Cálculo da área de alvenaria.

Para saber quanto de alvenaria será construída, devemos calcular a metragem linear de paredes do projeto e multiplicar pela altura das mesmas, subtraindo a área (base x altura) de janelas, portas e demais aberturas.

Cálculo da quantidade de blocos a serem utilizados.
*Primeiro, descubra a área de vedação de cada unidade do bloco que será utilizado, somando na base e na altura do bloco 1cm para argamassa. Multiplicar esses 2 lados. *Depois, basta dividir a área de 1m² pela área de vedação do bloco e argamassa utilizados e chegamos ao número de blocos necessários para 1m² de alvenaria. *Para saber quantos blocos serão usados na construção das paredes, multiplique o resultado anterior pela metragem de alvenaria calculada no primeiro passo.

Cálculo do consumo de argamassas para assentamento e revestimento
Tomando-se como base o traço de 1:4:8(cimento, cal e areia), que equivale ao traço mais comum para argamassa mista de assentamento e revestimento, o consumo costuma ser de 15 litros por m² aproximadamente.

Como comprar o material.
Calcule a quantidade de cimento e cal que deve ser comprada dividindo a quantidade necessária pelo volume dos sacos dos mesmos.

Volumes por saco.
Veja a formula abaixo. Cimento: 1 saco de 50kg = 45 litros. Cal: 1 saco de 20kg = 40 litros. Areia: 1 m3 = 1.000 litros. OBS: adicione água até obter a consistência desejada.

Cálculo de Quantidades de Materiais para Execução de uma Parede de Alvenaria (03-2003) Uma das dúvidas mais freqüentes de nossos leitores é a maneira de calcular as quantidades de materiais necessários para execução de uma parede de alvenaria. Neste artigo, vamos demonstrar um método de cálculo simples através de um exemplo, que poderá ser adotado para quaisquer tipos de tijolos, blocos, pedras e traços de argamassas de assentamento e revestimento.

00m2: 10 x 0.0182 x 1200 = 21.1456 x 1700 = 247.23m (23cm) x 0.1200kg/m3 o Cal hidratada .0. Área da parede: 4.00m Altura: 2. 4.84kg o Volume de cal.Dados da parede y y y y y y y y Comprimento: 4. Emboço .1700kg/m3 o Areia fina seca . Emboço .2 ÷ 11 = 0. considerando um peso específico de 1700kg/m3 = 0. considerando espessura de 5mm: 10m2 x 0.cal hidratada e areia média lavada.02 = 0. considerando 8 partes sobre 11 (traço 1:2:8) = 0. 2.22m (22cm) x 0.0161m2 Quantidade de tijolos por m2: 1. considerando 1 parte sobre 11 (traço 1:2:8) = 0. Chapisco .1700kg/m3 y y Cálculo da quantidade de tijolos 1. 2.50m Tipo de elemento: tijolos cerâmicos maciços. traço 1:4 em volume 2.1816m2 Volume de argamassa de assentamento por m2: 0.8184 = 0.cimento.0364m3  Peso de cal.0364 x 1700 = 61.00 x 2. 3. incluindo juntas: 0.88kg o Volume de areia.0161m2 = 62 peças Quantidade de tijolos para 10. 3. traço 1:4 em volume 3.0132 = 0. cal hidratada e areia média lavada.8184m2 Área das juntas: 1.1500kg/m3 o Areia grossa seca .00 . cal hidratada e areia grossa lavada. traço 1:2:9 em volume 3.1456m3  Peso de areia grossa.00m2: 10 x 62 = 620 peças Cálculo das quantidades para a argamassa de assentamento 1. sem os revestimentos Argamassa de assentamento: cimento.07m (7cm) = 0.0182 x 8 = 0.cimento e areia grossa lavada.06 (6cm) = 0.00m2 Área de 1 tijolo. excluindo juntas: 0. traço 1:2:8 em volume Argamassas de revestimento interno: 1.1816m2 x 0.1400kg/m3 o Areia média seca .0182m3  Peso de cimento.2m3 o Volume de cimento.0132m2 Área de 62 tijolos: 62 x 0. Volume de chapisco para 10.005m (5mm) = 0.0182 x 2 = 0. 5. considerando 2 partes sobre 11 (traço 1:2:8) = 0. traço 1:4 em volume 2. dimensões 22 x 11 x 6cm Espessura das juntas: 1cm Tipo de assentamento: a chato Espessura: 11cm (meio tijolo). Reboco .52kg Cálculo das quantidades para o revestimento interno 1.cimento e areia grossa lavada. traço 1:3 em volume Pesos específicos médios considerados: o Cimento portland comum . 4. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0. Área de 1 tijolo. considerando um peso específico de 1700kg/m3 = 0.02m3 Volume de argamassa de assentamento para 10. Chapisco .cal hidratada e areia fina lavada.05m3 .00m2.11m (11cm) = 0.00m2 ÷ 0.cal hidratada e areia fina lavada. Reboco . traço 1:4 em volume Argamassas de revestimento externo: 1.50 = 10.

