Você está na página 1de 1

MORTE QUE GERA VIDA NO DECORRER DOS SÉCULOS

Hino:
Texto p/ oração
Hino:

Introdução:
Muitos governos ainda punem pessoas condenadas por certos crimes com a morte, usando vários métodos para isso. A Constituição
brasileira, de 1988, proíbe terminantemente a instituição da pena de morte no Brasil, mas por muitos ela é considerada como uma forma
de punição essencial para aqueles que cometeram crimes como estupro e assassinato.
A pena de morte já existiu no Brasil à época do Descobrimento, tendo sido largamente utilizada até a segunda metade do século XIX.
Ela era executada pela forca, pela espada, na fogueira e vários outros métodos. A última execução no Brasil aconteceu em 1861, na
Paraíba.
Nos países que adotam a pena de morte, os métodos de execução mudaram bastante com o passar do tempo. No Brasil o tema "pena
de morte" gera muita polêmica e, de tempos em tempos, geralmente quando ocorre algum crime que choca a sociedade, o assunto volta
a ser discutido. De acordo com uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Datafolha, o apoio à adoção da pena de morte no Brasil
vem aumentando entre a população. Segundo o Datafolha, 55% dos brasileiros são a favor da pena de morte, e 40% são contra.
A idéia de matar alguém, não importa como, não é muito agradável. Aproximadamente 74 países dos 193 ao redor do mundo adotam a
pena de morte, entre eles China, Irã, Arábia Saudita e Estados Unidos.

Alguns outros métodos de aplicação da


pena de morte
• asfixia
• fogueira
• Crucificação ◄
• esmagamento
• Morte por mil cortes
• Decapitação (a espada, machado ou
guilhotina).
• desmembramento
• afogamento
• Eletrocussão em cadeira elétrica
• estrangulamento
• Câmara de gás

Vamos voltar nossa mente para a crucifixão.