.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Partes e Procuradores. Nos dissídios individuais as custas relativas ao processo de conhecimento incidirão à base de 1%.TRT . II e III.II. b) prova da condição de desempregado. o pagamento das custas caberá em partes iguais aos litigantes. observado o mínimo legal. as autarquias e fundações públicas federais. d) percepção de até dois salários mínimos. assistência do sindicato e apresentação do atestado de pobreza. Custas e emolumentos.

b) II. c) Reclamante. nas ações e procedimentos de competência da Justiça do Trabalho. d) vencido. sendo que.Analista Judiciário . É correto APENAS o que consta em • • • • • a) I. após o trânsito em julgado da decisão.2006 . Tratando-se de empregado que não tenha obtido o benefício da justiça gratuita.Q4895 ( FCC . III.Execução de Considere as afirmativas Mandados / Direito Processual do Trabalho / Partes e Procuradores.Q1432 ( FCC . sendo que. salvo se for beneficiário da justiça gratuita. e) Reclamado. • • • • 15 . no momento da propositurada ação. devido à hipossuficiência do Reclamante. os Estados. se houver recurso. após o trânsito em julgado da decisão. as custas serão pagas dentro do prazo recursal. O Ministério Público do Trabalho.2006 .TRT-20R . o Distrito Federal.Analista Judiciário . 16 .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. II. as custas serão pagas dentro do prazo recursal. os Municípios e respectivas autarquias e fundações públicas federais.Área Judiciária . se houver recurso. Custas e emolumentos. sendo que. se houver recurso. antes do trânsito em julgado da mesma.Área Judiciária . ou isenção de custas.Nos dissídios individuais e nos dissídios coletivos do trabalho.TRT-4R . as custas serão pagas pelo • a) vencedor. ) abaixo: I. e) II e III. o sindicato que houver intervindo no processo responderá solidariamente pelo pagamento das custas devidas. ) . d) I e III. b) vencido. Os emolumentos serão suportados pelo vencido e serão pagos ao final da execução. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica são isentos do pagamento de custas. as custas serão pagas dentro do prazo recursal. a União. c) I e II. no dia em que o juiz proferir a sentença.

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. sempre que houver acordo. os Estados. à base de 1% sobre o respectivo valor.Q1026 ( FCC .Analista Judiciário . observado o mínimo legal. c) incidirão. c) Nos dissídios coletivos. se de outra forma não for convencionado. b) Nos dissídios individuais do trabalho. b) caberão à parte reclamada.2006 .2006 .00.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. não haverá responsabilidade solidária das partes vencidas pelo pagamento das custas. pessoa física ou jurídica. ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. que não explorem atividade econômica. observado o mínimo legal.TRT-20R . as custas relativas ao processo de conhecimento incidirão à base de 3% sobre o valor da condenação.Analista Judiciário . • • • • 17 . em que houve acordo no valor de R$ 1. os Municípios. as custas relativas ao processo de conhecimento • a) deverão ser pagas pelo Ministério Público do Trabalho. quando houver extinção do processo sem julgamento do mérito. estaduais ou municipais. • • • • 18 . o pagamento das custas caberá em partes iguais aos litigantes.64 de cujo pagamento as partes ficarão isentas. se de outra forma não for convencionado. d) incidirão. em relação às custas no Processo Trabalhista é correto afirmar: • a) Sempre que houver acordo. que não goza da isenção legal fornecida a União. o Distrito Federal. e) Não são isentos do pagamento de custas as autarquias e fundações públicas federais. incidirão custas no valor de • a) R$ 10.000.TRT-4R . . quando houver acordo. ) Numa reclamação trabalhista. as custas relativas ao processo de conhecimento incidirão à base de 1% sobre o valor da condenação. d) Nos dissídios individuais do trabalho. e) no caso de procedência do pedido formulado em ação declaratória e em ação constitutiva serão calculadas sobre o valor da causa. à base de 1% sobre o valor da causa. nos dissídios individuais e coletivos do trabalho.Q1473 ( FCC . em regra.

E 18 . o pagamento das custas caberá à parte reclamada em sua integralidade.D 19 .TRT-23R .A 13 . além dos beneficiários de justiça gratuita. se de outra forma não for convencionado. e) R$ 20. os Estados.E 14 . IV. d) R$ 20.00 que serão sempre pagos pela reclamada. as partes vencidas responderão solidariamente pelo pagamento das custas. III. os Municípios e fundações públicas federais.D 15 . no caso de procedência do pedido formulado em ação declaratória. calculadas sobre o valor arbitrado na decisão. e) III e IV.2007 . sobre o valor da causa.64 que serão pagos em partes iguais pelos litigantes. estaduais ou municipais que explorem atividade econômica. o Distrito Federal.A -D 12 . se de outra forma não for convencionado. a União. b) I. Sempre que houver acordo. se de outra forma não for convencionado.• • b) R$ 10. ) Considere as seguintes assertivas a respeito das custas processuais: I. • • 19 . Nos dissídios coletivos. São isentos do pagamento de custas. II. II e III.Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Custas e emolumentos. d) I e IV.Q366 ( FCC . GABARITOS: 11 . II e IV. c) R$ 10.00 que serão pagos em partes iguais pelos litigantes. ou pelo Presidente do Tribunal. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) I.64 que serão pagos pela reclamada. Nos dissídios individuais as custas relativas ao processo de conhecimento incidirão à base de 2% e serão calculadas.C 16 .A 17 . c) I e III.

orientando o acidentado e seus dependentes.2002 . b) poderá funcionar na qualidade de custos legis. ) .Q38784 ( FCC . c) funcionará apenas como parte. sendo-lhe vedado atuar em juízo por ser matéria privativa de advogado constituído.Q25147 ( FCC . permitida uma recondução. d) prestará assistência exclusivamente extrajudicial.Q16265 ( FCC . para um mandato de três anos. permitida uma recondução.2009 . ) Nas lides acidentárias. para um mandato de dois anos.Analista Judiciário . o Procurador-Geral do Trabalho será nomeado pelo • a) Procurador-Geral da República. e) poderá escolher sua forma de atuação. para um mandato de três anos. devendo assisti-lo até o final do processo. para um mandato de dois anos.18ª Região (GO) .TRT .Técnico Judiciário .Área Judiciária - Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Ministério Público do Trabalho. b) Presidente da República. d) Presidente da República. • • • • 3 . e) Presidente do Supremo Tribunal Federal. c) Procurador-Geral da República. para um mandato de três anos.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Ministério Público do Trabalho. com mais de trinta e cinco anos de idade e de cinco anos na carreira. ) Dentre integrantes do Ministério Público do Trabalho. • • • • 2 .2008 .TRT . vedada a recondução.Promotor de Justiça / Direito Processual do Trabalho / Ministério Público do Trabalho. vedada a recondução.MPE-PE . por estar previsto o recurso ex officio. é certo que o Ministério Público • a) oficiará somente como custos legis em face da qualidade da parte (hipossuficiente) e do interesse público existente (patrimônio de uma coletividade).1 . ou propor em nome do acidentado a ação própria em busca de benefícios acidentários ou por diferenças entre os mal concedidos. permitida uma recondução. porque tem obrigação de propor ação acidentária conjuntamente com o acidentado.7ª Região (CE) . em conformidade com suas atribuições elencadas na lei de Planos e Benefícios da Previdência Social. mas não poderá recorrer. se for o caso.

e será nomeado pelo • a) Presidente da República. integrantes de lista tríplice escolhida mediante voto individual. facultativo e secreto. ) A atuação do Ministério Público do Estado nas ações acidentárias implica em • a) exarar parecer acerca da legalidade ou da constitucionalidade da postulação. pelo Colégio de Procuradores.2008 . d) Procurador Geral da República. integrantes de lista tríplice escolhida mediante voto plurinominal. integrantes de lista tríplice escolhida mediante voto plurinominal. obrigatório e aberto. pelo Colégio de Procuradores. c) Procurador Geral da República. em razão de sua hipossuficiência em face do empregador. e) Presidente da República. facultativo e secreto. e escolhido entre membros da instituição. integrantes de lista tríplice escolhida mediante voto plurinominal. obrigatótrio e aberto. obrigatório e secreto. no entanto. • • • • GABARITOS: 1-B 2-A 3-B 4-D . na condição de co-autor. integrantes de lista tríplice escolhida mediante voto plurinominal. c) acompanhar os procedimentos em que o autor beneficia-se da gratuidade da justiça.MPE-CE . d) atuar na assistência do pólo ativo. pelo Colégio de Procuradores. sem. atuar nos autos. pelo Colégio de Procuradores.Q13016 ( FCC . e escolhido entre membros da instituição. pelo Colégio de Procuradores. b) assistir o trabalhador.O Procurador Geral do Trabalho. e escolhido entre membros da instituição. • • • • 4 . terá mais de trinta e cinco anos de idade e cinco anos na carreira. contra quem postula indenização decorrente de dolo ou culpa grave.Promotor de Justiça / Direito Processual do Trabalho / Ministério Público do Trabalho. e) supervisionar os atos diligenciais da perícia médica e a fase de implantação do benefício. sempre que houver interesse de menores ou incapazes. mesmo que assistido por advogado particular. b) Procurador Geral da República. e escolhido entre membros da instituição. e escolhido entre membros da instituição.

2009 .19ª Região (AL) . referida pela Consolidação das Leis do Trabalho. b) refere-se à incompetência em razão do lugar. não pode ser tratada de ofício. ) A nulidade fundada em incompetência de foro. desde que uma das partes concorde. Não haverá nulidade se o juiz puder decidir o mérito da questão em favor da parte a quem aproveite a declaração de nulidade. de natureza relativa.1 . d) é de competência originária dos tribunais.3ª Região (MG) .Q25194 ( FCC . considere: I. d) I. III.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Nulidades. pode ser tratada de ofício pelo juiz. • • • . 2 . com interesse público previsto na Carta Magna. uma vez que se trata de questão de ordem processual. as quais deverão argüi-las à primeira vez em que tiverem de falar em audiência ou nos autos. por isto. e) I e III. c) II. IV. mesmo que seja acolhida em favor de outro ramo do Judiciário.Analista Judiciário . III e IV. II. As nulidades relativas não serão declaradas senão mediante provocação das partes. De acordo com a CLT. e) não se submete a recurso imediato.Analista Judiciário . A nulidade será pronunciada.TRT .Q23087 ( FCC . c) refere-se à incompetência em razão da matéria e. A nulidade do ato não prejudicará senão os posteriores que dele dependam ou sejam conseqüência. é correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) III e IV. • • a) pode ser proclamada de ofício.TRT . III e IV. mesmo quando argüida por quem lhe tiver dado causa. II e IV.2008 . por isto. ) A respeito das nulidades no processo do trabalho.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Nulidades. b) I.

) No Processo do Trabalho.Área Judiciária . ) Com relação às nulidades. d) Se a parte não arguir a nulidade relativa na primeira vez que tiver de falar nos autos ou na audiência esta não se convalida. b) fundada em incompetência da Justiça do Trabalho. • • • • 5 . e) da finalidade. • .2009 .TRT-24R .Técnico Judiciário .2006 .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Nulidades. dependentes ou consequentes do ato nulo. c) da utilidade. o princípio • • • • • a) do interesse.Q1080 ( FCC . c) A nulidade somente atingirá os atos posteriores. podendo ser arguida em outra oportunidade. a Consolidação das Leis do Trabalho. 4 .3 . está aplicando.15ª Região .TRT .2009 .Q12507 ( FCC . ao dispor que nos processos sujeitos à apreciação da Justiça do Trabalho só haverá nulidade quando resultar dos atos inquinados manifesto prejuízo às partes litigantes.TRT . especificamente.Analista Judiciário . ) Com relação as nulidades é INCORRETO afirmar: • a) As nulidades serão declaradas somente se do ato inquinado de nulo resultar manifesto prejuízo à parte.15ª Região . a nulidade • a) quando pronunciada. b) A nulidade não poderá ser arguida por quem lhe tiver dado causa.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Nulidades.Q14365 ( FCC . d) da transcendência.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Nulidades. b) da preclusão.Analista Judiciário . não obriga o juiz ou Tribunal que a pronunciou a declarar os atos a que ela se estende. tratando-se de mera faculdade. não será declarada senão mediante provocação das partes. e) Não haverá nulidade se o juiz decidir o mérito da questão em favor da parte a quem aproveite a declaração de nulidade.

e) II.TRT-23R .2007 . mesmo quando argüida por quem lhe tiver dado causa.Analista Judiciário .Área Judiciária . • • 6 .Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Nulidades.TRT-23R . II e III. b) I. nesse caso. por expressa determinação legal.Q282 ( FCC . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.Q370 ( FCC . serão considerados nulos os atos decisórios. III. . II e IV. II. A nulidade fundada em incompetência de foro deverá ser declarada ex officio e. inclusive quando argüida por quem lhe tiver dado causa. Em regra. a nulidade fundada em incompetência de foro deverá ser • a) argüida obrigatoriamente pelas partes até a prolação de sentença sob pena de preclusão. d) II e III. as quais deverão argüi-las à primeira vez em que tiverem de falar em audiência ou nos autos. 7 . ) Considere as seguintes assertivas a respeito das nulidades: I. e) do ato não prejudicará senão os posteriores que dele dependam ou sejam conseqüência. as nulidades não serão declaradas senão mediante provocação das partes.• c) será pronunciada. por expressa determinação legal. III e IV. A nulidade do ato não prejudicará senão os posteriores que dele dependam ou sejam conseqüência. d) será pronunciada. mesmo que seja possível suprirse a falta ou repetir-se o ato. c) I. A nulidade deverá ser pronunciada. em decorrência da formalidade inerente ao processo do trabalho.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Nulidades.2007 . IV. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho está correto o que consta APENAS em • • • • • a) I e II.

autárquica e fundacional. no prazo comum de cinco dias. e) argüida obrigatoriamente pelas partes até o encerramento da audiência de instrução sob pena de preclusão. por expressa determinação legal. incumbirá ao juiz.Procurador / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. cujos valores não excedam a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação. c) argüida pelas partes através de exceção sob pena de preclusão. e a Secretaria do Tribunal ou Turma deve colocá-lo imediatamente em pauta para julgamento. ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo. é INCORRETO afirmar: • a) Os dissídios individuais. d) Deferida a prova técnica.Q60730 ( FCC .• b) argüida obrigatoriamente pelas partes em contestação sob pena de preclusão. serão considerados nulos os atos decisórios.TRT .9ª REGIÃO (PR) . fixar o prazo. mas o processo não será suspenso. uma vez há vedação expressa em lei neste sentido. d) declarada ex officio e nesse caso. as testemunhas. comparecerão à audiência de instrução e julgamento. desde logo. independentemente de intimação.Técnico Judiciário . após apreciação do revisor. o objeto da perícia e nomear perito.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. ) . por expressa determinação legal. • • • • 2 . • • • GABARITOS: 1-D 2-C 3-D 4-D 5-E 6-C 7-D 1 . b) Estão excluídas do procedimento sumaríssimo as demandas em que é parte a Administração Pública direta.2010 .se sobre o laudo. com relação às demandas sujeitas ao procedimento sumaríssimo. c) O recurso ordinário. deve ser liberado pelo relator no prazo máximo de quinze dias.PGE-AM . sendo que as partes serão intimadas a manifestar. e) Em regra. até o máximo de duas para cada parte.Q62736 ( FCC .2010 . uma vez recebido no Tribunal.

cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação. cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente da data do ajuizamento da reclamação. inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta. b) I e III. c) II e III.Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação. II e IV. ) O procedimento sumaríssimo é aplicável • a) apenas aos dissídios coletivos.2005 . • • . autárquica e fundacional.Q55712 ( FCC . 3 . e) I. III e IV. d) I. c) aos dissídios individuais e coletivos.PGE-SE . b) aos dissídios individuais. inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta.Quanto ao procedimento sumaríssimo na Justiça do Trabalho: Está correto SOMENTE o que se afirma em • • • • • a) II. autárquica e fundacional. II e III.

inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta. Havendo perícia. respectivamente. no procedimento ordinário e no sumaríssimo. 6 .Q54126 ( FCC .• d) aos dissídios individuais e coletivos.16ª REGIÃO (MA) . cujo valor não ultrapasse 40 (quarenta) vezes o salário mínimo vigente na data de seu ajuizamento. cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação. respectivamente. respectivamente. e) sumaríssimo.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. c) 3 (três) em ambos os procedimentos. • • • • • a) 6 (seis) e 3 (três) testemunhas. .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. ) Em relação às testemunhas.2006 . d) 2 (duas) em ambos os procedimentos. • 4 .TRT .Técnico Judiciário . d) especial. b) sumário. e) aos dissídios individuais.TRT .Q54129 ( FCC . e) 3 (três) e 2 (duas) testemunhas.6ª Região (PE) .6ª Região (PE) .2006 .Q49400 ( FCC . o prazo para a manifestação sobre o laudo será comum e de cinco dias. observarão o procedimento • • • • • a) geral. b) 3 (três) e 6 (seis) testemunhas. ) Considere as seguintes assertivas a respeito do procedimento sumaríssimo: I. ) Os dissídios individuais.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.2009 . 5 .Técnico Judiciário . cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente da data do ajuizamento da reclamação. cada parte poderá ouvir. Provas. autárquica e fundacional.Técnico Judiciário . c) ordinário.TRT .

As testemunhas. é correto afirmar que. • a) serão apreciados pela Justiça dos Estados e do Distrito Federal. segundo o rito sumário. b) litispendência.2002 . ) No que se refere aos litígios e medidas cautelares relativos a acidente de trabalho. comparecerão à audiência independentemente de intimação. c) I e III. 7 .2006 . d) II. esta será interrompida. IV.II. .Q38785 ( FCC . ) No procedimento sumaríssimo deverão ser decididos de plano as questões relativas à • • • • • a) prescrição e decadência. 8 . b) I. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. III. se a parte apresentar documentos em audiência. na via judicial. II e III. está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) I e IV. inclusive durante as férias forenses.Q46547 ( FCC . até no máximo duas para cada parte. conexão e coisa julgada. Os dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação trabalhista ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo. e) compensação e coisa julgada. devendo a parte contrária se manifestar no prazo improrrogável de cinco dias. c) compensação e retenção. III e IV.MPE-PE .Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. d) prescrição e litispendência. Em regra.PGE-RR .Promotor de Justiça / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. e) III e IV.

2008 . II. c) I e IV. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.Q25960 ( FCC . Diana ajuizou reclamação trabalhista em face da empresa privada Y com valor da causa de R$ 16. e revoga disposições da lei processual civil.Analista Judiciário .TRT . c) a Lei de Planos e Benefícios da Previdência Social dispõe expressamente sobre a ação revisional acidentária. d) a competência é sempre do domicílio do acidentado ou de seu beneficiário.00.00.18ª Região (GO) . d) II e IV. IV. ) Considere: I.TRT .2008 .00.00. ) .000.• b) poderá ser dispensada a prova pericial médica na audiência de tentativa de conciliação. não podendo. em nenhum caso ser afastada pela vontade da parte.300. • • • 9 . Maria ajuizou reclamação trabalhista em face da empresa privada X com valor da causa de R$ 12. Reclamação Trabalhista. b) I. III.000. serão submetidos ao procedimento sumaríssimo as demandas indicadas APENAS em • • • • • a) I e III.450. e) I e II.Analista Judiciário . Joana ajuizou reclamação trabalhista em face da Prefeitura Municipal de Caldas Novas fornecendo à causa o valor de R$ 8.Q25101 ( FCC . instrução e julgamento.Biblioteconomia / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. 10 .18ª Região (GO) . e) não se admite a antecipação da prova pericial médica nessas causas porque o segurado pode não apresentar o mesmo estado de saúde. Joana ajuizou reclamação trabalhista em face da autarquia federal que laborava fornecendo à causa o valor de R$ 15.

Maria ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex- empregadora, a empresa privada SSS, dando à causa o valor de R$ 16.500,00. Nesta reclamação,

a) as testemunhas, até o máximo de três para cada parte, comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação. b) todas as provas serão produzidas na audiência de instrução e julgamento, desde que requeridas previamente. c) só será deferida intimação de testemunha que, comprovadamente convidada, deixar de comparecer. d) havendo a necessidade de realização de prova pericial, as partes serão intimadas a manifestar-se sobre o laudo, no prazo comum de dez dias. e) não se encontrando a empresa reclamada no endereço indicado na exordial, poderá ser deferida a citação por edital para propiciar o regular andamento do processo.

GABARITOS: 1-C C 2-C 3-E 4-E 5-E 6-C 7-B 8-A 9-A 10 -

1 - Q62736 ( FCC - 2010 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, com relação às demandas sujeitas ao procedimento sumaríssimo, é INCORRETO afirmar:

a) Os dissídios individuais, cujos valores não excedam a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação, ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo. b) Estão excluídas do procedimento sumaríssimo as demandas em que é parte a Administração Pública direta, autárquica e fundacional. c) O recurso ordinário, uma vez recebido no Tribunal, deve ser liberado pelo relator no prazo máximo de quinze dias, e a Secretaria do Tribunal ou Turma deve colocá-lo imediatamente em pauta para julgamento, após apreciação do revisor. d) Deferida a prova técnica, incumbirá ao juiz, desde logo, fixar o prazo, o objeto da perícia e nomear perito, sendo que as partes serão intimadas a manifestar- se sobre o laudo, no prazo comum de cinco dias.

e) Em regra, as testemunhas, até o máximo de duas para cada parte, comparecerão à audiência de instrução e julgamento, independentemente de intimação.

2 - Q60730 ( FCC - 2010 - PGE-AM - Procurador / Direito Processual do Trabalho /
Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

Quanto

ao

procedimento

sumaríssimo

na

Justiça

do

Trabalho:

Está correto SOMENTE o que se afirma em
• • • • •

a) II, III e IV. b) I e III. c) II e III. d) I, II e III. e) I, II e IV.

3 - Q55712 ( FCC - 2005 - PGE-SE - Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho /
Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

O procedimento sumaríssimo é aplicável

a) apenas aos dissídios coletivos, cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação, inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta, autárquica e fundacional.

b) aos dissídios individuais, cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação, inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta, autárquica e fundacional. c) aos dissídios individuais e coletivos, cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente da data do ajuizamento da reclamação. d) aos dissídios individuais e coletivos, cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente da data do ajuizamento da reclamação, inclusive nas demandas em que é parte a Administração Pública direta, autárquica e fundacional. e) aos dissídios individuais, cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação.

4 - Q54126 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

Os dissídios individuais, cujo valor não ultrapasse 40 (quarenta) vezes o salário mínimo vigente na data de seu ajuizamento, observarão o procedimento
• • • • •

a) geral. b) sumário. c) ordinário. d) especial. e) sumaríssimo.

5 - Q54129 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo; Provas; )

Em relação às testemunhas, cada parte poderá ouvir, no procedimento ordinário e no sumaríssimo,
• • • • •

a) 6 (seis) e 3 (três) testemunhas, respectivamente. b) 3 (três) e 6 (seis) testemunhas, respectivamente. c) 3 (três) em ambos os procedimentos. d) 2 (duas) em ambos os procedimentos. e) 3 (três) e 2 (duas) testemunhas, respectivamente.

6 - Q49400 ( FCC - 2009 - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Técnico Judiciário - Área Administrativa /
Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

Considere as seguintes assertivas a respeito do procedimento sumaríssimo: I. Havendo perícia, o prazo para a manifestação sobre o laudo será comum e de cinco dias. II. Os dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação trabalhista ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo. III. As testemunhas, até no máximo duas para cada parte, comparecerão à audiência independentemente de intimação. IV. Em regra, se a parte apresentar documentos em audiência, esta será interrompida, devendo a parte contrária se manifestar no prazo improrrogável de cinco dias. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, está correto o que se afirma APENAS em
• • • • •

a) I e IV. b) I, II e III. c) I e III. d) II, III e IV. e) III e IV.

