Você está na página 1de 19

Manual Utilização IReport

Criando novo relatório

Neste manual serão ensinados os passos para criação de um relatório


simples, para exemplificar o manual será criado um relatório de funcionários
do sistema, para criar um novo relatório deve-se acessar o menu Arquivo na
tela principal do IReport onde temos duas opções “Novo Relatório vazio” ou
“Assistente de relatório”, como mostra a figura 1.

Figura 1 – Criando novo relatório.

Em “Novo relatório vazio” um relatório vazio será criado porem nosso foco
será ao menu “Assistente relatório” através do qual em poucos passos pode-
se criar relatórios de nível intermediário.
Na tela inicial do assistente, deve-se informar o nome do relatório e
localização ilustra a figura 2.

Figura 2 – Assistente relatório

Após informar o nome do relatório e definir sua localização vá para próxima


tela através do botão “Próximo” que é a tela de configuração de conexões
onde se pode criar uma nova conexão ou selecionar uma existente.

Figura 3 – Tela Conexões


Parar Criar conexões ver apêndice I, após criar ou selecionar a conexão a
tela será alterada e você poderá criar uma consulta ao banco de dados a
qual será usada no relatório, a tela de criação de consultas pode ser vista na
figura 4

Figura 4 – Tela Criação Consultas

Nesta tela existem as opções de digitar uma consulta, carregar uma


existente, salvar consultas criadas ou usar o assistente de criação de
consultas. Neste manual será utilizada uma consulta que busca todos os
funcionários do sistema.

Digite a seguinte consulta:

select f.func_codg, f.func_usuario, f.func_nome, f.emp_codg,


f.func_cidade, f.func_uf from funcionarios f

Após inserir a consulta vá a próxima tela que é a Tela de seleção de campos


da consulta nesta tela selecione os campos que serão usados no relatório,
os enviando para o lado direito através das setas de navegação, para este
exemplo selecione todos os campos da consulta como mostra a figura 5.
Figura 5 – seleção campos

A próxima tela é onde se pode criar agrupamentos para o relatório. A


criação de grupos não é obrigatória mais pode ser útil para melhor
organização das informações do relatório. Para este exemplo os funcionários
serão de acordo com as empresas as quais pertencem. Para isso selecione o
campo EMP_CODG que representa o código da empresa, no Grupo 1 como
pode ser visto na figura 6.
Figura 6 – Agrupamentos do relatório

Na próxima tela escolha a disposição dos dados no relatório que podem ser
de em forma de colunas ou tabelas ficando a cargo do criador decidir qual
deles e o melhor em seu caso. Neste exemplo usaremos o layout de Tabelas.

Figura 7 – Escolha layout.

Depois de selecionar um layout a próxima tela exibira a mensagem de


finalização do relatório, para gerar o relatório pressione finalizar. Se tudo
correu bem a tela central do IReport deverá exibir um relatório semelhante
a imagem 8.

Figura 8 – Relatório em modo de designer

Para visualizar uma previa do relatório, basta alterar o IReport para modo
Preview, clicando no botão preview como destacado na figura 8, Uma previa
com todos os funcionários cadastrados no banco de dados será mostrada.
Figura 9 – Relatório Funcionários em modo Preview

Como pode-se observar o agrupamento se repete varias vezes no relatório,


isto acontece devido ao fato do mesmo ser montado na ordem que os dados
são recebidos do banco de dados. Para organizar melhor o relatório vamos
editar nossa consulta e ordená-la.

Para isso deve-se voltar ao modo Designer e clicar no Designer Query que
se localiza no topo da aba Designer como visto na figura 10.

Figura 10 – Atalho para o Report Query

Na tela do Report Query adicione ao final do comando SQL a seguinte


instrução

order by f.emp_codg

Ela ordenara os resultados da consulta com base no código da empresa.

Figura 11 – Report Query


Após alterar a consulta pressione OK para a mesma ser salva. Visualize o
preview do relatório para ver o efeito desta alteração.

Figura 13- Relatório Ordenado

O relatório deve estar semelhante a figura 13, para deixar o relatório mais
legível deve-se alterar os textos do mesmo e efetuar pequenas
modificações.

Para alterar o titulo ou qualquer outro texto estático basta estar em modo
Designer e dar um duplo clique no mesmo, assim ele entrara em modo de
edição permitindo que o texto do mesmo seja alterado como mostra a figura
14.

Figura 14 – Texto estático em edição


Altere o conteúdo do texto para “Relatório Funcionários”, também é possível
editar a fonte, tamanho, posicionamento e demais configurações do texto,
semelhante ao Microsoft Office Word através da barra acima do relatório
como destacado na figura 15.

Figura 15 – Editor Configurações de texto.

Efetue a mesma operação com as outros textos estáticos do relatório,


começando pelo cabeçalho das colunas, (a faixa cinza com letras brancas)
alterando o titulo dos mesmo de func_codg, para “Código Funcionário”,
func_usuario para “Usuário”, func_nome para “Nome Funcionário”,
func_cidade para “Cidade” e func_uf para “Estado”, e alinhe os mesmo ao
centro da caixa de texto. Altere agora o grupo código empresa, alterando
EMP_CODG para “Código Empresa: “, já se pode visualizar o resultado das
alterações alterando o IReport para modo Preview o resultado deve ser
semelhante ao apresentado na figura 16.

Figura 16 – Relatório Formatado


Pode-se visualizar que em alguns campos que não possuem dados inseridos
o relatório exibe “null” no mesmo. Em alguns casos isto é útil para tratar
informações mais neste caso não, por isso trate os campos para que exibam
texto em branco caso não exista dados a serem exibidos. Para isso volte ao
modo designer e edite as caixas de texto, que se encontram abaixo do
cabeçalho Código Empresa, para efetuar a mudança basta selecioná-la e
marcar a propriedade “Blank when null” da caixa de propriedades do
IReport como mostra a figura 17, efetue esta operação em todas as caixas
de texto desta linha.

Figura 17 – Customizando caixas de texto

Quando se seleciona um caixa de texto as mesmas opções de customização


de texto do texto estático estão disponíveis para melhorar o relatório.

A figura 18 mostra o relatório com a opção “blank when null” selecionada,


pode-se ver a diferença comparando a com a figura 16.
Figura 18- Blank when null ativado
Apêndice I

Manual de Conexão Com o banco de dados.

Para criar um relatório deve-se ter uma conexão configurada no IReport,


para isso pode-se criar uma através do assistente de conexões do IReport
acessando o ícone na barra principal ou pelo menu Ferramentas – Conexões
do Relatório.

Figura 1 – Atalho assistente configuração

Ambas as opções iram abrir uma janela onde se pode administrar as


conexões do IReport como mostra a Figura 2.
Figura 2 – Gerenciador Conexões

Neste gerenciador existe a possibilidade de criar, alterar, deletar, definir


como padrão, importar e exportar as conexões. Ao criar uma nova conexão
um assistente será iniciado na primeira tela iremos selecionar o tipo da
conexão selecione “Database JDBC connection” como mostra a Figura 3.
Figura 3 – tipo Conexão

Na próxima tela digite um nome para identificar sua conexão no meu caso
escolhi SUPORTE, em JDBC Driver selecione o driver Oracle e pule para a
parte do endereço do servidor, nome do banco usuário e senha, após
informar estes campos (caso não saiba consulta o DBA de sua empresa)
clique no botão Assistente como destaca a figura 4.
Figura 4 – Dados da conexão.

Depois deste passo o campo JDBC URL deve ser atualizado com as
informações digitadas, depois disto Pressione o botão Test no assistente,
digite a senha, se nenhuma mensagem de erro for exibida pode salvar sua
conexão caso contrario verifique os dados informados.

Assim que for salva a mesma será adicionada ao gerenciador de conexão e


poderemos utilizá-la na criação de relatórios.
Utilizando o Query Designer.

A tela inicial do Query Designer não parece muito amigável à primeira vista,
mais nela é bem pequena e simples, a primeira coisa a se fazer é selecionar
o usuário que tem acesso as tabelas como mostra a Figura 1.

Figura 1 – Tela inicial Query Builder

No meu caso o usuário com acesso geral é o TESTE, após selecioná-lo as


tabelas disponíveis serão mostradas abaixo, para usarmos uma tabela
podemos arrastá-las ate a área preta ou dar um duplo clique na mesma.
Figura 2 – Adicionando Tabelas

Na Figura 2 temos o exemplo de duas tabelas selecionadas, as quais


possuem um relacionamento entre elas que é automaticamente detectado,
assim que adicionamos tabelas a clausura from e atualizada, para
adicionarmos campos a consulta basta selecionarmos os desejados nas
tabelas e o clausura select será automaticamente atualizada como vemos
na figura 3.
Figura 3 – Selecionando Campos.

A clausura where é um pouco mais complicada para criá-la devemos clicar


com o botão direito na mesma, e em add condition.

Figura 4 - Adicionando Condições


A condição deve ser do tipo AND “e” ou OR “ou” na primeiro campo
digitamos a condição numero 1 e depois o tipo da mesma que pode ser =,
maior, menor, diferente e etc. Depois informamos no segundo campo a
segunda condição, as condições devem ser no formato
NOME_DA_TABELA.”NOME_DO_CAMPO” . Para facilitar o trabalho podemos
clicar com o botão direito na tabela e selecionar “add where condition...” o
qual abrira um tela de inserção de condição com a primeira condição já
adicionada.

Para adicionarmos clausuras group by e order by, basta selecionarmos as


mesmas na clausura select e selecionar uma das duas opções “add to
group-by” ou “add to order-by”.

Com isso já podemos criar consultas simples com muita rapidez e utilizá-las
em nossos relatórios.