http://cemainstitucional.com.br/index.php?

option=com_content&view=article&id=53&Itemid=97

Dinâmica Telefone Sem Fio Comunicação Telefone se fio Escrito por Centro Educacional Manauense Seg, 29 de Junho de 2009 00:08 Objetivo:

Apresentar as falhas de comunicação e que podem gerar confusões durante o trabalho a ser desenvolvido na empresa.

Tempo: 25 minutos Procedimentos:

Solicitar 4 voluntários (em caso de grupos pequenos solicitar 3 pessoas); 01 voluntário deverá ficar na sala, e os outros 2 saem da sala e aguardam. Ao voluntário que ficou é lido o texto abaixo, o mesmo ouvirá e deverá repetir o que ouviu para o 2º voluntário, que entrará na sala. O 2º voluntário irá repetir o que ouviu para o 3º voluntário, que entrará na sala. O 3º voluntário deverá repetir o que ouviu para o grupo, que estará acompanhando tudo.

Processamento:

Aos que foram voluntários:

- Como foi ouvir e repetir o que ouviu (qual o sentimento)? (Poderá surgir: “esqueci o que era”, “fiquei nervoso”, “não entendi”, etc.).

À platéia:

- O que perceberam que aconteceu? (Poderá surgir: “não lembraram daquele ponto”, “cada um dizia algo diferente”, etc).

<!--[if !supportLists]--> Associar à possíveis distorções na comunicação e no que é “comentado” dentro da empresa <!--

um acidente! No seu Monza. é proibido buzinar. Quando saio cedo é tudo tão rápido! E Pensa: “Porque é que quando se está com pressa. Que início de dia! LAST_UPDATED2 . Neste dia. não chega antes!” Na quadra seguinte estava o motivo para tanto engarrafamento. dirigia voltando do trabalho. em cima da mesa. Porque a Senhora não olhou para a direita?” Respondeu ele. vê um Corsa amarelo se atravessar na frente do ônibus. “será que querem nos demitir?”<!--[endif]--> <!--[if !supportLists]-->A comunicação clara entre pessoas faz com que o trabalho aconteça com maior agilidade e rapidez. e não viu o Fusca que o Seu João. “Estamos em frente ao Hospital. seu doido! Cortando a frente. paraque o guarda de trânsito Bonifácio. que olhava impaciente. entra e consegue sentar junto à janela.Vai até a parada de ônibus que fica à duas quadras. 62 anos. João. o Chevette que estava logo atrás conseguiu passar. o ônibus anda devagar. Dona Maria. o trânsito está lento. enquanto o caminhão guincho movimentava o Fusca do Sr. Vê uma grande movimentação nas ruas.Apressado. voltava da escola onde levou o neto de sete anos. 60 anos. acordou atrasado.<!--[endif]--> O TEXTO: Josué. Pega o primeiro ônibus que passa. Carolina na calçada olhava tudo incrédula. Como puderam ser tão distraídos! O trânsito parado. sai de casa às 7h da manhã para ir trabalhar.liberasse a pista da esquerda. Trabalhar à noite não é fácil! A confusão estava armada! Dona Maria dizia para Seu José que ele devia ter olhado para a esquerda. “Porque não buzinou?” Perguntava ela. 28 anos. e o motorista grita: “Tá maluco. tudo parece lento demais!” Após alguns minutos. não vai adiantar. encontrando soluções que se adecuem à situação da empresa. fecha a porta e esquece a conta para pagar. “o que é que estes caras estão querendo me perguntando tanta coisa?”.[endif]--> • <!--[if !supportLists]--> Como lidar com comentário do tipo: “estão querendo saber se trabalhamos direito”. Depois de alguns minutos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful