Você está na página 1de 1

1 ABANDONADA 2 VELHINHOS 4 ERGUEI AS MÃOS / AERÓBICA DO SENHOR (MIX) 5 RAP TAS’KU’ELA 6 MIJEI-ME 8 SOLTEIRO OU CASADO

Porque te comer a ti teu homem fica ofendido


Quando era novo Todos os velhinhos Erguei as mãos Pobre ou tipa rica Ele que não venha armado em parvo se não pelo cu ele é fodido Mijei-me A vida de casado é boa
eu tinha tanta Querem atestar E dai gloria ao Miro É tudo Tás'ku'ela Teu homem não te satisfaz sai desse marasmo A ganza esta a dar cabo da mim Mas ser solteiro e que é legal
bastava só olhar Querem atestar Erguei as mãos e gritai o seu nome Rebentamos-te com a crica Anda foder com Tás'ku'ela anda sentir um orgasmo Mijei-me A vida de casado e fogo
e ficava com ela no ar São Valdomiro Rebentamos-te com a rodela No fim posso dizer cobres mesmo bem Eu dantes não era assim A do solteiro é Carnaval
Tomar um comprimido Vê lá se não comes tudo deixa algo para a tua mãe
E na altura dizia-se Ficar com ela no ar Estarreja tem muitas obras Pode ser pela frente ou pelas costas Ela gosta de o pôr na boca Estava a dormir Se o casado chega tarde
enquanto houver Tomar um comprimido Muitas obras por fazer Porque fazemos-te aquilo "yeah" que tu gostas No outro dia chupou tanto que ela até ficou louca E comecei a sonhar A mulher péga no pé
língua e dedo Ficar com ela no ar É o Cinema, a Biblioteca Gostamos de enterrar e tu de mamar Com um cacete a enrolar O solteiro curte a vida
não há puta que meta medo É só prometer Pois aquilo que gostamos mesmo muito é de bichana Chupa devagar se não vais-te engasgar E chega á hora que quiser
Depois da primeira Braço direito Quando elas abrem as pernas fodemos a canzana Á primeira passa
E agora os tempos são outros Não querem mais parar Somos homens com piça de cavalo REFRÃO Deu-me cá uma taulada Vamos namorar
e eu preciso Estarreja tem muitas obras E mesmo que não gostam acabam por gramalo Ai que grande mocada A vida é curtiçao
do comprimido lilás Cabeça para baixo Muitas obras por fazer O lema agora é cobrir Que és da realeza que és da nobreza Casamento nem pensar
para levantar o pi... Rabinho a dar a dar O Quartel, O IC-1 Uma foda por dia da saúde e faz e sorrir Mas levas com ele disso temos a certeza Mijei-me Taskuela com tesão
É só prometer Algumas a foder são assim tipo vacas Levas uma bem aviada A ganza esta a dar cabo da mim
Abandonada "tesão, tesão" Serviço acabado Braço direito, Braço esquerdo Mas quando montamos da-mos com a estaca Não nos largas a piça e não queres mais nada Mijei-me Eu ja estive lá e sei
Abandonada "tesão, tesão" Sacudo a pilinha E quando terminamos deixamos numa máca Nós para ti temos uma surpresa Eu dantes não era assim É sempre aquela vidinha
Estarreja tem muitas obras Escusas de vir armada em toira porque fazemos-te a folha Pode ser aqui ou em cima da mesa Casado tem vida de Rei
Quando eu era novo Mas como ainda está dura Muitas obras por fazer Vira par cá isso rebentamos-te com a bolha Tiramos-te os tres Quando acordei Mas tem de obedecer á Rainha
eu tinha tanta Agarro-me á velhinha É o Polo Universitário Temos piça de Estarreja ao Japão E amanhã fodemos outra vez Estava todo mijado
e agora não tenho nada É só prometer Da a volta ao mundo e acaba num conão Mas quando nos fartarmos tu nunca mais nos vês Eu estou mesmo flipado Solteiro dorme com fome
Braço direito, Braço esquerdo, Tás'ku'ela melhor grupo deste ano Podes vir a foder comnosco podes Ter essa sorte Mas dorme á hora que quiser
Antigamente era no momento Perna direita Temos é mais piça do que o homem africano Porque foder putas por trás é esse o nosso forte Para recuperar Na cama que escolher
