P. 1
AVALIAÇÃO COTOVELO

AVALIAÇÃO COTOVELO

|Views: 1.666|Likes:
Publicado porguifalcao2

More info:

Published by: guifalcao2 on Apr 01, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/29/2013

pdf

text

original

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS-ESEFFEGO GOIÁS

-

Avaliação do cotovelo
Professora: Adriana M. M. Fantinati Disciplina: Estágio Supervisionado I

sendo essa posição Dirigeque leva ao ângulo de carregação do cotovelo. tipo dobradiça -Dirige-se para baixo e medialmente. -Posição de repouso: 70º de flexão do cotovelo.Anatomia aplicada  ARTIC. 10º de supinação -Posição de congruência máxima: extensão com supinação -Padrão capsular: flexão extensão . UMEROULNAR(troclear): -1 grau de liberdade: flexo-extensão flexo-Localizada entre a tróclea do úmero e a incisura troclear da ulna -Artic. Uniaxial.

tipo dobradiça -Posição de repouso: extensão completa e supinação completa -Posição de congruência máxima: cotovelo flexionado a 90º.Anatomia aplicada  ARTIC. extensão . antebraço em supinação de 5º -Padrão capsular: flexão. UMERORADIAL (rotação): -Uniaxial.

Colateral radial.Anatomia aplicada  Ligamentos: -Medialmente: lig. Colateral ulnar (forma o canal cubital por onde passa o nervo ulnar) -Lateralmente: lig. .

tipo pivô -Ligamento anular -Posição de repouso: 35º de supinação. .Anatomia aplicada  ARTIC. 70º de flexão do cotovelo -Posição de congruência máxima: 5º de supinação -Padrão capsular: igual limitação da supinação e da pronação. RADIOULNAR SUPERIOR (rotação): -Uniaxial.

. mediano.Anatomia aplicada Inervação: as três articulações são inervadas por ramos dos nervos musculocutâneo. ulnar e radial.

.Anatomia aplicada  OBS: A articulação radioulnar média não é uma articulação verdadeira.

Homens: 5º a 10º Mulheres: 10º a 15º Quando é superior a 15º é denominada ulna valga(cúbito valgo). Quando é inferior a 5º-10º é denominada ulna vara 5º(cúbito varo).Avaliação do cotovelo  ANAMNESE: INSPEÇÃO: -Determinar se o ângulo de carregação (formado pelo eixo longitudinal do úmero e o eixo da ulna) é normal. -Aumento de volume articular -Contornos ósseos e tissulares -Sinal do triângulo  .

ligamento anular -Aspecto posterior: olécrano.Avaliação do cotovelo  PALPAÇÃO: -Aspecto anterior: fossa ulnar. processo coronóide e cabeça do rádio -Aspecto medial: epicôndilo medial. músculo tríceps . nervo ulnar -Aspecto lateral: epicôndilo lateral.

Avaliação do cotovelo  MOVIMENTOS ATIVOS: -Flexão (140º a 150º) -Extensão (0º a 10º) -Supinação do antebraço (90º) -Pronação do antebraço (80º a 90º) .

Avaliação do cotovelo  GONIOMETRIA: -Flexão e extensão (0º -145º) -Pronação (0º .90º) .90º) -Supinação (0º .

Avaliação do cotovelo  TESTES DE COMPRIMENTO MUSCULAR: MUSCULAR: -Bíceps braquial -Tríceps braquial -Extensores longo do punho -Flexores do punho .

terapeuta segura o antebraço do paciente com uma das mãos e com a outra o cotovelo medialmente realizando um movimento de supinação. Com uma das mão o terapeuta estabiliza o braço medialmente e com a outra aduz o antebraço contra o braço no cotovelo. -Testes de estabilidade: *Testes do estresse varo: para instabilidade do ligamento. Paciente sentado. .Avaliação do cotovelo  TESTES ESPECIAIS: -Testes de orientação: *Teste de estresse em supinação: para esclarecimento de uma doença da artic. do cotovelo. Paciente sentado mantém o braço estendido.

Paciente sentado flexiona a artic. do cotovelo e mantém o antebraço supinado enquanto o terapeuta segura o antebraço distalmente. .do cotovelo contra a resistência. *Teste de extensão do antebraço: para epicondilite medial. O paciente tenta esticar a artic.Avaliação do cotovelo -Testes para epicondilite: *Teste da cadeira: para epicondilite lateral. Pede-se ao Pedepaciente que levante uma cadeira com braço estendido e antebraço pronado.

Com a outra ele põe resistência à pronação e supinação ativas. Deve manter por 5 min. .Avaliação do cotovelo  Testes para síndromes compressivas: -Teste de flexão do cotovelo: para síndrome do sulco ulnar. Paciente em pé. Extensor radial longo do carpo distalmente em relação ao epicôndilo lateral. Paciente sentado. -Teste de compressão do supinador: para lesão do ramo profundo do nervo radial. flexiona fortemente as artic. com uma das mãos o terapeuta apalpa o sulco radial do musc. Do cotovelo e do punho.

OBRIGADO!!! .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->