7 - Q46547 ( FCC - 2006 - PGE-RR - Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho /
Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

No procedimento sumaríssimo deverão ser decididos de plano as questões relativas à
• • • • •

a) prescrição e decadência. b) litispendência, conexão e coisa julgada. c) compensação e retenção. d) prescrição e litispendência. e) compensação e coisa julgada.

8 - Q38785 ( FCC - 2002 - MPE-PE - Promotor de Justiça / Direito Processual do Trabalho /
Procedimento ordinário e sumaríssimo; )

Analista Judiciário . • a) serão apreciados pela Justiça dos Estados e do Distrito Federal. b) poderá ser dispensada a prova pericial médica na audiência de tentativa de conciliação. serão submetidos ao procedimento sumaríssimo as demandas indicadas APENAS em • • • • • a) I e III. Joana ajuizou reclamação trabalhista em face da autarquia federal que laborava fornecendo à causa o valor de R$ 15. e revoga disposições da lei processual civil. II. .000. b) I.450. d) a competência é sempre do domicílio do acidentado ou de seu beneficiário. na via judicial. IV.000. em nenhum caso ser afastada pela vontade da parte. d) II e IV.No que se refere aos litígios e medidas cautelares relativos a acidente de trabalho.300. inclusive durante as férias forenses. Maria ajuizou reclamação trabalhista em face da empresa privada X com valor da causa de R$ 12. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. c) I e IV. Diana ajuizou reclamação trabalhista em face da empresa privada Y com valor da causa de R$ 16.00. c) a Lei de Planos e Benefícios da Previdência Social dispõe expressamente sobre a ação revisional acidentária. III.Q25960 ( FCC . ) Considere: I. e) não se admite a antecipação da prova pericial médica nessas causas porque o segurado pode não apresentar o mesmo estado de saúde.00.18ª Região (GO) . não podendo.Biblioteconomia / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. e) I e II.TRT . • • • • 9 .00. instrução e julgamento. Joana ajuizou reclamação trabalhista em face da Prefeitura Municipal de Caldas Novas fornecendo à causa o valor de R$ 8.00. segundo o rito sumário. é correto afirmar que.2008 .

d) havendo a necessidade de realização de prova pericial. ) Maria ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex. b) partes e de jurisdição. até o máximo de três para cada parte. poderá ser deferida a citação por edital para propiciar o regular andamento do processo.empregadora.2008 . • • • • GABARITOS: 1-C C 2-C 3-E 4-E 5-E 6-C 7-B 8-A 9-A 10 - 21 . b) todas as provas serão produzidas na audiência de instrução e julgamento.Analista Judiciário .18ª Região (GO) .Técnico Judiciário .500. • . deixar de comparecer. Reclamação Trabalhista. as partes serão intimadas a manifestar-se sobre o laudo. ainda que se trate de empregados de empresas distintas. c) objeto e de causa de pedir. ) A CLT permite a acumulação de várias reclamações num só processo. no prazo comum de dez dias.2006 . Nesta reclamação. observada a identidade de • • • • a) matéria e de causa de pedir.Q25101 ( FCC . c) só será deferida intimação de testemunha que.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.00.10 . a empresa privada SSS. Reclamação Trabalhista. tratando-se de empregados de uma mesma empresa ou estabelecimento.TRT . desde que requeridas previamente. e) matéria. dando à causa o valor de R$ 16. • a) as testemunhas. e) não se encontrando a empresa reclamada no endereço indicado na exordial. d) matéria e de partes.Q4537 ( FCC .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. comprovadamente convidada.TRT-4R . comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação.

d) II.TRT-20R . até o máximo de duas para cada parte. II. Estão excluídas do procedimento sumaríssimo as demandas em que é parte a Administração Pública direta. b) I e II. ) Considere as seguintes assertivas a respeito do Procedimento Sumaríssimo previsto na Consolidação das Leis do Trabalho: I. Está correto o que se afirma APENAS em • • • • a) I.Q1367 ( FCC . em relação ao Procedimento Sumaríssimo é correto afirmar que • a) nas reclamações enquadradas no procedimento sumaríssimo o pedido poderá ser incerto ou indeterminado. b) os dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo.Técnico Judiciário . d) as testemunhas. III. • • • • 23 .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.2006 .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. autárquica e fundacional. incumbindo ao autor a correta indicação do nome e endereço do reclamado. podendo indicar valor aproximado. As testemunhas. sendo indispensável o relatório.Área Judiciária . comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação.TRT-20R . Os dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo.2006 . c) I e III. não se fará citação por edital. .Analista Judiciário . com resumo dos fatos relevantes ocorridos em audiência. até o máximo de três para cada parte. comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação. c) a sentença mencionará os elementos de convicção do juízo.Q1430 ( FCC . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. e) nas reclamações enquadradas no procedimento sumaríssimo.22 .

as quais comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação. • • • • 25 . ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.• e) II e III. ainda mesmo depois de encerrado o juízo conciliatório. por expressa determinação legal. d) terá todas as provas produzidas na audiência de instrução e julgamento.TRT-24R . A compensação poderá ser argüida em qualquer fase do processo. ) Com relação ao Processo Judiciário do Trabalho.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. II.Q1471 ( FCC .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. ainda que não requeridas previamente. . c) será aplicado nos dissídios individuais cujo valor não exceda a vinte vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação. e) permite às partes arrolarem até no máximo 3 testemunhas cada. Os Juízos e Tribunais do Trabalho terão ampla liberdade na direção do processo e velarão pelo andamento rápido das causas. podendo determinar qualquer diligência necessária ao esclarecimento delas.2006 . 24 . b) será aplicado nos dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação.Q1111 ( FCC .2006 . c) II. considere as seguintes assertivas: I.Analista Judiciário . b) I e III. sendo uma faculdade da parte alegá-la em contestação.TRT-20R . Está correto o que se afirma APENAS em • • • a) I e II. III. É lícito às partes celebrar acordo que ponha termo ao processo.Analista Judiciário . o Procedimento Sumaríssimo • a) poderá ser aplicado nas demandas em que é parte a Administração Pública autárquica e fundacional.

Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. em regra. objetivando a apuração em fase de liquidação. previsto na Lei no 9. comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação. com relação aos processos na Justiça do Trabalho é correto afirmar que • a) as partes poderão requerer certidões somente dos processos em curso.TRT-24R . autárquica e fundacional. sair dos cartórios ou secretarias. d) os documentos juntos aos autos poderão ser desentranhados somente depois de findo o processo.957/2000. inclusive dos processos que correrem em segredo de justiça. ) Com relação ao Procedimento Sumaríssimo. • • • • . c) as partes ou seus procuradores não poderão consultar. d) As testemunhas.• • d) II e III. a citação por edital. os processos nos cartórios ou secretarias. em nenhuma hipótese.TRT-24R . • • • • 27 . as quais serão lavradas pelos escrivães. é correto afirmar: • a) Nas reclamações enquadradas no procedimento sumaríssimo o pedido deverá ser incerto ou indeterminado.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.Q929 ( FCC .Analista Judiciário .Técnico Judiciário . e) Nas reclamações enquadradas no procedimento sumaríssimo é permitida. com ampla liberdade. b) Os dissídios individuais cujo valor não exceda a sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação ficam submetidos ao procedimento sumaríssimo. e) as certidões dos processos não dependem de despacho do juiz.2006 . 26 . e) III.2006 . ficando traslado. b) os autos dos processos da Justiça do Trabalho não poderão. até o máximo de duas para cada parte. ) De acordo com o Decreto Lei nº 5452/43.Q1112 ( FCC . c) Estão incluídas no procedimento sumaríssimo as demandas em que é parte a Administração Pública direta.

c) individuais cujo valor não exceda a quarenta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação.TRT-23R . que comparecerão à audiência independentemente de intimação.B 29 .2007 .E -C 22 .2007 .Q176 ( FCC . previsto pela Lei no 9. c) A sentença prescinde de fundamentação.D 27 .E 23 . b) Em regra. e) individuais que.957/2000. só será deferida intimação de testemunha que.957/2000.D 25 . cujo valor não exceda a trinta vezes o salário mínimo vigente na data do ajuizamento.B 26 . comprovadamente convidada. é correto afirmar: • a) Cada uma das partes poderá arrolar até três testemunhas. instrução e julgamento.Técnico Judiciário . • • • • GABARITOS: 21 . será adotado nos dissídios • a) coletivos.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. deixar de comparecer. tenham pedido certo ou determinado.D 28 .E 24 . b) individuais em que for parte a Administração Pública direta.TRT-23R . respectivamente de conciliação. independentemente de valor.Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. • • • • 29 . d) individuais ajuizados contra autarquia ou fundação mantida pelo poder público.28 . ) A respeito do procedimento sumaríssimo previsto na Lei no 9. ) O procedimento sumaríssimo no processo trabalhista. e) As demandas que o adotarem serão instruídas e julgadas em três audiências. d) Nas reclamações trabalhistas sujeitas a esse tipo de procedimento não caberá recurso. mas deverá conter minucioso relatório do processo.Q369 ( FCC .

1 . ) .2010 . b) está prescrita de acordo com as normas preconizadas na Consolidação das Leis do Trabalho e na Constituição Federal brasileira.8ª Região (PA e AP) . Neste caso.8ª Região (PA e AP) .Q78872 ( FCC . a reclamação trabalhista • a) não está prescrita.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.Q81938 ( FCC . porém Tobias somente poderá requerer seus direitos trabalhistas dos dois anos anteriores a data de sua dispensa.2010 . b) só poderá ser arguida em contestação.2010 . Tobias ingressou com a competente reclamação trabalhista no dia 27 de Julho de 2010. c) poderá ser arguida em qualquer momento processual desde que antes do trânsito em julgado. e) só poderá ser arguida na liquidação de sentença através de manifestação expressa. porém Tobias somente poderá requerer seus direitos trabalhistas dos cinco anos anteriores a data da propositura da ação. porém Tobias somente poderá requerer seus direitos trabalhistas dos cinco anos anteriores a data de sua dispensa. e) não está prescrita e Tobias poderá requerer seus direitos trabalhistas de todo o período contratual.TRT . Em 01 Junho de 2009 Tobias foi dispensado por justa causa baseada em ato de improbidade. c) não está prescrita.PGM-PI . d) não está prescrita. d) poderá ser arguida em qualquer momento processual.Analista Judiciário . ) Tobias foi contratado pela empresa Rosa para trabalhar como operário em 01 Fevereiro de 1999. inclusive através de ação rescisória.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. ) Em uma reclamação trabalhista a autarquia municipal X pretende arguir compensação de valores. a compensação • • • a) deverá ser arguida na execução através de embargos à execução.TRT .Analista Judiciário .Q79391 ( FCC . • • • • 3 .Prova tipo 3 / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.Procurador Municipal . • • 2 . Neste caso.

devendo depositar 50% do valor da causa a título de caução. Neste caso. por quatro vezes seguidas. e) arquivamento da reclamação. depois da intimação pessoal do trabalhador. e falta de confirmação da reclamação verbal. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. por duas vezes seguidas. em razão da falta de liquidação dos pedidos apresentados no rito sumaríssimo. • • • • 4 . b) arquivamento da reclamação. mas Gilson pretende ajuizar reclamação trabalhista para assegurar tal direito. em relação aos mesmos pedidos.Defensor Público / Direito Processual do Trabalho / Audiências.Q57841 ( FCC . e falta de confirmação da reclamação verbal. não sendo necessário que haja o trânsito em julgado da sentença normativa. b) há falta de interesse processual. por ausência do trabalhador.Determinado direito já foi reconhecido mediante sentença normativa. e falta de confirmação da reclamação verbal. ocorre nas hipóteses de • a) arquivamento da reclamação. por ausência do trabalhador.DPE . Reclamação Trabalhista. d) Gilson poderá ajuizar reclamação trabalhista que seguirá obrigatoriamente o rito sumário. d) arquivamento da reclamação. e) Gilson deverá ajuizar execução provisória de sentença normativa. em relação aos mesmos pedidos. por duas vezes seguidas. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. devendo Gilson ajuizar ação de cumprimento. sendo necessário que haja o trânsito em julgado da sentença normativa. em relação a pedidos diferentes. c) abandono da causa. e falta de confirmação da reclamação verbal. e falta de confirmação da reclamação verbal apresentada ao distribuidor.MA . por duas vezes seguidas. c) há falta de interesse processual.2009 . por extinção sem resolução do mérito. para dar andamento ao feito. ) A perempção. no processo do trabalho. • • • • . por ausência do trabalhador. por quatro vezes. devendo Gilson ajuizar ação de cumprimento. em relação aos mesmos pedidos. por mais de um ano. • a) Gilson poderá ajuizar reclamação trabalhista que seguirá obrigatoriamente o rito ordinário. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos.

c) deverá ser considerada.Q57842 ( FCC .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.DPE . d) terá aplicação apenas e tão somente se o autor for assistido pela Caixa Econômica Federal.6ª Região (PE) . mas se submete ao prazo de dois anos após a terminação do contrato de emprego. durante a vigência do contrato de trabalho.Q53315 ( FCC . gestora do Fundo.036/90. e) será contada sempre a partir do encerramento do contrato de emprego. b) não será considerada. . d) em que se pretender o reconhecimento da estabilidade do empregado.2006 . ) A reclamada ao receber a intimação para comparecimento em audiência e oferecimento da defesa. verifica que na petição inicial está sendo repetido pedido de horas extras já decidido por sentença transitada em julgado. ) A prescrição trintenária do direito de ação para exigir valores devidos em conta do fundo de garantia por tempo de serviço. operando-se apenas 30 anos após a terminação do vínculo.5 . • • • • 7 . • • • • 6 . Reclamação Trabalhista. Em sua defesa deverá • a) opor exceção de coisa julgada. c) em que se pretender o reconhecimento do vínculo de emprego e aquelas em que for parte o menor. prevista pela Lei nº 8.MA .Defensor Público / Direito Processual do Trabalho / Atos.TRT . ) Terão preferência as reclamações trabalhistas • a) cujo objeto for o pagamento de salários e as que decorrerem da falência do empregador.Analista Judiciário .Q46548 ( FCC . operando-se apenas 5 anos após a terminação do vínculo.2009 . em reclamação trabalhista ajuizada por ex-empregado.Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. para o trabalhador • a) será contada sempre a partir do encerramento do contrato de emprego. e) em que for parte o menor ou o analfabeto. b) cujo objeto forem as condições de trabalho e a aquelas em que for parte o menor. Termos e Prazos.2006 .PGE-RR .

e) deverá ser indeferida de plano. b) oralmente.Q25099 ( FCC . 8 . no prazo de 10 minutos para todos os reclamantes. • • • • . c) por escrito. mas o reclamante só poderá ingressar com nova reclamatória após o decurso de cento e vinte dias do trânsito em julgado da primeira decisão. no prazo de 15 minutos para cada reclamante. mas o reclamante só poderá ingressar com nova reclamatória após o decurso de sessenta dias do trânsito em julgado da primeira decisão. e) argüir preliminar de coisa julgada. a parte não o fizer. e) oralmente.2008 . c) somente será indeferida se. ) Em regra. 9 .• • • • b) opor exceção de nulidade c) argüir litigância de má-fé. no prazo de 15 dias para todos os reclamantes. no prazo de 15 minutos para todos os reclamantes. d) deverá ser indeferida de plano.TRT . após intimada para suprir a irregularidade em quinze dias.Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.2008 . as razões finais para todos os reclamantes assistidos por um mesmo advogado deverão ser apresentadas • • • • • a) oralmente. a parte não o fizer. d) argüir preliminar de carência de ação. Reclamação Trabalhista.18ª Região (GO) . d) por escrito. a petição inicial que estiver desacompanhada de documento indispensável à propositura da ação • a) será obrigatoriamente indeferida se.Q25930 ( FCC . após intimada para suprir a irregularidade em dez dias. mas poderá o reclamante ingressar imediatamente com nova reclamatória.Analista Judiciário .18ª Região (GO) . ) Nas reclamações trabalhistas plúrimas. b) deverá ser indeferida de plano.Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências. no prazo de 05 dias para cada reclamante.TRT .

d) havendo a necessidade de realização de prova pericial. de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.2008 .TRT . c) poderá requerer a compensação. havendo expresso dispositivo legal neste sentido. deixar de comparecer. b) todas as provas serão produzidas na audiência de instrução e julgamento. Tendo em vista que a empresa X pretende requerer a compensação de adiantamento de salários pagos para Maria.Q25148 ( FCC . c) só será deferida intimação de testemunha que.18ª Região (GO) .lo. mas deverá fazê-lo até o trânsito em julgado da reclamação.500. • • . e) não se encontrando a empresa reclamada no endereço indicado na exordial. em razões finais.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. poderá ser deferida a citação por edital para propiciar o regular andamento do processo.2008 . ) A empresa X recebeu notificação de reclamação trabalhista proposta por sua ex-empregada Dora.10 . ) Maria ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex.empregadora. mas deverá fazê. comparecerão à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. postulando diversas verbas de natureza trabalhista. a empresa privada SSS. dando à causa o valor de R$ 16.TRT . no prazo comum de dez dias. as partes serão intimadas a manifestar-se sobre o laudo. é certo que tal empresa • a) poderá requerer a compensação. b) não poderá requerer a compensação. • • • • GABARITOS: 1-B C 2-A 3-B 4-D 5-C 6-A 7-E 8-B 9-C 10 - 11 . Nesta reclamação. sob pena de preclusão.00.Analista Judiciário . após a audiência de instrução e julgamento.18ª Região (GO) . desde que requeridas previamente. comprovadamente convidada. sendo vedada qualquer tipo de compensação de valores em razão da natureza alimentar do crédito trabalhista. • a) as testemunhas.Técnico Judiciário . Reclamação Trabalhista. até o máximo de três para cada parte.Q25101 ( FCC .

mas deverá fazê-lo em contestação. desde que.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.2008 .• d) poderá requerer a compensação. d) à ordem aleatória de entrada.Analista Judiciário . ) .Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. serão efetivamente compensados. ) A distribuição dos processos.Q23089 ( FCC . deve obedecer. Distribuição. b) aos critérios de igualdade quantitativa e qualitativa entre as unidades judiciárias. 13 .TRT .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. e) tiver ocorrido a prescrição. e) poderá requerer a compensação.TRT . mas deverá fazê-lo obrigatoriamente na execução. se deferidos.2009 . onde os valores.19ª Região (AL) . considera-se inepta a petição inicial quando • • • • • a) o autor carecer de interesse processual. • a) à proporção quantitativa e à adequação qualitativa de processos a cada unidade. e) à ordem rigorosa de entrada.2009 . segundo a Consolidação das Leis do Trabalho. b) da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão.3ª Região (MG) . observando-se a igualdade de tipos de ação para cada vara. d) tiver ocorrido a decadência. todas as unidades tenham o mesmo nú. ) Entre outras hipóteses. ao final de um ano. em cidades onde haja mais do que uma unidade judiciária com a mesma competência.Área Judiciária .TRT .") 12 .15ª Região . c) à ordem aleatória de entrada. • ATENÇÃO: Esta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.Q15152 ( FCC . uma vez que a compensação só pode ser argüida com a contestação.Analista Judiciário . c) a parte for manifestamente ilegítima.mero de processos distribuídos.Analista Judiciário .Q25200 ( FCC . • • • • 14 .

b) se atribuído na inicial valor incompatível com o objeto da demanda.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. a parte não poderá impugná-lo.PGE-SP . • • • • 16 .2009 .Q12561 ( FCC . e) só poderá apresentar nova reclamação trabalhista em face da empresa GATO após o decurso do prazo de doze meses. não se facultando a retratação.16ª REGIÃO (MA) . c) quando impugnado tempestivamente e se mantido o valor incompatível pelo juízo da causa. há dispositivo legal que permite que seja fixado pelo juiz. d) só poderá apresentar nova reclamação trabalhista em face da empresa GATO após o decurso do prazo de três meses. ) .Procurador de Estado / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. b) poderá apresentar imediatamente nova reclamação trabalhista em face da empresa GATO.Analista Judiciário . facultando-se a retratação. Mirela deixou de comparecer na audiência previamente designada uma vez que se atrasou no cabeleireiro e o processo foi arquivado. mas também não compareceu na audiência previamente designada uma vez que se atrasou em sua massagem modeladora. • a) se atribuído na inicial valor incompatível com o objeto da demanda. e) se indeterminado na inicial. Mirela ajuizou outra reclamação trabalhista com os mesmos fundamentos.TRT . • • • • 15 .empregadora a empresa GATO. poderá ser interposto recurso de pedido de revisão à Corregedoria Regional. c) não poderá apresentar nova reclamação trabalhista em face da empresa GATO em razão da preclusão do direito de ação.Mirela ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex. d) quando impugnado tempestivamente e se mantido o valor incompatível pelo juízo da causa. Mirela • a) só poderá apresentar nova reclamação trabalhista em face da empresa GATO após o decurso do prazo de seis meses. ) No que atine ao valor da causa.Q12909 ( FCC . causa de pedir e pedidos.2009 . a parte poderá impugná-lo somente em razões finais. poderá ser interposto recurso de pedido de revisão à Presidência do Tribunal Regional. Neste caso.

pessoalmente. • 18 . b) partes e de jurisdição.2006 . • • • • 17 . tratando-se de empregados de uma mesma empresa ou estabelecimento. III. c) objeto e de causa de pedir. A reclamação deverá. mediante advogado. ainda que arquivada.TRT-24R .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo. exceto se arquivada. II.Técnico Judiciário . . d) interrompe a prescrição somente em relação aos pedidos idênticos. ser apresentada de forma escrita. e) interrompe a prescrição em relação a todos os pedidos e causa de pedir.A ação trabalhista • a) interrompe a prescrição em relação a todos os pedidos e causa de pedir.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista. ) Com relação à reclamação perante a Justiça do Trabalho. A reclamação poderá ser apresentada pelos sindicatos de classe. obrigatoriamente.TRT-4R .2006 . observada a identidade de • • • • a) matéria e de causa de pedir. b) interrompe a prescrição somente em relação aos pedidos idênticos. ) A CLT permite a acumulação de várias reclamações num só processo. considere as seguintes assertivas: I. exceto se arquivada. uma vez que na Justiça do Trabalho é vedada a reclamação verbal. e) matéria. ou por seus representantes.Q4537 ( FCC . ainda que arquivada. c) não interrompe a prescrição. d) matéria e de partes. Reclamação Trabalhista.Técnico Judiciário . ainda que se trate de empregados de empresas distintas. A reclamação poderá ser apresentada pelos empregados e empregadores.Q927 ( FCC . havendo apenas a sua suspensão enquanto ocorre o trâmite da respectiva ação.

b) I e II. c) poderão ser acumuladas num só processo. 19 .De acordo com o Decreto Lei no 5.Q928 ( FCC .2006 . ) Sendo várias as reclamações • a) poderão ser acumuladas num só processo.B 17 . a empresa CHÁ.E -B 12 .TRT . desde que haja identidade de matéria. desde que haja identidade de matéria e trate de empregados da mesma empresa ou estabelecimento.E 16 .Analista Judiciário .E 18 . Somente considerando .C 19 1 . ) Joana e Márcia são testemunhas na reclamação trabalhista proposta por Gabriela contra sua ex-empregadora. independentemente de ter identidade de matéria. independentemente de ter identidade de matéria ou de tratar de empregados da mesma empresa ou estabelecimento.A 15 . independentemente de tratar de empregados da mesma empresa ou estabelecimento.2010 . d) II.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Reclamação Trabalhista.22ª Região (PI) . desde que trate de empregados da mesma empresa ou estabelecimento. • • • • GABARITOS: 11 .Área Judiciária Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Provas.Técnico Judiciário .B 13 . c) I e III.E 14 . d) poderão ser acumuladas num só processo. em razão de expressa vedação legal a qualquer tipo de acumulação de processos.452/43. e) II e III.TRT-24R .Q79978 ( FCC . está correto o que afirma APENAS em • • • • • a) I. e) não poderão ser acumuladas num só processo. b) poderão ser acumuladas num só processo.

