P. 1
Escola com contexto de desenvolvimento humano

Escola com contexto de desenvolvimento humano

|Views: 112|Likes:
Publicado porIgor Jean Moura

More info:

Published by: Igor Jean Moura on Mar 22, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as RTF, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/10/2013

pdf

text

original

Escola como contexto de desenvolvimento humano

Introdução: A escola constitui um contexto diversificado de desenvolvimento e aprendizagem, isto é, um local que reúne diversidade de conhecimentos, atividades, regras e valores e que é permado por conflitos, problemas e diferenças. É nesse espaço físico, psicológico, social e cultural que os indivíduos processsam o seu desenvolvimento global mediante as atividades, programadas e realizadas na sala de aula e fora dela.O sistema escolar, além de envolver uma gama de pessoas com caracteristicas difernciadas, inclui um número signuficativo de interações contínuas e complexas,em gunção dos estados de desenvolvimento do aluno. Trata-se de um ambiente multicultural que abrange também a construção de laços afetivos e preparação para a inserção na sociedade.

--> A escola e a família

Compartilham funções sociais, políticas e educacionais na medida em que contribuem e influenciam a formação do cidadão. Ambas são rsponsáveis pela transmissão e construção do conhecimento culturalmente organizado, modificando as formas de funcionamento psicológico de acordo com as expectativas de cada ambiente. Portanto, a família e a escola emergem como duas instituições fundamentais para desencadear os processos evolutivos das pesoas, atuando como propulsoras ou inibidoras do seu crescimento físico, intelectual, emocional e social. Na escola, os conteúdos curriculares assegram a instruão de conhecimentos, havendo uma preocupação central com o processo ensino-aprendizagem. Já na família, os objetivos construídos e métodos diferenciam-se, desenvolvendo o processo de socialização, a proteçã, as condições básicas se sobrevivência e o desenvolvimento dos seus membros no plano social, cognitivo e afetivo.

nas atividades lúdicas e num ambiente de afeto e confiança. Os métodos a utilizar baseam-se na experiência. É por esta altura que se fazem os primeiros amigos. assim como contribuir de forma eficaz para compensar todo tipo de desigualdades sem que isso signifique deixar de reconhecer as difernças físicas e psicológicas das crianças. O básico tornase muito imporatante pois os jovens passam a ter não uma. Por exemplo. É nesta idade que as crianças aprendem a fazer uso da linguagem. auando estamosno jardim de infância do que quandos já somos alunos do ensino secundário. pois os alunos passam a ter muitas disciplinas. de diferenes modos. pois o aluno está na idade . desenvolvemos diferentes capacidades. a criança vai com um pouco de receio e a primeira impressão do docene torna-se muito mportante e vai determinar a sua predisposoção em relação à escola durante os tempos que se sguem. Se pelo contrário a criança for presenteada com as boas vindas será muito difernte.--> O papel da escola na diferentes faixas etárias Somos influenciados de diferntes maneiras. Por exemplo. a escola tem uma grande influência. No jardim de infância. É um período em que há bastantes mudanças e a escola é uma instituição muito importante no que respeita a informação dada aos jovens. favorecendo a integração destas no processo educativo. No secundário. No ensino primário é muito impotante o contato com o professor. certamente sua vontade em voltar à escola no dia seguinte não será muita. Nota-se uma grande diferença a nível intelectual. constroem uma imagem positiva e equilibrada de si própria e adquirem hábitos de comportamento que lhes permitem uma autonomia pessoal elementar. desinetressado e ultra-autoritário. mas várias figuras de autoridade. Nesta idade. se a criança entra em contato com um professor casmurro. de acordo com a classe de ensino m que estamos inseridos. descobrem as características físicas e sociais do meio em que vivem. a educação deverá permitir às crianças experiências que estimulem o seu completo desenvolvimento social. É por esta altura que as crianças começam a ter de ganhar alguma responsabilidade.

Se o jovem estiver num grupo fraco onde todos querem é beber e fumar. psicologia. Esta aluura é altura de decidir o que fazer da vida. estudar mais. biologia. esse jovem tem bastantes probabilidades de querer ir para uma universidade. os jovens tornam-se mais maturo e já começam a trarar de seus assuntos. temos o cao da filosofia. A escola também influencia o desenvolvimento a nível intelectual. o que faz com que a escola tenha que desenvolver meios que permitam que estes sejam influenciados da melhor forma. ojovem tem mais probabilidades de ter coportamentos de risco. Normalmente. os jovens são bastante infuenciáveis. etc. . os gurpos em que os jovens estão inseridos são um dos principais fatores de desenvolvimento: se um jovem estiver inserido num grupo de bons alunos. Aqui. há muitos alunos que são marcados por determinados professores.de transição ( menor de idade para maior de idade ). futuros definidos. Nesta altura. que tem especial interesse pqlos mesmos. no secundário começam a ter disciplinas novas e que audam a desenvolver a intelectualidade. tirar um curso. o que pode afetar os resultados escolares.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->