P. 1
dicas-de-metodologia-de-pesquisa

dicas-de-metodologia-de-pesquisa

|Views: 243|Likes:
Publicado porwelinux

More info:

Published by: welinux on Mar 15, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/29/2013

pdf

text

original

MOSTRATEC-FEBRACE-CIÊNCIA JOVEM INTEL

PROJETOS DE PESQUISA: INICIAÇ INICIAÇÃO A METODOLOGIA CIENTÍ MÉ CIENTÍFICA E MÉTODO DE ENGENHARIA

Dalva Inês de Souza 2008
Seja ético, referencie o que você usa como material de apoio.

PESQUISAR????? PROJETAR????

Intel-Febrace-Mostratec Intel- FebraceCiência Jovem

Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.br

Importância da pesquisa
Aquisição de conhecimento, progresso intelectual; Desenvolvimento da ciência; Aprender a aprender; P&D, avanço tecnológico. Satisfazer uma necessidade de mercado e das pessoas.

Intel-Febrace-Mostratec Intel- FebraceCiência Jovem

Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.br

Características do pesquisador
• • • • • • • • • • •

Ser curioso, querer a verdade, ético, responsável; Ter desejo de um saber relevante; Ser estudioso; ser metódico; Ter concentração; ser persistente; Gostar de desafios e tomar decisões; Ter espírito crítico; Ser paciente; Ser imparcial; Ser observador; Ter sagacidade: discernir os fatos significativos; Ter coragem.
Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.br

Intel-Febrace-Mostratec Intel- FebraceCiência Jovem

. .Verifica o caderno de campo e faz sugestões. - Intel-Febrace-Mostratec Intel.br .Verifica se o projeto é viável. . etc.Efetua as correções do projeto e do relatório.Auxilia o aluno na questão da documentação necessária para o “Comitê de Revisão Científica e Feiras”. contatos. . . . acompanha as práticas. se é ético.Papel do orientador É o apoio.Responsável pela segurança do aluno.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.Indica caminhos.com. bibliografia.

br Etc. . OBJETIVO 4..com.DELINEAMENTO Bibliográfica 5..FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.NATUREZA DO OBJETO 3. FORMA DE ABORDAGEM Quantitativa Qualitativa L a b o r t ó r i o Intel-Febrace-Mostratec Intel.Classificação da pesquisa 1.facto Pesquisa-ação 2.LOCAL I n s i t u o u c a m p o Pesquisa Básica Pesquisa Aplicada Exploratória Entrevista Levantamento Estudo de campo Descritiva Estudo de caso Experimental Explicativa Quase experimental Estudos de coorte Tecnológico Ex-post.

br .entrevistas e consultas às pessoas-fonte. . .CADERNO DE CAMPO OU DIÁRIO DE BORDO .registro dos testes e resultados. .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.registro detalhado e preciso dos fatos. Intel-Febrace-Mostratec Intel.referências bibliográficas. das novas indagações.etc. das descobertas. .datas e locais das investigações.com. dos passos.

Intel-Febrace-Mostratec Intel. o que não pode fazer? Ver normas de pesquisa -Todas as fotos. (Formulários específicos).br . respostas de questionários. entrevistas. federais.IMPORTANTE -Observar questões de ética. observar normas dos órgãos municipais.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. dados de empresas devem ter autorização por escrito para a publicação (Formulários específicos). -O que pode. estaduais. Intel-Isef.com. principalmente envolvendo pessoas e animais. segurança. meio ambiente.

legislações. Quem pode fazer parte do comitê? Intel-Febrace-Mostratec Intel. questionários. animais.COMITÊ DE REVISÃO CIENTÍFICA (CRC) Questões relativas a seres humanos.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. enquetes.br . ética e riscos.com.

br .FebraceCiência Jovem Divulga Dalva Ines de Souza dalva@liberato.situação COMO FAZER UMA PESQUISA??? ANOTA TUDO NO DIÁRIO DE BORDO problema O que já existe? METODO CIENTÍFICO OU DE ENGENHARIA Faz o plano Aprovação do CRC Executa Analisa os dados Faz o relatório Intel-Febrace-Mostratec Intel.com.

Destina-se a atingir um objetivo bem definido.br . Prevê um cronograma. Intel-Febrace-Mostratec Intel.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. Requer planejamento. Conjunto de ações para colocar um produto no mercado. Idealizado para a solução de problemas. Previsão e provisão dos recursos Estabelece a ordem e a natureza das tarefas.O QUE É UM PROJETO? Sequência bem definida de eventos com um início e um fim.com.

Intel-Febrace-Mostratec Intel. instalação piloto De engenharia .br 1VALERIANO.execução de uma obra.busca sistematizada de novos conhecimentos no campo da ciências (pesquisa científica básica ou aplicada/ tecnológica) desenvolvimentoDe desenvolvimento. execução de um processo. D & E. fornecimento de um serviço. Pesquisa. P.De pesquisa . 1998.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.materialização de um produto ou processo através de um modelo. Mistos .com.D & E Dalton L. desenvolvimento e engenharia. TIPOS DE 1 PROJETOS . São Paulo: Makron Books.P & D. protótipo. fabricação de um produto. Gerência de projetos.

br .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.POR QUE FAZER PROJETO (antes) DA PESQUISA PROPRIAMENTE ? Intel-Febrace-Mostratec Intel.

FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.PERGUNTAS DE UM PROJETO O que? Por que? O que quer? Como? Quando? Com o que? Quanto? Intel-Febrace-Mostratec Intel.com.br Problema Justificativa Objetivo Metodologia Cronograma Recursos .

METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DAS CIÊNCIAS ETAPAS Intel-Febrace-Mostratec Intel.br .com.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

com.PROBLEMA Situação? Questionamento? Necessidade? Pergunta contendo as variáveis!!! Intel-Febrace-Mostratec Intel.br .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

com.FebraceCiência Jovem dalva@liberato.br .VALORAÇÃO DO PROBLEMA Viabilidade? Relevância ? Novidade ? Pode chegar a conclusão que tenha validade CIENTÍFICA? Atende a interesses particulares e gerais? O QUANTO EU GOSTO. O QUANTO EU REALMENTE ME INTERESSO POR ISTO ? É SÓ PARA UMA FEIRA ? É SÓ PARA RECEBERDalva Ines de Souza UMA NOTA ? Intel-Febrace-Mostratec Intel.

FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. considerando que todas as outras condições são as mesmas? a)O que vai ser medido.com.br .Exemplo de um problema científico Qual é a influência da chuva ácida no crescimento da alface tipo americana na região urbana de São Paulo. de setembro a dezembro. avaliado? b) Em função de que? c) Sei o que será feito? c) Está delimitado? O que ? Onde? Quando? Intel-Febrace-Mostratec Intel.

3.FebraceCiência Jovem .JUSTIFICATIVA (Por que fazer? Para que fazer ?) 1. qual a população beneficiada? Dalva Ines de Souza dalva@liberato.br Intel-Febrace-Mostratec Intel. 2. ambientais? Quem será beneficiado. Como surgiu esta idéia? O que ocorre(u) devido ao problema? O que o mercado.com. econômicos. o mundo pede? O que a sua pesquisa trará como benefícios sociais.

br . Pode ser: A) Afirmativa ( positiva ou negativa) B) Condicional Intel-Febrace-Mostratec Intel.HIPÓTESE Possível resposta ao problema.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.

. quando comparado ao crescimento na mesma região. de setembro a dezembro...(+) A chuva ácida não interfere no crescimento da alface tipo americana na região urbana.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato... (-) Intel-Febrace-Mostratec Intel..com.br ... onde a chuva não é ácida..HIPÓTESE afirmativa (positiva ou negativa) A chuva ácida faz com que o crescimento da alface tipo americana seja menor na região urbana de São Paulo.

Intel-Febrace-Mostratec Intel. então o crescimento da alface americana será.br .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato....HIPÓTESE Condicional Ex: Se a chuva for ácida.com.

W X Chuva ácida Intel-Febrace-Mostratec Intel.. clima.VARIÁVEIS Independentes (X) Dependentes (Y) Intervenientes (W) Tipo de solo.br Y Crescimento da alface .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato..com.

Verificar o efeito nos insetos. Verificar custos de fabricação. Intel-Febrace-Mostratec Intel.com.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.br produtos . Objetivos específicos Verificar a toxicidade dos usados.OBJETIVOS (o que quer ?) Objetivo Geral Fabricar um inseticida natural com baixo custo.

Intel-Febrace-Mostratec Intel. portanto. sempre referenciar quem disse. quem escreveu. quem já fez.br .TEÓ REFERENCIAL TEÓRICO Revisão bibliográfica. etc.com.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. o que os autores dizem a respeito do problema? Que trabalhos de pesquisa já existem sobre isto? O que já existe de similar? có crime” “Lembrar que cópia é crime”.

MATERIAL E MÉTODOS início e término da pesquisa local da pesquisa e descrição plano de pesquisa Intel-Febrace-Mostratec Intel.com.br .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.br .MATERIAL E MÉTODOS delineamento da pesquisa variáveis e definição operacional população e sistema de amostragem instrumentos de coleta de dados.com. equipamentos e materiais Intel-Febrace-Mostratec Intel.

br .MATERIAL E MÉTODOS descrição das etapas. indicadores e procedimentos a serem usados previsão da análise.com. técnicas. tratamento estatístico.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. validação e avaliação dos dados a serem obtidos Intel-Febrace-Mostratec Intel.

DELINEAMENTO Cada tipo de pesquisa tem uma determinada forma. Intel-Febrace-Mostratec Intel. certas técnicas. certas etapas a cumprir.br . uma organização.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.com.

Determinação do local e tempo da pesquisa Operacionalização dos conceitos e variáveis.DELINEAMENTO DE “LEVANTAMENTO”2 Formulação do problema. Elaboração dos objetivos e metas. São Paulo: Atlas. 4 ed. Antônio Carlos. GIL. 2002.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. Coleta e interpretação dos dados. Como elaborar projetos de pesquisa.com. Intel-Febrace-Mostratec Intel.br . Apresentação dos resultados 2GIL. Elaboração dos instrumentos de coleta de dados. Pré-teste do instrumento. Seleção da amostra.

br . Antônio Carlos. Coleta de dados.DELINEAMENTO DE “PESQUISA EXPERIMENTAL”3 Formulação do problema. Definição do plano experimental. Intel-Febrace-Mostratec Intel. Determinação do local da pesquisa. 3GIL.com. justificativa Elaboração das hipóteses. 2002. Apresentação das conclusões. objetivos Operacionalização das variáveis. Como elaborar projetos de pesquisa.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. São Paulo: Atlas. 4 ed. Determinação da amostra. Análise e interpretação dos dados.

br . etc. Intel-Febrace-Mostratec Intel.com.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.AMOSTRAGEM 1) Tipo de amostragem ? Como será feita? Qual Norma Técnica deve ser obedecida? 2) Quantos elementos? Qual o nível confiança ? Qual o erro admissível?.

br .com.AMOSTRA População: quem? quanto? tipo ? Amostra: parâmetros de inclusão e exclusão?autorização? Ética? Etc.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. Pesquisa população amostra inferência Intel-Febrace-Mostratec Intel.

br . Pré-teste Intel-Febrace-Mostratec Intel. etc. reagentes.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS Questionário Entrevista Formulário Equipamentos. máquinas.com.

avaliação Como serão avaliados? Resultados serão comparados com hipótese.. ANÁLISE INTERPRETAÇÃO DOS DADOS Mostra os critérios. etc.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.AVALIAÇÃO. para a validação.br . legislações. métodos estatísticos....com. padrões referenciais? Quais padrões ? Métodos estatísticos? Intel-Febrace-Mostratec Intel.

CRONOGRAMA Previsão de tempo dos eventos que acontecerão.br .Cronograma da execução da pesquisa em 2008 Pesquisa bibliográfica Visita a empresa de alimentos “YY” Intel-Febrace-Mostratec Intel.com. Tabela 1.FebraceCiência Jovem jan x fev x x Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

etc.br .FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. tipo.PREVISÃO DE RECURSOS O que. tamanho.com. material permanente material de consumo outros (prestadores de serviço) Intel-Febrace-Mostratec Intel. custo. quantidade.

Pesquisa histórica a) o que já foi feito a respeito? b) Que produtos similares existem no mercado? O que os torna melhores ou piores? Qual é o melhor?.br . Intel-Febrace-Mostratec Intel. para que? Formule a pergunta mais focadamente.Projetos de Engenharia. processo) Necessidade: “Como posso fazer... dispositivo eletrônico.melhor?” Delimitar: O que será: máquina. produto novo.com. etc..FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.desenvolvimento tecnológico (Produto.

br . critérios. . Listar os materiais necessários ( tipo memorial descritivo). etc) preliminar . circuito eletrônico.Projetos de Engenharia. Considerar custos. Delimitar quais serão os critérios. traçar objetivos. etc. Intel-Febrace-Mostratec Intel. questões ambientais e de segurança.com. processo) Justificar. Elaborar o projeto ( planta baixa. a construção.desenvolvimento tecnológico (Produto. elétrico.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

Apresentar os resultados ( relatório) Intel-Febrace-Mostratec Intel. Retestar.br . etc. o circuito. etc.com. processo Construir e testar um protótipo.. Reconstruir. redesenhar..FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. reprojetar. reparos. Considerar a segurança. a máquina. consertos. manutenção. Testar novamente o produto.PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO – Produto.

Deve observar critérios e normas exigidos. NBR 60232 – elaboração. NBR 10520. No exterior: observar normas específicas Intel-Febrace-Mostratec Intel. Usar Normas ABNT na apresentação: NBR 6023 – referências.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. incluindo erros e acertos e modificações futuras.apresentação.com.br . NBR 6027 – sumário.RELATÓ RELATÓRIO Relata tudo.citação NBR 14724. desde o começo. NBR 6028 – resumo. que foi realizado.

FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.br . nas respostas fornecidas Não deve ser muito cansativa (longa). Intel-Febrace-Mostratec Intel.APRESENTAÇÃO ORAL É explicação detalhada da pesquisa Deve mostrar : a) Domínio do assunto b) Clareza e desenvoltura na exposição c) Precisão dos dados d) Compreensão do tema e) Disposição na apresentação. Observar postura na apresentação.com.

gov.espacociencia.br ( entrar em Ciência Jovem) Intel-Febrace-Mostratec Intel.Apresentação em Poster.com. O que colocar?Aspecto visual?gráficos. tabelas? Fotos? Fotos de pessoas? (só autorizadas) Ver em www. Poster: VER NORMAS ESPECÍFICAS DE CADA FEIRA SOBRE MEDIDAS E OUTROS ASPECTOS. Display.com.br/febrace Ver em www.br (entrar em Mostratec) Ver em www.lsi.pe.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.br .usp.liberato.

seminários. cartazes). estandes. Intel-Febrace-Mostratec Intel. depende tudo do tamanho da feira. premiação.Montar uma feira? ? ? -Preparação de professores e alunos (cursos. etc. palestras. aulas??) -Local? -Parcerias? -Organização de comissões: normas internas.br .com. avaliação. patrocínio. marketing (folders.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. segurança.. alimentação.

br .com.AVALIAÇÃO DOS PROJETOS VER SITES DAS FEIRAS Intel-Febrace-Mostratec Intel.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.

BAGNO. O que é. Metodologia Científica. Amado L. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil. Metodologia para a pesquisa e desenvolvimento. JUNG. Intel-Febrace-Mostratec Intel. BERVIAN. Como elaborar projetos de pesquisa. 2002. 2002 4. 3. Pesquisa na escola.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. São Paulo: Prentice Hall. S. Antônio Carlos.BIBLIOGRAFIA 1. 5. 4 ed.com. 2004. CERVO. 200 2. GIL.. Carlos Fernando. ed. como se faz.Paulo: Edições Loyola. São Paulo: Atlas.br . Marcos.

BIBLIOGRAFIA 5. LAKATOS. Fundamentos de metodologia científica.A. Dalton L.. Eva M.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato. Gerência de projetos. International Rules – For precollege Science Research. Intel-Febrace-Mostratec Intel. USA. 1998. MARCONI. 1991 6. Marina de A. São Paulo: Atlas S. VALERIANO. Pesquisa.br . São Paulo: Makron Books. Guidelines – For Science and Engineering Fairs. INTEL-ISEF. desenvolvimento e engenharia.com. 7. 2008. 3ed.

Coordenadora dos cursos de capacitação de professores na Metodologia da Pesquisa Parceria Intel-Mostratec-Febrace-Ciência Jovem.Mestre em Engenharia Ambiental . Projetos de Pesquisa e Educação Ambiental .Professora de Análise Química.br .com.br Fone: 51 3584 2000 Fax: 51 3584 2008 Celular: 51 91428454 Intel-Febrace-Mostratec Intel.com. dalva@liberato.FebraceCiência Jovem Dalva Ines de Souza dalva@liberato.Licenciada em Química .Dalva Inês de Souza .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->