P. 1
Microbiota do Corpo Humano

Microbiota do Corpo Humano

|Views: 3.676|Likes:

More info:

Published by: Mirian Madalena Vaccari Foppa on Apr 03, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/20/2015

pdf

text

original

M I C R O B I O T A

D O

C O R P O

H U M A N O

INTRODUÇÃO: ⇒ Os animais apresentam na superfície da pele e de algumas mucosas um conjunto
heterogêneo de microrganismos denominado de MICROBIOTA.

⇒ A MICROBIOTA se instala no indivíduo ao nascimento, permanecendo até sua morte.
⇒ No homem, cada sítio anatômico possui uma microbiota característica, composta por vários gêneros e espécies de microrganismos, altamente adaptados às condições locais. ⇒ A composição da microbiota varia qualitativa e quantitativamente em função de fatores como : idade, estímulos hormonais, hábitos alimentares e condições ambientais.

Visão Simplificada da Participação das Bactérias na Relação Parasita-Hospedeiro

Patogênicos

Saprófitas

Oportunistas

Hospedeiro: Dez Trilhões de Células Microbiota: Cem Trilhões de Células

Estado de Portador

Saprófitas

Microrganismos da microbiota, que vivem em harmonia com o hospedeiro.

Patogênicos

Microrganismos qua causam doença no hospedeiro.

Oportunistas

Microrganismos que se aproveitam de queda da resistência do hospedeiro para causar doença.

Estado de Portador

Abriga temporariamente um microrganismo patogênico colonizando um sítio anatômico, sem lhe causar doença.

Ex : S. epidermidis na pele Lactobacillus na mucosa vaginal da mulher adulta Estreptococos α – hemolíticos no orofaringe Microbiota Transitória Existe temporariamente em determinado sítio anatômico. sendo eliminada pelos mecanismos normais de controle da microbiota (antagonismo microbiano) ou por procedimentos de limpeza e anti-sepsia. Microbiota Residente Microbiota Transitória Saprófitas Composição Influenciada por Hábitos do Hospedeiro Gêneros e Espécies Típicas de Determinados Sítios Anatômicos Composição Influenciada por Características dos Sítios Anatômicos Recomposição Rápida após Remoção por Degermação ou Anti-Sepsia Presente Temporariamente no Sítio Anatômico Facilmente Removida por Degermação ou Anti-Sepsia .CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DA MICROBIOTA: Microbiota Residente Composta por microrganismos encontrados com alta freqüência em determinado sítio anatômico em todos os indivíduos de uma mesma população.

MECANISMOS DO HOSPEDEIRO DE CONTROLE DA MICROBIOTA: Lisozima Substâncias Químicas Lisinas Séricas Ácidos Graxos Muco Ácidos e Sais Biliares Integridade do Epitélio Estruturas Anatômicas Válvulas e Esfíncteres do Trato Gastro-Intestinal Fluxos Unidirecionais Ações Fisiológicas Peristalse Alterações do pH Movimento Ciliar Defensinas Mecanismos Imunológicos IgA secretora Células Fagocitárias .

MECANISMOS DE CONTROLE DA MICROBIOTA GASTRO-INTESTINAL: Estômago Duodeno Jejuno Íleo Intestino Grosso Válvula Íleo-Cecal pH Ácido Sais Biliares Antagonismo Mucina Peristalse .

RELAÇÃO DA MICROBIOTA COM O HOSPEDEIRO: Efeitos Favoráveis: Ocupação de Receptores Celulares Antagonismo Microbiano Síntese de Vitaminas Indução de Anticorpos Naturais Efeitos Desfavoráveis: Odores Desagradáveis Bacteriemia Fisiológica Infecções Oportunistas Superinfecção Candidíase Colite Pseudomembranosa .

LOCALIZAÇÃO DA MICROBIOTA DO CORPO HUMANO .

Em poucos dias. BOCA ⇒ Microbiota numerosa composta predominantemente por bactérias anaeróbias e também por bactérias facultativas Gram positivas : Estreptococos α-hemolíticos e Difteróides ESÔFAGO ⇒ Microbiota pouco numerosa ESTÔMAGO ⇒ Microbiota praticamente inexistente em jejum. é estéril. Com a diversificação da dieta. devido ao pH extremamente baixo INTESTINO DELGADO ⇒ Microbiota influenciada pela presença de ácidos do estomago.ASPECTOS DA MICROBIOTA NOS PRINCIPAIS SÍTIOS ANATÔMICOS PELE ⇒ Microbiota bem desenvolvida : 105 microrganismos por cm2 de superfície ⇒ Comumente são encontradas bactérias Gram positivas ⇒ Características de cada região influencia a composição da microbiota : o Áreas secas expostas ou cobertas o Áreas úmidas o Áreas com pêlos MUCOSAS TRATO DIGESTÓRIO Ao nascimento . a microbiota vai ficando semelhante à do adulto. suco pancreático e bile ⇒ Predominam bactérias Gram positivas aeróbias e facultativas INTESTINO GROSSO ⇒ Microbiota abundante : 1011 a 1013 bactérias por grama de conteúdo ⇒ Predomínio de bactérias anaeróbias ( 300 : 1 facultativa ) ⇒ Bactérias facultativas : bastonetes Gram negativos e cocos Gram positivos . é colonizado por Lactobacillus e Bifidobacterium .

devido à presença de mecanismos de defesa melhores .TRATO RESPIRATÓRIO FOSSAS NASAIS e NASOFARINGE ⇒ Microbiota reduzida devido à passagem de ar. que provoca ressecamento ⇒ Podem abrigar temporariamente bactérias patogênicas OROFARINGE ⇒ Predomínio de bactérias Gram positivas : Estreptococos α-hemolíticos e Difteróides ⇒ Presença também de cocos Gram negativos e bactérias anaeróbias BRONQUIOS. BRONQUÍOLOS E ALVÉOLOS ⇒ Locais isentos de microbiota residente PORTADOR SADIO TRATO GENITAL FEMININO MUCOSA VAGINAL ⇒ Microbiota influenciada pelos hormônios sexuais que levam as células da mucosa vaginal a produzir grande quantidade de glicogênio. que funciona como fonte de nutrientes para bactérias do gênero Lactobacillus TRATO URINÁRIO URETRA ANTERIOR ⇒ Microbiota variada de bactérias dos gêneros Lactobacillus. URETERES E RINS ⇒ Locais isentos de microbiota residente OLHOS MUCOSA OCULAR ⇒ Microbiota semelhante à da pele. porém quantitativamente muito reduzida. Streptococcus e Staphylococcus BEXIGA.

PRINCIPAIS SÍTIOS ANATÔMICOS COLONIZADOS POR MICROBIOTA : SÍTIO ANATÔMICO AERÓBIOS / FACULTATIVOS Staphylococcus ANAERÓBIOS Propionibacterium PELE Difteróides Staphylococcus Difteróides TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR Streptococcus Haemophilus Neisseria α – hemolíticos Streptococcus α – hemolíticos Bacteroides Fusobacterium ( 100 : 1 facultativo ) BOCA Difteróides Enterococcus INTESTINO DELGADO Lactobacillus Difteróides Enterobacteriaceae Bacteroides Enterobacteriaceae Fusobacterium Enterococcus Clostridium Bifidobacterium ( 300 : 1 facultativo ) INTESTINO GROSSO MUCOSA VAGINAL : Ao nascer Infância Idade Adulta Menopausa Lactobacillus Cocos e bacilos variados Lactobacillus. Enterococcus Cocos e bacilos variados Clostridium. Bifidobacterium Propionibacterium ( 5 : 1 facultativo ) .

TESTÍCULOS CÉREBRO.SÍTIOS ANATÔMICOS E FLUIDOS CORPORAIS ISENTOS DE MICROBIOTA : OUVIDO MÉDIO E INTERNO SEIOS NASAIS GLOBO OCULAR OSSOS MÚSCULOS GLÂNDULAS VÍSCERAS APARELHO CIRCULATÓRIO TRATO RESPIRATÓTIO INFERIOR BEXIGA. MEDULA ESPINHAL SANGUE LÍQUOR URINA ( na bexiga ) LÍQUIDO SINOVIAL . RINS OVÁRIOS. URETERES.

COMPOSIÇÃO QUALITATIVA DA MICROBIOTA: .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->