04 x 4 = 0. considerando 1 parte sobre 5 (traço 1:4) = 0.05 ÷ 5 = 0.0125 x 1700 = 21.00kg o Volume de areia. considerando 2 partes sobre 12 (traço 1:2:9) = 0.05m3 o Volume de cal. considerando um peso específico de 1700kg/m3 = 0. considerando 4 partes sobre 5 (traço 1:4) = 0.02m (20mm) = 0.0166m3  Peso de cimento.05 ÷ 5 = 0. considerando um peso específico de 1500kg/m3 = 0. considerando um peso específico de 1700kg/m3 = 0.0125m3  Peso de cal.0166 x 1200 = 20.10kg Volume de reboco para 10.25kg 2.00kg o Volume de areia.1494m3  Peso de areia média.16m3  Peso de areia média.01 x 1200 = 12.01m3  Peso de cimento. considerando 4 partes sobre 5 (traço 1:4) = 0. considerando 1 parte sobre 12 (traço 1:2:9) = 0.00kg o Cálculo das quantidades para o revestimento externo 1.01m3  Peso de cal.01m3  Peso de cimento. considerando 4 partes sobre 5 (traço 1:4) = 0. considerando um peso específico de 1500kg/m3 = 0.005m (5mm) = 0. Volume de chapisco para 10.00m2. considerando 1 parte sobre 5 (traço 1:4) = 0. considerando espessura de 5mm: 10m2 x 0.00kg Volume de emboço para 10. considerando 1 parte sobre 4 (traço 1:3) = 0. considerando espessura de 5mm: 10m2 x 0.66kg o Volume de areia. considerando 4 partes sobre 5 (traço 1:4) = 0.0166 x 9 = 0.00kg Volume de emboço para 10. considerando espessura de 20mm: 10m2 x 0.04m3  Peso de areia grossa.00kg o Volume de cal.0166 x 2 = 0.1494 x 1500 = 224.02m (20mm) = 0.005m (5mm) = 0.00m2. 3.04 x 1400 = 56. considerando um peso específico de 1400kg/m3 = 0. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0.00kg o Volume de areia. considerando 1 parte sobre 5 (traço 1:4) = 0.00m2.05m3 o Volume de cimento.2m3 o Volume de cimento.00m2.04m3  Peso de areia fina.05m3 o Volume de cal.2. Volume de cimento.01 x 1200 = 12. considerando espessura de 20mm: 10m2 x 0.01 x 4 = 0.00m2.05 ÷ 5 = 0. considerando espessura de 5mm: 10m2 x 0. .04m3  Peso de areia grossa.04 x 1700 = 68.00kg Volume de reboco para 10. considerando 1 parte sobre 5 (traço 1:4) = 0.2 ÷ 12 = 0.01 x 4 = 0. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0.04 x 1700 = 68.04m3  Peso de cal.04 x 1700 = 68. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0.2 ÷ 5 = 0.005m (5mm) = 0. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0.2m3 o Volume de cal.05 ÷ 4 = 0. considerando 9 partes sobre 12 (traço 1:2:9) = 0.01 x 4 = 0.00kg o Volume de areia.01 x 1700 = 17.0333 x 1700 = 56. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0. 3. considerando um peso específico de 1200kg/m3 = 0.0333m3  Peso de cal.16 x 1500 = 240.

