Você está na página 1de 21

Cultivo de Microrganismos

Importância:

 Cultivo do microrganismos requer meios de cultura adequados


e condições físicas apropriadas.
Meios de cultura:
→ Meio sintético: Constituído por compostos químicos conhecidos.

→ Meio complexo: Constituído por matérias-primas complexas → extrato de


carne, extrato de leveduras, etc.

→ Meio de enriquecimento: Utilizado para isolar um microrganismo de um


meio em que está presente em pequena quantidade.

→ Meios diferenciais: Permitem visualizar diferenças fisiológicas entre as


espécies de microrganismos através de alterações na coloração do meio
(mudança de pH), na coloração das colônias ou ainda produção de gás.

→ Meios seletivos: promovem e/ou inibem o crescimento de um determinado


microrganismo ou grupo de microrganismos.

→ Meios diferenciais e seletivos: meios complexos com as propriedades


dos meios seletivos e diferencias.

→ Meios para anaeróbios: Adição de um agente redutor ao meio.


Componentes do meio de cultura:
→ Água: Principal solvente dos nutrientes necessários à célula.

→ Fonte de carbono: Pode ser proveniente de dióxido de carbono ou de


nutrientes orgânicos variados (carboidratos e também lipídeos e proteínas).

→ Fonte de energia: Carboidratos como amido, glicogênio, pentoses,


monossacarídeos e hexoses.

→ Fonte de nitrogênio: Aminoácidos, nucleotídeos, peptídeos e proteínas


complexas.

→ Fontes de hidrogênio, oxigênio, enxofre e fósforo : os dois primeiros


são encontrados na composição gasosa do ambiente, enxofre a principal
fonte são os sulfatos, fósforo a principal fonte, os fosfatos.

→ Elementos traços: outros elementos minerais → Ferro, Sódio, Manganês,


Cobalto, Cobre, Molibdênio, Zinco, etc.

→ Vitaminas: importantes fatores de crescimento, principalmente complexo B,


biotina e ácido pantotênico.
Classificação nutricional dos microrganismos:

Tabela 1 – Classificação nutricional das bactérias e de outros


organismos.
Condições físicas para o cultivo de microrganismos:
→ Temperatura:

Figura 1 – Respostas
típicas de crescimento
de um microrganismo às
temperaturas de
incubação, mostrando
as temperaturas
mínima, ótima e
máxima.
Os microrganismos podem ser classificados em 3 grupos:

• Psicrotróficos → 0 a 7°C.

• Psicrófilos → 0 a 20°C.

• Mesófilos → 20 a 45°C.

• Termófilos → 45 a 90°C.
Termófilos extremos

Figura 2 - Curva de crescimento característica de diferentes microrganismos.


Área de Alimentos
Psicrófilos: Temperatura ótima: 15°C;
Encontrados em oceanos e regiões da Ártica;
Não causam problemas na preservação de alimentos;

Psicrotróficos: Temperatura ótima: 20 a 30°C;


crescem em temperatura de refrigeradores (4°C);
Encontrados em alimentos estragados;

Mesófilos: Temperatura ótima: 25 a 40°C (mais encontrados);


Corpo de animais (temperatura da pele);
Bactérias patogênicas: temp. ótima 37°C;
Degradam alimentos e são patogênicos;

Termófilos:Temperatura ótima: 50 a 60 °C
Ambiente de águas termais (não crescem em temp.
<45°C); Material estocado (altas temp.)=
compostagem.
→ Atmosfera gasosa:
- Microrganismos aeróbios → 21% de oxigênio → fungos
filamentosos e bactérias do gênero Mycobacterium e Legionella;

- Jarra microaerófila →para microrganismos que apresentam


necessidade de CO2.

- Microrganismos facultativos → presença do ar ou anaerobiose →


Enterobacteriaceae e leveduras.

- Microrganismos anaeróbios → podem ser mortos pelo oxigênio,


não crescem em presença do ar e não utilizam oxigênio para reações de
produção de energia;

- Câmara de anaerobiose ou jarra de anaerobiose.

- Microrganismos microaerófilos → não resistem a níveis normais


de oxigênio (1 a 15%).
AERÓBI ANAERÓBIO AERÓBIO MICRO ANAERÓBIO
O ESTRITO FACULTATIVO AERÓFILOAEROTOLERANTES
ESTRITO
S

Alta [O2] Sem O2 alta e baixa baixa [O2] alta e baixa


[O2] [O2]

Figura 3 - Efeito do oxigênio sobre o crescimento de vários tipos de bactérias.


→ Acidez ou Alcalinidade (pH):

Diferentes gêneros de microrganismos têm tolerâncias


diferentes de pH:

- Bactérias: 4 a 9;

- Bolores e leveduras: ótimo de 5 a 6;

- Protozoários: 6,7 a 7,7;

- Algas: 4 a 8,5.
Figura 4 - Distribuição de alguns microrganismos de acordo com o pH.
(Adaptado de Madigan et al., Brock Biology of Microorganisms, 2003)
→ Pressão Osmótica

[A] Células em meio isotônico. [B] Células em meio hipertônico.

[C] Células em meio hipotônico.

Figura 5 – O efeito da pressão osmótica em uma célula microbiana.


Não Halófilos: não necessitam de sal e
não toleram a presença no meio.
Halotolerantes: não necessitam de sal
mas toleram a presença no meio.
Halófilos: necessitam de sal em uma
concentração moderada
Halófilos extremos: necessitam de sal
em altas concentrações.

Figura 6 - Taxa de crescimento de alguns microrganismos vs. a


concentração de sal.
Crescimento de uma cultura microbiana:

- Aumento no número da população na cultura: 1 → 2 → 4 → 8


→ 16 → 32 → ...

Progressão Geométrica

1 → 21 → 22 → 23 → 24 → 25 → ... 2n

n → se refere ao número de gerações.


2n → representa o número total de células em uma cultura.
- Tempo de geração: tempo para que cada microrganismo se divida ou para
que a população em uma cultura duplique em número.

- Expressões Matemáticas do Crescimento

- População total final N:

N= N0 x 2n

log N = logN0 + n log2

n = 3,3 (log N – logN0)

g = n/t (tempo de geração)

R = t/n = 1/g (taxa de crescimento)


Figura 7 – Curva de crescimento bacteriano hipotética, admitindo-se que
uma célula bacteriana é semeada em um meio e que as divisões ocorrem
regularmente em intervalos de 30 min (tempo de geração).
- Curva de crescimento de microrganismos unicelulares em sistema fechado:
cada espécie de microrganismo → tempo de geração particular → curva de
crescimento típica.

Figura 8 – Curva de crescimento bacteriano típico.


- Medida do crescimento da população: técnicas para quantificar o
crescimento microbiano.

Tabela 2 – Resumo de alguns métodos para medida do crescimento


microbiano.
-Cultura contínua:

- População microbiana
crescendo continuamente na
fase logarítmica;

- Indústrias: volume máximo de


produtos desejados.

Figura 9 – Princípio de uma


cultura contínua de
microrganismos.
Manutenção de microrganismos:
Conservação:

- Curto período → 4 a 10°C;

- Longo período → Nitrogênio líquido (-196°C);

→ Freezers (-70 a -120°C);

→ Liofilização (congelamento a seco).