d) de João e da empresa X. b) Joana e Márcia são consideradas suspeitas. e que Kátia é amiga íntima de Fátima.Q79392 ( FCC . o ônus da prova das horas extras e do aviso prévio é • • • • a) da empresa X e de João. c) da empresa X.8ª Região (PA e AP) .TRT . respectivamente. ) Fátima ajuizou reclamação trabalhista em face da sua ex-empregadora. c) Marta e Kátia. respectivamente. • • • • • a) Joana e Márcia não são consideradas suspeitas. horas extras realizadas e aviso prévio.2010 . ) A empresa X possui atualmente sete empregados. em regra. uma vez que dispensou Maria no semestre passado e João pediu demissão.TRT . b) de João. a empresa K. Mariana e Kátia. c) apenas Joana é considerada suspeita.Q78870 ( FCC . d) Mariana.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Provas. o impedimento para testemunhar recai sobre • • • • • a) Mariana e Marta.2010 .que Joana já litigou contra a mesma empregadora em reclamação trabalhista transitada em julgado e que Márcia ainda está litigando contra a empresa CHÁ. dentre outras verbas. d) apenas Márcia é considerada suspeita. . Considerando que Marta já foi condenada por crime de falso testemunho com sentença transitada em julgado.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas. 2 . e) Joana e Márcia estão impedidas de testemunhar. b) Marta.8ª Região (PA e AP) .Analista Judiciário . Neste caso. Mariana e Kátia. Ela pretende levar na audiência de instrução três testemunhas: Marta.Analista Judiciário . 3 . e) Kátia. que Mariana é sobrinha de Fátima. João ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora requerendo.

• • • • • a) 6 (seis) e 3 (três) testemunhas. Provas. cada parte poderá ouvir. III e IV. e) 3 (três) e 2 (duas) testemunhas. Se a testemunha for funcionário civil ou militar e tiver que depor em hora de serviço. d) 2 (duas) em ambos os procedimentos. ) Considere as seguintes assertivas a respeito das provas: I.Técnico Judiciário .2010 . II e III.• e) de ambas as partes indistintamente. 4 . respectivamente.TRT . d) III e IV. c) I. Está correto o que consta APENAS em • • • • • a) I e III. c) 3 (três) em ambos os procedimentos. e) II. . IV. b) 3 (três) e 6 (seis) testemunhas. III. respectivamente. conforme o caso concreto. no procedimento ordinário e no sumaríssimo. a qual deve responder pelos respectivos honorários. 5 .Q54129 ( FCC . A indicação do perito assistente é faculdade da parte. ainda que vencedora do objeto da perícia. será requisitado o seu comparecimento ao Governador do Estado ou ao Prefeito Municipal. respectivamente.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Procedimento ordinário e sumaríssimo.9ª REGIÃO (PR) .Técnico Judiciário . b) I e II. II.Q62737 ( FCC .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. O documento em cópia oferecido para prova deverá conter declaração de autenticidade do cartório responsável. A testemunha que for parente até o terceiro grau civil não prestará compromisso e seu depoimento valerá como simples informação.TRT . ) Em relação às testemunhas.6ª Região (PE) .2006 . vedada a declaração de autenticidade feita por advogado.

Nesse caso. ) João ajuizou reclamação trabalhista em face de sua exempregadora. Está (ão) impedida (s) de depor • • • • • a) Marcela. Considerando que Manoela é parente consanguíneo de João de terceiro grau. b) ao empregador. por se tratar de fato impeditivo do direito do autor.Técnico Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. por se tratar de fato constitutivo do seu direito. a empresa X. 8 . III. é do empregado.2006 .Analista Judiciário . c) ao empregador. b) Manoela. modificativo ou .Analista Judiciário . Marcela e Mirela. o ônus da prova incumbe • • • • • a) ao empregador.16ª REGIÃO (MA) .18ª Região (GO) .2009 . ) Considere as assertivas abaixo a respeito das provas: I.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. apenas. O ônus de provar o término do contrato de trabalho.6 . por se tratar de fato extintivo do direito do autor. e) à parte a quem o juiz atribuir o encargo. por se tratar de fato modificativo do direito do autor. a empresa alegou justa causa para a rescisão do contrato de trabalho. d) Manoela e Marcela. e) Manoela. que Marcela é parente por afinidade de segundo grau de João e que Mirela é parente por afinidade de terceiro grau de João.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas. Em regra. a prova da jornada extraordinária é do empregado por tratar-se de fato constitutivo do seu direito. 7 . II.2008 .TRT . d) ao empregado.TRT .TRT .Q49399 ( FCC . c) Marcela e Mirela. É do empregador o ônus da prova do fato impeditivo.Q53317 ( FCC .6ª Região (PE) . apenas. apenas.Q25102 ( FCC . quando negados a prestação de serviços e o despedimento. ) Ao contestar uma reclamação trabalhista em que o reclamante postula verbas rescisórias decorrentes da despedida injusta. apenas.

Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. corresponde à data do ajuizamento do pedido. se feita em juízo.da quanto ao fato constitutivo do direito do reclamante. ) Com relação às provas é certo que. Está correto o que consta APENAS em • • • • • a) II. II e III. IV. O reclamante pleiteia horas-extras que o reclamado alega não serem . e) a presunção de veracidade da jornada de trabalho.extintivo da equiparação salarial.Q24101 ( FCC . cuja assinatura foi impugnada pelo reclamado na contestação.TRT . exceto se prevista em instrumento normativo. incumbe a parte reclama. d) I e IV.Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas. pode ser elidida por prova em contrário.2008 . O termo inicial do direito ao salário-família coincide com a prova da filiação e. II. d) o ônus da prova. ) Considere: I. • • • • 10 . e) I e III. O reclamante juntou documento com a petição inicial. c) III e IV.TRT . b) o ônus de provar o requerimento do vale transporte assim como a ausência de intervalo intrajornada é do empregado.2ª REGIÃO (SP) . III.19ª Região (AL) . • a) o ônus de provar o término do contrato de trabalho quando negados a prestação de serviço e o despedimento é do empregado.2008 .Q25235 ( FCC . 9 . em regra. b) I.Analista Judiciário . III e IV. c) a não apresentação pelo empregador dos controles de freqüência gera presunção absoluta de veracidade da jornada de trabalho. em regra. O reclamado alega ter terminado o contrato de trabalho e o reclamante sustenta a continuidade de sua vigência.

o ônus da prova é do • • • • • a) reclamado.2009 . b) Nos dissídios individuais plúrimos.Analista Judiciário .TRT . . ) A respeito da prova testemunhal. c) reclamado. respectivamente. respectivamente.TRT . cada reclamado poderá ouvir até 3 (três) testemunhas. • • • • 12 . b) reclamante. d) O juiz não pode indeferir inquirição de testemunhas sobre fatos que considerar já provados pela prova testemunhal. reclamado e reclamante. c) Se cada uma das partes já tiver ouvido 3 (três) testemunhas. e) reclamante.3ª Região (MG) . ) Segundo as regras de distribuição do ônus da prova no processo do trabalho. reclamante e reclamado. GABARITOS: 1-A D 2-D 3-D 4-A 5-E 6-B 7-E 8-A 9-B 10 - 11 . d) reclamante.2ª REGIÃO (SP) .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas. e) Se a testemunha não souber falar a língua nacional.2008 . será de responsabilidade • a) do trabalhador a prova do fato impeditivo de seu direito.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas.Q23050 ( FCC .Analista Judiciário .Q24102 ( FCC . reclamado e reclamado. Em tais situações.tras testemunhas referidas. é correto afirmar: • a) Quando se tratar de ação proposta contra vários empregadores. o juiz não pode determinar a oitiva de ou. respectivamente.devidas em razão do exercício de cargo de direção. será obrigatória a convocação de tradutor público juramentado. cada um dos reclamantes que propuser a ação conjuntamente poderá ouvir até 3 (três) testemunhas.

empregador. As testemunhas não poderão sofrer qualquer desconto pelas faltas ao serviço ocasionadas pelo seu comparecimento para depor. c) empregador. ficando sujeitas à condução coercitiva se não atenderem a intimação sem justo motivo.Técnico Judiciário . do fato modificativo da equiparação salarial. A testemunha que for parente até o terceiro grau civil. e) empregador. empregado. III. IV. salvo quando se tratar de inquérito. e) do empregador a prova dos fatos constitutivos do direito alegado na inicial. e as que não comparecerem serão intimadas ex oficio ou a requerimento da parte.2009 .Q16208 ( FCC . . empregado. já que ele é hipersuficiente na relação contratual. e seu depoimento valerá como simples informação.• b) do trabalhador a prova da identidade de funções. empregado e empregado. empregado. quando a defesa demonstra que os comparandos exerciam cargos diferentes.2009 .7ª Região (CE) . Cada uma das partes não poderá indicar mais de duas testemunhas.TRT . • • • 13 . empregado. empregador.7ª Região (CE) . amigo íntimo ou inimigo de qualquer das partes não prestará compromisso. da ausência da concessão de intervalo intrajornada.TRT . empregado e empregado. e empregador. porque é hipossuficiente na relação de direito material. I. II. fase em que esse número poderá ser elevado a três.Q15550 ( FCC . no pedido de equiparação salarial. empregador e empregador. d) nunca do empregado. empregador e empregado. qualquer que seja o tema. respectivamente. em regra.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Audiências. ) O ônus da prova do pagamento das horas extras dos feriados trabalhados de maneira dobrada. As testemunhas comparecerão à audiência independentemente de notificação ou intimação. do • • • • • a) empregado. quando devidamente arroladas ou convocadas.Analista Judiciário .Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. ) Observe as assertivas abaixo a respeito da prova testemunhal. e do requerimento do vale-transporte é. b) empregador. 14 . Provas. d) empregador. c) do empregador.

determi. Na reclamação trabalhista. e) II.cialmente por conta da Margarida.Q15153 ( FCC . Juiz que instrui o processo possui total conhecimento e fluência do inglês.Área Judiciária .Área Judiciária . • • • • 16 . c) deverá nomear intérprete. Juiz • a) deverá nomear tradutor juramentado.De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. III e IV. é correto o que se afirma APENAS em: • • • • • a) I. 15 .15ª Região . d) II e IV. d) deverá nomear tradutor juramentado.2009 .2009 . Neste caso. sua colega de trabalho. Provas. O problema é que Jenyfer é americana e não fala a língua nacional.nando que o termo seja assinado pelas partes e por duas testemunhas presenciais. O M.M. . sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão inicialmente por conta da empresa ALPHA. b) deverá tomar o depoimento de Jenyfer. c) I e IV.15ª Região . Margarida pretende ouvir o depoimento testemunhal de Jenyfer.Analista Judiciário . e) deverá nomear intérprete.cialmente por conta da empresa ALPHA.TRT .M. sendo que as despesas decorrentes correrão inicialmente por conta da Margarida.Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Provas. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini. ) A prova pré-constituída nos autos • a) não pode ser levada em conta para confronto com a confissão ficta uma vez que processualmente foram produzidas antes da ocorrência da confissão. ) Margarida ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora a empresa ALPHA.TRT . II e III. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini. o M. b) II e III.Q15156 ( FCC .Execução de Mandados / Direito Processual do Trabalho / Audiências.Analista Judiciário .

Mario pretende receber as horas extras que laborava e o vale transporte que não lhe foi concedido. quando negados a prestação de serviço e o despedimento. Em regra. a qual deverá responder pelos respectivos honorários. Ambos ajuizaram reclamação trabalhista. 18 .Analista Judiciário . d) I.Q12509 ( FCC .TRT . III e IV. ) Mario e João laboravam para a empresa BUS quando foram dispensados sem justa causa. A indicação do perito assistente é faculdade da parte. ainda que vencedora no objeto da perícia.15ª Região .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas. não implicando cerceamento de defesa o indeferimento de provas posteriores.TRT . c) II e III. ) Considere as seguintes assertivas a respeito das provas: I.15ª Região .2009 . d) não pode ser levada em conta para confronto com a confissão ficta uma vez que esta confissão gera presunção absoluta da verdade dos fatos confessos.Q12451 ( FCC . • • • 17 .riores implica cerceamento de defesa. II e IV. e . Está correto o que se afirma SOMENTE em • • • • • a) I e II.• b) pode ser levada em conta para confronto com a confissão ficta. é do empregado. II e III. e) não pode ser levada em conta para confronto com a confissão ficta em razão do princípio da verdade real aplicado no processo do trabalho. o ônus de provar o término do contrato de trabalho.2009 . Está impedido de depor a testemunha que for parente por afinidade em terceiro grau do reclamante. IV.Analista Judiciário . II. Não torna suspeita a testemunha o simples fato de estar litigando ou de ter litigado contra o mesmo empregador. c) pode ser levada em conta para confronto com a confissão ficta e o indeferimento de provas poste. e) I. b) I.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. III.

e de João.Analista Judiciário . as testemunhas comparecerão a audiência mediante expressa e comprovada notificação ou intimação.Q1027 ( FCC . e de João. 19 . em relação as provas.Q1472 ( FCC . d) da empresa BUS. não prestará compromisso e seu depoimento valerá como simples informação. de Mário. ) Vale como simples informação o depoimento da testemunha que • • • • a) preste ou tenha prestado serviços à reclamada. ) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. e) em regra. . da empresa BUS. b) seja inimigo de qualquer uma das partes. da empresa BUS.Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. inclusive quando se tratar de inquérito. de Mário.Analista Judiciário . e de João. d) o depoimento de uma testemunha poderá ser ouvido pelas demais que tenham de depor no processo. c) a testemunha que for parente até o quarto grau civil de qualquer das partes. c) seja primo de uma das partes. c) de Mário.TRT-20R . respectivamente. respectivamente. b) de Mário. e) da empresa BUS. b) o depoimento das partes e testemunhas que não souberem falar a língua nacional será feito por meio de intérprete nomeado pelo juiz.2006 . d) não tenha presenciado os fatos alegados.TRT-4R . respectivamente. e da empresa BUS. é correto afirmar que • a) cada uma das partes poderá indicar até 4 testemunhas. respecti. • • • • 20 .Área Judiciária / Direito Processual do Trabalho / Provas.vamente.2006 . do requerimento do vale transporte e a prova de ausência de intervalo são • • • • • a) da empresa BUS. Nesses casos. o ônus da prova da jornada extraordinária.João pretende receber os intervalos que não lhe eram concedidos.

Área Administrativa / Direito Processual do Trabalho / Provas. caso em que esse número poderá ser elevado para seis. ) A respeito da prova testemunhal. cada uma das partes poderá indicar até três testemunhas.B 17 .B 14 . III.B 13 .TRT-23R .2007 . Está correto o que se afirma APENAS em • • • • • a) II e III. III e IV. c) II e IV. O juiz providenciará para que o depoimento de uma testemunha não seja ouvido pelas demais que tenham de depor no processo.B 19 21 . IV. e) I e III. A testemunha que for parente em terceiro grau civil de qualquer das partes. não prestará compromisso.E 16 .B . salvo quando se tratar de inquérito.Q171 ( FCC . II. As testemunhas sofrerão desconto pelas faltas ao serviço ocasionadas pelo seu comparecimento para depor quando tiverem sido arroladas para a audiência.A 12 . mas forem dispensadas em razão de acordo. d) I.B -B 20 . GABARITOS: 21 . considere: I. GABARITOS: 11 . Em regra.• e) tenha entre 16 e 18 anos de idade.Técnico Judiciário . II e IV.D 18 .A 15 . b) II. e seu depoimento valerá como simples informação.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->