P. 1
René Descartes - Regras Para a Direção do Espírito

René Descartes - Regras Para a Direção do Espírito

|Views: 2.591|Likes:

More info:

Published by: Adriana Oliveira Araújo on Mar 12, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/05/2013

pdf

text

original

René
DESCARTES

REGRAS
PARA A DIRECÇÃO
DO ESPÍRITO

Edições 70

Título original: Regulae ad Directionem Ingenii

© Edições 70

Tradução de João Gama

Capa de Edições 70

Depósito Legal n.º 28310/89

ISBN 972-44-0599-0

Todos os direitos reservados para a língua portuguesa
por Edições 70

EDIÇÕES 70, LDA.
Rua Luciano Cordeiro, 123 - 2.° Esq.º - 1069-157 LISBOA / Portugal
Telef.: 213 190 240
Fax: 213 190 249
E-mail: edi.70@mail.telepac.pt

www.edicoes70.pt

BREVE NOTÍCIA

Um opúsculo incompleto de Descartes, mas quão significativo! Os estudiosos discutem a data
em que terão sido redigidas as Regras Para a Direcção do Espírito. As várias opiniões situam a sua
redação entre 1620 e 1635, tendo em conta algumas alusões biográficas nas Regras 2, 4, 10.
Segundo H. Gouhier, na sua edição (1

),

as Regras não devem ser anteriores a 1623;
constituiriam uma espécie de resultado do trabalho intelectual feito entre 1623 e 1628 e foi neste
último ano que Descartes as teria posto por escrito.
Por seu turno, a história física do texto tem alguns meandros. Há três manuscritos
importantes: a) o manuscrito original, que pertencia a Clerselier, mas perdeu-se; b) uma cópia que
foi de Leibniz e se encontrou na biblioteca de Hanôver; e c) a cópia de que se serviram os editores
dos Opuscula posthuma na primeira edição do texto latino em Amesterdão, 1701, e que também
desapareceu. Charles Adam (e Paul Tannery), na sua grande edição dos escritos cartesianos,
Oeuvres de Descartes, Paris, Cerf 1908 (hoje, editados pela Vrin), recorreu ao texto publicado nos
Opuscula e às variantes do manuscrito de Hanôver.
É esse texto (no fomo X da edição de Adam e Tannery) que serve de base à presente edição e

tradução para português.

* * *

Se o leitor estiver interessado, há algumas obras fundamentais que o poderão ajudar a

estudar as Regulae:

1) E. Gilson, Index scolastico-cartésien, Paris, Alcan, 1913.

2) E. Gilson, René Descartes. Discourse de la Méthode. Texto e comentário, Paris, Vrin

1925, 19674

[R. Descartes, Discurso do Método, anotado e comentado por E. Gilson, Edições 70,

Lisboa].

3) L. J. Beck, The Method of Descartes, a study of the Regulae, Oxford 1952.

Artur Morão

(1
)

Descartes, Regulae ad directionem ingenii. Prefácio de Henri Gouhier, Paris, Vrin 1965.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->