Você está na página 1de 9

ELIANE SILVA OLIVEIRA

PROJETO:

Plantio de Plantas Medicinais na Horta do Colégio Estadual Inácio Pinheiro Paes


Leme

CACHOEIRA DOURADA - GO

2008

ELIANE SILVA OLIVEIRA

PROJETO:

Plantio de Plantas Medicinais na Horta do Colégio Estadual Inácio Pinheiro Paes


Leme

Projeto apresentado como exigência para


participação do PRAEC (Projetos de Atividades
Educacionais Complementares), elaborado pela
professora Eliane Silva Oliveira e encaminhado à
Subsecretaria Regional de Educação de Itumbiara
para análise e avaliação.
CACHOEIRA DOURADA - GO

2008

IDENTIFICAÇÃO

TÍTULO: Plantio de Plantas Medicinais na Horta do Colégio Estadual Inácio Pinheiro Paes Leme

AUTORA: Eliane Silva Oliveira

DURAÇÃO: 10 meses início: 03 / 2008 término: 12 / 2008

ÓRGÃO ENVOLVIDO: Subsecretaria Regional de Educação de Itumbiara

MUNICÍPIO: Cachoeira Dourada ESTADO: Goiás

LOCAL DE EXECUÇÃO: Colégio Estadual Inácio Pinheiro Paes Leme

PÚBLICO ALVO: 3º ano do Projeto Aprender – Ensino Fundamental I

Acelera II B - Ensino Fundamental I I

Resumo do projeto

O projeto será desenvolvido no Colégio Estadual Inácio Pinheiro Paes Leme no município de
Cachoeira Dourada - GO, com as turmas do 3º ano do Projeto Aprender e Acelera II, tendo como
objetivos principais estimular estudantes e comunidade, para a conscientização da preservação
ambiental, através da valorização dos recursos naturais, conhecendo e aprendendo sobre plantas
medicinais através do resgate cultural familiar da medicina popular no município de Cachoeira
Dourada.

Serão feitos canteiros de plantas medicinais na horta da escola e mudas para serem distribuídas a
comunidade. Além de mini-palestras para conscientizar o público alvo sobre a importância da
correta identificação das plantas medicinais, já que todas as plantas devem ser a princípio
consideradas perigosas.

JUSTIFICATIVA

O uso de plantas para curar doenças é uma prática muito antiga, porém uma prática que está caindo
no esquecimento. Quem não se lembra das hortinhas da vovó, onde era encontrado remédios para os
diversos fins? Essas hortinhas já desapareceram em muitas cidades grandes, encantados com as novas
descobertas de medicamentos industrializados, até mesmo as vovós se rederam as pílulas, elixires,
pomadas... Mas, nas pequenas cidades do interior essa sabedoria popular das plantas medicinais ainda
resiste nas hortas de muitas avós, tias e até mesmo escolas. No município de Cachoeira Dourada é
comum encontrarmos no quintal de muitas casas, se não uma horta, um canteiro ou um vaso com
alguma erva medicinal. E se alguém fica doente, tem sempre alguém que receite um chazinho
milagroso, mas nem todas as pessoas, nos dias de hoje, sabem utilizar as plantas para consumo
próprio por falta de informações.

O tema plantas medicinais já vem sendo discutido e estudado por várias universidades, um exemplo é
UNICAMP que levou a sabedoria da terceira idade para dentro da academia. Até mesmo o governo
federal vem se mostrando sensível ao tema e aprovou a Política Nacional de Plantas Medicinais e
Fitoterápicos, por meio do Decreto Presidencial Nº. 5.813, de 22 de junho de 2006, a qual se constitui
em parte essencial das políticas públicas de saúde, meio ambiente, desenvolvimento econômico e
social como um dos elementos fundamentais de transversalidade na implementação de ações capazes
de promover melhorias na qualidade de vida da população brasileira.

O conhecimento das propriedades terapêuticas das plantas faz parte da cultura oral, que tem sido
transmitida de geração para geração e para que ela não se perca, é preciso que seja feito um resgate
desse Patrimônio Imaterial.

OBJETIVO GERAL
COMPONENTES CONTEÚDOS ESPECÍFICOS
CURRICULARES
Português Leitura e interpretação de textos

Produção de textos: quadrinhos, relatórios, narrativas,


receitas, etc.

Reescrita

Reconto de histórias ouvidas

Entrevistar pessoas
Arte Confecção de utensílios para horta com resíduos sólidos

Cantigas populares

Desenho de croquis
Matemática Resolução de situação problema

Elaboração e interpretação de gráficos e tabelas


História Resgate cultural

Patrimônio Imaterial

Folclore

Influencia da cultura indígena e africana no uso de plantas


medicinais

Ciências Horta medicinal na escola

Tipos de solos

Germinação

Partes de uma planta

Plantas medicinais

Plantas perigosas

O papel da família e da comunidade na promoção da saúde

Reaproveitamento de resíduos sólidos

Os 5 sentidos
Geografia Agricultura e meio ambiente

Recursos naturais

Observação, coleta, organização e registros de dados

Localização e mapeamento da escola

Cerrado
METODOLOGIA

Apresentação do projeto a Equipe gestora da escola;


Apresentação do projeto para pais e comunidade afim de parceria;
Sensibilização da comunidade escolar sobre a importância das plantas medicinais;
Identificação das principais plantas medicinais utilizadas pelos alunos e sua família;
Entrevista com pessoas da 3º idade sobre receitas e usos das plantas medicinais;
Confecção de um livro de receitas;
Palestra: - Uso correto das ervas

- Identificação de plantas tóxicas;

- Como cuidar de uma horta

"Tour-ecologico, pelos canteiros da escola, e hortas da comunidade, observando, cheirando, nomeando e


colhendo diferentes plantas medicinais;
Análise e classificação do material coletado e das plantas trazidas pelas crianças;
Pesquisa sobre plantas medicinais do cerrado;
Confecção de utensílios (regador, terrário, pá...) com garrafa pet e material reciclável;
Plantio de canteiro de plantas medicinais na horta da escola;
Confecção de tabelas e gráficos com dados coletados;
Confecção da planta da escola para localização da horta;
Elaborar uma escala de voluntários de hortelãos-mirins para cuidar dos canteiros;
Confeccionar um herbário de plantas medicinais para Mostra Científica;

CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO
QUADROS DE HORÁRIOS E LOCAIS

HORÁRIO DE AULAS E DISCIPLINAS HORÁRIO


DE AULAS
E
DISCIPLIN
AS
HORÁRIO
DE AULAS
E
DISCIPLIN
AS
HORÁRIO
DE AULAS
E
DISCIPLIN
AS

SÉRIE/ANO Dias Turno Disciplinas Horária

3º ano – Segunda à sexta-feira Vespertino Todas 13:00 as


Projeto 17:00
Aprender
Segunda/terça/quinta Matutino Contra turno 7:00 as
11:00

HORÁRIO DE AULAS PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

Dias Turno Horários

Quarta-feira Matutino 7:00 as 11:25

Sexta-feira Matutino 7:00 as 11:25

Nº de vagas do Projeto

3º ano – Projeto Aprender 30

Acelera II 15
Total 45
RECURSOS MATERIAIS
DISCRIMINAÇÃO QUANTIDADE VALOR UNITÁRIO TOTAL

Garrafas pet 150 0,00 0,00

Papel A4 4 0,00 0,00

Copos descartáveis 100 0,00 0,00


usados
15 0,00 0,00
Sementes

CUSTO GLOBAL.....................................................................0,00
CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO E CONTROLE DA AÇÁO PROPOSTA

O processo de avaliação acompanhará todo o projeto de formas variadas, com: observações, relatórios, atividades
orais e escritas, individuais e coletivas, nas aulas práticas e no envolvimento da comunidade.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Saúde Pelas Plantas, Eliza S.Biazzi, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí – São Paulo - 1998.

http://www.uepb.edu.br/eduep/biofar/pdf/plantiohorta.pdf

http://www.proec.ufpr.br/enec2005/download/pdf/SA%DADE/PDF%20SAUDE

http://www.khouse.fplf.org.br/projetos/planta/

http://www.herbario.com.br/atual03/2311plantmed.htm

http://www.esalq.usp.br/siesalq/pm/finalcomodoro.pdf

http://redeglobo.globo.com/Globoreporter/0,19125,VGC0-2703-4278-3-67009,00.html

http://www.feiradeciencias.com.br/sala26/herbario.asp

http://educadi.psico.ufrgs.br/lauro/projetos/ervas-medicinais.htm

http://www.unioeste.br/projetos/unisol/projeto/c_farmacia/plantas_medicinais_1.htm

http://educar.sc.usp.br/biologia/prociencias/medicinais.html

Você também pode gostar