P. 1
Resenha Crítica Antropologia

Resenha Crítica Antropologia

|Views: 863|Likes:
Publicado porJordan Mascarenhas

More info:

Published by: Jordan Mascarenhas on Apr 12, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/28/2013

pdf

text

original

UCSAL - Universidade Católica do Salvador Curso: Direito Disciplina: Antropologia Profª: Ana Claudia Souza Turma: 21 Turno: Matutino

Componentes: Jordan Mascarenhas, Nilo Cunegundes, Gabriel César, Rafael França, Vital Silvério, Vicente Niella, Thiane Coelho, Adriano Pinto

Resenha Crítica TOLEDO, Luiz Henrique "Por que xingam os torcedores de futebol?" . In: Cadernos de campo - revista dos alunos de pós-graduação em Antropologia. FFLCH/USP, ano 3, nº 3, 1993, p. 20 -28.

1. CREDENCIAIS DO AUTOR

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1988), mestre em Ciências Sociais (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1994) e doutorado em Ciências (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmen te é sócio efetivo da Associação Brasileira de Antropologia, coordenador do programa de pós -graduação em antropologia social da UFSCar e professor adjunto na mesma universidade no departamento de Ciências Sociais. Prêmio FORD/ANPOCS (mestrado - 1996). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana e antropologia das práticas esportivas, festas e corporalidade. Outras obras: Visão de Jogo - Antropologia das Práticas Esportivas
2. RESUMO DA OBRA

O autor do texto aborda o comportamento dos torcedores nos estádios de futebol, explicitando as nuances do ritual futebolístico no decorrer do mesmo e dando ênfase ao uso do palavrão como forma de expressão , tendo como objetivo revelar a hierarquia e os sistemas sociais por trás dos palavrõ es no

o bandeirinha. Além disso. etc. existe um padrão para cada personagem do jogo. são suprimidas entre os torcedores de um mesmo time. Outro ponto de destaque do texto é a nova dinâmica adotada n o estádio onde as diferenças presenciadas no cotidiano como as de classes. arbitragem e qualquer outro individuo relacionado diretamente ao jogo. o que pode ser observado em certas parti das ultimamente. gritos de guerra. os policiais e até mesmo aqueles que não participam do espetáculo. O texto dá exemplos de cantos. . caracterizando-se como uma ação simbólica e como uma nova forma de linguagem só entendida completamente por quem participa do espetáculo do futebol.futebol. Os referentes. por exemplo. tendo cada um uma significação especifica. De inicio são expostas as maneiras de como o grito de guerra surge no futebol e como ele acaba evoluindo dentro de associações como as torcidas organizadas e como o xingamento se insere neste contexto . este aspecto se estende aos gritos de guerra que para serem ouvidos são ditos em uníssono e de forma ritmada. ao próprio time e sua torcida são alusivos à virilidade e à dominação pela força do outro time ou de outras torcidas. enquanto quando usa -se os palavrões para designar a torcida ou o time adversário eles adquirem uma conotação de submissão e subjugo. responsáveis por ditar a postura do torcedor de futebol dentro de seu ritual podem descambar para a transgressão. 3. Ressalta também que estes comportamentos expressivos. baderna e violência quando extravasados dos limites do que é socialmente aceito. hinos e ofensas à torcida adversária. CONCLUSÃO O autor termina por concluir que o palavrão usado durante o jogo de futebol tendem a perder sua rudeza imediata que lhes é peculiar em outras situações para adquirir um valor moral e agir como a mais pura forma de expressão de um individuo e de sua coletividade como torcedor tendo portanto certa tolerância e permissividade . tentando desta maneira mostrar que seu time é superior. agindo todos como uma força focada num único objetivo: o de apoiar sua equipe. jogadores. como o juiz. o técnico.

o que faz com que a leitura do artigo torne -se interessante e de fácil entendimento. devendo ser encarado como um fator sócio-cultural e reflexo de muitos outros aspectos de nossa sociedade. Mostra a partida de futebol como um ambiente diverso. evidenciando que ele não possui o mesmo significado usado nas relações cotidianas. CRITÍCA O texto é esclarecedor ao tratar da questão do xingamento. onde são criadas novas dinâmicas e interações. utilizando-se de exemplos relacionados às torcidas de futebol brasileira. suas denominações e identificações com determinado comportamento ou classe social. O autor consegue se expressar de maneira clara e simples não sendo necessária uma densa pesquisa de termos e assuntos relacionados. trás uma abordagem antropológica de uma sit uação corriqueira no nosso país. além disso. . É um texto interessante para ser trabalhado de forma didática. mostrando para as pessoas que não possuem muita afinidade com o futebol suas particularidades e a força que este esporte exerce em nosso país. ocupando o palavrão papel fundamental nesta relação .4.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->