agora é um tormento 3 MÃO QUERIDA No meio da selva elefantes e leões Por seres mázinha vais levar muito tau tau Desta gigantesca broa Cada noite com uma mulher
agora é um tormento Estarreja tem muitas obras Não há comparação em tamanho de colhões Abre a boquinha está na hora do pirilau Queimei outra ervinha da boa
Mão querida mão querida Muitas obras por fazer Não é historia Branca de Neve e Os Sete Anões Já terminaste Estou com ela
O meu Deus Já caíste em desuso É o Mercado Municipal Fomos ao cu ao AliBaBa e aos quarenta Ladrões Calças para cima vai pela porta em que entraste Estou com ela
como será vou passar Desde que o biagra apareceu É só prometer Se passarmos aos filmes oferecemos a pipoca E levas com piça
o resto dos meus dias Nunca mais de ti abuso Braço direito, Braço esquerdo, Abre-me essas pernas está na hora da piloca Mesmo que vás a missa
a tomar ropinois Perna direita, Perna Esquerda Feias como tudo ou boas como o milho E dá muita importância
Feliz de quem viagra tem Folam-nos a verga como se fizessem um filho Pois as varas topam-se a distancia 7 MARIJUANA AGRADECIMENTOS
Mas quando Para montar nelas ai tão bem Espanholada ou oral
Marijuana eu quero
tomo o comprimido
Sentir o calor que vem de dentro
Estarreja tem muitas obras Está na hora da geral REFRÃO
Marijuana eu quero A todas as pessoas que colaboraram na produção deste CD,
fico com uma rebarba Muitas obras por fazer
fico logo em sentido Mandar patadas como um jumento E não te esqueças das freguesias REFRÃO Na vida não nos separamos de duas coisas... Para me animar desde músicos Néu Felgar/Nuno Xavier/Paulo Almeida
Que alegria é á fartasana
É só prometer
Junta casada viuva ou solteira
... O verdadeiro “sheloq, sheloq”
... E nosso clube O alcool e o tabaco Pedro Oliveira/João Vasco até ao pessoal das letras,
Abandonada "tesão, tesão" Braço direito, Braço esquerdo, Fazem-nos muito mal
Abandonada "tesão, tesão" Como um ceguinho todos os dias da semana Perna direita, Perna Esquerda Por nós tudo serve desde que tenha pintelheira Avante rapazes avante
Por isso deixem-nos fumar erva
Vasco Pardilhó/Xôr NobregaPaulo Mendonça/Pauzeiro
e rola a cabeça Temos que resolver isto ir a um psiquiatra Com coragem amor e fé
Quando eu era novo E no Domingo não custou nada Porque pensar tanto em cona um dia ainda nos mata
Porque é um produto natural André Suiço/Sr. José Luis e outros não menos importantes,
E á terceira ela está desmaiada
eu tinha tanta Estarreja tem muitas obras Estarreja tem muitas obras Se não fossemos uns tarados éramos ginecologistas O nosso grito será constante
Pelos do cú sabem a merda o nosso muito obrigada.
e agora não tenho nada Muitas obras por fazer Ver cona todo o dia mas que belas vistas CDE CDE CDE
Mão querida mão querida Muitas obras por fazer Mas batem totil e o que se diz
É o Cinema, a Biblioteca O nosso grito será constante
Já caíste em desuso E não te esqueças das freguesias Eu cá prefiro erva da boa
Abandonada "tesão, tesão" CDE CDE CDE...
Abandonada "tesão, tesão" Desde que o biagra apareceu
É só prometer
Braço direito, Braço esquerdo,
É só prometer Que me consegue por feliz Um agradecimento especial ao MC Sane por a
Nunca mais de ti abuso Perna direita, Perna Esquerda, realização do nosso Rap, para ele um YEAH!!!!!!!....
E prometer, E prometer, Erva daninha ou azevem
rola a cabeça e pula E prometer, E prometer, Liamba ou barbas de milho
Nunca mais de ti abuso...
O que eu quero é fumar
E que a bófia não me dê sarilho