AGRUPAMENTO VERTICAL VALLIS LONGUS CENTRO ESCOLAR DA ESTAÇÃO

É assim, o nosso Draguim!!

Uma história a rimar

Vou contar-vos uma história Uma história de amizade, Ensina-nos a dar oportunidade E a dizer sempre a verdade.

Não há regra sem excepção! Mostra-nos o nosso dragão, Ele chama-se Draguim E é bom do início até ao fim!

Com o seu ar simpático Ele é muito diferente: A cor para começar E um segredo nunca desvendar!

Mini asas ele tem E calça o número cem Só cospe fogo sem querer E vegetais gosta de comer!

Enfim« «é assim O nosso Draguim!

Vivia na floresta, Sempre com ar de festa Vivia com os outros dragões Esses eram uns mauzões!

Gostavam de incendiar E com a floresta acabar! Mas os duendes a atrapalhar A floresta vão salvar!

Um belo dia« «ou melhor, num mau dia Um plano iam cumprir Incendiar a floresta E pôr-se logo a fugir!

O plano saiu furado Com os duendes a agredir, Os dragões a fugir E os animais a sorrir!!!

Draguim perdeu-se na confusão Num labirinto de flores, Quem também se perdeu foi Badão, Chefe da patrulha dos Duendes.

Dormiram os dois juntinhos, Sem saber, encostadinhos Mas de manhã, ao acordar, Começaram logo a gritar!!!

Foi tudo sem querer A lança atingiu Draguim, Que cuspiu fogo sem fim E tudo começou a arder!

Pés, para que te quero? Toca o fogo apagar! Todos ficam a olhar E um amigo a acrescentar!

Badão aprendeu uma lição! Afinal gosta de um dragão, Pois este não era mauzão Pelo contrário, era bonzão!

Pois eis então a questão: Como ia explicar Badão Que tinha um amigo dragão? Ia ser uma confusão!

Badão marcou uma reunião Para expor a razão De ter um amigo dragão Que vinha para a população!

Mas que grande agitação! E tamanha perseguição! No final houve admiração, Um duende a proteger um dragão!?

- Vamos confiar no Badão, Dar oportunidade ao dragão! E foi assim que Draguim Foi útil até ao fim!

Uma ideia a funcionar, Com o Draguim a voar E a floresta a patrulhar Para nunca se incendiar!

Draguim preso a um balão, Uma duende segurava-o com atenção! Mas houve uma distracção« Lá se foi o nosso dragão!

Draguim a voar, À terra dos dragões foi parar! Escondeu o seu balão, Era a sua salvação!

Draguim foi nomeado rei Tinha um segredo que era lei Não contar aos dragões Àqueles que eram mauzões!

A localização queriam saber Para a aldeia dos duendes irem ter Os duendes aborrecer E tudo pôr a arder!

Draguim logo desconfiou A uma árvore o balão atou Os duendes que andavam a procurar Logo o conseguiram avistar!

Duendes em terra de dragões Isso deu grandes confusões Dom Draguim foi um valentão Para acabar com a situação!

Eis que surge uma mão, Pendurada a um balão Era o nosso dragão Ele foi um grande valentão!

À aldeia dos dragões regressar E uma festa preparar Os pirilampos a iluminar E quis Draguim, flores trocar!

As primeiras caras que viu, Não foi bem o que pediu! Foram caras furiosas, Das abelhas manhosas.

A aldeia sem ferrões, Agora, não podiam atacar dragões Tiveram de arranjar soluções, Para acabar com tais preocupações!

Draguim encontrou a solução Ajuda às vespas foi pedir Em troca queriam habitação E prometiam os dragões agredir!

Os dragões vieram atacar Porque uma mosca lhes foi contar Que não havia mais ferrões Para atacar os dragões!

As vespas conseguiram expulsar, Os dragões que tinham vindo atacar. Agora as abelhas podiam voltar Draguim o seu erro consegui emendar E as flores voltou a plantar!

Um pulo à festa vamos dar Para Draguin encontrar Vamos todos brincar E é claro, todos festejar!

A festa acabou E o Medo sobrevoou Toda a gente assustou E o mestre avisou!

Era um temível dragão Que quando chegou foi desilusão! Ele parecia um anão, Mas era um espertalhão!

Muitas folhas a cair Uma mensagem para transmitir O Medo há-de vir, Para tudo destruir!!!

A hora do boato chegou E uma mosca voou! Os animais assustou, Até uma pomba desmaiou!

O boato a aumentar E o Medo, monstro começava a ficar! Com sete cabeças ele ficou, Até os dragões assustou!!!

Medo, à terra dos duendes chegou E a cuspir fogo começou, Pétala aplaudiu e gritou E as cabeças esvaziou!

A aldeia toda a rir, E os dragões a fugir! A nossa história acaba aqui, Vamos todos aplaudir!

Moral da História:

Se queres bem crescer, Medo não deves ter! Enfrenta o medo com coragem E segue a tua viagem!!!

Viaja com imaginação, Na história do Draguim, Ela dá-te uma lição Aprendes a ser valentão!!!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful