Você está na página 1de 2

Periodização

A história da arquitetura do Renascimento, como um todo, costuma ser dividida em


três grandes períodos:

Século XIV e início do XV. Neste primeiro momento destaca-se uma arquitetura
que se pretende classicista, mas ainda sem o referencial teórico e, principalmente, a
canonização, que caracterizará o período seguinte.

Século XV e início do XVI. Considerado o período da Alta Renascença.

Século XVI. Neste momento, as características individuais dos arquitectos já


começam a sobrepor-se às da canonização clássica, o que irá levar ao chamado
Maneirismo.

Principais Arquitetos e Suas Obras


-Filippo Brunelleschi:

A sua obra mais conhecida é a cúpula da catedral (Duomo em italiano) Santa


Maria del Fiore, em Florença. Construída em 1434, foi a primeira cúpula de grandes
dimensões, erguida na Itália, desde a Antiguidade sobre uma enorme base octagonal.

Brunelleschi também projetou o Hospital dos Inocentes, que era caracterizado


pela sua proporção e pela repetição de colunas, as quais constituíam o elemento de
sustento e a sua planta de cruz latina.

Outra grande obra deste artista é o Palácio Pitti, sendo este o protótipo do estilo
palaciano renascentista.

As igrejas de São Lourenço e Santo Espírito também são obras de Brunelleschi,


tal como a Capela Pazzi.

-Donato di Angelo di Pascuccio (Bramante):

Uma das suas obras mais emblemáticas é o Tempietto de S. Pietro in Montorio.

-Leon Battista Alberti:

Deve-se-lhe a frontaria de Santa Maria Novella e o Palácio Rucellai, em


Florença; San Sebastiano e Sant'Andrea, em Mântua; e o Templo Malatesta, de Rimini:
a Igreja de São Francisco, à qual deu por fachada um arco de triunfo.

-Michelangelo di Ludovico Buonarroti Simoni:

Projetou também a cúpula da Basílica de São Pedro, em Roma.


-Andrea di Pietro della Gondola (Andrea Palladio):

Apoiando-se nos ensinamentos do grande Vitrúvio, restituiu à actualidade a


tipologia das casas e dos templos clássicos, entre eles La Rotonda, Villa Barbaro,
Palazzo Thiene e o teatro Olímpico na cidade de Vicenza.

A sua criação mais famosa é La Rotonda, considerada um resumo da


Arquitectura Palladiana. O projecto, que inclui um domo que se eleva acima de um
cubo, é simples e recebeu reconhecimento imediato pela perfeita harmonia com a
paisagem ao redor.

-Giulio Pippi (Giulio Romano):

Giulio construiu ruas, uma catedral, um paço ducal, mas a sua melhor obra é,
definitivamente, o Palazzo del Té, o qual foi planejado, construído e decorado por
Giulio.