marcada na embalagem. em estado seco e homogêneo. e protegido das intempéries.0375m3  Peso de areia fina. são consumidos de 350 a 370 litros de água limpa. em pilhas de no máximo 15 sacos. aceleradores de pega. considerando um peso específico de 1400kg/m3 = 0. plastificantes. Argamassa para Assentamento de Alvenaria APRESENTAÇÃO A ARGAMASSA PARA ASSENTAMENTO DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO é um produto composto por cimento cinza. arejado. . considerar um acréscimo de 5% nas quantidades dos materiais para argamassa de assentamento. Para cada m3 de argamassa.50kg Importante: y y y y y y Cimento e areia medidos secos e soltos. etc. VALIDADE 180 dias da data de fabricação. Recomendamos que se consulte o fabricante dos aditivos para definição dos traços das argamassas a serem aditivadas e a especificação e proporção do aditivo a ser utilizado. entre eles: impermeabilizantes. adesivos.0125 x 3 = 0. Cal hidratada medida em estado pastoso firme. de concreto em alvenarias sem função estrutural. Existem diferentes tipos de aditivos químicos que podem ser utilizados nas argamassas. INDICAÇÃO É indicada para o assentamento de blocos cerâmicos. EMBALAGEM Sacos valvulados de 50 kg. controladores de fissuração. ESTOCAGEM Deve ser armazenado em local seco. areias selecionadas e aditivos químicos. ao qual o usuário somente necessita adicionar a quantidade de água requerida.0375 x 1400 = 52. considerando 3 partes sobre 4 (traço 1:3) = 0. Considerar um acréscimo de 5% nas quantidades dos materiais a título de taxa de quebra. No caso de tijolos furados. sobre estrados de madeira. cal hidratada. retardadores de pega.o Volume de areia. Os pesos específicos considerados para os diferentes materiais são médias estimadas.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Atende às seguintes prescrições da norma técnica brasileira ´NBR 13281. sendo classificada como P3-M5-D4-U3 CARACTERÍSTICA Resistência à compressão Densidade de massa aparente no estado endurecido Densidade de massa aparente no estado fresco Retenção de água NORMA NBR 13279 NBR 13280 NBR 13278 NBR 13277 CATEGORIA EXIGÊNCIA P3 M5 D4 U3 2. APLICAÇÃO DA ARGAMASSA DE ASSENTAMENTO DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO Para blocos de concreto assente-os secos e para blocos cerâmicos assente-os umedecidos para evitar a absorção da água da argamassa pelo bloco.0 litros de água para cada saco e misturar em betoneira por um tempo mínimo de 3 min. óleo. . Só é permitido o reamassamento com adição de água suplementar dentro dos períodos de tempo estabelecidos.0 a 8. ou em argamassadeira. diminuindo sua resistência. ou ainda manualmente até a perfeita homegeneização.Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos . acrescentar 7.5 a 4.Requisitosµ. O volume de produção de argamassa deve ser controlado de modo que seja consumido em um prazo máximo de 2:30h.5 MPa 1600 a 2000 kg/m³ 1600 a 2000 kg/m³ 80 a 90% VALEMASSA 4. materiais soltos ou quaisquer produtos ou incrustações que venham a prejudicar a aderência da argamassa.0 MPa 1750 kg/m³ 1650 kg/m³ 83% NORMAS PARA A UTILIZAÇÃO Para assegurar o bom desempenho do produto deve ser observado o disposto nas seguintes normas técnicas da ABNT: ‡ NBR 8545: Execução de alvenaria sem função estrutural de tijolos e blocos cerâmicos. método racionalizado que eleva a produtividade. PREPARO DA ARGAMASSA Para o preparo da argamassa. O assentamento deverá ser feito com juntas de pelo menos 1 cm utilizando-se colher de pedreiro (método tradicional) ou com o uso de bisnaga ou palheta. livre de pó. PREPARO DOS BLOCOS PARA APLICAÇÃO Os blocos devem estar limpos. graxa.

CURA e fei i o e o fe o i e e ² e e i o e . Qualquer construção ou reforma exige a participação de um profissional habilitado. coloque tr s barras de aço de 10 mm de espessura. amarradas a cada 20 cm com barras de 5 mm.Associação Brasileira de Cimento Portland fornece informações úteis para orientá-lo na construção ou reforma de sua casa. Depois revista o fundo com uma argamassa de cimento e areia para ficar limpo e nivelado. Enfim. Em seg ida jog e uma camada de 10 cm de pedra britada Nº 2 e soque bem com o pilão.o e eio o o e e e o  ¨ £ ¢ £ §¡© ¥ ©  §¡ ¡¦ ¤¦¡ §¡©¡§§¡¡¢¡ §¡¤¦ §¡© ¨¡ ¥ ¢ £§ ¡ © ¨ §¦ ¥ ¡¤ o oi o e fi i e e e i o ó i o ¡¥ ¨£¡ ¡ § £¡ §¡ ©  § ¦  F F ED I I I C B R VY ¢ £ ¡ ¡¢¡  eo . faça a concretagem com espessura de 10 cm. responsável pelo projeto e pela execução da obra. Muros Este folheto. Sobre esse fundo. desenvolvido e produzido sob orientação daABCP . para obter mais informações a respeito.o ³ e f e SEGURAN A  §¡¦¡ ¢¥  2 © ¥¦¡¥¨¡ © ¡¢ §¡ ©¡¥ §¦ ¡¨¡0 §¡ ¡¦ ¤¦¡A ¤¦ ¡¤¡ ©  ¥ ©   ¢¥ ¢£ ¤§ ¦ © 3¡¨ 2 ¨ £ ¡  ¥ ¤¡¤¦ ¥ © §¡¥ 9  ¤¦ ¡¤¡ ©  §¡¥ 9  ¤¦ ¢¢ ¥ ¡ @ ¡¤   ¥ © ¦ ¤¡ ¨¡¥ ¨  2  ¤¦ ¢¢ ¥ ¡ @  ¥ § 3¡¨ § ¨ §  ¥ ¤¡¤¦ ¥ © §¡¥ 9 ¤© ¢£ §¡© ¢£ ¥ §¡¦¢ £ §¡¦¡  ¥ §¡£ ¢ 2 ¡¥¡¢¢ 0 © §¦¡ ¤¦¡¢©  ¤ ¢£ © § ¨¥ © 2 §¡3¨ §8  §¡¢ ©¡ 7 ¤¦  ¥ ©¦ ¤¦ ¥ § ¤ © ¢   ¡¤ ¢¢ ¡¥ 3 ¢£ ¨ £ ¡  ¥ ¤¡¤¦ ¥  ¨¡¥ o o o e o i e oe o e o o o ee o o i i oe ei e o o o e e o i eó o e o e o eo o o e o o o o o o o o eo o o e ee i o e é i o i e i ei i e e o e o ee eo o e i o o e i o e e o e o o e é i oi e i e e e fe fo Dis rib iç F ç pr d s c rg s V I II s p r rr ndidade e 60 cm de larg ra. XR I R I V RUT S I R V IQI I a ` IPI s v s s p s c rrid s b r c s c pr imadamente 50 cm de  ¥ ©   ¢¥ ¢£  ¡¥§ ¢ ¡§§¡¡¢¡ 5 ©  § ¥¡§ 4(  ¥ # © §¡¤¦  ¥ ¡ ¢¡¦ 3¨¡ ©  #2 ( ¤¦ ¡ ©¡ ' ¢£¡ ¡¥ & %$ © ¥¡§ # ¥ # © §¡¤¦  ¥ ¥ )( ' )# ' 1# § ¥ ¨0 )( ¤¦ ¡©¡ ' ¢£¡ ¡¤¦ §§¡ & %$ © ¥¡§ # ! CON UMO / REN IMEN O o i e e o e e R W V GH H G E B E " F 6  o o o e . Procure a Prefeitura de sua cidade e/ou o CREA.

vegetação e solo fraco) e marque a área com piquetes de madeira. O ideal é fazer o muro e a calçada ao mesmo tempo. por fim. f e dc b ta t : Antes de levantar os O fundo da vala deve ser bem compactado. largura da calçada). Entre cada trecho deixe um espaçode 20 cm onde será feito um pilarete de concreto armado. Os muros podem ser feitos com blocos de concreto de 10 cm x 20 cm x 40 cm. Coloque uma base de concreto magro de 5 cm e encha o restante da vala com concreto normal (baldrame). Sua profundidade vai depender da altura do muro e do tipo de solo do terreno. levante o muro e. A construção do muro começa pela abertura da vala da fundação.Muros e Calçadas: Dica: Comece sempre pela limpeza da faixa onde o muro e a calçada vão ser construídos (retire o lixo. Depois. I p muros de divisa e fazer a calçada (passeio) da frente do seu terreno. Faça a fundação do muro e o contrapiso da calçada.O sistema de placas de concreto pré-moldadas também pode ser usado. consulte a Prefeitura para saber os alinhamentos corretos e se existem exigências a serem atendidas (altura do muro. Em alguns casos é necessário usar brocas. Dica: Veja a tabela Concreto para fundação.para travamento do muro. Sua execução é rápida. faça o piso da calçada.80 m (7 blocos de 40 cm). . Os muros de blocos de concreto devem ser subdidivididos em trechos de comprimento máximo de 2.

g .Se o muro for de blocos de concreto. que vão funcionar como forma para a concretagem dos pilaretes. deixe no concreto da fundação as pontas de ferro (esperas) para os pilaretes de travamento do muro. Levante os blocos de cada trecho do muro da mesma forma que as paredes da casa . Cada pilarete leva 4 barras de ferro de 8 mm de bitola.80 m de comprimento e 2 m de altura precisa de 70 blocos de concreto. Em seguida. feche os espaços de 20 cm entre os trechos do muro com duas tábuas. DIC : Cada trecho de muro com 2. amarradas com estribos de 6 mm de bitola.

Contudo. os blocos permitem a passagem de ferragens (quando necessárias) e de instalações elétricas e hidráulicas. pintura. a meia altura do muro. para estas últimas. a alvenaria estrutural pode apresentar limitações para a realização futura de reformas e mesmo ampliações na construção. A alvenaria estrutural também possibilita economia no tempo de execução e na mão de obra. na alvenaria estrutural esses elementos são desnecessários.canaleta. em toda a sua extensão. cerâmicos. já sejam elaborados considerando a modulação dos blocos e as características da solução. depois. a superfície está pronta para receber revestimento de gesso e. pois as paredes (chamadas portantes) distribuem a carga uniformemente ao longo dos alicerces. assentados com juntas desencontradas e amarrados com ferragens. é preciso usar blocos especiais. Eles podem ser de concreto. . porém é preciso que os projetos. sendo também possíve l recorrer aos tijolos maciços. as paredes apenas fecham os vãos entre pilares e vigas. BLOCOS-CONCRETO No sistema convencional de construção. armada com duas barras de ferro de 8 mm de bitola. Para erguê-las.Em muros com mais de 2 m de altura é preciso fazer uma cinta de concreto armado. uma boa alternativa é já considerar eventuais modificações durante a elaboração do projeto. Dessa forma. mais resistentes que as peças de vedação. sílico -calcários ou de concreto celular. Essa cinta pode ser feita com blocos. mais detalhados. dispensando reboco e massas grossa e fina. pois as etapas de construção são diferentes. elementos encarregados de receber o peso da obra. quando totalmente erguida. A utilização desse sistema permite diminuição significativa no custo da obra. Como são furados. Por outro lado. evitando quebras posteriores nas paredes.

nos encontros da paredes internas com a alvenaria da fachada a amarração é feita com ferros (¼") em forma de dois "L" (0. na quanti dade exata da planta de modulação.50m de altura) em forma de escantilhão. Nos cantos externos os blocos são amarrados entre si pelo sistema de assentamento.50 x 0. ‡ entre os blocos-chave são assentados os blocos da primeira fiada. ‡ levantam-se.A seqüência esquemática deste processo dá -se da seguinte forma: ‡ executa-se o baldrame. nivelando sua superfície e impermeabilizando-o normalmente. com 1cm de junta vertical. ‡ nos cantos da edificação colocam-se gabaritos de altura. em cada encontro.50m) a cada 3 fiadas (obedecendo-se detalhes do calculista). com marcação das fiadas a cada 12.5cm. ‡ no assentamento das . É importante o nivelamento entre eles. ‡ procede-se o assentamento dos blocos-chave. quatro fiadas (com 0. marcando exatamente a posição das paredes. sendo mantido o nível e o prumo das fiadas. situados nos cantos internos e em cada encontro das paredes internas. Eles devem ser assentados conforme a planta de modulação.

‡ com auxílio de uma régua ou nível. com avanço de 1 e ½ bloco de cada lado do vão.demais fiadas. ‡ os blocos-chave dos cantos externos são assentados conforme as faces da alvenaria e a planta de modulação. transfere-se daí o assentamento dos blocos-chave. ‡ com o auxílio de um nível de bolha. ‡ verga: se necessário. no bloco da fachada. ‡ contra-verga: faz-se o enchimento dos blocos em canaleta com armação de ferro corrido (especificado pelo calculista). faz-se o enchimento dos blocos em canaleta com armação de ferro corrido (especificado pelo calculista).5 0m. que devem estar nivelados entre si. retoma-se as instruções acima descritas para os demais. ‡ executa-se a montagem das fôrmas para a laje (que pode ser de qualquer tipo). com avanço igual ao da contra verga. marca-se. ‡ assentados os blocos-chave num andar. . Estando ela assentada no prumo. ‡ levanta-se a alvenaria até a fiada correspondente à base da laje do piso superior. a linha de nível na aresta dos blocos dos escantilhões manterá toda a alvenaria no nível e prumo requeridos. ‡ procede-se à concretagem da laje de piso. Utilizam-se canaletas duplas ou triplas para vãos acima de 1. a posição marcada estará aprumada com a aresta do bloco-chave da primeira fiada. a posição exata da parede interna.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful