P. 1
HUMOR E IRONIA: Uma análise da seção “Chegada” na revista piauí BELO HORIZONTE 2010

HUMOR E IRONIA: Uma análise da seção “Chegada” na revista piauí BELO HORIZONTE 2010

5.0

|Views: 12.071|Likes:
Publicado porLorena

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Lorena on Feb 24, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

Para exemplificar a literatura e seus gêneros, Lima utiliza um esquema que

apresenta as principais divisões do termo:

Esse esquema foi utilizado a primeira vez em 1969, mas outros autores

propuseram outra forma de entendimento da literatura. Mas, para que se tenha uma visão

ampla da literatura, será explicado item a item apresentado por Lima.

O verso baseia-se em três subgêneros, como apresentado no esquema, o lírico,

épico e dramático. O principal deles, segundo Lima, é o lírico, pois “sem lirismo não há

literatura” (1969, p. 30). De acordo com o autor, o lirismo é a fonte da literatura e, a partir

dele, é possível haver poesia em todos os gêneros literários. Nessa tipologia, a palavra é o

objeto estético do texto e tem grande representação para o fim.

Já a épica é a possibilidade de narrar um fato histórico de forma poética. Nesse

sentido, a palavra não perde seu valor e ainda mantêm seu caráter de objeto estético. Nesse

caso, há um fato sendo contato, mas ele não passa a ser mais importante do que a forma como

está sendo contado.

Figura 2 – Esquema literário

29

Já o dramático, de acordo com Lima, é quando o verso utiliza-se da ação para se

apresentar como poesia. Ainda há, como em todos os outros, o papel lírico do subgênero, mas

o que prevalece é a valorização da “convivência humana”. Ao utilizar-se da dramaticidade, o

autor de um determinado texto fica mais próximo da comunicação e é nesse gênero que há

uma abertura do verso para a prosa.

“A prosa é uma poesia sem verso”, assim afirma Lima, que apresenta a principal

diferença entre verso e prosa: a mudança de valor da palavra. Para o autor a palavra passa ter

um maior valor de meio, mas sem perder o seu valor de fim.

Segundo Lima, a prosa pode ser divida em três tipos: de ficção, de apreciação e de

comunicação – como exemplificado no esquema. Dentro desse gênero da literatura, nota-se

uma possível explicação para aceitar-se o jornalismo e sua relação com a literatura.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->