Você está na página 1de 1

RESPOSTAS GLICÊMICAS EM AULAS DE CICLISMO INDOOR: UM ESTUDO DE

CASO EM DIABÉTICA TIPO I

Renato André Silva, Rafael da Costa Sotero, Leandro Monteiro Silva, Herbert Gustavo
Simões, Maria Fátima Glaner.
Universidade Católica de Brasília (UCB) - Curso de Educação Física, renatoa@ucb.br

Introdução: o ciclismo indoor (CI) tem se tornado uma das modalidades mais praticadas em
academias, seja por pessoas de diferentes idades, gêneros, níveis de condicionamento físico
como também, por indivíduos patológicos. Os diabéticos, por exemplo, podem se beneficiar
de programas de exercício físico (EF) como forma de controle não farmacológico da glicemia,
sendo o CI uma opção de EF para esses indivíduos. Objetivo: analisar a variação glicêmica
antes e após quatro diferentes aulas de CI em uma portadora de diabetes tipo I. Métodos: após
assinar o termo de consentimento livre e esclarecido, uma diabética acometida pela doença há
23 anos e praticante de CI há 3 anos (52,8 Kg; 161 cm; 16,7%GC por impedância bioelétrica-
OMRON), realizou quatro aulas de CI com duração de 50 min cada e com intervalo de 24 h
entre as sessões, sendo: Aula 1- Aeróbia Contínua (65-70% FCmáx); Aula 2- Contínua
Intensiva (±80% FCmáx); Aula 3- Intervalada Anaeróbia (65-90% FCmáx); Aula 4- Controle.
Na Aula 4 a voluntária permaneceu sentada na bicicleta sem realizar EF. Foram realizadas
coletas de sangue capilarizado para dosagem de glicemia (YSI - 2700 SELECT) 10 min antes
e 10 min após as aulas e, medida a freqüência cardíaca durante o EF para o monitoramento
das intensidades prescritas. A voluntária foi instruída a realizar o desjejum padrão e aplicar a
insulina recomendada (ação lenta) com 1h de antecedência da 1ª coleta, e a se manter
hidratada durante as aulas, com a temperatura (17-18°C) e umidade (51-75%) controladas.
Resultados: a variação da glicemia antes e após as aulas está apresentada em valores
absolutos e relativos (sendo: ↓= diminuição; ↑= aumento).
Aeróbia Contínua Intervalada Aula Controle
Contínua Intensiva Anaeróbia
Variação ↓ 86,81 mg\dL ↓113,21 mg\dL ↓19,70 mg\dL ↑138,04mg\dL
da (↓63,4%) (↓57,82%) (↓91,54%) (↑201,57%)
Glicose
Conclusão: observou-se que para esta voluntária a aula contínua intensiva, que foi realizada
na intensidade de 80% FCmáx (próximo ao limiar anaeróbio), apresentou uma maior queda
glicêmica, sendo que o mesmo ocorreu nas demais aulas com exceção da aula controle. Fica
evidente o potencial do CI, em especial das aulas 1 e 2, para o controle da hiperglicemia do
diabético tipo I. Mais estudos são necessários para esclarecer esse comportamento glicêmico
em diabéticos.

Anais do I Congresso Brasileiro de Metabolismo, Nutrição e Exercício. Londrina -


Paraná, pp. 163, 2006.