P. 1
Resumo Psicologia

Resumo Psicologia

|Views: 4.734|Likes:
Publicado poraclopado

More info:

Published by: aclopado on Mar 31, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/20/2013

pdf

text

original

Psicologia e Educação I

*Relações entre psicologia e a educação no estudo do comportamento humano.

A Psicologia busca compreender o processo evolutivo do comportamento humano, além disso, ela tem sido através dos tempos uma atividade natural do ser humano, praticada informalmente e assistematicamente no cotidiano das pessoas. Denominamos então a ³psicologia´ do senso comum que está relacionado com as experiências de vida dos homens em geral, e busca-se na maioria das vezes nos acertos e erros. A psicologia científica compreende-se no processo evolutivo e no comportamento humano,tendo sua origem mais racional,influenciada pela visão de mundo investigador.A filosofia é ponto de partida para essa cientificação , com seu sistema de crenças e valores. O objeto de estudo da psicologia é o homem em sua natureza e essência,por isso tem amplas possibilidades. O objeto de estudo dessa essência admite:
y

As

funções

básicas

do

comportamento

humano(aprendizagem,memória,linguagem,pensamento,emoções e motivações);
y

Questões sociais,típicas da natureza gregária e das formas de vida social do ser Os ciclos de vida e os aspectos do processo de desenvolvimento do ser A saúde ,suas perturbações e as patologias apresentadas pelo ser humano,bem

humano;
y

humano;
y

como pelas organizações.

Influências filosóficas sobre a psicologia

por seus estudos na tentativa de resolver o problema corpo-mente que era uma questão controvertida e que perdurava desde o tempo de Platão.Ele concluiu que a razão mediava todas as relações objeto/sujeito.com isso a ciência se desenvolvia e métodos eram descobertos. Após Descartes.pois segundo a essa teoria a mente e o corpo.a filosofia que iria alimentar a nova psicologia estava impregnada do espírito do mecanicismo . os filósofos preocuparam-se em estudar a natureza humana e para isso empregavam como método a especulação. quando a maioria dos pensadores deixou de adotar uma visão modernista (mente e corpo era uma só uma entidade)e adotaram essa visão dualista (mente e corpo eram de natureza distintas).afirma que todo conhecimento é adquirido pela percepção do mundo externo ou pelo exame da nossa atividade mental. Já no séc.que poderiam ser observados e eram indiscutíveis .Desde a antiguidade clássica até o último quarto do séc. Para Descartes ³a teoria do interacianismo mente-corpo´ fala bem sobre essas questões.ele se limitou apenas a fator cuja a verdade era comprovada cientificamente .a intuição e a generalização baseadas em sua limitada experiência sensorial. no qual tinha como principal pensador Augusto Conte.apesar de serem duas entidades distintas.são capazes de exercer influências mútuas e interativas no organismo humano. Primeiras abordagens teóricas da psicologia moderna O empirismo.lado a lado com os avanços tecnológicos. surge o positivismo.diferente do racionalismo.XIX.reconhecendo a experiência como única frente válida de conhecimento. René Descartes foi um filosofo que se destacou na história da psicologia moderna.XVII. A origem da Psicologia Científica . e só através dela é que se pode chegar à verdade sobre as coisas.

*A racionalidade do homem apareceu. de Edward Titcher (1867-1927) e o  Associacionismo. que encontra seu desenvolvimento científico. é nos EUA. *O conhecimento tornou-se independente da fé. *A necessidade (decorrente) de os homens construírem novas formas de produzir o conhecimento.Pode ser considerado a primeira sistematização de conhecimentos em psicologia. então. O berço da psicologia científica é.As idéias dominantes no panorama da ciência moderna podem ser assim traduzidas: *O conhecimento é fruto da razão. portanto a Alemanha no final do séc.Os estudos funcionalistas elegeram a consciência como o centro de suas preocupações e traçaram como objetivo a busca pela compreensão de seu funcionamento.  Estruturalismo. *Os dogmas da igreja foram questionados. capaz de construir seu futuro.XIX. Estruturalismo ± É um sistema de pensamento que também se volta para a compreensão do mesmo fenômeno que o funcionalismo: a consciência. como a grande possibilidade de construção do conhecimento. *O homem passou a ser concebido como um ser livre.está voltada para seu desenvolvimento econômico. de William James (1842-1910).e preocupa-se em responder ³o que fazem os homens´ e ³porque o fazem´. . *A possibilidade de desvendar a natureza e suas leis pela observação rigorosa e objetiva.que se dá o surgimento das primeiras abordagens teóricas ou escolas em psicologia:  Funcionalismo. de Edward Thorndike (1874-1949) Funcionalismo. uma psicologia que por ser construída numa sociedade pragmática.

isto é. que se estude a consciência em seus aspectos estruturais.na Áustria. e teve um desenvolvimento grande nos Estados Unidos. A Gestalt.onde surge para negar e combater a fragmentação das ações e processos humanos. e traz para a psicologia uma grande contribuição que consiste em ter recuperado a importância da afetividade.adotando o mesmo método de observação de Wundt. os estados elementares da consciência tomadas como estruturas do sistema nervoso central.e a descoberta da sexualidade infantil.a partir de sua prática médico-clínica.nos estudos realizados pelas tendências da Psicologia científica do século XIX.levando em consideração as condições que alteram a percepção do sujeito. psicólogo americano.Mas.até então definida como a ciência da consciência e da razão. tem seu berço na Europa. As interações entre o ambiente ( as estimulações) e as ações do individuo ( suas respostas ). Defende a idéia de que o comportamento deve ser estudado nos seus aspectos mais globais.diferente do Behaviorismo. A Psicanálise É uma teoria nascida do trabalho de Sigmund Freud(1856-1939). nasceu com John Watson. O associacionismo originou-se da concepção de que a aprendizagem se dá por um processo de associação das idéias das mais simples às mais complexas.A forma como o indivíduo percebe os processo são dados importantes para a compreensão do comportamento humano. de modo que a aprendizagem de um conteúdo complexo requer primeiro o aprendizado das idéias mais simples. em razão de sua aplicabilidade prática.rompendo assim com a tradição da Psicologia. Titcher propõe. são objetos de estudo do Behaviorismo. contudo. Tem na noção de percepção o ponto de partida e também um dos temas centrais de suas investigações e postulações teóricas.Continuando seus . Tem como grande inovação a elaboração do conceito do inconsciente.tomado com seu objeto de estudo.o introspeccionismo. O Behaviorismo é também conhecido como teoria S-R ( estimulo ± resposta ). que estariam associadas àquele conteúdo.

Natureza.EGO e SUPEREGO.vinculadosa sua participação em situações educativas. A análise dos processos de aprendizagem.à problemática educativa e escolar. Como você acha que surgiu a Psicologia da Educação? A psicologia da Educação se delineia e caracteriza como uma áre para onde convergem a interesses e questionamentos sobre a aprendizagem e tudo quanto correlacionado. Objetos De Estudo e Conteúdos da Psicologia da Educação Objetivos de Estudo da Psicologia da Educação A Psicologia da Educação tem estudado os processos educativos orientada por objetivos que podem ser considerados e configurados numa tríplice dimensão:  dimensão Teórica ou Explicativa. Psicologia da Educação:origem e evolução histórica Após essa visão panorâmica da Psicologia Cientifica. desenvolvimento e socialização.campo de onde se especializa a Psicologia da Educação.bem como as mudanças de comportamento do sujeito.direta ou indiretamente. y O estudo e a mensuração das diferenças individuais.iremos falar sobre esse âmbito ou área de atuação que assim se intitula:a Psicologia da Educação.estudam-se os processos educativos com o objetivo de contribuir para a elaboração de uma teoria explicativa destes processos. y desenvolvimento infantil. Dimensão Epistemologica.introduzindo os conceitos de ID. .referindo-se aos três sistemas da personalidade. Fundamentos Científicos.estudos Freud Formula A Segunda Teoria do Aparelho Psiquico.  dimensão Projetiva ou Tecnológica-estudam-se os processos educativos com o objetivo de elaborar modelos e programas de intervenção voltados para a práxis educativa.

portanto. dimensão Prática ou Aplicada.características afetivas).nas diferente etapas do seu desenvolvimento: .e. A sistematização dos fatores ou varáveis interferentes nas situações educativas(direta ou indiretamente) em dois grupos.capacidade pedagógica.  fatores de grupos sociais(relações interpessoais).autoconceito e sistema de valores).conhecimento da matéria. a lidar melhor com essa realidade que envolve a aprendizagem contínua em que a criança se vê envolvida.  natureza das intervenções pedagógicas(metodologia de ensino).  características das aptidões afetivas(motivação e atitude)e de personalidade(ansiedade.como resultado de sua participação em atividades educativas.  mecanismos de aprendizagem.a conhecer e compreender melhor determinadas condutas evidenciadas pela criança no seu processo de conquistas e de evolução pessoal.Fatores Intrapessoais ou Internos ao aluno.considerados assim:  características do professor(capacidade intelectual.Fatores Ambientais ou Situacionais.estudam-se os processo educativos com o objetivo de colaborar para construção de uma práxis educativa coerente com as propostas teóricas formuladas. A definição de seu objeto de estudo:os processo de mudança comportamentais provocados ou induzidos nas pessoas. Conceitos básicos de Psicologia do Desenvolvimento Entendemos que estudar o desenvolvimento humano pode auxiliá-lo como educador.assim enumerados:  maturidade física e psicomotora.  nível e estrutura dos conhecimentos prévios.a saber: A. B.  condições materiais(recursos didáticos e meio de ensino geral).traços de personalidade.

no relacionamento y memória.tem a ver com mudanças basicamente ligadas ao genético.em geral.   a maturação.  da aprendizagem.tema ver com as mudanças decorrentes da aprendizagem de todo o tipo que o ser humano realiza constantemente para sobreviver.geneticamente programadas.cérebro.  humanista.Vejamos:  psicanalítica. Desenvolvimento Desenvolvimento Cognitivo: mudanças na capacidade mental (aprendizagem.tem a ver com mudanças naturais e espontâneas.  contextual.estão entrelaçados entre si: y Desenvolvimento Físico:mudanças no corpo físico. Perspectiva Teórica Psicanalítica .considerar regras de conduta.enfatiza os processos de pensamento. Perspectivas Teóricas sobre o Desenvolvimento Humano As cincos perspectivas teóricas tem.concentra-se e enfatiza as emoções.  cognitiva.capacidade sensorial e habilidades motoras(aparato biológico). y Moral interpessoal. o crescimento. raciocínio. o desenvolvimento.cada uma.entretanto.enfatiza o potencial do homem para o desenvolvimento positivo e saudável. Ainda é preciso considerar outra noção cuja construção se fez necessário aos estudos desenvolvimentistas a de Aspectos do Desenvolvimento:aspectos diferentes da vida humana que sofrem mudanças de desenvolvimento q que.referido a capacidade de.).ao hereditário.envolvendo julgamento sobre certo e errado. pensamento e liunguagem.uma característica básica fundamental. (.enfatiza o comportamento observável.ao físico.enfatiza o impacto do contexto social e cultural.

