P. 1
Deidade - Parte 15

Deidade - Parte 15

|Views: 14|Likes:
Sermão doutrinário pregado pelo Rev. Lee Vayle
Sermão doutrinário pregado pelo Rev. Lee Vayle

More info:

Published by: diogenes.dornelles4503 on Mar 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

03/13/2011

pdf

Doutrina da Mensagem

A Essencialidade e Intrinsecalidade de Deus – 1 Tim 1:17
2 de Setembro de 2000

Rev. Lee Vayle
Tradução e Comentários Diógenes Dornelles

Deidade Parte 15 – Lee Vayle

INTRODUÇÃO
Neste novo estudo doutrinário, o Rev. Lee Vayle enfocará os seus esforços no esclarecimento da passagem de 1 Timóteo 1:17, onde o apóstolo Paulo diz: “Ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre”. Tanto os trinitários como os unicistas haviam se confundido ao pensar que o apóstolo Paulo estivesse aludindo à pessoa de Jesus Cristo como o Deus único. Estas palavras não haviam sido endereçadas ao Filho, mas sim a Deus. Segundo o Rev. Lee Vayle, elas refletem a essencialidade e intrinsecalidade de Deus como rei eterno e Deus soberano. Deus é rei para sempre. Deus é eterno e imortal porque Ele não pode se corromper. Ele é absolutamente responsável, e não há ninguém que possa fazer qualquer coisa contra Ele ou por Ele. Estas palavras declaram, portanto, a soberania de Deus, exatamente como o irmão Vayle vinha demonstrando nos estudos anteriores. Deus é soberano e Ele não compartilha a Sua soberania com ninguém. Ele mesmo governa soberanamente sobre a Sua criação segundo a Sua própria boa vontade, que está baseada em Sua sabedoria e onisciência. Ele está no completo controle. Ninguém pode dizer a Deus o que fazer, e a menos que se conheça Deus quanto à Pessoa que Ele é, Suas qualidades, Seu caráter, Sua sabedoria, Sua onipotência e Seu grande amor, ninguém poderá apreciar Deus como Ele realmente é. Deus é imutável em Sua própria intrinsecalidade e essencialidade, o que significa que Ele é absolutamente o que Ele é. Em Deus não existe nenhuma sombra de mudança ou de variação. A Deidade define o caráter de Deus, ou seja, o Seu estado e qualidade de ser Deus. A Deidade é Deus em ação, manifestando aquilo que está dentro Dele. A Sua essencialidade é refletida naquilo em que Ele tem realizado e trazido à visibilidade em todos os tempos exatamente de acordo com o que Ele é dentro de Si mesmo. Todos os Seus atributos latentes e as qualidades essenciais de Deus foram manifestos por meio da Palavra expressa. A intrinsecalidade de Deus tornou-se explícita pela manifestação da Palavra de Deus, quando os Seus pensamentos foram expressos. No princípio o Deus invisível e intangível Se tornou visível e tangível quando Sua Palavra manifestou-Se por meio da criação, que é quando Deus começou a expressar das Nascentes da Grande Fonte de Si mesmo aquilo que Ele é, foi e sempre será, derramado-Se na Sua criação, mais particularmente nos Seus Filhos. Porém antes mesmo da criação, Deus era Jeová Elohim, a Palavra Auto-Existente. Nada havia além Dele. Nele estava a Vida e quando nada mais havia além de Deus, Ele desejou gerar um Filho, e este Filho foi gerado de Deus à Sua imagem e tornou-Se uma parte de Si mesmo. O Filho teve um princípio com a eternidade de Deus, que era aquela vida eterna do Pai, mas tendo o Filho um começo, isso não poderia fazer Dele o Deus eterno e imortal, pois Deus não teve um começo. Portanto o rei eterno e o único Deus sábio a quem Paulo se referia não poderia ser o Seu Filho. Mais tarde quando Jesus, o Filho de Deus, veio ao mundo pelo nascimento virginal, Seu corpo Se tornou o templo do Deus vivo, onde Deus pôde manifestar-Se através Dele, formando uma dualidade. Jesus era a imagem de Deus em um corpo de carne que não poderia se corromper. João Batista, o Seu precursor, havia nascido pelo menos 6 meses antes de Jesus, porém João deu testemunho de que o Homem Jesus era antes mesmo dele, referindo-se claramente à Sua pré-existência antes da encarnação humana. Mas nem por isso João estava dizendo que o Filho era Deus, mas sim o Cordeiro de Deus, pois João sabia perfeitamente que Deus mesmo foi Quem o enviou para batizar o Seu Filho. Também não era o Filho quem curava e fazia as obras, mas o Pai através do Filho. Ao Filho foram dados os créditos pelas obras que Deus fez. Deus era de fato o Salvador, embora Ele salvasse por meio de Jesus Cristo. Deus é vida e esta vida é luz para os homens. Esta luz é o entendimento da Sua própria Divindade e do Seu eterno poder que é revelada pelo Espírito e derramada na vida daqueles a quem lhes é dado a autoridade de serem feitos filhos de Deus. Deus não está em Sua Igreja. Deus está em Sua Palavra. Deste modo, Deus não pode ser adorado ou conhecido aparte da doutrina e aquele que não a despreza é iluminado pelo conhecimento da glória do Deus único. E a Ele seja honra e glória para todo o sempre. Diógenes Dornelles 2

Doutrina da Mensagem

Deidade – Parte 15
A Essencialidade e Intrinsecalidade de Deus – 1 Tim 1:17
2 de Setembro de 2000

Irmão Lee Vayle
Oremos. Pai celestial, saudamos a Tua Presença, e sabemos que Tu saúda as nossas, Senhor, porque Tu descestes aqui para visitar-nos e provastes Quem Tu és, especialmente para nós, que é o que realmente desejamos; porque se Tu provas a Ti Mesmo, e não para nós, então isto seria muito catastrófico para nós então. Nós estaríamos numa situação muito, muito precária. Mas agora estamos seguros, porque a nossa reunião é para Ti, exatamente o mesmo, Senhor, como nos tempos antigos que eles disseram na Escritura: “E a Ti se reunirão os povos”,1 que significava que havia uma morte. E nós entendemos que existe uma morte em nossa hora, e até mesmo onde paramos, ela é morte para todos os nossos pensamentos, e morte para o nosso entendimento, e morte para os nossos caminhos, que temos praticado segundo aquilo que tem sido uma falsa concepção trazida a nós pelo inimigo por meio da falsa doutrina. Mas agora estamos livres e sabemos quem e o que somos, e sabemos Quem Tu és, e sabemos, Senhor, que a grande união invisível tem prosseguido e está prosseguindo, e será concluída brevemente na grande Ceia das Bodas do Cordeiro, quando todos da primeira ressurreição se ajuntarem – o povo do Antigo e do Novo Testamento. E Te agradecemos por isto, Senhor, e descansamos seguros nisto, embora muitas vezes nossos sentimentos venham contra nós, e muitas vezes o nosso entendimento – um fraquinho nesta área e naquela área – podem clamar, mas, Senhor, nós sabemos que esta é uma Palavra vindicada, e cremos Nela, e ficamos com Ela. Abra amplamente o nosso entendimento, e que o Teu bendito Espírito possa ser enviado a nós para revelar a Verdade, dar-nos esta grande segurança e guiar-nos em vida. Que Ele possa esta noite, o Teu Espírito, oh Deus, fielmente abrir a Palavra para nós de uma tal maneira que todas as dúvidas sejam removidas e que permaneçamos ungidos por Ti na Verdade, e andando na Verdade. Em Nome de Jesus oramos. Amém. Podeis assentar. 1 Agora, eu confio que seremos capazes de ordenar seja o que for que eu queira dizer esta noite, e não estou seguro de que serei muito eficiente com isto. Mas de certa forma nos moveremos por aqui, porque a coisa principal é ficar com a Palavra e saber que estamos corretos com Ela no ensinamento disto, [embora talvez não perfeitamente claro]. Agora, eu irei para João 1:1. Novamente aqui diz: No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ela estava no princípio com Deus. Eu retornarei a isto e lerei mais, mas eu quero ler novamente mais algumas linhas da Escritura referente a João 1:1 que verdadeiramente é o Deus Todo-Poderoso, como disse o irmão Branham, suponho que talvez em cem lugares ou talvez até mesmo mais. Em 1 Timóteo 1:16-17: Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Ora, ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. E depois em 1 Timóteo 6:13-16: Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até a aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; (Eu acho que a palavra “aparição” é a epiphanea)2 a qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único Soberano,3 Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, Ele só, a imortalidade, e que habita na luz da qual ninguém pode se aproximar; a Quem nenhum homem viu nem pode ver, a Quem seja honra e poder sempiterno. Amém.
Gênesis 49:10 – NT. O Rev. Lee Vayle está correto. Nesta passagem o apóstolo Paulo usou a palavra “epiphanea”, que quer dizer “manifestação”, “aparição”, “resplendor” – NT. 3 Do inglês “Potentate”, que também significa “potentado”; “poderoso”; “dominador” – NT.
2 1

2

3

4

3

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
5 Agora, nós entraremos mais nestes versículos, mas o entendimento aqui é de que temos um quadro muito completo nestes três versículos do Deus Soberano. E “Deus Soberano” significa, é claro, que Ele é o soberano. Ele é o Rei, Ele é absolutamente responsável, e não há ninguém que possa fazer qualquer coisa contra Ele ou por Ele, como se isso O aumentasse ou diminuísse ou Lhe predominasse, ou de algum modo trouxesse qualquer coisa para o nada,4 o que Ele quisesse. E se Deus quisesse, sendo soberano, Ele poderia brincar de gato e rato sem problema nenhum. [No entanto, não há meio de que isso possa acontecer quando Deus não é de uma mente dupla]. 6 Quando você fala sobre soberania... E você está usando uma palavra terrena, porque tudo que nós podemos fazer é usar palavras terrenas, embora elas sem dúvida venham do céu, porque sabemos que na torre de Babel, Deus mesmo desceu e mudou todos os idiomas. Então Deus é o autor do idioma. Satanás pode pervertê-la, porém ele não é o autor. E assim descobrimos aqui, em nosso idioma, de que estes versículos que eu li certamente declaram a soberania de Deus. 7 Agora, entrando na “Deidade” ou “Divindade”, quando você pensa de Deus, você tem que pensar de um Deus soberano, como já tenho mencionado, e eu li para você o primeiro capítulo do Dr. Pink sobre a Soberania de Deus,5 que se você for falar sobre Deus, você tem que falar sobre Alguém que é TodoPoderoso. E mesmo que você nem ao menos dê a Ele crédito pela Sua sabedoria, isso é algo pelo qual Deus é responsável e não a espécie humana, porque Deus não permite ninguém julgá-Lo. A Escritura distintamente diz que o homem não pode julgar Deus. O homem nem sequer julga um profeta, porque um profeta tem o ASSIM DIZ O SENHOR. O profeta se torna o juiz [por meio da Palavra de Deus]. 8 Então na soberania nós vemos uma completude. Vemos o poder ilimitado, e não vemos nenhuma parte de Deus delegada. Ou seja, Deus simplesmente não pode cortar a Si mesmo em pedaços e depois de alguma maneira instalar, como você pode chamar, uma oligarquia, que é um governo de vários. Ele não pode fazer isto. Seu Reino, como Nabucodonosor descobriu, está absolutamente baseado, solitariamente, sobre Deus mesmo. E Ele faz aos exércitos dos céus e da terra, acima da terra e debaixo da terra, o que Ele quer, em qualquer tempo que Ele queira fazê-lo, segundo a Sua própria boa vontade, [que está baseada em Sua sabedoria ou onisciência]. 9 Agora, isto é claro, nos dá um quadro muito inflexível de Deus, muito autocrático, onde Ele está no controle completo. E agora o que está errado com isto é que a menos que você comece a aprofundar-se em Deus quanto à Pessoa que Ele é, Suas qualidades, Seu caráter, Sua sabedoria, Sua onipotência, Seu grande amor, você não pode realmente apreciar Deus como Deus é. É por essa razão que tantas pessoas não podem aceitar a predestinação. 10 Agora, se Deus é soberano, é lógico que Ele predestina. [Porque] se Ele não é soberano, então existe uma parte Dele que não é soberana onde muitos agora podem dizer a Deus o que fazer. Agora, mesmo quando isso chega a um homem que possui uma mensagem de Deus, o homem não pode aceitar essa mensagem e baseado nessa mensagem dizer o que Deus pode fazer. A única coisa que o homem pode fazer é aceitar aquela mensagem e aplicá-la à sua vida e falar de Deus concernente o que Ele tem dito, colocá-Lo numa posição de fé, e depois andar naquela luz até que Deus traga as respostas que aquela pessoa quer [baseado no entendimento e motivo espiritual]. Agora lembre-se: pedir a Deus não é simplesmente dizer: “Deus, me dá”, e Ele o dá. 11 Se você ler a Escritura muito atentamente, você descobrirá que o elemento em que Deus tem nos colocado, o qual é este mundo, tão diverso, tão peculiar, e tão difícil para se viver tanto quanto os princípios e morais e coisas semelhantes que estão relacionadas, Deus quer pessoas para tomá-Lo em Sua Palavra e que ande nessa Luz com a sua mão no arado sem virar para traz até que a resposta seja dada. E nisto o caráter é edificado para a posição de filhos, ou a adoção. Agora, este é um sermão em que eu poderia entrar por horas. 12 Mas somente para tentar mostrar a você que a soberania está inteiramente nas mãos de Deus, e mesmo quando você adquire as Suas alianças, e você adquire as Suas promessas, você tem que ficar dentro da estrutura de Sua Palavra, que sozinha define o próprio Deus, Seus preceitos e Suas maneiras de fazer as coisas. E a Bíblia diz em Eclesiastes 3:14: “O que Deus faz, Ele faz sempre. E isso nunca muda. Você não
4 5

Do inglês “naught”, que também significa “fracasso total”; “destruição completa” – NT. Ver “Deidade – Parte 13”, §§ 54-87 – NT.

4

Doutrina da Mensagem
pode tirar nada disso ou acrescentar qualquer coisa a isto. E é dessa maneira que o homem temerá a Deus”. Então existe um medo reverencial e um temor nisto. 13 Então vemos que Deus é soberano, não importa o que as pessoas dizem. Agora, se Ele não está no controle absoluto, então diga-me onde Ele está no controle? Você não pode fazer isto. Você diz: “Bem, o diabo está no controle”. Não. Isto é somente permissivo. O diabo não tem nenhuma palavra própria sua. Ele não tem o mínimo de poder próprio. Ele nada tem a não ser o que é permissivo. Então temos que olhar para o fato de Deus: Criador e Governador do universo, eterno, infinito, onipotente, onisciente, Ser Supremo. Agora, “Divindade” é simplesmente Deus mesmo, Divinidade, ou Deidade. 14 Agora, a pergunta surgiu, e eu já respondi isto, porém eu entrarei nisto mais tarde, porque não estou respondendo perguntas esta noite. “Que tal ‘Deidade’ na ‘Deidicidade’?”. Bem, você não tem que se preocupar com a segunda palavra. Mas “Deidade”, é um estado ou qualidade de ser Deus – definindo caráter. Isso tem a ver com caráter, da mesma forma como “mocidade” é um estado de ser uma criança. E você não pode esperar qualquer coisa daquela criança exceto o fato de que ela é uma criança. Agora, nós entendemos os filhos. 15 “Maioridade” é aquele período de tempo onde você começa a esperar o que um adulto deveria ser capaz de produzir e que deve produzir. “Paternidade” é exatamente a mesma coisa. Vocês agora se tornam pais e a paternidade é o fato de que vocês possuem filhos e que vocês devem lidar com eles como os pais lidariam, olhando para eles como filhos. Você tem paternidade, maioridade; eles tem mocidade. Agora, todos estes estão absolutamente separados, mas integrados pelo fato do amadurecimento – o tempo passando. 16 Assim, portanto, quando falamos de “Deidade”, e eu estou trazendo isto direto agora para o que eu realmente creio segundo a definição de “Deidade”, baseado em Deus mesmo. Então “Deidade” fala do que Deus é exatamente dentro de Si mesmo, de modo que Ele agirá em qualquer tempo determinado e em qualquer ocasião determinada, exatamente e sempre, segundo a Sua essencialidade. Ou seja, isso é exatamente o que Ele é. É tão simples como um cachorro vendo um gato – falta de sorte para o gato. Isso está bem – agora mesmo. O gato vendo o rato... falta de sorte para o rato. Ou [é uma falta de sorte para uma] borboleta. Um gato pulará e pegará a borboleta. 17 Veja, o que está na pessoa é o que está numa criança, está num adulto, está num pai. Agora, isso não quer dizer que a criança simplesmente e automaticamente produzirá o que está numa criança, quando você pensa em termos que nós gostamos concernente às criancinhas. Onde Jesus disse: “A menos que sejais como uma criança, não podereis entrar no Reino do céu”.6 “A menos que sejais como uma criança”, sabe, e isso é uma criancinha que é muito crente. Depois quando você fica mais velho, certas, certas coisas. 18 Então estamos falando sobre Deidade simplesmente querendo dizer “o ofício literal que Deus é exatamente em concordância com Quem e O Quê Ele é”. O que você espera que Deus faça? Bem, não é o que você e eu esperamos que Deus faça, não mais do que você espera que seus filhinhos façam coisas; eles não estão debaixo de nosso controle. Nem Deus está debaixo de nosso controle. Então Ele opera e realiza em todos os tempos exatamente como Ele é dentro de Si mesmo, e Quem e O Quê Ele é dentro de Si mesmo. 19 Então Ele é o perfeito Criador. E quando você fala sobre criação, é muito difícil para eu não querer explodir e fazer dano e corporalmente ferir a estes idiotas que tentam dizer a você que não existe evidência científica de que há um Deus. Agora, a Bíblia trata isto muito melhor do que eu trato; o Salmo diz: “Diz o tolo em seu coração: ‘Não há Deus’.”7 Deus meramente encolhe os ombros quando o sujeito é um tolo. Mas ele é pior do que isto, em meus registros. Eu não gosto disto porque eles estão dizendo isto. 20 É por essa razão que Ventura8 chamou sobre o tapete, porque “Religião”, disse ele, “é para os de pouca inteligência e para aqueles que necessitam de algum tipo de muleta”. É claro que ele se desculpou por isto. Ele disse que realmente não tinha a intenção de dizer aquilo. Ele queria dizer para as pessoas que “usam” a religião como uma muleta, ao invés de um meio de vida. Porém ele não acrescentou “ao invés de um meio de vida”. Porém eu acho que é isso o que ele realmente queria dizer. Eu o admiraria por isto, sobre
6 7

Marcos 10:15 – NT. Salmo 14:1 – NT. 8 É possível que ele esteja se referindo a Jesse Ventura, ex-pugilista, eleito governador do estado de Minnesota em 1998 – NT.

5

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
estas bases, se ele dissesse: “Religião, como uma muleta, é ridículo”, porque a religião não é uma muleta. Quando você realmente crê na verdade e tem a verdade, ela não é uma muleta. Ela é Vida. Isso é bem, bem diferente do que as pessoas queriam dizer a você. Então tudo bem. 21 Desta forma, Deus mesmo é limitado e imutável, de acordo com a Sua própria intrinsecalidade e essencialidade, o que significa que Ele é absolutamente o que Ele é, e você não pode fazer nada sobre isto. E na realidade, nem Deus pode. Nem Deus pode. Seja o que for que Ele era e é, Ele será. Sem mudança, ponto final. Agora, isso é bom, porque se Deus mudasse de alguma maneira, modo e forma – um pensamento, uma maneira que Ele fez isto, Ele teria que descer e nos dizer, porque isto não seria justo. Ele não seria mais por tempo algum um Deus de amor. Ele teria que ser algum tipo de um monstro. Veja, não é dessa maneira que isso funciona. Ele manifesta o que ele chama de Sua “Deidade”, ou “Deidicidade”, que é uma palavra que você não encontrará no dicionário. 22 Agora, “mocidade” é uma criança agindo por si mesma. “Deidade” é Deus agindo por Si mesmo. Não esperamos que uma criança seja qualquer coisa senão uma criança, e o seu comportamento será geralmente proporcional a isto, e não podemos mudar uma criança até que o tempo venha. É como anos atrás você era ensinado na escola que você nunca deveria tentar fazer um bebê andar muito cedo porque o amadurecimento tomará conta disso. 23 E temos visto isso aqui em volta onde uma criancinha... Eu peguei Joe [White] nisso uma vez. Eu disse: “Hei! Sua netinha está correndo em volta”. Ele disse: “Oh, ela não pode estar correndo em volta. Ora, a recém na semana passada ela estava apenas tentando pegar uma cadeira”. Eu disse: “Joe, ela está correndo em volta”. Sem dúvida, ela estava correndo em volta. Certo, Joe? Ela estava correndo. Vê? Amadurecimento. Amadurecimento. 24 Ou seja, aí vem um tempo quando automaticamente isso balança dentro da marcha,9 porque está aí. Agora, você não pode mudar isto. Tentar mudar isto é ocasionar uma perversão e um problema. E estamos usando o mesmo pensamento voltado a Deus. Como que Deus pode ser Deus e existir alguma mudança dentro Dele? Nós traremos a Escritura sobre isto um pouco mais adiante, porque eu quero chegar ao outro lado desta mesma coisa que estamos olhando aqui. 25 Então Deus não pode ser qualquer coisa a não ser Deus. Quem ousa tentar mudar a Deus ou requerer de Deus qualquer coisa exceto o que repousa dentro de Deus, ou mudar a sabedoria perfeita de Deus e o modo como Ele realiza? Agora, veja, muitas pessoas tentam usar a oração para fazer isto. Você não pode fazer isto. Você não pode fazer isto. Quando você tenta mudar Deus, você gira suas rodas na areia. Como disse o irmão Branham: “não ore e tente mudar a mente de Deus. Fique perante Deus até que Ele mude a sua mente”. E isso é a renovação da mente. E essa é a coisa maravilhosa que vem em nosso dia, através da renovação da mente, que é a metamorfose que nos leva da mortalidade para a imortalidade. E o tempo e a eternidade já tem se fundido. Então sabemos hoje que a mortalidade será banida, acabada, morta e enterrada. E a imortalidade será nossa, a qual estamos supostos a ter. Ponto final. E nós a teremos. Vê? 26 Deste modo Ele não tem sombra de mudança e opera todas as coisas de acordo com o Seu próprio propósito, porque é impossível para Ele fazer de outra forma, sendo Quem e o Quê Ele é. Agora, se você crê que Deus é todo sábio e Todo-Poderoso e amor, e você crê em Seu propósito, e você admite que haja um propósito, por que no mundo alguém desejaria mudar Deus? E como no mundo poderia Deus possivelmente mudar? 27 Bem, eu entendo que as pessoas gostariam de mudar Deus. “Realmente”, eles dizem, “eu não gostaria de mudar Deus. Eu apenas gostaria que Ele fizesse isto por mim”. Bem, o que acontece se Ele quiser fazer isto de uma determinada maneira? Bem, se você quer tentar fazer Deus mudar e fazer coisas, você é semelhante àquele mecânico do qual eu falei pouco antes. Ele leu o livro, e ele não conhecia um pistão de um monte de feijões. E então quando chegou a isto, ele simplesmente pos alguma outra coisa dentro. 28 Sabe, certa vez eu pensei que eu sabia alguma coisa sobre carro, e eu fiz o que alguém me disse, e sabe de uma coisa? O pistão... Bem, na verdade ele separou-se e foi diretamente para a parede do motor. Bem, aquilo foi um bonito pensamento, não foi? Não sou mecânico. Nem sou Deus. Nem tenho os
9

Tradução literal para “gear”, mas que também funciona como uma gíria para “roupas” – NT.

6

Doutrina da Mensagem
pensamentos que são os pensamentos de Deus. Na verdade Ele me diz: “Seus pensamentos não são os Meus pensamentos, e os seus caminhos não são os Meus caminhos”.10 Então se é este o caso, é melhor eu descobrir quais são os Seus pensamentos e quais são os Seus caminhos, porque Ele não irá mudar a Sua mente. É melhor eu mudar a minha mente. [“Amém”] Mas veja, as pessoas não crêem nisso. 29 Ele é onipotente e também onisciente. Como pode alguém mudá-Lo? Quem pode fazer isto? Sabendo Quem Ele é, e com todos os Seus caminhos sendo perfeitos, quem desejaria se arriscar a mudar a Ele e os Seus caminhos? Porque se você O mudasse, você mudaria os Seus caminhos, e se você mudasse os Seus caminhos, você O mudaria. Você diz: “Quem faz isto?”. 30 Muito simples. Você não fica livre dos velhos hábitos; você produz novos hábitos. E os novos hábitos operam uma mudança em você. Bem, você acha que Deus tem que trabalhar em alguma coisa? É como disse o irmão Branham: “Deus não tem um pensamento a mais; Ele não tem um modo melhor a fazer. O primeiro modo é o modo como é feito. Se na primeira vez foi o Sangue, será Sangue por todo o caminho até o fim da linha. Se isso foi feito de um certo modo, será feito daquele modo outra vez”. E isso é a Escritura. Agora, isso é o que significa quando você fala sobre a “Deidade”. Então eu espero que isto esclareça tão bem como nós esclarecemos isto. Agora, vamos voltar a João 1:1 aqui. Agora, Isto diz aqui: (...) No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. (E observe a ênfase) Ela estava no princípio com Deus. Existe uma ênfase aqui que João usa a fim de fazer o povo ver a realidade do que ele está falando. Então ele diz: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”. E o irmão Branham não somente usa isso em um lugar, onde ele diz: “Se você faz isto ‘Jesus’, você tem três deuses”. Ele usa isso muitas, muitas, muitas vezes. E lemos uma porção delas para você nas últimas vezes em que eu tenho estado aqui ministrando sobre a “Divindade”. 32 Agora, vamos começar a olhar para isto, e eu não pedi pelo quadro negro, porque estou muito preguiçoso para escrever isso tudo. Então eu quero que você ouça muito atentamente comigo enquanto eu percorro um caminho muito mundano e muito carnal para você sobre esta Escritura. Estou trabalhando exclusivamente do meu entendimento, baseado nesta verdade: de que Deus é a Palavra, e temos a conjunção: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus” – existe uma preposição – e depois “e a Palavra era Deus”. E você não pode negar que a Bíblia distintamente diz: “No princípio era a Palavra”, ou “No princípio era Deus, que é a Palavra”, porque isso é o que Isto está dizendo. 33 Agora, eu usarei a palavra “Substância” no lugar de “Deus” e “Palavra”. E uma vez que aqui diz: “No princípio era a Palavra”, mas em Gênesis diz: “No princípio Deus...”. Eu usarei a Palavra como Número 2 (Nº. 2) Substância, porque estamos tratando com uma realidade que é muito tangível. E lembre-se que o Espírito é mais tangível do que é o físico, porque o homem interior cresce, enquanto que o homem exterior perece. 34 Então o seu homem exterior, como na foto do irmão Branham tirada por Arganbright... Lembre-se daqueles lírios altos, como estavam no púlpito... Você viu chamas de fogo e você viu o irmão Branham, um homem de pé atrás semelhante uma cabeça de morte, e o irmão Branham atrás semelhante um jovem. O Senhor explicou a ele a visão: agora todos os nove dons estavam operativos em sua vida – ele não perdeu nenhum. Mas o homem exterior estava perecendo, e o homem interior estava sendo renovado dia após dia. Então tudo bem. 35 “Substância”: aí é onde as pessoas se confundem. Eles não conseguem crer que um espírito é uma substância. Se um espírito não é uma substância, como foi quando uma dama chamada Benson, que foi rejeitada pelo seu namorado, ficou demente em Red Deer, Alberta, Canadá, e ela estava numa instituição para doentes mentais. E um dia algumas pessoas lhe trouxeram três maçãs e ela disse: “Oh, que coisa! Pai, Filho e Espírito Santo, eu tenho pecado contra Ti totalmente”. 36 Bem, eles sabiam que ela estava possuída pelo diabo. Então o nome do pregador era Fields. Ele trouxe duas irmãs com ele; uma era a Sr. ª Angelese, cujo filho se tornou um pregador, e eu esqueci quem era a outra mulher. Mas eles sentiram que esta moça, a senhorita Benson, deveria ser trazida desta instituição e
10

31

Isaías 55:8 – NT.

7

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
ser despossuída do diabo – tirar o demônio dela. Então eles oraram e jejuaram, e então foi permitido ir ao seu quarto e orar por ela. Tudo bem. 37 Jack Fields não tinha muita fé, porque quando o diabo saiu dela, o diabo o espalmou ao chão! Agora, como isto aconteceu, se o que você não vê não tem poder? E eu quero fazer a você outra pergunta: alguém já viu a eletricidade? “Bem”, você diz: “Irmão Vayle...”. Não, você não tem. Você tem visto coisas que a registram, mas você nunca a viu. Você já viu a gravidade? “Oh, tenho visto ela operar”. Mas você nunca viu a gravidade. Você pode ver os resultados. Então as pessoas podem obter uma idéia de que o invisível não é real. O fato de importância é: o invisível é mais real do que aquilo que você pensa que é real. Então tudo bem. 38 Estamos lidando com substância. Agora, a Substância n.º 2 é a Palavra, e a Substância n.º 1 é Deus. Tudo bem. Para uma Substância designada como n.º 2 estar com outra Substância designada como n.º 1, de modo que a Substância n.º 2 seja na verdade, e na realidade a Substância n.º 1, nada é senão dizer que a Substância n.º 1 e a n.º 2 são identicamente uma e a mesma coisa, e são identificáveis como a mesma Substância básica de modo que estamos dando à Substância básica nomes que revelam para nós o que de outra forma não saberíamos o que seria ou deveria ser conhecido por um relacionamento e comunhão. 39 Diria você que isto é justo o bastante? Você é um muito bom estudioso, Russell, você estuda lei e tudo. Tenho declarado o meu caso? Dave, você estudou inglês, você está me acompanhando? Bem, isso não é verdade? Substância n.º 1: se x é igual a y, e y é igual a z, [então x é igual a z]. Todos eles são iguais. Então você não pode errar nisto. Não interessa o que você está dizendo, se você está dizendo “Deus” ou “Palavra”, você está falando sobre coisas idênticas no sentido de que isso se relaciona puramente a Deus. Agora lembre-se, “logos” é um termo que está num sentido filosófico. Em um outro sentido ele não é filosófico, embora pudesse conter isto. Ele é na verdade uma revelação pela definição. Tudo bem. 40 A Substância ou Objeto, ou neste caso, uma Personalidade ou Ser conhecido como “Deus”, tem levado a Si mesmo a iniciar o que é conhecido como “o princípio”, o que definitivamente lida com a criação, de acordo com Gênesis 1:1 e João 1:1-3. Você diria isto? Bem, o irmão Branham mencionou isto também. Então tudo bem. 41 A Substância n.º 1 e n.º 2 corresponde a Deus. Ponto final. Agora, você não pode dizer um sem o outro, porque antes que exista qualquer princípio de criação – [porque] aqui diz: “No princípio era a Palavra”, Ela já existia. Deste modo você voltará direto ao Deus infinito, tudo por Ele mesmo, totalmente sozinho. Então tudo bem. 42 A Substância ou Objeto, ou neste caso, uma Personalidade conhecida como Deus, tem levado a Si mesmo a dar início com o que é conhecido como “o princípio”, o qual definitivamente lida com a criação de acordo com Gênesis 1: “No princípio Deus...”. Certo? Aqui, no princípio a Palavra. Então tudo bem. Está bem aí. 43 O intangível e invisível está agora se tornando tangível e visível pela razão da comunicação. Agora, você tem que aceitar primeiramente: Deus é Espírito. E lemos em Timóteo sobre isto... invisível, eterno e assim por diante... Deus é Espírito... onipotente, onisciente, natureza amorosa, paternal e assim por diante. Nós entraremos em tudo isso. Mas agora aqui Ele é: a Palavra. Certo. 44 Deus começou a Se expressar como o Deus que Ele é. Então tudo bem. Ele começou a Se expressar como o Deus que Ele é, foi e é eternamente. A razão que eu digo “é” é porque no tempo em particular, Ele já foi e será. Você não pode mudá-Lo. E nós daremos uma Escritura para isto. Nós já falamos sobre isto mostrando a Sua grande sabedoria naquilo em que Ele expressa pela primeira vez a Sua própria intrinsecalidade e essencialidade, a Sua própria Deidade. Então tudo bem. 45 Então o que está escrito aqui, João escreveu Isto sob o Espírito Santo. E João não é um profeta. Neste caso ele é na verdade... Bem, ele foi um profeta no sentido da palavra, mas ele é um apóstolo – e houve algumas coisas aí dentro que foram proféticas, baseado no que lhe foi ensinado por Deus. Mas na realidade 8

Doutrina da Mensagem
esta é a obra de um escriba. Ele está apenas anotando exatamente o que Deus deseja que ele anote. Tudo bem. Certo então. 46 ...Sua própria Deidade: quanto ao que Ele é e será em tudo, o que Ele será em tudo que é para seguir... É para isso que eu quero que você olhe agora. “No princípio era a Palavra”; Ela já existia. Então o que estou dizendo aqui quanto ao que Ele é e será em tudo, não importa para qual direção você vá, isso é para tudo que segue. Nós sabemos que Ela já existia, lá atrás. Agora Ele diz: “estou começando isto, e o que segue será idêntico ao que foi lá atrás antes deste ponto de partida e a este ponto de partida, e continuará para sempre”. 47 Agora, é desta maneira que estou olhando para isto, e eu não posso ver qualquer razão para relatar isso de outra forma. Então quanto ao que Ele é e será em tudo que é para seguir, e seguirá, será de acordo com os Seus propósitos dentro de Si mesmo. Isso é Deidade. Isso é Deidade bem aí. Agora veja, Deus é Deus soberano totalmente só. “Deidade” é Deus em ação, manifestado de acordo com o que repousa dentro Dele. 48 Ou seja, Deus, Elohim-Jeová, começou com Ele mesmo com o Seu propósito de ser nem mais nem menos o que repousa dentro Dele – o que repousa dentro desta vasta Fonte Eterna de muitas nascentes. E Ele manifesta a Si mesmo, ao envolver-Se na preparação e modelação e criação e sustentação e culminação de todos aqueles propósitos que saltou de dentro desta grande Fonte de Si mesmo. 49 Ou seja, o que estamos dizendo aqui é que Deus trará a Sua bondade à total manifestação. Como diz a Escritura referente a Moisés: “Farei passar a Minha bondade perante você”.11 E o que aconteceu? Ele teve um retrato. Deus o deixou na fenda da rocha para ver a Deus. Agora, se isso é a verdade, e estou dizendo a você: isso é “intrinsecalidade”. Isso é o que Ele é. 50 Agora, Deus é visto na criação e o irmão Branham disse como: em continuidade. Mostre-me uma semente que não esteja em continuidade. Um pêssego trará um pêssego, trará um pêssego, trará um pêssego. Agora, eu sei que você pode combinar isto com outras coisas geneticamente. E lembre-se, Deus já permitiu isto. Ele disse para Adão: “Assuma autoridade sobre toda a terra. Você a tem sobre todos os animais, o peixe do mar, e cada coisa individual. Estou dando autoridade a você”. E ele teve a autoridade. 51 Até mesmo Jack Minor viu isto, o homem no Canadá, você conhece, só cruzar o limite lá em Ontário. Ele foi um dos primeiros naturalistas no Canadá. Ele trabalhava com gansos e patos e tudo mais. E ele trouxe esse fato há muitos, muitos anos atrás quando eles cruzaram raças de espécies como patos que podiam cruzar raças e ainda, você sabe, herdar certos genes e prosseguir. E ele disse: “Aí, veja, Deus deu ao homem essa capacidade”. E Jack Minor estava cem por cento correto. Eu nunca pensei sobre isto. Estou grato que ele tenha dito, de modo que eu posso dizer a você, e você pode pensar sobre isto. Mas, veja, o homem pode fazer isto. 52 E o homem hoje irá muito a fundo com essa coisa, você sabe, a bisbilhotice com os genes. Você não deveria se intrometer com os genes do milho. Ele está matando todas as borboletas monarcas.12 E você quer me dizer que isso não terá repercussões ao redor do mundo? Os europeus não comprarão o lixo que é produzido aqui. E ainda assim você não sabe e eu não sei quantas coisas nas nossas prateleiras dos armazéns que estamos comendo estão modificadas geneticamente e cheias de lixo. Somente pense nos hormônios que tem sido injetado nesta carne. Agora, o que o hormônio faz? Ele retem a água no animal para que ele se torne mais pesado. 53 Agora, o que é isto? Você quer saber? Não é H²O; é urina. Então não se surpreenda se os seus assados federem e cheirarem a urina. E você tem todos os tipos de água num pote. Agora, quem está fazendo isto? O governo dos Estados Unidos permite um pequeno grupo de pessoas fazer isto mas a Europa não quer a nossa carne. 54 [Veja, todos os políticos falarão] (...), mas eles deixarão o dinheiro fazer tudo. Vê? Tipper Gore,13 quando ela fez uma confusão e na verdade tinha as indicações de advertência referente aos registros, e ela

11 12

Êxodo 33:19 – NT. Espécie de borboleta americana com asas cor de laranja e pontos preto e branco que migra entre os meses de agosto e outubro. 13 Tipper Gore (nascida em 1948), defensora dos direitos das crianças e dos sem-teto, esposa do vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore durante o governo de Bill Clinton (de 1993-2001) – NT.

9

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
fez isto... Agora, ela não diz uma palavra. Por quê? Porque Gore e Bush ambos tem em torno de 800.000 dólares em seus cofres de guerra da sujeira de Hollywood. 55 Você tem recentemente lido... Agora escute, bem, eu certamente espero que você não tenha ouvido este lixo que eles chamam de “rap”.14 Eu tenho uma revista do falecido Sr. Kennedy. Eles me enviaram um pequeno artigo que disse quão bons estes artigos eram em George.15 Eu disse: “Eu acho que eu simplesmente pegarei essa revista”. Então eles me enviaram uma cópia grátis, e eu gostei dela, então eu a encomendei. E eu estava chocado pelas letras das músicas que os garotinhos estão ouvindo. Eu nunca ouvi tanta imundície em minha vida. 56 Mas Gore não se importa, e Bush não se importa. Oh não, essa é a primeira emenda – a liberdade de expressão. Todavia por que você não pode gritar “Fogo!” num auditório? Eu lhe direi: gritar “Fogo!” num auditório salvaria mais vidas por eles morrerem seja indo para o céu ou para o inferno [Risos – Trad.] sim, do que enviar milhares e milhares de garotos para o inferno com estas gravações podres. Então o quadro é, sobre o que estamos falando aí: quando você está olhando para o que irá acontecer no mundo, não há proveito para nós tentar imaginar qualquer coisa de qualquer lugar no governo ou qualquer esperança que podemos ter onde possamos receber qualquer ajuda seja qual for. Então tudo bem. 57 Vamos voltar à coisa boa. Agora, nós estávamos falando aqui, sobre a leitura aqui de que o que eu estou olhando é para estas Nascentes da Grande Fonte de Si mesmo, onde Deus tem tirado dentro de Si mesmo e Se derramado na Sua criação, mas mais particularmente nos Seus Filhos, para Quem Ele criou, e uma parte deles Ele formou do que Ele criou. E eu estou tentando deter o meu pensamento em algo sobre o nascimento virginal. 58 Assim, portanto, Ele foi El, Elá, El Elá, Jeová, Jeová-Elohim. E estes nomes são aqueles do Grande Deus Criador, Elohim, o Auto-Existente e Deus totalmente só. Agora, Ele começou o grande princípio onde Ele eventualmente criará a Si mesmo em carne humana, de acordo com Apocalipse 3:14. 59 Agora estou falando sobre “lá atrás”, no princípio, exatamente o que Deus era. Ele era tudo por Si mesmo, e dentro de Si mesmo. Eu sempre costumava usar o termo “quando Deus estava coletando todos os Seus pensamentos”, como eu usei o termo “Logos”: “pondo tudo isso, estender, organizando isto”; “Ah, tenho isto exatamente da maneira como Eu o quero”. E isso tira aquilo que Deus sempre foi, sempre é, e jamais mudará de ser El, que é Deus. (...) Elá, El Elá, Elohim – o irmão Branham disse: “O Auto-Existente”, que é uma definição muito boa. 60 E você notará que Isaías usa o termo combinado muito generosamente, por todo o Isaías, “JeováElohim”, porque agora você está vindo de tudo, do Deus totalmente só ao Deus com uma família. E lembrese: se Ele criou a terra tão perfeita para os Seus Filhos, é melhor você crer que Ele predestinou quantos Filhos Ele tinha e onde eles estariam. [“Isso mesmo”] Porque motivo no mundo alguém nos daria o que temos hoje como eu mencionei e bati em alguns de meus pensamentos aí dentro, de como estas pessoas tentam se livrar de Deus? E olhe em volta de você. 61 Até mesmo agora eles estão procurando uma determinada bactéria que possui uma inteligência quando eles entram em algum canal em seu corpo ou em algum lugar. Eles aguardam até que eles tenham reforços o suficiente, e depois eles começam a construir colônias, e eles podem avisar um ao outro e dizer um para o outro o que fazer, e depois exatamente então tem mais e mais. E se um pouquinho, uma mínima coisinha, que você tem que ter um microscópio para ver, tiver aqueles muitos cérebros, não surpreende um homem tolo, [“Isso mesmo”] que diz: “Não há Deus”. Fale sobre falência. Fale. 62 Então aqui está El, Elá, e Ele é absolutamente, não Jeová agora, mas lembre-se: Isso está lá no princípio. Então temos um princípio. E se você tem um princípio, você terá um fim. Agora, Deus poderia ter muitos princípios e muitos fins segundo os Seus propósitos. Eu não sei. Tudo que eu sei é deste princípio e fim que está próximo. E eu posso ver isto perfeitamente, porque eu compreendo o Livro de Apocalipse, porque o irmão Branham O ensinou para nós. Então tudo bem. 63 El, Elá, El Elá e então Elohim... Depois Ele se tornou Jeová-Elohim. Estes nomes são aqueles do Grande Deus Criador, Elohim, o Auto-Existente, o Deus totalmente só. Então desde que Ele começou o
14 15

Um gênero musical também conhecido como rap music ou simplesmente rap – NT. Nome de uma revista americana (já não mais publicada) dedicada a assuntos políticos e à cultura popular – NT.

10

Doutrina da Mensagem
grande princípio onde Ele eventualmente criará a Si mesmo em carne humana, porque era isso que iria acontecer – vem a seguir. 64 Ele é tudo que havia e que sempre haverá, mas que ainda assim virá à representação e manifestação daquilo que repousa dentro Dele como um complexo-Jeová. E como complexo-Jeová, Ele era o Grande Pai com estes atributos vindos de dentro Dele. E que são: Ele é o Todo-Suficiente, Ele é o Provedor, Ele é a nossa Justiça, Ele é a nossa Bandeira, Ele é o nosso Pastor, Ele é a nossa Paz. Ele é a Grande Presença, e Ele é o Grande Santificador, e Ele é o Grande Curador. Agora, se você olhar atentamente, você descobrirá que cada um desses foram literalmente introduzidos em Jesus e conferidos. E é por essa razão que você descobre que na Escritura diz a palavra “através”. Tudo bem. 65 Agora que temos deixado claro aí, e eu espero que tenhamos, vamos voltar a João 1. Certo: No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ela estava no princípio com Deus. Agora, neste tempo queremos lembrar o valor das preposições. Elas são muito, muito valiosas, porque às vezes até mesmo uma conjunção no grego, “kai”, pode ser usada como uma preposição e também como uma conjunção. E muitas vezes tenho pensado em minha mente: uma preposição é melhor, segundo aquilo que eu vejo que o irmão Branham disse, do que uma conjunção. Mas tudo bem.

66 “No princípio”, naquele tempo em particular houve Isto, o que temos descrito. E você nunca será capaz de mudar isto. Tudo que você pode fazer é ver daquela realidade intrínseca, algo que surgirá. Isso tem que surgir Disto, ou Isso nunca surgirá, porque isso não está aí dentro para começar. Agora, nós veremos mais disto. 67 Todas as coisas foram feitas por Ele, (Assim, portanto, aqui diz: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”, que também pode dizer: “No princípio Deus era a Palavra”. E depois aqui embaixo Isto diz:) Todas as coisas foram feitas por (Deus, que é a Palavra), e sem (Deus, que é a Palavra) nada do que foi feito se fez. (Em Deus, a Palavra) estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 68 Agora eu quero apenas parar aqui e falar sobre esta preposição. Aqui diz: “Nele estava a vida”; em Deus estava a vida. Agora, essa é a coisa mais estúpida. É como se eu tivesse um casal de gatinhos, e eles estivessem saltando em volta e você dissesse: “Hei! Sabe Lee, sabe, existe vida naquele gato”. Eu digo: “Você não quer me dizer que existe vida num gato. Você quer dizer que o gato está ‘cheio de vida’.” “Não, não. Existe vida no gato”. E eu digo: “Ah! Só um minuto! Este sujeito está perturbado”. Meu gato está cheio de vida? Eu posso mostrar a você pelo menos em doze lugares no Novo Testamento onde Isto diz: “O Deus Vivo”, o Deus Vivo. Agora, se João sabia que Deus estava vivo, por que ele diria: “Existe vida em Deus”? “Oh”, você diz, “Irmão Vayle, porque Paulo mencionou a mesma coisa: os ídolos não tem vida”. 69 Oh, não me venha com essa tolice. Não me venha com essa tolice. Isso está dizendo algo que estava em Deus, literalmente, como até mesmo eles usaram no jornal referente a Clinton: compartimentalização. Ele é o mesmo Deus, porém Ele é realmente, como se diz, esta linha invisível Nele – atributos. Coloque dessa maneira – capacidades. Ponha isso onde você quiser. Estas qualidades essenciais estão aí. E aqui diz: “Nele estava a vida”. Certamente, havia vida Nele! Certamente. 70 Mas agora, por que ele deveria dizer isto? Vê? Por que ele deveria dizer “Nele estava a vida”? Porque existe algo diferente que tem quer ser trazido à nossa atenção, aparte do fato de que Ele é o Deus Vivo, e isso tem a ver conosco. Ou por que ele está nos incomodando para dizer? Ele é vida, vivendo dentro e para Si mesmo, mas agora Nele existe uma vida naquela vida que é para nós. 71 Eu não tenho que lhe dizer certas coisas sobre mim, a menos que isso tenha alguma coisa a ver com você; se estamos trabalhando juntos, isso é algo que você deveria saber. Vá ao médico e diga ao médico que você tem soluços, quando você nunca tem soluçado em sua vida – a menos que você queira enganá-lo em alguma coisa. 72 Então por que haveria algo aqui que diz: “Nele está a vida”, quando sabemos muito bem que Ele é a vida? Ele é o Deus Vivo, e este homem não está falando sobre idolatria.

11

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
Você diz: “Bem, João está usando uma palavra filosófica no grego que significa a manifestação da coisa em si que deve conter parte do que está ali para ser manifestado, ou que está por trás disso”. 73 Eu entendo isto. Mas lembre-se também que os judeus usavam a palavra “Palavra”, e diziam: “Deus é a Palavra”. Como a Escritura disse: “Ele enviou a Sua Palavra e os sarou”.16 Como pode uma palavra sarálos? Uma palavra não sara ninguém a menos que exista Deus na Palavra para fazer isto. Palavras não curam. Nem a Palavra de Deus é vazia de poder, porque Isto é a Palavra de Deus: Ele é a Palavra. Agora estamos onde o irmão Branham colocou isto. E essas são coisas um tanto difíceis de se entrar... Eu não sou muito bom nisso, mas seguiremos em frente de qualquer jeito. Agora aqui diz: Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E aqui diz: “Nele estava a vida, e aquela vida era a luz dos homens.” Assim, portanto, Deus tinha uma certa luz dentro Dele, uma certa parte de Deus que era absolutamente disponível, e não somente disponível e pertinente, mas absolutamente entregue ao povo. Você me acompanha? Bem, Isto diz bem aqui: “A vida era a luz dos homens”. Então Ele deve ter dado isso aos homens. 75 Então vamos tomar um pequeno pensamento aqui atrás em Efésios 5:13-14. Quem sabe isto nos ajudará. E aqui diz: Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta... Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. Bem, isso é interessante bem aí. Aqui diz que Deus dará a você luz. E a única maneira que eu posso entender isto é por Deus tomando aquilo que era Dele e que designou para nós como luz, dando-nos o entendimento. Agora, nós também podemos ir a Romanos 1. Isto pode não ser muito perfeito, Romanos 1:19-20: Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu eterno poder, como a Sua Divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem sem desculpas. Então tudo bem. Aí agora você tem um outro entendimento aqui de que Deus lida com os homens, – de que Deus na verdade lida com os homens. Agora me ouça: como poderia Deus tornar cada homem responsável, até mesmo na extensão de que existe um dia se aproximando quando “todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor para a glória de Deus o Pai”, se isso não fosse apresentado a eles e não houvesse meio algum de saber? A Bíblia disse: “Oh, estamos supostos a ouvir”. Bem, então por que temos que ouvir? 77 E Paulo disse: “Sua voz tem seguido por toda a terra, que são os sinais do zodíaco”. E não existe uma nação debaixo do alto céu de Deus, ou tribo ignorante que não entenda os sinais do zodíaco, que é a salvação de Deus e a Bíblia nos céus. Você ouviu que o irmão Branham disse isto. Certo? Absolutamente verdade. Bollinger17 disse isto. Seiss disse isto. Outros homens disseram isto. Tenho os livros deles sobre isto. Deste modo vamos um pouco mais adiante então. Vamos a João 14:6: Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por Mim. Então temos isto aí novamente. Temos esta vida, e de modo que a vida na verdade nos traz luz. Agora, referente... Bem, vamos seguir uma linha adiante. Agora Ele disse aqui: E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. O que é verdade; as trevas não a compreenderam. Ou seja, a luz brilha nas trevas e as trevas não podem fazer nada a respeito. Nem sequer podem as trevas recebê-la, mas isso não quer dizer que o homem não seja julgado. 79 Agora, deste modo temos aqui a premissa “No princípio Deus...”. Que era a Palavra naquele tempo, desde a aurora da criação, tudo já existia, colocado em ordem, para começar o propósito e o plano de Deus desde o princípio para o cumprimento de fato. E não há nada que Deus possa acrescentar ou tirar disso. Não há meio, modo e forma. Isso tem que estar exatamente dentro de Deus, e Deus produzirá isso da maneira
16 17

74

76

78

Salmo 107:20 – NT. Famoso poeta cujo Prêmio Bollingen é em sua homenagem – NT.

12

Doutrina da Mensagem
que Ele o quer. E é claro que nós entendemos que o diabo está aí dentro e tudo mais. Mas isso não muda nada. Deus nos manifestará. Agora: Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida... Essa é uma coisa estranha que nós dizemos: “Aquela luz”. Assim, portanto, Ele tinha dentro Dele aquilo que daria às pessoas luz. Agora estamos ao mesmo tempo falando sobre este Elohim. Deus, a Palavra Auto-Existente. É por essa razão que você obtém o salmista dizendo: “A entrada da Tua Palavra traz luz”, e “Tua Palavra é lâmpada para os meus pés”.18 (...) [Fim do primeiro lado da fita – Ed.] 81 Certo, e a luz brilhou nas trevas, e isso é quando Isto diz que a luz do glorioso Evangelho de Jesus Cristo brilha em nossos corações. Então agora estamos olhando para este Deus, Palavra, este que na realidade Se manifesta. Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para um testemunho, (para dar testemunho, para um testemunho) para que testificasse da Luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a Luz, mas para que testificasse da Luz.19 Agora, aqui você tem o profeta envolvido, e aqui, neste momento, é a maneira que Deus faz as coisas, Ele as faz por um profeta. E, talvez, esta seja a razão do porque João Batista foi conhecido como o maior profeta. Jesus disse que não existe profeta maior do que João Batista. Agora nós, é claro, não vemos isto, porque olhamos para Moisés, olhamos para Paulo, e até mesmo para o nosso irmão Branham. 82 Agora note, aqui diz: Essa era a verdadeira Luz que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.20 E é claro, o mundo aí é o Cosmos. Está no sistema – dentro de toda a estrutura da humanidade sobre a terra. Agora, à luz de como interpretamos a história, esta é uma declaração bastante grosseira para tomar, porque são muitas as pessoas que discutirão e dirão: “Bem, quando foi que Deus fez isto e quando foi que Deus fez aquilo?”. Mas no Grande Trono Branco você descobrirá que eles dirão: “Bem, quando foi que nós Te tratamos dessa maneira, e quando foi que nós não Te tratamos dessa maneira?”. E eles serão condenados. 83 Então o ponto de importância é: até mesmo quando Paulo disse que quando os gentios fizeram naturalmente o que os judeus estavam supostos a fazer pela Palavra de Deus, mostra que a Palavra de Deus está escrita em seus corações e na consciência, e, portanto, cada pessoa individual, ainda que ela negue com sua boca e negue com sua vida, ela sabe, porque a natureza tem provado que existe um Deus, e ela tem recusado a prova. E quando você recusa a prova de Deus de qualquer jeito, meio ou forma, você desce, desce, desce estrada abaixo; exatamente o mesmo como quando Deus começa, Deus surge, surge, surge, até que a plena manifestação de Deus acontece como você vê no Livro de Apocalipse, o Cordeiro no Trono, a Noiva em volta do Trono, os 144.000, os outros entrando em sua glória e a Coluna de Fogo sobre o Trono. Você vê a completa conclusão. 84 Agora, aqui diz que Ele estava nos sistemas mundiais. Isso é exatamente o que é, governo, o programa, do Jardim do Éden até o próprio tempo do fim, exatamente como você vê tudo escrito, a história escreve isto. Ele estava no mundo, e o mundo foi feito por Ele, e o mundo não O conheceu.21 Ou seja, o que Deus fez produziu cada partícula disso. Agora você diz: “Que tal o fato então de que a semente da serpente entrou?”. 85 Bem, quem você acha que fez a serpente? Vê? Perfeitamente alinhado. E lembre-se, a serpente podia argumentar sobre a Escritura e argumentar sobre Deus. Na realidade, a serpente veio e negou a [autoridade e a veracidade de] Deus, porque no momento em que você nega a Palavra, você nega Deus. Como disse o irmão Branham: “Uma palavra de fora é o reino de Satanás”. Agora, Ele veio para o que era Seu, mas os Seus não O receberam.22 E é claro, você sabe bem aí, que ele está falando sobre Emanuel, Deus manifesto em carne, Deus vindo sobre esta terra na forma de Jesus Cristo por Quem Deus criou todas as coisas, e eles O rejeitaram. 80

Salmo 119:105 – NT. João 1:6-8 – NT. 20 Tradução literal da versão em inglês do Rei Tiago. Outras traduções trazem: “Essa é a verdadeira luz que vem ao mundo para iluminar a todo o homem” – NT. 21 João 1:10 – NT. 22 João 1:11 – NT.
19

18

13

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
86 Mas (note) a quantos O receberam, deu-lhes o poder, não para se tornar, mas Ele lhes deu a autoridade. Ou seja, foi autorizado para que eles fossem os filhos de Deus porque eles crêem na Palavra. Agora lembre-se, o Antigo Testamento está cheio de “creia nos profetas e tu prosperarás”.23 Isso é o que eles acreditavam que os profetas eram. E Jesus disse: “Examinai a Escritura, pois pensais ter Nelas a vida eterna, e são Elas que de Mim testificam”.24 E Ele disse: “Moisés falou de Mim”.25 Mas eles estavam fora da Palavra de Deus. Eles não podiam aceitá-La. 87 Agora, agora observe o que diz aqui: a eles foi dada a autoridade... Essa palavra “poder” não quer dizer “dunemes”. Ela é “exusia”, o que significa “autoridade”. ...ser os filhos de Deus ou tomar a sua posição no conhecimento de que eles são filhos de Deus. Agora, olhe para isto. Estamos falando sobre Deus, uma determinada porção Dele, de Seu Espírito. Isto porque vida é espírito. Uma determinada porção é dada a fim de iluminar o homem. Ora, você conhece o Livro de João por si mesmo, como que Isto diz que Ele nos guiará a toda a verdade – absolutamente. Então como que Ele faz isto? Ele disse: “Eu trarei todas as coisas à vossa lembrança, tudo aquilo que Eu tenho vos dito”.26 Você está direto de volta à Palavra outra vez. Mantenha-as em absoluta harmonia juntamente fechadas. Agora note: ...aos que crêem no Seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. Assim, portanto, a luz não pode vir, o Espírito não pode lidar de forma bem sucedida com qualquer um senão com os filhos de Deus. E lembre-se, assim como em Adão todos morrem, assim em Cristo todos são vivificados. E isso quer dizer de maneira idêntica, o que significa que não tivemos nenhuma parte no pecado de Adão. Somos culpados pelos nossos próprios, mas ele é aquele que trouxe isso sobre nós pela não vigilância de Eva, e levando o caso para ela. Ele simplesmente foi adiante e conduziu a cada um de nós à morte. E assim, se não tivemos nada a ver com isso onde nós ficamos, nada temos a ver agora com nossa posição em Cristo. Vê? Nosso estado pode ser inteiramente outra coisa, mas quanto à posição tão pecadores quanto nós ficamos, ponto final; porque todos pecaram e carecem da glória de Deus. Agora nós ficamos Nele, em Cristo, tendo Deus Nele feito a obra. Ele é a nossa justiça, e, se Ele é a nossa justiça, então nos tornamos a justiça de Deus. 89 Ou seja, se eu me torno um biscoito, o biscoito sou eu. Se me torno um pianista, o pianista sou eu. Se eu devesse me converter em um anjo (que Deus me livre), eu não poderia fazer isto de qualquer jeito, então isso é quem eu sou. Então Ele é a nossa justiça, e nós, agora, somos a justiça de Deus. Por quê? Porque existe somente uma justiça, toda a nossa justiça é como trapos de imundícia. Então, tudo bem. Estamos chegando ao quadro aqui. 90 E a Palavra Se tornou carne e habitou entre nós.27 Agora isso é Deus Se tornando carne e habitando entre nós. E aqui diz que nós contemplamos a glória de Deus. Agora, como você contemplou isto? Aqui diz: Nós contemplamos Sua glória, a glória como do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. Jesus, o Filho de Deus foi o templo do Deus vivo, e Deus manifestou através Dele. E portanto, porque Ele manifestou através Dele, eles disseram: “Oh, Jesus curou o enfermo”. 91 Jesus não curou o enfermo; Deus curou o enfermo. Jesus não abriu os olhos do homem cego, embora a Ele fosse creditado, e se Ele não tivesse estado lá, isso não teria sido feito. Porém Ele disse: “As obras que você Me vê fazer”, Ele disse, “são as que o Pai está fazendo através de Mim”. E Ele disse: “Se você não crê que estou no Pai e o Pai está em Mim, então creia por causa das obras, porque Eu estou lhe dizendo: como um homem, Eu não posso fazer isto”. E ninguém pode fazer isto. Mas ao Senhor Jesus foi dado o crédito da mesma forma como a Moisés foi dado o crédito. Exatamente como Jesus disse: “Vão agora vocês os doze e vocês os setenta, curai o enfermo, ressuscitai os mortos, abri os olhos do cego, expulsai os demônios”.28 Oh, eles não podiam fazer isto em qualquer manhã de domingo ou sábado à noite; Ele lhes deu poder. O Espírito de Deus fez isto por meio deles. E é para isso que você está olhando.
23 24

88

2 Crônicas 20:20 – NT. João 5:39 – NT. 25 João 5:46 – NT. 26 João 14:26 – NT. 27 João 1:14 – NT. 28 Lucas 9:1 – NT.

14

Doutrina da Mensagem
92 Agora, João deu testemunho, que é de Deus, e o testemunho do Filho de Deus em Quem Deus habitou. E lembre-se, Deus testificou: “Este é o Meu Filho amado, em Quem Me comprazo habitar”. E o irmão Branham disse: “Isso literalmente significava: ‘Em Quem Eu estou habitando, tenho prazer em habitar Nele’”. E qualquer um sabe que Deus estava tão satisfeito com o sacrifício perfeito de Jesus Cristo que Deus olhou para baixo e passou por sobre todos os pecados dos Seus filhos e os tornou completamente justos por meio do Sangue derramado. Ou seja, isso invocou a satisfação de Deus. Deus estava satisfeito. [O preço está pago; a libertação está próxima]. Tudo bem, vamos continuar lendo. João testificou Dele, e clamou, dizendo: Este era Aquele de Quem eu dizia: O que vem após mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu. (Agora, você está olhando para Jesus neste respeito também) E todos nós recebemos também da Sua plenitude, e graça por graça. (Agora escute:) Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. (Agora, este é João Batista dizendo isto a você) Deus nunca foi visto por alguém. O Filho Unigênito 29 que está no seio do Pai, Esse O declarou. Agora, João Batista está dizendo a você a verdade? Jesus disse: “Eu e o Meu Pai somos um”.30 E Ele disse: “Eu estou aos cuidados de Meu Pai, e Ele está fazendo estas coisas, e Ele está Me dando as palavras para dizer”. Agora: E este é o testemunho de João, quando os judeus mandaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para que lhe perguntassem: Quem és tu? E confessou, e não negou; confessou: Eu não sou o Cristo. E perguntaram-lhe: Bem, se não, então és tu Eli? (Isto é, Elias) E disse: Não sou. És tu aquele profeta? E respondeu: Não, eu não sou. Veja, eles sabiam que Elias tinha que vir. Eles sabiam que o Messias tinha que vir. Eles sabiam que um profeta tinha que vir. Porém eles não podiam colocar isso junto. E é exatamente para isto que você está olhando hoje no mundo. Eles não podem colocar isto junto. 95 Disseram-lhe pois: Quem és (então)? Para que demos resposta àqueles que nos enviaram; que dizes de ti mesmo? Quem és? E ele disse: Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Endireitai o caminho do Senhor’, como disse o profeta Isaías. Ou seja, “Eu sou a Palavra de Deus manifestada em carne humana [para esta hora]”. O que você acha disso? Isso é o que ele lhes disse. 96 Agora, se Deus faria isto com o profeta, e somos filhos dos profetas, não deveríamos nós ser a Palavra de Deus manifestada? O irmão Branham disse assim: “Epístolas vivas lidas e conhecidas de todos os homens”. E isso tem que ser a Palavra de Deus. E onde você começa? Você tem que começar por crer nisto. Se você não crê em nada, porque você desejaria fazer isto? Sabe, as pessoas se enganam tão facilmente, porém é difícil dar-lhes a verdade. 97 E os que tinham sido enviados eram dos fariseus. E perguntaram-lhe, e disseram-lhe: Por que batizas, pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta? João respondeu-lhes, dizendo: Eu batizo com água; mas no meio de vós está um a Quem vós não conheceis. Este é Aquele que vem após mim, que é antes de mim, do Qual eu não sou digno de desatar a correia da alparca. Agora, João sabia bem aí que Deus iria habitar nesta pessoa que ele estava indo batizar nas águas. E este é o Messias. Este é o Filho de Deus. Este é o Cordeiro de Deus. 98 Estas coisas aconteceram em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava batizando. No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. (Agora, ele não diz: “o Cordeiro, que é Deus”. Ele disse: “o Cordeiro de Deus”). Este é Aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem (Isto é o que Isto é. Não disse que Ele era Deus. Diz que Ele é um homem) que é antes de mim, porque foi primeiro do que eu. 99 João entendeu. Bem aí o Jesus desencarnado, o Filho de Deus que estava no reino celestial e que agora desceu à terra em um corpo humano. E ele entendeu, absolutamente, que Deus estaria Naquele vaso, porque esta foi a Sua comissão. Você pode ler isto em Lucas. 94 93

29 30

Na versão grega mais antiga diz: “Deus Unigênito” – NT. João 10:30 – NT.

15

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
100 E eu não O conhecia; (o homem) mas, para que Ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com água. E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre Ele. E eu não conhecia Aquele homem, mas Aquele (Deus) que me mandou a batizar com água, Esse mesmo (Deus) me disse: Sobre Aquele que vires descer (que é um homem) o Espírito, e sobre Ele repousar, Esse – Esse, sobre Ele repousar, é o mesmo (um homem) que batiza com o Espírito Santo. E eu vi, e tenho testificado que Este (homem) é o Filho de Deus.31 101 Agora, se você não compreende... Tenho levado um bom tempo aqui. Por agora eu espero que você realmente entenda que esta Palavra não é Jesus. Ela é Deus mesmo, como disse o irmão Branham em muitas ocasiões. Mas porque ele fez referência a Jesus sendo o Logos, as pessoas ficam confundidas. E porque ele usou a palavra Deidade... E você teria que ser muito cauteloso aí, porque a palavra “deidade” é do latim “deious” que significa “deus”. E assim você nem sequer precisa usar a palavra “deidade”. Você simplesmente usa a apalavra “deus” puro e simplesmente. E você não tem que usar a palavra “Divindade”. Use somente Deus puro e simplesmente. 102 Mas se você usa “Deidade”, agora você está falando sobre essa pessoa de uma maneira que dá revelação sobre essa pessoa quanto ao Seu ser em um período de tempo. E o Seu período de tempo é a eternidade. Nunca mudando. Fazendo, sim, realizando, sim; Se revelando, sim; mas nunca, nunca, nunca mudando. 103 Agora, temos uma boa autoridade disso por um homem, o homem mais sábio que já viveu. E Eclesiastes 3:14-17: Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se Lhe deve acrescentar, e nada se Lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante Dele. O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou. (Então ele diz:) Vi mais debaixo do - do sol o lugar - o lugar do juízo, que havia impiedade, e no lugar da justiça havia iniqüidade. Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra. 104 E este homem olhou lá para baixo, e, conhecendo os profetas, ele nos permite saber que Deus faz tudo por um profeta, para que os homens O temessem. Então quanto temor o irmão Branham evocou no povo? Moderadamente – num piscar de olhos! Uma partícula infinitesimal, mostrando que de seis bilhões de pessoas não haveria dez mil eleitos. E no tempo do fim, parado, em qualquer lugar de quinhentos a cinco mil. E muito em breve, um terço de seis bilhões de pessoas serão varridas da terra. Como isto será? Eu não sei. Eu não entendo o Livro de Apocalipse tão bem. 105 Agora, permita-me voltar aqui atrás (...) para 1 Timóteo 1:16-17: “Mas por isso alcancei misericórdia...”. Agora, eu li estes dois versículos, mas permita-me voltar aos versículos [1-17]: Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, (Note que Deus é o Salvador, embora Ele salvasse por meio de Jesus Cristo. Vê?) e do Senhor Jesus Cristo, esperança nossa, a Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor. Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina. 106 Agora bem aí, veja, você não pode mudar a doutrina. As pessoas dizem que elas podem adorar a Deus aparte da doutrina, como este bando aí acima em Saskatoon. Eles saíram. Eu não creio que eles tenham um indício do ministério do irmão Branham. Uma mulher disse: “Eu não permitirei aos meus filhos sequer ouvir o nome de William Branham”, e eles disseram: “Nós deixamos a doutrina do lado de fora da porta”. Bem, como você pode adorar a Deus fora da doutrina, porque Ele disse: “Em vão Me adoram tendo por doutrina as tradições dos homens”?32 Então você precisa da doutrina para adorar a Deus. [“Amém”] Então alguém destruiu isto, depois que ele fez uns dois milhões de dólares, creio eu. 107 Agora ouça: Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis... Agora, eu apenas quero fazer uma pergunta aqui. Quando você lê este primeiro versículo: “Paulo, um apóstolo de Jesus Cristo segundo o mandado de Deus, nosso Salvador e do Senhor Jesus Cristo, esperança
31 32

João 1:15-34 – NT. Mateus 15:9 – NT.

16

Doutrina da Mensagem
nossa”. Está você supondo que isso quer dizer que Paulo está simplesmente declarando o seu status: ‘Paulo, um apóstolo de Jesus Cristo pelo mandado de Deus’? Não, não é isso de modo algum. Ele está declarando que ele tem um mandado de Deus para escrever a este companheiro. Agora, se você não crê nisso, tome algumas outras traduções em comparação a esta, porque eu tenho compreendido isso em minha própria mente, e depois eu fui a algumas outras traduções, mais a expandida, e isso é a verdade. Paulo foi ordenado a escrever isto a Timóteo. Hã? Vocês são crentes? Bem, prossigam, compreendam isso por si mesmos. Eu não me importo. Eu tive que compreender isso por mim mesmo. 108 Agora ele disse aqui: Ora, o fim do mandamento (e ele está dando mandamentos e Deus lhe disse para escrevê-los) é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. (Não simulada) porque alguns que, tendo se desvi-desviado, se entregaram a vãs contendas; querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e desobedientes, para os ímpios e pecadores, para os profanos, para os parricidas e matricidas e – e para os homicidas, para os devassos, para aqueles que se poluem com a humanidade (estes são os seus homossexuais), para os seqüestradores... 109 Esses são os sujeitos que seqüestravam os africanos e faziam deles escravos e tudo, e ainda assim, todo mundo – todos os maravilhosos cristãos na América – disseram: “Oh, escravizar está certo na Bíblia, escravizar é bom”. Como? Estes são seqüestradores. Isso nada tinha a ver com servidão. Servidão é quando você entra em escravidão33 porque você tinha dívidas e assim por diante. Legitimamente e segundo a lei, eles eram contratados. Assim é onde eles seqüestravam pessoas! [“Isso mesmo”] Até mesmo os reis nativos lá acima eram seqüestrados. Os seqüestradores irão para o inferno. É para onde eles irão: o Lago de Fogo. 110 Tanto por religião, heim? Tanto por cristianismo. Tanto para as pessoas que leiam a Bíblia. Oh, eles lêem somente o que eles querem... ouvem o que eles querem ouvir. Vamos descer às minúcias: você é um seqüestrador? Você é um raptor? “Oh, que coisa! Irmão Vayle, você tem que amar o pecador”. Eu não acho que eu tenha, porque Deus está furioso com o perverso o dia todo. Eu nem sei por que eu pensei em entrar aí. Vou deixar que isto suba a Deus. Eu apenas tenho que ler a você a Palavra e você fique longe de [tudo mais]. 111 Agora, aqui diz: “para os mentirosos, para os perjuros...” Que tal isso? Isso são as cortes judiciais. Se você mesmo perjura, você mente sob juramento, certo? Se você é um Presidente está tudo bem.34 [Risos – Trad.] Sem problema. Ele guia o país exatamente certo. Isso está bem, claro, claro, claro. Sim, e uma mulher outro dia, sabe, ela é uma autoridade na liberação da mulher, e ela por opção, você sabe. E ela disse: “Sabe, temos que manter estes republicanos fora do poder”. Ela disse: “Você sabe o que eles fazem”, ela disse, “Você consegue um bando de juízes conservadores, e eles reverterão o caso Roe versus Wade,35 e você não pode ter abortos”. Agora, só um minuto de desaprovação. Se isso não é o judiciário legislando, na análise final, eu não sei o que é. Então, tanto pelo modo constitucional americano de governar. Nós não tivemos um. [“Amém”]. 112 Isso fala de dinheiro e de pecado, no ponto em que onde o dinheiro é feito tem a voz mais alta. Certo, eles podem furar a cabeça dos bebezinhos que são quase nascidos. Olhe para este médico em Lima. Ele é casado. Ele possui esta mulher grávida, e então ele tentou obter algumas drogas para que ela tivesse um aborto, e agora isso é assassinato e eles o afastarão. [“sim”] “Oh sim, oh sim, oh, somos tão maravilhosos, temos que fazer isto”. Por que ele não furou um bando de bebezinhos em suas cabeças? Por que ele não esperou até o bebê nascer e acidentalmente furá-lo na cabeça? Você diz: “Oh, eu serei bom para a minha namorada, eu sou um médico, eu darei o bebê”. Diga-me. E o mundo não é insano? [“Amém”] Eu lhe direi: eles não são somente loucos, eles fedem. [“Amém”. Risos – Trad.] Eles são sujos assim; eles fedem. Eles estão cobertos de bichos e [imundície]. 113 ... para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado. (Aí está você. Essa é a carta que ele tem que escrever) E dou graças a Deus... (Senhor Jesus... Eu agradeço a Jesus...) Cristo nosso Senhor, porque me teve por fiel, pondo-me no
Do inglês “bondage”, que também quer dizer “cativeiro”, “obrigação” – NT. O Rev. Lee Vayle está se referindo ao Presidente Bill Clinton que naqueles dias negou sob juramento ter se envolvido em adultério com uma secretária do governo – NT. 35 Roe vs Wade: decisão de 1973 da Suprema Corte legalizando o aborto nos EUA – NT.
34 33

17

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
ministério; a mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a Sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Ora, ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. 114 Agora, vamos apenas dar uma olhada nesse pequeno versículo aí embaixo. “Ao rei eterno, imortal...” Agora, isso jogará você em um laço bem aí. Isso é onde os Só-Jesus podiam dizer: “Bem, veja bem aí, irmão Vayle, tem que ser Jesus, porque, veja, esta palavra significa ‘incorruptível’, esta palavra significa que... sabe, que... algo que poderia ser corrompido, mas que não pode ser”. E o corpo de Jesus não se corrompeu, isso é verdade. Mas a Bíblia disse: “Não permitirás que o Teu Santo veja corrupção”.36 Essa é uma história completamente diferente. 115 Porém você não pode tornar isto Só-Jesus, e você não pode tornar isto trindade, porque aqui diz: “Agora ao rei”. Isso é ‘soberano’.37 “Agora ao soberano, eterno rei”. Então Ele é rei para sempre. Ele sempre foi; Ele sempre será. E sendo rei, Ele é completamente responsável por Si mesmo e por cada coisa em particular que Ele criou ou em que soprou vida, que são os Seus filhos. E em cada um que Ele não soprou vida, Ele está no controle. E além do mais, quando Ele deu o Seu Filho Unigênito, o Filho comprou a todos de modo que cada pecador e cada filho de Deus seja obrigado a servir a Deus. Sim, eles são. É por essa razão que todo o joelho se dobrará de uma só vez e toda língua confessará para a glória de Deus que Jesus Cristo é o Senhor. 116 Agora, Ele é eterno, sim senhor, e Ele é imortal, Ele não pode se corromper. Agora, vamos apenas falar a respeito Deste. [O irmão Vayle faz uma pausa por 12 segundos – Trad.] ...Agora, tudo bem, nós vamos ler aqui no “O Sepultamento” [(20/04/1957); § 49]: “E então, sem dúvida em minha mente, mas isso é o que Jesus tinha em Sua mente quando Ele esteve aqui na terra que era essa infalibilidade da Palavra eterna de Deus. Porque sabemos que Nele habitou corporalmente a plenitude da Divindade, a Divindade inteira estava Nele”. (Como disse o irmão Branham “Deus, mais Jesus Cristo, foi corporalmente a plenitude da Divindade”). “Ele foi ambos Pai, Filho e Espírito Santo, porém habitou na forma humana, a teofania de Deus, a grande imagem de Deus em que Ele criou o homem, depois o colocou na terra. Ele tinha um corpo. Deus não está sem um corpo. Deus tem um corpo, e ele se parece com um homem. Moisés o viu, outros o viram, e ele se parece com um homem”. 117 Bem, Deus criou o homem à Sua imagem. Certo? Tudo bem, vamos falar sobre a imagem de Deus. Certo, em Gênesis 6:8 e 1 Pedro 3:12 temos: Deus tem olhos. Isaías 66:1, Ele tem pés. Provérbios 28:9, Ele tem orelhas. Isaías 53:1, Ele tem braços. E em Isaías 49:16, Ele tem palmas. No Salmo 18:15 e Isaías 65:5, Ele tem narinas. Em Números 12:8, Ele tem boca. E em Isaías 42:1, Ele tem uma alma. Êxodo 33:20-23, Ele tem um rosto. E assim por diante e assim por diante. 118 Então se eu tivesse o quadro aqui, eu teria desenhado para você um retrato. E eu diria: “Tudo bem, Deus, Ele tem um rosto”, e eu faria um quadrado aqui em cima e orelhas de couve-flor e rugas e uma boca, e bem acima um olho quadrado, e um olho semelhante a um triângulo. Ahhh! Você está olhando para um espécime de imagem de Deus bastante pobre, mas acredite em mim, eu não tenho uma cabeça quadrada. Eu posso ser uma cabeça quadrada, [Risos – Trad.] falando do ponto de vista da psicologia e da estupidez, mas eu não tenho um olho que é um triângulo. Meus olhos são normais na medida em que eles são olhos normais. Do mesmo modo são as minhas orelhas – um pouco arqueadas talvez. Eu tenho narinas. Tenho uma boca. Eu tenho palmas. Eu tenho mãos. Eu tenho pés. Deus tem um peito; eu tenho um peito. Deus tem entranhas; eu tenho entranhas. 119 E outra coisa que eu quero dizer a você: Jesus Cristo foi a imagem de Deus. E quando Ele desceu para assumir este lugar, onde Deus criou um esperma e um óvulo... Agora, Deus literalmente os criou. Eles não tinham nada a ver com qualquer coisa que Deus havia criado anteriormente. Esta foi uma criação nova em folha. E tudo que Maria fez foi usar a química de seu corpo a fim de trazer os suplementos da terra por meio de seu corpo para dar-Lhe o corpo que Ele teria naturalmente dos genes de Deus, e Seu... Como um corpo
36 37

Salmo 16:10 – NT. Essa é a tradução mais apropriada para a palavra “basilesus”, utilizada por Paulo em 1 Tm 1:17 – NT.

18

Doutrina da Mensagem
de um bebezinho, Ele tinha belas mãos e belos pés. E Maria... Ele era a coisa mais fofinha que você já viu e que ninguém jamais viu em suas vidas. 120 Agora, na realidade, pode ter havido algum bebezinho abaixo na rua duas vezes tão formoso e duas vezes tão bonito. Eu não dou a mínima a isso. O assunto em questão é de que Ele tinha um corpo e era um corpo humano. Aquele que desceu teve que Se encaixar naquele corpo, então Ele não teve braços como um polvo, Ele não teve um nariz como o de um elefante que tem uma tromba, Ele não teve um olho como um ciclope (se é que existe tal coisa – o que não existe), ou um chifre em Sua cabeça como o de um unicórnio ou um pescoço como o de uma girafa. 121 Quando Ele veio, eles disseram: “Hei, esse é um bebezinho fofinho. Vamos ver, Ele tem olhos castanhos. Agora, espere um minuto, de onde Ele tem os Seus olhos castanhos?” Bem, isso deve ser de algum tempo passado, você sabe. Eles disseram: “Bem, eu lhe direi uma coisa, esta criança nasceu da tribo de Judá, e simplesmente iremos para trás. Isso é tudo. Os genes descenderão”. 122 Deste modo estou tentando mostrar a você aqui de que estamos olhando para o fato de que Deus tem um corpo – e se isso assumiu em uma forma que literalmente estava surgindo do que repousa dentro de Deus, porque é assim como o seu e o meu corpo surge, ele surgiu exatamente como você e eu. É dessa forma que somos feitos à imagem de Deus. E Jesus era a imagem de Deus. E se Ele era a imagem de Deus, pensa você por um minuto que Ele teria assumido qualquer coisa a não ser a imagem que Ele estava suposto a assumir, cuja imagem Ele deu a Adão, e a imagem foi destruída? Vê? Assim estamos olhando para o fato agora de Deus tendo um corpo. Agora, agora, esse corpo não pode ser corrompido. 123 Agora, se Deus agora é Logos, que é a Palavra, e como eu expliquei antes, Ela é com Deus e Ela é Deus, mostre-me onde Jesus não estava com o Seu corpo, o qual era Jesus. Porque a Bíblia diz: “Não procure os vivos entre os mortos”.38 E eles não estavam falando sobre Jesus, a alma do homem. Eles estavam falando sobre o corpo. Você não pode identificar ninguém aparte de seu corpo. Você não pode fazer isto. 124 Num caso criminal, você tem que ir para o corpo, até mesmo para a extensão do DNA. E quando você encontra o DNA, você pode comparar qualquer um com o DNA. E existe somente uma pessoa que se encaixará a ele entre bilhões de pessoas. E a terra por agora tem tido talvez, o quê? 35 bilhões de pessoas? Havia cerca de cinco bilhões no tempo de Noé. Isso foi há quatro mil anos atrás ou mais. (...) Quantos bilhões? 125 Então estamos olhando para o fato de que existe um corpo. E o corpo identifica. E o corpo, em todos os tempos, é falado como do indivíduo. E, todavia, sabemos que quando você diz que o corpo de John Brown está aqui, a alma de John Brown está marchando em algum outro lugar. E todavia, você sabe que você está enterrando John Brown. E quando aquele John Brown se levantar na ressurreição, você sabe que esse é John Brown, embora John Brown não esteja aqui, o verdadeiro John Brown está no corpo. Mas o corpo é o verdadeiro John Brown. Você não pode escapar disso. E ainda assim isso está com isto, e é isto. Por quê? Porque a vida ali produziu esse corpo. Agora, se temos Deus, e esta Palavra está com Ele e Ela é Ele, e não há mais nada ali, então você entende que o que vier ali tem que vir do que já existia. 126 Além do mais, vamos deixar isto claro: Deus não é uma luz, ponto final. Ele pode aparecer em uma luz, mas uma luz é inanimada. Uma luz é uma coisa criada ou somente uma emanação. Estamos falando em termos daquilo que ilumina as nossas mentes, e assim sabemos sobre o que está sendo falado. E você poderia dizer isto: quando Deus soprou o Seu espírito no homem, você não tem que usar a palavra “luz”. Você poderia usar “revelação”, segundo a qual este homem se tornou ciente. Mas uma vez que se fala de trevas como o oposto, então isso fala sobre “luz”, porque a luz entra e ilumina. É por essa razão que aqui diz a você que houve vida e a vida era luz. 127 Lembre-se, quando Deus disse: “Haja luz”, uma luz de fato apareceu, e ela não era Deus. Ela foi criada – criativo. E assim, portanto, quando Deus fala, imediatamente aí vem à existência, e ela pode não estar em plena existência. Ela poderia estar seja o que é necessário a este ponto. Por exemplo, Ele coloca o seu e o meu nome no Livro da Vida. Mas até que ele seja falado, ele não teria que estar em existência. Como disse o irmão Branham: “Mesmo quando falado, ela poderia ter levado milhares de anos antes que isso acontecesse”.
38

Lucas 24:5 – NT.

19

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
128 Então descobrimos aqui, como eu entendo isto, que Deus é absolutamente um com Sua Palavra, porque essa Palavra não poderia vir de parte alguma a não ser de Deus. E essa Palavra, sendo criativa, tinha que ter Deus Nela. Correto! Isso é Logos, ou Ela nunca poderia ter produzido o que era para ser produzido. E quando Deus disse: “Eu agora darei à luz o Meu Filho”, Ele queria um Filho, e não havia nada ali a não ser Deus. E, portanto, o Filho foi nascido de Deus, porque na verdade a mulher... Vamos deixar isto claro agora: na verdade a mulher forma aquela criança através do seu processo de vida que está nela. E Deus não precisou de mulher alguma ou de qualquer homem ou de qualquer ajuda pelo processo de vida da vida de Deus mesmo. Ele gerou Aquele que era uma parte de Deus, e irmão... Eles fizeram uma pergunta para o irmão Branham: “Qual é a diferença entre Deus e Jesus?”. Agora estamos falando, voltando à eternidade. Ele disse: “Não há diferença, exceto que os filhos tem começos”, filhos tem começos. 129 Assim, portanto, Jesus tinha uma parte e era uma parte do Deus eterno. Agora, a questão é: é Ele a Deidade? De forma alguma que Ele é a Deidade. Estamos aqui em 1 Timóteo 1:17. Agora, aqui diz: “Ao rei eterno”, sem princípio, sem fim, “imortal”. Imortal porque não há meio de que você possa fazer com que a Palavra alguma vez pare, porque lembre-se que no princípio era a Palavra. Ela já existia. Mas você entende que alguma coisa aconteceu, de modo que a Palavra estava com Deus, porém a Palavra era Deus. E ela existia. Agora, “invisível”. Certamente que Deus é invisível. E qualquer corpo Palavra é invisível, porque sabemos que Jesus tinha um corpo Palavra e o irmão Branham absolutamente disse: “Nós contornamos os nossos corpos Palavras”. Os quais nós alcançaremos. 130 Agora observe, “o único Deus sábio”. Então agora estamos falando a respeito de um Deus, e um Deus único, e esse Deus não é Jesus Cristo. Jesus Cristo é o Filho de Deus. 131 Agora, tudo bem. Vamos dar uma olhada neste fato agora. “Ao rei eterno, imortal, invisível”. E Ele fez um Filho à Sua imagem, e esse Filho já era eterno, não que Ele não tivesse um princípio com a eternidade de Deus. Ele teve um princípio com a eternidade de Deus, que era essa vida. Exatamente como eu e você temos. É por essa razão que o irmão Branham disse: “Você chegará a um tempo quando você entenderá que você sempre foi salvo”. Agora lembre-se que o irmão Branham disse: “Ele não pôs de lado aquele corpo Palavra, mas Ele o tinha e sem dúvida que Ele o trouxe com Ele, mas você e eu não o tivemos”. 132 Agora, vamos para 2 Coríntios. E isto é Lee Vayle falando dos conselhos do irmão Branham, ou de seu ensino. E eu estou ensinando a você o que eu creio daquilo que o irmão Branham ensinou, então esta fita desta noite é de Lee Vayle. Certo. 2 Coríntios 5:1: “Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus”. E o irmão Branham disse: “Aquele corpo que você e eu contornamos é eterno”. 133 Agora mesmo a mente diz: “Um corpo, um corpo, um corpo; sim, sim, sim, um corpo. Que tal um corpo? Ele não poderia ser eterno”. Você está errado. Você falhou nisso cem por cento. Porque, como o corpo de Jesus, e Deus mesmo tinha aquele corpo eterno, é um corpo Palavra. E se aquela Palavra é Deus, então ele é eterno – nunca teve um princípio. E você e eu, portanto, temos isto, e vamos a isto. Este é um mistério que eu comecei finalmente a ver, porque eu creio no que o irmão Branham disse. 134 Meu próprio pensamento, minha própria leitura, disse: “Oh, isso é uma ressurreição. Isto é algo que não pode ser”. Porque, veja, eu não olhei para o fato de que isso falava sobre o Deus imortal, e quando você fala sobre o Deus imortal, e Ele é eterno, você não precisa por aquela palavra “imortal” [ali quando endereçado a Deus antes “do princípio”]. 135 Como poderia Paulo ter uma epístola em que Deus dissesse: “Escreva isto a Timóteo”, e isto ser apenas jogado ali dentro? Bem, por favor; diga-me. Eu deixarei você me ensinar. Estou ansioso. Eu não ouvirei de qualquer forma, [Risos – Trad.] porque já tenho a resposta. Ele usa o termo “corpo incorruptível”. Deus tem um corpo, e quando Ele expressou-Se a Si mesmo, isso era um homem. E o irmão Branham categoricamente tomou aquele lugar e isso explica como o irmão Branham sabia que Ele era um homem quando Deus colocou Moisés na fenda da rocha, colocou Sua mão sobre ele, e Ele mostrou-lhe Suas costas, e o irmão Branham disse: “Eram as costas de um homem; era uma costa ensangüentada”. Então se ele dissesse qualquer coisa diferente, ele teria estado errado, porque se Ele tem um peito, um seio, no sentido, como um abrigo, um lugar de segurança, santidade, Ele tem que ter costas. Se Ele tem entranhas, Ele tem um coração, Ele tem uma alma, Ele tem isto, Ele tem aquilo. Então é material; estamos falando em termos 20

Doutrina da Mensagem
de materialidade. Mas quando você está falando em termos de Deus material, você está falando sobre o eterno, incorruptível – [Deus]. 136 É exatamente este o motivo do porque o irmão Branham disse que nós contornamos aquele incorruptível, aquele corpo Palavra, corpo Espírito. Eu não gosto da palavra “teofania”, embora você possa usá-la muito vagamente, e você pode, mas não... Eu não a usarei, porque ela coloca muita ênfase sobre nós com relação a Deus, quando somos uma gota dentre todos os oceanos do mundo, uma gota d’água comparado ao nosso Pai Celestial. Então eu simplesmente prefiro o termo “corpo Palavra”, porque isso é o que está aqui na Bíblia: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”. 137 Então você pode ver agora mesmo que todos somos basicamente de Deus, e que Ele nos deu um corpo que foi formado das coisas criadas. O de Jesus não foi; ele foi somente sustentado por isto. Isso é tudo. Desenvolvido. Ele nos deu um espírito permitido por Deus, mas não de Deus. E quando tudo isso terminar, nós deixamos este corpo, o descartamos, e iremos para aquele que nós contornamos. E o irmão Branham viu isto, e ele era bonito; a mulher de noventa anos de idade que veio para abraçá-lo e não houve sentimentos de sexo de modo algum. Só amor e regozijo e filhos de Deus, como criancinhas, um tempo lindo. A mulher disse: “Você não me reconhece?” “Não”. “Ora”, a voz disse, “Ela foi aquela que havia sido salva com noventa anos de idade”, e ela é uma jovem bonita de 18 a 19 anos de idade, cabelo transbordante abaixo dos ombros, todo mundo jovem e feliz. 138 Eles tinham estes corpos. Eles não estavam comendo e nem bebendo. Não havia necessidade. Quando você contornou aquele corpo, você desceu em um corpo que precisava comer e beber. E você veio por meio desse processo que o irmão Branham explicou. E assim está perante nós, muito belamente, de modo que partimos para aquele corpo. 139 Agora, novamente em Timóteo, aqui diz: “o único Deus sábio”. Agora observe aqui que a onipotência não é mencionada, porque a onipotência já é mencionada quando você faz menção de Deus. Você tem que mencionar a sabedoria, o único Deus sábio, porque agora vemos o poder armado com a sabedoria, e a sabedoria fluindo do amor. Como no mundo pode você possivelmente ter algo mais? 140 Agora, isto é onde nós voltamos ao pensamento de que “Nele estava a vida” – Nele estava zoe. E assim é onde você desce à vida do homem que é zoe. Você desce à vida animal. Isto é zoe. Você desce, ao longo de todo o caminho... Nele estava esta capacidade de começar com o homem na terra com a Sua vida. Mas quando o diabo apareceu e tentou Eva e trouxe para dentro outro espírito, outra vida que ela carregou dentro do seu ventre, que trouxe o mundo inteiro abaixo em pecado e finalmente o bloco39 onde hoje até mesmo a ciência reconhece uma mulher e dois pais, noventa e nove ponto tantos por centos de um pai; nada – zero quase, do outro pai. Mas não deixe que isso confunda você e faça você pensar que pode calcular a porcentagem dos santos sobre a terra, porque não é dessa maneira que isso acontece. Isso tudo ainda é um bloco. Isto só prova que existe uma mãe e dois pais. 141 Mas a ciência gostaria de dizer que de Eva, apareceu lá mais sete mulheres, por meio das quais essas sete mulheres agora se tornam os ventres de todos os bebês que vieram. Eu não sei como eles calculam isto, mas por mim está tudo bem. [Talvez fosse por causa de uma filha ou filhas de Eva casadas com Caim e alguns da descendência de Caim que vieram delas – seis ou sete mulheres “alfa”]. Eu não tenho que discutir com isso de modo algum, porque, vamos encarar isto, quando Abraão teve aqueles dois filhos, um pela moça egípcia e um por Sara, e depois ele teve mais dez, creio eu que foi por Quetura, você tem doze bem aí como as doze tribos de Israel. E você tem todos eles aqui dependentes aqui, cerca de onze ou doze, seja lá quantos eles são. Onde eles estão? Eles estão aí fora em algum lugar. Quem se importa? Eu não estou interessado. Mas, veja, você pode pegar todos estes números e relacioná-los de volta à Bíblia. Mas a coisa principal é ver e entender a verdade do que estamos falando aqui. 142 Agora, vamos finalmente ir para Timóteo 6, o meu último versículo que eu tirarei aqui. 1 Timóteo 6:14-16. E isto diz aqui: Que guardes este mandamento sem mácula (note, isto é... ele está escrevendo esta carta de Deus, para este homem) e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; (eu acho que isto é epiphanea) a qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único Soberano, Rei dos reis e Senhor dos senhores; aquele que tem, Ele só, a imortalidade, habitando na luz, a qual nenhum dos homens pode se aproximar.
39

Do inglês “lump”, que também quer dizer “massa informe”; “amontoado”; “pedaço”; “torrão” – NT.

21

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
143 Agora observe que ele usou a palavra “imortalidade” outra vez, “habitando na luz a qual nenhum dos homens pode se aproximar”. Bem, se você não pode se aproximar de Jesus, você não chegará a Deus. “O Rei dos reis e Senhor dos senhores”. E aquele será o Filho do homem, o Filho de Davi, o Filho de Deus, a Rosa de Saron, o Totalmente Amável. Do que ele está falando? Ele está falando sobre Deus sendo encarnado em Jesus. E a história toda é sobre Deus. 144 O irmão Branham também menciona, eu não sei se tenho isso anotado aqui referente à como Jesus é a Palavra. Mas nós lemos isto para você de qualquer maneira. Então temos isto aí bem aqui. E Isto diz aqui “Que nenhum homem viu ou pode ver” (Você verá a Jesus, não verá?) “a Quem seja honra e poder eternamente”.40 Então aqui encontramos a Divindade completamente dada a nós na Bíblia como o irmão Branham a deu, porque ele a obteve da Bíblia. 145 Eu tinha algumas citações enviadas a mim do irmão Laurie Hudson, e algumas eram muito boas. Vamos ver; aqui está uma sobre dualidade: “Como pode este negar o nascimento virginal ou este um divino...?...”. (Ou seja, como pode o povo ser... negado a cura divina e todas essas coisas aqui?) “Alguns deles nem sequer crêem em Deus (ou) crêem que Ele era o Filho de Deus. Eles crêem que Ele era o filho de José”. (E ele disse:) “O que é isto, eles não entendem que Aquele que desceu aqui na terra, Ele era divino, Ele era a Deidade, Ele mesmo, feito carne entre nós na pessoa do Filho de Deus”.41 Certamente! Então isto diz a você bem aí da dualidade da qual temos aprendido aqui por muitos anos. 146 “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”. Com certeza, veja, a Palavra estava com Deus, Ela era Deus; Ela era os Seus pensamentos que sempre estiveram com Ele, ali, os pensamentos de Deus, eterno. Então veja, Nele, e depois surgindo manifestado, que tem que ser Deus porque nada mais fará isto. Somente Deus tem esse poder. 147 Agora, eu entendo que, porque somos de cultura ocidental e temos aprendido tantas coisas que são absolutamente contrárias ao revelatório real dos ministérios, como o irmão Branham tinha, e o que você vê na Bíblia, é difícil começar a verdadeiramente entender o ponto de vista de João sobre o Logos, o qual, como temos dito várias vezes, como o irmão Branham usava a simplicidade do “pensamento expressado”. Mas no grego isso na verdade significa que seja o que for que é expresso tem que estar literalmente ali, não somente uma palavra, como se você dissesse “um leão”. Deus não poderia simplesmente dizer: “leão” e não haver um leão ali. [Isto não é (?) ou “substituição”. Isto é a realidade. A coisa em si tornou-se real para você pela visibilidade]. 148 Você tem que entender que Deus na verdade está em Sua Palavra, fazendo cada Palavra Sua acontecer – cada uma particularmente. E como Jesus era uma parte dessa Palavra, você e eu também somos, em nosso dia, uma parte menor dessa Palavra. Olhe, se os profetas tinham Deus neles, eles velaram Deus, eles eram Deus para o povo, eles trouxeram a Palavra do Deus vivo para o povo, o que é verdade. Agora, a Bíblia disse: “Vós sois filhos dos profetas”.42 149 Diga-me: qual profeta foi o meu pai? Eu não tenho nenhum indício sobre qualquer profeta exceto o irmão Branham, e ele era apenas cinco anos mais velho do que eu sou. Quando ele se casou com Meda, ela era dez anos mais jovem. E ele admite que ela era sua filha. Agora, como poderia ele ter uma filha dez anos mais jovem? O que estamos dizendo a você aqui é que os filhos dos profetas são aqueles que tem a Palavra viva de Deus dentro deles. [“Amém”] Eles são os filhos, e os filhos são aqueles que voltam atrás aos profetas, e foi necessário um profeta para se fazer isto. E aquele profeta foi literalmente Deus manifestado em carne humana, como disse o irmão Branham: “Foi prometido no tempo do fim que Deus uma vez mais viria manifestar-Se em carne humana”. Quantas pessoas realmente crêem nisto? Eles não podem crer nisto; eles não podem concordar com isto. Nós podemos, porque vimos isto, e conhecemos isto. [Conhecemos a Escritura que o irmão Branham estava usando, e ele foi a Palavra feita carne para nós]. 150 Agora, o próximo grande ajustamento, e isso é simplesmente difícil... e para mim também, e eu encontro dificuldade, porque minha mente nunca tem sido treinada desta maneira, mas eu tenho que admitir que a Bíblia diz aqui: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”. E
40 41

1 Timóteo 6:16b – NT. Sermão “A Semente de Discrepância” (18/1/1965), §§ 78-79 – NT. 42 Atos 3:25 – NT.

22

Doutrina da Mensagem
temos que assumir o posicionamento do irmão Branham, absolutamente, de que a Palavra é Deus, na mesma medida em que nós dizemos, e de como outras pessoas tem dito, de que esta Bíblia é Deus impresso. Se ela é Deus impresso, o que havia antes da impressão? O mesmo Deus – a mesma Palavra. [“Amém”] [E por que Ela é?] Porque esta Palavra – a qual nenhuma Palavra é vazia de poder, mas cada Palavra em particular tem que chegar à manifestação absoluta, e isso somente Deus pode fazer – [tem que manifestar, isto é, vir a acontecer]. 151 Assim, portanto, Deus é a Palavra. Deus está em Sua Palavra. Apenas leve isso de volta ao fato: “Ele enviou a Sua Palavra para curá-los”. Que Palavra? Que Palavra? Não há nenhuma palavra de homem que possa fazer isto. É somente a Palavra de Deus. Por quê? Porque Deus está em Sua Palavra. As pessoas tentam dizer a você que Deus está em Sua igreja. Deus está em Sua Palavra. O povo nesta Mensagem tenta dizer isto a você. Isso não irá funcionar. Isso não irá resolver, porque isto não é verdade. 152 Tudo bem, aqui vem isto: “Os pensamentos de Deus foram a Sua Palavra”, no princípio (isso é na eternidade, agora, quando o primeiro princípio começou, veja, a mesma coisa que tenho estado ensinando a você) no princípio era a Palavra de Deus, os pensamentos de Deus, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Vê? “Seus pensamentos é o que Ele era, isso está com você também”. Ou seja, a intrinsecalidade de Deus tornou-se explícita, e aqui ela vem a acontecer. “Não importa pelo o que você tenta viver, alguma outra coisa, seus pensamentos são o que você é. Você pode prosseguir e agir como um bom indivíduo somente no seu coração; você é uma adúltera” (ou adúltero), “ou seja o que for, isso é o que você é, seus pensamentos. E os seus pensamentos e os pensamentos de Deus eram a Sua Palavra que estava com Ele e Nele e isso era Deus”. [Veja a “motivação” pelo “Motivador” – Motivador vivo – que surge. Assim é a pessoa]. Então o irmão Branham usou o termo “com” como dentro, que é perfeitamente legal para fazer isto. 153 Então isto é o melhor que eu posso mostrar a você aqui e tentar levar isso direto de volta à Palavra onde os corpos Palavra estão, onde Jesus teve o Seu corpo, Deus teve um corpo, depois Deus desceu e Se manifestou em carne humana. 154 Agora, existe só mais um pensamento que eu quero chamar à sua atenção, e eu irei para Tiago 1. E lembre-se, o irmão Branham fez a declaração: “Jesus era Deus, mas Ele não era Deus”. Agora, como no mundo Jesus poderia ser Deus, mas não Deus, a menos que isso seja alguma forma de ser um hospedeiro ou um substituto ou alguém para assumir o lugar? Tudo bem, aqui está no versículo 17: Pois toda a boa dádiva e todo o dom perfeito é do alto, e desce do Pai das luzes, (Agora, aí está você, veja, você está bem de volta outra vez ao fato da “Tua Palavra dá luz, Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens”) em Quem (esse é Deus) não há variação, nem sombra de mudança. 155 Como poderia Jesus ser Deus e não Deus, e qualquer um fazer Dele a Deidade, ou fazer Dele Deus, quando mostra variação e mudança? Você não pode fazer isto. Você não pode fazer isto. Há somente um Deus. O irmão Branham explicou isso completamente. E eu tenho sido pregado na cruz por isso. Mas estou feliz, porque estou certo. Eu não olho para isto. Estou apenas contente que eu sei. Eu não tento ensinar qualquer coisa em minha defesa. Eu tento ensinar o que é verdade. E como eu lhe digo, tenho lutado com algumas coisas, mas não com outras. Mas aí está o nosso ponto esta noite, e deixaremos isto bem aí sobre o assunto de Deus. Então vamos orar. Pai Celestial, Te agradecemos pelo tempo em que tivemos reunidos em Tua Palavra. E rogamos, Senhor Deus, que Tu nos ajude a compreender mais da profundidade da revelação disto, como o irmão Branham trouxe isto com a sua familiaridade com isto. Mas entendemos, Senhor, que ele podia ser muito, muito mais familiar do que nós somos, porque ele viveu sua vida desta maneira aí Contigo e, muitas vezes Senhor, Tu fostes o seu sobretudo, por assim dizer, em que Tu falastes por meio dele. E sabemos com o “ASSIM DIZ O SENHOR”, que não há ninguém, mas ninguém que pudesse sequer dizer isso, a menos, Senhor, que Tu falasses através daquele homem. E sabemos que Tu falaste. Nós compreendemos isto absolutamente, perfeitamente, ao menos até onde podemos em nossas imperfeições, e apreciamos muito isso. E rogamos para que Tu reines sobre nós na verdade, enquanto prosseguimos adiante, até dançarmos na chuva de Deus com as nossas bocas abertas para a chuva tardia. Queremos ser cheios e saturados por dentro e por fora por esta chuva que tem caído sobre nós, este ensino da chuva nesta hora, para que ela possa ser o nosso próprio sangue de vida. Que ela possa ser não somente o plasma, mas o sangue que flui de fato, os glóbulos vermelhos e tudo que continua nos trazendo a nossa

23

Deidade Parte 15 – Lee Vayle
verdadeira vida e trazendo o seu próprio nutriente com isto para que possamos ser verdadeiramente nutridos em Ti. Ajude-nos agora, Senhor, a sermos da maneira que Tu nos quer que sejamos e surgir agora neste tempo do fim na Ressurreição, aqueles que tem partido antes de nós, e aqueles neste ponto agora esperançosamente crendo que não verão a morte mas que estarão esperando aqui pela Ressurreição e o Arrebatamento. E que lá vejamos Aquele que morreu por nós e entendamos ao mesmo tempo que estamos olhando para Deus no homem, corporalmente a plenitude da Divindade, e entendamos, Senhor, que todos nós somos parte de Tua família para a glória Dele. Que possa ser para a Tua verdadeira glória que temos dado a Ti um pouquinho de glória. Em Nome de Jesus oramos. Amém. [O irmão Vayle inicia o culto de Comunhão – Ed.]
Obs.: As palavras contidas entre colchetes nesta tradução são de notas acrescentadas pelo Rev. Lee Vayle ao áudio original.

E-mail: diogenes.dornelles@yahoo.com.br MSN: diogenes.dornelles@hotmail.com Se você deseja esta ou outras mensagens impressas gratuitamente escreva para o Pr D. Rosendo: radiounife@hotmail.com www.doutrinadamensagem.com.br
Esta mensagem intitulada “Deidade – Parte 15; A Essencialidade e Intrinsecalidade de Deus” (Godhead #15; The Essentiality and Intrinsicality of God – 1 Tim 1:17) foi pregada pelo Rev. Lee Vayle, em 2 de setembro de 2000, sábado à noite, na Igreja do Evangelho da Graça, em Saint Paris, Ohio, EUA. Esta tradução foi feita na íntegra do inglês para o português, em março de 2010, com o auxílio do texto e áudio original. (Duração: 1 h e 50 min.)

24

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->