Proteção Radiológica

Facilitador: Gleydson Nicolau Especialista em radioproteção

O que é proteção radiológica?
Segundo a norma da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) é o conjunto de medidas que visam proteger o homem, seus descendentes e seu meio ambiente contra possíveis efeitos indevidos causados por radiação ionizante proveniente de fontes produzidas pelo homem e de fontes naturais modificadas tecnologicamente.

Fatores da proteção radiológica  Tempo de exposição  Blindagem adequada  Distância da fonte ou aparelho produtor de radiação .

Efeitos das radiações  Não percebidas pelos sentidos do corpo Efeitos manifestados no futuro Efeito estocástico Efeito determinístico    .

Efeitos das radiações .

Princípios de proteção radiológica   ALARA (tão baixo quanto possivelmente exeqüível) Conviver de forma harmoniosa e segura com a radiação. .

planejado e calculado para evitar exposição desnecessária aos indivíduos.Princípios de proteção radiológica(ALARA) Justificação: Apenas produzir e utilizar a radiação suficiente para produzir algum benefício.  . sendo rigorosamente observado. Otimização: Utilizar sempre a menor dose possivel de radiação.

 Filtro na janela do tubo:  Limitadores de campo: .Recomendações práticas para otimização da dose.

 Campo de radiação: .Recomendações práticas para otimização da dose.

Recomendações práticas para otimização da dose.  Saiote de chumbo:  Distância mínina do foco a pele (30cm) .

Recomendações práticas para otimização da dose. (mais rápido)  Calibração periódica do aparelho .  Ecrans intensificadores de luz verde.

.Recomendações práticas para otimização da dose.   Evitar repetições Manutenção periódica do sistema de processamento.

Kv = (E x 2) + C.  Sempre utilizar técnicas cm alto Kv e baixo mAs.A. mAs = mA x S .Recomendações práticas para otimização da dose.

Proteção ao trabalhador    Exames clínicos periódicos Hemograma completo (contagem de plaquetas) Biombos e barreiras .

Proteção ao trabalhador  Usar sempre que necessário avental de chumbo .

Proteção ao trabalhador   Não se expor a radiação primária Utilizar sempre o dosimetro .

.Intensidade de radiação  A intensidade da radiação é inversamente proporcional ao quadrado da distância.

Princípio da limitação de dose RelacionaRelaciona-se com os limites de dose individuais tanto ara a exposição ao público como para a exposição do Indivíduo Ocupacionalmente Exposto. .

Dose efetiva média anual não deve exceder 20 mSv em qualquer período de cinco anos consecutivos. Os valores dos limites de dose não podem ser excedidos. Dose equivalente anual não deve exceder 500 mSv para extremidades e 150 mSv para o cristalino. .Exposições ocupacionais      Devem ser controladas. Não exceder em nenhum ano 50 mSv.

Unidades de radiação Grandezas mais utilizadas em proteção radiológica: Atividade (A) Exposição (X) Dose absorvida (D) Dose equivalente (H) .

Unidades de radiação Atividade: Número de desintegrações radioativas por unidade de tempo.  . não deixando de mencionar o tempo de meia vida . Pelo (SI) a unidade de radiação é o Becquerel.

Este intervalo de tempo também é chamado de período de semidesintegração. .Unidades de radiação  Atividade Tempo de meia vida: Intervalo de tempo em que uma amostra deste elemento se reduz à metade.

* Meia vida = 74.24 anos  Irídio 192.Unidades de radiação Atividade Tempo de meia vida EX:  Cobalto 60 * Meia Vida = 5.4 dias  .

a unidade utilizada é C/Kg (carga elétrica por unidade de massa)  .Unidades de radiação Exposição: Capacidade dos raios X ou raios gama de produzirem ionizações no ar. No (SI).

É a quantidade de energia transferida na matéria por unidade de massa: Gy = J / Kg  .Unidades de radiação Dose absorvida: Engloba todos os tipos de radiações ionizantes e é válida também para qualquer tipo e material absorvedor.

 .Unidades de radiação Dose equivalente: A dose equivalente considera os seguintes fatores: Tipo de radiação ionizante Energia transferida Distribuição da radiação do tecido Utilizando esse fatores podemos avaliar o dano biológico causado pela radiação ionizante.

Orientações gerais em proteção radiológica       Aplicar as normas básicas de proteção:Tempo . Usar sempre o dosímetro pessoal. Utilizar. Evitar a repetição de radiografias. sempre que possível os EPIs. Distância e Blindagem. Nunca ficar na direção do feixe primário de radiação. . Evitar segurar o paciente na hora do exame.

Orientações gerais em proteção radiológica     Se for inevitável segurar o paciente usar sempre avental de chumbo e de tireóide. Usar sempre o protetor de gônadas desde que não interfira no resultado do exame. Colimar apenas a área anatômica de interesse. . Só realizar exames em mulheres grávidas se solicitado pelo médico responsável e com medidas de proteção para o caso.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful