P. 1
Coberturas

Coberturas

|Views: 160|Likes:
Publicado pormax_marcelino6849

More info:

Published by: max_marcelino6849 on Apr 09, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/14/2012

pdf

text

original

Coberturas

Funções
Proteção das partes internas da instalação, contra o sol excessivo, chuva, neve, etc.  Dar a inclinação adequada, de acordo com o tipo de telha, para drenar as águas pluviais.  Formar um “colchão de ar”, entre a telha e o forro, melhorando as condições de conforto térmico.

Composição da Estrutura dos Telhados:
Os telhados em sua parte externa assumirá aspecto de superfícies planas que são denominadas “águas” e vertentes. 1) Armadura principal - que compreende a tesoura e respectivos contraventamentos. 2) Armadura secundária ou armação - que compreende o conjunto de terças, caibros, ripas. 3) Cobertura - São representados pelas Telhas.

Tipos de cobertura

Formas especiais

Componentes

LINHAS DO TELHADO
 As linhas do telhado são linhas que resultam do encontro de águas do telhado ou que indicam seus términos. As linhas do telhado convencionais são as seguintes:  a) Cumeeira – linha divisora de águas, de disposição horizontal e localizada nas posições mais elevadas do telhado.  Sendo uma linha divisora, forma-se entre as águas, externamente ao telhado, um ângulo maior que 180º.  b) Espigão – linha divisora de águas, de disposição inclinada, normalmente unindo cumeeiras a alturas diferentes ou cumeeiras a beirais.  Da mesma forma que a cumeeira, por lógica, forma mais que 180º externamente ao telhado.  c) Rincão (água furtada) – linha coletora de águas, de disposição horizontal ou inclinada (com maior freqüência, em coberturas, do rincão inclinado).  Sendo uma linha coletora apresenta menos que 180º externamente ao telhado.

Inclinações recomendadas

Meia tesoura

Estrutura metálica

Terminologia
 1 - Ripas: pequenas peças de madeira, apoiadas sobre o caibro para sustentação das telhas.  2 - Caibros: Peça de madeira que sustenta as ripas. Nos telhados, o caibro se assenta nas cumeeiras, nas terças e nos frechais.  3 - Cumeeira: Terça da parte mais alta do telhado. Grande viga de madeira, que une os vértices da tesoura e onde se apoiam os caibros do madeiramento da cobertura. Também chamada de "espigão horizontal".  4 - Terça: viga de maderia apoiada sobre as pernas da tesouras ou sobre paredes, para sustentação dos caibros, paralela à cumeeira e ao frechal.  5 - Frechal: terça da parte inferior do telhado, sendo assentada sobre o topo da parede, servindo de apoio à tesoura.

• 6 - Tesoura: viga em treliça plana vertical, formada de barras dispostas de madeira a compor uma rede de triângulos, tornando o sistema estrutural indeslocável. • 7 – Perna (asna): Cada uma das vigas inclinadas que compõe a tesoura. • 8 - Linha: Viga horizontal (tensor) que, na tesoura, está sujeita aos esforços de tração. • 9 - Pendural ou montante: Viga vertical no centro da tesoura, que vai da cumeeira à linha da tesoura. • 10 - Mão francesa, escora ou diagonal: São peças de ligação entre a linha e a perna, encontranse, em posição oblíqua ao plano da linha. Geralmente trabalham à compressão. • 11 - Estribo: São ferragens que garantem a união entre as peças das tesouras. Podem trabalhar à tração ou cisalhamento.

Inclinação
• Chama-se inclinação da cobertura o ângulo formado pelos planos das coberturas com o horizonte. Ele é geralmente uniforme em todo o telhado, podendo entretanto ser diverso, caso a planta for de forma irregular. • Se a inclinação for uniforme, ela pode ser definida pela relação entre a altura e a largura da cobertura.

Contraventamento
• São formados por tirantes em cruz para pequenos afastamentos, ou por um sistema qualquer de treliças para tornar o sistema mais rígido. • Sua função básica é a estabilidade das tesouras e resistência lateral do vento.

B -Armadura Secundária
• Compreende o conjunto de peças que apóiam sobre tesouras, a fim de receber a cobertura e transmitir a carga desta às tesouras. • A armadura compõe-se de terças, caibros e ripas.

Terças
• São vigotas que se apoiam sobre as tesouras, • diretamente nas “asnas” ou “pernas” e são pregadas diretamente nos nós, a fim de não flexionar as asnas. • Terça + alta Cumieira • Terça + baixa Frechal e Contra-frechal • O espaçamento entre as terças variam de 1 a 3 m, e elas funcionam como vigas com cargas concentradas.

Subcobertura

Telhas autoportantes

Fibrocimento

Apoio - pontaletes

Captação de água - calhas

Traçado das águas

Inclinação
• • Chama-se inclinação da cobertura o ângulo formado pelos planos das coberturas com o horizonte. Ele é geralmente uniforme em todo o telhado, podendo entretanto ser diverso, caso a planta for de forma irregular. Se a inclinação for uniforme, ela pode ser definida pela relação entre a altura e a largura da cobertura.

calculo da altura da tesoura-2 águas inclinação 25%

8m

20 m

L = 8/2 h=

L=4m (4 X 25)/100 h = 1,00 m

tesoura

4,12 1 4

Telha ondulada brasilit

fiada

D=380

D/2 =

380/2 4,12 - 0,10 =

190 mm 3,93 m

vão liquido =

comp vão liquido cobrimento

2,13

2,13

4,26 3,93 0,33

faixas cobrimento lateral meia onda = 50mm vão telha telha 20 m 19,05 22,99

1,1 0,92

1,05 0,87

total telhas

0,92 m largura x 2,13 comprimento

23 x 2 (faixas) x 2 (lados) = 92 telhas

• Desenhar projeção do telhado – adicionando aprox. 70 cm de beiral em cada dimensão em planta

Deve-se traçar a bissetriz entre as arestas dos beirais, que regularmente resultarão em ângulos de 45º em planta, e dividirão os planos de telhados com mais de 2 águas.

Telhados com mais de quatro águas

• a) prolongar os lados para definir os vértices do quadrilátero • b) desenhar telhado de 4 águas do quadrilátero definido no item a). • c) traçar as bissetrizes dos ângulos da figura original até atingir alguma linha do desenho • 􀃠 bissetrizes cortam o telhado de quatro águas sobre os espigões: tacaniça com beiral que coincide com o corte do vértice do quadrilátero • 􀃠 bissetrizes cortam o telhado de quatro águas sobre espigões e cumeeira: ângulo externo oposto

Cumeeira mais alta
• Então o retângulo com a cummeira mais alta, pela relação p=h/L, sendo p constante, h= pxL; • portanto, quanto maior o L maior o h. O retângulo que possui o maior L é o L8 = 5.30m. • O retângulo BDHJserá então a cobertura principal. Todos as outros coberturas irão penetrar nesta.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->