Também desenvolve a consciência moral.a partir do ditame de seus pais.estes.passam a se constituir nas novas áreas corporais de tensão(necessidade)e gratificação(prazer).diga-se de passagem.O ID busca a satisfação imediata dos impulsos.do modo como foram interpretados e internalizados pela criança. que irá reconhecer sua identidade sexual.corresponde mais ou menos à noção de inconsciente .as quais devem suceder-se naturalmente.Nesta teorização vê-se claramente que o desenvolvimento humano é concebido como se processando em fases.feminina ou masculina.numa relação de condicionamento em que reforços e castigos foram empregados(na chamada educação doméstica).desafiando os pais.esfíncteres anais e bexigas. Fase Anal-18 meses a 03 anos.agindo de acordo com o princípio do prazer.Nesta fase a erotização desloca-se para as áreas genitais do corpo.constituída pelos valores ideais e tradicionais da sociedade.Ele se coloca como um sensor cuja atuação depende do autocontrole do indivíduo.É regido pelo princípio da realidade.com o mundo externo e as ordens do superego.é o período em que se manifestam is impulsos sexuais. Vejamos a concepção freudiana das fases de desenvolvimento psicossexual humano: I. por usa vez.o que oportuniza a vivência da primeira etapa do complexo de Édipo. .quando se trata de um desenvolvimento normal.Durante esse estágio as crianças podem expelir ou reter fezes.têm um desenvolvimento iniciado desde a primeira infância através do convívio e submissão do sujeito.Nesta fase o ser humano é movido pela pulsão básica de sobrevivência. O Superego. na medida em que dirige a ação do sujeito.e esse mecanismo está relacionado ao processo de alimentação.principalmente porque estão associadas com recompensas e punições.conciliando as exigências do id.por exemplo. O Ego é a sede da consciência.prazer e desprazer.É constituído por forças e impulsos. Fase Oral-0 a 18 meses. II.São desta fase o processo de identificação e de sexuação da criança.Correlato ao aprendizado social do controle dos esfíncteres. O ID é a parte mais primitiva da personalidade .inclusive os sexuais.e o interesse pela diferença anatômica entre os sexos.considerando o ³executivo da personalidade´ . III.e.associando prazer com redução de tensão. Fase Fálica-03 a 07 anos.

Fase Genital-Após a puberdade.de modo que este.resulta da experiência individual do sujeito no meio ambiente.Esse período corresponde a um enfraquecimento das pulsões sexuais.portanto.Há o declínio do complexo de Édipo. a maturação neurofisiológica e o meio.14 a 16 para meninos. Puberdade-12 a 14 para as meninas .O desenvolvimento humano.o meio ambiente controla o comportamento. Fase de Latência-07 a 12 anos.buscando-se formas de satisfazer as necessidades sexuais. a qual compreende que o desenvolvimento decorre da interação de fatores inatos e da experiência. A conclusão de que as espécies herdam duas .Fase final do desenvolvimento biológico e psicológico. A teoria mais representativa dessa perspectiva é a Teoria Tradicional da Aprendizagem(Behaviorismo de Pavlov e Skinner). fatores esses que são a hereditariedade.Há um distanciamento entre os sexos. o desenvolvimento humano cumpre uma função: produzir estruturas lógicas que venham possibilitar ao indivíduo atuar sobre o mundo.a qual é marcada significativamente por uma história de reforços positivos e negativos.pelo fortalecimento do superego.que em geral é assumida.segundo os quais o indivídou desenvolve ou extingue comportamentos específicos. operações concretas e operações formais.da identidade sexual. pré-operacional.e a formação social de grupos do gênero:´bolinha e luluzinha´. A concepção de que existem quatro fatores que interagem e influenciam o processo de desenvolvimento humano. A perspectiva teórica comportamental. o crescimento orgânico.com a repressão das manifestações sexuais pela ³vergonha.moralidade´.marcada pela consciência das necessidades sexuais.IV.que concebe o indivíduo humano como um mero respondedor de estímulos apresentados pelo meio. V. Para Piaget. A perspectiva teórica cognitiva A teoria que mais representa a Perspectiva Cognitiva é Teoria dos Estágios Cognitivos de Piaget. e que o desenvolvimento cognitivo se dá em quatro estágios: sensório-motor.

