Tipos de Resenha

Até agora eu falei sobre as resenhas de uma forma geral e livre e esses dados são suficientes para você já esboçar alguns parágrafos. Contudo, as resenhas apresentam algumas divisões que vale destacar. A mais conhecida delas é a resenha acadêmica, que apresenta moldes bastante rígidos, responsáveis pela padronização dos textos científicos. Ela, por sua vez, também se subdivide em descritiva e resenha temática. Na resenha acadêmica crítica, os oito passos a seguir formam um guia ideal para uma produção completa: 1. Identifique a obra: coloque os dados bibliográficos essenciais do livro ou artigo que você vai resenhar; 2. Apresente a obra: situe o leitor descrevendo em poucas linhas todo o conteúdo do texto a ser resenhado ; 3. Descreva a estrutura: fale sobre a divisão em capítulos, em seções, sobre o foco narrativo ou até, de forma sutil, o número de páginas do texto completo; 4. Descreva o conteúdo: Aqui sim, utilize de 3 a 5 parágrafos para resumir claramente o texto resenhado ; 5. Analise de forma crítica: Nessa parte, e apenas nessa parte, você vai dar sua opinião. Argumente baseando -se em teorias de outros autores, fazendo comparações ou até mesmo utilizando -se de explicações que foram dadas em aula. É difícil encontrarmos resenhas que utilizam mais de 3 parágrafos para isso, porém não há um limite estabelecido. Dê asas ao seu senso crítico. 6. Recomende a obra: Você já leu, já resumiu e já deu sua opinião, agora é hora de analisar para quem o texto realmente é útil (se for útil para alguém). Utilize elementos sociais ou pedagógicos, baseie-se na idade, na escolaridade, na renda etc. resenha crítica, resenha

No último parágrafo você escreve seu nome e fala algo como ³Acadêmico do Curso de Letras da Universidade de Caxias do Sul (UCS)´ Na resenha acadêmica descritiva. diga logo no início quem é o autor e explique o que ele diz sobre aquele assunto. 5. Resuma os textos: Utilize um parágrafo para cada texto. você). Apresente o tema: Diga ao leitor qual é o assunto principal dos textos que serão tratados e o motivo por você ter escolhido esse assunto. Como o próprio nome já diz. Mostre as fontes: Coloque as referências Bibliográficas de cada um dos textos que você usou. mas devemos tomar muito cuidado. Conclusão Fazer uma resenha parece muito fácil à primeira vis ta. não expõe a opinião o resenhista. 4. 3. 8. Os passos são um pouco mais simples: 1. você fala de vários textos que tenham um assunto (tema) em comum. excluindo-se o passo de número 5. Finalmente. agora é sua vez de opinar e tentar chegar a uma conclusão sobre o tema tratado. pois dependendo do lugar. Fale brevemente da vida e de algumas outras obras do escritor ou pesquisador. 2. os passos são exatamente os mesmos.7. Assine e identifique-se: Coloque seu nome e uma breve descrição do tipo ³Acadêmico do Curso de Letras da Universidade de Caxias do Sul (UCS)´. Conclua: Você acabou de explicar cada um dos textos. na resenha temática. Assine e identifique-se: Agora sim. resenhistas podem fazer . a resenha descritiva apenas descreve. Identifique o autor: Cuidado! Aqui você fala quem é o autor da obra que foi resenhada e não do autor da resenha (no caso.

Veja Abaixo ¾ Fichamento ¾ Citação ¾ Referência Fichamento É uma das fases da Pesquisa Bibliográfica. Pode ser utilizado para:       Identificar as obras. As resenhas são ainda. uma pequeno.um livro mofar nas prateleiras ou transformar um filme em um verdadeiro fracasso. essas sugestões podem ser publicadas. Auxiliar e embasar a produção de textos. Você pode ainda contribuir para essa página enviando suas sugestões para nosso e-mail. Elaborar a crítica. Agora é questão de colocar a mão na massa e começar a produzir suas próprias resenhas! ferramenta essencial para acadêmicos que precisam selecionar quantidades enormes de conteúdo em um tempo relativamente Como Fazer Veja aqui artigos e dicas importantes para auxiliá -lo na sua vida acadêmica. Fazer citações. seu objetivo é facilitar o desenvolvimento das atividades acadêmicas e profissionais. Analisar o material. Classificação de Fichamento: . Conhecer seu conteúdo. além de um ótimo guia para os apreciadores da arte em geral.

Traz. segundo a visão do leitor. fatos etc. justificações. cidade. . editora. As que contêm apenas uma síntese das idéias dispensam as aspas. 2. argumentos. informações) do conteúdo de um te ma ou de uma área de estudo.uma espécie de ³radiografia´ do texto. As que trazem simplesmente idéias pessoais não exigem qualquer indicação . data. As transcrições literais devem vir entre aspas e com indica ção completa da fonte (autor. 2002).consiste em resenha ou comentário que dê idéia do que trata a obra. FICHAMENTO BIBLIOGRÁFICO . idéias. exemplos. página). ou. no registro de idéias. título da obra. Pode ser feito também a respeito de artigos ou capítulos isolados. ainda. Topo Citação Citação é a menção. fatos. FICHAMENTO TEXTUAL . percorrendo a seqüência do pensamento do autor e destacando: idéias principais e secundárias. 3.em itens e de preferência incluindo esquemas. de uma informação extraída de outra fonte. ligados às idéias principais. a arquivado segundo o tema ou a área de estudo. diagramas ou quadro sinóptico .reúne elementos relevantes (conceitos.1. com título e subtítulos destacados. de forma racionalmente visualizável . no texto.é o que capta a estrutura do texto. O Fichamento bibliográfico completa a documentação textual e temática e representa um importante auxiliar do trabalho de estudantes e professores.. mas exigem a indicação completa da fonte. FICHAMENTO TEMÁTICO . Consiste na transcrição de trechos de texto estudado ou no seu resumo.  Objetivo da NBR-10520 Fixar as condições exigíveis para padronização e coerência da seguridade das fontes indicadas nos textos dos tipos de documentos (ABNT. sempre com indicação completa da fonte.

5cm Tamanho = 12 Exemplo : Exemplo 2: A citação com menos de 4 linhas é colocada entre ³aspas´  Citação indireta ou livre Citações indiretas ou livres é o texto baseado na obra do autor consultado (uso de paráfrase). literais ou textuais: transcrição do trecho do texto de parte da obra do autor consultado. literal ou textual Citações diretas.  Citação direta. Espaçamento 1. Tipos de citação De acordo com a ABNT. indireta e citação de citação. Exemplo 1: Indicação do Autor no começo do texto citar em Caixa Baixa seguida da data . as formas de citações mais conhecidas são: direta.

Exemplo 1: Indicação dos Autores separados pela expressão ³apud´ ou ³citado por´ .Citação de citação  Citação de citação é aquela em que o autor do texto não tem acesso direto à obra citada. valendo -se de citação constante em outra obra.

p. 1977. is not a good language to use when programming.) podem ser citados e suas referências aparecerão apenas em nota de rodapé. palestras. therefore. This has long been realized by others who require to communicate instructions. 29).  No texto (comunicação pessoal): VALE constatou que há indícios de cones de rejeição². apontamentos em aula. etc. (TEDD.  No texto (apontamentos em aula): . Citação de informação verbal Os dados obtidos por informação oral (comunicação pessoal. Exemplo: ____________________ 1 English.

/ Assim sendo. seguido pelo nome..... p.  Formalização da citação Para formalizar uma boa citação. ressaltamos que. / A partir desses levantamentos. 2002. no sentido de mostrar que... com (autor) que.. / N esse sentido. ELEMENTOS DA REFERÊNCIA  Autor da obra Inicia-se a referência pelo Sobrenome do autor em maiúsculo. / Em função disso. / Podemos compreender. / Dessas acepções. / É necessário....... (para somar) (ECKERT-HOFF 1. (no sentido de choque) / Os estudos desses autores vêm o encontro de nossos anseios. podemos dizer que. ressalta (autor) que... pois. / Podemos inferir. analisar. / A partir dessa reflexão.. 2001 apud FACULDADES NETWORK. / Assim.A Internet é vista como um grande meio de difusão dos aspectos da globalização . consideramos que. (NBR 6023.. / Daí a necessidade de. J.. / Disso decorre. 2). com base em (autor) qu e. 2002).. / É importante ressaltar que. retirados de um documento. que permite a sua identificação individual.: GARCIA..   Topo . sugerimos algumas formas para i niciar um parágrafo no texto acadêmico...... / Tais afirmações vêm de encontro ao que queremos.... / Dessa perspectiva. entende mos que. Referência Referência é conjunto padronizado de elementos descritivos..... / Posto que [a leitura é sempre produção de significados].. Emprega -se vírgula entre sobrenome e nome.... Veja: Vale ressaltar que. salientamos que. cabe -nos.. podemos ressaltar que.... / Contudo.. / Coaduna-se com essas reflexões (autor) quando ressalta que. / Com base em (autor) queremos buscar caminhos. Ex..

Network. Ex. (seguida da abreviatura entre parênteses). Entidades independentes. Juarez. J. Nova Odessa: Fac.: GARCIA. Estado ou Município). LONDRINA. empresas. ____________________________ 1 ECKERTT-HOFF.: BRASIL. ) entre os autores. Quando a obra possuir mais de três (3) autores. seguido da expressão et al. Dilermando. B. 2001 GARCIA. Deve-se indicar a entrada pelo nome geográfico (País. J. Ex. Secretarias e outros). Jorge. SOUZA. (Org. na mesma ordem em que aparecem na obra. a entrada deve ser feita pelo nome do responsável.Quando a obra possuir até três (3) autores. Ex: GARCIA. J. Quando houver indicação de responsabilidade por uma coletânea de vários autores. M. (Ministério. Ex. SILVA. Para entidades coletivas: Órgãos de Administração governamental. Indicação de parentesco no nome. menciona -se o primeiro..)... indicam -se todos. SILVA. . Vicente. SOUZA. et al. S. Prefeitura Municipal. manter a indicação em letra maiúscula.. Apostila de metodologia do trabalho científico . PARANÁ. Ex: BRITO FILHO. J. AMATO NETO. emprega -se ( . Secretaria da Educação. universidades etc. Standilau. Ministério da Saúde.: GARCIA.

Quando possuir mais de uma editora.  Título da obra O título deve ser reproduzido tal como aparece na obra. entrar diretamente pelo título. itálico ou sublinhado). ed.  Edição É indicada a partir da segunda edição. deve ser transcrita utilizando -se abreviaturas dos numerais ordinais. física e biologia. Para publicações anônimas. 5th ed. . O subtítulo não deve ser destaca do. Ex: 2. indica -se o que estiver em destaque ou aparecer em primeiro lugar. IBGE. CACIQUE CAFÉ SOLÚVEL.Subtítulo Indica-se o subtítulo após o título.Ex.l. sendo a primeira palavra impressa em maiúsculo.: Sistema de retroação e controle: aplicações para engenharia. devendo ser destacado dos demais elementos da referência (negrito.  Editora Deve ser citada tal como aparece na obra. utilizar -se a expressão [S. precedido por dois pontos (:).  Local O local deve figurar na referência tal como aparece na publicação. Quando houver mais de um local.: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. Ex. na língua do documento.indica-se a que aparecer em destaque ou a que estiver em primeiro .]. Ex.: A VIDA como ela é. Quando não for mencionado.

19--]. etc. abrir colchetes: Ex: [S.  Data Quando houver dúvidas quanto à data [2000?] Data provável. (quantidade de volumes da obra).ed.]. São Paulo: [s. Nome. 1994. Suprimir as palavras. 1994./edição. Obs. Ltda.n.2 (volume citado) Ou BITTAR. Manual de economia.. 3. Se a Editora não estiver indicada na obra. Carlos Alberto.. São Paulo: Saraiva.].  Capítulo de livro . 3v. Rio de Janeiro: Forense Universitária.lugar. Carlos Alberto. editora e ano.: s. [S..n.l. SOBRENOME. [200 -] Para década certa. Curso de direito civil. 1999. Curso de direito civil./Local de publicação: Editora./Título. [18 --?] Para século provável. Marco Antonio Sandoval de. Com indicação de volume BITTAR. Nome.l. ORDEM DOS ELEMENTOS DA REFERÊNCIA  Livro no todo SOBRENOME. Rio de Janeiro: Forense Universitária. SOBRENOME. Diva Benevides.. utilizar a ex pressão [s. Editora. EX: PINHO. Nome. [19 --] Para século certo.: Na ausência do local.n.. Cia.n. v. 1998. 19--]. ano.: s. VASCONCELOS.

/p. p. Nome./Título do artigo. v. Nome.23 -58./In: ______. Michel.738. Fábio. Exame. ano. 1998.). n. Da cláusula penal./Local: Editora. Nome.: ARCHER./ edição. p. p.: abreviar o mês até a terceira letra./edição. Carlos José. As palavras e as coisas./Nome da Revista..inicial .ed. com exceção ao mês de maio./Título do capítulo. Obs.4. Com autoria especial (autor do capítulo diferente do autor do livro SOBRENOME. Psicodinâmica da vida organizacional: motivaç ão e liderança. Roberto (Org. v.  Com indicação de volume RODRIGUES. Cecília. In: ______. Folha de Londrina. 23 abr. O drama da economia.23 -46  Sem autoria especial (quando o autor do livro for o mesmo do capítulo)./In: SOBRENOME.87-98  Artigos periódicos SOBRENOME.  Artigos jornais SOBRENOME. v. São Paulo: Martins Fontes. p. Londrin a. Mito da motivação./Título do livro. p. SOBRENOME. Ex: SILVA. 2000.2. n. 2001. Sua empresa não quer fera./Título do livro. Nome (autor do artigo).ed. Nome (autor do artigo). 2000. Ex.final. p. In: ______. abr. mês ano. ano.35. . Local.30-31.. 28. Direito civil: parte geral das obrigações. São Paulo: Atlas. Earnest R. Ex: PEIXOTO. Caderno Economia. CODA. São Paulo. p. A prosa do mundo. Silvio./Caderno. Local. inicial -final. São Paulo: Saraiva. Ex: FOUCAULT. inicial -final. In: BERGAMINI. 1997. /Título do capítulo./Nome do Jornal. p./Título do artigo. dia mês e ano. 2./Local: Editora.

/Ano. n. . 2001.editora.  CD-ROM Ex: RIO DE JANEIRO. Ciência da Informação. Ex: CALDAS. 2000. Juarez. Subsecretaria de Desenvolvimento Institucional.br>. Nome. [mensagem pessoal] Mensagem recebida por <endereço destinatário> data. Uberlândia. Ex: SILVA./ Natureza do Trabalho (Nível e área do curso) . Local.editora. Acesso em: 23 maio 2001. 2002.  E-mail SOBRENOME.br> . mês ano. Ex: BAGGIO. Dissertação (Mestrado em Educação) ± Universidade Federal de Uberlândia.  Documentos meios eletrônicos  Páginas da Internet SOBRENOME. v.br/cgi-bin/wxis. Expressões de gênero no de senho infantil. Mário. Organização básica do poder executivo municipal. Disponível em: <http:/www. n. 2001. v. 2002.Unidade de Ensino. maio/ago. Brasília.caldasecon. O fim da economia: o começo de tudo.exe/iah>. .br> em 11 jun. Acesso em: 11 jun. Informações eletrônicas [mensagem pessoal]. Teses/dissertações/monografias SOBRENOME./Título da página. A sociedade da informação e a infoexclusão./Título do trabalho. Acesso em: 23 maio 2001. Rodrigo.com. Nome (autor da mensagem)./Disponível em:<http:/www. 1996. Mensagem recebida por <stujur@uol./Título do artigo. Disponível em: <http:/www. Nome. Ex: MONTAGNA.com. Título da mensagem.br>.  Artigos de periódicos (Internet) SOBRENOME.2.29. Adelma Pistun.scielo. . Local.com. Instituição. Nome. Prefeitura Municipal. CDROM. Disponível em: <http:/www. Acesso em: 23 abr./Nome da Revista.com. Rio de Janeiro: Unisys Brasil.

mandado de segurança. São Paulo: Revista dos Tribunais. Relator: juiz Nereu Santos.  Verbetes dicionário/enciclopédia EMPIRIOCRITICISMO. 1998. Nome da Corte ou Tribunal.103. p. Estabelece critérios para pagamento de gratificações e vantagens pecuniárias as titulares de cargos e empregos da Administração Federal direta e autárquica e dá outras providências. habeas corpus. Apelante: Edilemos Mamede dos Santos e outros. Local. São Paulo: M.  Trabalho apresentado em evento . Voto vencedor e vencido. Fontes.05. Apelação cível nº 42. São Paulo. de 7 de abril de 1998.6009.1. 8 abr. Organização dos textos de Maurício Antônio Ribeiro Lopes. mar.Técnica Federal de Pernambuco. 27.558 -562.ed. Código civil. Tribunal Regional Federal (5. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. etc. Documentos jurídicos: leis decretos e portarias BRASIL.  Código BRASIL. n. Tipo e número do recurso (apelação. Ementa (quando houver). data.). 1998.  Constituição BRASIL. Lex: Jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais. Nicola. quando houver. Apelada: Escola . 5. p. 2000. Nome do relator precedido da palavra "Relator". Dado s da publicação que publicou.ed. 1991. Constituição (1988).Região). In: ABBAGNANO. Partes litigantes (precedida da palavra Apelante/Apelada). Seção 1.016-6). Decreto-lei n° 2423. São Paulo: Saraiva. pt. 2000.326. Dicionário de filosofia.10.441 -PE (94. p. Brasília. embargo. 4 de março de 1997. v. Recife.  Jurisprudência (Acórdãos e demais Sentenças das Cortes ou Tribunais) AUTOR (entidade coletiva responsável pelo documento). BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil.

Ex: GARCIA. Tradução ou versão.. Nota s (se houver). Flávio. ano. Anais.. 1980. Título da obra. ano./Local de publicação: Editora./Título do trabalho./p. 2008) . 2002. Anais. Itajaí. Local. Data de publicação.  Bíblia BÍBLIA. Total de páginas. Local: Editora. Rio de Janeiro: Paumape. n. p.AUTOR. FONTE: Material extraído (RIBEIRO. Itajaí: UNIVALI. Português. A zoologia aplicada no Brasil.... In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA./In: NOME DO EVENTO. Idioma. Tradução por Padre Francisco Zbik.54 -67. BIBLIA. Bíblia sagrada. 34. 2002..

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful