EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES DE FÍSICA – PRÉ-VESTIBULAR

Professor: Reginaldo José da Silva Aluno (a):

1º SEMESTRE

Data: ____/____/2009

FORÇA E CAMPO ELÉTRICO 1. (MACKENZIE) Um corpúsculo fixo em A, eletrizado com carga elétrica qA = 5µC, equilibra no vácuo o corpúsculo B eletrizado com carga q B = 4μC, como mostra a figura. Se g = 10m/s2 e k = 9.109 N.m2.C-2, determine a massa do corpúsculo B.

a) 1,0.10-7 C

b) 2,0.10-7 C

c) 1,0.10-6 C

d) 1,0.10-5 C

4. Quatro cargas elétricas estão fixadas nos vértices de um quadrado de lado L, como na figura, estando indicados os módulos e os sinais das cargas. Determine o módulo da carga Q para que a força elétrica total em uma das cargas +q seja nula.

2. (UFU-2004) Uma pequena bolinha de metal (bolinha 1), eletricamente neutra e com massa M = 9.10 -2 kg, é abandonada da extremidade de um tubo de vidro de 1,5 m de altura. No fundo do tubo esta colocada uma outra bolinha idêntica (bolinha 2), porém eletricamente carregada com uma carga elétrica Q = 2.10-5C. A figura abaixo mostra na situação(a) a bolinha 1 caindo, sem atrito e, na situação b, o instante em que ocorre o choque entre as duas bolinhas, havendo troca de cargas entre elas e, na situação(c), a posição final de equilíbrio do sistema. Dados: Aceleração gravitacional: g = 10 m/s 2 Carga do elétron: e = -1,6.10-19C

5. Considerando-se a distribuição de cargas da figura a seguir, podemos afirmar que: (considere todas as cargas positivas)

a) a carga q se move sobre a reta 1. b) a carga q se move sobre a reta 2. Com base nessas informações, assinale (V) para cada afirmativa verdadeira e (F) para cada afirmativa falsa. 1( 2( 3( 4( ) Na situação(a), a quantidade de cargas em excesso na bolinha 2 corresponde a cerca de 10 22 elétrons. ) Na situação(c), a altura de equilíbrio da bolinha 1 é de 1m em relação ao fundo do tubo do vidro. ) A bolinha 1 fica eletrizada pelo processo de indução elétrica. ) Na situação(a), a bolinha 1 apresenta cargas positivas na parte inferior e cargas negativas na parte superior, nas mesmas quantidades. c) a carga q se move sobre a reta 3. d) a carga q se move sobre a reta 4 e) a carga q não se move. 6. O gráfico abaixo representa a força F entre duas cargas pontuais positivas de mesmo valor, separadas pela distância r. Determine o valor das cargas, em unidades de 10 -9 C.

3. (FUVEST) Duas cargas elétricas puntiformes idênticas Q 1 e Q2 cada uma com 1,0.10-7 C, encontram-se fixas sobre um plano horizontal, conforme a figura adiante. Uma terceira carga q, de massa 10g, encontra-se em equilíbrio no ponto P, formando assim um triângulo isósceles vertical. Sabendo que as únicas forças que agem em q são as de interação eletrostática com Q1 e Q2 e seu próprio peso, o valor desta terceira carga é: Dado: k = 9,0.109 N (SI) e g = 10 m/s2.

a) 1,0

b) 2,0

c) 3,0

d) 4,0

e) 5,0

O campo elétrico resultante no ponto P tem intensidade de: O campo elétrico no centro do quadrado é a) (KQ) / L2 e aponta para B. O módulo do campo elétrico no ponto P da figura vale. 10. conforme . a direção e o sentido de suas acelerações serão melhor representados pelo esquema: a) 3. devido às duas cargas.2 m. varia com a distância ao seu centro. Uma partícula.6. segundo o diagrama dado.10 9 N. c) 1. 10 10 prótons em relação ao número de elétrons. (MACKENZIE) Uma esfera eletrizada com carga de +2mC e massa 100g é lançada horizontalmente com velocidade 4m/s num campo elétrico vertical. 8. mostra a figura a seguir. a distância horizontal percorrida pela esfera após cair 25 cm é: a) 2. (FUVEST) O campo elétrico de uma carga puntiforme em repouso tem. é solta em uma região de campo elétrico uniforme. orientado para cima e de intensidade 400N/C.8 m. encontra-se a uma distância d de outra partícula.8 m. simultaneamente. com uma aceleração de 1m/s 2. (FUVEST) Três pequenos esferas carregadas com cargas de mesmo módulo. nos pontos A e B. 15. em volt por metro: a) 3 b) 4 c) 6 d) 12 9. com carga -3q. Q. b) um excesso de 2 . d) F1 = F2 e as forças são repulsivas. respectivamente nos pontos A e B. Mesmo sob o efeito da gravidade.10 -19C.7. b) 1. respectivamente. estão mais bem representados em: 12. 14. -Q e 2Q.m2/C2). c) (2KQ) / L2 e aponta para B. (PUCCAMP) Nos vértices A. Chamando de F1 o módulo da força elétrica que a segunda carga exerce sobre a primeira e de F2 o módulo da força elétrica que a primeira carga exerce sobre a segunda. b) F1 = 3F2 e as forças são repulsivas. (MACKENZIE) As cargas puntiformes q1 = 20µC e q2 = 64μC estão fixas no vácuo (k = 9. (FUVEST) O módulo do vetor campo elétrico gerado por uma esfera metálica de dimensões desprezíveis. No instante em que elas são soltas. a) um excesso de 1 .106 N/C 11. d) (2KQ) / L2 e aponta para D. podemos afirmar que essa esfera possui: 13. 10 10 elétrons em relação ao número de prótons.6.0. 10 10 elétrons em relação ao número de prótons. as direções e sentidos indicados pelas flechas na figura a seguir. B. c) F1 = F2 e as forças são atrativas.10 7 C.0 mg e carga q = 2. em N/C. d) 0. c) um excesso de 1 . Supondo g = 10m/s 2. b) (KQ) / L2 e aponta para D.106 N/C d) 4. no ponto médio M da distância entre elas. 1010 prótons em relação ao número de elétrons. (PUC-MG) A figura representa duas cargas elétricas fixas. Os vetores campo elétrico. sendo q1 > q2. sendo A positiva e B e C negativas. o módulo da carga elementar do elétron ou do próton. C e D de um quadrado de lado L são colocadas quatro cargas puntiformes -Q. estão presas nos vértices de um triângulo equilátero. eletrizada positivamente.106 N/C c) 4. Sendo e = 1. com carga elétrica q. Determine o módulo do campo elétrico. a gota move-se para cima.0 m. podemos afirmar que a) F1 = 3F2 e as forças são atrativas. e) igual número de elétrons e prótons. no vácuo.0. O módulo do campo elétrico no ponto B vale 24V/m. e) F1 = F2/3 e as forças são atrativas. positivas.106 N/C b) 3. d) um excesso de 2 . (UFPE) Uma gota de óleo de massa 1.5.

Estando sujeita somente às forças dos campos elétrico e gravitacional.16. (UDESC) A figura a seguir mostra duas cargas pontuais. em função da distância à carga.4. (URJ) Uma partícula com carga q é abandonada em repouso no interior de um campo elétrico uniforme e horizontal. conforme figura abaixo. a) 4.10-6 C. N/C. conforme representado na figura a seguir.1x10-18C -1. 19. demora 10 -4 s para atingir uma das placas laterais.0 m entre si. positiva. O gráfico abaixo representa o potencial elétrico V. Duas superfícies equipotenciais e o percurso de uma carga elétrica q = 2. A partícula penetra no campo. entre os pontos A e B? 23) (UEL-PR) Duas cargas elétricas positivas Duas cargas elétricas positivas. perpendicularmente ao campo elétrico uniforme produzido por placas paralelas de comprimento igual a 20cm.62x10-19C +8. Q 1 e Q2 Elas estão fixas nas suas posições e a uma distância de 1.10 C -7 b) +9.105N/C. As informações e o esquema permitem concluir que a razão Q1/Q2 vale: A) 3/8 B) 1/2 C) 2/3 D) 3/2 E) 2 24) Duas cargas elétricas puntiformes iguais a -2. Sendo Q 2 = +1.10 C -7 -1. ela descreveu uma trajetória parabólica.0. e a massa da partícula. O meio é o vácuo (K o=9. 21. o potencial assume o mesmo valor nos pontos M e N.10-5C. e sai tangenciando a borda da placa superior.109 com unidades no SI). estão representados na figura.10 -4N e carga negativa está em equilíbrio num campo elétrico uniforme de intensidade 1. posicionadas conforme está indicado no esquema abaixo gera um campo elétrico na região.m2/C2). TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA 25) (UEL) Uma carga elétrica positiva Q gera um campo elétrico à sua volta.0x10-23C +9.10-5 d) . mas de massa conhecida de 9x10 -31 Kg. b) Calcule o potencial elétrico de um ponto B situado a 12 cm da carga Q. No ponto P.109N. a) b) Qual o valor da carga Q? Qual intensidade da força elétrica que atua em q = -1.0 cm.10-6 c) 1. Nesse campo elétrico. em função da distância d até a carga. em joules. Q1 e Q2. (ESRJ) O gráfico a seguir representa a variação da intensidade do campo gerado por uma carga Q puntiforme. no centro médio das duas placas. A intensidade do campo é E = 4. m = 2. é correto afirmar que a carga dessa partícula vale a) b) c) d) a) -9. 18. (URJ) Uma pequena esfera de peso 1. UAB. a carga Q1 é: Com base neste experimento.10 3N/C. ao arremessar esta partícula numa região de um campo elétrico de módulo 10-3 N/C.10-7C.0x10-38C 17.0.0.10-7 C. que se desloca de A para B. no vácuo (K = 9. Admita o meio como sendo o vácuo (Ko=9. verificou-se que. determine intensidade desse campo em.10 -4C e massa 1. a) Calcule o valor da carga fonte Q.10 C -7 d) -1. Desprezando a ação da gravidade. determine a aceleração da partícula para q = 6. colocada a 2m de Q? 20. c) Qual a ddp. que está a uma distância de 0. distanciadas 2cm entre si como mostra a figura abaixo.5 m da carga Q2 o campo elétrico é nulo.10-6C estão localizadas em dois vértices de um triângulo eqüilátero de lado 6. num ponto eqüidistante das placas. Desprezando a ação gravitacional.10-5 kg. ao entrar perpendicularmente ao campo.10-3kg é lançada com velocidade de 10 2m/s.10-6 . gerado pela carga Q. a) b) a direção e sentido das linhas de força do campo elétrico. (UFG) Uma partícula de carga 5.m2/C2). determine: POTENCIAL ELÉTRICO 22) Uma carga elétrica puntiforme Q está fixa num determinado local. O trabalho realizado pelo campo elétrico de Q sobre a carga q nesse deslocamento vale. com uma velocidade inicial v0.10 C -7 c) +1. A partícula. o valor da carga elétrica.109N. Determine o valor da carga a ser colocada no terceiro vértice de modo que o potencial elétrico no ponto médio do lado entre as cargas negativas seja nulo. (UFU) Num experimento com uma partícula muito pequena.10-6 b) 6.6.

também é zero. Q=20µC e q =1.10 -2 N. em Volt/metro.1m com uma carga Q uniformemente distribuída em sua superfície. em um ponto r ( r ≥R ) é dado por 27) No campo elétrico de uma carga puntiforme Q = +2μC.0. b) A ddp entre os pontos A e B vale 24 Volts. é diferente de zero.0. Considere duas esferas condutoras. no interior da esfera. d) Qual a intensidade do campo elétrico no interior e na superfície da esfera da esfera? 33) (UFU) O potencial elétrico produzido por uma esfera condutora de raio R.0 x 10 -8 C. inicialmente. O trabalho realizado pela força elétrica em levar a carga q do ponto A ao o ponto B é: Podemos afirmar que: a) 1. ao ser colocada num ponto P a uma distância de 0. no interior da esfera. V N. situado à meia distância entre os centros das esferas.3 m e está carregada. b) a ddp (diferença de potencial) entre os pontos A e B é diferente de zero e o campo elétrico aponta da placa negativa para a positiva.1 m e está carregada. A esfera A possui raio R A = 0.5 J a) a ddp (diferença de potencial) entre os pontos A e B é diferente de zero e o campo elétrico aponta da placa positiva para a negativa. como na figura abaixo.109 (N.25 · 10 5 V/m.8 J b) 2. 29) Sejam duas superfícies eqüipotenciais A 1 e A2. Determine o trabalho da força elétrica para levar q de A até B. a intensidade desse campo elétrico.10 -7C. b) a diferença de potencial entre os pontos A e B.m2/C2. a intensidade do campo elétrico produzido pela esfera.m2/C2). com uma carga elétrica negativa igual a -1. outra carga q = 1μC é transportada de um ponto A para outro B. d) a ddp (diferença de potencial) entre os pontos A e B é zero e o campo elétrico. c) Calcule o potencial elétrico na superfície da esfera. experimenta uma força atrativa de módulo 2. tal que a distância em relação a Q é dada por 2d A = dB = 6cm. carregada com uma carga elétrica Q. Uma partícula com a carga q = +4. KQ r em que K = 9 x 109 Determine: a) O potencial elétrico no ponto P. O meio é o vácuo (Ko=9. montadas sobre suportes isolantes e com seus centros separados. 2. Assim. inicialmente. é zero. isto é. a 10 m de cada centro. Determine: a) o trabalho executado pela força elétrica no deslocamento da carga de A para B. com uma carga elétrica positiva igual a +3. completamente fechada e vazia.0 µC é transportada desde um ponto A até um ponto B de um campo elétrico uniforme de intensidade E = 1. A carga elétrica que ficará armazenada em cada esfera se elas se tocarem. a) Determine. em um campo elétrico uniforme de intensidade E = 2.Considere que as distribuições de carga permanecem esfericamente simétricas. Determine o trabalho da força elétrica para conduzir uma carga q = 4. e) a ddp (diferença de potencial) entre os pontos A e B é diferente de zero e o campo elétrico. As distâncias CD e DB são. 30) (CESGRANRIO) A figura a seguir representa as linhas de um campo elétrico uniforme. c) a ddp (diferença de potencial) entre os pontos A e B é zero e o campo elétrico.7 J c) 3.0 cm. é colocada entre duas placas eletrizadas.0 x 10-8 C e a esfera B possui raio RB = 0. no ponto P.m2/C2). oca. 32) (UFPR-mod) Suponha uma esfera metálica de raio 0. Considere K = 9. no interior da esfera. inicialmente. conforme a figura. A e B.10 -2 N/C. CONDUTORES EM EQUILÍBRIO ELETROSTÁTICO 31) (UFJF-MG) Uma esfera condutora.0 μC de C até B. nas condições iniciais do problema.109N. conforme mostra a figura a seguir.0 cm e 1. por uma distância de 20 m.26) (MACKENZIE) Na figura a seguir.6 J d) 4. CAMPO ELÉTRICO UNIFORME 28) Uma partícula de carga alétrica q = 2. vale: a) 60 b) 80 c) 120 d) 150 .5μC são cargas puntiformes no vácuo.0.30m do centro da esfera. respectivamente. b) Determine Q.

36 m b) 0.5 106 d) 2.10-28 b) 7. Em relação a esse sistema de duas cargas. qual é o valor do potencial elétrico V no ponto P? a) V = 0 b) V = (2KQ)/L2 c) V = (KQ2)/L2 d) V = (2KQ)/L 1( 2( 3( 4( ) ) ) ) 02) Considere o esquema abaixo no vácuo. Nessas condições.0.10-19 Coulomb.10 -6C estão localizadas nos vértices de um triângulo eqüilátero de lado 6cm. O meio é o vácuo (K o=9. têm energia potencial elétrica nula. V 2. 07) (URJ) Dado o dipolo elétrico (duas cargas iguais e de sinais contrários separadas por certa distância) julgue verdadeiros (V) ou falsos (F) os itens seguintes: 4( ) 12) (UFJF-MG) Sabendo-se que VAB = VA – VB = – 40 V é a ddp entre dois pontos A e B.109N. a) 4E e 2V b) 2E e 4V c) E/2 e V/2 d) E/4 e V/2 04) (UFG-2003) Duas cargas puntiformes iguais. Nestas circunstâncias. é igual a zero. o novo potencial. estão fixas nas posições x = a e x = .10-9 -28 c) 8. A constante eletrostática do vácuo é denotada por K. respectivamente. Supondo que o potencial elétrico no infinito é igual a zero. o módulo do campo elétrico.48 m e) 0. O potencial elétrico no ponto médio que separa as duas cargas é nulo.0. em x = 0. separadas por uma distância 2L. 08) (UFAL) Considere uma carga puntiforme Q.0 106 V em relação ao solo.60 m 05) (UEPG-PR) Seja V1 o potencial elétrico num ponto P situado a uma distância r de uma carga Q 1. O campo elétrico no ponto B não é nulo. Se reduzirmos pela metade a distância r.a. mas de sinais opostos. a força elétrica resultante sobre ela será igual a zero. devido às duas cargas fixas.10-18 e) 4.0. Se uma pequena carga-teste positiva for colocada no ponto médio do dipolo. os módulos dessas grandezas no ponto B valem. e os pontos A e B. onde Q 1 = -2.10 -19 Coulomb e a do elétron -2. 03) (UNIFOR) Suponha que uma nuvem possui carga elétrica de 40C e potencial elétrico de 6. a energia liberada. colocados à distância de 0. O trabalho Realizado pela força elétrica para movimentar uma carga entre dois pontos quaisquer nesse plano. ela entrará em movimento retilíneo uniforme. As linhas de força do campo elétrico saem da carga negativa e entram na carga positiva. a) 0.44 m d) 0.10 10) O diagrama abaixo representa o gráfico do potencial elétrico em função da distância devido à presença de uma carga elétrica no vácuo. fixa no ponto 0.4 105 Sabe-se que os módulos do vetor campo elétrico e do potencial elétrico gerados pela carga no ponto A valem. julgue os itens abaixo assinalando V ou F. é igual a zero.10-10 m um do outro. seria igual a a) 2. Suponha que a carga do próton seja de 2. pode se afirmar que 09) (FCMSC-SP) Considere que um próton e um elétron. como mostra a figura a seguir. e que A está mais próximo da carga fonte de campo.4 107 c) 1. No ponto médio entre as cargas.0.10-6C são cargas puntiformes e d = 6cm.0. 06) Três cargas elétricas puntiformes iguais a 2. em joules. Se ocorresse uma descarga elétrica dos 40C entre a nuvem e a Terra.0.m2/C2). Os potenciais dos pontos A e B são nulos. se relacionará com V 1 da seguinte maneira: a) V2 = 2V1 b) V2 = V1/2 c) V2 =V1 d) V2 = 4V1 11) (UFPR-mod) Um dipolo elétrico é formado por duas cargas puntiformes +q e -q separadas por uma distância d. por: a) – 7. a distância infinita um do outro. O campo elétrico no ponto A é vertical para cima. em joules.4 108 b) 2. 1( 2( 3( ) ) ) O módulo do campo elétrico no ponto médio que separa as duas cargas é nulo. Determine o valor do potencial elétrico no ponto médio de um dos lados do triângulo. O potencial do ponto B é maior que o potencial do ponto A.10-18 d) – 8. como indicado na figura adiante. a energia potencial elétrica do par próton-elétron é mais corretamente expressa. o valor de x é: 1( 2( 3( 4( ) ) ) ) O potencial elétrico em qualquer ponto desse plano é igual a zero.40 m c) 0. Nesse caso.EXERCÍCIOS PROPOSTOS 01) (UESPI) A figura ilustra duas cargas puntiformes positivas e iguais a + Q que se encontram no vácuo. perpendicular ao eixo x e passando pelo ponto x = 0. O plano. respectivamente.Q2 = 2.5. contém os pontos que estão à mesma distância das duas cargas. Determinar o valor de x para que em P o potencial elétrico gerado pelas duas cargas seja nulo. Nessas condições. Se uma terceira carga for colocada nesse plano. E e V. podemos afirmar que: .

estão fixas conforme mostra a figura. encontra-se uma carga elétrica puntiforme e fixa Q = 12 μC.0 x 10 9 Nm2/C2 Determine: a) O valor do potencial elétrico no ponto Z. 19) Considere a figura abaixo.0. q2 = -3. realiza-se um trabalho de maneira que a carga de prova adquire 1.0.0 x 10-8 C. 13) Numa região onde é feito vácuo (k 0 = 9. d) O potencial elétrico no ponto P é negativo e vale – 5. b) Calcule a força sobre uma carga puntiforme q. As linhas cheias são “linhas de força” e as pontilhadas são “linhas eqüipotenciais” de um campo elétrico criado por duas cargas puntiformes Q 1 e Q2. . Deseja-se colocar nessa região. III) Os pontos M. o potencial resultante vale: 17) (UFF-RJ) Duas cargas puntiformes q1 e q2. 15) (PUC-MG) A figura desta questão mostra três cargas elétricas.m2/C2 ). de sinais diferentes e mesmo módulo. calcule o módulo da carga q. 18) (Udesc-SC) A figura mostra quatro partículas carregadas. em cm. constante eletrostática: k = 9. b) A intensidade do campo elétrico no ponto W ( 1. c) I e III.a) a carga fonte é positiva. c) o potencial de B é menor que o potencial de A. II e III. A energia potencial elétrica que a carga do vértice superior adquire pode ser calculada pela relação: a) Calcule o campo elétrico no centro do quadrado.08 J de energia potencial elétrica. respectivamente. 5. b) I e II.0 ). d) II e III.0.109 N. c) A nova distância da carga q 2 ao ponto P. d) o potencial de B é nulo. colocada no centro do quadrado.0. e) Nenhuma proposição é verdadeira.10-7C encontra-se isolada no vácuo. Estão corretas as proposições: a) I. A relação entre as os potenciais elétricos V1. b) o sentido do campo é de A para B. dispostas na configuração de um quadrado de lado a. 21) (PUC-MG) Duas cargas elétricas. Sabendo-se que nessa região não existem cargas elétricas além de Q e q. estão no vácuo e localizadas.104 V. conforme mostra a figura.104 V. c) Calcule o potencial elétrico no centro do quadrado. Qual a proposição correta? a) O vetor campo elétrico no ponto P está voltado para a carga. c) O potencial elétrico no ponto P é positivo e vale 3. 14) O potencial elétrico no centro de simetria do quadrado é igual a: Dados: q1 = 4. 16) Cargas elétricas distribuídas numa dada região do espaço geram campos elétricos cuja distribuição das linhas de força estão representadas abaixo: I) As cargas Q1 e Q2 têm sinais positivo e negativo. a 20 cm de Q. V2 e V3 e a relação entre as intensidades dos campos elétricos em A e B estão corretamente representadas em: 20) (PUC-RS) Uma carga de 2. nos pontos M e N de um plano XY.0 cm de um ponto P. II) Os potenciais nos pontos A. fixas nos vértices de um triângulo isósceles de lados a e 2a. imerso no ar. b) O campo elétrico no ponto P é nulo porque não há nenhuma carga elétrica em P. para que o potencial elétrico no ponto P seja nulo (sem alterar as posições de q1 e P ). respectivamente. e) a carga fonte é negativa. distante 6. No ponto P indicado. Para isso.0 x 10-8 C. idênticas. B e C estão na seguinte ordem: VA > VB > VC . uma carga de prova q. Analise cada proposição que se segue. N e P possuem o mesmo potencial.

b) 3. c) 3..0 · 105 V e) 1. de intensidade 1.. A d. cujo trabalho realizado vale T 1. em m/s..500 V b) 3. T2 e T3. no vácuo.0. tem o aspecto do diagrama a seguir.p.0.0 volts.. é correto afirmar que: a) T1 = T2 < T3 b) T1 = T2 = T3 c) T1 = T2 > T3 d) T1 > T3 > T2 Pede-se: a) o valor da carga Q. 60 m/s..10-7 C.0 .0 . 22) O potencial elétrico. como mostra a figura abaixo.. e as ações gravitacionais são desprezadas.8 · 104 V c) 6.0 nC: a) do infinito até o ponto A.. 60 m/s.10 -3g e carga q = + 2 µC .10-6 C varia sua velocidade de 20m/s para 80m/s ao ir do ponto A para o ponto B de um campo elétrico.10 5 V/m. cujo trabalho realizado vale T 2. num ponto A distante 1. 60 m/s.d. 60 m/s. distante 30 cm da mesma carga. Num outro ponto B.10 5 N/C... A. Trajeto ACD. Com que velocidade se deve lançar do ponto B uma pequena esfera de carga q = 1. A alternativa que contém as informações corretas para o preenchimento das lacunas na ordem de leitura é: a) 3.10-2 C.10-2 m de Q? Considere as cargas no vácuo.. 10-4 s.2g eletrizado com carga de 80. qual é a energia potencial elétrica de uma carga q = 3. 31) (MACKENZIE) Um corpúsculo de 0.. Um corpúsculo eletrizado. Cargas negativas abandonadas em repouso num campo elétrico dirigem-se para pontos de maior potencial.0 m da carga? 23) No campo elétrico produzido por uma carga pontual Q = 6.000 V c) 7. 24 (UFPE-PE) Duas cargas elétricas – Q e + q são mantidas nos pontos A e B..0 · 104 V b) 6.. situadas como mostra a figura... o corpúsculo passa pelo ponto .0. A velocidade da partícula. b) qual o potencial elétrico a 2.. Trajeto AD. O meio é o vácuo. 10-4 s.500 V d) 8.0 .500 V 32) Julgue os itens abaixo assinalando V ou F. fixa. para que atinja A com velocidade nula? O meio é o vácuo e desprezam-se as ações gravitacionais. Cargas positivas abandonadas em repouso num campo elétrico dirigem-se para pontos de menor potencial. 10-3 s. constata-se a existência de um campo elétrico de intensidade 9. 1( ) Uma carga negativa abandonada em repouso num campo elétrico fica sujeita a uma força que realiza sobre ela um trabalho negativo. 28) (CESGRANRIO) Uma carga elétrica positiva se desloca no interior de um campo elétrico uniforme.. Após um intervalo de . 10-3 s. cujo trabalho realizado vale T 3. Sobre os valores de T1. respectivamente. Ao se medir o potencial elétrico no ponto C. o vetor campo elétrico tem intensidade 1. 25) (Mackenzie-SP) Num ponto A do universo.2g. ) 3( ) 4( ) .. ilustrado na figura.. de mesmo módulo. de Q.27) (UNIRIO) No campo da carga Q = 2. C.2m. Se |Q| = 3|q|.10 -8C e massa m = 0.. encontra-se um valor nulo.0 m de A é: 30) (MACKENZIE) Entre as placas de um condensador tem-se o campo elétrico uniforme. colocada a 20.. à direita de B e situado sobre a reta que une as cargas. desde um ponto A até um ponto D. em função da distância do ponto considerado até uma carga puntiforme.0 · 105 V d) 2. com velocidade . Uma carga positiva abandonada em repouso num campo elétrico fica sujeita a uma força que realiza sobre ela um trabalho positivo..0.. C. devido exclusivamente a uma carga puntiforme Q situada a 10 cm dele. d) 3.0 m de outra carga Q = 25µC. de massa m = 1. b) do ponto A até o ponto O.0 .. entre os pontos A e B desse campo elétrico é de: a) 1.. que distam 82 cm um do outro (ver figura). Determine o trabalho realizado pela força de campo elétrico quando se desloca uma carga puntiforme positiva de 1. . A ddp entre A e B é: a) 8. quando passa pelo ponto B.. A. distante 1. 2( Sabe-se que o potencial elétrico no ponto A vale 5. qual o valor em centímetros da distância BC? 29) (MACKENZIE) Um partícula eletrizada com carga q = 1μC e massa 1g é abandonada em repouso. é abandonado do repouso no ponto B.1m e 0. + q e – q. A seguir são propostas três trajetórias para essa carga. considerando-se nulo o potencial elétrico no infinito.0 · 104 V 26) (Fuvest-SP) São dadas duas cargas elétricas puntiformes.10 -6C.. considere dois pontos A e B pertencentes a uma mesma linha de força e que distam 0.. Trajeto ABD.10 5 N/C..

são apresentadas as superfícies equipotenciais geradas por uma distribuição de cargas C.0 x 10-4C e K0 = 9. de massa 0. Dado: k 0 = 9.5 · 10-18 d) 1.0 μC ao ser deslocada de A para B.7. A tabela. na posição d = 0. representam-se as linhas de força (linhas cheias) e as superfícies eqüipotenciais (linhas pontilhadas) de um campo elétrico.3 · 10-20 b) 6. a) Determine o trabalho da força elétrica. esse elétron se move de um ponto A para um ponto B. Desprezando-se a ação da força gravitacional e sabendo-se que a distância entre A e B é d. Dado: carga do elétron = -1. coloca-se uma carga de -3μC e ela adquire energia potencial de 60μJ. separadas por uma distância d e situadas no vácuo. pede-se determinar o trabalho da força elétrica que age em q = 1.10-19 C 36) (Unimar-SP) Considerando o campo elétrico gerado por uma carga puntiforme Q = 1.0 C quando essa se desloca de uma distância de 2. ao deslocar a carga puntiforme + 2q segundo a trajetória descrita. Quando um elétron é transportado de P 1 a P2. m2/C2.m2/C2. Uma carga elétrica pontual q = 1. Devido.9.4 · 10-20 . à ação do campo. por um agente externo. a velocidade mínima que a partícula carregada deve ter.10-4 J d) 4.6. a partir do repouso. Nessa situação. o trabalho realizado pelo campo elétrico é. 41) (Cefet-MG) Um elétron é liberado em uma região do espaço onde existe um campo elétrico uniforme. e) o potencial elétrico do ponto B é maior que o de A. Ele depende da forma da trajetória? b) Se a carga anterior fosse levada de A para C sobre a superfície eqüipotencial. ao passar pela superfície equipotencial V = 0.0 J b) 15 J c) 30 J d) zero e) 60 J 39) (FMTM-MG) Uma gota de óleo com massa 2. b) o campo elétrico é dirigido de A para B. no vácuo. em Coulomb.10-4 J e) 9. esta mesma carga. mostra o valor da força elétrica em função do inverso do quadrado da distância entre as cargas. ao passar pela posição d = 0. B) 500 m/s.8. O trabalho da força elétrica quando a carga é levada de B até A. Os valores dos potenciais para cada superfície equipotencial estão indicados nas figuras.10-16 kg e eletricamente carregada permanece em equilíbrio quando colocada entre duas placas planas.0.5.0 x 109 N. com velocidade constante.10-5 J 37) Na figura que segue. para que ela atinja a distribuição de cargas C. determine sua energia cinética. 42) (UEL-PR) A diferença de potencial entre as duas placas condutoras paralelas indicadas no esquema é 500 V. d) a força no elétron é dirigida de B para A.9 · 10-18 40) (UFC-CE) Uma carga puntiforme + 2q é deslocada do ponto A para o ponto B. Sendo g = 10 m/s 2.02 m. igual a: a) 4. justificando suas respostas: a) a diferença de potencial entre os pontos A e B.10-4 J c) 2. é correto concluir que: a) a velocidade do elétron é constante. em uma região com campo elétrico uniforme E.2. C) 200 m/s. Q e q.0 cm e estas são mantidas a uma diferença de potencial de 90 V. qual seria o trabalho da força elétrica? 38) (Fameca-SP) Qual o trabalho realizado pela força elétrica que atua numa carga positiva de 3. D) 400 m/s. abaixo. pode-se afirmar que a gota de óleo tem carga elétrica. Supondo Q (fixa) e q abandonada. A distribuição de cargas encontra-se em um potencial igual a 50 V. a) b) Determine a carga q.6 · 10-18 b) 3. conforme figura abaixo. quando colocada em outro ponto B do referido campo. adquire energia potencial de -90μJ.01 m. desloca-se na direção da distribuição de cargas C.10-8 C.0.0 m sobre uma superfície eqüipotencial de 10 V? a) 6. se repelem.10-4 J b) 1. em joules.0 μC é trazida de A para B. 34) (UFU) Duas cargas puntuais. eletrizadas com cargas de sinais opostos.2 · 10-18 e) 1. a) 9. igual a: a) 1. exclusivamente. colocada na origem do sistema de coordenadas.4 g e carga elétrica Q igual a 1 C. Determine: a) b) Os potenciais elétricos de A e de B.2 · 10-18 c) 2. Uma partícula carregada. seguindo a trajetória ACB indicada na figura abaixo.109 N. c) a energia potencial do elétron aumenta. A distância entre as placas é 5. Desprezando-se os efeitos da gravidade. será de A) 100 m/s. 35) (UFU) Na figura abaixo. F(N) 1/d2(m-2) 9000 104 9000/4 104/4 1000 104/9 9000/16 104/16 Dados: Q = 1. paralelas e horizontais.33) Num ponto A de um campo elétrico. determine. b) o trabalho realizado pelo agente externo.

O trabalho da força elétrica. é correto afirmar que: 46) Uma carga elétrica de 400 μC produz um campo elétrico na região do espaço que a envolve. b) somente a II está correta.5 · 10 -6 C. o vetor campo elétrico é normal à superfície. c) somente a III está correta. Considerando K0 = 9.0.0 · 103 N/C. Na superfície de um condutor.109 (SI) e a distância entre os pontos A e B é 4.5 J e) – 30 J 50) (PUCCamp-SP) Uma esfera metálica oca encontra-se no ar. Determine o trabalho da força elétrica no deslocamento de uma carga de 4. b) o trabalho realizado pelo campo. um raio atinge um ônibus que trafega por uma rodovia. a densidade superficial de carga é maior em pontos de menor raio de curvatura. O potencial elétrico no seu centro de gravidade. o potencial é constante. 44) (Ufla-MG) Na figura abaixo.0 · 109 N · m2/C2. Calcule o trabalho realizado pela força elétrica e diga se o movimento da carga é forçado ou espontâneo. pois os pneus de borracha asseguram o isolamento elétrico do ônibus. 45) Uma carga positiva q = 3. entre os pontos A e B. d) todas estão corretas. determine: a) a carga elétrica da esfera. vale + 80 V e o condutor está isolado de outras cargas elétricas. uma de raio R com uma carga Q. é: a) – 10 J b) 30 J c) zero d) 0.4 · 10-17 d) 8. suposta positiva.0 coulomb do ponto A até o ponto B e depois até o ponto C. é k = 9. Se o trabalho realizado pela força elétrica é 1.10-8 C é deslocada. Uma carga elétrica de – 5µC é ransportada do infinito até a superfície desse condutor. e) não serão atingidos. 49) Um condutor de eletricidade encontra-se eletrizado e em equilíbrio eletrostático. vagarosamente. outra de raio 2 R e carga 2 Q. a diferença de potencial entre os pontos A e B (V A – VB) é. Podemos afirmar que: a) somente a I está correta.0 · 10-15 43) Na figura a seguir.0. 47) (UFC-CE) Analise as afirmativas: I. c) o potencial elétrico a 4. em volts. Quando elas são ligadas entre si por fios condutores longos. Na superfície de um condutor. eletrizado e em equilíbrio eletrostático. a) a diferença de potencial entre os pontos A e B. pois a carroceria metálica do ônibus atua como blindagem. ao transportar uma carga de 1. Com base no enunciado e na figura.6 · 10 4 V. 52) Três esferas condutoras. denominada esfera C. é correto prever que: a) cada uma delas terá uma carga de Q/3. estão representadas duas superfícies eqüipotenciais S 1 e S2 de um campo elétrico uniforme e os respectivos valores dos potenciais. cria um campo elétrico de 900 N/C num ponto situado a 10 cm do centro da esfera.c) 6.0 cm do centro da esfera. em virtude de a carroceria metálica ser boa condutora de eletricidade. calcule: a) a carga elétrica do condutor é 4.0 μC do ponto A ao ponto C. Pode-se afirmar que os passageiros: a) não sofrerão dano físico em decorrência desse fato. em função da distância ao seu centro. b) serão atingidos pela descarga elétrica.0 m do centro do condutor vale 9. e) a intensidade do campo elétrico em um ponto a 3. c) o potencial elétrico do condutor vale 3. de: a) 50 b) 60 c) 220 d) 120 e) 100 Com base nas informações. quando uma carga punti forme q = 2.5.0 m. eletrizado e em equilíbrio eletrostático.0 · 10-16 e) 8.10-6 C é transportada de um ponto A para um ponto B de um campo elétrico. A constante eletrostática do vácuo. meio que envolve a carga. b) o campo elétrico a 4.10 9 Nm2/C2. pois os ônibus interurbanos são obrigados a portar um pára-raios em sua carroceria. de 5. . Na superfície de um condutor eletrizado e em equilíbrio eletrostático. d) não sofrerão dano em decorrência desse fato. Os gráficos a seguir representam a intensidade do campo elétrico e do portencial elétrico criado por essa esfera.0 · 103 V. representamos algumas superfícies eqüipotenciais.0 m do centro do condutor vale 6. Dado: k = 9. II.0 cm de raio. 48) (UFV-MG) Durante uma tempestade.0 cm do centro da esfera.10-4 J. 51) (UFV-MG) Uma esfera condutora isolada. eletrizada positivamente e isolada de outras cargas. e a terceira de raio 2 R e carga –2 Q. III. denominada esfera B. c) serão parcialmente atingidos. estão razoavelmente afastadas. e) nenhuma delas está correta. pois a descarga será homogeneamente distribuída na superfície interna do ônibus. b) o potencial elétrico no interior do condutor é nulo. denominada esfera A. d) o potencial elétrico de um ponto a 2.

O potencial elétrico. 2 ( ) O módulo do vetor campo elétrico.0V.5 V. A intensidade do campo elétrico em um ponto da superfície da esfera. nada sofreria. Determine: a) b) c) d) A carga elétrica Q.0m do centro do condutor vale 6. ela é posta em contato com outra esfera metálica isolada. considerando um ponto no interior da esfera. transferindo-lhe grande carga.0. pois o potencial de seu corpo era o mesmo que o da gaiola. eletrizada e situada no vácuo (Ko=9. 103 d) 2. ( ) 4. d) o cientista levou choque e provou com isso a existência da corrente elétrica.0 . d) 900N/C e 9. eletrizou a gaiola. c) 900N/C e 90V. é carregada no vácuo até atingir o potencial U = 9.66 10 -10 C. Dado: K = 9.0 x 109 Nxm2/C2. eletrizado e em equilíbrio eletrostático. respectivamente.m2/C2). qual das alternativas a seguir melhor descreve a situação física? É dado que k = 9. B terá 2 Q e C terá –2 Q. de raio R2 = 5. em função da distância ao seu centro.109N. 62) (PUCCAMP) Uma esfera metálica oca encontra-se no ar. 103 b) 9.6.m2/C2. O potencial elétrico de um ponto a 2.0.5 V. isolou-a da Terra e entrou nela. Em seguida. no vácuo. Determinar a carga da esfera.66 10 -10 C. Com base nas informações. A intensidade do campo elétrico em um ponto a 3. na parte oca. c) cada uma terá uma carga de 5 Q/3. cargas nulas.7 . O potencial elétrico do condutor vale 3.109N.0 x 10 9 C. 10 e 9.m2/C2.0 . eletrizada positivamente e isolada de outras cargas.109N.m2/C2).m2/C2). 55) (ITA) Uma esfera metálica isolada. e o módulo do vetor campo elétrico. distribuída pela superfície da esfera (Q>0). está em equilíbrio eletrostático.10-2V/m. é constante e diferente de zero. 1 ( ) O módulo da força elétrica entre o condutor e uma carga de prova independe da natureza do meio. 4 ( ) A diferença de potencial. e) A terá Q. 3 ( ) O vetor campo elétrico tem direção radial." Pode-se afirmar que: a) o cientista nada sofreu.10 9 N. em cada ponto da superfície do condutor. ( ) A direção do vetor campo elétrico é normal à superfície em cada ponto. Após atingido o equilíbrio. entre dois pontos internos do condutor. pois o potencial da gaiola era menor que o de seu corpo. no interior do condutor. b) zero N/C e zero V. c) 2. d) A esfera menor terá um potencial de 4.103V. a) zero N/C e 90V. O potencial elétrico no ponto P. 56) É dada uma esfera condutora de raio R=1m. Dado: Constante eletrostática do vácuo = 9. 2.0 .109 N.0V. 1( 2( 3( 4( 5( ) ) ) ) ) A carga elétrica do condutor é 4. Os gráficos a seguir representam a intensidade do campo elétrico e do potencial elétrico criado por essa esfera. pode-se afirmar que: 1. é correto afirmar que os módulos para o campo elétrico e para o potencial elétrico são. Seu ajudante. é nulo. 10 e zero.10 4V. em volts. . oca.10 -6C. ( ) O trabalho para mover-se uma carga elétrica ao longo da superfície é independente da intensidade do campo.0cm.7 . 59) (ESR) O gráfico representa a variação do potencial elétrico devido a um condutor esférico uniformemente eletrizado (Ko=9. 102 e 2. O campo elétrico no interior do condutor é nulo. respectivamente. O trabalho para mover uma carga na superfície do condutor é sempre nulo. b) o cientista nada sofreu.5. Para um ponto de sua superfície. c) mesmo que o cientista houvesse tocado no solo. julgue os itens abaixo assinalando V ou F. c) A esfera menor terá uma carga de 0. Em um ponto P à distância de 3m do centro da esfera. então. eletrizada com carga de 3.0 cm de raio. 57) (URS) O gráfico abaixo representa a variação da intensidade do campo elétrico gerado por uma esfera eletrizada no vácuo (Ko=9. Ela não é equipotencial. pois o potencial de seu corpo era o mesmo que o do solo. O potencial elétrico e o campo elétrico em qualquer ponto da esfera. Nessas condições. Qual o valor do potencial em um ponto distante 1cm da superfície da esfera? 60) (UFF) Considere a seguinte experiência: "Um cientista construiu uma grande gaiola metálica. os módulos do campo elétrico e do potencial elétrico são 900N/C e 90V. 54) (PUCRS) Uma esfera condutora.0m do centro do condutor vale 9. encontra-se eletricamente carregada e isolada. b) A esfera maior terá um potencial de 4. 58) (URJS) Em relação à superfície de um condutor em equilíbrio eletrostático. a) A esfera maior terá uma carga de 0. julgue os itens abaixo assinalando V ou F.7 . num ponto a 10 cm do centro da esfera valem. o campo elétrico tem intensidade 9. 102 e zero. suposto mantido o equilíbrio eletrostático.0.10 3 N/C. ( ) 3.b) A terá carga Q e B e C. Portanto.0. 61) (UNIFOR) Uma esfera condutora de raio 30 cm. a) 9. de 10. em volts por metro. d) A terá Q/5 e B e C terão 2 Q/5 cada uma. 53) (UFBA-mod) Considere um condutor esférico de raio R.