Você está na página 1de 1

3/27/2011 Ser Luminoso: A roda da vida

Compartilhar Denunciar abuso Próximo blog» Criar um blog Login

A única coisa que realmente temos é o presente, é o Agora.

Total de visitas sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

10,187 A roda da vida


Procure aqui O símbolo mais eloqüente do budismo
Pesquisar
tibetano a meu ver, A Roda da Vida, é
powered by uma aula profunda de trabalho interior,
como tudo o que essa cultura criou. Vale
Páginas a pena apreciar essa obra de arte
objetiva que nos foi deixada por esse
Início
povo dos Himalaias.
NOSSOS BONS VÍDEOS
No centro dela há 3 animais, uma cobra,
Quem escreve? Por que?
um galo, um porco, ou seja, o
Acreditar no Invisível ódio/medo (uma unidade), a avidez e a
Nossos bons livros ignorância entrelaçados, um correndo
Nossos bons links atrás do outro e mordendo avidamente
Títulos do blog um ao outro como não podia deixar de
ser. E essa trindade é tingida, pela
Nossos bons Seguidores shenpa, (apego, fisgar, ficar colado) como eles dizem.
É como um átomo do sofrimento, a partícula indivisível que é a fonte da
Seguir
Google Friend Connect dor, atrelada ao apego, o seu núcleo. Essa é uma redução ao
Seguidores (7) denominador comum, de toda variedade do sofrimento que
encontramos desde sempre. O budismo tibetano fez uma obra prima de
sintetização de um dos temas metafísicos de maior complexidade que
conhecemos, o sofrimento. E a partir dessa gênese, em círculos
Já é um membro? Fazer login
concêntricos a roda se esparrama na diversidade estabelecendo o
quadro todo da Vida.
Inscrever-se A parte principal da roda é dividida em seis partes, representando os
seis reinos da existência cíclica ou samsara em sânscrito. Na parte de
Postagens
baixo, estão os três reinos inferiores:seres dos infernos, espíritos
Comentários carentes, e animais. Na parte de cima, estão os três reinos
superiores:deuses,semideuses, e nós humanos. Na borda da roda, doze
Arquivo do blog ilustrações representam os elos da existência não livre, condicionada.
► 2011 (13) Em cada reino há um buddha.
Quem segura a roda com garras e dentes é Yama, o demônio da morte
▼ 2010 (45)
da mitologia indiana. Sua terrível presença simboliza a
▼ Dezembro (18)
impermanência; nenhum ser vivo pode escapar de suas garras.
A Grande Invocação
Entretanto, o Buddha está flutuando no céu e apontando para a lua
Quase morri. Voltei.
Entendi... (10, de 10) cheia, ou seja, os seus ensinamentos apontam o caminho para a
liberação.
Quase morri. Voltei.
Entendi... (9, de 10)

Quase morri. Voltei. Não podia ser mais preciso e lacônico o símbolo: essas 3 coisas,
Entendi... (8, de 10) ódio/medo, avidez e ignorância, atiçadas pelo estado do apego
…blogspot.com/…/roda-da-vida.html 1/1