P. 1
Geometria Analítica - Circunferência: Posições Relativas

Geometria Analítica - Circunferência: Posições Relativas

|Views: 4.923|Likes:
Publicado porLeonardo
Posições relativas entre circunferência e circunferência, reta e circunferência e ponto e circunferência.
Posições relativas entre circunferência e circunferência, reta e circunferência e ponto e circunferência.

More info:

Published by: Leonardo on Apr 09, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as ODT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/07/2013

pdf

text

original

POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE PONTO E CIRCUNFERÊNCIA PONTO INTERNO: A distância entre o ponto e o centro da circunferência é menor que o raio

.

(x – a)² + (y – b)² < r² PONTO EXTERNO: A distância entre o ponto e o centro da circunferência é maior que o raio.

(x – a)² + (y – b)² > r² PONTO NA CIRCUNFERÊNCIA: A distância entre o ponto e o centro da circunferência é igual ao raio.

(x – a)² + (y – b)² = r² Podemos determinar a posição de um ponto em relação a circunferência usando a equação reduzida da circunferência: (x – a)² + (y – b)² = r² Para isso, basta substituir x e y pelas coordenadas ponto em questão, a e b pelas coordenadas do centro da circunferência e r pelo raio.

EXEMPLOS: 1. Determine a posição do ponto P(1, 3) em relação à circunferência de centro C(1, 2) e raio = 4. ( x – a)² + (y – b)² = r² 1 < 16 (1 – 1)² + (3 – 2)² = 4² Ponto interno pois 1 é menor que 16. 0² + 1² = 16 2. Determine a posição do ponto P(1, 5) em relação à circunferência (x - 4)2 + (y - 0)2 = 10. (x – a)² + (y – b)² = r² 34 > 10 (1 – 4)² + (5 – 0)² = 10 Ponto externo pois 34 é maior que 10. -3² + 5² = 10 9 + 25 = 10 POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE RETA E CIRCUNFERÊNCIA RETA TANGENTE: A reta é tangente quando possui apenas um ponto em comum com a circunferência.

RETA SECANTE: A reta é secante quando possui dois pontos em comum com a circunferência.

RETA EXTERNA: A reta é externa quando não possui pontos em comum com a circunferência.

Há duas formas de determinar a posição de uma reta em relação à uma circunferência: I. Resolvendo sistema de equações – isolamos uma variável na equação da reta e a substituímos na equação da circunferência. Usando este método podemos determinar também quais são os pontos em comum entre a reta e a circunferência. EXEMPLO: Verifique se a circunferência (x + 1)² + (y + 0)² = 25 e a reta x + y – 6 = 0 possuem pontos e comum e indique quais são esses pontos. x=6–y ∆ = 7² – 4 . 1 . 12 = 1 ([6 – y] + 1)² + (y + 0)² = 25 (- y + 7)² + (y + 0)² = 25 y² – 14y + 49 + y² – 25 = 0 2y² – 14y + 24 = 0 y² – 7y + 12 =0 y' = 7 + √1 = 4 2 y'' = 7 + √1 = 3 2

Resolução para y' Resolução para y'' x=6-y x=6-y x=6-4=2 x=6–3=3 P(2, 4) T(3, 3) A reta é secante e intercepta a circunferência nos pontos P(2, 4) e T(3, 3). Quando não for necessário indicar os pontos, basta calcular o valor de ∆: Tangente ∆ = 0 Secante ∆ > 0 Externa ∆ < 0 II. Comparando a distância do centro à reta com o o raio da circunferência, utilizando a expressão para o cálculo da distância entre um ponto e uma reta:

Onde d é a distância, x e y são as coordenadas do ponto (o ponto em questão é o cento da circunferência) e a, b e c são os coeficientes da equação da reta (Observe que estamos considerando o módulo, ou seja, ignoramos o sinal no resultado de |ax0 + by0 + c|). EXEMPLO: Dada a circunferência (x – 2)² + (y – 1)² = 25 e reta r: 8x + 6y – 72 = 0, verifique sua posição perante a circunferência e a distância entre elas.

A reta é tangente pois a distância do centro à reta é igual ao raio (raio = √25 = 5 = distância).

POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE CIRCUNFERÊNCIAS CIRCUNFERÊNCIAS DISJUNTAS: Não possuem pontos em comum. Podem ser externas (d > r1 + r2), internas (d < |r1 – r2|) ou concêntricas (d = 0).

Externas

Internas

Concêntricas

CIRCUNFERÊNCIAS TANGENTES: Possuem um ponto em comum. Podem ser externas (d = r1 + r2) ou internas (d = |r1 – r2 |).

Internas

Externas

CIRCUNFERÊNCIAS SECANTES: Possuem dois pontos em comum ( r1 + r2 > d > |r1 – r2|).

Para determinar a posição de uma circunferência em relação a outra basta calcular a distância entre os centros, utilizando a expressão DAB = √(x2 – x1) + (y2 – y1), onde as coordenadas x e y serão substituídas pelas coordenadas dos centros das circunferências. EXEMPLO: Determinar a relação entre as circunferências (x + 2)² + (y + 2)² = 16 e (x – 4)² + (y – 5)² = 4. (x + 2)² + (y + 2)² = 16 (x – 4)² + (y – 5)² = 4 C(-2, 5) r = 4 C(4, 5) r = 2 D = √(-2 - 4)² + (5 – 5)² d = √36 + 0 = √36 d=6 r1 + r2 = 4 + 2 = 6 d = 6 = r1 + r2 São tangentes externas, pois a distância entre os centros é igual à soma dos raios.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->