P. 1
Estrutura dos Sólidos Cristalinos

Estrutura dos Sólidos Cristalinos

|Views: 994|Likes:
Publicado porEduardo Miguel Gama
Uploaded from Google Docs
Uploaded from Google Docs

More info:

Published by: Eduardo Miguel Gama on Feb 28, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2013

pdf

text

original

ESTRUTURA DOS SÓLIDOS CRISTALINOS

Ciências dos Materiais
Professor: Daniel Padilha Setti

Introdução
• Estudar o conceito de cristalinidade e não-cristalinidade • A noção de estrutura cristalina é apresentada em termos de célula unitária.

• São

considerados

os

materiais

monocristalino,

policristalino e não-cristalino.

2

Estrutura Cristalina
• Os materiais são classificados com a regularidade
segundo qual os átomos ou íons estão arranjados. • Material cristalino caracterizado pela existência de um arranjo tridimensional periódico e repetitivo dos

átomos. • Todos metais, alguns materiais cerâmicos e certos
polímeros forma estruturas cristalinas.
3

• Os materiais que não cristalizam, materiais nãocristalinos ou amorfos.

• Estrutura cristalina é o modo como os átomos ou íons se encontram no espaço. “Em termos da
geometria e das posições da célula unitária. • Nas estruturas cristalinas, os átomos são

considerados como esferas sólidas.

4

Células Unitárias
• A ordenação dos átomos nos sólidos cristalinos, grupos de átomos. • Células unitárias (simetria da estrutura)

5

Estruturas Cristalinas dos Metais
• a ligação nesse grupo é Metálica • Três estruturas cristalinas, CCC, CFC e HC

6

Cúbica de Face Centrada (CFC)
• Com átomos localizados em cada um dos vértices e nos centro de todas as faces

a= comprimento da aresta do cubo R= raio atômico
7

Cúbica de Face Centrada (CFC)
• Número de coordenação • Fator de empacotamento atômico (FEA)

VE = Volume para a esfera Vc = Volume de uma célula unitária
8

Cúbica de Corpo Centrada (CCC)
• Átomos localizados nos oito vértices e um único no centro do cubo. • Os átomos no centro e nos vértices se tocam uns nos outros

9

Hexagonal Compacta (CCC)
• As faces da superfície superior e inferior da célula unitária são compostas por seis átomos, que forma um hexágono ao redor de um átomo central. • Um outro plano com três átomos esta localizado entre os planos.

10

Cálculo de Massa Específica
• Massa especifica teórica para metais
ρ = massa especifica n = número de átomos associados a cada célula unitária A = peso atômico VC = volume de célula unitária Na = número de Avogadro (6,023x1023 átomos/mol

11

Exemplos
• Calcule a massa específica para o cobre:

Calcule a massa especifica para Molibdênio A= 95,94 g

12

Polimorfismo e Alotropia
• Polimorfismos é a habilidade que tem um material sólido de existir em mais do que uma

forma ou estrutura cristalina. • Dependendo da temperatura e da pressão
• Exemplo:
– Ferro puro à temperatura ambiente CCC, se alterar para 1674 °F CFC
13

Sistemas Cristalinos
• • • • • Geometria da célula unitária É estabelecido um sistema de coordenadas (x,y,z) Comprimento das três arrestas (a,b,c) E os três ângulos entre os eixos (α,β,γ) Conhecidos como parâmetro de rede é a combinação dos comprimentos da arresta da célula unitária e dos ângulos interaxiais, que define a geometria da célula. • Existem sete combinações diferentes.
14

15

16

Coordenadas de Pontos

17

Direção Cristalográficas

18

Planos Cristalográficos

19

Cristais Hexagonais
[u’ v’ w’] [u v t w]

20

Arranjos Atômicos

21

Materiais Cristalinos e Não-Cristalinos

22

Monocristais
• Arranjo periódico e repetido dos átomos é perfeito, sem interrupções. • As células unitárias possuem a mesma orientação.

• Encontrados na natureza, mas também pode ser produzidos artificialmente.
23

Policristalinos
• Composto por um conjunto de diversos cristais ou
grãos. • Os cristais possuem orientações cristalográficas aleatórias. • Os grãos crescem pela adição sucessiva de átomos à

sua estrutura.
24

• Contorno de grão é a interface que separa dois grãos adjacentes que possuem orientações cristalográficas
diferentes.

25

Anisotropia
• Exibe diferentes valores de uma propriedade em diferentes direções cristalográficas. • Elasticidade , condutividade elétrica e o índice de refração. • Isotrópico possui valores idênticos de uma propriedade em todas as direções cristalográficas.
Metal
Alumínio Cobre Ferro Módulo de Elasticidade (Gpa) [100] 63,7 66,7 125,0 [110] 72,6 130,3 210,5 [111] 76,1 191,1 272,7

Tungstênio

384,6

384,6

384,6

26

Difração de Raio X
• Interferência construtiva de feixes de raios X que são espalhados pelos átomos de um cristal.

27

Técnicas de Difração de Raio X
T= fonte de raio X, S = amostra, C = detector e O = eixo ao redor.

28

Exemplo
• Para o Ferro estrutura cristalina CCC, o parâmetro da rede para o Fe 0,2866 nm. Usada uma radiação monocromática com comprimento de onda de 0,1790 nm e que a ordem de reflexão seja 1.
– calcule espaçamento interplanar – O ângulo de difração para o conjunto de planos (220)

29

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->