Você está na página 1de 1

Dos 0 aos 3 anos

Nesta fase de desenvolvimento o ambiente social assume grande importância


para a criança, uma vez que os pais influenciam o perfil de comportamento da criança e
os primeiros anos de vida revelam-se cruciais para a sua elaboração
O desenvolvimento social constitui-se, em grande parte nesta fase de
desenvolvimento, a partir da relação com a figura materna, ou seja, a vinculação.
Se por alguma eventualidade a figura materna se afasta, o comportamento de
apego de criança pode ser activado e como consequência o seu comportamento
exploratório inibido. Por isso é importante para a criança que a figura materna esteja
sempre presente e transmita á criança uma sensação de bem-estar, uma vez que só assim
a criança se sentirá segura, protegida e motivada para explorar e estabelecer outras
relações interpessoais.
Se a criança estabelecer uma boa relação afectiva com a figura materna, partirá
com segurança para as relações com os outros. Se a relação for má ou não existir, a
criança pode tornar-se num ser pouco ou até mesmo não sociável.
Mas, para a relação com o outro o ambiente social por si só não basta, o
ambiente físico também tem um papel determinante. Se este for rico e estimulante, vai
facilitar o desenvolvimento da locomoção á criança, o que lhe permitirá a exploração e a
consequente descoberta do outro. Por isso o desenvolvimento físico deverá ser toda uma
série de brinquedos e equipamentos adequados a cada idade.
Com o desenvolvimento da locomoção, as crianças começam a observar-se, a
tocar-se, a imitar-se, etc., existe uma espécie de jogo a dois.
Então podemos concluir que, quer o desenvolvimento social quer o ambiente
físico são cruciais para as primeiras explorações da criança que por si só são a base de
todo o processo de desenvolvimento integral da criança, que se estabelece ao longo das
três fases de desenvolvimento.