Você está na página 1de 4

Anatomia Humana I

Prof Carlini

Anatomia topográfica do Dorso

Parte Óssea do Dorso:

O dorso é a região posterior do tronco que se extende da região occipital até a região
glútea.

Constituição do dorso: É uma região revestida por pele e tecido subcutâneo. A pele do
dorso é mais expessa e queratinizada, mais pigmentada (possui mais melanina). É
sustentada por um tecido subcutâneo (adiposo), onde a parte superior tem menos tecido
e na inferior mais. Dentro da pele e tecido subcutâneo tem vasos de calibre menor e
nervos. Os músculos do dorso é divida em duas camadas: A extrincica (mais
superficiais e mais relacionados ao movimento do membro superior e das costelas.) e a
intrínseca (Músculos mais profundos e atuam diretamente na coluna vertebral mantendo
a postura e atuando diretamente na movimentação do dorso). Mais profundamente
temos Vasos e nervos mais calibrosos. Os vasos encontrados nas camadas mais
profundas são mais grossos e os nervos dessa região são mistos, carregando
informações sensitivas e motoras. No dorso também está localizada a coluna vertebral e
as costelas, representando a parte óssea do dorso. Temos também no dorso a edula
espinal e as meninges. A medula espinal é formada por tecido nervoso. As meninges
possui 3 camadas: Duramater (externa), Aractoide (intermediaria) e Piamater (interna).

A Coluna vertebral: É um eixo ósseo formado pela sobreposição das vértebras. A


coluna vertebral em um adulto mede cerca de 72 a 75cm de comprimento. A coluna
vertebral, por atravessar varias partes do corpo, pode ser dividida em regiões.

Divisões Anatomicas:

- Região Cervical: Parte que atravessa o pescoço


Apresenta 7 vertebras. C1 – C7
- Região Torácica: Parte que atravessa o tórax
Apresenta 12 vertebras. T1 – T12
- Região Lombar: Parte que atravessa o abdome
Apresenta 5 vertebras. L1 – L5
- Região Sacral: Atravessa o sacro
Apresenta 5 vertebras. S1 – S5
- Região Coccigea: Porção terminal
Apresenta de 3 a 4 vertebras. CC1 – CC4

As vértebras Cervicais, Torácica e Lombares são articuladas, enquanto as sacrais e


coccigeas são fusionadas. As Sacrais formam o sacro e as coccigeas o cóccix.

Funções:

- A principal função da coluna vertebral é proteger a medula espinal. Quando as


vértebras se sobrepõem uma sobre as outras elas formam um tubo ósseo por onde passa
a medula.
- Forma o eixo de sustentação para o corpo e a cabeça.
- Eixo de postura e movimento para o corpo e cabeça. Garante a postura erétil e bípede
e sustenta músculos que garantirão movimento.

Curvaturas da CV:

A Coluna Vertebral possui curvaturas normais em vista lateral. Na vista anterior e


posterior é observado apenas um alinhamento vertical.

- Curvatura primaria: São aquelas que mantêm o mesmo formato do período


embriológico (convexo). Região torácica e região pélvica (sacral e coccígea).
- Curvatura secundaria: É aquela que tem uma forma diferente daquela do período
embrionário (côncava). Região cervical e região lombar. O aparecimento das curvaturas
secundarias são importantíssimas para a manutenção da postura.

Caso clinico: Cifose (corcunda de viúva). É um excesso de convexidade na região


toráxica. É determinada pelo enfraquecimento dos músculos eretores da espinha ou por
osteoporose das vértebras. É mais freqüente no sexo feminino. No inicio da puberdade e
na velhice. Para a correção de cifose usa-se coletes para correção da postura.

Caso clinico: Lordose. É um excesso de concavidade na região lombar. Normalmente é


produzida pela obesidade e enfraquecimento das paredes do abdome.

Caso clinico: Escoliose: É o desvio do alinhamento vertical da coluna vertebral. É a


mais frequente.

Vértebras: É o elemento ósseo que compõe a coluna vertebral.


Quando a vértebra apresenta todos os elementos característicos, ela é chamada de típica
e quando não possui um dos elementos ou possui um a mais ela é atípica.

A maioria das vértebras são típicas.

Elementos de uma vértebra típica:


- Corpo da vértebra: Massa óssea, localizada na anterior e sustenta o peso. Quanto
maior a necessidade de sustentação de peso, maior o corpo.
- Arco Vertebral: Contorno ósseo posterior que delimita o forame vertebral. É formado
por duas partes.
- Pedículo: Conecta-se ao corpo
- Lâmina: Forma a base do processo espinhoso
- Forame Vertebral: Espaço delimitado pelo arco. Dependendo da vértebra, ele pode
assumir um formato diferente. No forame vertebral passa medula espinal, meninges
espinais e vasos espinais.
- Processos ósseos: Existem 7 processos ósseos na vértebra. Os Processos são pontos de
fixação de ligamentos ou músculos.
- Processo espinhoso(1)
- Processos transversos (2)
- Processos articulares (Zigapófises) superiores (2)
- Processos articulares (Zigapófises) inferiores (2)
- Incisura Vertebral: Dá passagem ao nervo espinal.
Vértebras atípicas:

- C1 (atlas): Ausência de corpo, processos transversos, processos articulares


substituídos por faces articulares.
- C2 (axis): Apresenta uma projeção chamada “dente do axis”
- C7 (Proeminente): É uma vértebra típica.

Características da Vértebra Cervical:


- Corpo pequeno;
- Forame vertebral com aspecto triangular
- Forame no processo transverso (nesses forames vai passar a artéria vertebral)
Obs: A vértebra C7 pode não apresentar esse forame.
- Facetas articulares: São inclinadas no sentido horizontal.
- Processo espinhoso curto e bífido (divido). O processo espinhoso e bífido recebe
ligamentos.
Obs: A vértebra C7 possui processo espinhoso longo.

Características da Vértebra Torácica:


- Corpo cordiforme (em forma de coração)
- Fóvea pequena e articular costal no corpo da vértebra.
- Forame vertebral circular
- Processo transverso longo e também possui uma fóvea articular. (articula com o
tubérculo da costela).
- As facetas articulares apresentam inclinação vertical.
- O processo espinhoso é longo e inclinado e inclinado inferiormente.

Características da Vértebra Lombar:


- Corpo robusto reniforme (em forma de rim)
- Forame vertebral triancular
- Processo transverso longo e fino
- Inclinação das facetas articulares continua sendo na vertial
- Processo espinhoso robusto e curto (formato de um machado).

Características das Vértebras Sacrais (Sacro):


- Base do Sacro: Parte superior da vertebra S1
- Promotorio do Sacro: Parte anterior do corpo de S1
- Ápice do Sacro: Parte inferior de S5
- Face pélvica do Sacro: Voltada para a anterior
Nas faces pélvicas pode-se ver as linhas de fusão e forames sacrais.
- Face dorsal do Sacro: Voltada para a posterior
Cristas sacrais: Elevações verticais. Cristas sacrais medianas, cristas sacrais mediais e
cristas sacrais laterais.
Hiato sacral: É um espaço por onde vai passar um conjunto de nervos denomidados
cauda eqüina.
Cornos sacrais: São progessoes inferiores das cristas mediais.
Asas do sacro: Progessoes laterais do sacro.
Face auricular: Faces articulares das asas do sacro.
Forames sacrais: Dão passagem aos forames sacrais.
Características das Vértebras Coccigeas (cóccix):
- Base do cóccix: Parte superior de CC1
- Processo transverso do cóccix.
- Ponta do cóccix: Extremidade final do cóccix CC4.

Articulações da Coluna Vertebral.