P. 1
TEORIA DO FOGO, USO E INSPEÇÃO DE EXTINTORES

TEORIA DO FOGO, USO E INSPEÇÃO DE EXTINTORES

|Views: 2.142|Likes:
Publicado porFábio de Souza
MATERIAL PRÁTICO PARA TREINAMENTO DE BRIGADA E AULAS TÉCNICAS
MATERIAL PRÁTICO PARA TREINAMENTO DE BRIGADA E AULAS TÉCNICAS

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: Fábio de Souza on Apr 09, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/16/2013

pdf

text

original

PROTEÇÃO PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

Tetraedro

CALOR
é o elemento que da início ao fogo, mantendo a combustão e incentivando sua propagação.

COMBURENTE = OXIGÊNIO
ELEMENTO QUE DA VIDA AO FOGO

COMPOSIÇÃO DO AR ATMOSFÉRICO: 78% NITROGÊNIO 21% OXIGÊNIO 01% OUTROS GASES

Combustível
É toda a substância capaz de queimar e alimentar a combustão. É o elemento que serve de campo de propagação ao fogo.

SÓLIDO

LÍQUIDO

GASOSO

Propagação do Calor
O calor pode se propagar de três diferentes maneiras: condução, convecção e irradiação.

Pontos de Temperatura
Os combustíveis são transformados pelo calor, e a partir desta transformação, é que combinam com o oxigênio, resultando a combustão. Essa transformação desenvolve-se em temperaturas diferentes, à medida que o material vai sendo aquecido.

CLASSES DE FOGOS

CLASSE “E”:
SUBSTÂNCIAS RADIOATIVAS: URÂNIO, CÉSIO, CÉ COBALTO, RÁDIO, RÁ ETC...

8

Classe “A”

Extinto com água

CLASSES DE FOGOS
A – SÓLIDOS
QUEIMA NA SUPERFÍCIE E EM PROFUNDIDADE QUEIMA DEIXANDO RESÍDUOS OU CINZAS

Fogo que resulta da combustão de materiais sólidos, geralmente de natureza orgânica, como por exemplo, madeira, papel, tecidos ,carvão, os quais dão normalmente origem a formação de brasas.

Agente Extintor
-Água (utilização múltipla) - Espumas - Pó químico seco – Tipo ABC

10

Classe “B”

CLASSES DE FOGO B
– LÍQUIDOS COMBUSTÍVEIS E INFLAMÁVEIS E GASES INFLAMÁVEIS
QUEIMA SOMENTE NA SUPERFÍCIE E NÃO QUEIMA EM PROFUNDIDADE

Fogo que resulte da combustão de líquidos ou sólidos inflamáveis como, por exemplo, éteres, alcoóis, vernizes, gasolinas, gasóleos, ceras, etc.

Agente Extintor
- Espumas

- Pó químico seco – Tipo BC e ABC - Dióxido de carbono

CO2

PQS

12

Classe “C”

CLASSES DE FOGO C – FOGO EM MATERIAL ELÉTRICO ENERGIZADO
Nunca utilize espuma e ou água

Existe o risco de choque elétrico se utilizado agente extintor errado. Deve-se tomar cuidado em tentar não danificar o equipamento

Agente Extintor
-Pó químico seco – Tipo BC e ABC -Dióxido de carbono

CO2

PQS

14

Classe “D”

CLASSES DE FOGO
D – FOGO EM METAIS PIROFÓRICOS

Incêndios especiais que resultam da combustão de metais, por exemplo, metais em pó como: potássio, magnésio, sódio, pó de alumínio, etc.

Agente Extintor
- Pó químico seco apropriado a cada tipo de produto.
16

CLASSE E

CLASSES DE FOGO
E – FOGO EM MATERIAL RADIOATIVO

Incêndios especiais que resultam da combustão de material radioativo, por exemplo, fontes de nêutrons, urânio, césio, etc.

Agente Extintor
-Nesse caso não existe agente especial para o combate direto na fonte. Outros cuidado e treinamentos devem ser observados

CLASSE K

CLASSES DE FOGO
K – FOGO EM ÓLEOS E GORDURAS VEGETAIS

Incêndios envolvendo a queima de óleos e gorduras vegetais em altas temperaturas dentro de cozinhas industriais. A classe K foi reconhecida pela Norma NFPA n°10.

Agente Extintor
Pó químico umedecido – componente básico acetato de potássio especial desenvolvido para combater incêndio especifico de cozinha industrial.
20

-

MÉTODOS DE EXTINÇÃO
Resfriamento Abafamento Supressão do combustível Quebra da reação em cadeia

RESFRIAMENTO

ABAFAMENTO

RETIRADA DO COMBUSTÍVEL

QUEBRA DA REAÇÃO EM CADEIA

USO DO EXTINTOR DE INCÊNDIO

MOVIMENTOS BÁSICOS

Saber utilizar um extintor pode ajudar a reduzir os estragos causados por um princípio de incêndio.

28

USO DO EXTINTOR

Verifique se há carga e ou pressão; Transporte-o na posição vertical segurando pelo engate;

29

USO DO EXTINTOR

Quebre o lacre e retire o pino de segurança; Atenção com a posição do mangote, deixe-o voltado para baixo.

30

USO DO EXTINTOR

Atenção com a posição do mangote, deixe-o voltado para baixo ou apontado para o alvo.

• Pressione a alavanca;

31

USO DO EXTINTOR

Dirija o jato para a base das chamas; Ou utilize abafando a chama de acordo com a classe do incêndio e do tipo do extintor.

32

USO DO EXTINTOR

Varra, devagar, toda a superfície. Confine o fogo e finalmente elimine o foco de incêndio.

33

USO DO EXTINTOR

Não se esqueça que deve: - aproximar-se do foco de incêndio, cautelosamente. - avançar apenas quando estiver certo de que o fogo não o envolverá pelas costas. - atuar, ao ar livre, no sentido do vento.

34

Condições para a utilização de extintores portáteis

As pessoas devem ser devidamente treinadas no uso dos extintores e passarem por reciclagens anuais.

• A distância máxima a percorrer até um extintor não deve exceder 15 m – DEPENDENDO DO
RISCO DA EDIFICAÇÃO.
35

VENTO

APROXIMAÇÃO COM PQS

APROXIMAÇÃO COM PQS - TRINCHEIRA

APROXIMAÇÃO COM CO2

APROXIMAÇÃO COM ÁGUA

RESCALDO COM ÁGUA

PARTES BÁSICAS

PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

CILINDRO EXTERNO DE GÁS EXPELENTE

TIPOS DE EXTINTORES

AP10 – PP7 – PP12 – PP10

CO2 – PRESSURIZAÇÃO INDIRETA

PQS – CORPO DE AÇO INOX

ESPUMA – PRESSURIZAÇÃO DIRETA

SOBRE RODAS

ÁGUA – CORPO DE
AÇO CARBONO

PRESSURIZAÇÃO INDIRETA

CLASSE D Cloreto de sódio

HALOTRON
Bromo, cloro, flúor e iodo

ABC não danifica equipamentos

CLASSE K: Óleos e gorduras vegetais

CLASSE AC Água desmineralizada

Acetato de Potássio

Não conduz eletricidade

Prático e rápido. Classe ABC; Americano.

Extintor Pingy 0,5 Kg de pó; 14cm de altura Europeu; Classe ABC.

MANUTENÇÃO

Mantenha o extintor em perfeito estado de funcionamento; Proteja contra intempéries; Realize inspeções mensais; Pese extintores de CO2 a cada 6 meses. Faça recarga anual ou quando for utilizado; Preencha etiqueta de após a inspeção. Verifique data de recarga e teste hidrostático.

52

ITENS DE INSPEÇÃO MENSAL DE EXTINTORES

1 - Informações do rótulo e selo INMETRO legíveis; 2 - Validade da recarga e teste hidrostático; 3 - Ponteiro do manômetro na demarcação verde. Se estiver no vermelho tem que ser recarregado; 4 - Lacre intacto; 5 - Pino (trava) de segurança; 6 - Condições do mangote (mangueira); 7 - Condições da válvula (gatilho); 8 - Informações na ficha do extintor; 9 - Apresentação, limpeza, pintura; 10 - Verificar se está obstruído; 11 - Sinalizações de parede e solo.

Lacre e pino

Adequado ao risco?

Amassados, ferrugem?

Carga

Prazo de validade

Anel de manutenção

56

NOME DA EMPRESA

CONTATO DA EMPRESA

Esse é um modelo clássico de selo de garantia de manutenção do extintor de incêndio. Nele vem as informações básicas como o nome da empresa de manutenção, telefone, validade da garantia, trimestre e ano da manutenção realizada e no quadro da direita, a previsão de realização de teste hidrostático.

DADOS DA EMPRESA REGISTRADA NO INMETRO

Selo de inspeção técnica certificado pelo Inmetro; Na cor vermelha significa que o extintor é novo; Se for amarelo significa que o extintor passou por inspeção e ou manutenção da empresa responsável; Extintores automotivos o selo é azul depois da manutenção; Sua numeração jamais será repetida. A numeração serve para o Inmetro fiscalizar as empresas e prevenir falsificações.

TESTE HIDROSTÁTICO

59

Inspeção visual externa

Condições precárias

Inspeção visual interna

Equipamento para teste hidrostático

Teste de massa de água ou de capacidade

Cilindro com divergência no teste

Funcionamento da câmara de teste

Cilindros aprovados em TH

Cilindros reprovados

IDENTIFICAÇÃO E POSICIONAMENTO DE EXTINTORES

POSICIONAMENTO CORRETO

POSICIONAMENTO EXTINTOR SOBRE RODAS

?

PROTEÇÃO CONTRA INTEMPÉRIES

PROTEÇÃO CONTRA INTEMPÉRIES

CURIOSIDADES

CHINA: TREINAMENTO NA ESCOLA PARA CRIANÇAS

JAPÃO: TREINAMENTO NA ESCOLA

Essas bolas também são lançadas ao fogo, há a detonação, envolvendo todo o material em chamas com o agente extintor, que é o pó químico ABC. Emitem 130 dB de intensidade sonora. Criadas na Tailândia; 14 cm de diâmetro, 1,3Kg de pó, ativa em 3s.

H Sting Wish
Conceito em extintor de incêndio. Também do tipo mirar e atirar.

Este é o simulador de extintor de incêndio da Bullex. Totalmente digital, O extintor emite raios laser e seu painel apresenta um fogo virtual que, como na realidade, ao apontar o feixe de laser para a base do fogo, ele se extinguirá.

Shooter Fire Extinguisher

Este revolucionário equipamento extintor de incêndio, como se fosse uma arma, atira literalmente contra o fogo. Cápsulas de CO2 são arremessadas às chamas para combatê-las. Sem expor o usuário ao calor das chamas, o equipamento possui dispositivo dotado de regulagem de controle de distância

Guardian Home Fire

Extintor com Cápsula de Oxigênio

Armazena em seu interior uma espécie de "granada" com pó químico contido em extintores comuns, que podem ser arremessadas no fogo para que o incêndio possa ser debelado à distância. Além disso, possui dois pequenos tanques de oxigênio que podem ser utilizados em caso de emergência para se respirar em ambiente tomado pela presença da fumaça.

EXTINTOR COM ALARME
Criado para desencorajar o vandalismo ou mesmo furto. Há muitas pessoas que adoram brincar com extintores de incêndio, principalmente com os de água e de gás carbônico (CO2). Com esse sistema, o extintor preso ao ser retirado do suporte, acionará um dispositivo sonoro que informa a ocorrência. O poderoso aviso chega à 120 dB (decibéis) de nível de pressão sonora. Ainda não disponível no Brasil.

HomeHero

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->