a evolução intelectual da criança é caracterizada por saltos qualitativos de um nível de conhecimento a outro. Desenvolvimento potencial refere-se às funções ou capacidades que a criança ainda não tem a disposição. existem sentimentos desde esse momento primeiro de vida.concebe que o desenvolvimento do indivíduo se dá num contexto social. Perspectiva teórica sócio-interacionista Tem seu expoente na Teoria Sociocultural de Vygotsky. Pressupostos básicos da teoria sociohistórica de Vygotsky Segundo Vygotsky. que é a distância entre o nível de desenvolvimento real e o nível de desenvolvimento potencial da criança.em contínua transformação. não domina sozinha. mas ainda não foi alcançado. mas é capaz de realizar com o auxílio de alguém. ajudando o indivíduo a desenvolver uma capacidade que ainda não tinha sido atingida por ele. . onde o comportamento do indivíduo está correlacionado predominantemente aos ajustamentos orgânicos internos. para o qual a presença e o comportamento dos pais se apresentam como fundamentais. sozinha. a importância da interação social para este processo e. e para explicar esse processo ele desenvolveu mais um conceito de peso: a zona de desenvolvimento proximal. também chamada de Psicologia Sociohistórica. em outras palavras é a zona que separa o indivíduo de um desenvolvimento que está próximo.assim. Desenvolvimento real refere-se às funções ou capacidades que a criança tem e domina sozinha. Aspectos do desenvolvimento psicossocial O primeiro ano de vida é considerado um momento muito importante. independente de auxílio. e ainda que não existam pensamentos. a qual enfatiza a correlação entre o desenvolvimento e aprendizagem. as quais ele chamou de ³funções invariantes´:a organização e a adaptação. que funciona como mediador.tendências básicas de pensamento.

. em que o julgamento moral é baseado apenas nas próprias necessidades e percepções da pessoa. Nível do Raciocínio Moral Pós-convencional. em razão das vicissitudes da vida moderna ocidental ± divórcio. entre outros. e interfere fortemente no processo de desenvolvimento psicossocial da criança. Além do mais. Nível do Raciocínio Moral Convencional. o julgamento se baseia na aprovação dos outros. Piaget e Lawrence Kohlberg. deve-se considerar a natureza cada vez mais variada dessas ocorrências. O desenvolvimento moral Alguns teóricos estudaram brevemente o desenvolvimento moral do indivíduo humano e entre eles temos Selman. cujo trabalho sobre os Três Estágios do Raciocínio Moral se fundamentaram nas idéias de Piaget. nas expectativas familiares. no qual os julgamentos são baseados em princípios pessoais mais abstratos. problemas emocionais. e do quanto elas estão imbuídas de conquistar independência em relação aos pais e de estar menos tempo na relação direta com eles. no que se refere aos tipos. o papel destes continua sendo decisivo. nos valores tradicionais. com sua proposição dos µµCinco Estágios da Tomada de Perspectiva¶¶.O desenvolvimento do eu Apesar da diversificação de relacionamentos da criança. problemas econômicos. em que o indivíduo considera as expectativas da sociedade e da lei. como a orientação do ³contrato social¶¶ e do princípio ético universal. É inegável o modo como as crianças são afetadas pelas ocorrências familiares e parentais. violência. dimensão e força de impacto que elas assumem. e o concebeu em três níveis. y y Panorama Teórico da Psicologia Da Aprendizagem Os processos de aprendizagem desempenham um papel central no desenvolvimento do ser humano. y Nível do Raciocínio Moral Pré-Convencional. A partir da teoria piagetiana Kohlberg propôs uma seqüência detalhada de estágios do desenvolvimento moral.

essa concepção gira em torno da idéia de que o indivíduo nasce com um potencial que vai lhe possibilitar aprender novas realidades. As Teorias Associanistas: Behaviorismo . O homem é visto como ³uma tabula rasa´que vai acumulando conhecimentos a partir das sensações e das experiências que lhe ocorrem.fadiga. Teorias da Psicologia da Aprendizagem Inatismo Os teóricos adeptos dessa concepção acreditam que o indivíduo humano já nasce equipado com capacidades básicas que vão se desenvolver pela maturação das estruturas orgânicas.na usua interação com o meio ambiente.desde que as características da mudança de atividade não possam ser explicadas por tendências inatas ou de respostas.responsável pelo seu desenvolvimento.contrapões-se à visão inatista por acreditar que o desenvolvimento do homem resulta forças do ambiente que funcionam como estímulos para ele.por sua vez.derivada da corrente filosófica empirista que valoriza a experiência sensorial como fonte de conhecimento. Ambientalismo ou Empirismo Essa concepção.drogas etc).Acreditando que ³o homem já nasce pronto´ este.e das experiências que ele vive. Interacionismo Como sua denominação assinala.maturação ou estados temporários do organismo(por exemplo. O homem é fruto das forças sociohistóricas e interage dialeticamente com o meio ambiente.é concebido como um ser ativo.Aprendizagem é o processo pelo qual uma atividade tem origem ou é modificada pela reação a uma situação encontrada.

