Fogo de Conselho, gritos, aplausos e cerimónias

CIP 2004 Departamento Regional de Formação

Conteúdos 
Fogo de Conselho - O que é um Fogo de Conselho. - Importância do Fogo de Conselho no contexto do Método Escutista e sua adequação ao imaginário e ao tipo da actividade. - Como se elabora um Fogo de Conselho. - Conteúdos e tempo para um Fogo de Conselho. - Como deve ser animado um Fogo de Conselho.

Gritos, aplausos e cerimónias 
Conteúdos: - Enquadramento em Cerimónias dos gritos, aplausos e rituais. - Como se prepara uma Celebração Eucarística, uma Vigília, uma passagem de Secção, uma Cerimónia de Promessas, uma Entrega de Insígnias, ... - Como devem ser preparados previamente os Escuteiros para participar nessas Cerimónias. - Cerimónias e Rituais mais utilizados no CNE.

Fogo de Conselho O que é? Festa? Espectáculo? Reunião? Encontro? .

Avaliação. Tipo de fogo em função dos seus objectivos .Reunião.Reflexão.Animação. .. .. .. . O fogo de conselho pode ser utilizado para diferentes fins: .

etc. patrulhas. eventuais convidados) .Tipo de fogo  Comunitário (para pequenos grupos.)  Formal (grandes grupos.

identificação por tipo (dramático. etc) .Preparação do fogo ± aspectos a lembrar a) b) Tipo de fogo Grupo de participantes e tempo de actuação (limite máximo 1h30m) Levantamento dos números Preparação do Programa . cómico.elaboração de guião (nº de entrada. aplausos e separadores) c) d) . identificação. designação e tempo.

Em forma de anfiteatro ou círculo.O local do fogo de conselho  Características: Preferencialmente plano. Afastado de fontes de ruídos . consoante o tipo. Amplo.

2m de lado. O bloco central é constituído por. acendalha e lenha fina. .Tipos de fogueiras TIPOS DE FOGUEIRAS PIRAMIDE Utilização. Não necessita de grande manutenção fornece bastante luz e calor Descrição: A base é um quadrado de 1 a 1.2m do solo. indo o diâmetro diminuindo em altura até 1 a 1. Grandes Fogos de Conselho Características. com troncos muito grossos.

em que os escutas se reúnem para conversar. Dá pouca luz. .Tipos de fogueiras POLINESIA Utilização: Fogo de conselho comunitários. cantar. Coloca-se no fundo uma Pedras para suporte dos troncos que são dispostos a toda a volta sobressaindo um pouco do buraco. Características: Longa duração e manutenção simples. Descrição: Abre-se um buraco quadrado de 40cm de largura outros tantos de profundidade.

Traçam-se no chão 4 a 6 canais nos quais se colocam outros tantos troncos. No centro faz-se uma pequena fogueira em cone. que incendiará os troncos dispostos em estrela. . esboroados rias pontas. Descrição.Tipos de fogueiras ESTRELA Utilização: Fogos de Conselho de patrulha ou equipe. Características: Fogueira de grande duração. Dá pouco calor e luz.

Tipos de fogueiras Canadiana Utilização: Fogos de Conselho de patrulha ou equipe Características: Fogueira reflectora para aquecimento .

formando um coro de apoio  e) O animador não é responsável pela fogueira. Há ajudantes para o efeito.  d) Os instrumentos deverão estar no mesmo local.Disposição do fogo de conselho e elementos necessários  O animador deve-se situar-se fora do alcance do fumo num local onde seja visto por todos os participantes. .  O animador só deverá circular quando interpretar uma canção ou aplauso.  Passagens para as entradas e saídas dos actuantes.

.

mas envolver os participantes.O perfil do animador  Deve ser organizado  Deve ser imaginativo e oportuno  Deve saber observar  Ter uma apresentação que o distinga dos restantes elementos  Ter boa colocação de voz  Não deve µcomandar¶ o fogo. .

.  Estar pronto para substituir o animador em qualquer momento com um aplauso.Função dos ajudantes  Alimentar o fogo.  Avisar os grupos das respectivas entradas. uma canção. etc.

Ritmo do fogo Clímax do fogo 1525¶ Parte muito animada 15-20¶ Parte animada 10-20¶ Fogueira acende 8-15¶ Parte moderada 15-20¶ Parte moderada 8-10¶ Parte muito calma 8-10¶ .

.  Má sincronização com ajudantes.Riscos e perigos  Momentos mortos.  Preparações no momento.  Actuações demasiado longas  Desrespeitar o ritmo do fogo.  Escuteiros em pé.

recepção.Celebração eucarística Outras: homenagem.Atribuição de insígnias ..Passagens de secção .. etc. inauguração.Promessas e Velada de Armas . aplausos e cerimónias  Cerimónias mais frequentes no CNE: .Gritos.Investiduras de guias . .

Permite nalguns domínios a adaptação a costumes locais ± noutros. é normativo  Cerimónia escutista por vezes é inserida no meio de outra cerimónia (exemplo claro: Promessas) ± necessidade de preparação e articulação! . . .Deve ser respeitado.Define o esquema dos rituais.Cerimónias com e sem ritual  Celebrações do CNE .

 Convém que exista uma espécie de ³Mestre de Cerimónias´ .Aspectos a lembrar para a preparação de cerimónias  As cerimónias distinguem-se de outros actos pela sua formalidade ± procurar dignidade!  Textos preparados devem ser lidos previamente por adulto. ser claros e adequados ao evento.

Preparação  Tempo suficiente com equipa  Preparação de guião  Preparação de todos os intervenientes  Eventuais convites dirigidos com tempo  Envolvimento de todos os participantes (explicação clara do conteúdo)  Ensaio .

maioritariamente conhecidos.Articulação com comunidade local .Ofertório (treino prévio) . folha para a assembleia) .Preparação ± alguns exemplos  Animação de Eucaristia: .Leitores (preparação) .Intervenções preparadas e combinadas com celebrante .Cânticos (ensaiados. adequados ao tempo litúrgico.

. concisos. . claros. . .Preparação ± alguns exemplos  Velada de armas: .Comentadores treinados e bons leitores.Enunciação de Lei.Objectos e símbolos necessários preparados com tempo e presentes na cerimónia. Princípios e Máximas treinados. .Cânticos (ensaiados.Textos da vigília (coerentes. folha para a assembleia). compromissos ³controlados´). maioritariamente conhecidos.

Gritos e aplausos combinados.Texto adequado. .Envolvimento de todo o agrupamento. . . .Objectos e símbolos necessários preparados com tempo e presentes na cerimónia.Preparação ± alguns exemplos  Investidura de guias: .

. Escuteiros estão devidamente preparados para acompanhar a cerimónia de forma participativa.Preparação dos nossos escuteiros  Cerimónia tem de envolver os participantes!  Primeiro aspecto a preparar: Escuteiros sabem o que vão fazer/presenciar/viver.

etc.) Combinação prévia de todas as intervenções de grupo (Gritos. saudações.) . canções. Questões protocolares (bandeiras. aplausos. Uniforme. etc.Preparação dos nossos escuteiros  Aspectos a ter em conta na preparação dos escuteiros para participação em cerimónia: Atitude e comportamento.

Preparação dos nossos escuteiros  Aspectos a ter em conta na preparação dos escuteiros para participação em cerimónia: Preparação cuidada de intervenções individuais. Envolvimento prévio dos participantes. através de ensaios ou na preparação de material necessário. EVITAR SITUAÇÕES DE IMPROVISO! .

CNE marca a presença em cerimónias pela oferta de sinal de juventude e alegria: .Canções. Participadas. . .Oferta de ³prendas´ diferentes.A Cerimónia escutista é diferente!  Cerimónias escutistas são: Alegres. Sentidas. gritos ou aplausos fora do comum.

patrulhas. subcampos.Fli 1.Gritos dos agrupamentos.2.Palma e meia .Alabum-tchicabum Atchim . secções.Baloo Foguetes .Os patinhos Gritos novos! . ..Guantanamera Riso enlatado . dedos .. etc.Os gritos e aplausos nas cerimónias  Exemplos de gritos e aplausos: .

Reuniões ou fogo de conselho A não utilizar em: .Cerimónias não-escutistas formais.Igreja. .Cerimónias exclusivamente escutistas .Onde utilizar os nossos gritos?  Bom senso acima de tudo! Gritos e aplausos escutistas adequados em: . .Eucaristias. .

Para saber mais.  Livros: Fogo de Conselho (Manual do Dirigente. Sites de outras associações escutistas Imaginação!!  Para aprender mais. CNE) Fogo de Conselho (Edição da AEP) Celebrações do CNE (CNE) O Evangelho do Escuteiro (CNE) Pio XII  Recursos: Site do CNE. não há como fazer! ...

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful