Você está na página 1de 16

PENAL

PRISÃO PREVENTIVA

PRESSUPOSTOS (art. 312, “in fine”): PEC + ISA

PEC = Prova da Existência do Crime


ISA = Indício Suficiente de Autoria

FUNDAMENTOS (art. 312): GOP, GOE, CIC ou AALP

GOP = Garantia da Ordem Pública;


GOE = Garantia da Ordem Econômica;
CIC = Conveniência da Instrução Criminal;
AALP = Assegurar a Aplicação da Lei Penal.
* Basta um dos fundamentos para decretar a prisão.

HIPÓTESES LEGAIS (permissivos legais), art. 313:

CRIME DOLOSO:
a) punido com reclusão;
b) punido com detenção:
I – quando o indiciado é vadio;
II – quando houver dúvida sobre a sua identidade;
III - quando reincidente.

Como toda prisão cautelar, afere-se sempre a necessidade de sua decretação. Está prevista nos arts. 311 a 316 do CPP.
Não cabe nos crimes culposos. Pode ocorrer durante o inquérito policial assim como na instrução criminal (art. 311).

Provas Ilícitas x Provas Ilegítimas (Processo Penal)

Provas Ilícitas: são obtidas com violação ao Direito Material

Provas Ilegítimas: são aquelas que violam normas de Direito Processual

Macete:

Ilícitas ( 8 letras ) = Material ( 8 letras )

Ilegítimas ( 10 letras ) = Processual ( 10 letras )

NUMERO DE TESTEMUNHAS
Ordinário = começa com a letra "O" de oito, portanto, o n° máx. de test. admitido nesse procedimento é 8.

Sumário = inicia com a letra "S" que lembra "C" de cinco.

Sumaríssimo = possui 3 letras "S" ou tb 8-5=3

Teoria adotada pelo CP quanto ao Tempo e o Lugar

TEMPO DO CRIME:
O Código Penal adotou a teoria da aTividade, conforme se verifica no seu art. 4º.

LUGAR DO CRIME:

Nosso Código Penal adotou a teoria da Ubiqüidade (mista ou unitária), conforme se verifica no seu art. 6º.

Resumindo:

"T"empo do crime = teoria da a"T"ividade


l"U"gar do crime = teoria da "U"biqüidade

DECORE OS CRIMES HEDIONDOS

GENEPI ATESTOU QUE O HOLEX É FALSO

GEN - Genocídio
EPI - Epidemia com resultado morte
AT - Atentado violento ao pudor
EST - Estupro
HO - Homicídio (simples e Gp de extermi.)
L - Latrocínio
EX - Extorsão (alguns casos)
FALSO - Falsificação de substância medicinal.

ITER CRIMINIS

o iter tem um COPREXCO

OU SEJA CO= COGITAÇÃO


PRE=PREPARAÇÃO
EX= EXECUÇÃO
CO= CONSUMAÇÃO

Distinção entre Dolo eventual e Culpa consciente

Nas palavras de Muñoz Conde, "no dolo eventual, o sujeito não quer o resultado, mas conta com ele, admite sua
produção, assume o risco, etc." Se este vier a acontecer, pouco importa.

Na culpa consciente, o agente, embora prevendo o resultado, acredita sinceramente na sua não ocorrência.

Resumindo:

Dolo eventual = foda-se!


Culpa consciente = fudeu!

Qualificadoras do Homicídio

PATO FU EMTRA NA CONEXÃO

PA = Paga ou promessa de recompensa


TO - Outro motivo TOrpe
FU = Motivo FUtil
EM = EMprego de fogo, veneno, explosivo..
TRA = TRAição, emboscada, dissimulação...
CONEXÃO = Para assegurar a execução, ocultação, impunidade ou vantagem de outro crime.
_________________
REQUISITOS do REGISTRO de armas de fogo,

CARION 25 tá?

C = capacidade técnica
A = aptidão psicológica
R = residência fixa
I = idoneidade
O = ocupação lícita
N = necessidade
25 = ter 25 anos ou mais

T = taxa (R$ 300,00)


A = autorização do SINARM

Lembrem-se que esses são os requisitos, pois existem tb as características do registro que são outras, ok? Se alguém
tiver interessado em saber eu posso colocar aqui tb.

E mais, PORTE é diferente de REGISTRO, isto é, o registro é pressuposto para se obter o porte

Princ. da Territor. e Extrater. ( D. Penal)

Os princípios da territorialidade e extraterritorialidade (arts. 5º e 7º do Código Penal), são:

TErritorialidade
Defesa
Universalidade
PErsonalidade
BAndeira

Memorize: TEDUPEBA ... BA TE N D U PÉ

RECEPTAÇÃO

- Praticar receptação é uma fria... daquelas lá dos "ARTCOS"

A = Adquirir
R = Receber
T = Transportar
C = Conduzir
O = Ocultar

Corrupção passiva própria e imprória

É importante destacarmos a diferença entre a Corrupção passiva própria e imprópria

Na C.P.Própria o sujeito ativo pratica irregularmente um ato de ofício em razão da propina.

Na C.P.Imprópria é aquela em que o funcionário pratica ou deixa de praticar um ato de ofício que já deveria fazer, só que
faz mediante paga.
Ex. Oficial de justiça que recebe quantia para citar alguém, o que já é de sua obrigação.

Corrupção de crimes

É interessante ficarmos esperto em algumas pegadinhas de concurso no que tange aos crimes de corrupção elencados no
código penal, aí vai uma dica:

Corrupção ativa de testemunha - Art 343


DAR, OFERECER E PROMETER

Corrupção passiva - Art. 317


SOLICITAR, RECEBER E ACEITAR

Corrupção ativa - Art. 333


OFERECER E PROMETER

Obs. É de se chamar a atenção que o crime c. ativa não possuir o verbo dar ou solicitar.

Então, se a testemunha solicita o dinheiro e alguém paga, este responderá pelo crime na modalidade dar.

CRIMES CONTRA HONRA - MACETE

Comecemos pelos conceitos depois os macetes:

1. CONCEITOS:

CALÚNIA - falsa imputação de FATO CRIMINOSO a outrem.

DIFAMAÇÃO - imputação a alguém de FATO OFENSIVO a sua reputação.

INJÚRIA - ofensa à dignidade, decoro ou qualidade de outrem. Manifestação de desrespeito e desprezo.

2. MACETES:

"C" ALÚNIA - começa com "C" de CRIME

DI "FA" MAÇÃO - a segunda sílaba é "FA" de FATO

"IN" JÚRIA - essa eu não sei porque quem me ensinou é muito "IN"GUINORANTE. Pronto, sem querer eu injuriei o meu
professor

CONSTITUCIONAL

Art. 1º ao 4º
Você tem de sabê-los melhor do que o endereço de sua casa! Principalmente se irá fazer concurso de segundo grau
ou analista judiciário.

Art. 5º
É a sua “bíblia”, leia-o todos os dias antes de dormir, pois cairá em qualquer prova, qualquer concurso que se preze.

Art. 6º ao 17
RECEITA FEDERAL - Não vem caindo
Área de Gestão – moderadamente
Muito cobrados para analistas e técnicos de tribunais
A FCC gosta muito, o Cespe moderadamente

Art. 18 e 19
Importantíssimos, principalmente o 18,

Art. 20
Importante tanto para Direito Constitucional quanto para Direito Administrativo

Art. 21- Comptc da União - incisos mais cobrados:


IV
XI
XII
XIII
XIV
XXIII – não tem sido cobrado, mas vale a pena dar uma olhada!

Art. 22 – Comptc PRIVATIVA da União incisos mais cobrados:


I – Não precisa decorar, decora os concorrentes (Tri Fi Penit Ec Ur) e usa a exclusão para chegar nestes
II – É privativo da U, apenas LEGISLAR sobre desapropriação e não EXECUTAR a desap.
XXIV – Diretrizes e bases da educação é privativo, mas educação é concorrente (24 IX)
XXIII – Perceber que União legisla sobre SEGURIDADE, enquanto PREVIDENCIA é concorrente
Parágrafo ÚNICO

Art. 23
Decorar o parágrafo Único – Perceba que diz LEIS COMPLEMENTARES no PLURAL

Art. 24 - incisos mais cobrados


I – Tri Fi Penit Ec Ur
II
IX
XI – Perceba que procedimentos de matéria processual é concorrente, enquanto direito processual é privativo
PARAGRAFOS 1, 2 ,3 ,4 --muito importante

Art. 25 – importantíssimo

Art. 26 – Importante para DC e DA

Art. 27 – Decorar o parágrafo 2 e 4

Art. 28 – Decorar o parágrafo 1

Art. 29 – Decorar o seguinte:

Caput – DDD da lei orgânica ( 2 turnos,2 dias, 2...)


II – 200 mil ELEITORES
VII
VIII
X
XIII

29-A - Parágrafo 1

A respeito do art. 29, criei uma forma de entendê-lo (e não decorar todo ele)...é bem braçal, mas para não ocupar
nosso HD mental com aquelas alíneas, acho que vale a pena.
.
Fica a dica.
.
São 4 passos:
.
1°- Começa em 9 vereadores e termina em 55. (Só números Ímpares)
2°- Com 9 têm no máximo 15 mil habitantes.
3° - Decorar a sequência das diferenças: 15, 20, 30, 40(2x), 140, 150(8x), 300, 600(2x) e 1 milhão(6x).
4° - ir somando as diferenças nas sequências das alíneas...
.
.
Daí é só começar a brincadeira:
.
9 vereadores - até 15 mil
11 v - de 15 até 30 mil (1° do passo 3)
13 v - 30 até 50 mil (2° do passo 3)
15 v - 50 até 80 mil...
17v - 80 até 120 mil...
19v - 120 até 160 mil...
21v- 160 até 300...
.

30 – incisos I, II e V

Art. 31- parágrafo 4º principalmente


O resto cai bem em provas municipais ou para tribunais de contas ou controladorias

Art. 32 - importante

Art. 33 – importante

Art. 34, 35, 36 – A ESAF costuma cobrar superficialmente, só as regras e raramente, FGV cobra as minúcias, e
FCC cobra de forma moderada...

Art 37 ao 41 – Saber melhor que o endereço de sua casa

Art. 42 e 43 – Pouco cobrado

44 ao 47 – importante

48 – passar os olhos, não é cobrado em si, apenas o conhecimento das estruturas

49 – muito importante: principalmente:


I, II, III, V, VII, VIII, IX e XV

50 – passar os olhos

51 – importante conhecer a literalidade de todos os incisos

52 – I, II – muito importante – e passar os olhos no resto


53 – Decorar todo – muito Importante

54, 55 e 56 – Pouco cobrado

57 e 58 – ligeiramente mais cobrado do que os artigos acima. Bom passar os olhos mas, sem destaque especial

59 ao 69 – Importantíssimo

70 ao 75 – Muito importante, (grau 6,5 de 0 a 10)

76 ao 83 – importante

84 – atenção à:
IV
VI – importantíssimo
XXV
Paragrafo Único

85 a 86 – muito importante

87 e 88 – cai pouco

89 e 90 – Caiu na RFB 2005, mas de modo geral, cai pouco... bom ler e pegar a questão
91– Cai pouco

___aqui começa o judiciário, se você for prestar concurso para este poder... já era, sei que é chato, mas dê
uma boa lida!!! – Se for prestar para o Legislativo ou Executivo, segue as regras:

92

93 – Decorar Caput, incisos I , V e X - importantes

94 – bom ler

95 – bom ler

96 – a ESAF tem cobrado recentemente esses conceitos

97 – Saber melhor que o seu endereço e integrar com a Sumula Vinculante sobre isso

98 e 99 – cai pouco

100 – Cobrado de forma moderada em provas de DA

101 – importante

102 – bom dar uma lida atenciosa e decorar os parágrafos

103 e 103-A – Saiba melhor q o endereço de sua casa!

103-B – cai pouco


104 – cai pouco

105 – ler com calma, mas sem muito enfoque - atenção às mudanças feitas pela EC 45 vide inciso I i)

106 ao 126 – Não é muito cobrado, mas é bom ter certo conhecimento, recomendo uma lida leve

____ Fim do judiciário.... Uffa!!

127 ao 130 – importante

130-A – Cai muito pouco

131 a 135 – Volta e meia cai algo sobre o assunto

136 a 141 – Não é cobrados em suas minúcias, mas são artigos importantíssimos para saber o que acontece, nada
impede que possa ser objeto de exame

142 e 143 – Assim como o art. 42 – praticamente não tem caído em provas para área fiscal

144 – Bem importante, tem sido cobrado bastante, obs. ao parágrafo 1 e 9

145 a 162 – Para área fiscal é imprescindível! É quase um manual de instruções.

163 a 168 – imprescindível à área de gestão, mas pra área fiscal tem pouca cobrança

Obs. ao art. 167 – principalmente incisos IV e XI – importantíssimo para qqer prova!

169-importantíssimo para DA

170 a 181 –importantes, ênfase a:


Art 173 todo, 174, 175, e 177 parágrafo 4

182 e 183 – pouco cobrado para área fiscal – salvo o IPTU progressivo no tempo!

184 e 191 – pouco cobrado para área fiscal – mas é importante o caput do 184 e os seus parágrafos 1 e 5

193 a 204 - Tem de estar Decorados

205 a 231 – praticamente não é cobrado para área fiscal, mas é bom passar os olhos...

233 a 250 - dar ênfases a:

239 – dar uma lida


241, 243, 246 e 248 – Decorar

ADCT
Art 2 – saber que existe

Art 3 - importante comparar o Rito da Emenda de Revisão ao rito da EC comum.


Art 10 – não é muito cobrado na área fiscal, mas é bom saber!

Art 34 – É cobrado na área fiscal

Art 48 – Não para área fiscal

Art 58 – para Receita

Art 88 – importantíssimo para DT

Art 94 – importante para DT

Sobre a extinta CPMF se alguém interessar: art. 74, 75, 84 e 90

FOI OUTORGADA OU PROMULGADA?

- Quando surgir esta dúvida, use esse macete:

Promulgadas - 1988-1946-1934-1891 (Só esta última é nr ímpar)

Outorgadas - 1969-1967-1937-1824 (Só esta última é nr par)

LEGITIMIDADE PARA PROPOR ADIN

1)Três pessoas
a) Presidente
b) Governador*
c) PGR
2)Três mesas
a) Mesa das Assembléias*
b) Mesa da Câmara
c) Mesa do Senado
3)Três instituições
a) OAB
b) Partido com represent. no CN
c) Confed. Sind./Ent. Classe Nacional*

Observe que de cada grupo eu escolhi o mais “fraquinho”


e coloquei asterisco. É que o constituinte resolveu pegar esses mais
“fraquinhos” e exigir pertinência temática (art. 97/CF)

Outra observação: pode causar alguma confusão com os


legitimados a propor MS coletivo, porque se parecem.
Na verdade, pareciam, pois agora vou diferenciá-los;

PARECIAM = PARESIA1
PARE = PArtido com Representação
E = Entidade de classe
SI = SIndicato
A = Associação constituída há pelo menos 1 ano

PASSEI ESSE MACETE NO ÚLTIMO SEGUNDO ANTES DE NOS ENTREGAREM A PROVA SUBJETIVA PARA DELEGADO DE
GOIÁS E O COLEGA FOI APROVADO NA PENÚLTIMA COLOCAÇÃO EM 2001.

CARACTERÍSTICAS DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS.

É so lembrar que você "HIIIA" estudar para não esquecer quais as características destes direitos.

H - istoricidade.
I - nalienabilidade.
I - mprescritibilidade.
I - rrenunciabilidade.
A - plicabilidade imediata.

CLÁUSULAS PÉTRAS

REGRA: é possível alterar a Constituição.


EXCEÇÃO: algumas matérias não podem. São as chamadas cláusuas pétreas, ou seja, um conjunto de artigos que não
podem ser abolidos da Constituição.
Basicamente as Cláusulas Pétreas estão no art. 60, § 4.º da Constituição da República.
Dica de Memorização:
o netinho pergunta para o vovô sobre essa história do mensalão e dos políticos (DIGA VÔ)
e o vovô responde (o PODER FEDE)
DIreitos e GArantias individuais
VOto direito, secreto, universal e periódico
a separação de PODERes
a forma FEDErativa de estado

Costuma cair nas provas de direito constitucional, principalmente nos Exames de Ordem, a distinção entre os
fundamentos da República (art. 1º) e objetivos fundamentais (art. 3º).

Para não se confundir, faço o seguinte: os fundamentos, que são 5, pertencem à classe gramatical do substantivo(a
soberania, a cidadania..); já os objetivos fundamentais, que são 4, são verbos no infinitivo (construir, garantir,
erradicar,...).

O conceito de regime político envolve:

Sistemas de Governo ( preSidencialista, parlamentarista etc. ),

FOrma de GOverno ( [na] república, monarquia ), e,

Forma de Estado ( FEderal e unitário ).

Macete (resumo):

Sistema de Governo: preSidencialista (Si)

FOrma de GOverno: [na] república (FOGO)

Forma de Estado: FEderal (FE)

REgime Político: DEmocracia (REDE)

PARA NÃO ERRAR MAIS O SIGNIFICADO DE PROMULGADAS E OUTORGADAS:

CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES QUANTO À ORIGEM : PROMULGADAS OU OUTORGADAS (Existem tb as Cesaristas


e as pactuadas)

PROMULGADAS = começa com "P" de POVO (fruto do trabalho de uma Assembléia Constituinte, deliberação da
representação legítima popular)

OUTORGADAS = começa com "out" de OUTROS que não o povo (são as constituições impostas por agente
revolucionário).
EXPULSÃO = "UL" tem as mesmas letras de UniLateral ou "U" de 1, ou seja, é ato de retirada unilateral(forçada) pelo
cometimento de atividade nociva ao Estado. Não há requisição!

EXTRADIÇÃO = "TR" lembra 3 que é mais que 1 e não pode ser trilateral (hehe!) mas com certeza é bilateral. Bilateral pq
alguém pede. É requisição de outro Estado.

DEPORTAÇÃO = "PORT" lembra passaPORTe, ou seja, situação irregular no país. É tb retirada forçada e ato unilateral.

Quais são as características da nossa Constituição?

FEDPRA:
F=FORMAL
E-ESCRITA
D=DEMOCRATICA
P=PROMULGADA
R=RIGIDA
A=ANALITICA

Uma forma de decorar algo (isso vale p leis, princípios, constituição) é ligar a números. Tipo, quais são as
competências dos Municípios? Eu sei que são ONZE (11) competências. Então vc pega uma folha e escreve uma
por uma, não precisa colocar tudo, coloca apenas as palavras chave.

1-INTERESSE LOCAL--> ou seja, os municípios legislam sobre assuntos de interesse locais


2-SUPLEMENTAR--> os municípios podem suplementar a CF e Estadual p atender a particularidades suas
3-TRIBUTOS--> essa é fácil. Vc sabe que cada ente institui seus próprios impostos, já q temos impostos de
competência da União, dos Estados e dos Municípios, como o ISS e o IPTU.
4-DISTRITOS->criar, organizar inst. distritos
5-SERVIÇOS PUBL. (obs. q eu n coloco no papel toda a palavra, o cérebro já sabe o q eu quero dizer)--> os
municípios ou diretamente ou por concessão irão prestar os serviços públicos locais
6-EDUCAÇÃO-->ensino pré e fundam.
7-SAUDE
8-ORD. TERRITORIAL--> promovem o ordenamento territorial de cada município
9-PRESERVAÇÃO $ HIST. CULT (ESSE "$" eu utilizo para referir a PATRIMONIO.

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (ARTS. 1º A 5º) FUNDAMENTOS –


SOCIDIVAPLU OBJETIVOS: aqui penso na GRETCHEN Isso mesmo! O objetivo da república é a GRETCHEN
-CONGAERRAPRO ("CONGA"ERRAPRO) INTERNACIONAIS -INPREAUTO NIDESORECOCO
("INPREAUTO" com pronúncia em inglês e "NIDESORECOCO" com pronúncia em francês)

Art. 59 da CF/88: Processo legislativo compreende:


EU CONHEÇO O DIRETOR DO MP DR.
Eu (Emenda constitucional)
Conheço (lei complementar)
O (lei ordinária)
Diretor do (lei delegada)
MP (medida provisória)
D (decretos legislativos)
R (resoluções)
PODER JUDICIÁRIO: art. 92 e seguintes –
Número de Ministros dos Tribunais Superiores:
STF (Supremo Tribunal Federal) - Somos Time de Futebol -time de futebol tem 11 jogadores/ ministros!
STJ (Superior Tribunal de Justiça) - Somos Todos de Jesus -com quantos anos Jesus morreu? 33 ministros!
TST (Tribunal Superior do Trabalho) -Trinta Sem Três - esse é matemática, trinta sem 3 é? 27 ministros
TSE (Tribunal Superior Eleitoral) - pega o T e põe depois do E! SET, 7 ministros.
STM (Superior Tribunal Militar) - Somos Todas Moças - com quantos anos as meninas viram moçinhas? 15!

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA ADM PÚBLICA: ART. 37 Legalidade Impessoalidade Moralidade


Publicidade Eficiência Nessa ordem temos: L I M P E. Obs.:Esses são apenas os princípios expressos na
constituição. Outros princípios podem ser encontrados na Lei 9.784/99, art. 2º, Lei 8.666/93.

COMPETÊNCIA DA UNIÃO: ART. 21 -Em provas que cai a literalidade do texto da lei, lembrar que a
competência da União (art. 21 e seguintes da CF/88) COMEÇA SEMPRE POR VERBOS!

COMP. PRIVATIVA DA UNIÃO E OUTRAS: Somente a competência privativa começa a frase com substantivo!
ART. 22 ss: CAPACETE de PM
C= direito comercial
a= agrário
p= penal
a= aeronáutico
c= civil
e= eleitoral
t= trabalho
e= espacial
P= processual
m= marítimo
- Lembrar que competência COMUM (ART. 23) começa com verbo, igual à competência exclusiva (lembrar do
verbo excluir).

COMPETÊNCIA CONCORRENTE UNIÃO (art. 24) é só lembrar que todos correm pra casa e pro dinheiro:
Ramos do direito que envolvem dinheiro: dir. econômico, tributário, financeiro;
Ramos do direito que envolvem moradia: dir. urbanístico e penitenciário (para quem está preso).

LEGITIMAÇÃO PARA A ADIN E ADC: ART. 103 23/05/2006 16:49


1)Três pessoas a) Presidente b) Governador* c) PGR
2)Três mesas a) Mesa das Assembléias* b) Mesa da Câmara c) Mesa do Senado
3)Três instituições a) OAB b) Partido com represent. no CN c) Confed. Sind./Ent. Classe Nacional* Observe que de
cada grupo eu escolhi o mais fraquinho e coloquei asterisco. É que o constituinte resolveu pegar esses mais
fraquinhos e exigir pertinência temática (art. 97/CF)

Legitimados a propor MS coletivo, porque se parecem. Na verdade, pareciam, pois agora vou diferenciá-los;
PARECIAM = PARESIA PAR =
PArtido com Representação
E =Entidade de classe
SI =SIndicato
A =Associação constituída há pelo menos 1 ano

LEGITIMAÇÃO PARA ADIN, ADC E ADPF: ART. 103 - Com a advento da EC 45 os legitimados para ADIN
(Ação Direita de inconstitucionalidade), ADECON (Ação Declaratória de Constitucionalidade) e ADPF (Argüição
de Descumprimento de Preceito Fundamental, passaram a ser os mesmos, todos elencados no art. 103, da CF.
Transmito a vocês uma dica para memorizar pelo menos 07 dos 12 legitimados, de uma maneira mais fácil.
Vejamos:
1º- basta lembrar quais são as maiores autoridades do Poder Executivo federal, estadual e do DF, são elas,
respectivamente: a) Presidente da República; b) Governador de Estado; c) Governador do DF.
2º- lembrar das maiores autoridades do Poder Legislativo federal, estadual e do DF, que são, respectivamente:
a) a Mesa do Senado federal;
b) a Mesa da Câmara dos Deputados;
c) a Mesa de Assembléia Legislativa estadual;
d) a Mesa da Câmara Legislativa do DF. depois é só gravar os outros cinco:
1. PGR,
2.Conselho Federal da OAB,
3.Entidade de Classe de âmbito nacional,
4.Confederação Sindical e
5.Partido político com representação no Congresso.

ESTADO DE DEFESA E ESTADO DE SÍTIO:


ART. 136 - No estado de DEFESA o presidente DECRETA o estado (D =D) e depois comunica ao congresso. No
estado de SÍTIO o presidente SOLICITA autorização para decretar ao congresso. S =S O estado de sítio vem depois
do estado de defesa, portanto é mais grave (no alfabeto S vem depois de D) ESTADO DE DEFESA E SÍTIO: ART.
136 só vale ressaltar que essa AUTORIZAÇÃO (solicitação) ao congresso nacional no Estado de Sitio é o chamado
controle político PRÉVIO. outra obs. mais importante é que no caso do Estado de Sitio apesar dessa autorizao
(solicitação) anterior do congresso nacional, posterior a ela é necessário o decreto presidencial para que seja
instituído o Estado de Sitio (ou seja não substitui o decreto)

COMPETÊNCIA DO STF E STJ:


ARTS. 102 E 105 Competências do STF e do STJ Quem é competente para julgar as autoridades? Para solucionar a
questão sigo o roteiro das imagens descritas: Aeroporto localizado em uma cidade no interior do estado. Desse
aeroporto partem vôos regulares para Brasília-DF (BSB) e para a capital do estado. Esses vôos são numerados 102
e 105 respectivamente (artigos da constituição que tratam da matéria). O vôo 102 leva as autoridades nomeadas,
eleitas, designadas ou chamadas a trabalhar em BSB ou no exterior (chefe de missão diplomática de caráter
permanente). Já o vôo 105 leva as autoridades nomeadas, eleitas*,designadas ou chamadas a trabalhar na capital do
estado. Deputado estadual não consta da relação. Com os passageiros a bordo o destino do vôo 102 será o STF, e o
destino do vôo 105 será o STJ.

DEPORTAÇÃO, EXTRADIÇÃO E EXPULSÃO:


ART. 22, XV EXPULSÃO =UL" tem as mesmas letras de UniLateral ou "U" de 1, ou seja, é ato de retirada
unilateral(forçada) pelo cometimento de atividade nociva ao Estado. Não há requisição!
EXTRADIÇÃO =TR" lembra 3 que é mais que 1 e não pode ser trilateral mas com certeza é bilateral. Bilateral pq
alguém pede. É requisição de outro Estado.

DEPORTAÇÃO =PORT" lembra passaPORTe, ou seja, situação irregular no país. É tb retirada forçada e ato
unilateral.

CARACTERÍSTICA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS:


ART. 5º -Direitos Fundamentais a gente logo lembra de Direitos Humanos. Dessa forma, para gravar a
característica é só lembrar: Direito fundamental do Homem (H) é 1,2,3 I RUA !H -istoricidade. I -nalienabilidade. I
-mprescritibilidade. I -rrenunciabilidade. R -elatividade. U -niversalidade A -plicabilidade imediata

PLEBISCITO E REFERENDO:
ART. 14 Plebiscito -Prévio (P-P); Referendo -Ratifica ou Rejeita, portanto, é posterior (R -R -R).
CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES: Ú DO ART.1º CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES
QUANTO À ORIGEM : PROMULGADAS OU OUTORGADAS (Existem tb as Cesaristas e as pactuadas)
PROMULGADAS =começa com "P" de POVO (fruto do trabalho de uma Assembléia Constituinte, deliberação da
representação legítima popular)
OUTORGADAS =começa com "out" de OUTROS que não o povo (são as constituições impostas por agente
revolucionário)

DIREITOS SOCIAIS: ART.6º


art. 7º da CF/88: MESSTAL PPP. Moradia Educação Saúde Segurança Trabalho Assistência aos desamparados
Lazer Previdência social Proteção à infância Proteção à maternidade
Tem outra frase: Todo Porco, Polenta e Peixe fica SEM SAL"

OBJETIVOS FUNDAMENTAIS DA RFB: ART. 3º Se vc tiver "garra" vai errar pouco. Daí eu pensei: CON
GARRA ERRA POUCO. CON -CONstruir uma sociedade. GAR -GARantir. ERRA- ERRAdicar a pobreza. P
-Promover o bem de todos.

COMPETÊNCIA PRIVATIVA E EXCLUSIVA: ARTS. 22 E OUTROS


Privativa: Combina com privada, (vaso sanitário), você tem o seu mas quem vem na sua casa também usa; logo, é
delegável. Percebam que na competência privativa (art. 22) há substantivo começando (lembrar de privada que é
substantivo): direito comercial, civil etc.
Exclusiva: Combina com escova de dentes, você tem a sua e ninguém mais usa; logo, é indelegável! Percebam que
na competência exclusiva (art. 21) há verbo começando (lembrar de excluir, que é verbo): manter, declarar etc.

Legitimados da ADIN -legitimados para propor ADIN:


Papai e Mamãe Mandaram Matar o Governador Porque o Canalha Perdeu a Compostura.
Papai -Presidente Mamãe -Mesa do Senado Mandaram -Mesa da Câmara Matar -Mesa da Assembléia Legislativa
Governador -o próprio
Porque -Procurador Geral da República
Canalha - Conselho Federal da OAB
Perdeu - Partido Político com representação no Congresso
Compostura - Confederação sindical/Entidades de classe nacional

ADMINISTRATIVO

Se alguém lhe perguntar os elementos do ato administrativo, diga que são estes cinco que eu...

...COMFFIRMO

- COMpetencia
- Forma
- FInalidade
- Motivo
- Objeto

O agente público que incorre em improbidade administrativa é SUPER IRRESponsável

Consequências constitucionais
SU - SUspensão dos direitos políticos
PER - PERda da função pública
I - Indisponibilidade dos bens
RES - RESsarcimento ao erário

ATRIBUTOS DO ATO ADM - PAI

- PAI
- Presunção de legitimidade
- Auto-executoriedade
- Imperatividade

DESCONCENTRAÇÃOXDESCENTRALIZAÇÃO

São institutos muito confundidos por todos nós e que merece um macete para ajudar!

Antes de tudo, para visualizar melhor, pegue uma folha e faça um circulo maior e outro menor dentro daquele. No círculo
do centro (menor), escreva administração direta e no maior escreva administração indireta. Feito isso, lembre-se que a
desconcentração acontece dentro da administração direta (circulo menor) e a descentralização ocorre da administração
direta para a indireta (faça uma flecha saindo da adm. direta p/ indireta).

Agora o macete:

DESCONCENTRAÇÃO = o próprio nome já diz tudo:

CON=com
CENTRAÇÃO=centro

Ou seja: fica com o centro, não sai dele, tudo acontece nele.

DESCENTRALIZAÇÃO: pelo nome tb já da pra lembrar:

DES = SEM
CENTRALIZAÇÃO = CENTRO

Ou sej: sem o centro, sai do centro para a periferia.

É isso aí! Espero que gostem!

Quero lembrar ainda que os macetes são técnicas para nos ajudar a relembrar um ponto, não existe nenhuma técnica
científica, até porque, quanto mais babaca o macete mais fácil para assimilarmos!

MACETE-Autonomia dos Municípios

Os Municípios (que por força dos arts. 1º e 18 da CF/8 fazem parte da Federação brasileira, sendo, pois, autônomos em
relação aos outros componentes. Portanto, elaborarão Leis Orgânicas que funcionam como "Contituições Municipais" em
decorrência de sua AUTONOMIA FAP!!!

AUTONOMIA:

F-Financeira
A-Administrativa
P-Política

*Considero importante a informação, uma vez que, apesar de terem autonomia, não existe uma verdadeira manifestação
de poder constituinte derivado no âmbito dos municípios - e, também, Distrito Federal e Territórios Federais.