diante de rupturas de estado e equilíbrio de seu organismo.voluntariamente.o Behaviorismo preconiza a exitência de duas categorias de comportamento humano:   o comportamento reflexo-aquele comportamento involuntário.Refere-se a uma unidade estrutural básica mental. institui o potencial do indivíduo.ser induzido a buscar comporta-se de modo mais adaptativo.ou seja .Esta estrutura se muda e se adapta num movimento contínuo de desenvolvimento ao indivíduo. A adaptação envolve dois processos básicos: .promovidas por questões ou conflitos ocasionados pelo ambiente físico e social.que pode ou não desenvolver-se.recuperando o equilíbrio .de pensamento ou de ação. alguns conceitos importantes para entendermos a teoria do desenvolvimento de Piaget: I. IV.e para o qual a aça humana é involuntária o comportamento operante-aquele em que se revela a ação do homem operando sobre o meio ambiental(mundo). II.de modo mais adequado à nova situação .os quais são gerados pela interação com o ambiente. A teoria de Piaget Vejamos agora.a qual funciona como um equipamento dinâmico de estruturas mentais.Behaviorismo A partir de suas observações. escrever etc. III. Adaptação:Refere-se ao processo ou tendência natural do indivíduo humana.que corresponde a uma estrutura biológica neurológica hereditária. Organização: Tendência natural e inata do ser humano de organizar seus processos de pensamento em estruturas psicológicas. Hereditariedade: Refere-se a carga genética.para permitir-lhe uma adaptação cada vez mais complexa a essa realidade por ele percebida e experimentada. Ex: ler um livro.que funcionam como sistemas para compreender e interagir com o mundo e são por Piaget denominadas de esquemas.produzido como resposta a modificações ambientais. Esquema:Esse conceito é considerado complexo.

uma situação por outra ou uma coisa. Piaget compreende que o pensamento nessa fase do desenvolvimento é intuitivo (a criança pensa da forma como vê e percebe) e verbal(tende a procurar a razão causal e finalista das coisas) e dessas duas características básicas derivam os seguintes traços:     finalista.situação ou pessoa por uma palavra.incorporando e assimilando o novo elemento a uma estrutura mental já formada.procura a causa final das coisas. Assimilação:Tentativa feita pelo sujeito de solucionar uma determinada situação de desequilíbrio.Equilibração ou Equilíbrio:Refere-se ao processo de organização das estruturas  cognitivas do indivíduo num sistema coerente.Inteligência Sensório-Motor. 2)Período Pré-operacional(2 a 7 anos)Inteligência Intuitiva A aquisição e p desenvolvimento ativo da linguagem permitem à criança inicia a formação de esquemas simbólicos-é o aparecimento da capacidade de simbolizarrepresentando uma coisa por outra . animismo.vivifica objetos inanimados .interdependente que lhe possibilite adaptar-se de algum modo à realidade. Caracteriza-se pela formação de esquemas sensório-motores. V. .permitindo-lhe uma organização inicial dos estímulos ambientais aos quais está exposta.ainda em desenvolvimento. artificialismo-crença deque ela ou alguém criou tudo que existe no mundo. centralização-conservação de massa e quantidade na percepção dos aspectos de um objeto. Acomodação:É o processo de modificação das estruturas antigas do repertório comportamental ou mental do indivíduo. Aspectos do desenvolvimento cognitivo Segundo os estágios de Piaget: 1) Período Sensório-Motor(0 a 24 meses).mudadas levando em consideração as propriedades específicas da situação atual.atribuindo-lhes características humanas.a partir do equipamento inicial composto dos reflexos inatos da criança.

a terceira posição compreende e defende que desenvolvimento e aprendizagem são processos distintos e independentes. .ao propor que se discuta a aprendizagem do ponto de vista de três teorias: y a primeira.pela mediação de parceiros de aprendizagem). inclusão de classe.reconhece a exigência de um certo nível de desenvolvimento do indivíduo. A Psicologia Sociohistórica de Vygotsky A psicologia sociohistórica de Vygotsky abre um campo de discussão vasta.cria uma zona de desenvolvimento proximal que se refere à distância entre o nível de desenvolvimento real(capacidade da criança de solucionar problemas por si mesmo.a interação social da criança com parceiros mais experientes ou professo.previamente estabelecido. y y a segunda preconiza que desenvolvimento e aprendizagem ocorrem simultaneamente. A Teoria Psicodinâmica: A psicanálise de Freud Freud formulou alguns princípios sobre o funcionamento psíquico humano que em muito se aproximavam das teorias da aprendizagem em vigor.um objeto ainda não pode pertencer a duas classes.ou seja a zona de desenvolvimento proximal.como também se prestaram consideravelmente para esse estudo. Zona de Desenvolvimento Próxima/Nível de desenvolvimento Real ou Nível de Desenvolvimento Potencial Para Vigotsky. seriação-incapacidade de perceber as diferenças de tamanho fazendo ordenações causais. e posteriormente estarão em seu nível de desenvolvimento real.embora interdependentes.como condição necessária à aprendizagem(desenvolvimento antecede aprendizagem).   dicotomia-uso de critérios definidos para agrupar objetos por acaso.seria o caminho que o indivíduo irá percorre para desenovolver suas habilidades que estão em processo de amadurecimento .sozinha)e o nível de desenvolvimento potencial(capacidade de solucionar problemas no processo de interação social.

na medida em que respectivamente determinam prazer e desprazer ao aprendiz.extrapolando a ampliação cognitiva. As práticas educativas constituem-se como contextos de desenvolvimento. 2) O princípio da realidade e a aprendizagem por ensaio e erro. universo e até mesmo quanto ao nível de impacto que produzem na vida das pessoas.isto porque a educação se desdobra em múltiplas formas. os quais divergem em natureza. Evoluindo sua teoria para além do princípio do prazer.uma prática educativa é contexto de desenvolvimento quando permite ao sujeito ampliar os horizontes de seu desenvolvimento psicossocial.busca o caminho indireto para o prazer.o sujeito da aprendizagem.pelo qual o organismo. .Freud formulou o princípio da realidade.e nesse princípio hedonista funda-se a aprendizagem por meio da recompensa e da punição(condicionamento). Freud reconhece que o homem naturalmente procura o prazer e evita a dor. Reconhece-se a existência de quatro grandes âmbitos educativos nas sociedades desenvolvidas.estar aliada ao principio da realidade. Resultando de suas observações clínicas.Essa idéia corresponde à noção de que o comportamento é em parte regulado pelo sucesso e insucesso experimentados na aprendizagem por ensaio e erro.as quais.desdobram-se em múltiplos contextos nos quais a pessoa vive e participa e os quais se intitulam âmbitos educativos.Mas. 3) A compulsão à repetição e as teorias da força do hábito. Os Âmbitos Educativos e as Práticas Educativas como Contexto de Desenvolvimento A educação é um fenômeno verdadeiramente complexo e o seu impacto no desenvolvimento humano obriga que se considera a globalidade e a diversidade das práticas educativas em que o ser humano se encontra imerso.possibilita a reestruturação do conhecimento que ele.por sua vez. Freud anunciou a idéia de que a compulsão do indivíduo para repetir determinados comportamentos transcende o princípio do prazer sem contudo.de algo que existe objetivamente.onde a apresentação pessoal.1) O princípio do prazer e a lei do efeito.ao invés de obter gratificação imediata.tem a seu dispor.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->